Redação Pragmatismo
Compartilhar
Exploração Trabalhador 02/Oct/2014 às 12:55
11
Comentários

Os 61 candidatos financiados por empresas que praticam trabalho escravo

Cinco candidatos a governo, seis ao Senado Federal e um à Presidência da República foram bancados por empresas na ‘lista suja’ do Ministério do Trabalho. Confira a relação completa dos políticos

candidatos trabalho escravo brasil eleições
Candidatos ao governo, ao Senado e à Presidência foram financiados por empresas que praticam trabalho escravo no Brasil (Imagem: Pragmatismo Político)

Piero Locatelli, CartaCapital

Empresas flagradas com trabalhadores em situação análoga à escravidão doaram dinheiro a 61 candidatos que disputam a eleição deste ano. Outros seis candidatos são, eles próprios ou suas famílias, donos de empresas que submeteram trabalhadores a esta situação. O levantamento foi feito pela ONG Transparência Brasil e considera todas as doações feitas a estes políticos entre 2002 e este ano, levando em conta a prestação de contas parcial divulgada no início de setembro pelos candidatos.

O único candidato à presidência na lista da instituição é o candidato à presidência Aécio Neves (PSDB). Os candidatos ao governo são Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), Fernando Pimentel (PT-MG), Marconi Perillo (PSDB-GO), Tião Viana (PT-AC) e Wellington Dias (PT-PI). Entre os postulantes ao Senado, estão na lista Antônio Anastasia (PSDB-MG), Helenilson Pontes (PSD-PA), Mário Couto (PSDB-PA), Paulo Rocha (PT-PA), Perpétua Almeida (PC do B-AC) e Ronaldo Caiado (DEM-GO).

Veja aqui a íntegra da lista e das doações recebidas.

Os partidos com o maior número de candidatos financiados por estas empresas são o PSDB, com 11, o PT, com 10, e o PSD, com 8. A lista ainda pode aumentar com as novas doações, já que a totalidade delas só será conhecida após a eleição, em novembro deste ano.

Já os candidatos que a família possui empresas onde foram flagrados casos de trabalho escravo são: João Lyra (PSD-AL), Camilo Cola (PMDB-ES), Urzeni Rocha (PSD-RR), Camilo Figueiredo (PR-MA), Camilo Figueiredo Filho (PC do B-MA) e Janete Riva (PSD-MT), que anunciou sua candidatura após a renúncia do marido, José Riva (PSD-MT), barrado pela Lei da Ficha Limpa.

As empresas da lista que mais financiaram campanhas foram a Laginha, com R$ 4.371.006, a Marabá, com R$ 3.047.310, e a Eplan, com R$ 872.410.

Metodologia

A organização cruzou os dados de seus projetos sobre doações eleitorais (Quem Quer Virar e Às Claras) com a ‘lista suja’, divulgada semestralmente Ministério do Trabalho e Emprego. A lista do ministério inclui empresas e cidadãos em cuja propriedade tenha havido a identificação de trabalhadores submetidos ao trabalho escravo. A Transparência Brasil também buscou os nomes de donos, sócios e administradores à época do flagrante entre os doadores.

O Código Penal considera trabalho análogo a escravidão “a submissão de empregados a trabalhos forçados ou jornada exaustiva, condições materiais ou psicológicas degradantes (violando sua dignidade e seus direitos fundamentais), restrição de locomoção (como cerceamento de meios de transporte e retenção de documentos ou objetos pessoais), servidão por dívida e vigilância ostensiva a fim de reter o empregado no local.”

Atualmente, deputados e senadores tentam afrouxar o conceito de trabalho escravo descrito no código. Este movimento é uma reação à aprovação de uma emenda à constituição que destina à reforma agrária (no campo) ou à moradia (na cidade) os locais onde forem encontrados trabalhadores escravos.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. Emmanuel Postado em 02/Oct/2014 às 18:08

    Como é possível um partido que se denomina comunista, aceitar financiamento de campanha de grandes empresas privadas? Ainda mais intrigante é que se trata de capital sujo, oriundo da exploração de trabalho análogo a escravidão... Que vergonha. Marx está se debatendo na cova.

    • raphael_subversivo Postado em 03/Oct/2014 às 13:41

      Por isso que chamamos eles de PSEUDOB hahaha de comunista, só o nome...

  2. Pereira Postado em 03/Oct/2014 às 09:09

    Bahh !!! Quem não sabe que o socialismo no mundo é bancado por metacapitalistas da envergadura de George soros ? Quem não sabe que essas ongs são subsidiadas por outras famílias dinásticas, participantes do grupos Bilderberg como rockfeller , ford e maccarthur ?

    • raphael_subversivo Postado em 03/Oct/2014 às 13:43

      Socialismo??????? que drogas vcs estão usando, desde quando grandes capitalistas são socialistas???? eles por acaso defendem a socialização dos meios de produção e o empoderamento do trabalhador sobre suas próprias ''propriedades''?? vcs estão bem? já foram no psiquiatra hj?

    • camila Postado em 16/Oct/2014 às 11:16

      Olavete conspiratória na área! hahahahahah Ótimo raciocínio, grandes empresas CAPITALISTAS financiando um SOCIALISMO. Aham. Por que isso faz sentido pra ti?

  3. raphael_subversivo Postado em 03/Oct/2014 às 13:42

    Regime comunista? vc quer dizer um governo comunista??? han? tu nem sabe do que ta falando filho, além do mais, mais escravocrata que o capitalismo não há...

  4. Rui Ribeiro Postado em 03/Oct/2014 às 13:46

    E no comunismo os trabalhadores são supervalorizados não é? A China é um grande exemplo. O Discurso socialista/comunista é mesmo engraçado. Condenam o capitalismo, mas são ricos e aceitam doações de empresas capitalistas, vai entender.

    • camila Postado em 16/Oct/2014 às 11:17

      A China é comunista?

  5. Eliana Postado em 03/Oct/2014 às 18:26

    Pôxa... não vi nenhuma foto de cadidato do PT... Verdade seja dita!

  6. Rodrigo Postado em 03/Oct/2014 às 21:41

    E Dilma não conta? Ela é financiada pela Friboi que recebeu empréstimos milionários do bnds e adivinhe, é processada por trabalho escravo. http://www.midianews.com.br/conteudo.php?sid=24&cid=125715

  7. Abel Postado em 28/Apr/2015 às 10:19

    Que verdade, Eliana? Se você não conhece as pessoas na foto, não fale somente o que pensa ainda mais porque Welligton Dias (PT-CE), Governador do Ceará é o primeiro da foto. Agora pare e pense como seria essa capa na revista Veja!!