Redação Pragmatismo
Compartilhar
Eleições 2014 14/Oct/2014 às 14:37
28
Comentários

Lobão e Coronel Telhada participam de evento de artistas pró-Aécio

Em ato pró-Aécio, Lobão, Coronel Telhada e alguns globais falam em medo de 'golpe comunista' no Brasil. Grupo cogita votar no “partido do Satanás” contra Dilma ou “fugir para Miami” caso ela seja reeleita

lobão artistas aécio neves voto
Lobão e outros artistas pró-Aécio ameaçam fugir para Miami no caso de reeleição de Dilma (Foto: Marlene Bergamo/Folhapress)

Era para ser uma manifestação cultural de artistas e intelectuais em favor do candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves. Mas foi o discurso do medo que deu o tom no evento com o cantor Lobão e alguns artistas da Rede Globo, nesta segunda-feira 13, em São Paulo. Para uma plateia de aproximadamente 100 pessoas, o grupo defendeu a ideia de que está em curso uma perseguição por parte do governo contra adversários, uma nova ditadura à espreita, risco de morte, ameaça de golpe comunista e até uma atmosfera stalinista no Brasil. Aterrorizados com esses fantasmas, os convidados falaram em votar, inclusive, no “partido do Satanás” contra a presidenta e candidata PT à reeleição, Dilma Rousseff. Também foi defendido “se mudar para Miami”, nos Estados Unidos.

VEJA TAMBÉM: Ato de artistas pró-Dilma reúne mais de 2 mil no Rio de Janeiro

O ato aconteceu no Teatro Frei Caneca, no shopping de mesmo nome, na região central de São Paulo. Dos 600 lugares do teatro, pouco mais de 100 estavam ocupados. Houve distribuição de material de campanha e estiveram presentes alguns membros do PSDB, como os deputados recém-eleitos Floriano Pesaro e Coronel Telhada, além do vereador Andrea Matarazzo — Aécio e seu vice, Aloysio Nunes, não participaram. Também não apareceram outros convidados, como Denise Fraga, Regina Duarte, Irene Ravache e Lima Duarte. Representaram a classe artística Fulvio Stefanini, Lucia Verissimo e Odilon Wagner. Além de Lobão, o autor dos ataques mais incisivos ao PT e o governo Dilma feitos no encontro. Telhada, que foi comandante da Rota e elegeu-se deputado estadual com uma plataforma voltada para o aumento da repressão policial, justificou sua presença em um ato de “artistas e intelectuais” afirmando que “a PM também tem fanfarra”.

“Hoje em dia a gente tem uma atmosfera totalmente stalinista no Brasil. Os professores do Estado são todos comunistas”, afirmou o cantor assim que chegou ao evento, em referência ao famigerado líder da União Soviética. Para Lobão, o governo prepara um golpe comunista. “Você não vê o que é a Venezuela, o que está acontecendo na Colômbia, o que está acontecendo na Bolívia, no Equador? A Lei 8.243 institui os sovietes no Brasil”, complementou ao citar o decreto que instituiu o Sistema Nacional de Participação Social (SNPS), que aumenta a participação social nas decisões do Executivo.

artistas ato aécio
Em ato de artistas pró-Aécio, apenas 150 dos cerca de 600 lugares estavam ocupados (Foto: Marlene Bergamo/Folhapress)

Ainda na entrada do evento, em um amplo salão no 7º andar do shopping, reservado somente para o evento do PSDB, Lobão disse que corre risco de morte. “Estou na lista negra do PT, estou ameaçado de morte. Se a coisa continuar nessa progressão sistemática, eu forçosamente tenho que sair do Brasil”, disse em tom alarmante antes de distribuir abraços, atender sorridente os militantes e tirar fotos com todos os desconhecidos que pediam.

Depois de se encaminharem para o teatro para o início do ato, discursaram rapidamente Pesaro e Matarazzo, diante de um público modesto e sob uma enorme bandeira do Brasil. Os dois alegaram compromissos para deixar o ato logo em seguida. Telhada fez o mesmo. Foi então que o ator Fulvio Stefanini assumiu o microfone: “O povo brasileiro está descrente. Todos os dias eu vejo gente querendo mudar para Miami [nos Estados Unidos]. É impressionante. Acho que nós deveríamos ficar aqui e dar as passagens para o Lula e para a Dilma. Eles vão, a gente fica”, disse. Antes que pudesse continuar, recebeu uma sugestão d destino para o ex-presidente de vindas de senhoras de idade da terceira fila: “Cuba!”, gritaram. O ator concordou com a sugestão.

Na sequência, Lucia Verissimo foi convidada a falar. Assim como os demais, disse que se sente perseguida, mas não especificou se pelos colegas de profissão, por militantes de outros partidos ou se pelo governo. “Antes eles usavam verde oliva e falavam que iam te matar. Agora não”, disse ao comparar a ditadura civil-militar com o governo Dilma. Elogiou, então, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, por quem diz ser “enlouquecida”. E complementou: “chamo ele de meu imperador”.

Pouco depois, porém, Veríssimo foi modesta sobre suas análises. “Eu não entendo muito de política”. “Se eu contar para vocês tudo o que eu já passei por ser contra (o PT). Já me disseram: ‘se você votar no Aécio, ele vai privatizar até o seu c…’ E eu respondi: ‘mas ele sempre foi privado’”, acrescentou a atriz ao arrancar risos da plateia.

O último a falar foi o empresário e advogado Sérgio Dantino, que agencia carreiras de famosos, e resumiu o espírito dos presentes: “Se tivesse no segundo turno um partido do Satanás e o PT, eu votava no partido do Satanás”.

Renan Truffi, CartaCapital

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. Leici Postado em 14/Oct/2014 às 14:50

    Mas que vão todos para Miami, o povo brasileiro não precisa de Lobão e congêneres. Se bem que o caso dele tá mais para ir pro hospício: medo de ditadura comunista no Brasil é pra acabar...

    • Rosa dos Ventos Postado em 14/Oct/2014 às 15:28

      eu pipoquei de rir com essa piada, digo, evento protagonizado pelo Bobão, bem Lambão, não... Lobão. um verdadeiro FeBeAPá (festival de besteira que assola o país)

  2. André Postado em 14/Oct/2014 às 14:51

    Ditadura petista???!!! Ué... mas não é o PSDB que consegue convencer a Justiça de que as greves agora são ilegais? ...

    • Natália Postado em 14/Oct/2014 às 15:03

      Pois é, André. Eu não sei que diabos é essa porcaria de ditadura petista! Se fosse ditadura eu queria saber se a Presidente receberia tantas críticas da mídia e se o povo poderia xingá-la em eventos públicos. Depois dizem que são os petistas os terroristas com o discurso do medo. Ahhhh vá

  3. Antonio Comodaro Postado em 14/Oct/2014 às 15:07

    São patéticos kkkkk

  4. Harry Postado em 14/Oct/2014 às 15:18

    Mais um motivo para votar na Dilma. Lobão e essa turminha irem pra Miami.

  5. Vinicius Postado em 14/Oct/2014 às 15:25

    Alguém tem que avisar pro tal do Sergio Dantino que ele já está votando no partido do "Satanás"... em relação ao resto, mais do mesmo, discursos de perseguição e comunismo são comuns para esse tipo de "formador de opinião". É o discurso do medo, afim de alarmar a população e votar junto, isso sim podemos chamar de terrorismo.

  6. Angélica Postado em 14/Oct/2014 às 15:28

    Esse discurso de medo do comunismo é muito hilário. Esses "pensadores" ainda se prestam hahahaha, o mais engraçado foi: "... dos 600 lugares apenas pouco mais de 100 estavam ocupados.." grande artistas são esses que não conseguem nem lotar um teatro de 600 lugares.

  7. Rege Tigre Postado em 14/Oct/2014 às 15:34

    Parece evento da ARENA

  8. Sandra Postado em 14/Oct/2014 às 15:34

    Tô impressionada com a lotação da casa. kkkkkkkkkkkkk

    • poliana Postado em 14/Oct/2014 às 20:08

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. mas n é bem verdade?! rsrsrsrsrrs

      • Onda Vermelha Postado em 15/Oct/2014 às 03:11

        Kkkkk! Sandra o ato pró-Dilma com os intelectuais e artistas no Rio de Janeiro reuniu duas mil pessoas numa segunda-feira. Lotação esgotada! E centenas de pessoas tiveram que acompanhar por um telão do lado de fora do teatro.

  9. KARINA BB Postado em 14/Oct/2014 às 15:35

    Genteee,,,,desde quando alguem vai se dar ao trabalho de ameaçar esse lixo chamado Lobao,puts ,quem leva esse imbecil a serio corre o serio risco de relinchar

  10. Sabrina Postado em 14/Oct/2014 às 15:49

    Ri muito alto. Gente, esse povo todo tá com mania de perseguição, deviam todos ir ao psiquiatra. Em Miami, que é a cara deles. Quanta burrice junta, tenho vergonha por eles que não tem.

  11. Weslei Prado Postado em 14/Oct/2014 às 16:00

    Ok, mas uma coisa está martelando minha cabeça. De onde sai esse ódio ao PT? Porque até onde sei, em 89 ele foi em plena REDE GLOBO cantar no DOMINGÃO FAUSTÃO o famoso "jingle" Lula Lá.

    • Ester Spiazzi Postado em 14/Oct/2014 às 16:09

      Quando penso que já vi de tudo nessa vida. Vejo uns loucos, pensando que estão em 1800 discutindo as teorias da conspiração. Essa é pra rir mesmo.

  12. Paulo Postado em 14/Oct/2014 às 16:19

    Nada mais Rock'n roll que se mudar pra Miami com medo de golpe comunista imaginario! Esse sim é do Rock!

  13. Daniel de Souza Postado em 14/Oct/2014 às 16:28

    O cara está com medo de ser assassinado e diz que vai fugir do país devido a um golpe que está em curso. Lobão sinceramente, nem sei o que dizer.

  14. André Luiz Bezerra Postado em 14/Oct/2014 às 17:44

    Ao meu ver teve poucas pessoas penso que não surtirá muito efeito o discurso, pois deve-se ter foco em quantitativo de pessoas não somente as elites normalmente falando, e sim o povo deve ser chamado para esse evento, pois penso eu que não foi bem organizado, pois com certeza eu faria melhor.

  15. Carlos Prado Postado em 14/Oct/2014 às 18:57

    Não pode isso não, tem que fuzilar estes pró-aecio!

  16. Deisi Postado em 14/Oct/2014 às 19:22

    Alguns sem fama que vivem no ostracismo pregando terror, os convidados com maior relevância faltaram, o ato foi tão significativo que nem o Aero e Aloysio 300 mil participaram. Maio ou menos 100 pessoas, que vergonha alheia. Vão para Miami, pois não fazem falta alguma, se é por falta de tiau, sumam e não voltem mais.

  17. Cristiane Carvalho Postado em 14/Oct/2014 às 20:53

    Afe... parece um monte de doido totalmente fora da realidade... ainda bem que são bem poucos.

  18. Celio Bernstein Postado em 14/Oct/2014 às 22:32

    Ditadura comunista? Atmosfera stalinista? Que é isso!!! Eu queria ter participado deste evento, devia estar mais engraçado do que os shows de stand-up do Danilo Gentili.

    • Valter Augusto Postado em 15/Oct/2014 às 09:30

      Foi muito engraçado mesmo!E só tinha 100 pessoas na casa!Faltou divulgação.

  19. Carlos Postado em 15/Oct/2014 às 03:53

    Esses são artistas que trabalham, "artistas" metidos a comunas que fazem "arte" geralmente porcaria isso tem de monte.

    • Valter Augusto Postado em 15/Oct/2014 às 09:20

      Artistas que trabalham?O Lobão não grava há anos e quase não faz shows."'artistas' metidos a comunas que fazem 'arte' e blábla´..."Agora vc vem nos dizer do alto da sua autoridade quem é artista e quem não é.Carlão,na boa,cale-se.

    • Valter Augusto Postado em 15/Oct/2014 às 09:28

      O que eu posso dizer pra essa galera?Boa viagem!Vão em paz e,por favor,não voltem!

  20. Wiliam Oliveira Postado em 15/Oct/2014 às 12:27

    Pra começar, eu por enquanto sou um admirador do músico Lobão. Até recentemente gostava de algumas (é, algumas mesmo) tiradas dele sobre a relação política vs. meio artístico (principalmente sobre a Lei Rouanet). Porém, infelizmente, ele se transformou num repetidor de clichês e colunista de um periódico de merda (que acha que é imparcial), colocando em xeque qualquer possibilidade de leitura mais favorável aos seus textos. _ O Lobão há anos entrou no grupo daqueles que fazem parte do ostracismo artístico (é só observamos os nomes dos globais adidos ao "manifesto"), que vivem de aparições meteóricas, de um passado reluzente e de declarações polêmicas sobre a situação atual do meio em que convivem. _ Aliás, figuras como essa (se incluirmos Marina, Malafaia e afins) estão fazendo um grande favor à candidatura da Dilma: só a fortalece. É notório que muita gente que não deu voto a qualquer um dos presidenciáveis no 1° turno votará na Dilma muito pelo medo da influência que essas criaturas podem ter num suposto governo do playboy das alterosas. _ Aliás, vamos combinar: o Aécio é uma criatura tão insignificante que as más companhias dele dão muito mais temor que ele mesmo.