Redação Pragmatismo
Compartilhar
Eleições 2014 28/Oct/2014 às 17:54
15
Comentários

Jean Wyllys e Luciana Genro celebram vitória de Dilma

Luciana Genro e Jean Wyllys comemoram vitória de Dilma: "Tem momentos históricos em que a gente precisa se unir para impedir um retrocesso, para não perder o que conquistamos"

jean wyllys luciana genro dilma

Jornal GGN

Luciana Genro comemora vitória de Dilma, alertando que a luta da esquerda ainda se manterá: “Nesta vitória da Dilma o que mais me alegra é ver os comentaristas da Globo se lamentando e saber que os reacionários viram os seus planos de ganhar mais força frustrados. Venceu o PT contra o retrocesso”, disse a ex-candidata a presidência pelo PSOL pela rede social Facebook.

Diante de seu posicionamento de críticas, tanto ao PSDB, quanto ao PT, na disputa de primeiro turno, Genro ressaltou o papel da esquerda: “Menos mal. Mas é a esquerda que abandonou suas bandeiras que abriu espaço para o PSDB crescer tanto. Por isso não abrimos mão de ser oposição e construir uma esquerda coerente. Nossas lutas não são decididas nas urnas mas sim nas ruas. É lá que estaremos sempre!”, completou.

A mesma posição teve o deputado federal pelo PSOL Jean Wyllys: “Não passarão, a gente disse — e não passaram! (…) Tem momentos históricos em que a gente precisa se unir para impedir um retrocesso, para não perder o que conquistamos, mesmo que esteja aquém dos nossos sonhos e utopias”, iniciou.

“A eleição do Aécio Neves teria sido uma tragédia para o Brasil não apenas pelo que ele mesmo representa, com sua arrogância machista, seu macartismo vintage, seu neoliberalismo radical e seu udenismo, falso como todo udenismo, mas também pelo conteúdo que sua campanha representou”, completou.

“Decidi apoiar a Dilma e me engajar na campanha dela — porque, como eu já disse, jamais votaria dentro do armário, escondendo minha posição aos meus eleitores — apesar de todas as críticas que eu tenho ao seu governo e apesar de todos os custos que isso me causou no interior do meu partido, que estava dividido entre o voto nulo e o apoio crítico à Presidenta. (…) Aos meus companheiros de partido, peço compreensão e desculpas pelos ruídos que essa campanha possa ter causado”, disse Jean Wyllys, também em sua página no Facebook.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. Letícia Postado em 28/Oct/2014 às 18:11

    Dois políticos extremamente coerentes. Apoiaram, mas não vão deixar de fazer oposição ao governo, e tem que fazer mesmo... Agora é hora de puxar pra esquerda!! Reforma política já!!!

  2. poliana Postado em 28/Oct/2014 às 18:12

    Eh..mas durante o 2* turno, a liciana genro poderia ter feito como o jean willys e apoiado publicamente a reeleição de dilma...justamente pra evitar o retrocesso q ela tanto fala...mas preferiu ficar neutra. Mas tudo bem...no final deu tudo certo!

    • poliana Postado em 28/Oct/2014 às 21:52

      Luciana*.

    • Thaís Postado em 29/Oct/2014 às 09:39

      Não faria diferença alguma, todo mundo que votou na Luciana no primeiro turno, votou Dilma no segundo de qualquer maneira.

      • dafner Postado em 29/Oct/2014 às 13:46

        Nem todos Thais, se a Luciana tivesse se posicionado talvez não teria votado nulo. O PT decepcionou e se tornou um balcão de negócios, e de acordos com os piores políticos/conservadores que o Brasil já teve (Collor, Maluf, Sarney e etc)... Mas entre os dois ainda era a única opção, fiquei entre Dilma e anular.

  3. Pedro Postado em 28/Oct/2014 às 18:24

    Nosso companheiro Renan Calheiros irá trancar a pauta da reforma política. Esperem e verão.

  4. Letícia Postado em 28/Oct/2014 às 19:54

    Dois lindos <3

  5. Sabrina Postado em 28/Oct/2014 às 20:27

    Poliana, o playboy já estava acusando a Luciana Genro de braço do PT em pleno debate, agora você imagina se ela apoiasse Dilma no 2 turno, sem falar que ela ficaria perto ( exagero aqui, rsrsr) da atitude de Osmarina ( vulgo Marina) que desconstrói o adversário e depois o apoia. Ela precisava ser coerente com as próprias idéias, inclusive para resguardar próximas candidaturas, o que creio que Osmarina não conseguiu nem de longe. Mas, o PSOL e a Genro declararam nenhum voto ao PSDB.

    • poliana Postado em 29/Oct/2014 às 11:31

      Sabrina, n acho q se ela apoiasse a dilma no 2* turno, ela se daria um tiro no pé como a marina silva não. Até pelo posicionamento dela nesse momento, era nítido q ela preferia o pt. Ela poderia fazer como seus companheiros de partido, jean willys e o BRILHANTE marcelo freixo fizeram...ambos teceram duras críticas ao gov do pt e deixaram isso claro, e em seguida, declararam publicamente, apoio à reeleição de dilma. O marcelo freixo, aliás, foi brilhante! O texto q ele publicou no facebook explicando o pq de seu apoio a dilma foi genial. Sonho com o dia em q marcelo freixo se torne o presidente da república. O cara eh sensacional! Mas enfim...

    • Thiago Postado em 31/Oct/2014 às 15:16

      Se Luciana foi braço do PT, então Eduardo Jorge foi braço, perna e o resto do corpo todo do PSDB. Teve um momento do debate que pensei que Aécio fosse dar um beijo na boca do candidato do PV.

  6. Sabrina Postado em 28/Oct/2014 às 21:44

    Concordo com dois lindos <3 *-*

    • KARINA BB Postado em 28/Oct/2014 às 22:05

      Ai sabrina,tambem amo esses dois S2 S2 ;) (;

  7. ricardo Postado em 28/Oct/2014 às 21:54

    ué, pensei que a Luciana fosse neutra... bora puxar o saco para não ficar desempregada....

  8. sleiman Postado em 29/Oct/2014 às 11:33

    Luciana Genro, por pouco e porque foi inconsequente com sua "neutra" posição, teria contribuindo para o caos , se os reacionários vencessem. Acredito muito que ela errou. Agora é que , ainda que superficialmente, elogia a vitória de Dilma, pois sabe muito bem que este Governo será bem mais acessível do que o outro seria. Gosto de sua firmeza. O problema é que, às vezes, também se mostra firme, defendendo idiotias...

  9. Pereira Postado em 29/Oct/2014 às 12:01

    A luciana genro votou no sujo ou no mal lavado ?