Redação Pragmatismo
Compartilhar
Eleições 2014 29/Oct/2014 às 17:00
13
Comentários

Imagens revelam que Sarney votou em Aécio

Imagens flagram o momento do voto de José Sarney. Mesmo usando no peito o broche da presidente Dilma, o cacique do PMDB optou por Aécio Neves

Imagens produzidas pela TV Amapá, retransmissora da Rede Globo no Estado, revelam que o senador José Sarney, mesmo usando broche da presidente Dilma Rousseff (PT), na hora de digitar o voto optou pelo candidato Aécio Neves (PSDB) no último domingo 26.

Sarney vota no Amapá desde que transferiu o domicílio eleitoral do Maranhão para o Estado, onde se elegeu senador logo após deixar a presidência da República. Recentemente, às vésperas do prazo para o registro de candidatura, o senador anunciou que estava desistindo de disputar novamente o pleito.

Provavelmente pesou na decisão de Sarney a forte oposição do PT do Amapá e a falta de apoio da direção nacional do partido da presidente Dilma. O senador esperava obter apoio da direção nacional para impedir que o PT local lançasse a atual vice-governadora Dora Nascimento (PT) como candidata ao Senado.

O peemedebista foi aliado dos petistas durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e manteve a aliança durante o governo Dilma indicando inclusive ministros, como Edison Lobão, das Minas e Energia. Vale lembrar que Sarney também foi aliado do PSDB na época em que o Brasil era governado por Fernando Henrique Cardoso.

Assista abaixo as imagens, que mostram que, mesmo usando broche da atual presidente, Sarney votou contra ela.

No vídeo seguinte, a reportagem da TV Amapá, que manteve a imagem distante para não violar a lei eleitoral:

247

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. poliana Postado em 29/Oct/2014 às 19:05

    esperar o q desse ser? dessa família? chupa sarney! dilma reeleita! e teu candidato no maranhão perdeu tb!!! choraaaaaaa coronel!!!

  2. Jefferson Postado em 29/Oct/2014 às 19:09

    Que traíra , ainda bem que está saindo da vida pública!!!

  3. Leonardo Postado em 29/Oct/2014 às 19:57

    Esse é o tipo de gente em que o PT se alia.

    • Cícero Postado em 30/Oct/2014 às 09:34

      Este é o tipo de gente que verdadeiramente se alia ao PSDB.

  4. thales Postado em 29/Oct/2014 às 20:25

    Pessoal do blog, vcs sabem que o que essa notícia é ilegal? Independente de quem seja a confidencialidade do voto é inviolável e garantida por lei!!! Mais atenção com as notícias. Mesmo q vcs não tenham feito as imagens estão divulgando e perpetuando uma violação da lei

  5. Fulano Postado em 29/Oct/2014 às 20:47

    Vocês sabem que o voto é secreto, né?

    • Leona Postado em 30/Oct/2014 às 17:36

      Vão fechar toda a internet agora. Para de defender teu coronel rapaz. Internet é livre.

    • Daniel Santana Postado em 30/Oct/2014 às 23:48

      A internet não está isenta da lei, crime é crime em qualquer lugar do mundo. Por mais que eu não goste deste senhor, todos têm os mesmos direitos.

  6. Caio Postado em 29/Oct/2014 às 21:05

    E o pmdb vetando o decreto, a verdadeira praga do brasil, e o conservadorismo esta ganhando usando a mascara da esquerda.

  7. Carlos Santos Postado em 29/Oct/2014 às 22:19

    Sarney tem o direito de votar em quem bem desejar e ao segredo do seu voto. Esses direitos foram violados. O operador de câmera que gravou o voto e a emissora que transmitiu a gravação cometeram um crime. Os responsáveis pela seção eleitoral foram cúmplices se deixaram que o direito de Sarney ao sigilo de seu voto fosse violado.

    • ademar Postado em 30/Oct/2014 às 09:18

      Carlos você tem razão quanto ao crime eleitoral cometido, porém isso ficou sem relevância significativa diante do simbolismo e representatividade do que este gesto de um ex-presidente apoiando um candidato formalmente e publicamente votar em outro.

      • Selton Postado em 30/Oct/2014 às 18:08

        Essa "representatividade" e esse "simbolismo" em nada justificam a filmagem. Frente as urnas, os eleitores, sendo eles figuras públicas ou não, são todos iguais e por assim sê-los, seus direitos de segredo ao voto DEVEM ser assegurados. É uma pena que em um país que parece ter dado a justiça férias permanentes, nada será feito contra o cinegrafista. Além disso, em minha opinião nenhum crime é irrelevante, ainda mais aqueles que maculam o que foi conquistado outrora, mais especificamente, em 1988.

  8. Pedro Henrique Postado em 31/Oct/2014 às 02:22

    Num sei o que é pior: o cara ser um traíra ou o direito de voto secreto dele não ter sido respeitado