Redação Pragmatismo
Compartilhar
Desenvolvimento Brasileiro 16/Oct/2014 às 16:15
0
Comentários

Aeroportos brasileiros têm menor índice de atraso em 10 anos

Menos de 8% dos voos atrasaram mais de 30 minutos nos aeroportos nacionais, conforme relatório da Agência Nacional de Aviação Civil

aeroportos nacionais  melhor indice pontualidade

Concessão de grandes aeroportos; direito a informação e assistência material aos passageiros em atrasos e cancelamentos de voos; divulgação dos percentuais de atraso durante a venda de bilhetes; e novas regras para alocação de slots em aeroportos coordenados. Esses são os principais motivos, segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), para o Brasil bater, em 2013, o recorde de pontualidade de voos nos últimos dez anos. Os dados estão no mais recente anuário da agência, divulgado nessa segunda-feira (13).

O Anuário Estatístico do Transporte Aéreo de 2013 destaca que o percentual de atrasos superiores a 30 minutos atingiu o seu menor nível desde 2004, tendo sido de 7,89% do total de voos. Isso representa uma redução de 28,9% em relação a 2004, quando o índice foi de 11,09%.

Leia também: Privatização vs concessão: um ponto final na falsa polêmica

“Melhorar esses índices é uma meta diária do setor de aviação civil do Brasil, porque há passageiros todos os dias, e cada vez mais”, afirmou o ministro da Aviação Civil, Moreira Franco. “Um país continental como o nosso, no qual avião se tornou um meio de transporte de massas, tem o desafio de não apenas manter, mas de reduzir ainda mais os percentuais de atraso à medida que o sistema cresce. Mostramos na Copa que isso é perfeitamente possível com investimento em infraestrutura e planejamento da operação.”

Ainda em relação aos voos realizados no ano passado, o mês de outubro foi o que registrou os menores percentuais de atrasos: 4,3% de atrasos superiores a 30 minutos. Já o mês de dezembro, o preferido para as viagens de férias, teve os maiores percentuais de atrasos: 13,9% de atrasos superiores a 30 minutos.

Portal Brasil

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários