Preencha o nome e sobrenome!
Administrador(a)
Compartilhar
Eleições 2014 30/Oct/2014 às 12:13
10
Comentários

Aécio usou pesquisa comprovadamente falsa em debate e no guia eleitoral

Aécio usou pesquisa com dados enganosos. Lei Eleitoral diz que a comprovação de irregularidade em dados publicados de pesquisa sujeita os responsáveis às penas de seis meses a um ano de detenção e multa

aécio pesquisa veritá minas

Informações de uma pesquisa de intenção de voto do instituto Veritá usadas na propaganda de segundo turno do tucano Aécio Neves são comprovadamente enganosas.

Quem confirma é o próprio dono do instituto que fez o levantamento, Adriano Silvoni. E também o estatístico responsável pelas pesquisas do Veritá, Leonard de Assis.

A informação infundada era a liderança de Aécio em Minas Gerais com 14 pontos de vantagem sobre Dilma Rousseff (PT): uma pesquisa que o mostrava com 57% ante 43% da petista.

O enredo que levou o PSDB a propagar esses números começa em 6 de outubro, logo após o primeiro turno, quando o Veritá conclui uma pesquisa nacional para presidente com 5.161 entrevistas, estudo registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o código BR-01067/2014.

Tanto o número de entrevistas quanto os municípios de coleta de dados foram definidos pelo Veritá para retratar a disputa eleitoral no Brasil como um todo.

O total de eleitores ouvidos em Minas era suficiente para compor o quadro nacional, mas insuficiente para retratar a realidade local.

Assim, a pesquisa apontou Aécio com 54,8% em todo o Brasil contra 45,2% para Dilma, diferença de 9,6 pontos.

Segundo Assis, dias após a divulgação desse placar, o publicitário Paulo Vasconcelos, responsável pela propaganda de Aécio, pediu para que o Veritá fornecesse os dados das entrevistas feitas só em Minas.

“O estudo não foi feito com essa finalidade”, diz. Silvoni, o dono do Veritá, confirma: “Para Minas, foram 561 questionários. Não é confiável”.

Mesmo assim, eles acabaram autorizando o envio dos dados. “Eu falei: ‘pode pegar, mas cite, por favor, que não representam a realidade de Minas’”, lembra Assis.

Se fez mesmo o alerta, não adiantou. No dia 14 de outubro, às 17h06, o site do jornal mineiro “Hoje em Dia” publicou que, segundo o Veritá, Aécio tinha 57% dos votos de Minas contra 43% de Dilma, uma vantagem de 14 pontos.

Em seguida, a campanha do PSDB começou a distribuir um release dizendo que o tucano estava 14 pontos à frente no Estado. E na mesma noite, dirigindo-se a Dilma no debate da Band, o próprio Aécio citou: “Pesquisas [em Minas] mostram que estou mais de 10 pontos na sua frente”.

VEJA TAMBÉM: Instituto de pesquisa Sensus deve explicações ao Brasil

Na época, o PT explorava a derrota do tucano entre os mineiros no primeiro turno. Na TV, a campanha de Dilma repetia: “Quem conhece Aécio não vota em Aécio”.

No dia 15, os números não representativos do Veritá passaram a ser mostrados também na propaganda de TV do PSDB, que atribuiu a informação ao jornal “Hoje em Dia”.

“Eles não podiam usar nesse contexto”, diz Assis. “Nós avisamos […] Usou na garganta. Não representa Minas. Não é o real cenário do Estado.”

A Lei Eleitoral diz que a comprovação de irregularidade em dados publicados de pesquisa sujeita os responsáveis às penas de seis meses a um ano de detenção e multa.

Assis afirma que, ao entregar uma tabela com percentuais não representativos de cada Estado, fez questão de incluir uma nota sobre a não validade das informações.

No rodapé do documento que ele diz ter enviado, consta: “Resultados apresentados nesta tabela em cada Estado não podem ser considerados como estimativa do mesmo pois a pesquisa não foi planejada com tal objetivo”.

Além do problema dos números enganosos, a pesquisa do Veritá pode ter sido registrada de forma fraudulenta. No TSE, consta que o Veritá é, ao mesmo tempo, o contratado e o contratante do estudo, orçado em R$ 300 mil.

Dias atrás, num fórum de debates na internet que reúne profissionais da área de pesquisa, Leonard de Assis afirmou que o formulário do TSE foi preenchido dessa forma porque “o contratante [real] não quis aparecer”.

SAIBA MAIS: FOLHA

Recomendados para você

Comentários

  1. Weslei Prado Postado em 30/Oct/2014 às 12:33

    Por isso eu não confio em pesquisas...

  2. KARINA BB Postado em 30/Oct/2014 às 12:38

    Onde esta a veja com uma capa da revista,cadê Bonner com cara de indignaçao profunda,cade lobao,sherazade,maynard e tantos outros,,,,,??????!!!!!!! INDIGNAÇAO SELETIVA !!!!!!?????? É esse tipo de coisa que me faz ir às urnas e teclar 13 SO DE RAIVA,E VOU CONTINUAR FIGITANDO 13 com o dedo engessado,so de odio,

  3. Thiago Teixeira Postado em 30/Oct/2014 às 12:42

    Acabou a Eleição. Perderam esses coxinhas. Até a futura surra de 2018 em primeiro turno!

  4. Carla Postado em 30/Oct/2014 às 13:36

    Aécio sua carreira acabou. E reze para não ir preso, coisa que duvido muito, lamentavelmente.

  5. poliana Postado em 30/Oct/2014 às 13:45

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!! PATÉTICOS!!!!! demos a resposta nas urnas no dia 26/10! o resto é história!!!! realmente bonner e demais coxinhas: QUEM RIR POR ÚLTIMO RIR MELHOR! kkkkkkkkkk...

  6. j.elias Postado em 30/Oct/2014 às 15:11

    Colocaram o salto alto no Aécio e foi bom para o PT

  7. poliana Postado em 30/Oct/2014 às 17:19

    “Eles não podiam usar nesse contexto”, diz Assis. “Nós avisamos [...] Usou na garganta. Não representa Minas. Não é o real cenário do Estado.” tá...e pq o senhor n veio a público na época em q a pesquisa foi usada na campanha do tucano? agora está com medo de ser punido criminalmente por ter sido conivente com este estelionato eleitoral?! achou q a verdade nunca viria a tona!?

  8. J Eduardo Postado em 30/Oct/2014 às 18:28

    Só falou agora porque o playboy perdeu. Se o resultado tivesse sido outro nunca teríamos conhecimento dessa fraude.

  9. Dilson Postado em 30/Oct/2014 às 19:19

    Simples, agora é jogo de empurra para se proteger em caso de ação legal, ou de danos a imagem que ponha carreiras e a credibilidade num buraco ainda mais profundo. São uns sínicos, todos os tucanos!

  10. enganado Postado em 31/Oct/2014 às 15:11

    E desde qdo o PSDB deixou de usar métodos sujos em tudo que fazem? Quem tem como cobertura tv gRobo=GAFE=Partido da Polícia FederaX=Clube Militar ... são honestos de propósitos? NUNCA! Não passam de um bando de interesseiros, o BRASIL é um mero detalhe. Gente, até o soldo do reco nas forças armadas foi prejudicado pelo FHC, uma vergonha! O que foi que o Clube Militar Falou? rsrsr..., os milicos passaram a mingua com o FHC. No entanto, o veneram/adoram/... . Pesquisas, né! Aí Aébrio, qta honestidade! Morra com ela e dê a metade para seu amiguinho Arruda que disse injustiçado, distribuam também para o Azeredo, Marcos Valério, Trensalão, LISTA DE FURNAS, Mensalão do PSDB/JB, o honesto! Acredito que nem cadeia sirva mais pra vocês, visto que nem o diabos também não os quer, tá difícil definir o destino da gangue!