Redação Pragmatismo
Compartilhar
Mulheres violadas 15/Sep/2014 às 13:21
8
Comentários

“Parem Com A Loucura Pela Beleza”

Campanha nas redes sociais criada pela escritora Robin Rice questiona a obsessão pela beleza entre as mulheres e os padrões valorizados hoje em dia

padrão de beleza mulheres
Manifesto questiona a obsessão pelo padrão de beleza entre as mulheres (reprodução)

Karen Polanz, Biscate Social Club

Nos últimos dias, está rolando a campanha “Stop The Beauty Madness” (“Parem Com A Loucura Pela Beleza”) nas redes sociais. Criada pela escritora Robin Rice, a campanha surgiu com o intuito de questionar os padrões de beleza valorizados hoje em dia. Aderindo ou não ao objetivo original da proposta, muitas mulheres cisgêneras estão postando suas fotos sem maquiagem e sem filtro e desafiando outras mulheres a também fazerem o mesmo.

Não participei do desafio, até porque estou sem maquiagem na maioria de minhas fotos no Facebook, inclusive em algumas do perfil. Mas não penso que o desafio seja besteira, não. Afinal, crescer sendo menina é saber que seu papel no mundo, pelo menos um dos principais, é estar bonita para poder agradar e ser mais aceita. Mas aí você não nasce como as modelos das revistas (aliás, nem elas mesmas nascem assim!), então parece quase que uma necessidade esconder e camuflar qualquer “desvio” no rosto e no corpo. A maquiagem está aí para isso, mesmo que também possa assumir funções mais artísticas e lúdicas – e quem já se reuniu com as amigas para se maquiar antes de algum evento sabe bem do que estou falando.

VEJA TAMBÉM: 10 situações constrangedoras e sexistas que mulheres enfrentam no ambiente de trabalho

Não somos, portanto, contra a maquiagem em si. Mas estamos questionando a noção – bastante difundida pela mídia e pelas gigantes redes de cosméticos, interessadas em consumidoras fiéis -, de que se sentir bem e bonita deva passar, necessariamente, pelo uso da maquiagem. Em outras palavras, somos contra a ideia extremamente extenuante de que não seja possível ser feliz sem camuflar irregularidades na pele, de que a maquiagem tenha se tornado a poção milagrosa que vai trazer imediatamente nossa autoestima de volta.

Apesar de estarmos nos opondo a tal modo de pensar, admito que seja uma ideia que deu muito certo, porque não é nada fácil se livrar da cultura da beleza. Tanto que, nas redes sociais, postar uma foto sem maquiagem se torna, realmente, um “desafio”, no sentido que envolve riscos para a nossa já frágil autoestima. Vemos várias mulheres, e até garotas, se adiantando a possíveis críticas à sua aparência, justificando as tão comuns olheiras, por exemplo, com a noite anterior mal dormida, como que se desculpando pela cara limpa. É triste, mas a gente se sente pressionada, de verdade, a pedir desculpas pelos poros abertos, pelos cravos, pelos cílios não curvados. É como se nosso rosto ofendesse.

E aí que vemos alguns homens dizendo que estão levando “sustos” com mulheres sem make, tirando um sarro daquelas que “pareciam tão lindas até participarem do desafio”, implorando que, “para o bem da imaginação masculina”, voltem a usar maquiagem e filtro e o que quer que seja para parecer diferentes do que são. Demonstram, sobretudo, uma leviandade típica dos que acordam e saem para o mundo sem sentir que precisam “esconder rugas e imperfeições”, dos que nem fazem ideia da violência que é tentar se ajustar, muitas vezes a altos custos, a padrões de beleza irreais e nocivos.

O cenário não parece animador, mas a campanha é válida e poderia contar com desdobramentos ainda mais corajosos, como ir a uma festa de casamento sem maquiagem – ou a quaisquer outros eventos considerados importantes e, por isso, não dignos da nossa cara lavada. Enfim, muita força e união, mulherada, porque mudanças na sociedade não são fáceis e não vêm de graça.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. julio cesar mojntenegro Postado em 15/Sep/2014 às 13:41

    depois de milênios com sofrimentos entronizados e prazeres escorraçados fomos treinados a procurar fora da gente ETERNAmente o PRAZER desAPROPRIADO

  2. Natália Postado em 15/Sep/2014 às 13:43

    Com tantas coisas abusivas em busca do padrão de beleza e o povo vem fazer campanha de maquiagem,seria ótima a maquiagem ser o vilão,sabemos quanto inócua ela é...E além de deixar nós mulheres bem mais bonitas...E o melhor,sem agressão,nada que um bom demaquilante não resolva..

  3. Danila Postado em 15/Sep/2014 às 15:53

    De toda a "loucura pela beleza"... a maquiagem é a menor vilã. E aliás... ela não faz milagre. As vezes o tiro sai pela culatra... e o que era feio, fica horrível, rsrsrs.

    • Stella Postado em 16/Sep/2014 às 08:36

      É verdade kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  4. Jonas Schlesinger Postado em 15/Sep/2014 às 16:08

    Não acho a maquiagem uma vilã para as mulheres, mas o desejo em si de querer ficar bonita a qualquer custo. A maior vilã é a cirurgia plástica. Tem mulher que não quer ficar velha só porque nasceu uma ruga aqui e ali e não se aceita. Estica aqui, ali, com a boca igual do Coringa, os olhos esticados, lábios esbugalhados. Eita menino,,, coroa querendo ser novinha tem aos montes

  5. Júlia Postado em 15/Sep/2014 às 17:02

    Liberdade é poder escolher usar ou não maquiagem, e se sentir muito bem com isso, já que a mídia impõe estes padrões que deixam as mulheres seguras, para lucrarem com sua gigantesca indústria da beleza. Os extremos, como usar maquiagem toda hora ou não usar nunca por achar que isto te faz uma "mulher de verdade", por exemplo, não são bons. Eu considero que antes eu era mais apegada à maquiagem; hoje, não uso mais com tanta frequência, é só quando estou a fim, ou quando vou para algum lugar/ocasião especial. Assim, a parte do texto que fala para não usarmos maquiagem em ocasiões especiais, como casamento, realmente me desafiou... Verei se algum dia, terei coragem para fazer tal coisa. Por fim, queria deixar este poema que eu vi no facebook de Lara Luccas recentemente: "As mina postando foto sem maquiagem e os caras falando que se sentem enganados Quem diria né Que nossas bocas tem cor de pele e nossas pálpebras não são coloridas com linhas pretas E temos poros E nossos cílios não são simétricos Realmente surpreendente Coitados"

  6. Fernanda Postado em 15/Sep/2014 às 20:20

    Levando em consideração a cobrança para estar sempre bonita, cheirosa, penteada a qual a mulher é submetida, escolher não usar maquiagem é um desafio. Acho um argumento raso esse da "liberdade de escolha", pois a maioria das meninas é ensinada desde a infância sobre a necessidade de cultivar uma bela aparência para ser valorizada. E como alguém pode lutar contra uma regra que a sociedade impõe desde os seus primeiros anos de vida? Digo isso porque já fui cobrada quanto ao uso de maquiagem para sair a noite com amigos, ir a faculdade, ao trabalho, etc. Essa exigência existe e são necessárias autoestima e segurança para não ceder a pressão das pessoas. A maquiagem é cobrada inclusive no ambiente de trabalho. Como se para o homem bastasse ser competente, mas as mulheres tem que ter uma boa aparência. Só a competência é pouco. E caso alguém venha insinuar que estou demonizando o sexo masculino, adianto que eu não culpo os homens por essas regras e padrões. A responsabilidade é da cultura machista na qual vivemos, que cobra comportamento padronizados tanto de homens quanto de mulheres.

  7. eu daqui Postado em 16/Sep/2014 às 09:02

    NASCI SEM MAQUIAGEM E É ASSIM QUE VOU MORRER.........Se isso mantem afastados os imbecis, tanto melhor..........................