Redação Pragmatismo
Compartilhar
Esporte 18/Sep/2014 às 18:22
18
Comentários

O desabafo de Emerson Sheik merece aplausos

Emerson Sheik “mitou” e disse o que precisava ser dito como poucos teriam coragem. Recebeu o repúdio de Caio Ribeiro, comentarista da Globo, mas isso não surpreende

emerson sheik cbf vergonha
Emerson Sheik fez um desabafo enérgico contra a CBF. Caio Ribeiro, comentarista da Globo, reprovou a atitude do jogador (reprodução)

Kiko Nogueira, DCM

Talvez a motivação tenha suas variantes, talvez ele devesse respirar — mas Emerson Sheik, do Botafogo, fez o que todo torcedor tem feito e o que seus colegas não têm coragem de fazer.

Sheik havia sido expulso depois de receber o segundo cartão amarelo. Fora do gramado, ficou em frente a uma câmera de televisão e mandou bala: “CBF, você é uma vergonha! Vergonha! Vergonha! Vergonha!” [vídeo abaixo]

Um desabafo rotundo, na cara do espectador, na cara da entidade que controla o esporte.

VEJA TAMBÉM: Torcedores do Grêmio nos fazem pensar que o ser humano não deu certo

Não é a primeira vez, e não será a última, em que jogadores causam confusão. No caso de Sheik, transcendeu os problemas com o juiz e foi com endereço certo. Como o goleiro Aranha, do Santos, soube se utilizar da TV para registrar seu protesto.

Mitou.

Carlos Eugênio Lopes, o diretor jurídico da CBF, já avisou que ele será “julgado por injúria”. Aproveitou para desqualificá-lo: “Vindo de quem vem, partindo de quem partiu, isso não deve ser nem levado em consideração. Acho que a vida dele não é exemplar”.

Ora, o que a vida dele tem com isso? A vida de quem é exemplar? Do Marín? Dos membros do STJD?

O comentarista Caio Ribeiro saiu em defesa de seus patrocinadores. Indagado pelo narrador Cléber Machado se concordava com a atitude de Sheik, saiu-se com o seguinte: “Não, principalmente no calor da partida. Precisa ter respeito à hierarquia”.

É ingenuidade esperar de Caio qualquer ideia original ou crítica ao estado das coisas porque, afinal, isso é criticar sua emissora indiretamente. Ele pode ser um comentarista anódino e um coxinha de quatro costados, mas não é inteiramente bobo.

Agora, defender que o atacante precisava ter “respeito à hierarquia” significa o quê? Hierarquia onde? Devia encaminhar um requerimento em três vias, assinado pelo departamento pessoal do Botafogo, e aguardar uma audiência?

VEJA TAMBÉM: (Des)encontro com Fátima Bernardes ensina como não debater racismo

Recentemente, após uma vitória sobre o Ceará por 4 a 3, Sheik já havia pedido “vergonha na cara” para a CBF. É encrenqueiro. Discute constantemente com os árbitros. Será punido. Não que faça diferença. Já está no fim da carreira, tem dinheiro e vive como quer.

Disse o que precisava ser dito. E, ao contrário do que pensam os Caios, ninguém precisa de autorização dos donos da bola para isso.

Vídeo:

Recomendados para você

Comentários

  1. Aurea Postado em 18/Sep/2014 às 20:16

    Precisa mais gente de coragem pra peitar o tal estado de coisas reinante! Tô com o Sheik!

  2. Theo Fellows Postado em 18/Sep/2014 às 20:56

    Me desculpem, mas ele não merece aplausos não. Vê-se bem que vocês não acompanham futebol e sequer se deram ao trabalho de entender o contexto da fala dele. É óbvio que a CBF é uma vergonha, e é óbvio que os Caios Ribeiros da vida jamais aquiescerão a esta simples verdade. Porém, o "desabafo" do vulgo "Sheik" não tem nada de desabafo. Se tivesse, ele poderia tê-lo feito logo após um dos dois gols que marcou na partida - um deles em um pênalti mal marcado, diga-se de passagem. Mas, quando o time dele estava ganhando a CBF não era uma vergonha. Somente depois de ser expulso pelo juiz - justamente, é bom frisar - é que o "Sheik" conclui que a CBF era uma vergonha. Quem merece aplausos é Alex, Paulo André e todos do Bom Senso F.C. Émerson não passa de um oportunista que conseguiu o que queria: desviou o foco da agressão covarde sobre um jogador do Bahia - cuja marca, inclusive, o próprio jogador baiano mostra em foto postada em redes sociais -, agressão que prejudicou seu time num momento delicadíssimo do campeonato. P.S.: Se o "Sheik" merece aplausos, estou esperando o post pedindo aplausos ao Garotinho, que foi muito mais valente na entrevista de hoje no RJTV

    • Antonio Postado em 20/Sep/2014 às 13:48

      O cara apanhou o jogo inteiro e o juiz fez que não via. Tem que ter sangue de barata para aturar estes sopradores de apito mal intencionados.

  3. Rocken Postado em 18/Sep/2014 às 20:57

    respeita a mafia moleque, vai toma tiro no joelho em

  4. Jonas Schlesinger Postado em 19/Sep/2014 às 02:06

    Pô meu qualquer um sabe que a CBF é a máfia do futebol e que o nosso famigerado Marin é um cartola calhorda que vem do tempo jurássico e ainda vai ser substituido pelo Del Nero. Qual a diferença aí PP? Trocar um de 80 pra botar um de 70? Aff não vai.mudar em nada. Mas dá vontade mesmo de falar, mas algo impede não pela hierarquia, mas pela resposta que o Al Capone da CBF poderá dar. Cadê a renovação. Já fui no blog do Cosme Rimoli e concordo com muita gente lá quando se fala de seleção brasileira: UMA MERDAAAAA!!!!!!!

    • Aleluia Postado em 19/Sep/2014 às 07:05

      “Não, principalmente no calor da partida. Precisa ter respeito à hierarquia”. - Caio Ribeiro Putz que comentário infeliz! Interessante que o Caio pensa assim, as vezes ele realmente acha a CBF uma entidade mafiosa e corrupta, mas por respeito a HIERARQUIA tem de ficar quietinho.

  5. Deisi Postado em 19/Sep/2014 às 09:12

    Não acho que o Sheik seja exemplo para ninguém, mas que nessa ele foi muito bem não tenho dúvida. Quanto ao Caio Ribeiro, que é funcionário da Globo, também não surpreende, mas respeitar a hierarquia é demais. Melhor seria ele se calar, a CBF não merece nenhum respeito, nem pelo seu passado e muito menos pelo seu presente. A CBF, a Globo e o Caio não merecem respeito, são farinha do mesmo saco.

  6. Rodrigo Postado em 19/Sep/2014 às 10:18

    (Outro Rodrigo) Isso, Pragmatismo. Um argumento é combatido com outro, mas não com a desqualificação do interlocutor, com a tentativa de destruição de uma personalidade e sua credibilidade, como via mais fácil para obter o apupo dos incautos. Que sigamos assim, pois. Parabéns.

  7. Alexandre Cordeiro Postado em 19/Sep/2014 às 10:39

    Senhor Kiko Nogueira, é visível que não entende nada do esporte futebol. Uma coisa é o atleta demonstrar seu repúdio em relação a CBF, outra coisa é o atleta ser expulso de campo justamente pelo árbitro e sair xingando a CBF. Não devemos misturar as coisas, CBF é uma vergonha ? Sim, concord (ponto final). Atleta, E.Sheik, que é um jogador que dificulta a arbitragem, que vive tentando "cavar" faltas, que discute todos os jogos com o árbitro e que foi expulso corretamente da partida, é outra coisa. O comentarista Caio é pago para comentar o jogo e somente o que acontece no jogo, o E.Shiek fez cagada no jogo e ainda falou besteira, besteira porque quis justificar um erro próprio criticando a CBF. Um criminoso comete um crime e justifica seu crime culpando exclusivamente o governo, pera aí, vamos analisar os fatos antes de sair endeusando um cara que não é exemplo pra nada, diga-se de passagem, contrabando e lavagem de dinheiro... A CBF realmente é um lixo, mas esse referido atleta não é o cara a ser seguido definitavente. Achava que os "escritores do pp" eram "os caras" mas depois de ler esse texto, meu senhor, pelo jeito qualquer um pode publicar por esses lados. Outra coisa, no meu ponto de vista, aplaudir E. Sheik é a mesma coisa que aplaudir Malafaia, Sheradaze, e outros “moralistas” que existem por aí.

  8. Deisi Postado em 19/Sep/2014 às 11:20

    Nessa eu aplaudo o Sheik! A CBF é uma vergonha, vergonha, vergonha! A CBF vai punir com mão pesada, o Botafogo irá sofrer com isso.

  9. Felipe Peters Berchielli Postado em 19/Sep/2014 às 11:33

    A CBF de fato é uma vergonha como disse Sheik, mas no lance ele mereceu ser expulso sim. Mas que a CBF os clubes que mantém ela e as federações são as maiores vergonhas,vergonha também de clube que se estapeia com outro para pagar 600 mil para jogador refugo da Europa e depois ir chorar ao governo que está quebrado.

  10. André Anlub Postado em 19/Sep/2014 às 16:28

    Enquanto existir a platéia, haverá o circo! - Enquanto tiver gente trabalhando, ganhando pouco e mesmo assim indo aos estádios, comprando camisas, dando audiência e enriquecendo os cartolas e jogadores de futebol, não adianta chorar!

    • Felipe Peters Berchielli Postado em 22/Sep/2014 às 10:21

      Que papo mais bobo, o futebol é maravilhoso e nunca vai acabar, é cultura popular, o futebol é muito grande, ninguém precisa se alienar por causa dele. Mas o futebol brasileiro está empobrecido e foi pilhado pela CBF, Federações e clubes, precisa de uma reforma, urgente!

  11. Adecio Soares Postado em 20/Sep/2014 às 10:27

    Apoiado!!! Chega de máfia da CBF. Parabéns Emerson sheik.

  12. Roberto Postado em 20/Sep/2014 às 10:35

    O Sheik disse o óbvio. Ou não? Talvez a Globo tenha a "coragem" de, por motivos também óbvios, de defender o indefensável, ou seja, A VERGONHA que atende pela alcunha de CBF!

  13. Danila Postado em 22/Sep/2014 às 11:01

    Eu gosto de gente que pensa "fora da caixinha". E esse negócio de ser exemplo é uma idiotice. O cara joga bola e ponto final. Fora das 4 linhas ele pode fazer o que quizer, e ninguém tem nada a ver com isso. As pessoas tem mania de achar que atletas e atores devem dar o "bom exemplo". Que saco isso!! E quanto ao Caio Ribeiro... é óbvio que ele não vai correr o risco de perder o emprego né minha gente. E quem aqui diz que teria atitude diferente dele, está sendo hipócrita. Se você não aceita a tal "hierarquia" nunca poderá trabalhar na TV, e não limito apenas à Rede Globo.

  14. José de Aguiar Portela Postado em 22/Sep/2014 às 16:30

    Aqui em MT o presidente da FMF-MT passou mais de 30 anos, só saiu agora porque não tem condições, facultativa. Por isso, Parabéns, sei que vão te punir mas os grandes homens não se intimidam. Saudações palmeiras

  15. Jean Postado em 22/Sep/2014 às 17:07

    CBF e STJD só tem gente boa ! Snif.