Redação Pragmatismo
Compartilhar
Racismo não 09/Sep/2014 às 21:07
39
Comentários

Nova minissérie global é denunciada por racismo

Governo recebe denúncia de racismo contra nova minissérie global. Miguel Falabella, autor da atração, rebate críticas com ironia

miguel falabella sexo as nega
Miguel Falabella e o elenco da nova minissérie (Edição: Pragmatismo Político)

Tida como uma das novas promessas da Rede Globo, a minissérie “Sexo e as negas” pode enfrentar problemas jurídicos antes de entrar no ar. A ouvidoria da Secretaria Especial da Promoção da Igualdade Racial já recebeu três denúncias de racismo por conta da produção, que deve entrar no ar no dia 16 deste mês.

De acordo com informações do Poder Online (iG), diversas organizações do movimento negro e de mulheres iniciaram, via internet, uma campanha de boicote ao programa. A produção é uma espécie de “adaptação” suburbana do seriado americano “Sex and the city”. Quem assina a produção é o ator e diretor Miguel Falabella.

VEJA TAMBÉM: Por que é racismo chamar um negro de macaco?

A Secretaria de Igualdade Racial ainda está analisando as queixas. O governo ainda pode pedir providências à emissora. Esta não é a primeira vez que denúncias de racismo e machismo chegam ao governo por conta de produções televisivas.

Em 2011, uma campanha da cerveja Devassa que dizia “É pelo corpo que se reconhece a verdadeira negra” chegou a ser retirada do ar após solicitação da Seppir e do Ministério Público ao Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária.

Miguel Falabella ironiza críticas

Miguel Falabella respondeu com ironia os comentários de que o titulo do programa seria racista.

Na coletiva de imprensa do programa na Central Globo de Produção, Miguel disse, em tom irônico, que o Brasil realmente precisa de protestos para mudar a sua situação: “As pessoas têm que protestar mesmo. Este país precisa de protestos!”.

O seriado, que entre suas protagonistas tem a cantora e atriz Karin Hills, ex-Rouge, contará a história de quatro negras que vivem em uma famosa comunidade carioca. A produção, na grande verdade, será uma sátira à famosa série americana “Sex and the City”.

Tags

Recomendados para você

Comentários

  1. Jonas Schlesinger Postado em 09/Sep/2014 às 21:56

    Tá vendo já começou. Não se pode falar mais em "nega, nego, neguinho, neguinha, negrinho, negrinha, negro e negra" porque já é racismo. Agora o próximo passo é considerar racismo o branco que olhar para o negro (opa eu to sendo um proto racista, um afro), a dona de casa que for assaltada por um assaltante negro e no calor do momento ela tentar fugir será racismo pq? Porque o ladrão negro tem que roubá-la ou até matá-la para que a justiça seja feita. Ou então acabar com a produção de bananas no país para assim quando um afrodescendente for ao supermercado nem ver essa desgraça que faz apologia aos macacos. Ah me esqueci de dizer que se um vereador ou deputado ou qualquer político seja ele negro for corrupto e desviar verba da merenda escolar assim que deve ser, porque se as mães das crianças ou as escolas denunciarem o "pseudo meliante" então todos estão sendo racistas já que pra se fazer a verdadeira justiça o político por ser negro tem o direito de usar o dinheiro público pra compensar os anos de marginalização que sua ascendência sofreu. Por isso a marginalização dos pobres mais claros justamente para equilibrar a balança. Outra situação: tenho um mau egípcio aqui em casa (joga no google pra saber) e o nome dele é Nego Can Can. Infelizmente estou sendo racista com meu gatinho por ser mais escuro que um persa, portanto controle de animais tem.todo o direito de arrombar a minha casa prender meus pais e eu e nos levar pra delegacia pela denúncia de injuria gatinal. A Negra Li tem que ser detida por auto racismo por causa do nome. Então ela tem que comprar uma algema, se auto algemar, se levar pra delegacia e se denunciar por auto racismo. E se houver banana na feira deve ser jogada fora pq é a fruta do racismo, não se pode comer dela. Por favor não comam disso. Se um político negro for ficha suja, mesmo assim ele tem que se eleger pq não há justificativa para um negro não estar no poder. E assim.que tem ser pq.assim será. Vai prevalecer a Melaninocracia. Tenho dito. (XD)

    • Marcelo Postado em 10/Sep/2014 às 07:36

      Rapaz, quanto racismo velado, quanto ódio e deslegitimação aos gritos da minoria pedindo por igualdade. Triste pessoas como você.

      • Aparecida Postado em 10/Sep/2014 às 11:32

        Marcelo, em poucas palavras vc disse tudo..... É muito fácil quando se está do outro lado emitir esse tipo de opinião....Sou mulher, negra, tenho mais de 50 anos.... Tive a felicidade de nascer numa família que tinha por objetivo formar todos os filhos. Hoje sou graduada, pós graduada, e por algumas vezes já ocupei cargos de comando na minha profissão.....Tudo graças a Deus e a minha competência e esforço. Mas acredite nem isso me livrou de passar por situações bastante constrangedoras, piadinhas bastante desagradáveis e discriminatórias. Portanto não dá pra entender como brincadeira, zoação uma coisa que nos atinge tão profundamente...Só quem já viveu pode entender.....E sim não me considero e jamais me considerei uma coitadinha . E tenho dito!

    • gronez Postado em 10/Sep/2014 às 10:13

      é lamentável e ridículo o seu racismo velado neste texto de tão infantil , dizer nego.neguinho não pode mais? voçe se sente desconfortável por não poder tratar as pessoas como voçe acha que pode,ótimo estamos no caminho certo ,quando pessoas com textos deste nível que tratam o racismo como brincadeira,zueira,se esquece ou ignora que o respeito fundamental a pessoa vem em primeiro lugar, não imbecilidades raciais.

    • Dona Coisa Postado em 10/Sep/2014 às 10:24

      Discordo de vocês, Marcelo e gronez. O racismo dele não tem nada de velado. É na cara mesmo. Esse cara provavelmente é dos que tem 100% de orgulho de seus privilégios e provavelmente tem muito medo de perdê-los.

      • Edna Hornes Postado em 10/Sep/2014 às 12:28

        Com certeza, Dona Coisa. Tem total razão. Discordo apenas de que o fulano lá em cima 'tem muito medo de perdê-los [seus privilégios]". Essas pessoas nunca vão perder seus privilégios. Elas não querem que os que elas julgam inferiores compartilhem os mesmos privilégios que elas. É só olhar quem esperneia quando um negro e/ou pobre tem oportunidade de estudar em faculdade, ganhar bolsa de estudos, finalmente ter uma casa... quem esperneia nunca vai dar o que tem pra essas pessoas. Simplesmente não quer essa "gentalha" no mesmo andar que ela.

    • Marcos Vinicius Postado em 10/Sep/2014 às 15:33

      Pior que a "ditadura do politicamente correto" é a ditadura da burrice e do preconceito! Se os negros reclamaram, quem é você que nem é negro e tampouco tem empatia pela causa deles para "opinar" sobre isso? É muita trollagem pra pouca postagem!

    • Rafael Martini Postado em 11/Sep/2014 às 01:25

      Putz, cara... seus comentários costumam me causar azia, sobretudo pelo senso comum rasteiro e #classemédiasofrismo, mas neste você se superou. Os comentários da "Veggia", "Gê UM", "Phoglia" e similares não bastam para você expor suas pérolas? Você acha que "Olavo tem razão"? Bem, peloa forma do seu texto, percebo que você é adolescente. Portanto, se eu não estiver enganado, sugiro que você leia mais livros, informe-se por diferentes meios, saia com os amigos (se não tiver, faça), arrume uma ficante e pratique esportes. Ah, e de um tempo do programa do Gentilli. Acredite, Jonas, só vai te fazer bem.

    • Aluap Alcet Postado em 12/Sep/2014 às 14:14

      Muito triste o seu comentário, Jonas. É difícil compreender a ignorância no século XXI. O racismo não é motivo de piada. E só que passa por preconceito racial ou de qualquer outro tipo é que sabe o que é. Sentiu na pele. Reflita um pouco e verá que diante daquilo que você desconhece poderá ter duas posturas bastante prudentes: Não opinar ou buscar informar-se, educar-se, estabelecer um contato um diálogo com a situação que você ignorava até então. É melhor que opinar sobre o que desconhece e ainda receber um título muito feio como esse, o de racista.

  2. Matheus Magalhães Postado em 09/Sep/2014 às 22:01

    Estes grupos de ativismo são formados, sobretudo, por pessoas negras que encaram a realidade do preconceito e atuam em nome daqueles que, devido às dificuldades da vida, não podem ser ativistas em um plano político. Estes grupos de pressão são importantes na medida que, além de denunciarem os abusos, fomentam o debate e instruem o pensamento público a conhecer a dimensão que envolve as populações negras no Brasil. Naturalmente, se estas pessoas julgam que esta série possui conteúdo racista, não serei eu, um branco brasileiro, que irei lhes "ensinar" porque estão errados. Sob esta ótica, é natural que pessoas que não comunguem ou não compreendam esta realidade, que o discurso hegemônico trata sempre de varrer para debaixo do tapete, considerem que toda e qualquer reivindicação de grupos de minoria soe como tentativa de censurar o livre pensamento. Para estas pessoas, a maioria - em termos financeiros, não demográficos -, estas realidades são invisíveis e quando elas se manifestam no plano público, sempre serão refutadas, dada a cultura de racismo no Brasil e a desumanização que estas pessoas sem voz sofrem através da instrumentalização do preconceito, sobretudo, no campo econômico. Portanto, conteúdos programáticos que trabalhem com o estereotipo e a exploração da condição miserável do proletariado, sobretudo a minoria socioeconômica negra, para fins de sátira podem ser engraçados para quem é alheio a realidade das periferias mas, para estas pessoas, é sempre ofensivo e, ainda pior, trata de minimizar e caricaturizar suas moléstias para que sirvam de alívio cômico para a burguesia.

  3. André Anlub Postado em 09/Sep/2014 às 22:05

    Na primeira chamada que vi desse programa eu comentei aqui em casa: "Isso vai dar blá, blá, blá... ainda mais se quem escreveu/produziu for de pele clara"

    • Joice Postado em 11/Sep/2014 às 00:45

      Sua forma de falar expressa realmente o que sinto ao ver minha pele relacionada ao sexo livre.

    • Joice Postado em 11/Sep/2014 às 00:48

      Mas gera polemica pq as 4 personagens, tem quem ser pobres, safadas, e negras. Nao podia ao menos por 1 etnia pra cada personagem?

  4. gilson Postado em 09/Sep/2014 às 22:08

    Esse safado tem razão mesmo,o país precisa de protestos mesmo,principalmente,no que diz respeito a regulamentação da emenda constitucional referente a mídia e seu proibido monopólio ,esperamos desde 1988,a empresa onde ele "trabalha" é principal interessada em que não aconteça tal regulamentação e usa toda sua força e lobe pra que não vá a votação.Fora redeesgoto!

  5. Olga Postado em 09/Sep/2014 às 22:24

    Não conheço o conteúdo, mais o título já é racista sim..porque ele não chamou a série de as belas negas ou similar..não, ele botou o sexo e as negas..dando a pensar que o sexo das negas é diferente das brancas, mais de qualquer jeito é sexista..poe a mulher como objeto sexual...!!! Machista, sexista e racista!!! Penso que todo pode ser dito e feito mas com tacto, diplomacia e respeito. A suas produções ( as do autor) são sempre de baixo nível, sai de baixo, toma lá d'aca, pé na cova..etc...Todas dirigidas ( parecem) como a um certo grupo social ou feitas inspiradas nesse grupo. Não precisa ironizar, isso se faz quando não tem resposta, coitado!! Tem gente que disse que isso é arte...arte de fossa séptica!

    • Taiza Postado em 10/Sep/2014 às 01:06

      Concordo. Tudo que sai da cabeça deste senhor é digno de jogar direto na lixeira e cada vez piora mais...

    • SORAIA Postado em 10/Sep/2014 às 08:40

      Engano seu bruno,entao porque nao colocar 4 negras no papel de socialytes bem ricas

    • eu daqui Postado em 10/Sep/2014 às 10:42

      Sou a favor de colocar negros como personagens ricas. Mas quem viver verá: isso vai gerar mais acusações do tipo ironia, piada, bajulação racista ou algo similar.

    • valerio Postado em 10/Sep/2014 às 10:48

      Assino em Baixo! O Publico Alvo é a Classe Baixa(Pobres)! E o Objetivo é Banalizar a Figura do Pobre como algo Jocoso e Esdruxulo, fazendo-os Aceitar Essa Condição! Ridiculo! A Globo Passa Toda sua Historia Colocando Negros Como Domésticas, Porteiros, etc, Mostrado Homosexuais como Caricaturas Comicas e Mulheres como Objetoa de Desejo ou Satisfação Descartavel; E agora quer dar uma de que Se Importa com Minorias?! so acredita quem é Fanatico pelos Programas Imbecis dessa Emissora!(Alienados)

  6. poliana Postado em 09/Sep/2014 às 23:35

    Cara, eu tinha certeza q esse título ia criar polêmica. Em tempos do politicamente correto, o termo "negas" n ia dar certo! Será q a globo vai alterá-lo?

  7. Jonas Schlesinger Postado em 10/Sep/2014 às 00:02

    Se as "negas" forem de bairro nobre e ricas até vai. Mas como sei que o MF gosta de estereotipar como toda a globo então elas vão ser pobres da periferia. Às vezes não é a questão da palavra "nega", mas sim o estereótipo. Bota uma mulata bilionária que tem nojo de pobre, aí sim seria algo interessante... PORQUE SERIA DIFERENTE!

    • Leonardo Postado em 10/Sep/2014 às 10:02

      Por mim, se alguma novela, série ou qualquer porcaria dessas de TV aberta fizesse algo do tipo que você sugeriu, não teria problema nenhum. Podem existir negros bem sucedidos e de caráter deplorável. Pelo menos, fugiria do estereótipo "empregada doméstica-motorista da família-favelado-sambista-escravo" que sempre nos enfiam pela goela abaixo.

  8. Anders Postado em 10/Sep/2014 às 00:15

    Sempre aparece essa duplinha de reacionarios para criticar tudo, racismo, governo, cotas... enche o saco, pq não pegam a sacolinha e vão desperdicar seu tempo inutil no site da revista veja? devem ser dois velhos chatos.

  9. José Ferreira Postado em 10/Sep/2014 às 00:20

    O povo da Sepir não tem mais o que fazer. Não é atoa que se trata de um ministério inútil que gera grandes gastos para os cofres públicos ocupado por negros coitadistas. Esse povo dos tais "movimentos negros" (ou melhor afrorracistas) deveriam procurar algo útil para fazer.

  10. eu daqui Postado em 10/Sep/2014 às 08:40

    Essa de "a verdadeira negra se conhece pelo corpo" eu não sabia até agora. Isso já é demais: cheira a perniciosidade. Ainda bem que não gosto de cerveja. Agora então gosto menos ainda. Viva o vinho romântico gótico e dark!

  11. Jose Postado em 10/Sep/2014 às 09:31

    O problema não é o título. Mulheres negras já são constantemente hipersexualizadas na nossa sociedade aí você junta com a baixa representatividade de negros nos programas de TV. Pra finalizar, quando aparece um programa com mulheres negras como protagonistas é pra falar que elas gostam de meter. É lógico que isso vai incomodar muita gente. Já foram feitos programas em que mulheres negras não eram um clichê, o problema é que são raros. Negros não são coitadinhos. O movimento negro não pensa isso. Só que se incomoda quando vê que a representação dos negros sempre tende para as mesmas temáticas. Quando um religioso vê algo sagrado ser tratado de maneira profana ele também se revolta, a diferença é que os negros convivem com o preconceito desde sempre. Vocês não sofrem preconceito? Ótimo, fico feliz. Mas essa não é a realidade de todos os negros no país.

    • liane Postado em 10/Sep/2014 às 14:23

      Concordo plenamente com você. É preciso saber que já existem mulheres negras, Juízas, Advogadas, Médicas, e em varias outras funções que não, sambista, cantora ou domesticas. Gostaria de dizer isto ao autor da novela das 8, de titulo Império. E claro que já notamos mudanças na sociedade televisiva, Tais Araujo, por exemplo faz uma repórter de carreira promissora no folhetim das 19 horas e acho muito bacana da parte dela nunca ter feito papeis que nos rotule... Digo, nós negras.

  12. valerio Postado em 10/Sep/2014 às 10:39

    Vocês Acham Mesmo que o "Caco Antibis" era um Papel?! è a mais pura Realidade! Qual a Diferença entre uma "Nega" e uma Negra?! R: A primeira é POBRE! Temos Preconceito contra os Pobres, E Piora se Forem: Negros, Deficientes, Maconheiros, Homosexuais, Pessoas Sem Familia, etc... Ou vcs tem Visto Preconceito Contra Negros Ricos(Capitães-do-mato)?! ou Contra Madames da HighSociety?! Existe Sim Preconceito, Mas ELE COMEÇA CONTRA POBRES!

  13. Walter Postado em 10/Sep/2014 às 12:29

    Na minha casa GLOBO não entra temos centenas de canais alternativos veja alguns. TV NOVO TEMPO/TV ESCOLA/TV BRASIL/DISCOVERY KIDS/DISCOVERY /CARTOON NETWORK/NICK/ I SAT/TV RÁ TIM BUM/TNT/CINE MAX/NATIONAL GEO/HISTORY ENTRE OUTROS.

  14. Rodrigo Postado em 10/Sep/2014 às 12:51

    Você só é negro se achar que deve ser defendido pelo outros, eu por exemplo, sou negro,não preciso de ninguém para me defender e por ter essa opinião já fui taxado aqui de racista. Chegamos ao ponto que se um negro chegar em uma loja e é prontamente atendido por alguém será racismo porque provavelmente na cabeça dos meus "defensores", porque provavelmente o atendente por eu ser negro quer me vigiar para eu não roubar nada, mas se ele demorar atender é preconceito por eu ser negro e ele deve está achando que não terei dinheiro para comprar. Isso não é mais racismo, é oportunismo de pessoas que querem se promover como benévolas, mas no fundo só querem fazer parte da pilantropia que ocorre nessa ongs que recebem dinheiro público sem controle algum.

  15. Maurício Ruiz Postado em 10/Sep/2014 às 13:15

    ... E no feriado da consciência negra , os negros servirão camarões fritos na praia para os brancos ... Queria entender algumas questões.. Porque a negra na televisão, como artista ,está sendo sempre associada a sexualidade? Porque 90% das apresentadoras são loiras? Porque só mostram o negro em posição privilegiada quando é um jogador de futebol, pagodeiro ou associado a alguma outra arte?Porque não mostram negros bem de vida com profissões comuns como Engenheiro , Médico ou Dentista e que são bem de vida? Porque não têm negros em comercial de margarina? Porque o esteriótipo de beleza feminina é a mulher branca de cabelos lisos e preferencialmente olhos claros?? Bom entre estas e varias outras explicam , pra mim, o racismo ha mais de 500 anos.

  16. Michel Postado em 10/Sep/2014 às 15:40

    Sátira ou não, foi desnecessário apelar para estereótipos da mulher negra no Brasil. Deselegante, pra dizer o mínimo. Alguém disse a ele que sabia fazer humor na época do Sai de baixo, e o Miguel acreditou...

  17. Austregézilo Silva Postado em 10/Sep/2014 às 17:48

    Pois tente, com esta sua cabeça maravilhosa, aberta e progressista, enfrentar o racismo de frente, nesta sociedade brasileira hipócrita que, afirma de mãos postas para os céus que aqui não há racismo. A nobre já viu alguém neste país sem racismo um racista condenado por esta justiça e na cadeia? Boa sorte!

  18. Poliana Postado em 10/Sep/2014 às 23:25

    "Negas" não tem nada de errado com essa expressão ao meu entender... agora porque colocar só atrizes negras? Minha gente, é puro racismo mesmo, parem pra pensar?!! Negras= mulheres negras. Negas= mulheres brancas e negras. Juro que quando vi na tv a chamada pra nova minissérie fiquei esperando pra ver como seria as atrizes (esperando que houvessem mulheres brancas, com certeza. Maaaaaas infelizmente a realidade aqui no Brasil é vergonhosa.) Quando pessoas próximas a mim falam "as negas" independentemente de cor, raça. O fato é que "negas" são mulheres. MF, pecouuu, feioooo!!! Sou branca e achei racismo puro da sua parte por não ter colocado uma mulher branca e sim só negras. Esse povo ta que nem um ggrandão da globo " no Brasil não existe racismo" ora, bolas!!

  19. Gianni Postado em 11/Sep/2014 às 11:33

    Confesso que quando vi as propagandas desse suposto seriado machista e preconceituoso, eu me assustei. Primeiro pq não é uma 'pratica'constante' da rede Globo de expor a mulher da forma que foi exposta nos comerciais = sexo e malandragem. Segundo pq realmente é lamentável que o estereotipo da mulher negra, em especial nos subúrbios (como esta sendo mostrada no seriado) se resuma em sexo e baile funk. Claro que esta é parte de uma realidade, mas ainda assim realidade. Em minha opinião a melhor forma de 'mudar e quebrar' este preconceito com os negros em geral, seria de retratar a imagem do negro como 'ser humano' e não como ser inferior. Desculpem minha colocação, mas ainda hoje no mundo e em especial no Brasil, a população negra é retratada como minoria e com inferioridade. Vale lembrar que na história deste pais, o homem branco só conseguiu o 'progresso' por conta do trabalho do homem negro. Em poucas palavras: o branco foi o vagabundo e o negro foi o trabalhador! Devemos ser gratos e honestos, e você que aponta o dedo ou desdenha para um negro, lembre-se: muito provavelmente você tem sangue negro correndo nas veias. Agora o melhor protesto que possa ser feito, é desligar a TV ou mudar de canal e vá ler um livro. Pronto! Tenham opinião e ajam, façam e mudem!

  20. Sabrina Postado em 11/Sep/2014 às 11:43

    Parece que a maioria por aqui fugiu das aulas de história e filosofia. O racismo existe pelo simples fato de haver uma relação de poder secular dos brancos sobre os negros. Acho que vocês deveriam perder menos tempo lendo veja e assistindo globo e começar a pesquisar uns blogs sobre o feminismo negro por exemplo, que é diferente do feminismo branco. A proposta do programa é sim racista, machista e sexista, reforçando estereótipos ao invés de lutar contra eles. Esse Falabella é um babaca faz tempo, assim como os roteiristas daquele lixo de programa Zorra Total que passa aos sábados. Tenho vergonha alheia de ver tanta gente manipulada e de miolo mole por aqui, achei que a página servisse pra esclarecer, mas tem gente que só entende o que quer mesmo.

  21. Isaac Postado em 11/Sep/2014 às 12:25

    Extremamente infeliz, tanto o título quanto a produção em si. O Brasil não precisa desse tipo de programação que rotula e estereotipa, espero que esse chorume não vá ao ar.

    • luiz junior Postado em 12/Sep/2014 às 12:31

      Na verdade, o povo é alienado em assistir programações "broxantes" em vez de assistir educação ou cidadania... parace que o artigo 221 da CF/88 não surtiu efeito ainda. e olha que ja se passou 26 anos...

  22. Rafael Postado em 11/Sep/2014 às 17:36

    Enquanto não sair uma lei que deixe claro que não se pode fazer nada que possa se entender como pejorativo a etnia negra (não uso a palavra raça porque na minha visão isto é isentiva o racismo) sempre vamos ter este problema! Não tem problema se você zoar, brincar ou ofender outra etnias, mas com a etnia negra não pode! É racismo! Se você entender isto você tá pronto para viver neste Mundão!