Redação Pragmatismo
Compartilhar
Eleições 2014 12/Sep/2014 às 10:29
2
Comentários

Neca é a 3ª maior doadora de campanha do Brasil

Neca dá R$ 2 milhões a Marina e aliados e é a terceira maior doadora de campanha entre pessoas físicas nas eleições 2014

neca marina campanha itaú
Neca Setúbal. A herdeira do banco Itaú é uma das principais cabeças por trás da campanha de Marina Silva (divulgação)

Além de coordenar o programa de governo de Marina Silva (PSB), a acionista do banco Itaú e educadora Maria Alice Setubal é a terceira maior doadora individual nestas eleições. Até o começo de setembro, Neca, como é conhecida, havia dado R$ 2.010.200 a candidatos do PSB (16), PV (3), PDT (2) e PPS (1). As doações têm como destinatários concorrentes em 13 Estados e no Distrito Federal. Os valores também variam. Os beneficiados são políticos ligados à Rede Sustentabilidade, partido que Marina tentou criar sem sucesso no ano passado.

As maiores doações foram de R$ 200 mil. Além de Marina – por meio do comitê financeiro da candidatura presidencial do PSB -, receberam essa quantia candidatos a deputado federal em São Paulo (José Gustavo Fávaro) e Tocantins (Rafael Boff), e o candidato a governador do PSB no Amazonas, Marcelo Ramos Rodrigues.

VEJA TAMBÉM: Neca Setubal ou Marina Silva para a Presidência?

Neca fez ainda seis doações de R$ 130 mil para candidatos à Câmara e ao Senado – como Eliana Calmon (PSB-BA) e Reguffe (PDT-DF). As demais doações são de R$ 70 mil e R$ 10 mil, para candidatos a deputado estadual e federal da Bahia a Santa Catarina. Em comum, a maioria tenta se colocar no perfil de “novo”: jovens, estreantes nas urnas ou
defensores da bandeira da renovação.

Terceiro lugar

Neca só ficou atrás de outros dois grandes empresários no ranking de maiores doares como pessoa física: Alexandre Grendene Bartelle (R$ 2,4 milhões) e Marcelo Beltrão de Almeida (R$ 2,3 milhões).

O primeiro é um dos fundadores da Grendene, que, segundo a Forbes, é a maior fabricante de sandálias do mundo. Seu patrimônio é estimado pela revista em US$ 1,6 bilhão. Suas doações se concentram nos dois Estados onde a Grendene tem mais interesses: o Ceará (onde fica a maior fábrica) e o Rio Grande do Sul (local da sede administrativa da empresa).

Alexandre foi acompanhado nas doações por três parentes: Pedro Grendene Bartelle (R$ 1,5 milhão), Maria Cristina (R$ 1 milhão), Pedro Bartelle (R$ 625 mil) e Giovana Bartelle Velloso (R$ 375 mil). Juntos, os quatro doaram R$ 5,9 milhões. Como pessoa jurídica, a Grendene doou R$ 1,7 milhão.

Segundo maior doador, Marcelo Beltrão de Almeida (PMDB-PR) é suplente de deputado federal e concorre a uma cadeira no Senado. Marcelo é herdeiro da CR Almeida, uma das maiores empreiteiras do País – e doadora de R$ 9,4 milhões nestas eleições. A maior doação do candidato a senador foi para si próprio: R$ 2,2 milhões. O resto foi para candidatos a deputado estadual do PMDB no Paraná.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

informações de Agência Estado

Recomendados para você

Comentários

  1. KARINA BB Postado em 12/Sep/2014 às 11:34

    Essas doaçoes nao dao certo,aqui no RJ por exemplo o sr Barata q obtem o monopolio dos transportes de onibus foi o maior doador da campanha d sergio cabral,resultado:::cabral enterrou a CPI dos onibus,acabou com as vans(transporte alternativo) agora as pessoas sao obrigadas a usar o onibus,e percorrer longas distancias a fim de pegar o onibus,que é terrivel,sao poucos e ainda demoram demais,eu nao ando d onibus ,geramente uso carro ,metro ou carona,mas tenho pena dessas pessoas,é revoltante neh !!!!!,,Isso explica a grande votacao d garotinho ,ele prometeu que vai legalizar o transporte alternativo,esse garotinho em qualquer país serio estaria na cadeia,mas fazer o que

  2. Carlos Postado em 13/Sep/2014 às 12:26

    Empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato já doaram, ao todo, R$ 60,4 milhões para os três principais candidatos à Presidência. Desse total, R$ 47,8 milhões (79%) foram doados para Dilma e para o PT. - http://bit.ly/Xd35zq.