Luis Soares
Colunista
Compartilhar
Eleições 2014 24/Sep/2014 às 18:59
9
Comentários

A média das últimas três pesquisas para a Presidência e o que está por vir

Há diversos aspectos concordantes nas avaliações das mais recentes pesquisas eleitorais; outros nem tanto. A média dos últimos levantamentos revela um resultado mais próximo da realidade e indica o que está por vir

dilma marina aécio pesquisas

Luis Soares*

A indefinição ainda reina nesta reta final de campanha eleitoral de 2014. Faltando pouco mais de dez dias para o fim do primeiro turno, não é possível cravar o que ocorrerá no próximo 05 de outubro. Desde a redemocratização, no que concerne à eleição presidencial, estamos vivenciando uma das disputas mais acirradas – juntamente com o pleito de 1989, o primeiro pós-regime militar, repleto de nomes emblemáticos como Leonel Brizola, Ulysses Guimarães e Mário Covas, e que contou com as presenças de Lula e Collor em um segundo turno também competitivo até os últimos instantes.

Os protagonistas de 2014 são Dilma Rousseff (PT), Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB), muito embora Luciana Genro (PSOL) e Eduardo Jorge (PV), apesar da baixa densidade eleitoral, mereçam menções honrosas por serem os candidatos que mais trouxeram para os debates e para a campanha temas que fogem das já conhecidas zonas de conforto e que infelizmente são encarados como tabu pelas grandes candidaturas; descriminalização do aborto e da maconha, financiamento público de campanha, tributação para grandes fortunas e criminalização da homofobia são algumas das questões intangíveis.

VEJA TAMBÉM: O que é Pragmatismo Político, no Brasil e no mundo?

A incógnita sobre quem se consagrará vencedor das eleições de 2014 aumenta a cada divulgação de uma nova pesquisa. Apenas nesta terça-feira (23), três institutos (MDA, Ibope e Vox Populi) divulgaram novos levantamentos realizados praticamente no mesmo período, entre os dias 20 e 22 de setembro. Há diversos aspectos concordantes nas avaliações dos institutos; outros nem tanto. Vejamos:

CNT/MDA. Pesquisa divulgada às 10h de terça-feira. Simulação de primeiro turno (íntegra aqui):

Dilma Rousseff: 36%
Marina Silva: 27,1%
Aécio Neves: 17,6%

Ibope. Pesquisa divulgada às 18h de terça-feira. Simulação de primeira turno (íntegra aqui):

Dilma Rousseff: 38%
Marina Silva: 29%
Aécio Neves: 19%

Vox Populi. Pesquisa divulgada às 20h de terça-feira. Simulação de primeiro turno (íntegra aqui):

Dilma Rousseff: 40%
Marina Silva: 22%
Aécio Neves: 17%

Diferenças e semelhanças

Enquanto os institutos MDA e Ibope colocam Dilma Rousseff com 9 pontos percentuais de vantagem sobre Marina Silva, o Vox Populi diz que a diferença é de 18 pontos. No entanto, toda essa vantagem apontada pelo Vox para a candidata do PT não está relacionada a uma forte ascensão numérica de Dilma, mas ao declínio de Marina. Se Dilma está com 40% das intenções de voto no Vox Populi, no Ibope ela conta com 38% – oscilação dentro da margem de erro de dois pontos. Isto é, de acordo com a margem de erro Dilma pode ter 40% ou 38% tanto no Vox quanto no Ibope. Neste quesito, só há incompatibilidade fora da margem de erro entre MDA e Vox Populi.

É importante destacar que todos os institutos detectaram, em maior ou menor grau, um desgaste na candidatura Marina. Há duas semanas, as principais pequisas apontavam intenções de voto acima dos 30% para a candidata do PSB, enquanto agora ela regrediu à casa dos 20%. Para o Vox, Marina caiu mais do que apontaram os outros dois – o que explica a vantagem de 18 pontos entre as presidenciáveis do PT e do PSB. Houve migração do eleitorado de Marina para todos os lados: Dilma, Aécio, brancos/nulos e indecisos.

Na simulação de segundo turno, MDA e Ibope indicam empate técnico entre Dilma e Marina, sendo que Dilma está numericamente a frente de Marina no MDA (42% a 41%), enquanto no Ibope o desempenho de ambas é idêntico (41% a 41%). No Vox Populi, por sua vez, há vantagem de 6 pontos a favor de Dilma no segundo turno (45% a 39%).

Todos os três institutos convergiram em suas avaliações acerca de Aécio Neves. É certo que houve um pequeno avanço da candidatura do senador mineiro nas últimas duas semanas, quando a cúpula tucana adotou estratégias mais agressivas contra Dilma e Marina, mas nada ainda tão consistente a ponto de representar uma reviravolta real às suas aspirações para o segundo turno. Hoje, Aécio perde as eleições até mesmo em Minas Gerais, seu berço político, e corre sério risco de sair das eleições de 2014 menor do que entrou. Se não chegar ao segundo turno, será a primeira vez que o PSDB fica fora da disputa em 20 anos.

Média MDA, Ibope, Vox Populi

Quando se realiza a média dos três levantamentos, que, repetimos, estiveram em campo durante períodos equivalentes, o resultado é o seguinte:

Dilma Rousseff: 38%
Marina Silva: 26,03%
Aécio Neves: 17,8%

Existem diferenças sutis nas metodologias utilizadas pelos supracitados institutos e a média das pesquisas pode indicar um resultado mais próximo da realidade.

Espera-se que um novo levantamento do Datafolha seja divulgado entre esta quarta-feira (24) e amanhã; é provável que apresente um cenário que se assemelhe os que estão postos por MDA e Ibope. Só haverá surpresa caso revele um meio termo ou uma aproximação com o Vox Populi.

*Luis Soares é colunista e editor de Pragmatismo Político

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. Paulo Gonçalves Pimentel Postado em 24/Sep/2014 às 13:20

    Nas entrevistas que mostrou um candidato competente a falastrão foi o sr William Barbosa Bonner, só ele falava, só ele dava respostas. Muita prepotência para um apresentador, por isso recebeu um peido, por todos os excesso. Valeu pastor everaldo, os funcionários públicos e os lgbts, querem sua kbçs.

    • Andre fln Postado em 24/Sep/2014 às 18:51

      O peido deve ser regulamentado como crime eleitoral nas próximas eleições, pois para a globosta, que só produz bosta, foi uma tentativa de compra de votos, ainda bem que o 4D ainda não reproduz odores, senão muito coxinha iria se render à tentação de cheirar peido por 4 anos.

  2. nando Postado em 24/Sep/2014 às 14:10

    o povo brasileiro gosta e de sofre mesmo porque hoje no Brasil ta faltando quase tudo só não ver que e cego não tem segurança nem saúde só ta sobrando corrupção

    • Andre FLN Postado em 24/Sep/2014 às 18:56

      Isso mesmo, governadores e prefeitos tem que parar de afanar as verbas federais e aplicarem, oras! Reforma do pacto federativo urgente! Depois de anos muitos estados ainda não pagam o piso dos professores, e olha que dinheiro tem! Na segurança, tao perdendo feio essa guerra contra as drogas, parece até que ganham algo com isso kkkk, Helicoca-pizza esfregada na cara do povo e agora vem com sensura pra cima de moá

    • Andre FLN Postado em 24/Sep/2014 às 19:06

      O povo não é bobo! Chega de novela no jornal, essa interpretação ridícula, ninguém aguenta mais, se fazem de intelectuais e não passam de boçais, rosnando e esbravejando sobre os avanços sociais em fim alcançados, acharam que iam mudar o povo e conseguiram, o povo que não é bobo, não engole mais rede globosta nem aceita lavagem cerebral.

  3. Aquino Júnior Postado em 24/Sep/2014 às 14:47

    É sabido que a mídia brasileira sempre foi contra o PT, desde a primeira eleição a presidente que participou o grande Lula contra o Fernando Collor. Mas os anos passam, as pessoas têm mais acesso as informações e sabem deduzir o que é veracidade dos fatos e das mentiras pregadas por eles. Senhores, donos da mídia brasileira, que fazem o que a matriz quer - falando em brasileiro a matriz no que me refiro é os Estados Unidos.

  4. Walter Postado em 24/Sep/2014 às 15:26

    Hoje temos mais acesso a informação e o povo brasileiro esta mais escaldado que nos anos 80 e 90 onde quem mandava na mídia era e é está que aí esta, sem tirar nem por, aliás a audiência da globo esta cada vez mais em queda, por isso tv na minha casa só via cabo.

  5. Poliana Postado em 25/Sep/2014 às 07:27

    Ah claro... Bom mesmo é o Aécio. Esse sim fez muito pela saúde de Minas. Soube investir bastante com os 4 bilhões da saúde que ele desviou. E segurança? Que tal trazermos de volta os militares? Eles sim deixavam o país super seguro. Era de ouro do Brasil onde não tínhamos corrupção, violência, a saúde pública era perfeita...uau! Brasilzão era perfeito hein? Foi o PT que o destruiu com todas as políticas sociais implantadas nos últimos 12 anos! Bom mesmo foi o príncipe! Saudades desse nosso passado não tão distante hein "nando"?

  6. Iolanda Postado em 25/Sep/2014 às 11:12

    Uma coisa que noto, é que os idosos é que estão fazendo a cabeça dos que não sabem e não gostam de saber, para votarem em Marina,Também os evangélicos ficam em todo canto fazendo campanha lá na Fisioterapia, na filha do supermercado e vá você dizer que vota em Dilma, eles vêm com toda agressividade para cima de vc!Ontem mesmo, foi assim na Fisioterapia,