Redação Pragmatismo
Compartilhar
Eleições 2014 02/Sep/2014 às 15:20
8
Comentários

Marina reconhece semelhanças com Aécio

Pela primeira vez, Marina Silva (PSB) admitiu que seu programa para a economia do Brasil é muito similar à plataforma de Aécio Neves (PSDB)

A presidenciável Marina Silva (PSB) admitiu, na tarde desta terça (2/9), que seu programa para a economia nacional é muito similar à plataforma de Aécio Neves (PSDB). Os dois candidatos de oposição pregam a retomada do tripé econômico, a independência do Banco Central e mais parcerias com a iniciativa privada.

Segundo ela, as semelhanças se devem por reconhecimento aos anos FHC na condução do Palácio do Planalto. “Nós reconhecemos os ganhos com aquele governo, da mesma forma que reconhecemos os avanços sociais do governo Lula. Temos de parar de inventar a roda e apostar no que deu certo”, comentou.

Marina ainda disse que vai manter os investimentos em pré-sal, pois os frutos dessa exploração serão fundamentais para garantir mais recursos para educação e saúde. A fala acontece um dia após a presidente Dilma Rousseff (PT) afirmar que Marina deixa o pré-sal em “segundo plano”, ameaçando abandonar o projeto.

“Pré-sal é riqueza que vai ser utilizada, inclusive, em Educação. Já temos os 10% do PIB garantidos, e vamos usar isso para antecipar a meta da escola em tempo integral”, disse Marina. Na sequência, a candidata, que mal cita em seu programa de governo o pré-sal, fez uma ressalva: “pré-sal é fundamental, mas é fundamental também investir em outras fontes de energia. O mundo todo faz isso, por que o Brasil não faria?”, rebateu a pessebista.

Ainda sobre programa de governo, Marina foi questionada sobre as erratas que fez em relação a propostas para o segmento LGBT e sobre energia nuclear. Segundo ela, sua plataforma ainda está aberta a debates. Ela ainda fez uma provocação aos adversários: “De repente, todo mundo está debatendo o programa do PSB. Que bom que Dilma e Aécio, que ainda não apresentaram o programa, estão lendo o nosso. Que sirva de inspiração.”

“Sou de um partido clandestino”

Questionada sobre o futuro abandono do PSB para se dedicar à criação oficial do partido Rede Sustentabilidade, Marina disse que Eduardo Campos, seu antecessor na cabeça da chapa presidencial, sabia e concordava com o objetivo da Rede. “Eu tenho solidariedade profunda pelo PSB. Que eles possam encontrar seu caminho, seu novo pólo estabilizador, após a perda de Eduardo. Eles vão ter que fazer isso, com base em várias novas lideranças que estão surgindo”, disse

Mais à frente na sabatina, ela acrescentou que o “partido Rede Sustentabilidade é uma realidade. Colheu, em cinco meses, mais de 900 mil assinaturas e lamentavelmente não foi reconhecido pelo Tribunal [Superior Eleitoral]. Mas isso vai ser reparado. Na ditadura, nós criamos o PT. Na democracia, eu não consegui criar a Rede. Eu sou membro de um partido clandestino, que precisa viver dentro de outro partido.”

Projeto pessoal de poder

Em função da relação instável com o PSB, Marina foi questionada sobre a migração intensa de partido que viveu nos últimos anos. A ex-senadora teve iniciação no PT, mudou para o PV para disputar a eleição de 2010 e, diante da impossibilidade de ser candidata da Rede, fez as malas rumos ao PSB, de última hora.

De acordo com Marina, sua estadia no PT terminou porque a legenda não soube entender os novos desafios da sustentabilidade, entre outros problemas. Sobre o PV, afirmou que não filiou-se lá apenas para disputar uma eleição, mas sim para revisar o programa da sigla.

“Quando terminamos com 20 milhões de votos, em 2010, o PV não aceitou fazer a democratização do partido. Eles não têm dirigentes eleitos, são todos indicados. Por isso fui para a Rede. Eu fui para o PSB apoiar o Eduardo, não para ser candidata. Mas ninguém pode me culpar por uma fatalidade de assumir o legado de Eduardo. A sociedade entende isso”, resumiu.

Governabilidade programática

Novamente usando o discurso sobre “nova República” e questionada sobre como irá governar com “as pessoas de bem” de partidos tão diferentes, Marina disse que não é possível manter uma visão pessimista do Congresso e que sua postura seletiva não é antidemocrática.

“Pessoas boas, honestas e competentes existem em todos os partidos e lugares. Existem aqueles que estão presos a velhas estruturas que não acreditam nisso. Estão acostumado a conseguir maioria no Congresso com base no pragmatismo, trocando ministérios por apoio. Nossa governabilidade será programática, em torno de projetos”, prometeu.

Ainda de acordo com ela, a frase dita na semana passada, sobre querer apoio de Lula e FHC em seu governo, sinaliza uma aversão pessoal a caciques de partidos fisiológicos. “Falar com Fernando Henrique e Lula, com certeza, é melhor do que falar com Antônio Carlos Magalhães, com Sarney, Maluf, Renan Calheiros”, disparou.

Marina também criticou a política econômica de Dilma Rousseff, repetindo o discurso de Eduardo Campos, sobre a petista entregar o país pior do que deixou. Afirmou que vai manter o Progama Bolsa Família e aprofundar a política de transferência de renda, transitando para o que chamou de “políticas de terceira geração”, mas não detalhou a proposta.

Ela disparou contra a gestão da Petrobras, adiantou que será preciso reajustar inúmeras tarifas no próximo ano e ainda comentou a propaganda do PT na televisão, que associa sua imagem aos governo Collor e Itamar, sinalizando que ela não vai terminar o mandato, se eleita. Nesse momento, Marina disse que é tudo “uma questão de escolha” para o eleitor, e sugeriu que tem mais experiência nas urnas que Dilma, “que se tornou presidente sem nem ter sido eleita vereadora”.

Jornal GGN

Recomendados para você

Comentários

  1. Onda Vermelha Postado em 02/Sep/2014 às 21:42

    Que pesadelo será ter essa cidadã como presidente! Por duas vezes na nossa história o Brasil elegeu Salvadores da Pátria, chefes do Partido do Eu Sozinho! E a gente sabe como isso acabou: deu em impeachment! Sonhar é bom. Mas eleição é hora de botar o pé no chão e voltar à realidade! Sou mais Dilma para o Brasil seguir mudando com segurança, justiça social, distribuição de renda, tolerância religiosa e com RESPEITO aos direitos civis das minorias! As próximas semanas serão decisivas! Será preciso ter nervos de aço e teremos! E iremos expor para toda a sociedade a fragilidade de suas propostas, os riscos e setores envolvidos por detrás da candidatura de Marina Silva! Até porque bem lembro que muitos que elegeram o Collor, simplesmente, para evitar a chegada do PT ao poder, logo após o confisco e a crise que se instalou, envergonhados, não assumiam publicamente o tamanho da besteira que haviam feito! E mergulharam o país numa Crise Institucional poucas vezes vista! Portanto, meus caros, EU não vou me CALAR!

  2. Onda Vermelha Postado em 03/Sep/2014 às 01:25

    Pra aqueles que não viram! O SÉTIMO programa da Dilma exibido à noite, é e-x-c-e-l-e-n-t-e! Aqui são apresentados os melhores momentos do debate do SBT. Além de ter vencido o debate durante a transmissão ao vivo, Dilma vence na repercussão do debate, o que é visto por muito mais gente. E, finalmente, o programa investe no esclarecimento da população a respeito das inconsistências e fragilidades das “promessas” de campanha da candidata Marina Silva que são irrealizáveis e não tem lastro na realidade. Todas as “promessas” dela somadas chegam R$ 140 bilhões de despesa e ela NÃO explica da onde sairão esses recursos! Repare como Dilma trava o bom debate político, sem ataques, sem baixarias, sobre temas como a nefasta independência do Banco Central, sobre não fazer demagogia com promessas incompatíveis com o plano de arrocho de Marina na economia, saber aproveitar a riqueza do pré-sal que a Marina torce o nariz, e ter a governabilidade como um dever que precisa ser cumprido para honrar o mandato dado pelo povo fazendo as transformações necessárias ao Brasil. Veja em http://www.youtube.com/watch?v=J_5qM_yXXLI

  3. Repik Postado em 03/Sep/2014 às 02:57

    É muito divertido ver essa tucanada votando em peso na Marina apenas no intuito de tirar o PT do governo. Isso demonstra claramente o despreparo e o quanto são movidos unicamente pelo ódio e a desinformação. Se fosse o Pastor Everaldo na condição, iriam todos na missa no final de semana??? Aécio se foi, bye bye, e a Dilma ainda terá mais 40 dias do segundo turno para desmanchar essa ilusão chamada Marina, tempo esse que Aécio não dispõe. Na verdade o cara que vota apenas no contra, demonstra claramente que não tem princípios, que não defende idéias e que topa qualquer parada, mesmo que essa venha prejudicar o Brasil. Mas ver a elite dançar antes do primeiro turno e ainda correr em massa para apoiar a Marina, que é muito, mas muito mais radical que o PT, fundamentalista religiosa que obedece cegamente ao pastor, está muto divertido e mostra que os valores desses simplesmente não existem. Não passam de marionetes na mão da mídia!!!

    • KARINA BEBEZINHA Postado em 03/Sep/2014 às 09:25

      Repik,é o mais impressionante é ver a galera sendo manipulada por esse mantra,,no pt si tem ladrao,no pt so tem ladrao no pt so tem ladrao,ou seja durante4 anos a midia porca e manipuladora vem dizendo isso todos os dias ,ate q conseguiram desconstruir o pt ,lula e a Dilma,enquanto isso o trensalao,a privataria,o aecioporto,o processo contra aecio por desvio d verbas da saude ,a seca em SP (dizem q a culpa e da amazonia" rsrs,o cartel tucano,o mogno do marido d marina,a mafia da sanguessuga etc etc etc,levando se em conta q o PSDB é o partido mais corrupto do Brasil segundo o TRE e o PT ocupa o 8° lugar,resumindo ,a roubalheira come solta no resto do pais ,mas a midia repetiu tanto q o PT é corrupto,no PT so tem ladrao e etc q os idiotas,manipulados acham q estao pensando por eles mesmos repetindo feito papagaio ptralha,ptralha ,ptralha kkkkkkkkkk realmente e pra rir

  4. Eva Postado em 03/Sep/2014 às 09:31

    Sobre seu projeto pessoal de poder esqueceu de dizer que a morte do campos foi bastante providencial. providencialmente esquisito, no mínimo!

    • Helena/S.André SP Postado em 03/Sep/2014 às 19:13

      Por isso recomendo o site www.independenciasulamericana.com.br onde temos o post intitulado "(George) Soros: sombra maligna na eleição brasileira".

    • Helena/S.André SP Postado em 03/Sep/2014 às 22:51

      E indico mais um site redecastorphoto.blogspot.com.br que traz 2 artigos interessantes do jornalista americano investigativo, sr. Wayne Madsen. Os artigos são: "Tudo sugere ação da Cia o assassinato de candidato à presidência, no Brasil" e "Marina Silva, George Soros....e mais um suspeito acidente de avião". Esses artigos são do mês de agosto e são, por demais, interessantes. São de dar asas à imaginação.

  5. julio cesar montenegro Postado em 03/Sep/2014 às 13:46

    essa cobra-do-desenho-animado-mowgli serve perfeitamente pra quem não tem gente pra trabalhar e formar um partido... neste sentido ela é pura repetição do jânio quando foi aproveitado pela udn sem votos e do collor, do pequeno ptn, editado pela rediglobo (quando ainda tinha votos...)