Redação Pragmatismo
Compartilhar
Eleições 2014 24/Sep/2014 às 08:52
8
Comentários

Marina de mãos dadas com Bornhausen não é 'nova política'

Jorge Bornhausen é herdeiro direto da ARENA, partido que deu sustentação a ditadura militar no Brasil. Quando Marina Silva abraça esse tipo de gente, é chegada a hora de parar de falar em 'nova política'

marina silva bornhausen
Marina Silva de mãos dadas com Paulo Bornhausen (dir). Na reta final de campanha vale tudo (divulgação)

Na reta final da campanha à Presidência, antes do primeiro turno das eleições, Marina Silva deixa na gaveta o discurso da “nova política” e vincula sua imagem a velhas famílias de políticos.

Em Florianópolis, a candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, subiu no palanque para pedir voto para o deputado Paulo Bornhausen, conhecido como Paulinho. “Meus amigos, vamos fazer a campanha de Paulo, para que ele seja o nosso senador”, afirmou.

SAIBA MAIS: Bornhausen e Heráclito serão tratados como Sarney e Renan?

Ele é filho do ex-senador Jorge Bornhausen (ex-PFL e DEM), conservador de direita, um dos nomes fortes da Arena, partido que deu sustentação ao regime militar. Além disso, em 2005, durante a crise do mensalão, ele chegou a dizer que queria o Brasil ‘livre da raça’ do PT. Na época, Mariana era filiada ao partido e ministra de Lula.

VEJA TAMBÉM: Marco Feliciano declara apoio a Marina Silva

No evento, Marina foi recebida com protestos de estudantes ligados à União da Juventude Socialista (UJS). O grupo carregava cartazes com dizeres “Mais amor, menos Marina”, e faixas ligando a candidata ao deputado Marco Feliciano.

“Fio de esperança”

No início de setembro, generais conservadores da reserva publicaram uma carta aberta (relembre aqui) em que citam Marina Silva como um “fio de esperança” na disputa presidencial para combater a “corruptocracia instalada no poder pelo lulopetismo”

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. Deisi Postado em 24/Sep/2014 às 09:36

    Estou em Blumenau, aqui eles não votam na Marina, tem muitos com discurso de reaça, é o que mais tem aqui, o candidato deles é o Aécio. Inclusive o padre daqui que esteve em são Paulo e no final da missa de domingo, mesmo desobedecendo orientação da CNBB, resolveu orientar os presentes. Eu em São Paulo vi horário eleitoral, um pastor clamava aos evangélicos que tinham que tomar o poder do país. Disse, vejam o que vocês irão fazer com seu voto, porque a história mostra onde tem fanatismo religioso, tem perseguição e morte. Continuou, até hoje sempre foi respeitado no Brasil, liberdade de expressão, liberdade religiosa e o Estado é Laico. Concluiu dizendo, que o bispo chamaria ele para conversar, mas ele correu o risco. No final foi aplaudido por todos, detalhe a missa é transmitida pela rádio local e o bispo estava ouvindo. A Marina é uma farsa além de fundamentalista, recebe apoio dos militares da ditadura, dá as mãos a Bhornhausen um filhote da ditadura, também recebe apoio de Pedro Simon, FHC e o que existe de mais conservador, Malafaia, Feliciano e Neca do Itaú. Sua mascara caiu Beata das Trevas. Uma representante legitima da "velha política' e suas raposas. .

  2. Karina BB Postado em 24/Sep/2014 às 09:47

    Resumindo, Marina como todo mundo sabe é barriga de aluguel das forças conservadoras de extrema direita, ou seja, uma farsa, já desmascarada, ela consegue ser mais extremista que os tucanalhas.

    • Marlos Postado em 24/Sep/2014 às 11:32

      Uma questão de ordem de discurso, é Marina Silva quem está pregando uma 'nova política', dissociada deste tipo de aliança e concessão para/com forças da 'velha política', e paradoxalmente é quem mais está efetuando alianças e concessões para essas forças.

  3. Salomon Postado em 24/Sep/2014 às 10:20

    O que move a Marina é o gosto de ver impresso nos jornais, diário oficial, lei, decreto, o seu nome acompanhado destas duas palavras: Presidenta da República. O povo? Ora, o povo que se dane. A vaidade, como se sabe, é o pecado preferido do diabo.

  4. Walter Postado em 24/Sep/2014 às 15:32

    Imaginei Malafaia ministro. imaginei Feliciano ministro. imaginei Bornhrause ministro. SOCORRO... fica DILMA, mais 4 anos e volta LULA em 2018!

  5. Poliana Postado em 24/Sep/2014 às 16:58

    Aff... meu deus! Quando a gente imagina que o ARENA/PFL/DEM está morto, eis que surge uma ameaça! E tinha que ser com Marina Silva viu! Só essa oportunista e desesperada por alianças pra querer trazer os fantasmas do passado! Nojoooooo!

  6. Polli Postado em 24/Sep/2014 às 21:16

    O que será que não é corrupção para estes espantalhos da ditadura?? Como vou entender estes que ficaram de joelhos diante do poderio americano e venderam seu povo a troco de lixo. Lixo, aquilo que os americanos não queriam ficava para seus cachorros de guarda. Estes caras têm sangue nas mãos. Vai sujar as mãozinhas dona Marina. Eu também passei fome, como você, quando estávamos sobre a égide dos americanos e tomados conta pela ditadura mal desfasada, só que eu não me vendo.

  7. Pedra Postado em 24/Sep/2014 às 21:21

    Estes caras querem se esconder dos seus atos, querem distância daquilo que os vincula ao assassinato em massa de pessoas honestas, cidadãs brasileiras, argentinas, chilenas, uruguaias, paraguaias, da América. São tão caras de pau que se escondem... ARENA, PDS, PFL, DEM, PSDB, MDB, PMDB,... O tio Sam um dia vai abandoná-los, canalhas, e vocês ainda vão ter que prestar contas!