Redação Pragmatismo
Compartilhar
Cuba 04/Sep/2014 às 19:07
58
Comentários

Cuba tem a melhor educação da América Latina, diz Banco Mundial

Banco Mundial diz que Cuba tem a melhor Educação da América Latina e do Caribe. De acordo com a organização internacional, trata-se do único país da região que dispõe de um sistema educativo de alta qualidade

educação cuba
Educação de Cuba é a melhor da América Latina e Caribe, garante Banco Mundial (divulgação)

O Banco Mundial acaba de publicar um relatório revelador sobre a problemática da educação na América Latina e no Caribe. Intitulado Professores excelentes. Como melhorar a aprendizagem na América Latina e no Caribe, o estudo analisa os sistemas educativos públicos dos países do continente e os principais desafios que enfrentam. 1

Na América Latina, os professores de educação básica (pré-escolar, primária e secundária) constituem um capital humano de 7 milhões de pessoas, ou seja, 4% da população ativa da região, e mais de 20% dos trabalhadores técnicos e profissionais. Seus salários absorvem 4% do PIB do continente e suas condições de trabalho variam de uma região para outra, inclusive dentro das fronteiras nacionais. Os professores, mal remunerados, são, em sua maioria, mulheres — uma média de 75% — e pertencem às classes sociais modestas. Além disso, o corpo docente supera os 40 anos de idade e considera-se que esteja “envelhecido”. 2

O Banco Mundial lembra que todos os governos do planeta escrutinam com atenção “a qualidade e o desempenho dos professores” no momento em que os objetivos dos sistemas educativos se adaptam às novas realidades. Agora, o foco está na aquisição de competências e não apenas no simples acúmulo de conhecimentos.

VEJA TAMBÉM: 9 DIAS EM CUBA

As conclusões do relatório são implacáveis. O Banco Mundial enfatiza “a baixa qualidade média dos professores da América Latina e do Caribe”, o que constitui o principal obstáculo para o avanço da educação no continente. Os conteúdos acadêmicos são inadequados e as práticas ineficientes. Pouco e mal formados, os professores consagram apenas 65% do tempo de aula à instrução, “o que equivale a perder um dia completo de instrução por semana”. Por outro lado, o material didático disponível continua sendo pouco utilizado, particularmente as novas tecnologias de informação e comunicação. Além disso, os professores não conseguem impor sua autoridade, manter a atenção dos alunos e estimular a participação. 3

De acordo com a instituição financeira internacional, “nenhum corpo docente da região pode ser considerado de alta qualidade em comparação aos parâmetros mundiais”, com a notável exceção de Cuba. O Banco Mundial aponta que “na atualidade, nenhum sistema escolar latino-americano, com a possível exceção de Cuba, está perto de mostrar os parâmetros elevados, o forte talento académico, as remunerações altas ou, ao menos, adequadas e a elevada autonomia profissional que caracteriza os sistemas educativos mais eficazes do mundo, como os da Finlândia, Singapura, Xangai (China), da República da Coreia, dos Países Baixos e do Canadá”. 4

De fato, apenas Cuba, onde a educação tem sido a principal prioridade desde 1959, dispõe de um sistema educativo eficiente e com professores de alto nível. O país antilhano não tem nada para invejar das nações mais desenvolvidas. A ilha do Caribe é, além disso, a nação do mundo que dedica a parte mais elevada do orçamento nacional (13%) para a educação. 5

Não é a primeira vez que o Banco Mundial elogia o sistema educacional de Cuba. Em um relatório anterior, a organização lembrava a excelência do sistema social da ilha:

“Cuba é internacionalmente reconhecida por seus êxitos nos campos da educação e da saúde, com um serviço social que supera o da maior parte dos países em vias de desenvolvimento e em certos setores se compara ao dos países desenvolvidos. Desde a Revolução Cubana, em 1959, e do subsequente estabelecimento de um governo comunista com partido único, o país criou um sistema de serviços sociais que garante o acesso universal à educação e à saúde, proporcionado pelo Estado. Esse modelo permitiu a Cuba alcançar a alfabetização universal, erradicar certas doenças, [prover] acesso geral à água potável e salubridade pública de base, [atingir] as taxas mais baixas da região de mortalidade infantil e uma das maiores expectativas de vida. Uma revisão dos indicadores sociais de Cuba revela uma melhora quase contínua de 1960 até 1980. Vários indicadores principais, como a expectativa de vida e a taxa de mortalidade infantil continuaram melhorando durante a crise econômica do país nos anos 90 […]. Atualmente, os serviços sociais de Cuba são parte dos melhores do mundo em desenvolvimento, como documentam numerosas fontes internacionais, incluindo a Organização Mundial da Saúde, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, além de outras agências da ONU e o Banco Mundial […]. Cuba supera amplamente a América Latina, o Caribe e outros países de renda média nos indicadores principais: educação, saúde e salubridade pública”. 6

VEJA TAMBÉM: Educação cubana: dados que impressionam

O Banco Mundial lembra que a elaboração de bons sistemas educacionais é vital para o futuro da América Latina e do Caribe. Reforça, também, o exemplo de Cuba, que alcançou a excelência nesse setor e é o único país do continente que dispõe de um corpo docente de alta qualidade. Esses resultados são explicados pela vontade política do governo do país caribenho de colocar a juventude no centro do projeto de sociedade, dedicando os recursos necessários para a aquisição de saberes e competências. Apesar dos recursos limitados de uma nação do Terceiro Mundo e do estado de sítio econômico imposto pelos Estados Unidos há mais de meio século, Cuba, baseando-se no adágio de José Martí, seu apóstolo e herói nacional, “ser culto para ser livre”, demonstra que uma educação de qualidade está ao alcance de todas as nações.

1. Barbara Bruns & Javier Luque, Profesores excelentes. Cómo mejorar el aprendizaje en América Latina y el Caribe, Washington, Banco Mundial, 2014. (site consultado no dia 30 de agosto de 2014).
2. Ibid.
3. Ibid.
4. Ibid.
5. Salim Lamrani, Cuba : les médias face au défi de l’impartialité, Paris, Estrella, 2013, p. 40.
6. Ibid., p. 87-88.

Salim Lamrani, Opera Mundi

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Daniel Postado em 04/Sep/2014 às 19:16

    Cuba é criticada pq seu povo não tem riqueza, porém tem educação. Já o Brasil é criticado porque o PT deu condições para o povo mas não deu educação.

    • Paulo Postado em 05/Sep/2014 às 00:04

      Concordo em partes. O governo PT tirou um atraso de décadas do sistema educacional brasileiro. Hoje temos o sistema unificado (SISU), Prouni, Reuni, Lei das Cotas, Pronatec, Ciência sem fronteiras, royalties do pré-sal etc. O ganho em infraestrutura e a interiorização das Federais também não podem deixar de ser mencionados. Enfim, o PT fez uma incrível readequação na educação pública e isso deveria ser reconhecido por todo cidadão. Com certeza, nos próximos 10 a 15 anos o país colherá os bons frutos. No entanto, algo que devia ser amplamente debatido é a federalização da educação básica, pois é na base que há as maiores discrepâncias de uma região para outra, e, dessa forma, o governo fecharia o ciclo e as melhorias ganhariam maior consistência.

    • Isabel Postado em 05/Sep/2014 às 10:36

      Acho que os brasileiros estão adotando uma política de que o estado e obrigado a da de tudo. O estado deve dá as condições porém para obter uma boa educação precisa começar com os princípios de casa, coisa que infelizmente estamos perdendo a cada dia mais...

    • Eduardo Benatti Postado em 05/Sep/2014 às 16:58

      Sempre fico com um pé atrás nessa história de educação de Cuba. Quero dizer, é um país que está enterrado em miséria e efetivamente parado na década de 60. Creio em duas propabilidades: a tal "excelência educacional" cubana seria um reflexo dos dados manipulados do governo, ou que por algum milagre um país em que os cidadãos vivam literalmente no passado, e ainda sem interação com a produção acadêmico-científica do mundo globalizado, o sistema de educação deles seja coisa de primeiro mundo.

      • Rafael Postado em 09/Sep/2014 às 09:00

        A verdade é que a unica coisa boa que tem em Cuba é a educação! Quando aconteceu as tretas da revolução, muitos médicos correram de lá e eles tiveram que adaptar um sistema educacional que aparentemente deu muito certo! Mas não vejo muita utilidade em ver um Neuro-cirugião servindo cachaça no buteco!

      • Pedro Martins Postado em 08/Jan/2016 às 15:54

        Você está certo, Eduardo. Esse Banco Mundial é um antro de comunistas e ignorantes. Foram enrolados direitinho pelos barbudinhos do Fidel.

  2. vigilante Postado em 04/Sep/2014 às 19:56

    Você aprenderia algo.

  3. Jonas Schlesinger Postado em 04/Sep/2014 às 20:24

    O embargo continua. Entra e sai presidente nos EUA, mas nenhum tem coragem de retirar o embargo. Atrevo-me a dizer que pelo menos uns 100 anos será preciso. E só continuará assim enquanto ser uma ditadura apoiada pelo castrismo e ser um país puramente socialista.

    • Paulo Postado em 04/Sep/2014 às 23:49

      O embargo é ideológico. Não tem nada a ver com a luta contra uma suposta ditadura que, ironicamente, tem suas conquistas sociais reconhecidas por instituições do mundo capitalista. O EUA apoiaram (ex: Brasil, 1964 - 1985), apoiam e continuarão apoiando regimes de fato ditatoriais pelo mundo quando lhes convir (Oriente médio, África e Ásia). O país que se autoproclama terra da oportunidade e liberdade é, ao mesmo tempo, o maior patrocinador de guerras do planeta. Irônico, não!? Enquanto isso, na pequena Cuba, dos terríveis socialistas: zero de analfabetismo; maior proporção de médicos por habitante; educação pública gratuita, universal e de elevada qualidade; a segunda nação que mais conquistou medalhas na história dos jogos pan-americanos.

      • Jonas Schlesinger Postado em 05/Sep/2014 às 01:58

        E cadê a democracia. Dê uma aula de quando e como a Cuba vai ser democrática que aí eu te dou razão. Mas não venha com essa dos EUA liberar o embargo antes não. Quero ver a democracia antes do embargo.

      • Arantes Postado em 05/Sep/2014 às 10:15

        Bravo!

      • Isabel Postado em 05/Sep/2014 às 10:38

        Disse bem Paulo.

      • Bruno Postado em 05/Sep/2014 às 11:03

        Pra mim o ideal é uma sociedade com elevados resultados sociais e uma política democrática.Mas enquanto esse ideal não chega o que é melhor?Uma ditadura que atenda aos interesses de TODOS ou uma democracia que privilegia UMA MINORIA?

      • Eduardo Postado em 05/Sep/2014 às 11:25

        Exatamente Bruno, o pensamento é esse, porém os Brasileiros gostam de privilégios, gostam de estar acima dos outros. Essa condição so pode ser aceita em democracias capitalistas

      • Paulo Postado em 05/Sep/2014 às 13:16

        O Bruno colocou um excelente ponto de vista, Jonas. Concordo com ele e com vc de que o ideal é a democracia. No entanto, o embargo não se justifica de maneira nenhuma. Além da "justificativa" ideológica, tem o fato de Cuba jamais ter abaixado a cabeça para o imperialismo capitalista do Tio Sam.

  4. Guilhermo Postado em 04/Sep/2014 às 22:59

    A melhor educação e a pior democracia. Aliás, que democracia?

    • eu daqui Postado em 05/Sep/2014 às 08:34

      A pior democracia não daria a melhor educação nem de longe. Estaria dando um tiro no próprio pe´.

      • ilha Postado em 05/Sep/2014 às 13:57

        Congratulações. "eu daqui", sua resposta foi acachapante!

  5. Carlos Postado em 04/Sep/2014 às 23:24

    Se isso fosse verdade o país seria uma democracia.

    • eu daqui Postado em 05/Sep/2014 às 08:37

      Mesmo no dia em que Cuba se tornar democracia vai ter educação melhor do que a do Chile.

      • Adriano Postado em 05/Sep/2014 às 10:47

        Nunca que aqui no Chile a educação é melhor... e é caríssima... Até no Brasil tá melhor e ainda é gratis...

      • Luiz Souza Postado em 05/Sep/2014 às 12:14

        Chilenos clamam por uma educação pública de qualidade. Não tem dinheiro para pagar. Estão feito brasileiros que voltam do Japão e dos EUA tecendo loas ao SUS.

      • eu daqui Postado em 02/Oct/2014 às 11:25

        A educação pública no Chile é melhor do que em muitas escolas particulares brasileiras por uma razão muito simples: chilenos não tem edo do esforço: gostam de estudar.

    • José Postado em 05/Sep/2014 às 10:21

      Então por que os países que são uma "democracia" não disponibilizam uma educação de tão alta qualidade?

      • Eduardo Postado em 05/Sep/2014 às 13:32

        Pq a democracia representativa, efetivamente, é uma mentira. Ou pelo menos só funciona em pouquissimos paises, como nos paises escandinavos, onde a educação também é de otima qualidade (só não sei se é publica)

  6. Jonas Schlesinger Postado em 05/Sep/2014 às 02:04

    Aliás muita gente critica os EUA atualmente e se esquecem que o atual governo é de esquerda. Obama e os democratas são da ideologia esquerdista. Por isso que os investimentos bélicos para Israel ficaram poucos. 1 bi é muito pouco. Agora voltando a Cuba, concordo que o embargo continue. A única maneira para retirar o bloqueio seria o fim da ditadura e a liberdade dos demais partidos.

    • Rocken Postado em 05/Sep/2014 às 03:02

      só pra constar, Haiti fica ali do lado, uma democracia capitalista que recebe doações dos EUA, qual você prefere viver?

    • eu daqui Postado em 05/Sep/2014 às 08:36

      O embargo somente sacrifica aqueles que já são sacrificados.

    • Paulo Postado em 05/Sep/2014 às 10:27

      Estranho que alguns considerem pouco os 1 bilhão de dólares para a guerra genocida de outro país...

    • Alexandre Postado em 05/Sep/2014 às 11:35

      Só para republicano reaça que o Obama e os democratas é esquerda, comparado com a Europa Obama é centro direita.

    • Alexandre Postado em 05/Sep/2014 às 11:40

      Nos Estados Unidos também tem partido Comunista http://www.cpusa.org/ http://www.bbc.co.uk/news/magazine-26126325

      • Jonas Schlesinger Postado em 05/Sep/2014 às 14:24

        Se tivesse um presidente até de um partido comunista nos EUA dificilmente retiraria o embargo. O berço do atual capitalismo fica na terra do Tio Sam juntamente com a Tia Elizabeth. O máximo que a esquerda pode chegar lá são com os democratas que são como o PT daqui. Pode-se ter uma ideia da política menos agressiva do Obama se comparada com a do Bush.

  7. Luiz Souza Postado em 05/Sep/2014 às 04:22

    Angola tem o mesmo presidente há quarenta anos. Alguém liga?

    • Isabel Postado em 05/Sep/2014 às 10:45

      Pois é: certas pessoas enchem a boca para falar de democracia, mas será que eles já moraram em todos os estados do USA para poder defendê-los como um pais assim tão democrático ?!? "Olhem que nem tudo que reluz e ouro...".

      • Ilha Postado em 05/Sep/2014 às 14:03

        Democracia, infelizmente, não existe. O que existe é uma representação do mais forte sobre o mais fraco, isto em todo o mundo, este sistema é legitimado por uma palavra "democracia". É bem fácil chegar a esta simples conclusão, só fazer-se a seguinte pergunta: quem ganha a eleição é quem gasta menos ou quem gasta mais na campanha? E se você não for um completo idiota, vai fazer a seguinte conta: fulano gasta $$$$$ milhões, com o salário dele de vereador, deputado, prefeito, governador, ..., ou presidente, dá para pagar isto e sobrar algo para o infame candidato? Bem, se tu consegues somar e concluir que um mais um é dois, saberás que as contas não fecham, concluindo portanto que o $$$$$ veio de algum lugar e deverá um dia voltar com lucros. Pois bem, concluo portanto que democracia não é isto, e portanto não existe em lugar nenhum na atualidade.

    • Alexandre Postado em 05/Sep/2014 às 11:32

      Mas Angola como a Arabia Saudita são capitalistas, ditaduras que dão uma banana pro capital esses sempre serão criticados.... os EUA tem aliados que cometem os abusos horrendos contra os DHs e não vejo critica pelo contrário eles ainda recebem uma graninha do tio Sam, essa argumento de falta de democracia e DHs é só um engordo para legitimar ações contra governos que estão contra certos interesses, basta ver a coerência.

  8. Thiago Teixeira Postado em 05/Sep/2014 às 08:14

    É impressionante a quantidade de reacionários, analfabetos políticos, que entram no oba oba modinha da grande mídia comentam por aqui sempre palavras de ódio e desprezo ao povo Cubano (balsa, comunismo, comedores de crianças, anti-democracia, blá blá blá). Vira o disco galera, vão no site do R7 definir o elenco do próximo reality show do Fazenda, caso não tiverem a mente aberta para uma reflexão.

    • Eduardo Postado em 05/Sep/2014 às 13:37

      É isso mesmo! Vamos tirar as máscaras, por favor. A educação política do brasileiro é medíocre. A maioria fica reproduzindo as pérolas da grande mídia em vez de estudar, aff!

      • eu daqui Postado em 02/Oct/2014 às 11:27

        Não tenho dúvida nenhuma que em Cuba se educa melhor do que no Brasil. MAS AFIRMAR QUE É A MELHOR EDUCAÇÃO DA AMÉRICA LATINA É NÃO CONHECER O PRÓPRIO CONTINENTE !

    • Sergio Caldieri Postado em 21/Sep/2014 às 23:37

      Ótimo comentário Thiago Teixeira. Acho que o bloqueio contra Cuba, foi a vingança do mafioso judeu Meyer Lansky, quando Che Guevara e Fidel Castro expulsaram os bandidos com seus cassinos e bordéis da ilha.

  9. José Ferreira Postado em 05/Sep/2014 às 10:04

    De fato é preciso uma boa educação para doutrinar a população para que ela não conteste o governo. As ditaduras, exceto a brasileira, costumam investir muito em educação.

    • Bruno Postado em 05/Sep/2014 às 11:09

      Não é preciso boa educação coisa nenhuma para doutrinar pessoas.Basta haver uma emissora que nem a Globo e um monte de coxinha otário feito você!!!!!!!!!!!!111

      • José Ferreira Postado em 05/Sep/2014 às 13:13

        Uma opinião muito inteligente a sua. De um alto nível.

  10. E .D .O Postado em 05/Sep/2014 às 10:57

    uma ótima matéria e quando me deparo com os comentários ...... não existe democracia e nem nunca existirá, um povo sempre vai seguir alguma determinada doutrina que é natural para eles, seguindo seus costumes, cultura local e sua história. Antes de criticar a velha ilha procurem saber o histórico de guerra e de colonização ao qual os cubanos foram submetidos. Nós vivemos numa 'democracia' devido a um golpe militar, ou seja, um faz de conta. Marechal Deodoro derrubou a monarquia e nos trouxe à república, deveria ser motivo de orgulho mas no entanto é vexatório, o povo brasileiro não se mobilizou pra conquistar sua liberdade em nenhum momento no passado remoto, portanto não tem moral nenhuma para criticar outras nações. O espírito de luta do povo cubano os libertou da Espanha e dos EUA e esse mesmo espírito poderá derrubar qualquer ditadura, como ocorreu com o golpista Batista. Acho que faz jus a matéria, um país onde as pessoas possuem uma educação de baixa qualidade tem de ter pessoas ignorantes, uma coisa esta ligada a outra. Estudem mais sobre a história de luta dos povos latinos e entenderão o que é espírito de luta, quem sabe esse espírito desperte nossa verdadeira face de guerreiros.

  11. Ecthor Postado em 05/Sep/2014 às 11:51

    Morar em Cuba que é bom ninguém quer !!

    • Rui Ribeiro Postado em 26/Sep/2014 às 20:47

      Estou cansado de dizer isso. Os socialista vivem falando "Cuba é o paraíso", "socialismo é ótimo". Morar na China, em Cuba ou Coreia do norte ninguém quer. É fácil falar bem do socialismo vivendo no capitalismo. Quem nem a Luciana Genro, milionária socialista, vai entender?

      • Vinicius Postado em 05/Nov/2014 às 20:41

        KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Socialistas dizem isso? Você fala isso com base no que vê em páginas de direita no Facebook cara, morar na Costa do Marfim ninguém quer né? Lá é super capitalista gente, vão pra lá...

    • eu daqui Postado em 02/Oct/2014 às 11:30

      Eu ainda não tive essa experiencia porque não pude. De querer eu queria sim.

    • Vinicius Postado em 05/Nov/2014 às 20:39

      O que a matéria diz: "Cuba tem a melhor educação da América Latina" O que um reacionário imbecil entende: "Cuba é o melhor lugar para se viver na América Latina"

  12. Gustavo Postado em 05/Sep/2014 às 12:05

    Dá pra fazer uma charge: Banco Mundial elogia educação de cuba = estão vendo, cuba é maravilhosa. O paraíso na terra! Banco Mundial crítica a gestão economica do governo do PT = são porcos capitalistas, neoliberais urubilinos da elite, demônios.

  13. Luiz Souza Postado em 05/Sep/2014 às 12:13

    E a Líbia de Kadafi tinha o maior IDH da África. A democracia tipo exportação estadunidense prefere degoladores.

  14. fabio Postado em 05/Sep/2014 às 15:56

    vao morar na CUBA que os partiu entao seus comunistas vermes

    • eu daqui Postado em 02/Oct/2014 às 11:32

      Eu não sou comunista mas tenho curiosidade tanto política como cultural por outros ambientes e sistemas. Se não fossem tantas as responsabilidades em território brasilero, eu bem que iria rumar pra um lugar como Cuba ao menos por uns 6 meses.

  15. Pereira Postado em 05/Sep/2014 às 16:47

    imagina a doutrinação marxista/castrista desses inocentes. com adversários como Brasil,Uruguai, argentina, venezuela e paraguai : Até eu pô !!!!!

    • Márcio Koehn Postado em 05/Dec/2014 às 10:48

      E a doutrinação de mercado das escolas em geral?? Ai não conta né... São dados do banco mundial, uma entidade prá lá de capitalista.

  16. lucas Postado em 07/Sep/2014 às 00:04

    Educaçao cubana é otima, so que nao serve pra nada alem de virar soldadinho do regime dos castros rs

  17. Danilo Postado em 29/Sep/2014 às 13:23

    É difícil classificar como bom ou ruim uma educação que nunca foi testada, sabemos que é boa porque nos dizem que é. Se Cuba colocasse seus estudantes para competir em competições internacionais poderíamos testar a veracidade desse mito. Eu particularmente não confio em um país no qual a internet não é livre.

  18. Xico Postado em 29/Sep/2014 às 17:37

    Vou dar um idéia, pq vocês do PT e Pragmatismo (que na verdade é a mesma coisa) nao pedem asilo em cuba e vao ser felizes por lá?