Redação Pragmatismo
Compartilhar
Bolsa Família 24/Sep/2014 às 18:24
49
Comentários

Três perguntas para quem odeia o Bolsa Família

Os inimigos do Bolsa Família se alastram na internet, mas não estão representados por nenhum candidato à Presidência da República - todos garantiram que iriam manter ou até ampliar o programa caso sejam eleitos

contra o bolsa família brasil

Alex Castro, Outrofobia

Um questionário simples para você repassar para aqueles seus amigos críticos vorazes do Bolsa Família e que não suportam a ideia de que um pobre receba assistência do governo, mesmo que essa transferência de renda represente menos de 1% do PIB do país. Na verdade, o Bolsa Família é o programa de transferência social que mais contribui com a expansão da economia e, naturalmente, ajuda o PIB (veja aqui).

1. Se você é contra o bolsa família por causa das fraudes pontuais…
…também é contra o ciência sem fronteiras por causa das pessoas alunas que matam aulas?

2. Se você é “a favor do bolsa família”, desde que as beneficiárias não possam votar, como propõe esta Associação, (ou, pior, que sejam esterilizadas!)…
…também acha que as beneficiárias de outros programas do governo (estudantes de universidades públicas, bolsistas da capes ou do csf, etc, etc) também devem perder o direito de votar e de procriar?

3. Como se sente tendo uma posição política tão marginal & irracional que simplesmente nenhum candidato à Presidência te representa, nem mesmo o ultra-direitista pastor Everaldo?

VEJA TAMBÉM: Entenda por que ser contra o Bolsa Família é imoral

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. Karina BB Postado em 24/Sep/2014 às 19:46

    O bolsa família foi uma das melhores realizações do LULA, pois antes qualquer benefício do governo aos mais pobres era repassado à instituições como igrejas e ongs, que não repassavam esse dinheiro, ou seja, embolsavam. Agora não, as pessoas recebem seus cartões e tiram diretamente o benefício, sem desvios.

    • Henrique Postado em 25/Sep/2014 às 09:05

      Antes quem dava aos pobres e muitos pedintes eram: 1º - Famílias (Cidadãos comuns como eu, você...) 2º - Igreja ( que não era com dinheiro de governo, mas de campanhas que as próprias famílias (membros) faziam; 3º - Políticos em época de Eleição. Graças a Deus e ao povo que votou em Lula isso acabou. Dinheiro que foi enfiado " em Igrejas" é bom dizer qual é, quando e provar. O Estado é laico, mas não é Estado laicista. Dima de Novo. 13

      • anonimo Postado em 25/Sep/2014 às 11:56

        Igrejas pagam impostos?

    • Murilo Postado em 25/Sep/2014 às 13:50

      Lula, tem certeza disso ?

      • Hético Silva Postado em 26/Sep/2014 às 10:32

        Murilo, se ele não tem eu tenho. FHC como já mostrado nesse mesmo site, por várias vezes tentou inviabilizar o projeto. Ok. a criação foi em seu governo, agora creditar o sucesso a ele é uma ofensa a racionalidade. A estruturação, ampliação, investimento, aplicação se deram no governo Lula. OK?

      • Henrique Postado em 26/Sep/2014 às 12:29

        Absoluta! Eu vi a fome deste povo, eu vi semáforos cheios de pedintes, e vi muita gente chegar na porta da minha casa e pedir um prato de comida, eu vi muitos nas escolas só para comer, eu vi muita gente internada por desnutrição. Acorda.

  2. Leahn Novash Postado em 25/Sep/2014 às 00:00

    Primariamente, eu gostaria de dizer que eu não sou contra o programa. Não que isso vá fazer qualquer diferença. A maioria das pessoas que vão discordar de mim sequer vai ler o que eu vou escrever. Mas é triste ver que a necessidade de se apresentar como politicamente correto supera em muito a necessidade do uso da faculdade de raciocínio, e que o fascismo é claramente demonstrado nas atitudes daqueles que se apresentando como populistas tentam a qualquer custo silenciar os argumentos válidos daqueles que discordam deles por meio do uso de força bruta e retórica, ao invés de provar por meio de argumentos claros porque sua posição é superior. Já que é preciso, vamos as perguntas: 1) Sim, se dinheiro dos impostos, ou de doações está sendo usado para tentar ensinar ciências a estudantes que não estão indo as aulas e, portanto, não estão aprendendo ciências, então sou, sim, contra programas como ciências sem fronteiras. Boas intenções não bastam. Há que se realiza-las, e com eficácia e eficiência. E defendo uma fiscalização muito mais rigorosa do bolsa-família para que se avalie a extensão das fraudes, que não são pontuais. 2) Sim, defendo que pessoas que fazem uso de programas de governo, seja o bolsa-família, o fies, ou o mcmv, ou qualquer outro, percam o seu direito ao voto enquanto forem beneficiados. O risco de se subverter a democracia por meio do uso do benefício como compra de votos é grande demais para que se aja de outra forma. 3) Eu tenho orgulho de ser uma pessoa que pensa nas conseqüências de determinadas políticas ao invés de apenas pensar em dizer apenas a opinião popular para não perder a eleição.

    • poliana Postado em 25/Sep/2014 às 11:44

      Ah, claro..então só a elite e a classe media alta teriam direito ao voto né querido? Bela visão (SQN)!

      • André Anlub Postado em 25/Sep/2014 às 12:48

        (...) E mal sabe ele que não se enquadra em nenhuma das duas! Deve ser classe meRdia e não sabe! Tá cheio de capachos se achando tapete Persa!

    • Lauro Postado em 25/Sep/2014 às 12:03

      desculpe, talvez eu não tenha entendido direito..... segundo o que você expressa, TODAS as pessoas de que alguma forma recebem um auxilio do governo não podem votar??? como assim???? Moro em Brasilia, uma unidade da Federação que teve um governador chamado Roriz, que sempre fez o trabalho sujo da politica do pão com leite, mas por trás sempre teve uma politica suja e de exclusão..... minha familia era "beneficiada" pelo pão e leite do "papai" Roriz e sua mafia..... se formos pelo seu pensamento, eu não poderia participar do jogo politico e assim votar CONTRA a mafia dos rorizes.... se essa ideia de ser beneficiado e simplesmente se abster do direito de voto só daria a (s) mafia (s) que existem o direito de permanecer lá..... sugiro então que ao inves de simplesmente "achar" que beneficiados estão sendo comprados, vamos a luta por uma maior educação politica para todo mundo, isso sim evita que parasitas como o Roriz aqui em Brasilia, como qualquer outro mafioso de outra Unidade da Federação possa se utilizar de assistencialismo para ganhar voto..... Ah, sou estudante pelo FIES e não me sinto comprado por isso...... e não quero perder meu direito a voto, mesmo que no Brasil o voto fosse facultativo.....

    • Andresa Postado em 25/Sep/2014 às 12:06

      na tua lógica, tbm deveriam ser impedidos de votar, os fieis das igrejas, sejam elas de quaisquer denominação. E tbm funcionários das empresas, afinal de contas quem é que manda na porra da política nesse país?...Ahh sem esquecer do funcionalismo públicos, bancários, professores, etc, etc, etc......

    • Lana Postado em 25/Sep/2014 às 13:34

      1) Não existem alunos que NÃO estão indo às aulas no Ciências Sem Fronteiras, porque se isso acontecer ESTÃO FORA. Conheço vários alunos que foram, inclusive meu sobrinho está indo e, é muito sério, se não fosse o Ciências sem Fronteiras não conseguiria ir, impossível um filho de uma pessoa que ganha de aposentadoria seus R$1.000,00 pagar uma estadia na Europa para seu filho. 2) Não concordo, quer dizer que quem recebe auxílio do Governo, seja ele quem for, não poder votar, não faz sentido!! Na verdade concordo que deveríamos lutar pela a NÃO obrigatoriedade do voto, isso sim. 3) "Opiniões populares", mas é o povo quem deve dar opinião, afinal quem ganhar é quem vai representá-lo. Escolheu meus candidatos pesquisando o seu PROJETO, sua vida política, o que fez em prol da sociedade. Muita coisa tem que ser mudada, então... temos é que cobrar mais...

      • Vinicius Postado em 30/Sep/2014 às 22:41

        É bom entender também: O Brasil é um país que possui uma corrupção endêmica. É o velho "jeitinho brasileiro". Importante salientar que no caso do BF, muitos dizem que o Governo patrocina vagabundos (como já ouvi por aí), e não é isso. Acontece que em alguns caso, vagabundos - por assim dizer - se beneficiam do programa. Deve haver uma reavaliação? Sim, sem dúvidas. Quando você tira uma comunidade (parcela da sociedade) da zona da miséria, ela tem maior capacidade (física, mental e emocional) de evoluir nos seus conceitos de vida e sociedade. Tirar o Voto é como tirar essa oportunidade. Não faz sentido. Se for pedir voto para quem tá subnutrido, que tipo de discernimento essa sociedade terá? (por exemplo, claro). No Brasil, o voto é facultativo (se não quiser votar, basta anular o seu voto, oras!) A obrigatoriedade é em se apresentar para o TSE, afim de comprovar de que você é um cidadão participativo... Isso é um dever, e direito também.

    • BARBOSA Postado em 25/Sep/2014 às 15:40

      Perder o Voto? como assim? o Direito ao voto é garantindo na constituição, tirar ele de qualquer um que for é arbitrário.É verdade que alguns beneficiários só vota no Partido PT por medo de perder o Beneficio, más agora tirar os direitos deles por serem alienados é injusto.

  3. Fernando Postado em 25/Sep/2014 às 01:21

    O problema do Brasil não é o Bolsa Família e sim o BOLSA BANQUEIRO. Para os bancos, 2013 consumiu 700 bilhões e este ano quase 50% do orçamento esta reservado para pagamento da divida pública federal.

  4. Poliana Postado em 25/Sep/2014 às 07:43

    O que esperar de um pupilo do bolsonaro hein narinho? Egoísmo, radicalismo, desumanidade...? Se a própria ONU reconheceu a importância do programa BF, e o japão esta estudando-o pra implementá-lo no país, como você diz que é obtuso? Ignorância? Ódio gratuito pra não reconhecer o mérito do PT? Ou mal intencionado mesmo? Pura birrinha de reaça! Típico.

  5. Leonardo Lemes Postado em 25/Sep/2014 às 08:52

    Gente séria apoia o Bolsa-família. Sem mais.

  6. Rodrigo Postado em 25/Sep/2014 às 08:53

    (Outro Rodrigo) Até que enfim, um momento de sanidade em discussões políticas. Depois de ver uma candidata dizer que, se "os outros" ganharem, vão acabar com o Bolsa Família, um blog de esquerda traz à luz que, realmente, uma proposta tal seria um tiro no pé para qualquer candidato, mostrando-se insustentável a indevida acusação. E, claro, a fim de não pensarmos que a abiogênese tem vez na política, quanto ao Bolsa Família cumpre relembrar todo seus histórico, programas pretéritos unificados e, claro, as evoluções feitas por cada governo.

  7. Alves Postado em 25/Sep/2014 às 11:55

    Sou contra o Programa bolsa Família por vários motivos. O dinheiro que é distribuído em Forma de migalhas para a sociedade carente do nosso pais é humilhante, se todo esse dinheiro fosse investido de forma correta em educação, segurança, saúde e transporte público dava mais resultado. Não há uma fiscalização de como os beneficiários administra o dinheiro que recebe, alguns usa o mesmo para sustentar algum tipo de vicio até mesmo compra de drogas, outras 'MÃES" deixam filhos passarem fomes para bancar algum luxo, irem a festas. Será que os nossos Governantes estão preocupados em como esse dinheiro está sendo usado? se ele está realmente sendo usando no que foi destinado? eles não querem nem saber se o dinheiro de pais de famílias que pagam seus impostos em dias estão indo pelo ralo, eles querem é o voto da massa.

    • André Anlub Postado em 25/Sep/2014 às 12:46

      Pagar imposto ou trabalhar não é para ser digno de um troféu; você só está recebendo e pagando por um serviço! Ou o Sr. trabalha de graça? Ou o Sr. não bebe água, não usa luz etc... Os impostos são injustos? Sim, são, mas já eram mesmo antes do bolsa família, e sempre serão! Lute para que criem o "Bolsa Vá com Deus" (ideia minha) abonando todos os insatisfeitos com o país com uma passagem só de ida para onde quiserem (sem chance de retorno).

      • Alves Postado em 25/Sep/2014 às 15:09

        E a insatisfação coletiva que leva o povo a lutar por uma causa, seja ela boa ou má, e seria Ótimo se o povo com toda essa Insatisfação com esse Governo se unisse para fazer a diferença em nosso pais no dia 05 de Outubro. Pagar imposto e trabalhar era sim pra ser digno de um troféu no País em que vivemos, Trabalhar honestamente aqui são pra poucos,pois enquanto uns estão assaltando, outros estão entrando na política para esbaldar no dinheiro publico.

    • poliana Postado em 25/Sep/2014 às 13:10

      Seu posicionamento só mostra q vc realmente n conhece o programa bf e n estar a par dos resultados q ele trouxe. 20 milhões de brasileiros saíram da miséria e outros milhões ascenderam social e financeiramente. É vc inda acha q muitos usam o dinheiro do programa pra curtir a balada? Outra coisa..o texto foi claro ao dizer q o bf custa menos q 1% do nosso pib, na vdd ele custa 0,5% do nosso pruduto interno bruto. Vc realmente acha q com essa quantia resolveríamos melhor o problema da saúde, da educaçã e da segurança do país? Seu posicionamento só mostra a sua falta de conhecimento sobre o bolsa familia e seus resultados positivos para milhões de brasileiros.

      • Alves Postado em 25/Sep/2014 às 14:57

        Esses vinte milhões de brasileiros que saíram da miséria são baseados em estatísticas, não em fatos. sai pelo Brasil a fora começa a visitar as regiões menos favorecidas do Brasil e vc sentira na pele o que eles sentem. Falo de Conhecimento de causa, Pergunta alguns desses beneficiários se eles não trocaria esse dinheiro por uma saúde digna, ou por uma escola com professores satisfeitos com seus salários para ensinarem seus filhos, se eles não trocaria esse Programa por uma policia mais preparada , e esse 1% investido de forma correta com outros não sei quantos por cento de dinheiro desperdiçado já faria uma diferença. Pergunte alguns desses beneficiários se eles não trocaria esse dinheiro por construções de mais universidades para seus filhos se formarem e poder mudar de vida. Nunca ouvi dizer que quem recebe bolsa Família mudou de vida.

      • poliana Postado em 25/Sep/2014 às 16:34

        Se vc nunca ouviu dizer é pq vc realmente é um desinformado. E esses dados são oficiais...n são mero achismo n. No dia q vc sair do seu mundinho de "zona sul", vc entenderá a importância e a grandiosidade do programa. A propria onu reconheceu a importância do programa...mas nem vou me estender pq vc encontra essas informações facilmente.

    • Victoria Postado em 25/Sep/2014 às 18:14

      Já que você é tão informado sobre o Bolsa Família, poderia me informar quanto por cento do PIB é utilizado apenas neste programa (sem contar com os vários outros)? Quanto o governo recebe por ano de impostos e quanto disso é utilizado pro BF? Foi o PT quem criou o BF ou programas sociais assim já existiam antes? Se o PT sair, vai acabar o BF? Se outro partido cuidar do BF vai extinguir de uma vez por todas as fraudes? O que a ONU já declarou a respeito do BF? Você conhece os programas sociais da Suécia? Todos na Suécia são ricos ou há pobres que precisam de programas sociais assim como no Brasil? Só pra refletir.

  8. Dioni Postado em 25/Sep/2014 às 11:58

    Deixando claro que não sou contra, mas a favor apenas se for reformulada.. Mais cá entre nós, 3 perguntas que para ser mais inconveniente so se houver uma quarta.

  9. KARINA BB Postado em 25/Sep/2014 às 12:01

    Pro henrique acima,o governo deixava esse tipo d ajuda às igrejas sim,tanto é que pegaram muitos pastores que cadastravam membroa de suas familias,pessoas muito bem de vida ,e aos povres nada,inclusive com uma reportagem sensacionalista no fantastico,sobre ligrejas que afanavam o beneficio, governo corrigiu isso,vc nao esta falando com nenhuma analfabeta politica,,sei muito bem quem é quem no jogo politico ,ninguem faz minha cabeça ,nao deixo nem tv nem jornais nem internet,muito memos pastores safados pensarem por mim ,,,,NAO TENHO PREGUIÇA DE RACIOCINAR OK

    • Henrique Postado em 25/Sep/2014 às 15:29

      AH! Sim! Agora você começou a citar nomes. Procure saber mais sobre as CEBs, Sua história, como foram o comprometimento delas na época da ditadura, em relação a cidadania, política, ecologia, e seus idealizadores. Elas ainda existem. Você está rotulando religião como se todas fossem corruptas ou iguais, isto quem tenta mostrar é a grande mídia. E a reflexão aqui é sobre o Bolsa Família e não sobre religião. Você que falou primeiro. Acho que existem neste país tem coisas muito piores, e que devem ser combatidas: a corrupção, o problema penitenciário, drogas, combate de todas as formas de preconceito, agressão a mulher , agressão ao meio ambiente. E não acho que você tem preguiça de racionar. E o problema não é a religião, não são os partidos e não são as instituições e sim o ser humano. Existem muitas pessoas boas e algumas ruins, mas isto é em todo lugar.

  10. poliana Postado em 25/Sep/2014 às 13:17

    Basta vc ler os posts aki ou em qq materia do pp sobre o bolsa familia q vc vai ver q tem muita gente contra o programa. FATO!

  11. Rengo Postado em 25/Sep/2014 às 13:36

    Bolsa familia foi uma jogada de mestre. http://ultimosegundo.ig.com.br/bolsa-familia/2013-10-17/psdb-perdeu-paternidade-do-bolsa-familia-porque-nao-fez-propaganda-diz-fhc.html

  12. Carmen Postado em 25/Sep/2014 às 14:07

    Não concordo com estes programas do PT, pelo simples fato deles servirem de trampolim de votos. Tem muita gente que conheço que não deixam seus filhos trabalhar para poder receber o dito " BF", outras ficam fazendo mais filhos para receber. É o fim da picada, isto não é querer diminuir a fome do pobre mas sim aumentar a quantidade deles.

    • Gabriel Postado em 25/Sep/2014 às 14:38

      "realmente, um absurdo uma família 'não permitir' que seu filho menor de 18 trabalhe e obrigue ele a ir para a escola (uma das regras do bf). onde já se viu uma coisa dessas?! né!? e ainda ter que manter ele vacinado!! A-B-S-U-R-D-O! e vamos lutar contra todas as medidas que sirvam como 'trampolim de votos', como a melhora no SUS, educação, transporte público... afinal a única coisa que o bf fez foi promover candidatos sem nenhuma melhora para a população, pois tirar o Brasil do mapa da fome da ONU não importa." foi isso que eu tirei de informação sobre sua forma de pensar baseado no seu 'argumento'. ;)

      • poliana Postado em 25/Sep/2014 às 16:39

        Perfeito gabriel! É cada uma q a gente tem q ouvir. Só faltou falar q seria a favor do programa se a mulher fosse submetida compulsoriamente à laqueadura como ja falaram aki uma vez.

    • Gabriel Postado em 25/Sep/2014 às 14:41

      realmente, o 'dado' que você recolheu de um comerciante, e que não fala nas condições ou no salario oferecido, é mais importante que os diversos dados apresentados, onde o número de pessoas que sairam da linha da miséria é da casa dos milhões e onde o Brasil FINALMENTE saiu do mapa da fome. adiciona ao teu dado 'alarmante' que também tem um vizinho meu que faz cocô de porta aberta! alarmante!!

    • poliana Postado em 26/Sep/2014 às 01:17

      Gabriel, é q deve ser muito difícil pro patrão/empregador n ter mais o eacravo, quer dizer, o empregado em suas mãos pra fazer com ele o q bem quiser ne? Em todo país isso mudou graças ao minimo de dignidade q o pt deu a essas pessoas..mas é impressionante e cristalino, como isso irrita os patrões da elite e da classe "merda" desse país. Eles sentem muita saudade do tempo em q humilhavam seus empregados e fazia com eles o q bem entendiam ne? Aí veio o bf e acabou com a festinha deles...o resto é historia!

    • Maurício Ruiz Postado em 26/Sep/2014 às 15:44

      O pior é que se ela aceita esse tipo de situação, depois será processada por dar travalho sem vínculos empregatícios....Isso virou uma bola de neve

  13. milicão Postado em 25/Sep/2014 às 14:12

    O Bolsa Família é um benefício maravilhoso. Só sendo muito insensível pra não gostar.

  14. Murilo Ruy Postado em 25/Sep/2014 às 14:13

    1°) Não sou contra, mas os alunos que faltam as aulas sem um motivo plausível deveriam sim ser retirados do programa, assim como aqueles que não conseguem atingir o nível de inglês que é exigindo apos um determinado tempo. Assim o programa ia perder a fama de TURISMO sem Fronteiras. 2°) Não vou comentar a parte de Procriar, realmente isso é ridículo. No entanto não cabe a colocação sobre estudantes universitários e bolsistas, os primeiros entraram em uma faculdade publica por mérito eles estudaram muito antes de conquistar a vaga ocupada, muitas vezes fazendo um grande sacrifício para conseguir uma escola melhor do que a fornecida pelo governo. O bolsista não está vagabundeando dentro da faculdade ele esta trabalhando, eu sou bolsista e trabalho muito mais do que a maioria das pessoas que recebem o bolça família, assim como meus colegas e temos que apresentar trabalhos sobre nossos projetos com uma frequência considerável. 3°) Nenhum candidato a presidência e alguns outros cargos me representa , e não nenhum partido. Assim falo devido ao fato de todos os candidatos em menor ou maior gral estão envolvidos em escândalos de corrupção, e no caso da amada Dilma que esse site tanto defende, tenho mais relutância ainda. Não temos candidatos dignos e de bom caráter, simples assim.

  15. Felipe Peters Berchielli Postado em 25/Sep/2014 às 14:40

    Não acho que tudo deve ser aceito bovinamente sem pensar e isso vale para o BF,acho válida a discussão do programa! - Será que não da para melhorar? - É eficiente? - Existe alternativa melhor? Questionar é da vida,agora ser contra o BF por raiva e revanchismo e atribuir isso a algo ruim no Brasil como muitos fazem é falta de humanidade.

  16. Víctor Marcelino Postado em 25/Sep/2014 às 16:17

    Avisem ao Sr. Alves, reaça e coxinhoide, que o Bolsa-Família foi, e continua sendo um exemplo de transformação social para mais de 10 milhões de famílias brasileiras, respeitado por especialistas em políticas econômicas no mundo inteiro! Deixemos de arrogância e vamos reconhecer os notórios avanços que o governo também implantou aqui. Aliás, o BF pode ser melhor utilizada com a devida fiscalização do dinheiro público e aperfeiçoamento de demais programas sociais. O pior cego é aquele que não vê!

  17. Ronaldo Postado em 25/Sep/2014 às 16:26

    Minha secretária doméstica, com a CT assinada, possue 2 filhos, pago a ela R$1.200,00, não desconto Inss e concedo a ela, por reconhecimento e exploração que a classe sofre, alguns outros benefícios. Ela possue dois filhos com BF, que só é concedido mediante a comprovação de presença na Escola e visita mensal das crianças no Posto de Saúde. O vlr. por criança é de R$206,00, ou seja, R$412,00 p/ mês, que ajuda em muito o seu sustento. Sabemos que o correto é darmos educação primária/secundária de primeira, bem como emprego com remuneração justa, como também sabemos que isto não é possível a curto prazo, sou MUITO a favor da BF. Aqueles que são contra e acham que é muito dinheiro investido nas pessoas de baixa renda, que deixem seus empregos e se cadastrem no BF.

  18. Jonathan Postado em 25/Sep/2014 às 18:13

    Em primeiro lugar, os políticos não se pronunciam contra O Bf pelo óbvio motivo eleitoral, se dizer contra o bf equivale a perda imediata de cerca de 40 milhões de votos, que atualmente é o colégio eleitoral do PT. Em segundo lugar, comparar o bf com incentivos do governo a educação é ridículo, pois para conseguir o ciência sem fronteiras, você deve estar cursando o ensino superior que ao menos, é um tipo de merecimento, você deve trabalhar, estudar e se esforçar para alcançar esse benefício. Em terceiro lugar, sou contra essa porcaria, pois é um plano para manutenção da pobreza e ignorância de uma fatia enorme do Brasil. Sou a favor de um plano que não de esmola para os pobres, mas de um que os tire de sua situação precária, fornecendo benefícios para que em um espaço de tempo essa pessoa possa se tornar um profissional e adquira não só sua liberdade financeira mas também sua dignidade como cidadão e não se acomode em sua pobreza. Isso sim é tirar um.pais da miséria.

  19. Luis Dias de Oliveira Postado em 25/Sep/2014 às 18:44

    Bom primeiro eu sugiro a galera dar uma lida nas regras do BF. - http://www.caixa.gov.br/Voce/Social/Transferencia/bolsa_familia/como_receber.asp - Pois algo que me chama atenção e' a desinformação de quanto mais filho a família tiver, mais dinheiro ira ganhar. Mentira! Limite são 05. (se são muitos, e' outra historia) Nao e' só Brasil que possui assistencialismo, vários outros países ricos também possuem. Minha opinião quanto ao sistema atual. Precisa urgentemente ser mudado. Mas não cancelado! Os pais que recebem o auxilio e os jovens entre 16 e 18, que também recebem. Deveriam em contra partida concluir seus estudos básicos (ensino fundamental), e aprender algum oficio que demande mão de obra na região onde mora. Neste caso cabe alguma parceria entre Senac-Senai, parceiros e empresas locais. Deveria ter um prazo de recebimento do mesmo, algo como entre 5 a 10 anos, caberia mais estudos e pesquisas para determinar o tempo. Mas sou totalmente contra a não ter um fim de recebimento do mesmo. Assim que as pessoas fossem conseguindo trabalho de carteira assinada, não perderiam o beneficio de imediato! Iriam no caso, diminuindo a quantia recebida a cada ano ate não precisar mais do auxilio do governo. Esses são alguns dos pontos a serem melhorados que me ocorre agora. Mas gosto de ver as pessoas debatendo o assunto ao menos! Discutir politica e' saudável! Basta ser educado, flexível e ter uma mente aberta! E aceitar que as vezes simplesmente as pessoas não irão pensar igual a você! Nao precisamos concordam em tudo! Apenas respeitando uns aos outros ja basta para ter um pais melhor! E nessa hora entra a democracia onde a maioria vence! Tem tempo, sou a favor do voto ser facultativo. E também as pessoas deveriam se envolver em mais trabalhos voluntários na sua cidade. Eu trabalho com TI a anos e já participei de alguns projetos para ensinar crianças carentes a usar o computador! Sempre podemos fazer algo para melhor! Nao espere que a mudança venha só do governo!

  20. Renato F. Postado em 25/Sep/2014 às 21:22

    O que escrevo aqui não é retórica a nenhum comentário acima postado, é só minha humilde visão do assunto.É inconteste que o BF e outros programas assistenciais atualmente existentes e que foram implantados nos governos de FHC e do PT, são se suma importância para a Nação e vistos com ótimos olhos por governos de outros países inclusive pela ONU. No caso do BF, além do mesmo ter um caráter humanitário irrefutável, é também, numa visão mais ampla, um programa base para impulsionar outras melhorias e estatísticas da população menos favorecida do nosso País. Por exemplo a da mortalidade infantil e outras enfermidades geradas ou agravadas pela má alimentação ou desnutrição, o que sem sombras de dúvida onera e superlota centros de saúde de todo país, gerando com isso inúmeras novas receitas/despesas (sem entrar no contexto do pífio sistema de saúde que aqui existe). Também, e seguindo o mesmo pensamento, o BF tem um cunho educacional, pois, desnutridos e famintos, não aprendem como deveriam nas escolas existentes nos confins desse extenso País e que nem sempre oferecem a tão disputada merenda escolar de sobrevivência (saco vazio não para em pé). Logo o BF salva vidas e impulsiona a melhoria em outros setores da sociedade e consequentemente soma a outros programas numa corrente contínua de ações para atingir um patamar melhor nas estatísticas dos resultados de tais iniciativas governamentais. Está tudo entrelaçado. O que talvez pudesse dar melhor transparência aos resultados e prevenir gastos desnecessários com tais programas assistenciais como o bolsa família, seria a difícil tarefa de seriamente pesquisar os candidatos e fiscalizar os beneficiados, verificando se os mesmos são realmente o público alvo do programa e se com o passar dos tempos ainda continuam a sê-lo. Não podemos descartar, que existem pessoas que não pensam mais em trabalhar ou produzir, simplesmente porque conseguem sobreviver de forma "confortável" com tais benefícios, são os oportunistas e sangue sugas de plantão (já tive experiência disso com antigas funcionárias minhas). Outro ponto controvertido do BF, é da onde vem a verba que o banca? pelo que tenho lido, tudo indica que tal numerário saia da Previdência Social, o que está errado, pois é um programa do Governo Federal e como tal deveria sair dos cofres da União e não do Fundo Previdenciário. Devemos lembrar do sofrimento dos aposentados com suas aposentadorias e benefícios de subsistência, pessoas essas que contribuíram com a previdência o que não é barato e deram sua parcela para o crescimento da Nação. Fora isto, o BF é mais que válido , é imprescindível no Brasil. Tanto o é, que nenhum dos candidatos até agora às vésperas da eleição, ousou afirmar o contrário.

  21. Sidnei Castilho Postado em 25/Sep/2014 às 22:59

    Vou dar um conselho , esquecem o bolsa Família e comecem a cobrar os bancos e empreiteiras que sonegam dezenas de bilhões anualmente . Esses são os verdadeiros ladrões deste país de hipócritas .

  22. Débora Postado em 26/Sep/2014 às 01:49

    A questão não é ser contra o bolsa família, e sim ser contra uma política que "da o peixe" ao invés de ensinar a pescar. Se esse dinheiro fosse investido em educação, o pais teria um futuro bem melhor.

  23. Roberto Postado em 26/Sep/2014 às 10:22

    A contrariedade ao bolsa família não é por que pobre não deve ser ajudado, claro que tem que ter apoio, mas e aí não trabalha coloca o filho na escola ou o que seja, ganha dinheiro, faz uns bico e já era, dando pra comer vai embora, vão dizer que não é assim? Aí vão seguir sustentando a vida toda? E a roubalheira então? O programa como medida de curto prazo foi uma boa idéia sim, mas e aí isso deveria evoluir, tem que dar meios para estas pessoas se sustentarem sozinhas, como um vale enchada por exemplo! Se é que me entendem, isso é aprisionar o povo, é mais um passo para o socialismo que querem implantar! E com relação aos programas de bolsas, eu ganho um pouco mais de salário e meio, não tenho mais o apoio do governo, teria que usar todo o meu salário para pagar a faculdade e ainda faltaria, seguindo a linha de raciocínio defendida, vou largar meu emprego e fazer uns dois filhos, daí ganho bolsa de estudos, bolsa família, casa popular, financiamento para móveis etc... Confesso que a parte de largar o emprego já pensei seriamente!

  24. Rogerio Postado em 26/Sep/2014 às 11:19

    Vi uma reportagem em que um senhor tinha apenas 4 dedos em cada ombro, não tinha braços, é marceneiro e sua maior revolta é receber esmola seja de quem for, ele é trabalhador se profissionalizou e é feliz, portanto sempre fui e sempre serei contra o bolsa família ou qualquer outra bolsa eleitoreira, as pessoas de um modo geral querem tudo de mão beijada, não querem ter esforço, não querem trabalhar nem estudar, o povo brasileiro em sua grande maioria não presta, haja visto as eleições, votam em candidatos por interesse, pois queriam estar no lugar deles para a perpetuação dos roubos com o nosso dinheiro.

  25. poliana Postado em 25/Sep/2014 às 13:13

    Quer dizer então q vc pode comentar nos meus posts constantemente, inclusive ironiza-los, e eu n posso comentar nos seus q vc fica chatiadinho? Me poupe naro solbo. Quem fala o q quer, ouve o q n quer! Menos viu criança!