Redação Pragmatismo
Compartilhar
Mundo 07/Aug/2014 às 19:20
59
Comentários

Rússia contra-ataca EUA e União Europeia e fecha mercado

Após ser boicotada, Rússia fecha mercado a quase todos os alimentos perecíveis de União Europeia e EUA. Moscou busca países latino-americanos para substituir importações agrícolas e Brasil sai diretamente beneficiado

eua rússia boicote mercado brasil
Rússia responde a boicote de EUA e União Europeia e também fecha mercado. Países latino-americanos lucram com medida (Imagem: Pragmatismo Político)

A Rússia deu nesta quinta-feira (07/08) um duro golpe no setor agroalimentar do Ocidente ao proibir por um ano a importação de todos os alimentos perecíveis procedentes dos países que adotaram sanções contra Moscou por seu papel na crise da Ucrânia.

“A Rússia adota a proibição total para a importação de carne de vaca, porco, verduras e hortaliças, frutas, aves, pescado, queijos, leite e produtos lácteos” de União Europeia, Estados Unidos, Austrália, Canadá e Noruega, anunciou o primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev.

A histórica medida – que afeta sobretudo os produtores da União Europeia, principal parceiro de Moscou – abre uma nova e perigosa etapa nas relações comerciais entre Rússia e os países incluídos no embargo. Só no caso da UE, as exportações do setor agroalimentar à Rússia subiram em 2013 para cerca de 12 bilhões de euros, advertiu hoje o embaixador dos 28 países em Moscou, o lituano Vygaudas Usackas.

VEJA TAMBÉM: Mídia brasileira esconde nascimento de nova ordem mundial

Um dos países mais prejudicados pela medida será a Holanda, em primeiro na fila na hora de impulsionar as sanções contra a Rússia depois que 196 cidadãos seus morreram na queda do voo MH17 da Malaysia Airlines no leste da Ucrânia, em uma região controlada pelos separatistas pró-Rússia.

A Rússia é o segundo mercado para os produtos agroalimentares holandeses, segundo reconheceu a patronal setorial desse país.

Bruxelas não demorou em qualificar de “políticas” as medidas adotadas por Moscou e antecipou que poderia responder com sanções simétricas, algo que poderia derivar em uma autêntica guerra comercial entre dois parceiros privilegiados até há muito pouco.

A ofensiva comercial de Moscou contra os interesses do Ocidente poderia ter continuação, sobretudo se EUA e UE cumprirem com suas ameaças e impuserem novas sanções à Rússia por não contribuir para o acerto da crise na Ucrânia.

Moscou estuda proibir os voos de passagem procedentes dos Estados Unidos e da União Europeia sobre seu território em resposta às sanções do Ocidente por causa da crise ucraniana, algo que representaria um alto custo acrescentado para as companhias aéreas desses países.

“Até o último momento tínhamos acreditado que nossos colegas ocidentais entenderiam que as sanções são um beco sem saída. Mas não o entenderam”, ressaltou Medvedev ao anunciar o embargo. Ele acrescentou que as medidas “têm um caráter de resposta” às sanções adotadas contra a Rússia e serão revisadas no caso de os países afetados mudarem de postura e retirarem suas sanções.

Latino-americanos lucram com boicote à Rússia

Os grandes beneficiados pelo veto russo aos produtos alimentícios do Ocidente são os países latino-americanos, aos quais a Rússia já sondou para substituir as mercadorias europeias. O diretor do Serviço de Inspeção Agrícola e de Criação de Gado russo, Sergei Dankvert, se reuniu hoje com os embaixadores equatoriano, chileno e uruguaio, e deve fazer o mesmo com representantes de Brasil e Argentina.

O funcionário russo destacou durante a reunião que a atual conjuntura mundial oferece grandes possibilidades para que os países latino-americanos aumentem suas exportações agroalimentares ao mercado russo.

O presidente russo, Vladimir Putin, ordenou ontem a proibição ou limitação por um ano das importações de produtos agrícolas, matérias-primas e alimentos procedentes dos países que seguiram as sanções contra a Rússia.

As sanções ocidentais, dirigidas contra bancos públicos como o Gazprombank, petrolíferas como a Rosneft e empresas do setor da defesa, já obrigaram o governo russo a rever sua estratégia econômica e orçamentária para este ano e para o próximo.

Agência Efe

Recomendados para você

Comentários

  1. J.C Souza Schlesinger Postado em 07/Aug/2014 às 19:53

    De fato é um tiro no pé. A Rússia poderá se prejudicar no futuro, mas pelo menos arrasta os outros. E só em pensar que o Putin e o Obama se dizem colegas entre um telefone e outra. E o Brasil? Comendo pelas beiradas como um cão vira-lata esperando o osso ser jogado.

    • EUCLIDES Postado em 07/Aug/2014 às 20:29

      J. C. SOUZA, NÃO EXISTE CRISE PROS BRICs É A NOVA ORDEM MUNDIAL ANULANDO O DIABOLISMO DE AMERICANOS E ALIADOS EUROPEUS. ABRA O OLHO!

    • FÁBIO Postado em 08/Aug/2014 às 06:39

      J.C., sua avaliação de fato, não corresponde ao fato...

    • Gavinho Postado em 08/Aug/2014 às 09:02

      Vc é um estúpido mal informado, tua família é que te criou como um cão vira latas. Tenho nojo de gente que se envergonha da pátria, vc deve se envergonhar de tua mãe também. PALHAÇO!

      • aquino Postado em 08/Aug/2014 às 14:27

        concordo com vc rapaz.

      • J.C Souza Schlesinger Postado em 08/Aug/2014 às 14:40

        O meu consolo foi que nem minha mãe nem meu pai nasceram no Brasil. Então to de boa.

      • Geraldo Galvao Postado em 10/Aug/2014 às 10:27

        Estou apoiando o seu comentário. O vira lata é ele, e como vira lata foi concebido.

      • eu daqui Postado em 12/Aug/2014 às 14:43

        Seus pais vieram ao Brasil pra te conceber aqui, foi? Bem feito. KKKKKKKKKKKK

    • Gavinho Postado em 08/Aug/2014 às 09:13

      As reais intenções dos mandatários mundiais geralmente não são percebidas por nós, os comuns mortais. Os EUA cutucando a Russia com ameaças de retaliações comerciais quer apenas reiniciar a guerra fria entre as duas potencias para que a indústria bélica americana volte a movimentar a fabulosa economia estadunidense. Com o fim da guerra no Iraque, a guerra no Afeganistão não se sustentando mais e o povo americano vetando novas guerras (Síria) resta a velha boa e lucrativa guerra fria...êta negocio bom!!!!

    • Celio Bernstein Postado em 08/Aug/2014 às 13:06

      O que o Brasil tem a ver com isso?

    • Tiago Postado em 08/Aug/2014 às 14:05

      Você é um estúpido JC não gosta daqui cai fora. Tchau! Bye bye. Se ficar aqui respeite esta terra.

    • Daniel Melo Postado em 08/Aug/2014 às 16:57

      Zé Schlesinger, pega tua herança européia, enfia no cú e rasga até a boca.

    • Minuano Postado em 10/Aug/2014 às 13:22

      Mais um pig/bot imperialista, urubólogo da sinagoga de satanás, sempre pronto a menosprezar qualquer tentativa de independência dos povos. Vade retro lacaio!

    • Edilson Postado em 10/Aug/2014 às 13:38

      Se sua mãe e seu pai não são brasileiros, vc poderia nos fazer um grande favor e ir morar no país de onde eles saíram. De imbecis com síndrome de vira latas estamos cheios. O Brasil esta se beneficiando de sua politica pacifica e respeito a soberania de outros. Vai fazer o que a maioria dos países querem, que é aumentar de forma absurda suas exportações para a Rússia. Se vc não fosse tão submisso estria aplaudindo o feito do governo brasileiro.

    • Jão da Silva Postado em 13/Aug/2014 às 21:19

      É que os caminhões não trazem apenas combustível, água, comida e remédios. São na verdade transformers. Viva a mãe Rússia. Viva Vladimir Putin!

    • enganado Postado em 25/Oct/2014 às 14:37

      Quem é você Zbgniew Brzezinski, EU te conheço desde a época do KENEDY, ou você seu bandido de uma figa esquece qdo instigou a Rússia entrar no Afganistão. Pensas que aqui tem burro? Aqui não tem não tem não seu judeu-polonês-desgraçado, fdp. Qta famílias ucranianas mortas pela fome de poder/dinheiro/escravatura da sua turma do AIPAC=AVIGDOR=CIA=BESTANYAHU=MOSSAD=GEORGE SOROS=...ETC só canalhas como VOCÊ. Vou repetir aqui a frase na qual fui expulso do gRobo e Terra: "O Bigode acertou no ALVO, mas errou na dose". Me expulsem daqui, vamos corajosos que matam as crianças PALESTINAS. Seu puto, o que você quer de volta são as terras da UScrânia que a RÚSSIA tomou da sua COVARDE Polônia=rensez-vous da soldadesca americana na eUSropa. Cuspo na sua cara, bandido, mentiroso, sujo, safado, vagabundo, ordinário, ....

  2. Renato Postado em 07/Aug/2014 às 20:15

    Cão vira-lata? Acho que não compartilho deste seu complexo.

    • eu daqui Postado em 12/Aug/2014 às 14:45

      Coitados dos cães. Isso não é crime ambiental contra a honra animal?

  3. Anderson Postado em 07/Aug/2014 às 21:29

    Tiro no pé quem tá dando é os EUA e a UE, e a Rússia está respondendo a altura, melhor para América latina que vai abrir novas possibilidades de comércio e para o banco Vermelho (brics)

    • Elias Avelar Postado em 08/Aug/2014 às 09:04

      Verdade Anderson, e a Russia tem uma carta na manga ainda, o gás consumido na Europa e grande parte é dela... Imagina, chegando o inverno e os russos resolvem fechar a torneira? :D

      • augusto farias Postado em 10/Aug/2014 às 13:59

        Se a Marreta fizer isso e o inverno europeu for rigoroso, o bicho pega!!

  4. Denisbaldo Postado em 08/Aug/2014 às 00:22

    Esse efeito dominó de retaliações comerciais pode ser muito mais prejudicial aos países desenvolvidos do àqueles em desenvolvimento. As exportações de produtos agregados em tecnologia garantem as vidas confortáveis dos povos no primeiro mundo. Já aqui no Brasil, produtor primário, a pobreza sempre foi o prato principal, desgraça pouca é bobagem, bota mais água no feijão e toca o barco. A pergunta que paira no ar é: e a China??? Vai se posicionar de que lado? Ela é muito dependente das exportações para o mundo inteiro, principalmente EUA e UE. Será que estamos perto de uma nova guerra fria, em vez de política, comercial?

    • Leandro Postado em 08/Aug/2014 às 13:47

      Denisbaldo, o ocidente sancionou a Rússia e esta reagiu. A china, assim com o Brasil, podem se beneficiar economicamente pelo vácuo deixado pelo mercado europeu (China com maior oferta de gás e Brasil como exportador de alimentos e matérias primas). No entanto a lógica do alinhamento automático é totalmente anacrônica. Brasil e China são países soberanos em continuarão tendo relações políticas e comercias com qualquer parceiro possível...

      • Denisbaldo Postado em 08/Aug/2014 às 22:59

        Na prática a teoria é outra. EUA e UE podem aumentar as exigências técnicas para produtos advindos de países que se beneficiarem desta proibição promovida pela Rússia. As barreiras não tarifárias continuam em expansão no comércio internacional e essa é uma boa oportunidade para elas aumentarem ainda mais. O efeito pode ser em cadeia e a tão esperada liberdade de mercado no comercio internacional pode ser adiada por mais algumas décadas. Esta notícia não é boa pra ninguém, especialmente para o Brasil que está tentando atravessar a ponte do desenvolvimento. País não industrializado não cresce, aliás decresce. Todos nós sabemos quem domina a tecnologia de ponta em praticamente todos os setores econômicos. Se queremos vender bananas e comprar trigo pelo resto da vida, então tudo bem, afinal, não produzimos muita coisa com máquinas de nossa fabricação.

  5. Debora Postado em 08/Aug/2014 às 02:02

    Bem, parece que a nossa presidente não errou tanto como dizem. Ao se posicionar de maneira clara ao lado dos países em desenvolvimento, acabou dando sorte. Tomara.

    • Augusto de Sene Postado em 08/Aug/2014 às 11:29

      Sorte nao. A decisao foi tomada a partir de uma boa analise conjuntural e respeitando ideais que se sebropoem a medidas meramente comercias.

    • Augusto de Sene Postado em 08/Aug/2014 às 11:29

      Sorte nao. A decisao foi tomada a partir de uma boa analise conjuntural e respeitando ideais que se sebropoem a medidas meramente comercias.

    • Hudson Postado em 08/Aug/2014 às 11:35

      Mas é essa a idéia. Não adianta ficar do lado dos que estão consolidados, pois a política deles só favorecem a eles próprios. O Brasil sempre deveria ter pulado para o lado dos países em desenvolvimento, isso lhe garantiria mais mercado, tanto para exportação qto para importação. A China exporta para o mundo. Todo produto manufaturado nos eua é feito na china, é mais barato. A Índia tem um grande mercado consumidor, junto com a China, acredito que seja metade do mercado mundial, até, vide a imensa população. Só que antes já haviam laços estabelecidos, que os BRICS podem romper agora. O próximo passo é romper com o dólar e trabalhar com o euro.

    • Madson Bruno Postado em 08/Aug/2014 às 22:47

      Creio que não seja sorte!

  6. André Postado em 08/Aug/2014 às 04:56

    Chantagear a Ucrânia, ameaçando cortar o gás, TAMBÉM PODE!!!

    • eduardo Postado em 08/Aug/2014 às 09:21

      Outro mal informado. Quem subsidiava o gás da Ucrânia era a Rússia. Vc acha que a Rússia iria continuar ajudando um país controlado pelos Estados Unidos? Vai cortar se não pagarem o gás sem subsidio russo, resumindo, o preço normal. Quem vende faz o preço, é o mercado.. Os países europeus, capachos dos Estados Unidos que paguem. Não existe nada grátis no mundo da energia.

      • Pereira Postado em 08/Aug/2014 às 11:06

        E a população que se ferre que o país é "controlado pelos EUA" ?

      • Leandro Postado em 08/Aug/2014 às 13:53

        Que engraçado o comentário do Pereira, quem começou a impor sanções, foi a Rússia? Será que se preocuparam com a população do país, ou foi simplesmente pelos interesses político-econômicas dos EUA? A Rússia não tem o direito de reagir?

      • André Postado em 09/Aug/2014 às 20:13

        A Rússia ameaçou cortar o gás, caso a Ucrânia entrasse para a UE. Essa foi a chantagem.

      • Rosangela Postado em 10/Aug/2014 às 16:34

        Pelos fatos expostos bem se vê que a Guerra Fria nunca terminou.Mas a disputa sempre foi e ainda é por mercado fornecedor -consumidor e influência política( que novidade).

    • Pereira Postado em 08/Aug/2014 às 10:04

      chantagear ? isso é um eufemismo. Ele quer invadir a ucrânia implantar o comunismo de novo e ter as posições estratégicas para guerrear no oriente médio contra israel, a começar pela síria.

      • Adalberto Postado em 08/Aug/2014 às 14:09

        "Instalar o comunismo de novo". Esse tal de Pereira se supera nas boçalidades a cada dia.

  7. ademar Postado em 08/Aug/2014 às 09:32

    Na verdade essas sanções de ambos os lados prejudicam o comércio mundial como um todo, encarecem custos, não acho que será muito vantajoso para o Brasil e América Latina, temos grandes relações comerciais com a Europa e também Estados Unidos que podem ser afetas, pode gerar um efeito dominó, e as retaliações se estenderem por muitas fronteiras comerciais.

  8. Pereira Postado em 08/Aug/2014 às 09:56

    "A Rússia deu nesta quinta-feira (07/08) um duro golpe no setor agroalimentar do Ocidente". Com certeza é a quebra da econômia americana !!!! Tanto almejada pelo grupo bilderberg !!!! FAZ ME RIR !!!!!

  9. Pereira Postado em 08/Aug/2014 às 10:02

    Putin e Obama realmente, no geral, são adversários. Obama representa o grupo bildeberg que quer qubrar a econômia americana e Putin é o cabeça do esquema Rússia-China que entre outros objetivos quer a destruição do estado de Israel e a implantação do socialismo oficialmente na A do sul.

    • Ruffer Postado em 09/Aug/2014 às 16:30

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Sempre temos que esperar uma piada de você! Já ficou bem claro que não há como haver socialismo de economia planificada. Ou seja, não é socialismo. Qual é as vantagens para o mercado internacional em reduzir a produção? Ou você acha que a américa latina virará um reduto de escravos trabalhadores para o capital como na China? KKKKKKKKKKKKKKKKK

  10. Thiago Teixeira Postado em 08/Aug/2014 às 10:36

    Putin!!! Vem pra cá! Aqui tem!!!!!!!! Fazemos um precinho daqueles! Se possível, com valor agregado! Pau no c.... desses nórdicos! É Tóis!

    • Pereira Postado em 08/Aug/2014 às 11:08

      Aqui tem o agronegócio que o MST quer destruir !!!!! Acho que o Putin se depender das depredações do MST não comprará um quilo de tomate no Brasil.

      • Vitor Postado em 09/Aug/2014 às 12:04

        Cara, vc é muito burro...

      • Albano Postado em 09/Aug/2014 às 23:06

        Agronegócio....vc por acaso sabe quem são os maiores produtores de alimentos do país? Saiba que são os pequenos agricultores! Ou vc come eucalipto com soja, milho e suco de laranja com bife químico da friboi? agronegócio... faz-me rir!!!

  11. J.C Souza Schlesinger Postado em 08/Aug/2014 às 11:27

    Uma coisa ninguém pode negar os Estados Unidos ainda são o país mais importante para a economia global. Alguns falam da China, mas ainda são previsões. Então vão tem que engolir os ianques pelos menos por uns dez anos. Até lá veremos se o Socialismo vai ressuscitar.

    • Marcos Postado em 08/Aug/2014 às 12:00

      Ressuscitar? A esquerda está fadada ao fracasso, é algo de sua essência histórica.

    • Leandro Postado em 08/Aug/2014 às 14:01

      Sinto dizer, mas vcs estão pensado como se ainda estivéssemos vivendo no mundo bipolar da guerra fria. Os tempos mudaram vivemos em um mundo multipolar e os BRICS são o exemplo mais claro da nova ordem mundial...

      • aquino Postado em 08/Aug/2014 às 14:36

        o povo não LÊ.

      • J.C Souza Schlesinger Postado em 08/Aug/2014 às 20:03

        A bipolaridade no mundo nunca deixou de existir. Até hoje a Rússia e os EUA ficam nesse bate boca.

    • Thiago Teixeira Postado em 08/Aug/2014 às 17:43

      Você sabe qual o país compra a maior parte da soja do Brasil? E consequentemente puxa a economia do centro-oeste e dos portos brasileiros? Nem te conto ...

  12. AESantos Postado em 08/Aug/2014 às 20:00

    Hmm, a importação irá aumentar?? Hmmm Como ficará o mercado interno com esses produtos?? Alta no preço?? Custo maior para nós?

  13. Erik Souza Postado em 09/Aug/2014 às 20:35

    E realmente a UE e os EUA devem estar muito preocupados com a fatia "enorme" do mercado de importações deles com alimentos perecíveis, ainda mais da Rússia, uma demanda enorme.....

  14. Lóide Postado em 09/Aug/2014 às 23:45

    Rússia e EUA e os militantes políticos de direita e de esquerda do Brasil, né J.C. Souza?

  15. Renato A M Postado em 10/Aug/2014 às 03:40

    Todos aqui não se dão conta que todas as 33 nações da América-Latina só tem a ganhar com os Russos e por consequente os Russos com nós Latino-Americanos só tem a ganhar,pois esses porcos imperialistas dos EUA sempre fizeram do nosso continente o quintal deles e sempre fomos subjulgados e tratados como bobos da corte agora chega alguém que além de nos respeitar,pode sim auxiliar-nos a abrir mercados em outros países como Cazaquistão, Mongólia, Índia etc e nós e eles poderão se ver livre das amarras de Washington e Bruxelas neste nefasto jogo iníquo que eles proporcionam a aqueles que lambem as botas desses mitômanos facínoras e idiotas viva a AMÉRICA-LATINA LIVRE viva a FEDERAÇÃO DA RÚSSIA LIVRE e sejamos felizes sem os que querem nos ver assolados na miséria total e geral

  16. LESTAT Postado em 11/Aug/2014 às 12:36

    Por que todos continuam querendo dominar o mundo?

  17. Mauricio Palhano Postado em 13/Aug/2014 às 16:53

    Rússia livre? Santo Deus. É cada piada de mal gosto. De fato só lêem o que porcamente lhes convêm...

  18. Joao Postado em 01/Sep/2014 às 11:40

    Tirando um ou dois comentários, o resto é de uma santa ignorância. Gente incauta! Esse ódio visceral ao E.U.A. restringe a visão das coisas, restando o discurso tendencioso e gasto.

  19. Nicolau Postado em 28/Oct/2014 às 10:11

    PUTIN E OBAMA, DOIS VAGABUNDOS COMUNISTAS!