Redação Pragmatismo
Compartilhar
Música 19/Aug/2014 às 16:37
28
Comentários

Luan Santana recebe incentivo de R$ 4 milhões via Lei Rouanet

Artistas que aparentemente não precisam de tanto incentivo financeiro do governo continuam pedindo (e ganhando) dinheiro do Ministério da Cultura, através da Lei Rouanet

luan santana lei rouanet
Ministério da Cultura aprovou incentivo de R$ 4 milhões para turnê de Luan Santana (divulgação)

Emir Ruivo, DCM

O Ministério da Cultura aprovou um incentivo de pouco mais de 4 milhões de reais para a turnê do Luan Santana via Lei Rouanet. Não é novidade, apareceu em todo lugar.

De tempos em tempos aparecem artistas que não precisam do incentivo, ou que aparentemente não precisam, pedindo (e ganhando). Já foi Maria Bethânia, Claudia Leitte, Rita Lee, entre outros.

VEJA TAMBÉM: Tom Zé devolve cachê da Coca-Cola após ‘chantagem’ de fãs

A discussão também não é nova. Em geral, a comoção se faz porque o benefício, no imaginário das pessoas, só deveria ser concedido para quem precisa.

Na verdade, a Lei Rouanet não é para quem precisa. É para qualquer artista ou produtor artístico. Luan Santana é brasileiro e tem um produto artístico (a turnê) comprovado. O MinC não tem opção senão em aprovar – talvez não na sua totalidade, mas no essencial.

Tampouco importa se Luan é ou não bom cantor, bom compositor, brega, chique, bonito, feio. Se é cultura, é passível de incentivo.

Não vou entrar no mérito de como a lei deveria funcionar, ou mesmo se deveria existir. Para mim, obviamente, que deveria beneficiar só quem precisa, mas é muito complicado determinar isso. Por exemplo, a produtora Time For Fun precisa do benefício para fazer uma montagem do Rei Leão, que custou R$ 35 milhões. Mas ela precisa trazer esta peça?

Agora, o problema no caso do Luan, é o simples fato de ele ter pedido.

Luan Santana tinha, da última vez que consultei, um cachê alegado de aproximadamente R$ 300 mil reais, e uma agenda alegada de mais de 5 shows por semana.

Um parênteses: quem investiu na sua carreira foi seu pai, então a princípio não fica muito dinheiro pelo caminho.

Considere que esse número é real, e que Luan fica com R$ 200 mil de cada show. Dá 1 milhão por semana; 4 milhões por mês. Em um mês, Luan faturaria o que pediu para o MinC.

Esse é um número bruto. Pior que isso, é chutado. Pode estar bem errado (para os dois lados – pode também ser mais alto), mas deve ser próximo o suficiente para ilustrar o quanto pedir isso é absurdo, guloso, mesquinho da parte de Luan. Ainda que tenha uma cacetada de impostos, contratos extremamente complexos, deu pra entender o tipo de faturamento de que se fala.

CONFIRA MAIS: Uma tese de doutorado sobre a “degeneração da música brasileira”

E o tipo de gula necessário para pedir dinheiro de imposto, que deveria ir para hospitais, escolas, metrô, ou no mínimo para outros artistas que não tem salário de 6 ou 7 dígitos, para levar “as raízes sertanejas por meio da musica romântica” (esse foi o argumento usado para o pedido) para onde quer que seja.

Recomendados para você

Comentários

  1. Walter Postado em 19/Aug/2014 às 16:40

    CULTURA ??????

  2. Pereira Postado em 19/Aug/2014 às 16:46

    Bolsa Celebridade ?

  3. Rodrigo Postado em 19/Aug/2014 às 17:01

    (Outro Rodrigo) Pois é... Está na hora de enviarmos e-mails (para quem mora longe de Brasília) ou fazermos cobrança direta aos parlamentares, no sentido da reformulação da lei. É realmente, concordo, difícil, subjetivo, um critério para definir quem precisa mais ou menos, com a grande extensão territorial do país sendo claro que muitos deixam de pedir por dificuldade de acesso, de "despachante", ou mesmo de conhecimento. É o momento de boas propostas, aproveitando a eleição iminente, de cobrança dos candidatos, mesmo após o pleito, em prol da reformulação e busca de critérios para a concessão dos incentivos. Nem o extremo de Luan Santana (também, sem entrar no mérito do gosto musical de cada um, não sendo essa a discussão), nem o extremo oposto da performance "Macaquinhos" (não recomendável para pessoas mais sensíveis ou menores de idade). O que não falta em nosso país são artistas e grupos de talento, seja em orquestras dos rincões, grupos de dança em periferias, de percussão, de folclore, break dance e congêneres, bem como atividades outras, a fomentar o apego à cultura popular, à nossa história.

    • Neusa Teixeira Postado em 20/Aug/2014 às 11:48

      Concordo em tudo. Falou bem!

  4. André Postado em 19/Aug/2014 às 17:41

    Definitivamente, nosso dinheiro dá em árvore...

  5. Thiago Teixeira Postado em 19/Aug/2014 às 18:01

    Incentivo do quê? Ele não têm espaço na mídia? Tadinho.

  6. poliana Postado em 19/Aug/2014 às 20:19

    essa lei é um tapa na cara da sociedade!! é um absurdo q o dinheiro público seja utilizado pra patrocinar show de artistas consagrados e em q em nada acrescem à cultura do país, ou levam a mesma para a população! usar dinheiro público pra financiar show de claúdia leite pelo norte do país, ou show de luan santana como o caso em tela é um absurdo!!! quem quiser q contrate os shows desses artistas pra sua cidade...pra isso existem os empresários da área!mas usar dinheiro público pra isso é um absurdo!! revoltante!! isso n é fomentar cultura! levar cultura pra comunidade é tornar o teatro uma casa acessível a população de baixa renda, é levar o cinema pras camadas populares como acontecia antigamente. mas patrocinar show de ivete sangalo em nova york, isso é fomento a cultura como? é levar cultura pra elite brasileira q saiu daki pra assistir ao show no madison square garden!!!! revoltante essa lei!! uma vergonha meu deus!!!!!!

    • Felipe Peters Berchielli Postado em 20/Aug/2014 às 10:27

      Quem responsabilizar? O próprio Luan,como o texto descreve é dificil voce parametrizar quem precisa ou não do incentivo,mesmo quando está claro que Luan não precisa,logo é ganancia pura,os fãs do cantor deveriam boicota-lo por tal atitude,mas não vão,aí entra o segundo responsável,seu publico,se tiverem responsabilidade e civilidade colocariam essa atitude acima da idolatria musical.

      • Alexandre Postado em 12/Nov/2014 às 22:00

        E show do Chico Buarque pode? Ah! Não gosto do Luan Santana muito menos Claudia Leite.

    • Ana Clara Sweiss Postado em 20/Aug/2014 às 12:06

      Concordo plenamente Poliana. É completamente revoltante, absurdo e vergonhoso. Dá vontade de mandar passar a régua e fechar o Brasil às vezes. Já deu de tanto descaso com a população honesta que realmente necessita de ajuda e é tão carente de TODOS os recursos básicos. Ridículo tudo isso. Ridículo todos esses artistas podres de ricos recorrerem a esta lei e ridículos aprovarem. TUDO RIDÍCULO.

  7. Denisbaldo Postado em 19/Aug/2014 às 22:05

    Esse é um belo exemplo de uma parte de nossa classe artística bem sucedida. Defendem o povo, criticam os políticos mas quando podem, agem contra o povo e exatamente igual aos políticos que eles criticam. O problema não é o governo brasileiro, é o brasileiro no governo. Lei Rouanet ou Lei de Gerson?

  8. Jonas Schlesinger Postado em 19/Aug/2014 às 22:24

    KKKKKKKKKK Okay Okay

  9. Allysson Wandeberg Postado em 20/Aug/2014 às 09:12

    Ainda não consigo encontrar o "Sertanejo" nas músicas dele e nem em mais da metade dos que fazem sucesso com o "Sertanejo Universitário".. O que na verdade executam é um Pop com um pouquinho de sanfona.... Sobre essa Lei, argumento: Deve ser revista, bem como o conceito de "cultura"...

    • Felipe Peters Berchielli Postado em 20/Aug/2014 às 10:29

      O conceito de cultura é bem abrangente,não sejamos preconceitusos,Luan Santana é de certa forma sim,cultura,é uma forma de expressão,a música,é arte,mesmo que para mim seja arte ruim,mas é,o mesmo vale para funk e outros tipos de musica menos apreciados, a questão é,ele precisava disto? Não,não precisava.

      • eu daqui Postado em 20/Aug/2014 às 11:58

        Luan Santana é o cúmulo da desmusicalidade. Sou preconceituosa mesmo: somente eu decido e assumo meus gostos e escolhas. Despersonalizada, dependente e escrava do dos fracassadamente "corretos" é que não sou.

      • Felipe Peters Berchielli Postado em 20/Aug/2014 às 15:03

        Pode falar a vontade por voce mesma,mas voce não fala pelos outros,por isso a sua opinião pessoal se certos segmentos são ou não cultura é irrelevante já que para outros grupos se caracteriza como tal.

  10. Lucas Postado em 20/Aug/2014 às 10:29

    Isso é muito simples de se resolver. Se limitassem o valor para um único artista em, sei lá, 100 mil reais, esses grandões nem perderiam tempo em pedir auxílio, enquanto que para um pequeno evento ou para um artista regional faria a maior diferença. Apesar de que, a meu ver, essa lei não deveria nem existir.

  11. eu daqui Postado em 20/Aug/2014 às 10:35

    Bolsa breguice.

  12. Alessandro Postado em 20/Aug/2014 às 13:00

    Por essa e por outras razões eu digo que o ministério da cultura e todas as leis de incentivo à cultura tem que acabar.

    • poliana Postado em 20/Aug/2014 às 13:16

      Concordo alessandro.pra continuar sendo a casa da mãe joana e servir de playground pros artistas consagrados desse país angariar milhões pra produzir seus espetáculos, é melhor fechar as portas mesmo.pelo amor...

    • Pedro Postado em 18/Sep/2014 às 15:54

      Afinal cultura não serve pra nada... ou serve? Sinceramente, uma coisa é criticar em busca de melhorias, outra é afirmar que não deve existir Ministério da Cultura. Existem diversos desvios e atrocidades cometidos no Ministério dos Transportes logo ele deve ser extinto? Daria pra aumentar a lista aqui, mas acho que já me fiz entender.

  13. Ernani Postado em 20/Aug/2014 às 15:08

    Luan santana, claudia leitte, naldo, anitta, gustavo lima NÃO são música. Só o Rap e o Rock salvam.

  14. Maurício Ruiz Postado em 20/Aug/2014 às 16:55

    A minha pergunta é: Será que eles aprovam este "crédito" para todos os artistas.Poque nós cansamos de ver milhares e milhares de artistas vendo o sonho naufragar por falta de incentivo.Isto prova que este não é um país sério.São R$ 4 millhões para uma turnê e pessoas ainda sem acesso a alimentação,saúde entre outros. Este não é um filme que até cego já viu. É um filme que cego cansou de ver. Que absurdo!!!Que decepção

  15. Jonas Schlesinger Postado em 20/Aug/2014 às 17:13

    No governo de quem tem essa lei? Me digam pois me fugiu a memória.

    • Thiago Teixeira Postado em 20/Aug/2014 às 19:24

      23 de Novembro de 1991 ... acho que foi o Lula, se não me falha a memória. Depois veio a Medida Provisória nº 2.228-1, de 2001 ... ai eu sei, quem era presidenta era a Dilma. Eita partidinho de m... não é mesmo?

      • poliana Postado em 20/Aug/2014 às 23:13

        boa thiago! kkkkkkkkk

  16. Jonas Schlesinger Postado em 21/Aug/2014 às 12:51

    kkkkkkkkk no governo de quem TEM essa lei, não QUANDO FOI criada ou sancionada. O fato é que tivemos 12 anos pra dar uma geral no Brasil e sequer tirou essa leizinha de m. São 12 anos de incompetência, 12 anos de ascensão da corrupção na Petrobrás... isso me lembra o nome de um livro que virou filme e ganhou o óscar de melhor filme desse ano. Só não me lembro o nome. Se alguém souber ganha uma bala de gengibre.

  17. poliana Postado em 20/Aug/2014 às 13:12

    Pois é naro, é fato q a lei precisa ser revista..qual o problema nisso?