Redação Pragmatismo
Compartilhar
Eduardo Campos 16/Aug/2014 às 22:08
37
Comentários

Homem que enganou a mídia no acidente de Eduardo Campos é "mitômano"

O que levaria alguém a protagonizar uma história de ficção como a que foi contada pelo mitômano que jurou ter fechado os "olhos verdes" do candidato Eduardo Campos?

eduardo campos morte mentiras
Donizete Machado, o mitômano que descreveu cenas mentirosas sobre o acidente aéreo que matou Eduardo Campos (captura de tela)

Um homem conseguiu roubar a cena e espalhar alguns boatos durante a cobertura do acidente com o candidato à presidência Eduardo Campos. Vestindo um macacão azul semelhante a um uniforme de socorrista, identificado como estivador, ele afirmou em entrevista ao repórter José Roberto Burnier, da TV Globo, que havia ajudado no resgate das vítimas, tendo visto, inclusive, o corpo de Campos (veja aqui).

“Vi vários corpos espalhados. Inclusive, um dos corpos era realmente o do candidato Eduardo Campos. Eu cheguei a ver, eu abri olho dele verde, azul, eu não acreditei, fique estarrecido”, disse ele, abalado.

Deu o mesmo depoimento à repórter Eleonora Paschoal, da Band: “Eu vi o corpo do candidato Eduardo Campos e é uma cena que eu jamais vou esquecer em toda a minha vida”.

Pouco tempo depois, chegaram informações oficiais de que os corpos estavam dilacerados e só poderiam ser identificados por meio de exame da arcada dentária e DNA. Também não houve a explosão no ar que ele vira.

É compreensível que os repórteres tenham caído na história por causa da agitação comum em um cenário de acidente daquelas proporções e da pressa em dar informações. Agora, o que levaria alguém a protagonizar uma história de ficção como essa? Seria até compreensível se ele inventasse um resgate heroico para se autopromover, mas qual vantagem teria em dizer ter visto cadáveres?

Há a vontade de ficar famoso, claro. Mas outra hipótese é a chamada mitomania. A psiquiatra Mara Maranhão, da Unifesp e do Hospital Albert Einstein, explica do que se trata:

“Na maior parte das vezes, o comportamento da mitomania (mentira patológica) não traz benefícios objetivos para a pessoa (como acontece na simulação ou em pessoas com traços de personalidade antissocial). Além disso, as mentiras não são contadas com a intenção de assumir um papel de doente ou obter atenção dos profissionais de saúde (como no transtorno de Munchausen). No caso dos mitômanos, o comportamento de contar falsas histórias decorre mais de motivos internos, psicológicos (baixa autoestima, por exemplo), do que de motivações externas (ganhar algo ou evitar uma punição, por exemplo).”

O homem que enganou meio mundo se chama Donizete Machado Junior, é ex-boxeador profissional, atualmente estivador e seu apelido é Maguila. Vive em São Vicente. Não é estreante na mídia. Em abril deste ano, foi notícia com grande repercussão.

Após ser demitido da maior empresa portuária de Santos, a Santos Brasil, ele convocou a imprensa, por orientação do Sindicato dos Estivadores, para declarar que fora vítima de homofobia. Donizete teria tentado colocar seu companheiro como beneficiário do plano de saúde da firma.

Depois de um sumiço, Donizete reapareceu ontem na página “Vivendo em Santos” do Facebook, que dá notícias da cidade. Escreveu o seguinte:

“Bom dia. Meu nome é Donizete Junior. Estou nessa conta de um amigo porque a minha foi bloqueada. Acontece que eu sou do caso da queda do avião em Santos, que deu entrevista no calor da emoção sem pensar nas consequências. Errei, sim, nas sem pensar nas consequências das minhas burras palavras. Estou sendo ameaçado e já até sofri agressões de minha família também. A culpa foi totalmente minha, com minha boca e compulsão inconsequente”.

Marcos Sacramento, DCM

Recomendados para você

Comentários

  1. J.C Souza Schlesinger Postado em 16/Aug/2014 às 22:23

    Tem muita gente assim que inventa historias. Até por aqui.

    • José Horácio da Silva Postado em 17/Aug/2014 às 20:01

      Boa noite. Sobre os comentários a respeito do cidadão que prestou o depoimento ao jornalista no local do acidente,comento o seguinte. Estive vendo tv desde os primeiros momentos do acidente onde tão logo ocorreu a fatalidade de, aparatos policiais isolaram a área e em meio aos comentários do citado jornalista,entrevistas com ou ,outro morador do perímetro vimos uma senhora narrar que a aeronave passou entre dois prédios com uma turbina em chamas etc. Logo depois surgiu o depoente questionado ,que se dizia morador das imediações,que vendo o acidente se apressou para tentar ajudar os feridos supondo ele existir pessoas ainda com vida e "viu Eduardo que facilmente o identificou pela cor dos seus olhos etc". No calor da notícia, tendo o citado questionado afirmar morar ali mesmo,o jornalista não tinha motivos para ignorar ou duvidar das informações por ele prestada. O fato do avião está totalmente destruído não significava que as pessoas que viajavam,necessariamente estivessem com seus corpos dilacerados porque já vimos grandes acidentes onde atribuímos certos acontecimentos como "milagres". Infelizmente nesse terrível acidente não tivemos pessoas salvas. Conclusão: não acho que o jornalista tenha se precipitado na transmissão dos informes dado o entrevistado ter-nos(telespectadores) passado segurança no que dizia. Horácio/Paulista Pe.

    • Maria Clara Postado em 18/Aug/2014 às 11:15

      É doença, gente. Já ouvi falar de crianças que sofrem abuso e adquirem mitomania pq inventam uma vida paralela... Na qual são felizes... É muito triste.

    • Hell Postado em 18/Aug/2014 às 23:40

      Como vc, por exemplo.

    • Miriam Barreto Postado em 19/Aug/2014 às 11:10

      Vindo da GLOBO, tudo é possível.

  2. Carlos Santos Postado em 16/Aug/2014 às 22:55

    Discordo que seja "compreensível que os repórteres tenham caído na história por causa da agitação comum em um cenário de acidente daquelas proporções e da pressa em dar informações", como foi dito. Trata-se exatamente do oposto: quanto mais trágico for o evento maior deve ser a preocupação do jornalista em verificar a veracidade do que ele transmite. Ele não pode agir como um dispositivo automático que simplesmente retransmite todo o que lhe é passado. Os jornalistas fracassaram miseravelmente na sua missão de informar.

    • Dinio Postado em 16/Aug/2014 às 23:50

      Não falharam não, caro Carlos Santos. Cumpriram exatamente o que lhes fora determinado pelos Patrões...os Barões da Mídia Golpista Brasileira. Quanto maior o Drama e o Sensacionalismo, mais "Ganços Globais" abrem a boca para receberem a "ração" ou seja, a "desinformação" e com isso terem seus fígados intoxicados e através da bílis envenenada, serem facilmente servidos como patê "foie gras" na mesa dos interesses destes Barões! Se já não lestes, recomendo "A Doutrina do Choque" da Canadense Naomi Klein, creio que irias apreciar.

      • Hilda de Moraes Postado em 18/Aug/2014 às 02:15

        Ignorância ou má-fé? Vc acha Dinio que "os patrões" da Band ou da maior emissora do país e segunda no mundo (Globo) chamariam seu funcionário e diriam: faça uma entrevista mentirosa, falsa? Tem sentido isso? Num acidente de grandes proporções as TVs fazem o seu papel: informar e o melhor é sair na frente das outras, claro. Afinal competem entre si. Os "envenenados" através da vista turva por um preconceito e ódio não percebem que o verdadeiro satã está comendo pelas beiradas: a Record. Imagine se a Globo lançasse Faustão para prefeito do Rio de Janeiro e seu dono fundasse um partido político, fosse da base do governo, e de acordo com denuncias, usasse de assinaturas falsa na formação do partido.e na posse da presidente da República fosse com seus jornalista formar fila para apertar a mão da nova chefe do país, portanto a responsável pela concessão (de TV). Ou seja: emissora chapa-branca. Imagine o dono da Globo fosse também chefe de uma igreja onde (youtube) faz propaganda política,com direito a panfletagem de apoio aos seus candidatos. A Globo seria crucificada, claro e eu aplaudiria. Pois a Record faz isso! E muito mais. Quem usa dinheiro vindo do narcotráfico (pesquise) colombiano e dinheiro da fé alheia, é processada por descaminho e não respeita o direito de resposta de religiões afro-brasileiras (youtube) é capaz de tudo. Silvio Santos recebeu (literalmente) das mãos dos militares suas emissoras (leia a biografia de SS) e todos batem na Globo porque um dia apoiou os militares (junto com a sociedade) A Record usa a liberdade religiosa e a liberdade de expressão para criar um clima de ódio no Brasil colocando em risco nossa democracia. Deixe seu preconceito de lado e olha para quem realmente está colocando em risco a laicidade do Brasil Mais uma coisinha: a Globo quando faz uma denuncia, procura ouvir o outro lado. A Record não. "Mídia Golpista" é quem é desleal com as outras emissoras quando coloca na sua emissora dinheiro vindo da sua "fábrica de fazer dinheiro": a IURD. A Globo respeita a legislação e não vende espaço (o tempo de (o Sagrado é oferecido gratuitamente à todas as religiões). para igrejas. A Globo não tem um Plano de Poder (livro de Edir Macedo) mas o dono da Record tem. Leia o livro...

    • Betânia Postado em 17/Aug/2014 às 00:56

      Concordo totalmente com Carlos Santos, tem que apurar, parece que hoje vale mais falar primeiro, falar na frente dos outros do que a nitícia em si. Isso não é furo, é irresoonsabilidade.

    • zero Postado em 17/Aug/2014 às 00:58

      Em uma situação como essa, não ha fontes pra pesquisa e as pessoas precisam noticiar. Se vc não recebesse essa cobertura em tempo hábil, diria que a nossa imprensa e ruim, que tinha algo a mais por trás e etc, etc, como ja vi muito por aí. Porque diabos o cara ia achar que o maluco estava viajando em suas mentiras? Não tinha lógica pra desconfiar. Ora, qualquer cidadão pode presenciar um acidente e dar seu depoimento. Se p cara tem problema, e foda

    • Luiz Carvalho Postado em 17/Aug/2014 às 01:09

      Concordo plenamente...

    • Alexandre Postado em 17/Aug/2014 às 10:58

      Concordo completamente. Não pode confiar em qualquer fonte que aparecer. Tem que ser esperto e analisar antes de colocar no ar a informação passada por um terceiro.

    • Fatima Postado em 17/Aug/2014 às 15:09

      Concordo plenamente com sua opinião, a falha maior foi cometida pelos jornalistas sensacionalistas na pressa de passar a desgraça sem se importar com a veracidade da informação!

    • tatiana Postado em 18/Aug/2014 às 11:01

      vdd carlos. Concordo contigo.Qto maior responsabilidade maior compromisso. E tbm a psiquiatra não sabe do histórico e biografia profissional do cara. Será que violência agressividade intriga e mentir prejudicando seus colegas de trabalho.. se inclui nesse perfil de mitômano?? NA bôa td ano inventam mil síndromes, transtornos e td mais p/ Indústria Farmacêutica se beneficiar e justificar falta de caráter.

    • Márcio Postado em 19/Aug/2014 às 07:17

      Aquilo aí foi ao vivo, meu amigo. Alguns minutos depois do acidente. Se fosse como você está falando não haveria como se fazer matérias ao vivo. Errado é um cidadão fazer um papel desses para se promover. O tiro só lhe saiu pela culatra porque o corpo de Eduardo Campos ficou visualmente irreconhecível. Se não fosse isso, hoje ele estaria indo a todos os programas sensacionalistas de tv e faturando uma grana alta.

  3. lcyrillo Postado em 16/Aug/2014 às 23:39

    Difícil é ver a mídia acreditar em uma história destas. Duvido eu, muito, na minha santa ignorância, que em um acidente de avião, sobrem cabeças pra terem seus olhos fechados...

    • João Paulo F. de Assis Postado em 17/Aug/2014 às 12:01

      A nossa mídia já acreditou até em fusão de células do boi com o tomate. Eles são capazes de cair até em mentira de 1° de abril. Cito um exemplo: na edição de 1° de abril de 1916, o Jornal da Tarde, de Barbacena MG disse que estudos comprovaram que haveria possibilidade de um grande terremoto em Barbacena. Era primeiro de abril, mas o jornal O Paiz, do Rio de Janeiro caiu como um patinho.

      • Casanova Postado em 18/Aug/2014 às 00:22

        1º de Abril de 1916 ? Não tinha uma outra mentira mais recente não ?

    • Lord Postado em 17/Aug/2014 às 21:54

      O pior é que às vezes o corpo está inteiro. Digo isto pq trabalhei na autópsia dos corpos do AIR FRANCE e do NOAR, pode crer, estavam inteiros...

  4. Julie Labaig Postado em 17/Aug/2014 às 07:43

    Certo fez o Burnier que cortou o cara e o deixou falando sozinho. Um acidente em que até o avião se desintegra......

  5. Marcelo matos Postado em 17/Aug/2014 às 11:16

    Desmenti o entrevistado naquele momento, da impossibilidade de reconhecimento dos corpos, seria admiti precipitadamente a morte de campos.

  6. Nonato Cantanhede Postado em 17/Aug/2014 às 11:46

    Oh sujeito mentiroso,safado!!!

  7. Andrezza Postado em 17/Aug/2014 às 19:57

    A cobertura jornalística da tragédia de Santos é um manual de como não fazer jornalismo. Notícias improvisadas, sem investigação, sem objetividade, repletas de pessoalidade e o que é pior ausência total de coerência com os fatos! Sem falar que a mesma globo que um dia antes levantou críticas sobre nepotismo e falta de fundamentos lógicos para a estratégia política de Eduardo Campos, no dia do acidente derrete-se em elogios e prognósticos pouco prováveis de "uma carreira política promissora".

  8. lukas Postado em 17/Aug/2014 às 20:46

    Bem......conheço bem este Traste chamado Donizete, e bem da sua natureza cria encenar e defamar inventar e depois tentar sair como coitadinho não vale o ovo q come, esta bi pão com ovo

  9. Ana Eufrázio Postado em 17/Aug/2014 às 21:25

    Pra mídia sensacionalista, que adora o espetáculo, não é permitido sequer checar veracidade dos fatos. O importante é vender.

  10. Sandra.B Postado em 18/Aug/2014 às 08:54

    vc deveria estar em um manicômio,procure tratamento urgente...

  11. Romero Filho Postado em 18/Aug/2014 às 09:45

    Para mim isso não é doença e sim safadeza! Tem que ir atrás dele e processa-lo por falsa informação! Isso foi no auge da informação quando os acontecimentos ainda estavam iniciando... Pode ter feito muito mal, por exemplo, a um ente querido que ainda não tinha nem a certeza de que Eduardo estava naquele avião...

  12. Helem Priscilla Postado em 18/Aug/2014 às 09:51

    Acho bem feito!!! Porque a mídia não está nem um pouco preoucupada com a dor de familiares e a tragédia em si, o único interesse é de sensacionalizar o acontecido e lucrar com isso, então saem entrevistando qualquer um que diga os absurdos que eles gostariam de mostrar!!!

  13. Cláudia Postado em 18/Aug/2014 às 12:48

    Daí a Globo se esquiva da responsabilidade de transmitir uma informação equivocada! Sempre tirando "o corpo fora".

  14. gdfgd Postado em 18/Aug/2014 às 13:38

    Me lembrou um filme..." o grande mentiroso" kkkkkkk

  15. João Brasileiro Postado em 18/Aug/2014 às 14:33

    Pragmatismo Político, quando vocês vão fazer uma reportagem sobre relação entre a queda do avião de Eduardo Campos e o Programa Brasileiro de Enriquecimento de Urânio? Vão esperar a grande mídia tocar nesse assunto?

  16. Aldo Postado em 18/Aug/2014 às 18:30

    O homem não enganou a mídia. O coitado é doente. O equivocado é o jornalismo marrão que engole qualquer coisa para aparecer.

  17. lideia Postado em 19/Aug/2014 às 00:26

    Falta do que fazer eu vi essa reportagem ..... palhaçada, vai procurar o que fazer,que feio ficar inventando estórias para se promover falta de educação respeite a dor alheia

  18. Anne Santos Postado em 19/Aug/2014 às 02:22

    O pior já aconteceu, por que a mídia e as autoridades do que resta desse Brasil tem que se preocupar é em investigar essa morte misteriosa de EDUARDO CAMPOS, pois queremos respostas sim!

  19. Thiago Teixeira Postado em 19/Aug/2014 às 19:22

    Um cara desse deveria apanhar. Tremendo de um babaca, típico de um desocupado inconsequente. Eu lembro desse depoimento e pirou a minha cabeça naquele momento, como ele viu o Eduardo Campos? Bola de fogo? Como essas informações não devem ter atrapalhado o trabalho da perícia.

  20. Dani Postado em 22/Aug/2014 às 13:16

    Agora ser mentiroso virou doença... ACHO QUE O MUNDO JÁ PODE ACABAR! Quanto retrocesso na Ciência, que ao invés de focar em assuntos mais importantes perde tempo (e dinheiro) para inventar doenças pra quem conta lorota!

  21. Anonimous Postado em 22/Aug/2014 às 22:49

    Tudo isto, não passa de lixo ideológico.