Redação Pragmatismo
Compartilhar
Eleições 2014 07/Aug/2014 às 15:27
30
Comentários

Executiva do banco Santander fazia campanha para Aécio no Facebook

Executiva demitida pelo banco Santander pedia votos para Aécio Neves no Facebook. Sinara Polycarpo autorizou propaganda política contra Dilma em extrato enviado para 'clientes VIPs'

sinara polycarpo banco santander demitida
Sinara Polycarpo foi demitida do Santander por autorizar propaganda política ilegal contra Dilma Rousseff. Nas redes sociais, a ex-superintendente do banco fazia campanha pró-Aécio (Edição: Pragmatismo Político)

Eduardo Guimarães, Blog da Cidadania

Segundo o jornal Folha de São Paulo, o banco Santander demitiu quatro pessoas por terem participado de um conluio que resultou em propaganda política enviada ilegalmente pela instituição aos seus correntistas “seletos”, ou seja, pessoas cuja renda ultrapassa 10 mil reais por mês.

Na matéria “Santander demitiu quatro por informe que irritou petistas“, o jornal chama de “informe” texto que figurou em extratos de conta-corrente que o banco enviou pelo correio aos seus correntistas mais abastados, e qualifica como “agressiva” a reação do PT pelo que o partido considera crime eleitoral.

A matéria ainda “acusa” o PT de ter “pressionado” o banco para que demitisse os envolvidos no envio do texto acima. Todavia, o vice-presidente de Comunicação do Santander, Marcos Madureira, nega: “Não recebemos, e nem aceitaríamos, qualquer tipo de pressão externa para adotar as medidas que tomamos”.

Vale comentar que a Folha não explica que tipo de benefício o governo Dilma auferiu com a demissão dos funcionários responsáveis pela propaganda política ilegal. Na verdade, quem se beneficia pelas demissões é o banco, pois podem ajudá-lo a evitar problemas com a Justiça Eleitoral, já que é ilegal fazer propaganda política por esse meio.

A propaganda política ilegal foi redigida pela agora ex-superintendente de investimentos do Santander Sinara Polycarpo. Além dela, três outras pessoas que poderiam ter impedido que cometesse o crime eleitoral por terem posições hierárquicas superiores também foram demitidas por não terem agido como deveriam.

Mas o mais interessante é que, ao visitar o perfil de Sinara no Facebook, descobre-se que, muito provavelmente, ela transformou suas idiossincrasias político-eleitorais em “análise” para os clientes de seu empregador.

O perfil da ex-superintendente de investimentos naquela rede social é “fechado”, ou seja, só os seus “amigos” virtuais podem ler o que ela escreve, mas, por alguma falha do Facebook, é possível acessar suas mensagens antigas.

Em 7 de abril do ano passado, por exemplo, Sinara compartilhou no Facebook reportagem da mesma Folha de São Paulo que afirmava que a presidente Dilma seria “leniente com a inflação”. Nesse compartilhamento, a ex-funcionária do Santander pôs um comentário: “Aécio para presidente”.

À época, a candidatura Aécio Neves não passava de especulação, mas Sinara já integrava o contingente de simpatizantes do PSDB que advogavam por sua candidatura. Como se sabe, sua preferência foi vencedora.

Parece bem provável que Sinara tenha feito muitas outras apologias ao ex-governador de Minas, o que sendo feito em seu perfil em uma rede social é absolutamente legítimo. Contudo, vender suas preferências políticas como “análise” aos clientes de seu empregador, não é.

Em entrevista que concedeu à revista Exame, comentada no blog de Josias de Souza, do UOL, a autodeclarada eleitora de Aécio diz que sua trajetória profissional é “impecável e bem-sucedida” e que “jamais poderia estar associada a qualquer polêmica”. E decretou que “o assunto já se esgotou”.

Assim como o blogueiro do UOL especula que o vice-presidente de Comunicação do Santander mentiu ao dizer que o governo não pressionou o banco a demitir os funcionários responsáveis pelo crime eleitoral em questão, este blogueiro especula que Sinara pode ter feito um acordo com seu ex-empregador.

Talvez o banco lhe tenha conseguido outra posição em alguma empresa amiga ou coligada, talvez lhe tenha oferecido uma bela compensação monetária.

SAIBA MAIS: Banco Santander pede desculpas novamente a ‘clientes ricos’

Sinara, nem de longe demonstra estar contrariada com a demissão. Muito pelo contrário, parece muito segura. Inclusive, afirma que irá viajar “até o dia 25”. Pelas fotos em seu perfil no Facebook, parece gostar da Europa.

Ao contrário do que o Santander alega, portanto, pode-se dar uma de Josias de Souza ou Ali Kamel e fazer um “teste de hipóteses”: será que o banco não compactou com a propaganda eleitoral nos extratos de seus clientes e encenou uma farsa com essas demissões?

Aliás, quando é que a Justiça Eleitoral vai se pronunciar sobre esse episódio?

Recomendados para você

Comentários

  1. nietzsche Postado em 07/Aug/2014 às 15:54

    Sempre tirando o foco... Veremos onde ela vai aparecer agora... Muito bem remunerada... Mas faltou na matéria o nome dos outros três...

    • Eduardo Abreu Postado em 07/Aug/2014 às 20:16

      vai balançar bandeiras nas esquinas.... pode ter certeza.

  2. Pereira Postado em 07/Aug/2014 às 15:58

    Só os esquerdopatas podem fazer cyber campanha para o PT .

    • Eduardo Abreu Postado em 07/Aug/2014 às 20:18

      Fica triste não é 13 com esse tamborete querendo ou não.

    • Adilson Postado em 09/Aug/2014 às 14:31

      Quem andou contratando 9 mil militantes para atuar na internet foi o PSDB. http://jornalggn.com.br/fora-pauta/psdb-contrata-9000-militantes-virtuais

  3. Luiz Postado em 07/Aug/2014 às 15:58

    Taí! Agora viu! Agora volta lá de onde veio e segue reclamando da vida.

  4. André Anlub Postado em 07/Aug/2014 às 16:21

    A questão não é se pode (ou não) fazer campanha para tal partido usando a imagem de uma empresa x ou y, a questão é uma só... tem culhão para se garantir a fazer a campanha e continuar incólume?

  5. Graziella Rollemberg Postado em 07/Aug/2014 às 16:28

    Comparar blog e outros tipos de opinião pessoal (incluindo Wikipedia, que é colaborativa, não uma instituição bancária privada internacional) com estrato bancário enviados para clientes? Isso não é só desconhecimento da legislação eleitoral...

  6. Gavinho Postado em 07/Aug/2014 às 16:31

    Será que Sinara fez aulinhas de balé na infância? Porque ela dançou bonito...

  7. Walter Postado em 07/Aug/2014 às 16:31

    um ÕÕÕÕ PRA ELLE não fazer campnha usando a EMPRESA.

  8. Diogo bolima Postado em 07/Aug/2014 às 16:37

    Propaganda eleitoral????? Fala serio ne pragmatismo politico kkkkkk ela disse o que todo mundo do mercado já sabe se a dilma ganhar teremos mais do mesmo... Inflacao, inflacao, obras nunca entregues... Pac 4, pac 5... Creches imaginarias...

    • Renato Z Postado em 07/Aug/2014 às 16:50

      Muito bom, mas e se Aécio ganha o que teremos?

    • Ana Paula Postado em 07/Aug/2014 às 17:34

      De que inflação tu estás falando??? A do FHC que era o dobro de agora, antes da crise mundial, seu imbecil?????

  9. Renato Postado em 07/Aug/2014 às 16:48

    Nossa ótima comparação um blog com um banco

    • Eduardo Abreu Postado em 07/Aug/2014 às 20:17

      igualzinho na cabeça de quem não pensa além de si mesmo.

  10. Robson Lopes Postado em 07/Aug/2014 às 17:00

    Propaganda eleitoral sim, ela poderia sim, apesar de eu discordar, dizer o mesmo, sem citar o nome da presidente, tipo: mantida a política atual de juros e econômica, os clientes do banco X terão prejuízos, por isso, isso e isso. Mas não foi uma análise econômica que se quis fazer, mas política, significa que a intenção foi realmente fazer propaganda eleitoral. O mal de quem não pensa, é achar que o ser humano é linear, um novo governo, inevitavelmente traz inovações, a começar que quase toda a equipe é renovada, já deu tempo de ver o que funcionou e o que não, pode ser mais ousado, haja vista que a reeleição não mais ocorrerá. Então, a "análise" nesse ponto é burro, porque pensa em linha. Quanto aos PAC`s 4, 5, o que se vê como defeito, vejo como virtude dos governos Lula e Dilma, as grandes obras do país, estavam e estão inclusas nesses programas, e sua grande maioria já foi concluída. As creches já estão sendo licitadas, quando forem concluídas teremos sim uma explosão de creches.

    • Tatá Postado em 08/Aug/2014 às 21:51

      Robson, quando você se refere a analise linear parece que é verdade que esta fazendo analise contextualizada da questão. Primeiro erro, não existe analise econômica separada de uma analise política, uma não existe sem a outra e outras variáveis, nos os humanos, a até plantas e animais eliminam do seu meio quem os incomoda, isto é, nós somos produto de relações políticas independente do que fazemos, de uma maneira ou de outra queremos impor dominação a algo ou alguém. Então isso e uma analise não linear da realidade.

  11. Thiago Postado em 07/Aug/2014 às 19:35

    Ela agiu errado.

    • Eduardo Abreu Postado em 07/Aug/2014 às 20:19

      Quem tá agindo errado é o Banco Central do Brasil, que não tomou ainda uma decisão contra esse tamborete.

  12. Vanderlei Postado em 07/Aug/2014 às 23:00

    Qual o problema? Geralmente COXINHAS postam livrementes neste blog, coisas que blogs coxinhas não não aceitam postagens contras.

  13. Jeferson Santos Postado em 08/Aug/2014 às 02:42

    E como sempre a mídia PIG defende seus pares com a mesma maestria com que engana os incautos. Perceberam como o jornalista da Folha agiu de forma bem kamelista? Fico pensando se fosse uma campanha pró-Dilma (o que não seria uma aberração, uma vez que os bancos não empobreceram nos 12 anos de PT governista). O que teria de nazicoxetes entupindo essa seção de comentários com catupiris da pior qualidade seria de emocionar...

    • Tatá Postado em 08/Aug/2014 às 22:12

      Porque não liberam meus comentarios. Preciso de uma resposta fiz dois comentarios hoje sobre o caso santander e voces não liberaram

  14. Daniel Postado em 08/Aug/2014 às 17:19

    O texto original é do Banco Fator. Me digam qual foi a mentira ou novidade que o texto revela...

    • Adilson Postado em 09/Aug/2014 às 14:28

      O texto se encaixa muito bem na era FHC onde o Brasil tinha o segundo maior desemprego do mundo só perdendo para a India. http://www1.folha.uol.com.br/fsp/dinheiro/fi2905200215.htm

    • fabio Postado em 10/Aug/2014 às 21:04

      voce nao pede credenciais das informações que recebe? acredita assim nas coias? acredita em papai noel? acredita mesmo que alguem que declaradamente é contra o atual governo, trabalhando para um banco que é um dos responsaveis por varios suicidios no pais de origem, por tomar casas de trabalhadores? me esculpe voce é um imbecil.

  15. Adilson Fonseca Postado em 09/Aug/2014 às 08:24

    Claro, concordo com você deve ser investigado e punir os culpados sobre a Wikipedia, porém um erro não justifica outro. O Banco Santander está correto, mesmo porque o banco poderia, ou ainda pode ser processado por crime eleitoral. E outra coisa um Banco deste porte não pode dar "uma nota fora dessas".

  16. Adilson Postado em 09/Aug/2014 às 14:26

    Apresente as provas.

  17. Adilson Postado em 09/Aug/2014 às 14:30

    Assim como tem jornais, revistas, TV´s, Blogs e páginas do Facebook que fazem campanha para o Aécio. O problema que não se pode usar seu local de trabalho para fazer campanha política, é anti-ético.

  18. fabio Postado em 10/Aug/2014 às 21:05

    nossa, tu come bosta no jantar?

  19. Janaina Postado em 10/Aug/2014 às 22:16

    Ela pode pedir um emprego na fazenda de Cláudio ou naquela vizinha que fabrica cachaça a custo de trabalho escravo. É tudo da família Aecio Neves. ..não negarão um empreguinho a uma funcionaria tão dedicada!