Redação Pragmatismo
Compartilhar
Eleições 2014 09/Aug/2014 às 15:39
11
Comentários

Caso Wikipédia será novo tema da campanha eleitoral

Manifestação de Aécio Neves, presidenciável tucano, sobre o caso Wikipédia dá sinais de que este deverá ser o próximo embate da campanha eleitoral de 2014. Alterações nos perfis dos jornalistas da Globo ocorreram em 2013, mas só agora foram reveladas

aécio neves caso wikipédia
Aécio Neves critica governo por ‘caso Wikipédia’ (Foto: Alexandre Guzanshe/EM)

O caso Wikipédia promete ser o próximo embate da campanha eleitoral. É o que fica claro na nota divulgada por Aécio Neves, presidenciável tucano, sobre o episódio, antes da manifestação da presidente Dilma Rousseff:

“É lamentável o desrespeito que setores do governo demonstram ao contraditório. Talvez ninguém mais do que eu tenha sido vítima da intolerância criminosa de setores do partido do governo, como já comprovado em vários casos. É preciso que essas denúncias sejam investigadas a fundo e os responsáveis punidos. Mas também é necessária uma palavra da presidente da República que, em última instância, é responsável pelas pessoas que nomeia e pelo que ocorre na sede do governo brasileiro. Afinal, hoje está provado que o Palácio do Planalto age para desmoralizar jornalistas independentes, que de lá saem perguntas para fraudar uma CPI, e que lá é feito o monitoramento político dos apoiadores dos adversários do PT.”

Em artigo publicado neste sábado, a própria Miriam Leitão acusou o Palácio do Planalto de ter colocado em prática uma política de estado contra a imprensa. “Alguém deu ordem para isso”, disse ela.

O caso também deve chegar à esfera judicial, uma vez que o líder tucano, Antônio Imbassahy (PSDB-MG), pedirá ao ministro José Eduardo Cardozo investigação sobre o caso.

VEJA TAMBÉM: Caso Wikipédia: Dilma reage e PSDB cobra explicações

“Atacar jornalistas é atacar a própria imprensa e a liberdade de expressão”, disse Imbassahy. “Não conseguiram, de maneira institucional, controlar o conteúdo da mídia e agora partem para atitudes criminosas, tentando abalar a credibilidade de jornalistas conceituados que apontam os erros cometidos pelo governo federal”.

Entenda o caso

Os perfis dos jornalistas Carlos Alberto Sardenberg e Miriam Leitão foram alterados na Wikipédia a partir de um computador conectado à rede do Palácio do Planalto, segundo reportagem do jornal “O Globo” publicada nesta sexta-feira (8). Nos textos, foram incluídas críticas. Miriam foi acusada de beneficiar o banqueiro Daniel Dantas e de fazer análises econômicas desastrosas. Carlos Sardenberg, de defender interesses da Febraban, a entidade que reúne os grandes bancos nacionais e é presidida por seu irmão. Alterações ocorreram em 2013.

Mas embora não existam dúvidas de que o endereço IP é de responsabilidade do Planalto, não dá para saber como esse endereço é usado. Em redes Wi-Fi, e também em redes de empresas de modo geral, o acesso à internet de todos os usuários é visto na internet como sendo de um mesmo endereço IP. Ou seja, um endereço IP não é usado por um só computador para acessar a internet.

Em outras palavras, o endereço IP não é “documento” nem “identidade”. Sozinho, ele não identifica necessariamente um computador, muito menos uma pessoa.

com agências e 247

Recomendados para você

Comentários

  1. Ingrid Postado em 09/Aug/2014 às 15:37

    Qual a novidade? já ficou provado que tanto o PSDB quanto o PT vão transformar essa disputa eleitoral num programa de fofocas. Ta difícil aceitar esses candidatos esse ano, o jeito é estudar os dois profundamente e também seus partidos, votar no que é "menos pior " e torcer para as coisas melhorarem nos próximos anos eleitorais.

    • Luciano Postado em 09/Aug/2014 às 18:12

      Ao concordar com suas colocações me vem um desespero enorme. Não tenho para onde correr. Estamos perdidos, para qualquer lado que caminharmos cairemos em um precipício.

    • renato Postado em 09/Aug/2014 às 23:48

      Falou tudo Ingrid.

  2. eder Postado em 09/Aug/2014 às 15:51

    Gostaria de saber onde esta o crime? Registrar a verdade é crime agora? Digamos que seja mentira o que escreveram. E as mentiras que eles contam diariamente de cara lavada, quem vai processa-los, quem vai para-los?

  3. celso Postado em 09/Aug/2014 às 17:24

    Quem garante que não foram os Lacaios do psdb que fizeram isso com o intuito de acusar posteriormente o governo??

  4. Luke Skywalker Postado em 09/Aug/2014 às 17:42

    Com certeza ninguém no governo de SP usa a internet no trabalho pra detonar a esquerda e o PT... Faça-me o favor , PT !!! Quando vocês vão reagir como se deve a todos esses factóides ??? Tem sangue no olho ou não ???

  5. José Henrique Postado em 09/Aug/2014 às 18:38

    O ae´cio chamopu a leitão de jornalista"independente" KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK! Só pode estar doidão....

  6. Eduardo Abreu Postado em 09/Aug/2014 às 23:48

    PRENDER JORNALISTA PODE, PROCESSAR O GOOGLE BUSCA PODE.... AEROPORTO PODE..... MANDAR JORNALISTA TOMAR NO C. PODE..... VIRA ATÉ VICE DELE.... É UM INCOERENTE, ESSE RETROCÉCIO.

  7. Eduardo Abreu Postado em 10/Aug/2014 às 00:15

    https://www.facebook.com/photo.php?v=751139081616111&set=vb.100001600791078&type=2&theater&notif_t=like Assistam a este video e verão que tá todo mundo meio lé lé.....

  8. Eduardo Abreu Postado em 10/Aug/2014 às 00:17

    https://www.facebook.com/photo.php?v=751139081616111&set=vb.100001600791078&type=2&theater&notif_t=like

  9. João Postado em 14/Sep/2014 às 00:01

    O Vieira Filho ajudou também?