Redação Pragmatismo
Compartilhar
Homofobia 15/Jul/2014 às 16:17
11
Comentários

“Sapatão tem que morrer”. Mulheres apanham em saída de boate

Casal de mulheres leva surra na saída de boate gay e acusa homofobia. “Dois seguranças viram e não fizeram nada”, afirmam

Duas mulheres foram agredidas na saída de uma boate gay na madrugada de domingo, 13, em Rio Preto. Uma delas está internada na Santa Casa com ferimentos pelo corpo, depois de ter sido vítima de preconceito. Elas teriam sido agredidas por um homem no estacionamento da boate, por estarem de mãos dadas.

Segundo a vendedora, de 24 anos, o homem xingou a companheira dela, uma operadora de caixa, de 27 anos, e em seguida começou as agressões. A confusão teria acontecido quando as duas andavam de mãos dadas procurando outras amigas no local. “Ele dizia que éramos sapatão e que sapatão tinha que morrer. Minha namorada tentou ignorar, mas ele continuou os xingamentos até começar a nos agredir com socos. Eu não me feri muito porque protegi o rosto com os braços, mas ela está com o rosto todo ferido”.

A mulher disse que mantém o relacionamento há 9 meses e que essa é a primeira vez que são vítimas de preconceito. “Dois seguranças viram e não fizeram nada. Eles disseram que o agressor estava acompanhado de mais gente e eles estavam apenas em dois. Cadê a segurança e a responsabilidade dos organizadores?”.

Segundo a assessoria do hospital, a vítima chegou ao hospital com suspeita de espancamento e está internada em um quarto. Não há risco de morte e o quadro de saúde é considerado estável.

O chefe de segurança da boate nega que tenha ocorrido omissão e afirma que uma das mulheres reiniciou a briga depois que a confusão já estava controlada. “Já tínhamos apartado a briga e uma delas pegou uma pedra grande e atirou na cabeça do rapaz. Já estava controlado e ela tomou essa atitude, aí complica. Não sei dizer para onde o rapaz foi, só sei que uma travesti amiga dele, colocou ele ensanguentado dentro de um carro preto e foram embora. Inclusive quando passaram em frente a boate, elas chutaram o carro e ainda bateram com o sapato”, disse. Um boletim de ocorrência foi registrado como lesão corporal e injúria. Ocaso será investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM).

Diarioweb

Recomendados para você

Comentários

  1. Thiago Teixeira Postado em 15/Jul/2014 às 19:30

    "Todo homofóbico é homossexual". Luiz Carlos Prates. https://www.youtube.com/watch?v=LFhP-NvzEmA

  2. poliana Postado em 15/Jul/2014 às 22:10

    meu deus, aonde vamos parar!!!??? lamentável!!! eu n tenho nem palavras pra descrever meus sentimentos qdo ouço esse tipo de relato!!! realmente, como já dizia um sábio: "a humanidade caminha para o seu fim".

    • Carlos Postado em 17/Jul/2014 às 07:54

      Sim, caminha. E a passos largos.

  3. Charles Postado em 16/Jul/2014 às 10:54

    O mais irônico disso tudo são os personagens: um homem amigos de travestis, que agride casal de mulheres. Ou seja, não adianta querer defender bandeiras, pois todos estão no mesmo barco.

    • tac Postado em 17/Jul/2014 às 09:15

      hahahahahaha pensei isso também "Não sei dizer para onde o rapaz foi, só sei que uma travesti amiga dele, colocou ele ensanguentado dentro de um carro preto e foram embora." hahahahahaa

  4. Bruna Postado em 16/Jul/2014 às 10:57

    Repugnante. E esse é um caso de mil outros que não passarão na mídia. Não dá para achar que só porque um casal lésbico ou gay se beija na Globo, tudo já está resolvido no mundo. Há muito a ser resolvido. O discurso de ódio e ideologias de ódio que levam outras pessoas a praticarem violência devem SIM ser intolerados... Por que não? Ideologias que pregam ódio ao próximo e a violência... Como podem ser ainda adoradas? Pessoas desinformadas e ignorantes. Homofobia deve ser CRIME. E não se enganem, tornar crime não vai fazer com que esses seres parem de fazer isso. Devemos também educar a população... Tirar essa ignorância de ódio à diversidade. Mostrar que sexualidade, identidade de gênero, gênero, etnia... Nada disso deve ser temido ou inferiorizado.

  5. Felipe Melo Postado em 16/Jul/2014 às 12:07

    "Suspeita de espancamento"... Me poupe... Não tem nada de suspeito aí.

  6. Mauricio Postado em 16/Jul/2014 às 12:29

    Homofóbico com amigo travesti!!! sei, confuso a cabeça de agressor! Quem tem consciência do seu papel no mundo não se incomoda com homossexuais.

  7. Gerson Postado em 16/Jul/2014 às 18:34

    História mal contada, mas muito mal contada, pelo chefe de segurança da boate.

  8. Rodrigo Postado em 17/Jul/2014 às 09:53

    (Outro Rodrigo) Por que homossexual deveria ser morto? Qual nível de silogismo promove, uma pessoa a proferir tal absurdo?

    • eu daqui Postado em 24/Jul/2014 às 10:50

      Vc não viu nada, Rodrigo. Tem muita gente que acha que mulher, mesmo hetero, deveria ser morta simplesmente por ser independente e não se sujeitar a autoridade masculina. Tem isso aí, sim. E fora isso tem muita hipocrisia também.