Redação Pragmatismo
Compartilhar
Eleições 2014 18/Jul/2014 às 16:43
11
Comentários

Prima de Eduardo Campos declara apoio a Dilma

Prima de Campos, vereadora Marília Arraes decide apoiar Dilma: "Não sei como Eduardo vai explicar para a população que o projeto que Lula defende não é o melhor para o Brasil"

prima eduardo campos apoia dilma
Prima de Eduardo Campos, vereadora Marília Arraes decide apoiar reeleição de Dilma (Foto: Divulgação)

A vereadora do Recife Marília Arraes (PSB) anunciou apoio à reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) e ao senador Armando Monteiro neto (PTB), postulante ao Governo de Pernambuco. A situação não teria nada demais se não fosse por um detalhe. Marília é prima do ex-governador e presidenciável Eduardo Campos (PSB). Embora ainda permaneça na legenda socialista, a vereadora não poupou críticas a direção do partido e disse não “ter medo de cara feia” e que também não teme retaliações. Ela também criticou o discurso da nova política adota por Campos e condenou a sua candidatura à Presidência da República. “Não acho que a candidatura de Eduardo Campos seja a melhor para o Brasil”, disparou.

VEJA TAMBÉM: Quanto cada candidato enriqueceu nos últimos 4 anos?

“Não sei como Eduardo vai explicar à população que o projeto que Lula defende não é o melhor para o Brasil”, disse Marília em uma entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (18). Segundo ela, as críticas feitas por Campos contra o governo da presidente Dilma “são infundadas”. Para a vereadora “o PSB passou do limite da coerência”, no que diz respeito à política de alianças e que não irá apoiar a candidatura do ex-secretário da Fazenda Paulo Câmara a Governo do Estado porque “os critérios usados para se escolher o governador nunca se viram”. Para ela, a escolha de Paulo Câmara para ser o candidato da Frente Popular aconteceu de maneira biônica.

Marília também bateu forte contra o discurso da nova política pregado por Campos. Segundo ela, na realidade, o que vem sendo praticado “é uma política mais velha do que a que se fazia no tempo de Miguel Arraes”, disse referindo-se ao avô. O desconforto de Marília já vem de algum tempo. Desde o anúncio de que Paulo Câmara havia sido o escolhido para disputar o Palácio do Campo das Princesas, ela já havia externado a sua posição contrária aos critérios empregados na decisão.

Ela também se queixou da falta de apoio para se lançar como candidata a deputada federal. No entrevero mais recente ela criticou o que chamou de “intervenção” da direção do partido para que João Campos, filho de Eduardo Campos, assumisse a diretoria da Juventude Socialista Brasileira (JSB) em Pernambuco. Diante da reação de Marília e de outros membros da JSB, João Campos optou por desistir da indicação.

O presidente estadual do PSB em Pernambuco, Sileno Guedes, declarou ao Blog do Jamildo considerar normal a atitude de Marília Arraes declarar apoio a chapa rival. Segundo ele, esta situação é natural em processos eleitorais e exemplificou dizendo que muitos membros da coligação Pernambuco Vai Mais Longe também trocaram de lado e estão no palanque de Paulo Câmara. Apesar das críticas, ela reconheceu como legítima a candidatura de Campos à Presidência. “Sempre foi militante, ao contrário dos candidatos que ele escolher”, disparou.

Ao saber do anúncio feito por Maríia, o senador Armando Monteiro disse “louvar a dissidência no partido, pela coragem de enfrentar a hegemonia do partido. Marília Arraes revela muita fibra” Ele negou que vá fazer uso do fato durante a campanha eleitoral e que não acredita que o PT, seu aliado, também vá fazer uso político do ocorrido durante a campanha presidencial.

De acordo com o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), as conversas com Marília foram feitas nos últimos dias. Segundo o parlamentar, ele teia comunicado ao presidente nacional do PT, Rui Falcão, e o ministro de Relações Institucionais, Ricardo Berzoini, sobre o desconforto pelo qual Marília estaria passando no PSB e a consequente possibilidade dela vir a apoiar a presidente Dilma na disputa pela reeleição.

Diário de Pernambuco e PE 247

Recomendados para você

Comentários

  1. Thiago Teixeira Postado em 18/Jul/2014 às 17:17

    “Não sei como Eduardo vai explicar à população que o projeto que Lula defende não é o melhor para o Brasil” kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • testemunha binocular Postado em 19/Jul/2014 às 08:52

      Candidatura factóide dá nisso... Triste fim.

      • Thiago Teixeira Postado em 19/Jul/2014 às 12:21

        Meu grande sonho era ver Marina Silva ainda no PT, numa pasta ministerial e cogitada a sucessão presidencial. Eduardo Campos deveria continuar com Lula e candidatar-se ao senado. Também morderia um bom cargo a altura do político que é. Até agora não entendi qual o benefício desse rompimento dos dois.

    • poliana Postado em 21/Jul/2014 às 18:49

      thiago, a marina silva é uma farsa! prega a defesa ambiental e a sustentabilidade, mas no fundo é uma fundamentalista religiosa! enqto ela esteve no pv, o partido ficou engessado e evitou trazer ao debate discussões como a legalização do aborto e da maconha, q são absolutamente reais e inevitáveis na realidade da sociedade brasileira, hj. e só depois q ela saiu do partido foi q eles voltaram a querer discutir a questão, e declararam q n o fez antes por causa dela. n se iluda com marina silva. em nada ela difere do marco feliciano ou do malafaia! tenha medo!

  2. Deisi Postado em 18/Jul/2014 às 18:05

    Nossa o Dudu traíra, não tem total apoio de pessoas do próprio partido e parente, vai mal, quando o Lula subir no palanque com a Dilma, em Pernambuco, ele perde dentro de seu estado. Que também é do Lula, mas o Dudu tem muito chão a percorrer, para chegar nos pés do nosso Lula.

    • Yule Cristina Postado em 19/Jul/2014 às 19:24

      A precipitação do Dudu matou dois políticos traíras com uma candidatura só. Ele e Marina jamais chegarão à tão ambicionada presidência da república, o povo despreza políticos traíras.

  3. poliana Postado em 18/Jul/2014 às 19:24

    queria ver algum parente do aécio ter peito pra fazer isso. no mínimo, estaria morto no dia seguinte!rsrs

  4. Xenilson Postado em 19/Jul/2014 às 10:23

    Senhores, Eu particularmente acho que o candidato Eduardo Campos nunca foi e não será uma alternativa de 3 via para nosso país, pois diferentemente de seu discurso de nova política o partido em que o referido candidato é Presidente, promoveu a filiação em suas fileiras ideológicas, nada mais e nada menos de que duas figuras mais reacionárias de nosso país ( Jorge Bornhousen e Heráclito Fortes ) figurinhas carimbadas no cenário nacional. Uma coisa é apoio político e outra coisa muito diferente é filiação partidária.

  5. Aristóteles Postado em 19/Jul/2014 às 20:59

    Alguém da família - essa moça - puxou ao avô Miguel Arraes: autêntica e inteligente. Vamos com Dilma e, estamos conversados(as)!

  6. Igor Postado em 21/Jul/2014 às 15:04

    Vergonha, Eduardo e Marina são lulistas e agora querem pousar de alternativas. Me compre o bonde.

  7. Norberto Postado em 21/Jul/2014 às 09:54

    Quanto recalque, hein, "naro solbo"! Típico de quem adota como nickname um anagrama do nome do Bolsonaro... Relevante! heheheheh