Redação Pragmatismo
Compartilhar
América Latina 25/Jul/2014 às 14:54
6
Comentários

Mujica critica a “burguesia paulista” e comenta fama do Brasil “imperialista”

Burguesia paulista erra em não promover integração latino-americana, diz Mujica

mujica burguesia paulista
José Mujica

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, José Mujica, presidente do Uruguai, afirmou que a burguesia paulista é extremamente forte na América Latina, mas falha em cumprir o que ele considera ser seu papel: promover a integração entre as empresas da região.

O uruguaio também afirmou que, por desprezar sua função, o empresariado do estado ganha inimigos. “O que existe de mais forte economicamente é a burguesia paulista. O papel da burguesia paulista deveria ser unir aliados, tentar construir um sistema de empresas transnacionais latino-americanas. Pelo seu tamanho, tem a responsabilidade de conduzir. Mas comete um erro ao fagocitar [outras empresas] porque, em vez de ganhar aliados, ganha inimigos que se opõem à integração”, declarou.

Mujica disse ainda que, muitas vezes, o Brasil é visto como “imperialista” pelos países do Cone Sul e também da América Latina. “A atitude imperial do Brasil pode ter sido consequência de sua história, é um país que teve um imperador que declarou a independência, que herdou a tradição da Casa de Bragança. E teve um Estado constituído muito cedo, de forma um pouco europeia”, assinalou.

VEJA TAMBÉM: 20 frases inesquecíveis de José Mujica

SpressoSP

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Augusto de Souza Postado em 26/Jul/2014 às 11:09

    e de que formas faremos justiça social? Tirar os 'embargos econômicos' significa tbm deixar de arrecadar de quem tem muito para ajudar a quem tem pouco. Essa é a função do estado na social democracia.

  2. Pedro Postado em 26/Jul/2014 às 13:14

    Como ele espera esse tipo de integração se o Mercosul está jogado às traças? O Brasil agora só quer saber do BRICS!

  3. Roberto Postado em 27/Jul/2014 às 12:32

    Como escreveu J.W.Bautista Vidal em um dos seus livros:o empresário brasileiro não tem a mesma união que alemães,europeus e japoneses,que se unem para se fortalecerem.É uma espécie de cada um por si.Como cita Mujica,não há integração e sim distanciamento cada vez maior dos quais poderia se criar maiores possibilidades de desenvolvimento ,crescimento e maiores oportunidades.

  4. Antonio Palhares Postado em 28/Jul/2014 às 13:13

    Este Senhor esta equivocado.Se o Brasil fosse imperialista teria recuperado o Uruguai que pertencia à coroa portuguesa.Todos estes paises pequenos que nos circundam nos chantageiam.Que somos abrigados a ceder por razões geo-politicas.Tivessem eles fronteiras com os Estados Unidos, hoje não existiriam como países independentes.vejam o caso do México, que era muito longe de Deus e muito perto dos Estados Unidos.Resultado, perdeu grande parte do seu territorio, California, Texas, Novo México, roubados pelo organizado e poderoso vizinho do norte.

  5. julio cesar montenegro Postado em 29/Jul/2014 às 06:59

    a burguesia paulista é ORGULHOSA HERDEIRA das empreendedoras bandeiras dos bandidos que matavam OU escravizavam CORPOS acumulando bens para herdeiros DOBEM...padilha nela...

  6. Maeli Postado em 17/Mar/2015 às 05:17

    Quero o Uruguai de volta Mujica, pois sou imperialista. Acho que a fumaça no seu País está fazendo muito mal aos seus neurônios comunas. Aqui não Mujica. quem gosta de vc é jornalista da globo que gosta de viajar para o Uruguai buscar uma ervinha lícita. kkkk