Redação Pragmatismo
Compartilhar
Copa do Mundo 17/Jul/2014 às 09:57
17
Comentários

“Ideia estúpida”, diz mídia alemã sobre dança de jogadores

“Dança do gaúcho” causa mais alarde na Alemanha do que fora do país e imprensa considerou ato como ‘ideia estúpida’ e ‘gol contra gigante’

dança gaucho alemanha argentina racismo
A dança dos alemães que causou polêmica (Reprodução)

Os alemães deixaram uma boa impressão na Copa. Foram cordiais com o povo quando tiveram a chance, e leais com seus adversários mesmo nos momentos mais delicados, como na goleada de 7 a 1 no Mineirão. A imagem quase impecável deixada, que fez muitos brasileiros torcerem por eles na decisão, parece agora arranhada. Ainda que mais dentro da própria Alemanha do que fora.

Tudo por conta de alguns minutos da festa da vitória em Berlim, nesta terça-feira (16/07). Precisamente quando Mario Götze, Miroslav Klose, Toni Kroos, André Schürrle, Shkodran Mustafi e Roman Weidenfeller subiram ao palco montado em frente ao Portão de Brandemburgo e ironizaram os argentinos diante de 400 mil torcedores (veja aqui).

“Assim caminham os gaúchos, assim caminham os gaúchos”, cantavam os jogadores alemães abraçados, enquanto avançavam com o corpo curvado para frente. Depois, já com as costas eretas, entoavam: “Assim caminham os alemães, assim caminham os alemães.”

A música não raro é entoada entre torcedores de clubes da Alemanha em celebrações de vitórias. Mas recebeu uma enxurrada de críticas da imprensa alemã, que viu nela um deboche desnecessário – aceitável por parte de torcedores de clubes, mas não por parte de representantes de um país.

Enquanto a mídia argentina deu pouca atenção ao assunto, limitando-se a noticiar a polêmica aberta na Alemanha, sites de jornais e revistas alemães usaram expressões como “falta de respeito”, “ideia estúpida”, “burra” e “antidesportiva” para descrever o que passaram a chamar de “dança do gaúcho”.

Para o jornal Frankfurter Allgemeine Zeitung, a celebração da vitória no Portão de Brandemburgo foi um “gol contra gigante”. O jornal afirmou também que a ironia com o adversário na final da Copa sujou a imagem de “uma nação tolerante e aberta ao mundo” que a Alemanha tentou deixar com o seu quarto título mundial.

A maior revista alemã, Der Spiegel, também criticou a atuação de alguns dos jogadores no palco em Berlim. “Não foi muito agradável: em plena euforia, alemães famosos internacionalmente zombaram da Argentina derrotada na final”, afirmou em seu site. “Parece que a festa não fez bem para alguns.”

O jornal Tagesspiegel considerou a dança do gaúcho “de mau gosto” e “que deixou para trás a modéstia alemã”. Para a publicação, a alegria por vencer a Copa não foi suficiente. “Só se acha satisfação quando se zomba um pouco dos perdedores sofredores.” Para o diário, no final, a dança deve ficar como marca na cabeça de muitas pessoas de fora da Alemanha. “Eles não fizeram por mal. Mas eles comprovaram que também no futebol não só existem idiotas, mas também grandes idiotas.”

O Tageszeitung (taz) escreveu que houve “falta de respeito na comemoração perante o rival”, enquanto o Die Welt afirma que a “dança do gaúcho” foi uma “ideia estúpida” e que faltou modéstia aos jogadores, como se os gaúchos derrotados não merecessem mais respeito.

A revista Der Spiegel também interpretou como uma ironia ao Brasil quando outro grupo de jogadores alemães, formado por Bastian Schweinsteiger, Manuel Neuer e Benedikt Höwedes, subiram ao palco em fila e com a mão no ombro do companheiro da frente – forma como o Brasil entrou em campo até a derrota para a Alemanha na semifinal.

VEJA TAMBÉM: Argentinos reclamam de racismo em música de jogadores alemães

DW

Recomendados para você

Comentários

  1. Rafinha Baldissera Postado em 17/Jul/2014 às 10:40

    Esta postagem é para diminuir a repercussão negativa que teve a primeira que vocês colocaram sobre o mesmo assunto. Mas pelo visto a retórica do racismo foi substituída pela brincadeira de mau gosto. Bueno, aí até vejo margem para debate. Pois a do racismo na primeira postagem não pegou.

  2. Eduardo Postado em 17/Jul/2014 às 10:48

    Acho que é muito alarde por pouca coisa, afinal foi só uma comemoração e que já é tradicional naquele país, tem videos no youtube dos torcedores fazendo a mesma dança em outros jogos da copa. Acho que vocês não deveriam ficar insistindo em uma coisa boba como essa, pois cada vez mais parecem a mídia suja e mentirosa brasileira que gosta de ficar insistindo na mesma baboseira. E se puderem colocar os links onde estão essas críticas gostaria de ler, pois entrei em alguns desses sites na seção de esportes e nada encontrei a respeito inclusive nas que falam da comemoração. Abraço!

  3. poliana Postado em 17/Jul/2014 às 11:42

    n vi nada demais nessa celebração! n houve qq conotação racista nesse gesto deles. eles apenas tiraram onda com o adversário q perdeu a partida! os argentinos aki no brasil, nem jogaram contra a seleção brasileira, mas o tempo todo durante a copa, cantavam akela musica sobre cani na copa de 90, pelé e maradona, perguntando como nós brasileiros nos sentíamos e tal..e nunca criamos polêmica em torno disso! apenas uma provocação dos argentinos contra nós. só no final da copa foi q eu vi a música brasileira para os argentinos, a chamada "1000 gols". n tem pq criar polêmica com isso. os argentinos podem e eles não!!!??? me digam aonde está a conotação racista dessa dança! conotação racista é torcedor imitar macaco ou jogar banana pra se referir a um jogador negro, coisa q os argentinos adoram fazer! eu hein...q tempestade num copo d'água!

    • Rouselise Queiroz Postado em 17/Jul/2014 às 14:38

      concordo com você, Poliana.

  4. Fabio Postado em 17/Jul/2014 às 11:58

    Nao sei se você leu o texto desta reportagem, mas se tem falado que foi uma ideia estúpida e nao sobre racismo. Quem começou com a ideia do racismo foi o jornal Olé da Argentina. Mas se você ler o texto aqui de cabo a rabo verá que os jornais alemães disseram que foram uma idéia estúpida, um deboche desnecessário, ou seja, que os jogadores alemães foram humildes durante toda a Copa e poderia ter terminado a Copa com essa imagem de humildes, sem precisar zombar dos seus adversários. A questao nao é racismo.

    • poliana Postado em 17/Jul/2014 às 15:37

      levaram pro lado do racismo sim fabio. inclusive postaram uma foto do técnico da seleção alemã cumprimentando a população, porém, pelo ângulo da foto, disseram q ele estava fazendo alusão à saudação nazista! um absurdo! foto absolutamente tendenciosa. até no jornal nacional essa dancinha repercurtiu e o william bonner disse q muitos argentinos reclamaram, dizendo q ela tinha uma conotação racista! vc q precisa se informar melhor antes de vir criticar alguém aki.

    • eu daqui Postado em 18/Jul/2014 às 09:07

      Idéia ótima, bem humorada, espontânea e autentica. Tão estúpida como os séculos de inferiorização da Agentina contra o resto da América Latina.

  5. Anderson Postado em 17/Jul/2014 às 12:20

    Creio que a conduta da imprensa e da população provém da cultura construída pela história do país. É exagerado para outros países, mas em um lugar em que a principal vergonha histórica originou de um sentimento de superioridade sobre raças, acho legítima a bronca alemã.

  6. andre luis freitas Postado em 17/Jul/2014 às 13:13

    Zueira faz parte, alguém aqui dúvida que se a Argentina fosse campeã aqui no Brasil eles não iriam zuar, claro que iriam, ouvir comentários que a dança foi considerada racista por alguns meios de comunicação argentinos, eu não achei ... e se fosse ai sim deve ser repudiada, agora uma zueira faz nao racial e não preconceituosa faz parte. A zueira Never End.

  7. cristiano Postado em 17/Jul/2014 às 13:25

    http://trivela.uol.com.br/comemoracao-racista-nao-foi-apenas-uma-coreografia-tradicional-de-torcidas-alemas/

  8. Ana Cordeiro Postado em 17/Jul/2014 às 13:47

    Parece muito mais que a Alemanha está tentando passar a imagem de "bons moços" e que há um esforço gigante pra isso. Vamos falar sério? mim, poderiam começar por não apoiar Israel.

    • eu daqui Postado em 18/Jul/2014 às 09:08

      Então deixemos eles não apoiarem os argentinos. é assim que se começa a acordar.

  9. Joca Postado em 17/Jul/2014 às 14:33

    Bisnetos, netos e filhos de Nazistas. O que dizer? Uma vez Nazista sempre Nazista!!!

  10. Manoel Hortix Postado em 17/Jul/2014 às 18:13

    Argentinos vêm aqui, nos sacaneiam, tentam nos humilhar, escrevem um monte de m*rdas onde foram generosamente recebidos por nós, chamam nossas mulheres de p***, dão entrevistas nos afrontando, nos chamam de "MACAQUITOS" e ainda vem filho da p*ta defender esses cornos??? Ah, vá!!!!! BEM-FEITOI!! A Alemanha tem mais é que zoar mesmo! Se tivesse sido a Argentina a ganhar essa Copa, vocês veriam o que aqueles racistas de m*rda fariam!!! Parabéns à Alemanha pela vitória merecidíssima e aos argentinos, só tenho uma coisa a dizer... "SE F*DERAM!!!! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK"

  11. raquel Postado em 17/Jul/2014 às 20:28

    A questão é que esse papo de "humildade alemã" pelo menos comigo não cola!! Eles podem ter feito muita coisa boa aqui no Brasil, mas esse lance do pacto de não humilhar a seleção nao colou em nenhum momento!! Pelo contrário, ficaram cheios de si e tiveram de "fingir" que são bonzinhos e tal. Mas a questão, se eles venceram e quiseram zoar com o adversário isso é problema deles!! muito barulho por nada!! e ah, cadê o link dos jornais alemãs reclamando disso??

  12. Esculápio Postado em 17/Jul/2014 às 21:14

    Que monte de mimimi, meu deus. Não tem nada de racista na brincadeira. É uma comemoração normal na Alemanha. Mal gosto por mal gosto, pior foi os jogadores argentinos cantarem a música "Brasil, decime que se siente" no vestiário - essa sim uma clara provocação ao Brasil. Agora tem gente aqui defendendo os coitadinhos argentinos? Tenham dó, né? Muito mimimi

  13. Rodrigo Postado em 18/Jul/2014 às 09:37

    (Outro Rodrigo) Outro dia uma culinarista desabafava sobre o número de pessoas que "patrulham" suas receitas (teria que usar gordura vegetal, integrais etc.). Disse que, quem quisesse, fizesse a substituição que julgasse devida e pronto. Agora são "patrulhadas" as celebrações em vitórias esportivas (o "racismo" não colou.). Eu me pergunto como celebrarão eleitores dilmistas, face à Vitória desta... E aí? Não vão brincar? Nada dirão? Colocar-se na situação, ajuda muito.