Redação Pragmatismo
Compartilhar
Eleições 2014 28/Jul/2014 às 15:28
18
Comentários

Google retira do ar peças da 'Empiricus Research'

Anúncios da Empiricus que se alastravam pela internet tinham slogans polêmicos: "E se Aécio Neves vencer?", "como se proteger de Dilma" e "o fim do Brasil?" eram alguns deles

empíricus anúncios dilma aécio eleições 2014
Anúncios da Empiricus (Edição: Pragmatismo Político)

Depois de obter do comando do Santander um pedido de desculpas e a demissão dos responsáveis por um relatório que previa caos econômico em caso de reeleição da presidente Dilma Rousseff, o PT comemorou, neste domingo, uma nova vitória. Por determinação da Justiça Eleitoral, o Google retirará do ar todas as peças publicitárias da empresa de análise de ações “Empiricus Research”, que, segundo o PT, também faziam “terrorismo econômico”.

Os slogans da Empiricus, que se alastravam pela internet, eram polêmicos. Um deles dizia “Como se proteger da Dilma”. Outro foi um dos primeiros a comparar a derrota da seleção brasileira na Copa por 7 a 1 para a Alemanha com dados econômicos (7% de inflação, 1% de crescimento), numa metáfora que, logo depois, foi usada por adversários da presidente Dilma na disputa eleitoral. O relatório mais fala até no “fim do Brasil”. Isso mesmo, o fim do Brasil.

VEJA TAMBÉM: O que está por trás da campanha da Empiricus?

Ao anunciar formas de “proteger o seu patrimônio da Dilma”, a empresa cria um cenário de terror, creditando à reeleição da presidente uma possível oscilação do mercado financeiro. Tal qual fez o banco Santander nesta semana.

Além da propaganda contrária à Dilma, a empresa ainda criou chamadas favoráveis ao candidato da oposição, Aécio Neves. Ao abrir uma página vinculada a um anúncio da Empiricus e clicar em uma notícia sobre política, você corre o risco de se deparar com a seguinte mensagem: “E se o Aécio Neves Ganhar? Que ações devem subir se o Aécio Ganhar a Eleição? Descubra Aqui, já”.

O TSE considerou que os anúncios configuravam propaganda eleitoral irregular.

Recomendados para você

Comentários

  1. Marcos Postado em 28/Jul/2014 às 15:47

    Quase censura. Esses caras da empiricus são sensacionalistas e as previsões podem ser exageradas, mas os dados que eles se baseiam são reais e é justamente por isso que o PT não gosta deles expondo tais coisas.

  2. Henrique Postado em 28/Jul/2014 às 15:59

    Ora, o PT e seus apoiadores,também não fazem o que chamam de terrorismo econômico,basta ler revistas e panfletos de sindicatos,que são claramente à favor do PT,e demonizam o PSDB;Mudar o senso das proporções é natural em disputas eleitorais;O problema é quando a população,jornalistas...acreditam em disputas assimétricas entre dois agentes com poder e influência.

    • Lucas Postado em 28/Jul/2014 às 16:18

      O problema não é fazer campanha contrária, mas apresentar uma posição político/ideológica como se fosse análise de mercado. Assim como o PT, o PSDB também tem seus apoiadores, e é lícito que estes façam campanha. O que é errado e antiético é realizar publicidade de cunho claramente partidário como se esta fosse resultado de uma análise isente e imparcial.

    • André Postado em 28/Jul/2014 às 16:40

      Henrique, você precisa entrar nesses sites ou aceitar receber os panfletos para ler estas colocações. Diferente da tal propaganda da Empiricus, que estava em todo o lugar da rede, independentemente de você ter optado por recebê-la ou não.

  3. Rodrigo Postado em 28/Jul/2014 às 16:24

    Bem lembrado, se o PSDB ganhar acaba o bolsa família, Se o PT perder a inflação, o desemprego, as privatizações voltarão. Isso também não é terrorismo? Só falta dizer, para salvar o Brasil vote no PT. Haa já dizem, parece que é mentira que quando Dilma sobe a bolsa fecha no vermelho. A liberdade de expressão mandou lembranças. http://www.bahianoticias.com.br/noticia/130414-em-dois-anos-brasil-cai-50-posicoes-em-ranking-de-liberdade-de-imprensa.html

    • André Postado em 28/Jul/2014 às 16:37

      A diferença é que eu posso optar por ver ou não os sites que fazem campanha. Por exemplo, eu posso optar ou não em ler a Veja. Assim como posso optar ou não em ver um site de apoio ao PT. A propaganda a que se refere a matéria não era assim, você entrava em qualquer site e lá estava ela.

    • André Postado em 28/Jul/2014 às 16:42

      Rodrigo, só pra lembrar que a propaganda dos "fantasmas do passado" também foi retirada do ar por pedido do PSDB à justiça.

      • Silva Postado em 28/Jul/2014 às 19:01

        Não adianta André, o Rodrigo não toma conhecimento de nada que é contra o psdb, mas quando se trata do PT sua memoria é de elefante, jamais esquece.

      • cecilia Postado em 28/Jul/2014 às 20:36

        não... foi tirada do ar pq era ridicula, patética.... e principalmente, falsa!!

    • Thiago Teixeira Postado em 28/Jul/2014 às 17:14

      E o segundo AÉREO NEVES? Ainda esperamos seus comentários.

  4. Thiago Teixeira Postado em 28/Jul/2014 às 17:19

    Como assim "E se a Dilma ganhar?"? Alguém teve seu patrimônio confiscado, poupança subtraída ...? E se Aécio ganhar? Eu respondo que o Brasil continuará soberano, crescendo de maneira sustentável e que mudanças serão sentidas a longo prazo, como o posicionamento do Brasil no mundo. Voltaremos a ter a mídia chapa branca, Alexandre Garcia voltará a sorrir e Reinaldo Azevedo perderá o emprego.

  5. Farley Postado em 28/Jul/2014 às 17:40

    AHAHAHAHAH , BOA PIADA! MINAS MANDA LEMBRANÇAS.

  6. Deisi Postado em 28/Jul/2014 às 18:31

    Esse é o jeito do psdb juntamente com o PIG, empresários e banqueiros fazerem campanha eleitoral, o desespero de causa vem se instalado na oposição, já perderam três mas o jogo sujo, o medo, o terror, continua o mesmo, nem o discurso muda. Toda campanha é a mesma história, querem ganhar nem se for através de um golpe; felizmente o TRE tomou uma atitude à favor da Dilma, já que todos os pedidos do psdb, são aceitos de imediato. Me lembro em 2010, envolveram até o papa três dias antes da eleição, alguns bispos forneceram papeis timbrados para panfletagem, me lembro que na véspera foram apreendidos 2 milhões, numa tipografia, que o dono era ligado ao psdb. Não apreende com os erros, acham que espalhar o terror é a solução, mas não adianta esse jogo rasteiro, hoje existe informações, fora do PIG, não existe mais bobo, os meios de comunicação antes com tanta credibilidade, não dominam mais à massa, o JN não consegue mais eleger um presidente, depois da era Lula, considerado o melhor cabo eleitoral, já o psdb tem o FHC, tai a diferença, o psdb governa para poucos, o PT governa para muitos.

  7. Silva Postado em 29/Jul/2014 às 08:47

    Não adianta tucanalha, perderam três, vão perder mais uma, o Aéreo Never é mais fraco que o Zé da Bolinha.

  8. Augusto Postado em 29/Jul/2014 às 16:34

    O vídeo "O Fim do Brasil" é um plágio vergonhoso. Pegaram o End of America (https://www.youtube.com/watch?v=nI-BIVWlc7A) traduziram ao pé da letra e trocaram alguns números/nomes/datas.

  9. Anis Tavares Murad Postado em 30/Jul/2014 às 10:36

    Depois dos relatórios do Banco Santander e da Consultoria Empiricus eu já mudei meu voto e decidi não votar em um candidato Aético.

  10. Francisco-Sá Postado em 30/Jul/2014 às 21:03

    Quando o Aético censura a imprensa, manu militari é "auto-defesa". noa visão cínia dos tucanos. Aliás, há um jornalista em MG, preso sem culpa formada desde fevereiro, porque divulgou a Lista de Furnas, encabeçada por Aécio, Serra e Alckm, com informação ds valores doados aos mesmos e que garantiram a reeleição de fhc. E quando os adversários recorrem, legitimamente ao judiciário para coibir o terrorismo político e a propaganda eleitoral irregular, passa a ser censura. Mas a justiça eleitoral baseia suas decisões na lei, na dourina e na jurisprudência, e não nas alegações dos interessados. Se a ação tivesse sido proposta pelo Ministério Publico Eleitoral, a decisão teria sido a mesma. Ora ora, ora... Enquanto difamam a Dilma e o PT, aeroportos clandestinos (Bolsa-aeroporto) vão sendo denunciados. Cadê a auto-crítica?

  11. Francisco-Sá Postado em 30/Jul/2014 às 21:06

    Disse Francisco Costa: “Um ignaro beócio vem no chat, me faz um monte de desaforos, e culmina me desafiando a dar um bom motivo para não ser tucano. Minha resposta: FHC conseguiu mais de cem bilhões com as privatizações, multiplicou a dívida brasileira por seis, recorreu ao FMI, para pegar dinheiro emprestado, três vezes, e conseguiu nos tirar da oitava economia do planeta para décima sexta. Você quer a volta disso porque é masoquista, tem problemas de memória ou roubava junto?"