Redação Pragmatismo
Compartilhar
Racismo não 14/Jul/2014 às 18:35
4
Comentários

Fotógrafo brasileiro sofre provocações racistas de argentino

Argentinos se desculparam após fotógrafo brasileiro denunciar as provocações racistas: “foi apenas uma brincadeira”

racismo fotógrafo brasileiro argentinos copa 2014
Fotógrafo (esq.) revelou que argentinos se desculparam após ato racista (Pragmatismo Político)

Um fotógrafo carioca usou seu perfil no Facebook, neste sábado, para denunciar um torcedor argentino ao vê-lo fazer “gestos de macaco”, perto do Terreirão do Samba, no Centro do Rio de Janeiro. Segundo Carlos Junior, de 46 anos, ele estava trabalhando dentro do espaço, fazendo cliques de um grupo de “hermanos”, quando um deles fez a provocação racista.

– O caso aconteceu por volta das 11 horas. Eu estava registrando, para uma revista americana, os torcedores argentinos acampados e, quando mirei a câmera nesse grupo, o cara começou a fazer gestos de macaco para mim. Os outros ficaram rindo – contou Carlos, que acrescentou: – Imediatamente, eu comecei a fazer fotos da ação deles.

VEJA TAMBÉM: Argentinos atacam brasileiros com comentários racistas na internet

Ao ser provocado, Carlos conta que se aproximou do grupo e explicou a eles que, no Brasil, aquela conduta era considerada crime de racismo. Em resposta, os “hermanos” explicaram que estavam apenas fazendo uma brincadeira comum dos argentinos com os brasileiros. Depois disso, o fotógrafo comunicou o incidente a um guarda municipal que estava no local.

– Ele não tinha visto a cena, mas mostrei minhas fotos para ele. O guarda se aproximou do grupo e pediu para eles se comportarem e que não fizessem mais aquilo.

Em seguida, os argentinos se desculparam pela “brincadeira” e, segundo Carlos, chegaram a se ajoelhar para pedir perdão.

– Depois das desculpas, eu relevei a situação e continuei a fazer o meu trabalho – explicou o brasileiro, que acrescentou no Facebook: “A foto fala mais que mil palavras. Enfim, ele (o argentino que fez a provocação racista), depois, pediu perdão, mas isso não é o caso. Eles estão aqui em solo brasileiro, não respeitam o nosso trabalho e debocham o tempo todo. Não são todos, é a minoria”.

Carlos preferiu não fazer um registro de ocorrência sobre o caso.

Extra

Recomendados para você

Comentários

  1. Thiago Teixeira Postado em 14/Jul/2014 às 18:54

    Convenhamos, um cara desnutrido e "duro" (pois não tem dinheiro para se hospedar descentemente). E nosso amigo Carlos certamente entendeu, percebeu o abismo moral entre eles, e não fez a ocorrência, pois ele tinha mais o que fazer.

  2. Denisbaldo Postado em 14/Jul/2014 às 19:48

    Debocharam do nosso país o tempo todo em que aqui estiveram. Não foram poucos, foram muitos e por toda a parte. Depois caiu a ficha que foram para a final e a maioria dos torcedores no estádio seriam brasileiros, queriam então o nosso apoio. O Brasil pagou mico pela incompetência futebolística e a Argentina pela falta de educação com outros povos.

  3. Aristóteles Postado em 15/Jul/2014 às 22:29

    Se "los hermanos" agem assim, quase sempre; por que é que ficam raivosos quando os alemães os imitam como "gauchos"? Quer dizer que racismo só existe da parte dos outros?