Redação Pragmatismo
Compartilhar
Curiosidades 17/Jul/2014 às 12:13
29
Comentários

Estudantes da área de Exatas fazem menos sexo, diz estudo

Estudantes da área de humanas fazem mais sexo do que os de exatas, revela estudo. Levantamento no Reino Unido também mostrou que 61% dos jovens não usam camisinha

Num dos episódios da série “The Big Bang Theory”, que retrata de forma bem humorada o mundo dos nerds, Leonard (Johnny Galecki) pergunta para Sheldon (Jim Parsons) se ele já conversou sobre os seus sentimentos com sua eterna candidata a namorada, Amy (Mayim Bialik). “Leonard, eu sou um físico, não um hippie”, responde Sheldon sem pestanejar, explicando, de forma indireta, suas dificuldades de relacionamento.

Agora, uma pesquisa britânica veio confirmar o que parece ser um lugar-comum: os nerds fazem menos sexo. Segundo um ranking feito entre faculdades britânicas, quem cursa Filosofia, História ou Artes Cênicas arranja mais parceiros sexuais durante sua graduação do que os alunos de Engenharia, Matemática e Computação. A explicação para isso seria justamente o fato de os estudantes de humanas terem uma visão do mundo com menos pudores, um papo mais fluído e a facilidade maior de se relacionar.

ESTEREÓTIPO

A pesquisa foi feita pelo Student Beans, site popular entre os estudantes britânicos que, anualmente, promove uma série de entrevistas para identificar o perfil sexual dos alunos no país. Especialistas creem que o comportamento não é tão diferente no Brasil mas ressaltam: é preciso cautela para não estereotipar as pessoas.

— Quem é da área de humanas, aqui no Brasil ou no Reino Unido, geralmente tem menos pudores, menos preconceitos e um olhar mais atento ao outro, e isso traz um relaxamento e uma harmonia na vida sexual — afirma a sexóloga Márcia Aragão, que acredita que essas características não são exclusivas das humanas. — É evidente que você pode ver esses mesmos atributos em um estudante de exatas. É o comportamento que vai definir sua percepção sobre o sexo, e não a faculdade que cursa. Porém, a maneira de ver o mundo, muitas vezes, reflete-se na escolha do curso.

VEJA TAMBÉM: Estudante de Direito perseguida por professor publica manifesto

No Reino Unido, a faculdade que ficou em primeiro lugar no ranking da pegação foi a Universidade de Brighton, com cursos de Filosofia e Hotelaria e uma média de 10,59 parceiros sexuais por aluno durante a graduação. Já os estudantes de exatas não podem comemorar tanto. Os alunos de Engenharia, Química, Computação e Matemática da Universidade de Sussex tiveram, por exemplo, uma média de 4,48. Com o índice ainda pior, e em penúltimo lugar, a Universidade do Oeste da Escócia amargou a média de 2,62 ficadas por aluno ao longo dos quatro anos. Em último lugar, curiosamente, a Universidade Bath Spa, considerada uma das dez mais criativas do Reino Unido, ficou com 2,57 de índice.

— Quando pensamos em pessoas que escolhem o curso de humanas, podemos notar que essas escolhas priorizam trabalhar com aspectos corporais e que incentivam a capacidade de lidar com o corpo e os sentimentos. Em contrapartida, temos os cursos de exatas, que, de certa forma, exigem mais no âmbito acadêmico e têm pouco foco no humano e em suas relações — afirma o psicólogo e professor do Instituto Paulista de Sexualidade Diego Henrique Viviani, que destaca o alto número de homens em cursos de exatas: — Uma característica que também pode influenciar nesse resultado é a superioridade numérica masculina em cursos de exatas.

O levantamento se deu com 6.129 estudantes britânicos.

Agência Globo e BBC

Recomendados para você

Comentários

  1. Peterson Silva Postado em 17/Jul/2014 às 12:25

    Pondé vai editar a coluna dele pra incluir o estudo como fonte...

  2. Thiago Teixeira Postado em 17/Jul/2014 às 14:39

    A grande diferença entre nós da Exatas e maconheiros (as) da humanas, é que dedicamos mais aos estudos, nos ocupamos com iniciação científica e nossas matérias são infinitamente mais "fóda", pois não tem "enrolation". E tem mais, nada mais entediante que pegar garotas da faculdade, na hora do sexo o que menos interessa é se a companheira é graduada ou se manda bem na filosofia do Foucault. kkkkkkkkk

    • poliana Postado em 17/Jul/2014 às 15:14

      e? qual a relevância dessa pesquisa!? eu hein! é cada uma q aparece...

      • Thiago Teixeira Postado em 17/Jul/2014 às 17:17

        Só estou brincando tá?! Mas .. com um tiquinho de verdade!!! kkkkkkk

    • Luana Postado em 17/Jul/2014 às 15:28

      Caro Thiago Teixeira, Creio que o que pode corroborar com a pesquisa acima, que afirma que os estudantes da área de ciências exatas exercitam com menor frequência o ato sexual, está contido sim em uma determinada "visão de mundo". Não veja isso como algo ofensivo, talvez esteja limitando demasiadamente o assunto. O fato do teu simples pensamento, "E tem mais, nada mais entediante que pegar garotas da faculdade, na hora do sexo o que menos interessa é se a companheira é graduada ou se manda bem na filosofia do Foucault. kkkkkkkkk" é o que deve corroborar com a tua falta de ato sexual, ou tato (minimamente) humano. Além disso, nada justifica o repudio pelas ciências humanas, o que também se aplica às ciências exatas. Ambas são estritamente necessárias para o desenvolvimento humano, sendo individual e/ou social. Espero que tenha uma boa tarde e que isso possa auxiliar o teu desempenho sexual futuro. Veja a vida de modo mais "suave".

      • Thiago Teixeira Postado em 18/Jul/2014 às 11:06

        Nossa, vou me suicidar depois de ler o seu texto. Pena que morrerei virgem. Escrevi meu comentário com um tom de brincadeira, mas se sentiu ofendida me desculpe. TODOS DA EXATAS SÃO BITOLADOS E NÃO TRANSAM PELO FATO DE SEREM BURROS, ficou melhor assim?

      • eu daqui Postado em 24/Jul/2014 às 15:03

        Acho que vou fazer mais um curso na área de exatas pra ficar ainda mais burra e bitolada. Carniceira e/ou promíscua é que não vou ser nunca.

    • Bianca Postado em 17/Jul/2014 às 16:21

      Sou de Humanas, me dedico (e muito) aos meus estudos, nunca fumei maconha ou cigarro comum na vida, tenho bolsa CAPES e já apresentei trabalhos em congressos nacionais e internacionais. Minha turma tem, em média, oito disciplinas por semestre + estágios (eu faço dois). Não tem enrolação nenhuma e esse seu comentário só provou a sua pouca capacidade racional. Prefiro mil vezes um cara que mande bem na Filosofia do Foucault do que alguém que faz tal tipo de comentário. E, só pra lembrar: mesmo com toda a minha dedicação na faculdade, eu ainda faço muito sexo. Provavelmente muito mais do que você.

      • Thiago Teixeira Postado em 18/Jul/2014 às 11:07

        Parabéns.

      • eu daqui Postado em 24/Jul/2014 às 14:57

        Fazer qualquer barata faz: grande mérito. Pra não dizer merda.

    • Humanas maconheiras Postado em 17/Jul/2014 às 17:11

      Um beijim no ombro seu Thiago... a dor de cotovelo chegou e parou hahahaha!!!

      • eu daqui Postado em 24/Jul/2014 às 14:58

        Dor pelo que? Por ser provavelmente mais seletivo?

    • poliana Postado em 17/Jul/2014 às 18:17

      minha resposta nem foi pra vc...questionei mesmo a "importância" dessa pesquisa. devo ter clicado no ícone da resposta do seus post. e qdo li o título da matéria e o seu post, só lembrei de the big bang theory. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Yeye Postado em 17/Jul/2014 às 18:19

      Você acha que suas matérias são fodas mas queria ver se você sobreviveria em uma faculdade de filosofia kkkkkk. E você foi bem preconceituoso hein, não é todo mundo das humanas que fuma maconha não.

  3. Joel Carbonera Postado em 17/Jul/2014 às 15:56

    Se fosse um aluno de exatas saberia que os dados oferecidos pelo texto não permitem concluir o que diz a manchete. "Segundo um ranking feito entre faculdades britânicas, quem cursa Filosofia, História ou Artes Cênicas arranja mais parceiros sexuais durante sua graduação do que os alunos de Engenharia, Matemática e Computação." Ter mais parceiros não significa fazer mais sexo. O sujeito pode ter um parceiro fixo, tendo mais relações sexuais por semana do que um outro que tem mais parceiros. Para um sujeito que cursa Ciência da computação (que precisa saber muito sobre lógica), identifica claramente esta falácia. E agora surge uma questão pra mim. Por que este estudo é propagado por um site chamado "pragmatismo político"? Não que o site não tenha direito de publicar o que bem entender, mas o fato sugere que o corpo editorial é formado por estudantes de humanas. E, pra finalizar: "Quando pensamos em pessoas que escolhem o curso de humanas, podemos notar que essas escolhas priorizam trabalhar com aspectos corporais e que incentivam a capacidade de lidar com o corpo e os sentimentos." Que bobagem...Será que este sujeito inclui "História" e "Ciências Sociais" entre as humanas?

    • Shuma Postado em 20/Jul/2014 às 09:17

      Eu ainda acho que é butthurt do pessoal dasumanas. Mas tudo bem, né? Afinal, somos nós, das exatas, que fazemos o trabalho intelectual mais "pesado", enquanto as humanas pegam o lado mais mais ameno do pensamento.

  4. leon Postado em 17/Jul/2014 às 17:04

    como conseguiram publicar este texto sem nenhuma referencia ao Pondé? hahaha

  5. Ana Clara Postado em 17/Jul/2014 às 18:09

    Poliana, fica a dica: se a matéria não tem relevância para você, não precisa perder seu tempo clicando, lendo ou deixando comentário aqui. E Tiago, eu também sou das exatas! Mas achei ridícula a forma com que você se referiu tanto a nossa área quanto a das humanas. Primeiro porque já começa chamando o pessoal das humanas de "maconheiros". Então das duas uma: ou você é um ingênuo que não sabe que a maconha está em todos os cursos (inclusive nos das exatas) ou um baita de um preconceituoso que está rotulando as pessoas pela área que escolheram. Não bastasse, você incinua que a nossa área é mais importante que a deles. Ok, você não falou isso, mas pelo jeito que diferencia as matérias entre "fóda" e "enrolation" parece que você está supervalorizando as exatas e rebaixando as humanas. Ah, o mesmo você faz em escrever "Exatas" com letra maiúscula e "humanas" com minúscula. Acontece que você deveria saber que cada uma das áreas tem a sua importância na sociedade, todo curso tem sua utilidade, independente de ser das humanas, exatas ou biológicas. Agora, voltando ao fato de você supervalorizar uma área e menosprezar a outra, só te digo uma coisa: você deveria repensar um pouquinho. Imagina se no mundo tivesse só engenheiros, físicos e demais. Então as exatas é melhor porque é mais "fóda"? Cá entre nós, você sabe muito bem que o segredo é pegar o jeito das contas... eu pelo menos nunca tive problemas com as tais "matérias fódas". Quarto ano sem nenhuma dp, ufa. Acho que foda seria ler aqueles livros enormes que tem no direito, por exemplo, que é das humanas (caso você pense que hamanas é só filosofia). Mas se não foi foi isso qie você quis dizer, procura alguém das humanas que possa te ajudar a elaborar um comentário melhor. Ou se maior parte é só "brincadeirinha", vai num psicólogo tratar do seu ego que parece estar ferido. Vai ver é dificuldade com as "matérias fódas". Com realação a piadinha do final, me abstenho.

    • Rodrigo FD Postado em 18/Jul/2014 às 11:08

      Creio que seja direito dela questionar a relevância da matéria e, além disto, demonstrar sua opinião. Oras, pra quê mais serve este espaço? Inclusive, também questiono a relevância da pesquisa (pelo menos da forma como foi mostrada aqui) sendo assim, se acha relevante em diversos aspectos por que não demonstrar esta relevância ou discutir este assunto novamente, este espaço serve para isto. Aliás, só de pensar no assunto, já achei uma pequena relevância na pesquisa: a necessidade de continuar os estudos e verificar o risco de transmissão de Dst's em ambos os grupos. Antes de mais nada: Claro que isto pode gerar rótulos mas todas as pesquisas científicas exigem rotulações e denominações mas pode melhorar a política de prevenção no ambiente universitário.

      • eu daqui Postado em 24/Jul/2014 às 15:07

        "política de prevenção no ambiente universitário"? E ainda tem mais isso? KKKKKKKK vÁ ESTUDAR, VAGABUNDO !

    • Thiago Teixeira Postado em 18/Jul/2014 às 11:16

      Sou um tremendo de um Otário. Fica bom assim? Agora por favor, esqueça meu comentário, não acrescentarei nada a humanidade e muito menos para você. Sucesso.

    • poliana Postado em 01/Aug/2014 às 21:46

      ana clara, fica a dica: se escreve inSinua, e não inCinua como vc o fez aí em cima. bjo querida!

  6. eu daqui Postado em 18/Jul/2014 às 09:13

    Os "humanistas" das ciencias humanas fazem melhor também?

  7. Caio Postado em 18/Jul/2014 às 10:22

    Mas eu trepo pra caralho.

    • eu daqui Postado em 24/Jul/2014 às 14:59

      Então cruza. Sexo faz que é seletivo. E quem é seletivo faz menos mesmo: comer menos pra comer melhor.

  8. Rodrigo FD Postado em 18/Jul/2014 às 10:56

    Bom, tem alguns aspectos que precisam ser melhor esclarecidos. Primeiro, qual a relevância da pesquisa (como bem disse a poliana). E o principal: a pesquisa (ou a matéria) é equivocada ao dizer que o numero de parceiros sexuais (PS) é proporcional à quantidade de sexo. Por exemplo: o cara que teve 11 ps durante todo o curso, transou no mínimo 11 vezes no entanto, pode ter sido por ter ido à 11 festas e depois disto, nada mais houve. Deixo claro que este é um caso à ser ponderado, não digo que foi isto que ocorreu. Digo apenas que a matéria usou 'palavras erradas' Creio que o título 'justo' seria: Estudantes da área de exatas tem menos parceiros sexuais, diz estudo. Um outro ponto intrigante é a falta de fonte. Custa colocar o nome do pesquisador, do estudo ou no mínimo, um link para a fonte oficial? Tá parecendo as matérias da Superinteressante (RSRSRS)

  9. Thiago Teixeira Postado em 18/Jul/2014 às 11:13

    Meu Deus, como tem gente complexada nesse blog, não dá para fazer uma provocação para descontrair que vem os politicamente corretos e tentam de todas as formas desqualificar a pessoa e fazê-las se sentirem idiotas. EXATAS e HUMANAS são todos legais. O THIAGO TEIXEIRA que é um FDP, pronto galera? Sou um IDIOTA. Querem mais? Sou um fracassado na cama e pego ninguém. Ah, e quem fuma maconha sou eu.

    • Sandra Postado em 19/Jul/2014 às 01:25

      Thiago Teixeira dei muita risada com esses comentários, pelo menos ninguém pode te acusar de não ter senso de humor...kkkkkk rachei com esse último cometário.

    • eu daqui Postado em 24/Jul/2014 às 15:01

      Em humanas não sei. Na área de artes tem mais drogados sim. No mundo inteiro.