Redação Pragmatismo
Compartilhar
Eleições 2014 30/Jul/2014 às 10:03
15
Comentários

"Dilma Bolivariana" é o novo personagem de O Globo

Jornal O Globo, da família Marinho, alimenta a tese de que o governo Dilma embarcou num projeto bolivariano, de inspiração chavista, ao repreender empresas privadas por suas opiniões contrárias à política econômica

dilma bolivariana globo chávez
Globo cria nova personagem: “Dilma Rousseff bolivariana” (Foto: (AP/Eraldo Peres)

247

O jornal O Globo, da família Marinho, inicia, nesta quarta-feira, a construção de um novo personagem: a Dilma Rouseff bolivariana, que adotaria métodos chavistas de confronto e intimidação na sua relação com o setor privado.

Na manchete do jornal, informa-se, a partir de depoimentos de fontes anônimas (em off, no jargão jornalístico), que os bancos farão análises mais conservadoras sobre a economia brasileira, temendo represálias do governo federal.

É mais uma fraude jornalística. Os bancos continuarão fazendo as mesmas análises de antes. Uns vão acertar suas previsões, favorecendo seus clientes, outros errarão feito, atingindo sua própria credibilidade.

Já houve exemplos no Brasil, por exemplo, de bancos como o Credit Suisse que previram queda de 5% do PIB em anos de estabilidade econômica. Nos tempos atuais, as análises de Ilan Goldfajn, economista do Itaú Unibanco, são ainda mais ácidas do que as do Santander, e nada indica que isso mudará ou que o governo federal pretenda fazer qualquer coisa a respeito.

Qual foi, então, o erro do Santander? Basicamente, a distribuição aos clientes pessoas físicas, nos seus extratos, de uma análise pessoal de uma analista. Análise esta que, como disse o presidente mundial do banco, Emilio Botín, não refletia a posição da instituição e, portanto, não poderia ser enviada aos clientes, que, por acaso, são também eleitores e votarão nas eleições de outubro. Dizer a um poupador que a reeleição de Dilma poderia afetar suas economia é algo, segundo Botín, que fere as regras de conduta do próprio banco.

O dono do Santander foi ainda mais claro quando disse que ela foi demitida “porque fez coisa errada”. Ou seja, a única represália do caso partiu do próprio comando do Santander, que, antes mesmo da demissão, estampou um gigantesco pedido de desculpas aos clientes (e não ao governo), na home page de seu site.

No entanto, o jornal O Globo constrói a tese de que uma Dilma chavista estaria emergindo, disposta a enfrentar e a confrontar o setor privado. Na mesma reportagem, o jornal também a compara à presidente argentina Cristina Kirchner, que censuraria a divulgação de dados de inflação.

Não foi por acaso. A imagem de um setor privado amedrontado e apavorado diante de um governo intimidador é o novo mito a ser criado até as eleições de outubro.

Recomendados para você

Comentários

  1. Rafael Martini Postado em 30/Jul/2014 às 10:33

    Pois é, "os cães ladram e a caravana passa".

  2. Gustavo Postado em 30/Jul/2014 às 11:38

    Que situação engraçada! O banco, através de analistas, emite uma orientação aos clientes baseada nas já longamente noticiada relação do mercado com a possível reeleição da Dilma, onde quando um sobe o outro desce, função mais que normal esta. Logo em seguida, o dito governo fica ofendido e pede a cabeça dos analistas envolvidos, o que foi dito por Lula que não entendem P*** nenhuma do Brasil e para que mandassem a conta da demissão a ele. Ai depois falam que o próprio banco resolve se redimir, parece meio lógico né.

    • André Postado em 30/Jul/2014 às 15:16

      Pobrezinho do banco, né Gustavo!? Pelo jeito você é acionista do Santander. Se não for é mais um idiota útil, que defende que um banco estrangeiro (que só se mantém por causa do mercado brasileiro) pode se meter na política partidária do país. Era só o que faltava mesmo, gente defendendo banco estrangeiro e especulador que não produz nada.

    • Eduardo Benatti Postado em 30/Jul/2014 às 16:31

      Mentiras e distorções contra a oposição: estratégias políticas. Divulgar fatos desfavoráveis ao PT: terrorismo político. Se deus quiser o nariz de turbina leva essa eleição, porque o ParTidão já arrancou todas as mudas do chão... mais quatro anos e eles jogam sal na terra.

      • José Humberto Postado em 30/Jul/2014 às 16:55

        Nariz de turbina? kkkkkkkkkkkkkk Essa foi ótima!!!! hahaha... Não voto nele nem a pau!

  3. testemunha binocular Postado em 30/Jul/2014 às 11:58

    Só pra lembrar, vocês acham na internet, a manchete do Globo sobre a criação do salário mínimo : "considerado desastroso para o país a criação de um decimo terceiro salário"... A história não mente. É a sua imprensa que, infelizmente, costuma fazê-lo...

  4. poliana Postado em 30/Jul/2014 às 12:49

    nojo dessa imprensa golpista do brasil!!! o q apazígua minha alma, é saber q esses veículos vem perdendo credibilidade ao longo dos anos e n conseguem mais manipular a grande massa como antigamente! prova disso é a eleição do haddad em sp, e a manutenção do pt no governo federal há 12 anos. mas é revoltante vc viver num país em q a mídia é escancaradamente parcial, elitista, de direita, e q blinda a todo custo os podres dos tucanos! isso é revoltante. mas tudo bem, outubro está chegando e vamos ver até onde essa tentativa infantil e nojenta de manipular o eleitor vai chegar...mal posso esperar pra ver essa mídia golpista noticiando a reeleição de dilma! vou lavar a minha alma!!!!

  5. Thiago Teixeira Postado em 30/Jul/2014 às 13:01

    Ala Pereira!!!! O comunista!!!! Xinga, xinga, xiiinnngaaaaaaaaa!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  6. Xenilson Postado em 30/Jul/2014 às 14:10

    A Globo deveria mesmo era mostrar o DARF

  7. Felipe P Postado em 30/Jul/2014 às 14:52

    Meu deus: "projeto bolivariano, de inspiração chavista". Vejamos: Simón Bolívar nasceu, então, após o nosso amigo, chavez? Não seria boliviano? Pode isso, Arnaldo?!

  8. Felipe P Postado em 30/Jul/2014 às 14:53

    Não não não não, alguém, por favor, me diz que isso não é verdade. Alguém diz que eu tô errado, dopado de café a essa hora. Não me digam que o "projeto bolivariano" advém de Simón. Por favor.

  9. Gabriel Postado em 30/Jul/2014 às 15:11

    Quem dera não fosse mito!

    • André Postado em 30/Jul/2014 às 15:53

      Gabriel, diga onde está a verdade da afirmação do Globo. Estamos curiosos para saber onde esta a tal perseguição. Não deve ser na Globo News nem no jornal da Globo, já que lá a regra é sentar o pau na Dilma e no PT.

  10. maria graca Postado em 31/Jul/2014 às 06:52

    voces ainda nao conhecem as estrategias dos espanhois dissimulados. Jogaram a isca e o governo mordeu. Eles ja tinham a estrategia de se colocar assustadicos depois da reacao do governo. E vao continuar alimentando as manchetes dos jornais. O governo reagiu exatamente como eles tinham planejado, mordendo a isca. E agora diga o que diga Dilma eles vao continuar demitindo e repetindo que nao tem nada a ver uma coisa com outra. Assim fazem o que queriam - demissoes, e ainda acusam o governo em pleno periodo eleitoral. O problema do governo foi alguma vez ter acreditado neles, quando foram colocados por FHC para fazer este papel sujo. FHC desenha estas estrategias no Clube de Madrid, onde se reunem os expresidentes golpistas para trocar ideias e planejar novos golpes. Foi assim que planejaram e implementaram os golpes de Honduras e do Paraguai.

    • André Postado em 31/Jul/2014 às 14:44

      Bem observado, o governo caiu direitinho. Agora, por obra da mídia, tornou-se culpado de perseguição. Enquanto isso, o Santander finge-se de coitadinho, coloca nota de esclarecimento e diz demitir funcionário, como se o sexto maior banco do mundo tivesse medinho de algum governo.