Redação Pragmatismo
Compartilhar
Mercado 03/Jul/2014 às 14:24
8
Comentários

Como lidar com operadoras de telecomunicações?

Boa Noite. Hoje já não trabalho mais na área, mas passei cinco anos trabalhando com telecomunicação, então vou compartilhar algumas experiências com vocês:

Fato: sem protocolo você é nada, será destratado, levará chá de cadeira e ás vezes desligam na sua cara (por falta de competência e desconhecimento sobre o assunto). Resumindo: você precisa não só anotar como também perguntar o nome de quem está te atendendo (se possível solicitar o número de registro do atendente).

Todas as operadoras usam o comodato (empréstimo de equipamento) como forma de fidelizar o cliente por 12 meses. O que eles não te ensinam é que existe uma brecha para cancelar o contrato antes do tempo de fidelização, o que eu ensinarei agora.

Fiz uma assinatura na sky e depois de alguns meses desejei trocar de operadora de tv a cabo. O normal é ligar cancelando e eles usam a multa (referente ao comodato) para te obrigar a permanecer na operadora, o que fiz.

Liguei para sky e solicitei primeiro o protocolo e depois, com o número de protocolo em mãos, solicitei a suspensão do serviço. A suspensão do serviço é obrigatória se concedida ao cliente e esta suspensão não gera nenhum custo ao mesmo e o melhor a suspensão é de 6 meses e auto renovável por mais 6 meses, quero dizer que as operadoras ficam sem poder cobrar multa por cancelamento ao cliente.

Quando você fizer essa solicitação, o teu atendente atual (que geralmente está em uma empresa tercerizada de telemarketing) irá tranferir sua ligação para o setor de retenção (que é um atendente da própria operadora). Agora, o setor de retenção vai tentar te convencer a não cancelar o plano, eles são insistentes e por isso eles foram contratados, melhor argumento para você utilizar neste momento é viagem internacional a trabalho e que não tem data prevista de retorno ao Brasil e por este motivo não está cancelando e sim apenas suspendendo temporariamente.

Na maioria dos casos, o atendente executará a suspensão no ato, no caso com a sky me solicitaram 72 horas para fazer, como eu sei que ele estavam apenas me embromando liguei no mesmo momento a anatel, informei o protocolo e fiz duas reclamações:

1 se negam a suspender o meu serviço

2 me deram um prazo ilegal para a suspensão do serviço

A Anatel, como sempre, solicitou 5 dias úteis para atender minha solicitação, resultado: a sky nunca me ligou informando mais nada e nunca mas paguei conta alguma da sky.

PS: só para alguns leitores leigos, essa regra serve para telecomunicação em geral (telefonia fixa e móvel, Internet e TV a cabo).

Geyson, GGN

Recomendados para você

Comentários

  1. Carlos Postado em 03/Jul/2014 às 16:07

    Obrigado...

  2. André Postado em 03/Jul/2014 às 16:58

    Parabéns ao site! Há tempos não rolava uma reportagem imparcial e de utilidade geral.

    • rayner Postado em 05/Jul/2014 às 15:09

      concordo.

      • guilherme Postado em 06/Jul/2014 às 00:56

        para pessoas como tu, reportagens imparciais sao aquelas que atacam qualquer semblante de esquerda.

  3. Andre Postado em 03/Jul/2014 às 23:58

    Então, basicamente, seu plano para escapar da fidelização - aceita em contrato por você - consiste em mentir para a ANATEL e ainda furtar o equipamento da empresa? P.S: só para o autor leigo, o prazo de suspensão é de até 4 meses sem essa história de renovação.

  4. Rafael Martini Postado em 04/Jul/2014 às 03:02

    Mas após esse período de suspensão, o serviço não se torna ativo de novo? Não há risco de novas cobranças após o término do período?

  5. deoclecio Postado em 05/Jul/2014 às 19:46

    *Como veio a calhar este post.pois para reaver meu punk tive ontem de adquirir um combo com outro numero para ter o meu antigo.pagarei uma fatura no ínicio do mês e poderei cancelar o novo numero claro que seguirei a risca estas pérolas .obrigado*

  6. velhos baianos Postado em 03/Aug/2014 às 11:58

    Obrigado velho ACM... Que quando era ministro das comunicações de FHC nos levou a isso, desregulamentando o setor. Empresário brasileiro de telecomunicações não precisa de desregulamentação... Precisa de cliente furioso invadindo a empresa e botando pra quebrar, literalmente.