Redação Pragmatismo
Compartilhar
Educação 01/Jul/2014 às 17:38
44
Comentários

Colaborador de Aécio Neves defende privatização das universidades

Membro da equipe de Aécio Neves defende a privatização da universidade pública

samuel pessoa universidade aécio neves
Samuel Pessôa faz parte do conselho curador da equipe do presidenciável tucano e defende a taxação da graduação em universidade pública (Reprodução)

Em artigo publicado na edição deste domingo (29) do jornal Folha de São Paulo, o colunista Samuel Pessôa defende a taxação dos cursos de graduação e, para tanto, faz uma comparação com o pedágio urbano, argumentando que “o pedágio urbano justifica-se por que um bem econômico público, as vias públicas, torna-se um bem econômico privado quando se congestiona. A natureza econômica das vias públicas altera-se de acordo com a intensidade do seu uso”.

Na sequência, ele faz a comparação entre o pedágio urbano e o ensino superior público, e afirma que a “atividade de pesquisa constitui um bem público, enquanto a atividade de ensino constitui um bem privado”. Ou seja, o articulista do jornal paulista se utiliza de “literatura econômica” para dizer que a pesquisa é um bem público, pois visa a um bem comum, um ganho à sociedade, assim como a via pública. Já a graduação trata-se de um “bem privado”, pois quando o profissional estiver graduado, seu bem será medido pela sua renda, dando a entender que o saber adquirido na universidade fica para ele. Mas, já que ele cita as pesquisas, fica o questionamento: as pessoas que se tornaram mestres e doutores não adquiriram um primeiro conhecimento na graduação?

Em seguida, o autor do texto cai em contradição ao dizer que a educação fundamental tem de ser pública, pois, quanto mais jovens alfabetizados, mais a sociedade ganha, já que a formação de base não necessariamente aumenta o ganho salarial, mas sim o social. “Faz todo sentido, portanto, que a educação básica seja gratuita e não faz sentido que a educação universitária seja gratuita”, sacramenta o articulista.

E sem papas na língua, ele defende que o “ensino universitário deve ser pago” e, àqueles alunos que não podem arcar com o ensino superior, o autor indica o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) e nem sequer cita o Programa Universidade Para Todos (ProUni), que garante milhões de bolsas em instituições privadas anualmente sem que o aluno tenha que pagar posteriormente, como acontece com o primeiro.

Para justificar a sua tese de privatização do ensino superior, Pessôa argumenta que “haveria impactos orçamentários positivos”. “A instituição de cobrança de mensalidade para os cursos universitários públicos teria efeito importante sobre a eficiência das universidades. O tempo médio seria reduzido e a vinculação ao curso aumentaria”.

Poderíamos encarar tal texto como mais um entre tantos de cunho neoliberal que defendem a privatização do ensino superior público, mas o artigo deve receber um pouco mais de atenção, visto que Samuel Pessôa faz parte de uma espécie de conselho curador da equipe de Aécio Neves – candidato à presidência da República pelo PSDB -, que está ajudando na construção do plano de governo dos tucanos.

Ou seja, mais do que um mero texto publicado em um semanário, trata-se de uma tese pronta para, caso Aécio vença as eleições, ser apresentada como solução para os problemas financeiros nas universidades. O que espanta nas linhas de Samuel Pessôa é que o autor ignora que hoje 70% das bolsas do ProUni são integrais e isso tem feito com que milhares de alunos de camadas mais populares ascendam ao estudo universitário e rompam com ciclo da pobreza. Outro fator ignorado é que agora o PrUni vai ser estendido ao Mestrado e Doutorado e, assim, quem sabe, levar à pós-graduação saberes que são historicamente silenciados.

Podemos supor, então, que a partir do momento em que o autor ignora tais programas e cai em contradições rasas ao “defender” o ensino de base enquanto público e o superior a ser cobrado, ou seja, a velha ideologia neoliberal, propõe fechar as universidades aos mais pobres e manter as portas abertas apenas àqueles que podem pagar.

Devemos ainda reparar que o autor não cita uma linha sequer sobre o escândalo financeiro da USP. A direção da instituição leva a universidade à falência e o boleto deve ser passado aos alunos? A velha cantilena do Estado mínimo não está nada morta, muito pelo contrário: viva e assanhada por retomar o ciclo de políticas dos anos 1990.

Por fim, o que se nota é que o filho do pedreiro com diploma de médico incomoda sim muita gente e, a depender dos conselheiros de Aécio Neves, o filho do pedreiro vai continuar a ser o filho de pedreiro…

Marcelo Hailer, Revista Fórum

Recomendados para você

Comentários

  1. Górki Postado em 01/Jul/2014 às 19:07

    Vou fazer côro depois dos 40 com uma frase de estudantes dos dias de hoje que, para muitos, em muitas situações, soam radical, MAS NÃO NESTA. NUNCA NESTA: VENDEDORES DA EDUCAÇÃO DO PAÍS: NÃO PASSARÃO!!! VENDEDORES DA EDUCAÇÃO DO PAÍS: NÃO PASSARÃO!!! VENDEDORES DA EDUCAÇÃO DO PAÍS: NÃO PASSARÃO!!! VENDEDORES DA EDUCAÇÃO DO PAÍS: NÃO PASSARÃO!!! Palavras de ordem que são necessárias, independente do partido ou ideologia, mas em ter bom senso que educação, saúde, cultura, transporte público não devem nem muito menos, em síntese, ou da forma mais ampla, mercadoria. Em cima deste comentário, LINK PARA A OBRA COMPLETA DO PROFESSOR PAULO FREIRE. RÁ!!!! http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/04/obra-completa-de-paulo-freire-gratis-para-download.html

    • Lola Postado em 02/Jul/2014 às 04:57

      Então vc tá de acordo com esta sandice? Deus nos livre de gente assim.

    • Lorene Postado em 02/Jul/2014 às 10:22

      MEU DINHEIRO, MEU IMPOSTO, MINHA DECISÃO! NÃO PASSARÃO! EDUCAÇÃO GRATUITA E SAÚDE GRATUITA UNIVERSAL, DE QUALIDADE ! O SALÁRIO DOS PROFESSORES É PAGO COM IMPOSTOS ENTÃO 47% DO PIB PARA SAÚDE E EDUCAÇÃO E NÃO PARA ESPECULADORES!

    • Paulo Postado em 02/Jul/2014 às 13:56

      Caralho Carlos Prado que comentario mais imbecil, volta pra caverna de onde voce saiu.

    • André Farias Postado em 02/Jul/2014 às 23:41

      E tu acha que é quem que paga para construir cada universidade publica? Pública é do povo, ou você não frequentou a escola publica porque alguém vendeu?

    • Henrique Postado em 03/Jul/2014 às 01:27

      Fico curioso em saber se os impostos não pagam (e muito) a educação. Mais curioso ainda em saber se, com os impostos pagando a educação, porque se deve pagar outra vez? Lembrando que vi em algum lugar que no Canadá todas as escolas e universidades são públicas, e lembrei também que vi em outro lugar que um cidadão do Canadá paga menos impostos que um cidadão que vive no Brasil. Sou meio leigo, mas para mim não faz sentido nenhum o comentário do amigo, até carece um pouco de lógica e embasamento.

    • Carlos Silva Postado em 03/Jul/2014 às 15:37

      Privatizar o ensino superior no país seria dar dois passos para traz na condição social que temos hoje. Lógico que o ensino publico não é gratuito equem arca com essa conta é a população, porem as classes menos abonadas não mantem o ensino, pois realmente são pagos muitos impostos, onde toda a população faz parte desta arrecadação. De fato, parece que realmente o diploma de médico do filho do pedreiro está incomodando e se futuramente as classes mais pobres tiverem como unica forma de se inserir em uma universidade for através do FIES ou PROUNI provavelmente haverá grande evasão por parte destes no ensino superior, coisa que ainda acontece muito no ensino básico. Um discurso de privatização para quem pode arcar com o estudo e demais cursos de seus filhos é muito fácil, o problema é dar um ensino de qualidade desde o fundamental e depois o filho da empregada disputar uma vaga com o filho da patroa nas universidade e depois como mão de obra qualificada no mercado de trabalho, as vezes me parece que é esse sentimento de descrevi anteriormente que faz a classe media repensar na questão da privatização do ensino. Posso descrever mais alguns argumentos mas acho que por enquanto basta.

    • Carlos S. Silva Postado em 03/Jul/2014 às 17:27

      É COMPLETAMENTE IDIOTA PENSAR QUE QUALQUER GOVERNO, SEJA ELE DO PT, PSDB OU PSB POSSA FAZER O QUE ESSE SENHOR COLOCA COMO SUA OPINIÃO PESSOAL. É ÓBVIO QUE NÃO PASSA NA CABEÇA DO AÉCIO, CAMPOS OU DILMA TARIFAR A UNIVERSIDADE PUBLICA.

    • Drielly Postado em 03/Jul/2014 às 22:11

      esse homem parece que bebe. vai ver anda pegando uns pozinhos emprestados com o Aécio, pra falar tanta idiotice!!!!!!!!!! eu só tô me formando porque a Universidade Federal é GRATUITA e esse doente ainda quer privatizar?

    • Górki Postado em 06/Jul/2014 às 06:08

      Eis a diferença, amigas e amigos, entre um "Carlos Prado" e um "Caio Prado". Vou rir devagar: Há, há, há, há...! ;)

    • Górki Postado em 15/Jul/2014 às 01:42

      Pois "num é", ato falho, ô, Carlos Prado, nossa "Tana Gente" (ainda bem que sua essência é humana) se que move com as emoções, hoje tão absurdamente reprimida por uma racionalidade que é apenas um lado do cérebro. A modernidade em crise? Use os dois: um para solidariedade, amando a seu próximo, viva isso, busque, irmão, e com o outro lado, aponte soluções viáveis para fraternizar, igualar e dar liberdades às pessoas. Irracional e desumano é destruir florestas inteiras e gananciosamente plantar somente soja e laranja nas mãos das empresas da indústria agrícola de massas, tendo uma EMBRAPA com pesquisadores do pós-doutorado, aqui mesmo em nosso país, formados nas... nas... onde, Carlos Prado, FORMADOS NAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS, meu caro. Nas Universidades Públicas!!! Nos Cursos de Agronomia, Engenharia Florestal, Engenharia de Alimentos, Zootecnia, Engenharia de Pesca, e vão aí muitos e muitos. A Economia Solidária existe, e você já foi a uma feira? Ou só faz suas compras no PDAçúcar, que agora é um supermercado (hipermercado) francês...? A esquerda, meu amigo, neste país, está sendo construída com força dialeticamente, chega dói no ouvido do Fukuyama, isso. hahaha. O cara disse que o amanhã não existia. O amanhã é o hoje de ontem. hahaaha. O tempo continua (para não dizer que "o tempo não pára", pode te ofender... Sorry) Cara, a classe média, nós, sujeitos, nós, 90% de quem tá aqui nesta página, classe média média, baixa, alta, o que seja, quem paga banda larga ou acessa pelo celular, duvido que tenha alguém aqui que dependa do bolsa família. Mas, a maioria desta maioria é a favor. Sabe porque, meu caro Carlos, porque o bolsa família mata fome. Coisa que o Fernando Henrique Cardoso e a FIESP e o Finado-Monstro-da-Intromissão (FMI) não deixaram acontecer. Divida ZERO, agora. Te digo uma coisa, pra fechar. Hoje o Brasil tem inúmeras universidades públicas com possibilidade de acesso aos pobres, negros, deserdados da terra e privadas com bolsa graças à esquerda ou seja lá o que você chame entre seus colegas de ponto de vista. E te digo mais: esse país está indo pra frente. Por mais que achem que não. Viver, meu amigo, não é somente consumir. Viver, é VIVER. Ande de ônibus, se misture com gente, ouça os nossos paradoxos como civilização na sua fila do Santander ou do ITAÚ. Saia e compreenda este país. Por mais que aqui dentro torçam contra. Por mais que a Imprensa Financiada pelo grande Capital Especulativo (não produtivo) diga não. Porque o não deles significa o pior pra todos nós, inclusive pra você, Carlos Prado brasileiro. Um abraço, e espero que não se chateie. O melhor pro país é o melhor pra todo mundo. E a Democracia de esquerda não é a ditadura excludente da direita. A Direita tava feliz em 1970, governo Garrastazu Médici, gritando pra frente Brasil. Hoje, ela tava era dentro do estádio, fazendo gracinha pra transmissão e vaiando a Presidenta de forma absolutamente arrogante, prepotente e, pior, preconceituosa. Esquizofrenia quase patológica, mas não. Era só mau caratismo mesmo...

    • Górki Postado em 15/Jul/2014 às 01:53

      "Dar liberdade", não. "Não tirá-la", porque cada um dá a sua própria liberdade, dentro de uma Ética em civilização fraterna. "Se alguém precisar que alguém lhe dê liberdade", a palavra já não será mais esta, porque "você não é mais livre". Sartre? Camus? Não: Millôr. :)

    • Carmen Postado em 07/Oct/2014 às 15:06

      Engraçado que os juízes vão receber 7000 reais como auxilio-educação para seus filhos, rsrsrsrs Tudo isso porque ainda existe direita-mortadela que apoia o país para uma casta, que já ganha muito bem. Você está agindo como a classe média que apoiou o desmonte da escola pública no ditadura porque podia pagar escola particular. Hoje, que foi expulsa do paraíso, se rebenta com as escorchantes mensalidades cobradas.

  2. pedro Postado em 02/Jul/2014 às 00:07

    galera acha que é só com o PT que as coisas acontecem, ou que a presidente Dilma é culpada por tudo, se esquecem de que SP-capital e governada pelos tucanos por uns 50 anos e a cidade não é nenhuma maravilha...

  3. Wellington Postado em 02/Jul/2014 às 00:37

    E por que não deveria ser pago? A grande maioria dos alunos da USP é de origem nobre devido ao acesso a um ensino melhor. Concordo totalmente que a faculdade tem de ser particular e o ensino fundamental gratuito, só acho que para esta condição o PROUNI deveria ser ampliado fazendo com que apenas as pessoas que necessitam tenham acesso ao benefício. Se não me engano, nos EUA as universidades, mesmo estaduais, são pagas (não tenho certeza).

    • Bruno Postado em 02/Jul/2014 às 13:44

      Ensino não é mercadoria é um meio de sobrevivência e de qualidade de vida tanto individual quaNTO COLETIVA por isso não podemos deixar que vire mercadoria.Fechem essas "instituições " de ensino privadas.entenda privadas no sentido literal.quero uma educação 100 por cento púbulica,gratuita e de qualidade.A Finlândia nos mostra que isso é possível.

  4. Eduardo Postado em 02/Jul/2014 às 00:47

    Viva a universidade Brasileira!!!

    • Górki Postado em 15/Jul/2014 às 01:48

      Viva, Eduardo. Viva! Viva!! Viva!!! Mais do que nunca e mais adiante!!

  5. Maria de Fátima Postado em 02/Jul/2014 às 08:27

    Fica meio inclinado?????!!!!! Inclinado para a direita? Sei!

  6. Rodrigo FD Postado em 02/Jul/2014 às 09:13

    Bom, cobrar taxas e mensalidades não garante eficiência nenhuma nem de ensino nem de produção científica (vide alguns conglomerados de universidades particulares). Agora, financiamento para pesquisa deve ser muito bem vindo mesmo sendo de empresas privadas. Afinal de contas, quem ganha quando um pesquisador descobre um jeito mais barato de produzir cimento? Em primeiro plano, as grandes 'fábricas', depois as grandes construtoras e por ultimo, você quando for reformar sua calçada. Mas quase toda pesquisa científica no Brasil é de financiamento publico. Aqui, as empresas não precisam não se preocupar com esse custo. Por que mesmo ele quer manter as pesquisas publicas e o ensino particular?

  7. Thiago f.s Postado em 02/Jul/2014 às 09:19

    Universidades públicas sem verba pública e com investidores privados? Isso mataria as pesquisas nas áreas de humanas. E muitos projetos das áreas de tecnologia seriam descontinuados simplesmente pelos fato dos investidores não verem uso lucrativo do que está sendo desenvolvido.

  8. Lorene Postado em 02/Jul/2014 às 10:23

    MENTIRA! DEVO TODA A FORMAÇÃO QUE PUDE TER A ESCOLA E A UNIVERSIDADE PUBLICA. JAMAIS PODERIA ESTUDAR SE NÃO FOSSE GRATUITA. HOJE SOU PROFESSORA DA UFF E MINHA MÃE FOI FAXINEIRA, ME CRIOU SOZINHA. SE A UNIVERSIDADE NÃO FOSSE GRATUITA JAMAIS TERIA MUDADO MINHA VIDA!

    • Gil Santos Postado em 02/Jul/2014 às 23:39

      Lorene, de antemão declaro que votarei em Aécio Neves. Sou das Minas Gerais e vejo o que ele fez por nosso Estado. Um dia conversando com uma diretora de escola pública estadual ponderei: se o governo fechasse todas as escolas públicas e pagasse para que todos os alunos frequentassem as escolas particulares, ainda assim o governo e os alunos sairiam ganhando. Perguntei à diretora quantos alunos tinham na escola (aproximadamente 800) e quantos servidores ativos (76) e inativos (15 que ela lembrava). A média de salário era de R$ 2.000,00 (2.000,00 x 91 = 182 mil) o custo da manutenção das instalações em torno de 30 mil. Em Minas temos muitas escolas de ensino fundamental particular de excelente qualidade e assim deve ser, caso contrário ficarão sem alunos. A mensalidade média é de 210,00 onde dificilmente há greve e dos professores constantemente são cobrados resultados, pois a escola vive de resultados e qualidade. Podemos dizer que nas escolas públicas há essa qualidade de ensino e comprometimento por parte daqueles que tem essa responsabilidade direta pelos alunos? Portanto, gastamos muito com as escolas públicas para termos um serviço de péssima qualidade. Não quero dizer com isso que o meu candidato aventou a hipotese de acabar com a gratuidade do ensino nas universidades públicas. Esse é meu entendimento.

  9. Deisi Postado em 02/Jul/2014 às 11:48

    Meus dois filhos cursaram universidades públicas, seria difícil se não tivessem essa oportunidade, mas o Aécio sendo afilhado do príncipe da privataria o FHC, não poderia ter melhor colaborador, com esse discurso. Hoje minha filha, está fazendo mestrado, e graças uma Bolsa Federal, sem ela seria complicado, Conheço muitos alunos que jamais conseguiriam estudar, se não fosse em Universidades Publicas e ProUNI. Deus nos livre dessa corja, do Aécio e todos seu colaboradores.

  10. Silva Postado em 02/Jul/2014 às 11:53

    Carlos, você fica inclinado em votar no Aécio? Todos que leem, seus comentários, sabem que você, é um eleitor do Aécio, deixe de hipocrisia, não é só com essa proposta. Mentiroso!

  11. Thiago Teixeira Postado em 02/Jul/2014 às 12:32

    Concordo, assim colocamos um fim nessa política de cotas (absurdo, profundo racismo com o branco que não tem culpa de ser descendente da casa grande), aumentaríamos a segregação que está em queda, restringimos o acesso a classe C com alto potencial de desempenho nas escolas, acabaríamos com o ENEM (quem estuou em escola pública tem é mais que fazer faculdade de administração depois dos 40 anos e a noite), as pesquisas seriam orientadas para fins exclusivamente comerciais (nada de social, eca), Hospitais das Clinicas ficariam mais acessível para a classe média (sem pobres gritando no corredor, lógico). Excelente. Vamos de 45 nas urnas em Outubro.

    • Paulo Postado em 02/Jul/2014 às 14:02

      ironia ? diz que sim ?!

    • Marcelo Postado em 03/Jul/2014 às 20:15

      Cara, genial.

    • Micheli Postado em 03/Jul/2014 às 21:13

      Retardado!

  12. Thiago Teixeira Postado em 02/Jul/2014 às 15:34

    Inclinado? Vote 45, é a sua cara e dos tucanos formar opinião com fundamentos pífios do tipo: "Vamos privatizar, pois faculdade é para a elite, e o povo não merece pagar o luxo deles". Quanto na verdade é: "Vamos privatizar para re-elitizar a universidade pública e que ficamos o mais próximo possível de uma Harvard ou Massachusetts".

  13. Tainan Huarez Postado em 02/Jul/2014 às 22:08

    A coordenadora da área de educação do plano de governo de Aécio Neves, Maria Helena Guimarães de Castro, assegurou que "O acesso à universidade para todos, a manutenção e o aprimoramento do Fies e do Pro Uni são compromissos garantidos no plano de governo do candidato Aécio Neves. Não faz parte das propostas do PSDB para educação a cobrança de qualquer mensalidade para o ensino superior público". Ficou claro ou ainda vão insistir muito em querer fazer de uma opinião alheia um fato concreto.

  14. Gil Santos Postado em 02/Jul/2014 às 23:18

    Li o artigo do colunista e digo que essa discussão já foi levantada pelo ex-ministro da educação de Lula, o hoje senador Cristovão Buarque. Que não prosperou. Entre outras coisas propunha que um médico formado em Universidade Publica teria que trabalhar por dois anos em postos de saúde públicos. Outros profissionais também teriam que retribuir por igual periodo. Sou favorável ao ensino publico superior gratuito, mas, que possa exigir um contrapartida em serviços que serão pagos. Elogia-se tanto a ilha Cubana e o regime dos irmãos Castro e o que eles fazem? Cobram sim pela educação ofertada, como por exemplo o programa mais médicos. A maior parte do que recebem os medicos cubanos é devolvido ao governo cubano. Por fim, nunca ouvi o senador Aecio Neves manifestar-se neste sentido e acredito que não terá eco esse pensamento em seu governo. Portanto, essa de dizer que se eleito Aecio Neves, ele irá acabar com o bolsa familia, programas habitacionais, INSS, CLT, Petrobrás, Universidade Gratuita é desespero e falácias que não pode ter respaldo neste espaço em face da qualidade intelectual de seus participantes.

    • Carmen Postado em 07/Oct/2014 às 15:22

      Gil, só para esclarecer...os valores que vão para o governo cubano são gastos nos países que não podem pagar, como Haiti,Somália e outros países africanos. A nossa imprensa desonesta não esclarece isso porque não convém. Agora mesmo a OMS pediu ajuda no combate ao ebola e vários médicos cubanos foram trabalhar nos países que sofrem com o problema, recebendo pagamento através do governo de Cuba. Os países que podem pagar, como Brasil, Inglaterra e outros pagam pelos que não podem.

  15. Ana Aguiar Postado em 03/Jul/2014 às 05:45

    Levando em conta que temos uma carga tributária ridiculamente alta, não me parece sensato tributar um direito do cidadão, o acesso a educação. Na maioria dos países que existe a taxação para o ensino superior, os impostos são revertidos para a sociedade e não para o bolso dos políticos. Aécio e companhia acham que vão governar a Europa, lamentável...

  16. Max Souza Postado em 03/Jul/2014 às 07:44

    To contigo, Carlos! E a maior vantagem para a educação seria acabar com a metodologia socialóide do Paulo Freire, aquele embusteiro que foi um dos responsáveis por sempre estarmos entre os últimos lugares nos rankings mundiais de educação.

  17. Marcos Postado em 03/Jul/2014 às 08:47

    O que emana neste pais é o interece privado independente de classes. Cada um pensando no seu proprio bem estar. Sei muito bem como impera isso...af. Enquanto houver corrupção e mentes privadas, nada funcionara bem. Samos todos iguais não é assim que deveria funcionar o sistema? Então, que assim seja

  18. Tati Postado em 03/Jul/2014 às 10:45

    A coordenadora da área de educação da campanha de Aécio Neves já afirmou que privatizar as universidades públicas não faz parte das propostas. O cara só deu uma opinião sob a ótica econômica e isso não vai mudar nada não. Não há motivos para todo esse estardalhaço.

  19. Carlos Guedes Postado em 03/Jul/2014 às 14:03

    Duvido muito que essa será a postura adotada por Aécio Neves, uma figura que preza pela educação e constituiu em seu mandato em Minas um dos melhores desempenhos na educação no ensino fundamental e no ensino médio.

  20. adriano Postado em 03/Jul/2014 às 16:43

    José Janguiê Bezerra Diniz dono das faculdades Mauricio de Nassau e Joaquim Nabuco entrou para a lista dos mais ricos do mundo publicada pela revista Forbes, isso às custas de péssimas condições de ensino dadas à professores, à inexistência de pesquisas acadêmicas nas universidades privadas e às altas mensalidades pagas por officeboys, secretárias e outros brasileiros sonhadores que devido à precariedade da educação básica e secundária não conseguiram ingressar numa universidade pública. Esses magnatas da educação são os maiores financiadores das campanhas desses políticos com discurso privatista, da mesma forma que Mário Covas privatizou as rodovias e deixou para sua família grande parte das concessões de pedágio.

  21. Ewerton Postado em 03/Jul/2014 às 19:20

    Sem dúvidas, essa foi uma das piores asneiras que ouvi ultimamente. A educação eh algo que não pode ser taxado a valores de mercado ,pq eh um bem da sociedade, não trata-se de algo particular quando uma pessoa estuda ela desenvolve diretamente o pais. Um membro da base do Aecio ,comentando sobre privatização do ensino superior, em meio a revolução de ensino que esta acontecendo neste pais ,demonstra um comportamento de total alienação do contexto social e educacional do Brasil. Verdade é, Universidade federal incomoda a direita rica que não tem competência para estudar e conquistar uma vaga no sistema püblico, com isso estuda numa Uni particular que na maioria das vezes eh cara e ruim e dessa forma querem que todos submetam-se a mesma situação.

  22. Ricardo Postado em 03/Jul/2014 às 21:21

    Olha Privatizar educação ? somente no Brasil se eles vencerem as eleições sera privatizado educação federal posteriormente a estadual do estados que eles governarem depois a previdência publica quem sabe um será ótimo para todos rs voltarmos idade medieval rs ;

  23. Deisi Postado em 06/Jul/2014 às 09:41

    O PSDB em São Paulo, com a progressão continuada, que insistiram durante todos governos, só serviu para que seus alunos, passassem sem ao menos serem alfabetizados, muitos chegam ao quinto ano sem saber ler. As Universidades estão sucateadas, digo isso porque minha filha estuda na UNESP, professores não são valorizados, salários dos professores do ensino fundamental e médio, fica atras do estado do Pará, realmente fico preocupada com esse partido, no governo federal, com essa educação proporcionada e todas suas medidas impopulares. Deus nos livre!

  24. Albertina Rodrigues Postado em 06/Oct/2014 às 14:31

    Se este senhor Àécio ganha as eleições o Brasil vai dar uma marcha ré e se chocar com um passado feudal, reacionário, coronelista, inquisitório... até voltar a andar de quatro, entrar numa caverna e segurar um pau para se defender de outro macaco

  25. Bruno Villela Postado em 14/Oct/2014 às 15:13

    Como assim plano de governo dos tucanos. Eles tem plano de governo? Copy paste do Consenso de Washington pode? Consenso de Washington: Disciplina fiscal Redução dos gastos públicos Reforma tributária Juros de mercado Câmbio de mercado Abertura comercial Investimento estrangeiro direto, com eliminação de restrições Privatização das estatais Desregulamentação (afrouxamento das leis econômicas e trabalhistas) Direito à propriedade intelectual