Redação Pragmatismo
Compartilhar
Racismo não 22/Jul/2014 às 10:36
51
Comentários

15 comentários desagradáveis para mulheres de cabelo crespo

15 comentários que uma mulher com o cabelo crespo sempre ouve (mas nem sempre quer ouvir)

mulher cabelo crespo

Dana Oliver & Chanel Parks | Huffington Post

Quando paramos de usar relaxantes químicos e chapinhas para alisar o nosso cabelo natural, sentimos que nossas madeixas finalmente tiveram a chance de respirar.

Mas nós não esperávamos que o uso de nossos cachos de forma natural resultaria em muitos comentários e opiniões não solicitadas jogadas pelo caminho. Sério, quem disse que você poderia brincar com o nosso cabelo?

VEJA TAMBÉM: A resposta perfeita para uma pergunta machista e preconceituosa

Portanto, aqui estão 15 coisas que as mulheres com cabelo crespo não querem ouvir.

1. “É ASSIM é que você vai sair?”

2. “Acho que ficaria bonito com uma presilha e enrolar.”

3. “Você quer parecer como um menino?”

4. “Você não vai conseguir um namorado/namorada desse jeito!”

5. “Você está confusa com alguma coisa?”

6. “Posso tocar?”

7. “Como você dorme com todo este cabelão?”

8. “Mas você estava tão bonita antes.”

9. “Cabelo natural não é para todo mundo.”

10. “Está tão curto”

11. “Você cortou seu cabelo?”

12. “É difícil pentear o seu cabelo?”

13. “Estou surpresa que você pode fazer tantos estilos com esse cabelo.”

14. “Você só lava uma vez por semana? Sem xampu!?”

15. “Está parecendo uma esponja de aço”

Recomendados para você

Comentários

  1. poliana Postado em 22/Jul/2014 às 10:44

    meu deus! rsrs...

  2. poliana Postado em 22/Jul/2014 às 11:16

    gente, só uma dúvida: qdo alguém fala pra uma pessoa ruiva q o rosto dela tá enferrujado, ou pede pra ele passar bombril na hora de lavar o rosto, isso é racismo? n pode ser levado na brincadeira? é uma dúvida q tenho mesmo. n tô provocando ninguém não.

    • Carla Postado em 22/Jul/2014 às 11:20

      Acho que é falta de educação mesmo Poliana.

    • Vanessa Postado em 22/Jul/2014 às 11:37

      Poliana, se você está dizendo para a pessoa remover do rosto uma das de suas característica, isso quer dizer que está reprovando, dizendo que é um defeito. Não é uma brincadeira de bom gosto. Eu particularmente acho os ruivos lindos.

      • poliana Postado em 22/Jul/2014 às 14:49

        vanessa, eu tb acho os ruivos lindos. sempre quis pintar meu cabelo de vermelho. a cinthia dicker, akela modelo ruiva q tá fazendo a novelas das 18h, eu a acho uma das mulheres mais lindas do meio artístico. a blz dela é hipnotizante. mas perguntei mesmo pq antigamente sempre existiu essas "brincadeiras" e ninguém dizia q era bullying ou racismo. mas hj, qq coisa q se fale ou se faça, as pessoas já vem com o discurso contra o racismo e tal. n sei...acho q até o politicamente correto tem limite, sabe? n tô dizendo q o racismo n existe não, pelo contrário, o brasil é um país extremamente racista. mas é q esse excesso do politicamente correto é bastante cansativo!

    • neusa maria de andrade ma Postado em 22/Jul/2014 às 11:41

      Eu mantenho meus cabelos encaracolados, e qdo ia ao cabeleireiro, ele ficava estarrecido porque eu não queria fazer escova...Agora, as brincadeiras também são formas disfarçadas de atacar o outro, desqualificando suas diferenças.

      • poliana Postado em 22/Jul/2014 às 15:11

        o mesmo acontece comigo neusa. qto tô com meus cachos ao natural, o pessoal pergunta pq eu parei de escovar o cabelo. rsrs. será q eles n acham q gostamos dos nossos cachos? imagina se toda a humanidade tivesse cabelo liso. gosto é gosto né?! às vezes gosto de escovar meu cabelo sim, mas tb adoro os meus cachos.

      • Luciano Postado em 11/Aug/2014 às 14:04

        Se as brincadeiras são formas disfarcadas de atacar eu disfarçadamente revido o ataque em tom de brincadeira.

    • Lucas Pin Postado em 22/Jul/2014 às 11:52

      Seria interessante perguntar pra uma pessoa ruiva isso. Dependendo de quem for, pode ou não se sentir ofendido. Da mesma forma com os comentários acima.

    • itamar Postado em 22/Jul/2014 às 11:52

      O que você acha? Pedir para alguém passar bombril? Fala sério...

      • poliana Postado em 22/Jul/2014 às 14:52

        filho, apenas usei um exemplo pra ilustrar a situação. exemplo esse q os próprios ruivos sempre comentaram q aconteceu com eles. eles próprios qdo crianças, já relataram tentar passar bombril no rosto pra tentar "remover" as "manchas". apenas usei um exemplo real pra tentar trazer a discussão o excesso do politicamente correto. da mesma forma q negros e ruivos passam por esse tipo de situação, pessoas brancas, altas, baixas, gordas tb passam. mas é esse excesso de politicamente correto q está tornando a vida complicada.

    • Pricila Postado em 22/Jul/2014 às 12:06

      Acho que não seria racismo Poliana. Seria desagradável sim, seria o mesmo que fazer graça de uma pessoa por ser muito magra, ou por ter um nariz muito grande. Muitas dessas caracteristicas estão relacionadas a traços geneticos. O racismo é um conceito contruído com base no imáginário social de que uma raça (mesmo sabendo hoje que não existem biologicamente diferentes raças, ainda usamos este termo) é inferior a outra. Pessoas descendentes de países africanos têm toda uma história relacionada a injustiças baseado na ideia de que eles não seria humanos ou seriam inferiores aos humanos. Por isso a escravidão foi aceitável. Ainda hoje a comparação com macacos como vemos nos estadios de futebol é um resquicio deste tempo. O mesmo não aconteceu com os ruivos por isso não faz o menor sentido classificar esse tipo de comentário (mesmo que muito desagradável) a racismo.

      • Las Postado em 22/Jul/2014 às 16:11

        Ou seja, dizer para um negro passar bombril é racismo, dizer para um ruivo não? Piada de loira burra tudo bem, de negro não? E de judeu? E de orientais? Racismo é a convicção sobre a superioridade de determinadas raças, é uma atitude depreciativa não baseada em critérios científicos em relação a algum grupo social ou étnico.

      • eu daqui Postado em 11/Aug/2014 às 09:05

        Depreciação pra mim vai ser sempre sinal de inveja e atestado de inferioridade.

    • eliane Postado em 22/Jul/2014 às 16:54

      Foi a sentença mais retardada que eu já li em toda a minha vida! Você é do planeta sem noção?

    • lari Postado em 22/Jul/2014 às 18:59

      Sempre usei o cabelo ate os ombros, estes muito crespos mesmo, sempre me pediam se podiam mecher e perguntavam como eu arrumava, se era dificil... Sempre cuidei bem deles e sao lindos, essas 15 frases realmente nao devem agradar pessoas com baixa autoestima e autopiedade, coisa que tenhonmais nojo que ver um cabelo mal cuidado

    • Mariana Postado em 22/Jul/2014 às 21:45

      Poliana, o aspecto ruivo dos pêlos está vinculado a uma MUTAÇÃO genética, e não ao grupo étnico do qual o individuo ruivo faz parte, assim como o albinismo. Assim sendo, é possível encontrar ruivos até entre negros e asiáticos, embora em menores proporções quando comparado ao índice de ruivos caucasianos. Por isso não faz sentido o emprego do conceito "raça" nessa situação, mas falta de bom-senso, com toda certeza!

      • eu daqui Postado em 11/Aug/2014 às 09:06

        Não sabia que existiam ruivos não caucasianos. Informação interessante.

    • Eduardo Virgens Postado em 23/Jul/2014 às 11:28

      Poliana, vc se pergunta se antigamente as pessoas encaravam como brincadeira e tal e hj está tudo "politicamente correto", eu digo que é diferente, muito! Ouço piadas desde pequeno sobre o tamanho da minha cabeça, não ligo, levo na brincadeira! agora, não tolero "brincadeiras" que falem do meu nariz, da minha cor, do meu cabelo. Tudo isso tem um histórico muito diferente de uma piada com uma pessoa ruiva como vc disse, e eu faço questão de te explicar a diferença cultural e histórica. O Brasil aboliu a escravidão a exatos 126 anos, se vc for parar pra pensar, não é muito tempo, aliás é o ultimo país das Américas a libertar os escravos. Contudo, ter o nariz achatado, o cabelo crespo, a cor negra, foram fatores que contribuiram para a maior barbárie da humanidade que foi a escravidão, ou seja, quem tinha essas caracteristicas sempre foi julgado como um ser humano de intelecto inferior, que serveria apenas para servir aos brancos que se julgavam serem superiores. Hoje em dia se vc me disser que existe racismo contra brancos, irei achar graça, é só olhar ao ser redor e verá o racismo escancarado, a título de comparações é só vc ir a um banco e ver quantos negros estão trabalhando como gerente de contas, supervisor e etc... garanto, que vc vai encontrar 99% de brancos, e repare e verá que como vigia do banco e como faxineiro, dificil é encontrar um branco. Queria eu, negro, oriundo de colégio público (de periferia) onde tinha cerca de 4 alunos brancos no colégio inteiro, dizer que é verdade quando dizem sobre não precisar de cotas pq todos são iguais e não é a cor da pele que qualifica a pessoa e tudo mais, no histórico cultural e na prática não é assim, dizer que o negro trabalhando de pedreiro e o branco que se tornou gerente de empresa é apenas uma coincidência pq ambos tiveram as mesmas oportunidades e blá blá é irônia pura, infelizmente o Brasil não se desprende do passado racista (APENAS 126 ANOS DE LIBERTAÇÃO), que tudo seja diferente num futuro próximo!

      • eu daqui Postado em 11/Aug/2014 às 09:07

        126 anos da lei aúréa, vc quer dizer. Libertação lei nenhuma pode dar a ninguém. Pode dar talvez uma mera ferramenta..........

    • Valter Augusto Postado em 26/Jul/2014 às 13:41

      Poliana,teu nome não nega mesmo:és um misto de inocência e alienação da realidade.Ruivos não são recusados em empresas,a polícia não mata mais jovens ruivos que não-ruivos,ninguém fecha o vidro da janela do carro ao ver um ruivo atravessando a rua(isso acontece comigo às vezes!),não há mais ruivos pobres que não-ruivos e os ruivos não são mais pobres que os não ruivos.Ruivos nunca foram escravizados por serem ruivos.Negros,sim.Negros sofrem discriminação e violência como grupo étnico e as "piadas",as "brincadeiras" reforçam estereótipos negativos o que aumenta a discriminação e a violência.Fazer piada com grupos oprimidos além de ser covardia,é desumano.

    • eu daqui Postado em 11/Aug/2014 às 09:03

      Acho que é inveja mesmo. Ruivos são divinos, sardentos ou não.

  3. Sandra Postado em 22/Jul/2014 às 11:22

    Minha irmã tem cabelo crespo e sempre ouviu coisas do tipo: "se é assim em cima imagina embaixo..." No coments!

  4. Lilian Postado em 22/Jul/2014 às 11:24

    Eu acho que é sim, Poliana... Não querer mudar tudo que está fora dos padrões da mídia ainda é uma grande dificuldade para a maioria das pessoas. Infelizmente.

  5. denise Postado em 22/Jul/2014 às 11:25

    penso que nao, racismo nao esta na cor da pele apenas, nao ha historico de escravidao ruiva. O racismo é a tendência do pensamento, ou o modo de pensar, em que se dá grande importância à noção da existência de raças humanas distintas e superiores umas às outras, normalmente relacionando características físicas hereditárias a determinados traços de caráter e inteligência ou manifestações culturais. O racismo não é uma teoria científica, mas um conjunto de opiniões pré concebidas que valorizam as diferenças biológicas entre os seres humanos, atribuindo superioridade a alguns de acordo com a matriz racial. A crença da existência de raças superiores e inferiores foi utilizada muitas vezes para justificar a escravidão, o domínio de determinados povos por outros, e os genocídios que ocorreram durante toda a história da humanidade e ao complexo de inferioridade, se sentindo, muitos povos, como inferiores aos europeus.

    • eu daqui Postado em 11/Aug/2014 às 09:11

      NÃO SENHORA: vá estudar, cotista. Há farto histórico de escravidão ruiva e de todas as cores: novamente o nazivitimismo negro. Todo povo já foi escravo e já escravizou, não somente os negros. O problema aqui é que o negro, além de ter sido escravo e escravizado como todos os outros, ele ainda tem problema de autoimagem, o que o faz sentir escravo de nascença mesmo que já nasça podre de rico.

  6. Delânia Postado em 22/Jul/2014 às 11:26

    Oi Poliana tb tenho uma dúvida:quando a gente fala para uma pessoa idiota que ela precisa usar o cérebro,isso é racismo? como devo proceder para ajudar esse caso tão crítico? é uma dúvida q tenho mesmo. n tô provocando ninguém não.

    • poliana Postado em 22/Jul/2014 às 14:54

      ok delânia! um abraço querida.

    • eu daqui Postado em 11/Aug/2014 às 09:13

      E quando a gente fala pra alguém com problema de autoimagem se resolver, também é racismo? Ou será que é pura justiça um imbecil merecer seus prórpios complexos?

  7. Victor Postado em 22/Jul/2014 às 11:41

    Dependerá do contexto, do grau de intimidade e amizade com o interlocutor, de sua intenção política no ato, enfim, de muitas coisas. Não há resposta objetiva neste caso, mas cuidado, quase sempre, atrás de uma brincadeira deste tipo, se esconde o racismo, que muitos insistem em negar. A própria comédia ridiculariza nossos iguais, os transformam em objetos jocosos por meio de sua subjugação. Ao invés de fazer uma piada sobre sua aparência, o elogie, beije-o, abrace-o, assim não correrás perigo, nem sempre este tipo de piada é o melhor caminho para socializar. Abraço!

  8. Camila Postado em 22/Jul/2014 às 11:55

    Esqueceu de citar "Seu cabelo é moda" Já ouvi muuuuuito isto, só que o que as pessoas não sabem que é foi através do livro escrito por uma americana e mais um monte de outras informações, as pessoas hoje em dia aprenderam a cuidar do cabelo crespo ou cacheado. Não era como, por exemplo, quando eu era criança que não tinham informações e nosso cabelo era tão maltratado por causa disto.

  9. Luiz Postado em 22/Jul/2014 às 12:05

    Racismo é tudo que é usado para ofender, diminuir ou menosprezar alguém. Mesmo que a intenção não seja nenhuma destas citadas (o que é praticamente impossível e só acontece com crianças que ainda não compreendem o mundo na sua totalidade) se a pessoa que recebeu o comentário ou a que o comentário for direcionado se sentir ofendida, menosprezada, diminuída ou apenas incomodada, está aí o teu racismo.

    • eu daqui Postado em 11/Aug/2014 às 09:15

      No resto do mundo, racismo é o cerceamento de um direito legal que se dá usando o pretexto da raça. Só neste pais de fracassados é que tudo é racismo. Sabe por que? Porque quem tem problema de autoimagem já nasce ofendido.

  10. sabrina Postado em 22/Jul/2014 às 12:13

    Quando eu acho que o cabelo de uma pessoa tá horrível, fico na minha. Todo mundo tem espelho... Sai como quiser. Nem ligo.

    • eu daqui Postado em 11/Aug/2014 às 09:17

      Só acho horrível cabelo artificial. Se for natural acho ótimo. Se assumir é lindo.

  11. Al_oliveira Postado em 22/Jul/2014 às 12:14

    Oi poliana. Respondendo seu comentário: Uma pessoa ruiva não é estigmatizada / marginalizada da mesma forma que uma pessoa negra. Ruivos não são comparados à animais (macaco, por exemplo), não são considerados nojentos, feios, uma "beleza inferior" ou uma "beleza diferente". Geralmente ruivos são considerados lindos apenas por serem ruivos, já com negros isso não acontece. Essa é a diferença. Todos ouvimos comentários de algum tipo, mas garanto que o peso de um comentário que o negro escuta machuca muito mais do que o que um ruivo escuta (salvo raras exceções).

  12. Fabiano Postado em 22/Jul/2014 às 12:31

    Na maioria dessas frases é óbvio o aspecto ofejsivo e/ou desagradável, mas sinceramente não consigo ver como é que perguntar se a pessoa cortou ou não o cabelo pode ofender. Cabelos quando enrolados ou crespos parecem bem mais curtos do que quando lisos. Qual é o problema da pessoa pergntar se a outra só alisou ou se cortou também? Outra coisa... sempre me perguntam se a minha barba não pinica a minha pele e não consigo ver como essa curiosidade seria ofensiva. Quem me pergunta são sempre mulheres e não tem como elas saberem como é porque nunca tiveram barba, acho completamente natural a curiosidade. Não seria igualmente natural para uma pessoa de cabelo liso ficar curiosa em saber se é difícil pra dormir quando se tem cabelo crespo?

    • André Postado em 22/Jul/2014 às 13:24

      Fabiano, o fato em sí normalmente é direcionado as pessoas negras, quando estas resolvem assumir seus cabelos naturais, e sempre tentando denegrir a imagem natural de quem é negro. Acho que quando uma mulher, que sempre vinha usando cabelos alisados, resolve voltar a ter seu cabelo natural, sempre assume uma atitude contra uma "industria de padrões de beleza existente", sempre movida pelo preconceito de raça - Aliás: não existe "raça", existem populações ou grupos étnicos diferentes, mas somos todos da mesma espécie. Eu conheço, um pouco do que é isto: sendo homem, hétero (não trato ou uso isso como motivo de orgulho ou preconceito) e tendo cabelos compridos (por opção pessoal) sempre estou escutando por aí: "Por que você não corta?", "Você ficaria muito melhor com o cabelo curto?", "É promessa?", "Vai vender o cabelo?"......... Sem falar nos comentários que envolvem opção sexual e ao mesmo tempo alguma forma de denegrir os homossexuais: "Isso é coisa de bicha.", "Deve ser viado", "homem tem que ter cabelo curto", entre outros.

  13. Rosangela Postado em 22/Jul/2014 às 12:35

    Tem ainda aqueles seres sem noção que olham pra você e perguntam: porque vc não alisa o seu cabelo? ia ficar tão bonito. Ridículo

  14. Thiago Teixeira Postado em 22/Jul/2014 às 12:36

    “Você não vai conseguir um namorado/namorada desse jeito!” kkkkkkkkkkkkkkkkkkk Vocês que pensam!!!!!!!!!!!!!!!

    • eu daqui Postado em 11/Aug/2014 às 09:19

      Eu é que não quero homem alisado. O cara que não consegue gostar de si mesmo vai conseguir gostar de mim?

  15. Maria Ines Postado em 22/Jul/2014 às 12:40

    Assumir o cabelo crespo ou cacheado é atitude, chega de seguir os padrões apontados como bonitos, bonito é voce se assumir e curtir o cabelo do jeito que ele é, hoje temos mil recursos para cuidar deles e fazê-los invejáveis, tudo que é considerado diferente incomoda, então vamos incomodar!

  16. Josmar Postado em 22/Jul/2014 às 14:06

    Qual é a relação do cabelo crespo com a política. Será que faltam assuntos pertinentes?

    • eu daqui Postado em 11/Aug/2014 às 09:20

      Eu vejo relação, embora não ache o assunto mais importante do mundo.

  17. Barbosa Postado em 22/Jul/2014 às 14:37

    Tenho cabelos cacheados; nunca fiz escova, "chapinha" ou qualquer tipo de tratamento químico... A maioria das pessoas se admira por eu ter um cabelo "virgem"! Quando me perguntam porque eu não pinto ou aliso meus cabelos a resposta e curta e simples: "Porque eu gosto dele assim, ué!"

  18. João Postado em 22/Jul/2014 às 16:57

    Essa eu escutei ontem: "assumiu de vez"

  19. Felipe Postado em 22/Jul/2014 às 20:10

    Acho que dependendo da forma como algo é dito, ou a quantidade de vezes que uma pessoa é obrigada a responder às mesmas perguntas tornam algo que poderia ser normal em totalmente desagradável. Algumas dessas opções são coisas que, se perguntas com curiosidade real e não com o objetivo de fazer mal a alguém, não seriam problemas, mas é insuportável ter que explicar a cada pessoa como você faz pra dormir tendo o cabelo enrolado. 7. “Como você dorme com todo este cabelão?” 10. “Está tão curto” 11. “Você cortou seu cabelo?” 12. “É difícil pentear o seu cabelo?” 13. “Estou surpresa que você pode fazer tantos estilos com esse cabelo.” Acho que esses itens são coisas comuns, que num mundo normal não fariam mal a ninguém, mas que com certeza enchem o saco e se tornam desagradáveis se forem falados com o objetivo de diminuir, provocar ou se forem ouvidos a cada 5 minutos. De resto, achei além de desagradável, extremamente ofensivo.

  20. eu daqui Postado em 23/Jul/2014 às 09:37

    Não são 15 comentários: são 15 provocações.

  21. Mário Postado em 23/Jul/2014 às 15:47

    "Vivemos tempos tão estranhos que os políticos podem ser incorretos, mas todos tem que ser politicamente corretos."

    • eu daqui Postado em 11/Aug/2014 às 09:21

      Vc não precisa depreciar alguém pq não gosta do cabelo dele. Isso não é ser politicamente correto. É ter um mínimo de dignidade.

  22. rasta Postado em 26/Aug/2014 às 10:33

    Nao sou negra mas uso dreads e sofro mto preconceito por isso. Acho desnecessário esse povo apontar o dedo pra oq na verdade é tão normal quanto o casual.