Redação Pragmatismo
Compartilhar
Polícia Militar 26/Jun/2014 às 11:17
10
Comentários

Preso por “caminhar de forma apressada”

Jovem Everton Rodrigues, ativista do movimento Software Livre, foi algemado e arbitrariamente detido após fotografar um carro de polícia estacionado em cima da calçada

No seu horário de almoço, Everton Rodrigues caminhava na avenida Heitor Penteado, zona Oeste de São Paulo, quando viu um automóvel da Polícia Militar estacionado em cima da calçada. Sacou o celular e tirou uma foto da infração de trânsito cometida. Na volta do restaurante, foi seguido por um policial, algemado e levado para a delegacia, sob acusação de “desobediência”. No boletim de ocorrência, consta: “o averiguado, que ao perceber a presença da polícia, se portou de maneira suspeita, caminhando de forma apressada, razão pela qual resolveram abordá-lo”.

“O que senti e sinto agora é que o Estado de Direito e a sociedade brasileira são reféns da Polícia Militar. Não é possível que descumpram a lei a todo momento e tenham certeza de que estão fazendo tudo corretamente”, conta Everton, ativista do movimento Software Livre e do Coletivo Sacode. “As pessoas não podem fazer nada demais, fui preso por que me tornei um suspeito.”

“A abordagem foi totalmente desnecessária e além disso o policial não apenas pediu a identificação [de Everton] como já o segurou de maneira agressiva com o uso de algema, sendo que as imagens demonstram que ele estava calmo”, conta Daniel Biral, do Advogados Ativistas, que assistiu Everton. “As informações colhidas na delegacia demonstraram que ele foi violentamente conduzido sem motivo aparente, e os policiais ainda cometeram outros dois crimes: violaram sua intimidade retirando o seu celular, adentrando as informações pessoais e apagando as fotos que registravam a infração de trânsito; e apagaram uma prova colhida por ele que poderia ser utilizada em sede judicial para justificar tanto a condução ilegal como o abuso de autoridade, crime tipificado na Lei Carolina Dieckmann, artigo 154-A, parágrafo 3º.”

Biral comenta ainda sobre as abordagens policiais, comuns em diversos lugares, principalmente nas periferias das grandes cidades. “A Polícia Militar trabalha com alguns conceitos muito vagos. Ordem pública, por exemplo, não se sabe até hoje o que é; outro conceito vago é a ‘fundada suspeita’, por que o policial militar, em sua função ostensiva de tentar evitar o crime, só o pode fazer em sua presença, não abordando a todos sem motivo aparente. Ele só pode prender em flagrante delito, não é um agente da polícia judiciária e não fez investigação antes da abordagem”, explica.

Vídeo:

Revista Fórum

Recomendados para você

Comentários

  1. Priscila Postado em 26/Jun/2014 às 13:01

    na boa, tenho inumeras criticas a Pm, mas o código nacional de trânsito prevê que viaturas são veiculos especiais, ele podem parar em metade da calçada e em alguns locais não permitidos, é claro que eles precisam de bom senso (falta isso a PM) mas o cara tbm p q vai tirar foto duma tranqueira dessas? viatura não é carrinho de pipoca

    • Laila Postado em 26/Jun/2014 às 13:58

      pra almoçar? ah faca-me o favor….

  2. Daniela Postado em 26/Jun/2014 às 13:06

    Tirar foto não é crime, Priscula. E a viatura não pode para na calçada sem qualquer motivo.

  3. Hemetério Postado em 26/Jun/2014 às 14:38

    Mas com a onda de atentados a policiais, ele poderia muito bem ser um olheiro da bandidagem coletando informações para novos atentados. Temos que olhar por esse lado também.

    • Likou Postado em 26/Jun/2014 às 17:59

      Nossa, forçou a barra, hein?

    • poliana Postado em 30/Jun/2014 às 15:18

      santa ignorância!!!! esse é um autêntico coxinha...n vale a pena!

  4. Danilo Postado em 26/Jun/2014 às 15:32

    Bando de ignorante aqui, que consegue ainda dar razão a ação da polícia. Nojo. Não existe prender um cidadão se ele não cometeu crime algum, apenas porque o policial não gostou do que ele fez. Policial não tem que gostar, tem que fazer cumprir a lei. Do jeito que falam parece que pm não pode se sentir contrariado em hipótese alguma, é um ser intocável. Façam-me o favor!! Gente ignorante. Estado ignorante. Polícia ignorante. Só é uma pena para os que não tem nada a ver com a ignorância de vocês.

  5. poliana Postado em 30/Jun/2014 às 15:17

    mais uma prova q essa instituição é arcaica e falida! e depois ainda querem a simpatia da população e do estado!!!! meu deus do céus...até qdo vamos estar sujeitos a tamanha arbitrariedade da polícia militar!! somos reféns dessa corporação de merda há anos!! isso pq vivemos em um estado democrático de direito!! até qdo!!??? desmilitarização já!!! pra ontem!!!

    • Franco Postado em 01/Jul/2014 às 00:14

      Podem desmilitarizar que nada vai mudar, pode até piorar, é necessário mas passa longe da solução. Tirar foto de viaturas ou policiais é algo suspeito no Brasil, pois a polícia no Brasil está em guerra civil ou seja um conselho para militantes em geral cuidado com o que façam pois policiais no Brasil estão mais em risco de vida que soldados no Iraque, sejam inteligentes uma vez na vida e aprendam o país em que vive, infestados de assassinos e traficantes defendidos por sites como esse, um país que por ano se mata mais gente que todas as guerra anuais, policias no Brasil são verdadeiros heróis cercados por idiotas de esquerda defensores de bandidos essa é a verdade.

  6. Anônimo Postado em 30/Aug/2014 às 23:15

    Em 30 segundo o cara recupera qualquer arquivo apagado do celular ! rlx.