Redação Pragmatismo
Compartilhar
Copa do Mundo 27/Jun/2014 às 12:03
1
Comentário

Os números da Copa 2014

Copa do Mundo 2014 tem a maior média de gols desde 1970 e a menor média de cartões desde 1986. Média de público é a terceira maior da história

copa do mundo 2014 gols
Copa do Mundo 2014 tem impressionado dentro de campo (Divulgação)

Desde o pontapé inicial em 12 de junho, com a vitória brasileira sobre a Croácia por 3 x 1, a Copa do Mundo de 2014 já soma 48 jogos, que representam as três rodadas dos oito grupos da primeira fase. De lá para cá, as redes balançaram (ou quase, em casos em que apenas passaram a linha do gol) 136 vezes. Com isso, o Mundial do Brasil tem a alta média de 2,83 gols por partida. É a maior desde 1970, quando a Copa teve 2,97 de média. Levando em conta a história de todas as Copas, é a nona melhor. Perde para as edições 1930 a 1958, era em que as goleadas eram a tônica. Até 1958, a média era bem mais alta. Naquele ano, foi de 3,6 gols por jogo, tendo atingido 5,38 em 1954.

Com mais 16 jogos a serem realizados, a Copa do Mundo do Brasil está a apenas nove gols de igualar os 145 gols marcados nos mesmos 64 jogos na África do Sul, em 2010. Com mais 11 gols, já iguala o Mundial da Alemanha, em 2006. Para superar a Copa da França, em 1998, a de melhor média de gols desde que a competição passou a ter 32 times, serão necessários 35 gols nas 16 partidas que restam.

Cada uma das 12 sedes recebeu quatro jogos na fase de grupos. A partir de agora, quatro estádios se despedem da festa: as arenas de Curitiba, Cuiabá, Natal e Manaus cumpriram a missão. Por lá, o Mundial continua representado nas Fan Fests, que, levando em conta as 12 sedes, já reuniram 2,9 milhões de brasileiros nas exibições públicas oficiais e gratuitas.

Quem mais colaborou para o alto número de gols na Copa foi a Holanda, que marcou 10 gols, seguida de Colômbia (nove), Brasil, França, Alemanha e Suíça (sete). Camarões, Honduras e Irã só balançaram as redes uma vez cada.

Disciplina

Outra boa notícia da Copa do Mundo do Brasil é que o Mundial é o que tem menos cartões desde 1986. Historicamente, entre 1970 (quando o amarelo foi implementado) até 2006, o crescimento na média aconteceu em todas as edições, com exceção de 1978 e 1998. Agora, porém, a tendência é de queda.

Na Copa passada, na África do Sul, a média foi de 4,21 cartões por jogo, uma redução em relação ao recorde de 5,53 na Alemanha, em 2006. Agora, porém, a média caiu drasticamente, para 2,9 cartões por partida, sendo 0,2 vermelhos e 2,7 amarelos.

Público

Dentro das arenas, 2,4 milhões de espectadores garantiram uma média de público de 51.132 torcedores por partida. Bastante significativa, principalmente levando em conta que alguns estádios têm capacidade de 40 mil torcedores. A média de público, ainda assim, é a terceira maior da história, atrás apenas das Copas de 1994 (68.991) e 2006 (52.491).

com Agência Estado e Portal da Copa

Recomendados para você

Comentários

  1. Mauro Postado em 27/Jun/2014 às 15:11

    A questão dos cartões para mim não é relevante, por ser subjetiva, é decisão do árbitro dar ou não, mas as outras são bem significativas.