Redação Pragmatismo
Compartilhar
Educação 09/Jun/2014 às 19:59
53
Comentários

O catador de lixo que virou médico

De lixeiro a médico: estudando e se alimentando com o que os outros descartavam, Cícero Batista vence a fome e a pobreza e se forma em medicina

médico lixeiro
O médico de 33 anos recebeu ontem o diploma de graduação: “Sinto muito orgulho de ter chegado até aqui” (Foto: Breno Fortes/CB/D.A)

Ele nasceu pobre, passou fome e catou lixo pra sobreviver, mas nunca desistiu do sonho de ser médico. Das latas de lixo, o brasiliense Cícero Batista Pereira, 33 anos, recolhia as verduras e os livros.

Com o que os outros descartavam, ele se alimentava e estudava: cursou o ensino fundamental e desenvolveu o interesse pela ciência com livros jogados e doados.

Na adolescência, fez curso técnico em enfermagem e teve a certeza de que a área de saúde era o caminho dele.

Superação

Na última sexta-feira o resultado de todo esse esforço: Cícero finalmente recebeu seu diploma de medicina.

Médico formado, e pronto para cuidar das pessoas, ele lembra que vasculhava as prateleiras do projeto Biblioteca Popular, do Açougue Cultural – que tem livros nas paradas de ônibus de Brasília – em busca de títulos que o ajudassem na preparação para o vestibular.

O hábito se manteve na graduação.

O ex-catador, nove irmãos e a mãe moravam na Nova QNL, o Chaparral, entre Taguatinga e Ceilândia, a 30km de Brasília. Eles percorriam os contêineres de supermercados e verdurarias da cidade para abastecer a casa.

No horário contrário ao das aulas, Cícero também vigiava carros em busca de trocados para colaborar com o sustento.“Se a gente não comia, não tinha como estudar”, contou ele ao jornal Correio Braziliense.

A descoberta

Um dia, Cícero encontrou uma câmera fotográfica Polaroid em meio a sacolas e restos de refeições. Curioso com o equipamento, levou-o para casa e, então, descobriu que gostava daquilo.

“Naquela noite, peguei a lente e fiquei observando piolhos. Então, lembrei que tinha visto na escola que o piolho é um artrópode, assim como as aranhas. Isso estimulou a minha vontade de saber mais sobre ciência”, conta.

A partir das lições sobre animais, o rapaz se interessou pelos conhecimentos relacionados à saúde humana, em razão, inclusive, do histórico familiar.

Chefe de família

Como o pai morreu quando ele tinha 3 anos e a mãe era dependente alcoólica, coube a Cícero cuidar dos irmãos.

“Eu era o curandeiro lá de casa. Pegávamos comida no lixo, e, por isso, tínhamos muita disenteria e doenças de pele. Aí, eu usava receitas caseiras e plantas para fazer remédio para os meus irmãos”, explica.

A higienização dos alimentos era feita com limão.

“A gente colocava tudo de molho, lavava bem, mas não resolvia totalmente o problema”, conta. Hoje, o médico diplomado diz que sente “muito orgulho de ter chegado até aqui”.

É ou não uma grande história de superação?

com informações de Correio Braziliense

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Carlos Prado Postado em 09/Jun/2014 às 20:18

    Grande exemplo. Pena que foi e é tão difícil ainda subir na vida por causa justamente desses que dizem defender os pobres. Os esquerdistas que dizem gostar tanto de pobre deve gostar de que ninguém deixe a pobreza, não tem outra explicação. A situação poderia ser diferente, com mais gente com oportunidade de estudar medicina se não colocassem tantos empecilhos para se abrir escolas de medicina ou para se imprimirem livros.

    • Leonardo Soares Postado em 09/Jun/2014 às 20:53

      Só pode ser piada este comentário...

      • Bruno Pereira Postado em 10/Jun/2014 às 21:07

        A reportagem e' muito ruim. Nao explica como foi o vestibular, o tratamento dos colegas e dos professores, enfim como fui tudo. Boa historia, mal contada, porem. E. T. Ao menos no Brasil, quem perpetua a pobreza e' a direita.

    • Zico Postado em 09/Jun/2014 às 21:32

      Acho que foi por isso que ele conseguiu, Carlos: agiu, em vez de choramingar solucao politica.

      • Daniel Santana Postado em 24/Dec/2014 às 02:50

        Ou seja, enquanto uns nascem filhos de papai e não trabalham antes dos 21. Outros tem que cuidar dos irmãos e comer lixo? Está é a sua meritocracia?

      • Aderson Postado em 25/Dec/2014 às 17:18

        Ou seja, para o Zico todos os pobres lascados tem que comer "o pão que o diabo amassou" sem choramingar políticas públicas para seus problemas.......Pelo amor de Deus!!!

    • ROma Postado em 09/Jun/2014 às 21:36

      Caro Carlos Prado, o equívoco e a desinformação toma conta do seu comentário de forma homérica!!!!

    • Fernanda Azevedo Postado em 09/Jun/2014 às 21:49

      agora até falta de livro é culpa da esquerda? What? ainda to procurando a relação...

      • Carlos Prado Postado em 10/Jun/2014 às 15:14

        É? Se for me passa a informação que eu adiciono no próximo comentário.

    • Gilberto Oliveira Postado em 09/Jun/2014 às 23:00

      Querido O brasil sempre foi governado pela DIREITA. A dificuldade dos pobres em conseguir melhorar de vida é justamente culpa dos governos anteriores. O PT mesmo não sendo esquerda melhorou as condições dos pobres. Quem coloca o empecilho para se abrir novas escolas não é o governo, mas sim o CRM. Em São Paulo Padilha quis abrir novas faculdades mas sofreu pressão.

      • Elias Postado em 10/Jun/2014 às 22:06

        Direita, o Brasil é um dos países mais fechados economicamente do mundo, nem o PSDB pode ser considerado direita.

    • Leonardo Ribeiro Postado em 09/Jun/2014 às 23:22

      Provavelmente o Carlos deve ser parente do árvore frutífera que vive comentando de forma irracional aqui no pragmatismo político.

    • Geise Postado em 09/Jun/2014 às 23:55

      Informe-se, ao menos, sobre a história recente de nosso país, que sempre foi governado pela direita. Sem pesquisar posso te afirmar que o governo "de esquerda" dos últimos poucos anos abriu 2 novos cursos FEDERAIS de medicina no estado de São Paulo, 1 em Minas e em maio deste ano o MEC autorizou a abertura de 420 novas vagas em universidades federais em 5 estados (Minas, Goias, Mato Grosso do Sul e Piaui. Mas, se fizer uma pesquisa rápida, talvez encontre mais novos cursos em outros locais...

    • Artud Postado em 10/Jun/2014 às 09:25

      Alo!Prado?

    • Thiago Teixeira Postado em 10/Jun/2014 às 12:52

      Você quis dizer direitista, certo?

    • josé Postado em 10/Jun/2014 às 13:47

      Que pobre de espírito esse Carlos Prado

    • Charles Chaves Postado em 10/Jun/2014 às 15:13

      fico impressionado como alguém pode manifestar um cometário tacanho com esse, diante dos milhões que deixaram a linha da pobreza e dos milhões que entraram para classe média e dos milhares filhos de pobres que agora se formam , graças a esse Governo de Esquerda do PT , Aonde vc vive cara palida ???

      • Carlos Prado Postado em 10/Jun/2014 às 16:10

        Se foi unicamente graças ao governo tenho que sentir pena destes quando a bolha estourar. Já onde eu, um cara pálida nada pálido, vivo é junto desses milhões que caminham para a classe média e sei que muitas jornadas da pobreza ao pequeno conforto não foram tão simples quanto o que governos pregam por aí.

      • Paula Postado em 10/Jun/2014 às 22:09

        Deixaram a linha da pobreza? Me desculpa, mas não foi no Brasil, pois desconheço beneficiário de programa social que deixou de ser beneficiário meu caro. O povo brasileiro em sua maioria é extremamente acomodado, dizer q o Brasil é um país em desenvolvimento é fácil, mas conte os milhões que são beneficiário do Bolsa Familia, os milhões que dependem do BF para viver tendo o conhecimento de cursos de profissionalização e iniciação para o trabalho. Acredito é que existe falta de vontade, comodismo, mendigar, pq é muito mais facil ganhar do que se esforçar para conquistar, pq iria acordar cedo p trabalhar se td o mês recebe dinheiro gratuito? Acredito sim que a sociedade é excludente, que vivemos envoltos a um sistema capitalista o qual tem por objetivo primordial a geração de lucro a td custo, mas esse sistema atinge a toda sociedade e não somente a uma parcela, ora, pq fomos capazes de estudar e trabalhar, nos formar e atuar na profissão q escolhemos, pq alguns conseguem e a sua grande maioria não???? Me mostre uma familia que deixou a linha da pobreza sendo beneficiária de programa de transferencia de renda???? Enquanto tivermos pessoas que pensam que os programas de transferencia de renda vão proporcionar vida dignas as familias continuaremos a ter uma grande parcela da população mendigando a alimentação de seus filhos...

    • Lilian Postado em 10/Jun/2014 às 15:32

      Está de brinqs...?????

    • Carlos Postado em 25/Dec/2014 às 14:18

      Os "DIREITISTAS" não permitem nem que cheguem a faculdade, querem que pobre morra.

    • Aderson Postado em 25/Dec/2014 às 17:15

      Também acho que este comentário só pode ser piada... o que não faltam são exemplos de pessoas que "subiram na vida" com a ajuda dos programas sociais do governo federal....

  2. Douglas Postado em 09/Jun/2014 às 20:19

    Isso sim deveria ser bastante divulgado para exemplos aos nossos jovens e não algumas imundícies que colocam nas tvs ...

  3. Zélia Maria Sereno Postado em 09/Jun/2014 às 20:22

    Linda história, Cícero, dá até vergonha na gente de reclamar tanto e não aproveitar, muitas vezes, as oportunidades que a vida nos oferece. Admiro e respeito profundamente um ser humano como você, que não se entregou, que lutou, que venceu. e dá exemplo de integridade, de companheirismo, de caráter e de bondade, afinal, criou os irmãos, isto não é fácil! Como as pessoas ainda podem ajudá-lo?

  4. Valdir Oliveira Postado em 09/Jun/2014 às 20:23

    Discurso sobre meritocracia em 3, 2, 1...

  5. Zélia Maria Sereno Postado em 09/Jun/2014 às 20:29

    Parabéns, Cícero, a gente fica até com vergonha de reclamar tanto da vida e perder oportunidades que nos aparecem e ignoramos. Sua luta diária, principalmente criando os irmãos, catando lixo, se alimentando com o que encontrava, e alimentando inclusive a sua vontade de estudar, vencer, e se formar! Você é motivo de muito orgulho de todos nós, brasileiros, que valorizamos o ser humano e não as coisas que temos adquirido! Que tipo de ajuda você ainda precisa? Fiquei feliz de conhecer a sua história.

  6. Ednamar Postado em 09/Jun/2014 às 20:37

    Parabens! Esforço maravilhoso, bençoes recebidas.

  7. Augustinus Postado em 09/Jun/2014 às 21:05

    Esqueceram de mencionar que o Prouni foi um fator decisivo para que ele realizasse esse sonho.

    • Caio Postado em 10/Jun/2014 às 13:55

      E daí? Diminui o mérito dele? Ou o Prouni cumpriu sua função em tirar pretos pobres da marginalidade?

  8. José Ferreira Postado em 09/Jun/2014 às 21:09

    Pena que essa notícia não aparece na grande mídia.

  9. Regis Postado em 09/Jun/2014 às 22:02

    É fazer acontecer , é fazer a oportunidade independente das circunstâncias que se encontra o indivíduo. Eis o exemplo do Cícero Batista o que era lixo e que não tinha utilidade para alguns foi de utilidade fora do comum e um grande benefício. Desejo os meus sinceros parabéns pela superação e que tenha muito sucesso em sua profissão.

  10. Elaine Regina Postado em 09/Jun/2014 às 22:21

    Esse tipo de informação, a Globo não compartilha... Belíssimo exemplo, DOUTOR Cícero, PARABENS!

    • José Ferreira Postado em 10/Jun/2014 às 08:25

      Doutor não, pois ele não tem doutorado. Entretanto, admiro a competência e força de vontade desse cara. Compartilhei até no Facebook.

      • emilly Postado em 10/Jun/2014 às 23:56

        Quem termina medicina pode ser chamando de doutor. É a única graduação que pode.. ;)

  11. Felipe Aurélio Postado em 09/Jun/2014 às 22:23

    Esse sim é um verdadeiro herói que o povo brasileiro deveria dar atenção! Não essas subcelebridades de nariz em pé e jogadores de futebol que mal fizeram o fundamental! A determinação e o esforço de se vencer na vida, enfrentar as dificuldades é como se fosse uma batalha digna de uma Odisseia, primeiramente pelas condições sociais de nosso país! Esse cara eu me espelho, me deu mais força de vontade pra superar os desafios da vida! Que Deus ilumine ele sempre, pois ele merece!

  12. Thiago Teixeira Postado em 09/Jun/2014 às 22:25

    De tirar o fôlego, muito motivacional estas notícias. Sucesso cara, e parabéns!!!!!!!

  13. Selton Postado em 09/Jun/2014 às 23:01

    Problema é uma perspectiva não análoga a nossa. É uma situação adversa avaliada com o nosso olhar, com a nossa solução sobre aquilo. É importante nos perguntarmos se temos algum problema, ou se o nosso único problema é saber se temos um. Lembrarei-me desse rapaz.

  14. Edilho Rabello Postado em 09/Jun/2014 às 23:50

    Testemunho deste nobre Brasileiro/Brasiliense é de nos fazer rever nossos conceitos quanto aos programas sociais. a condição de vulnerabilidade em nosso pais de tamanha desigualdade social na maioria dos casos esta relacionada com o meio em que foi concebido e de lá nasce a força a vontade de vencer, e quando se tem o apoio social governamental, a saída da condição pode ser possível, Cícero Batista venceu, a matéria não fala se ele conseguiu o ingresso em Universidade Pública ou em particular por intermédio do PROUNE. mais acima de tudo, o Mérito é dele mesmo que lutou com todas as garras. me renovou os ânimos de estudar mais. Obrigado!

  15. Cristiane Brito Postado em 10/Jun/2014 às 04:17

    A Comunidade Negra Brasileira parabeniza e saúda o novo médico, que nos orgulha com seu exemplo de persistência e perseverança, frente as adversidades impostas num país cuja falácia do discurso da "democracia racial" ainda impera na maioria dos espaços acadêmicos.

  16. Cláudia Postado em 10/Jun/2014 às 08:25

    Parabéns Cícero,pela determinação, infelizmente nós em grande maioria não temos a mesma garra que você!

  17. Flaviano Alves Postado em 10/Jun/2014 às 10:07

    A história de Cícero é realmente uma bela história, mas é uma excessão à regra. Quando não se tem políticas públicas que deem oportunidades para as pessoas das classes mais baixas, casos como esses podem ser contados nos dedos. As políticas públicas de inclusão não desestimulam, mas facilitam um pouco a inserção de pessoas mais pobres no ensino superior, o que contribui para reduzir a grande desigualdade social que existe em nossa nação, mas ninguém consegue ter sucesso sem esforço, não importa quantas oportunidades tenha, por isso, Cícero é um grande exemplo de superação.

    • Celio Bernstein Postado em 10/Jun/2014 às 22:23

      Ótimo comentário, Flaviano!

  18. Nadia Postado em 10/Jun/2014 às 10:50

    Doutor não? Porque não tem doutorado....Esse é o significado correto de "doutor". Mas por que enaltecer esse uso justo neste momento e nesta situação??? Se qualquer homem de terno é doutor, as vezes sem nenhuma formação......VAMOS CHAMA-LO DE DOUTOR SIM !!!! Doutor-medico....como qualquer outro medico é chamado. Doutor-homem ....digno, perseverante. DOUTOR....DOUTOR....DOUTOR.!!!!!!! Parabens

  19. Ladislau Neto Postado em 10/Jun/2014 às 11:42

    Alguém sabe em que instituição este homem se formou?

  20. Ângelo Postado em 10/Jun/2014 às 13:49

    Pergunte à ele se ele perdeu tempo assistindo copa, "jogo" qualquer?

  21. Débora Postado em 10/Jun/2014 às 16:46

    Que história comovente e motivadora? Que Deus te abençoe nessa carreira. Serás um dos melhores médicos do Brasil

  22. Beatriz Antonieta Lopes Postado em 10/Jun/2014 às 17:06

    Fibra,coragem, persistência...Alguns, como este moço, possuem! outros, no entanto, reclamam e nada fazem para mudar a situação! Eu não costumo DESISTIR dos meus objetivos, dos meus sonhos!

  23. Éberson Postado em 10/Jun/2014 às 21:32

    Nossa! Que notícia legal essa! Essa história deveria ser contada num documentário ou numa mega reportagem, para inspirar muitos outros. Eu gostaria de saber mais sobre os detalhes da sua trajetória. Grande história de vida num texto demasiado pequeno.

  24. Antônio Carlos Cunha Postado em 26/Jul/2014 às 19:51

    Não entendi o motivo da reportagem. O Pragmatismo por vezes e vezes publicava repetidas notícias atacando médicos brasileiros ao defender os estrangeiros. Segundo este próprio meio, e segundo a nossa gerente máxima do executivo, os cubanos são melhores que o Cícero e os brasileiros. Pena.

  25. Smith Postado em 26/Dec/2014 às 16:31

    Isso tudo sem cota...

  26. Giselle Dalmolin Postado em 04/Jan/2015 às 14:14

    Impressionante essa história, e serve também de exemplos para muitos que desejam alcançar essa carreira. Eu e minha família somos de baixa renda mas eu creio que assim como você também vou conseguir. Por isso gosto muito de pesquisar documentários a respeito, porque é de fato uma grande ajuda!

  27. Giselle Dalmolin Postado em 04/Jan/2015 às 14:22

    Linda história!

  28. Não adianta fazer beicinho… | Manual do Afiliado - Postado em 28/Oct/2015 às 11:34

    […] mas eu sou pobre e não tenho as mesmas oportunidades que os ricos” – Diga isso ao catador de lixo que virou médico ou ao Flávio Augusto, do Geração de Valor, que nasceu na […]