Redação Pragmatismo
Compartilhar
Eleições 2014 26/Jun/2014 às 16:21
15
Comentários

Dilma terá quase a metade do tempo de TV e Rádio

Com a proximidade do fim das convenções partidárias, está praticamente definido o tempo que cada candidato terá na televisão e no rádio durante as eleições 2014. Confira abaixo como ficou a divisão

dilma aécio camppos

A principal busca em uma aliança política no período eleitoral – o tempo de TV – tem garantido à presidente Dilma Rousseff larga vantagem diante de seus principais adversários. Com as recentes adesões ao projeto do PT, a pré-candidata à reeleição pode somar entre 11 e 12 minutos em rede nacional de rádio e TV, cerca de 45% no tempo total de propaganda eleitoral, caso o cenário se confirme até o fim das convenções partidárias, na segunda-feira 30.

Nesta quarta-feira 25, o PP, presidido por Ciro Nogueira, e o PSD, de Gilberto Kassab, oficializaram apoio à candidatura petista, acrescentando, juntos, mais cerca de 2 minutos e 40 segundos à propaganda de Dilma. Na semana passada, o PDT e o PMDB já haviam formalizado a aliança com a presidente. E o PR, que teve atendida a exigência da troca do ministro dos Transportes, deve anunciar seu apoio na próxima segunda-feira.

Apesar de algumas decisões ainda estarem sujeitas a mudanças pelas cúpulas dos partidos, é praticamente certo que Dilma consiga o mesmo número de partidos conquistados em 2010, quando se elegeu presidente da República. Até agora, estão com Dilma PMDB, PCdoB, PROS, PP, PSD, PR, PRB e PDT, além do PT.

A propaganda para presidente é dividida em dois blocos diários de 25 minutos cada. Dessa forma, Dilma já tem quase metade do total. Vale lembrar que um terço desse tempo, ou seja, oito minutos e 20 segundos, é dividido igualmente entre todos os candidatos. O restante é dividido de acordo com o peso, na Câmara dos Deputados, dos partidos que compõem cada uma das coligações. A de Dilma, por exemplo, conta com 357 dos 513 deputados federais.

Adversários

A presidente pode ter o tempo de TV quase três vezes maior do que o de seu principal adversário, o tucano Aécio Neves, e praticamente seis vezes maior do que o de Eduardo Campos, do PSB. O pré-candidato do PSDB à presidência, que conta com o apoio declarado do DEM, do Solidariedade, de Paulinho da Força, e agora do PTB, que fazia parte da coligação de Dilma, tem 99 parlamentares em sua base, o que dá pouco mais de cinco minutos de propaganda.

Já Campos é o que conta com a menor fatia: possui uma base de 33 deputados e cerca de um minuto e meio de TV. O pré-candidato socialista, que tem a ex-senadora Marina Silva como candidata a vice-presidente, contabiliza o tempo do PPS, de Roberto Freire, e de nanicos como o PSL, o PRP e o PHS.

247

Recomendados para você

Comentários

  1. Felipe Miguel Postado em 26/Jun/2014 às 16:31

    Aguentar seus comentários todo dia não vai ser fácil...

    • jorge Postado em 26/Jun/2014 às 21:15

      Para aguentar comentário desse Tucaninho, pego um papagaio, pelo menos é mais inteligente

  2. adriano Postado em 26/Jun/2014 às 16:38

    Nossa, aja estômago para aguentar a Dilma falando aquelas coisas desconexas todo o dia. Aos outros, chegou a hora de fazer valer a máxima de que qualidade é melhor que quantidade....

    • Johnny Go Postado em 26/Jun/2014 às 17:12

      Seria bom se a oposição tivesse propostas. Até agora, sabemos que o programa de Aécio trará, segundo suas próprias palavras, medidas impopulares. Quando o playboy disse isso, cercado por milionários, foi aplaudido de pé. Claro que as medidas impopulares não valem para eles, que não pertencem ao povo. A volta ao passado proposta pelo PSDB significa arrocho fiscal, baixos salários e alto desemprego.

      • Johnny Go Postado em 26/Jun/2014 às 18:59

        Rodrigo, você é o Constantino? Aquele que tem fobia à cor vermelha? Ora, lindão, que eu saiba, quem sucateou estatais para vendê-las a preço de banana nanica foram os tucanos. Barca furada esta em que que você se meteu, fofo. Juros altos, salários arrochados e filas de desempregados? O povão já pulou fora dessa barca em 2002.

      • Johnny Go Postado em 26/Jun/2014 às 20:06

        Rodrigo, a Petrobras lucrou R$ 23 bilhões em 2013, com aumento de 11% em relação ao ano anterior. Para desespero dos especuladores tucanos, que desejam entregar o pré-sal a estrangeiros, a empresa assumiu recentemente a exploração de área com 15 bilhões de barris (Búzios etc.). Com isso, o governo Dilma vai garantindo o investimento de 10% do PIB em educação, de acordo com o Plano Nacional de Educação. Chora não, fofo.

      • Johnny Go Postado em 26/Jun/2014 às 21:30

        Já que você está curioso, saiba que as concessões do setor hidrelétrico foram renegociadas neste ano. O valor dos contratos baixou, e muito, o que deve compensar a recente escassez pluviométrica. Dilma conhece tudo sobre o setor, pois é sua especialidade. Vale lembrar que a Presidenta fez baixar as tarifas, fato inédito. Mais uma vez, o mercado, que se faz representar diariamente nos jornalões, previu a catástrofe para 2015. Vai cair do cavalo. Ameaçaram, dizendo que ia faltar energia na Copa. Não faltou, nem faltará. Ah, faltou sim, mas não foi na Copa, foi no governo FHC, quando os "jestores" do PSDB impuseram ao povo um tremendo apagão. Enquanto isso, acho bom você estocar água mineral, porque aquela coisa que sai do volume morto do Alckmin não é muito confiável. E coloque um baldinho d´água ao lado da privada. Já imaginou se dá aquela dor de barriga durante a noite? Sem descarga, vai ser duro de aguentar o aroma...

    • daniel Postado em 27/Jun/2014 às 14:31

      o psdb tb tá

    • MOACIR BONATTO Postado em 30/Jun/2014 às 16:39

      ADRIANO VOTAR EM BEBADO E SEM HABILITACAO DEVE SER COISA DE OTARIO.

  3. Dhoco Postado em 26/Jun/2014 às 16:52

    Acredito que esse tempo de propaganda eleitoral obrigatória, deveria ser revisto, e divido de maneira igualitária, ou seja, sem distinção de coligação, partidos, etc. 10 candidatos, 25 minutos, 2,5 minutos cada, seria a forma mais justa, porém.....isso é quase uma utopia

  4. Johnny Go Postado em 26/Jun/2014 às 17:06

    A verdade virá à tona e vai doer, meu caro.

  5. Deisi Postado em 26/Jun/2014 às 19:50

    Que bom, com esse tempo, será possível, mostrar todos os avanços dos 12 anos, e também desmentir a mídia e oposição golpista, oportunista. Quando o Lula começa falar, eu paro que estou fazendo só para ouvir, quanto aos outros, não perco meu tempo, desligo a TV, sem proposta, sem programa de governo, só atacar e destilar ódio, contra Dilma e Lula.

  6. Raimundo Uchôa Postado em 26/Jun/2014 às 20:09

    Prezado Rodrigo seu televisor deve ter controle remoto! Portanto é só desligar! Com certeza, sua audiência não fará a menor diferença. A não ser que você queira conhecer o quê, de fato, vem acontecendo nesse país, nos últimos anos e, com isso, aprender um pouco mais sobre o povo mais sofrido, que vem conseguindo mudar de vida - para melhor é claro!

  7. Beto Postado em 27/Jun/2014 às 00:12

    Nada contra Dilma nem o PT, mas a presidente fala muita coisa desconexa e sem sentido, além de parecer sempre acabar frases de forma vaga... Não sei definir ao certo, mas o modo como a presidente fala é um tanto não natural! Lembrem do dia das crianças, que pérola! Felizmente discurso não define o candidato!

  8. testemunha binocular Postado em 27/Jun/2014 às 17:22

    O problema é que fora do horário eleitoral gratuito só vai dar tucanismo/anti-petismo... Uma briga desigual...