Redação Pragmatismo
Compartilhar
Mídia desonesta 26/May/2014 às 17:02
9
Comentários

Wagner Moura desmente "entrevista fictícia" do Estadão

“Eu nunca disse a frase ‘não dá mais pra viver no Brasil’”, diz Wagner Moura. Em texto encaminhado ao jornal O Estado de São Paulo, ator desmente matéria publicada pelo periódico e diz que “entrevistas que não são gravadas não podem conter aspas do entrevistado”

ator wagner moura
“Eu nunca disse a frase ‘não dá mais pra viver no Brasil’”, diz Wagner Moura (Reprodução)

Durante a semana de lançamento do filme Praia do Futuro, a frase “não dá mais pra viver no Brasil” foi atribuída ao ator Wagner Moura, que vai viver dois anos na Colômbia onde atuará em uma série sobre Pablo Escobar. Porém, o ator emitiu uma nota desmentindo o jornal O Estado de São Paulo, que divulgou a frase como sendo de Moura.

Em nota enviada ao jornal paulista, o ator desmente a matéria que lhe atribui a frase em questão. “Nunca disse a frase ‘não dá mais para viver no Brasil’. Entrevistas que não são gravadas não podem conter aspas do entrevistado. Minha ida para a Colômbia em nada tem que ver com meu desencanto com a política no Brasil, estou indo trabalhar e volto pra casa assim que acabar o trabalho, como sempre fiz. Meus filhos, meus amigos, minha vida estão no Rio, na Bahia, no Brasil”, explicou o ator em texto que foi publicado no Estadão.

Leia também: Jorge Furtado responde Wagner Moura e Ney Matogrosso

Moura ainda explica que está feliz pela experiência que vai viver na Colômbia. “Certamente disse que estou feliz de, neste momento, passar dois anos num país que se reconstruiu pela cidadania, um conceito distante aqui, e certamente fiz críticas fortes ao Brasil de hoje, mas a específica frase ‘não dá mais para viver no Brasil’ eu não disse, tenho certeza”, afirmou o ator.

Polêmicas de Praia do Futuro

E polêmicas não faltam em torno do longa metragem Praia do Futuro. Por conta das cenas de sexo entre Donato e Konrad (Clemen Shicks) um cinema da Paraíba avisava às pessoas que iam assistir ao filme sobre as cenas e o mesmo cinema, contrariando a classificação para 14 anos publicada em Diário Oficial, alterou a idade para 16 anos.

Revista Fórum

Recomendados para você

Comentários

  1. Alexandre Lopes Postado em 26/May/2014 às 18:25

    Esse tipo de ato torpe é a cara do Estadão . Aliás , é a cara da grande mídia .

  2. Sincero Postado em 26/May/2014 às 19:08

    Más é isso que esta acontecendo hoje no Brasil Tudo que surge na internet o pessoal compartilha sem apurar se é verdade

    • pedro Postado em 26/May/2014 às 22:05

      e como você sugere essa busca pela verdade ? pela internet ?

  3. Deisi Postado em 26/May/2014 às 19:41

    De todos que pertencem ao PIG sem dúvida.

  4. luisa valdorf Postado em 26/May/2014 às 19:56

    O mal já está feito. A frase irá reverberá no PIG como um mantra. Essa é sim a imprensa que nos dá nojo, como a Veja com o seu "Susto Brasil". Susto eles terão quando a Dilma for reeleita, certamente no primeiro turno.

  5. Esdras Pereira Alves Neto Postado em 26/May/2014 às 20:15

    Esse jornalão do PIG está atirando por todos os lados para denegrir a política de nosso país.

  6. Felipe P Postado em 27/May/2014 às 08:32

    Como muitos disseram aqui: PiG. Não há nada mais a comentar...

  7. Ela mesma Postado em 28/May/2014 às 10:19

    Olha, o Wagner Moura se queimou. Esse negócio de que não dá pra colocar entre aspas entrevista que não foi gravada é o mesmo que dizer: "Ah, eu disse isso? Então, prova!" E se ele se diz insatisfeito com o Brasil atual, certamente não conhece um pouco na nossa história nem tão antiga assim. Um país que tem diminuído sua pobreza, um país que tem alçado a classe trabalhadora que hoje tem acesso a viagens de avião, a se alimentar um pouco melhor , um país com estabilidade econômica. Não dá pra se resolver problemas desde a colonização portuguesa em dois mandatos. A política é continuação. A oposição sempre fará o jogo sujo de tentar denegrir quem está no poder. É o trabalho dela. Mas é preciso ter um pouco de discernimento, deixar as questões de partido de lado, e reconhecer que o país melhorou. E sim, há muito que melhorar ainda. E você, que só sabe reclamar que o país está uma porcaria, você tem feito sua parte? Tem agido com respeito, tem cumprido com seus compromissos (e isso não é apenas pagar as contas em dia), tem educado seus filhos para que sejam pessoas sem preconceito, tem contribuído para um país melhor? Eu vejo o contrário. Os que reclamam que o país está ruim por conta dos petralhas são os indivíduos que agem errado; que compram atestados, que passam o dia no facebook ao invés de trabalhar, que jogam lixo na rua, que não abrem o vidro do ônibus só porque está frio - dane-se quem está de pé no calorão no meio do busão. Isso também é fazer política. E aí, que tipo de político você é, reclamão?

    • Thiago Teixeira Postado em 28/May/2014 às 12:41

      Digamos que ele tenha dito informalmente ou no mictório. Mas porque postaram esta frase? Reflita.