Redação Pragmatismo
Compartilhar
Música 05/May/2014 às 16:44
74
Comentários

O conselho de Pink Floyd para os Rolling Stones

Roger Waters e Nick Mason pedem que Mick Jagger e sua banda não façam show programado para 4 de julho em Tel Aviv. “É o equivalente moral a se apresentar em Sun City no auge do apartheid sul- africano”

roger waters mick jagger israel
Roger Waters e Mick Jagger (Ilustração: Pragmatismo Político)

Dois dos fundadores da banda Pink Floyd, Roger Waters e Nick Mason, escreveram uma carta pedindo que os Rolling Stones e outras bandas reconsiderem sobre a decisão de tocar em Israel no ano de 2014.

“Tocar em Israel agora é o mesmo que tocar em Sum City no ápice do apartheid”, insistem os roqueiros do Pink Floyd. No documento, os músicos explicam que ao se apresentarem aos israelenses, estas bandas, incluso os Rolling Stones, vão “fornecer propaganda que será usada pelo governo israelense em suas tentativas de encobrir as políticas de seu regime injusto e racista.”

VEJA TAMBÉM:
O melhor filme para entender a convivência impossível entre israelenses e palestinos
Eduardo Galeano: ‘Quem deu a Israel o direito de negar todos os direitos?’

Waters e Mason pedem, na carta, colaboração à causa da Palestina. “Estamos nos aproximando do ponto de inflexão na consciência global em que a negação dos direitos dos palestinos terá um impacto devastador sobre gerações e eles precisam do nosso apoio agora mais do que nunca.”

Os Rolling Stones confirmaram que no dia 4 de julho irão se apresentar em Tel Aviv, contrariando o apelo dos músicos do Pink Floyd.

Igor Carvalho, Fórum

Recomendados para você

Comentários

  1. Thiago Teixeira Postado em 05/May/2014 às 16:49

    É babaquice isso, o rock n'roll não pode ser o bode expiratório da insanidade de uns retardados, muito pelo contrário, o Rock faz unir as pessoas. Tem que tocar sim.

    • Bianca Ferreira Postado em 05/May/2014 às 17:49

      A questão não é o papel do rock, mas como o governo vai usar essa imagem, transformando um evento que deveria sim, unir as pessoas, como prova de que o regime deles está dando certo. As injustiças de cada cultura devem ser lidadas de forma diferente, e não com repressão, como o Pereira do comentário abaixo está relinchando. Não se pode reprimir violentamente aqueles que são condenados por serem violentos. Os palestinos tem seus erros como povo, bem como os israelenses, brasileiros, estadunidenses e cada cultura nesse planeta, mas não podemos matar uns aos outros sempre que acharmos isso.

      • carlos Postado em 20/Jul/2014 às 12:32

        E o que o rock tem a ver com isso? Como vc mesma disse, todos erram e se começarem com esse papo de que não pode tocar aqui ou ali não vão tocar em nenhum lugar mais.

      • Fagner Postado em 20/Jul/2014 às 16:36

        Carlos, se tu não sabes o que o Rock tem a ver com isso, não sabe o que é Rock.

      • Yuri Holanda Postado em 23/Jul/2014 às 18:42

        O que o rock tem a ver com política? O QUE O ROCK TEM A VER COM POLÍTICA????????? Quem diz que o rock não tem a ver com política não entende absolutamente nada de rock! Melhor ir ouvir Bossa Nova ou Funk da Ostentação ou algo do tipo! O rock possui a essência da inconformidade, no repúdio às injustiças, no grito contra uma sociedade que pretende ser normal em meio a imoralidade, bossalidade e brutalidade com os mais humildes! A própria batida do rock é pura inquietação! Todas as melhores bandas de rock já questionaram diversos aspectos da exploração/opressão existente na sociedade. Os Beatles questionaram a Guerra do Vietnã, o Floyd o processo de fascistização na sociedade de consumo, o Simple Minds homenageou o próprio Nelson Mandela e denunciou a política racista do apartheid sul-africano e não vou nem falar das bandas punks ou grunges. Sabe nada, inocentes! O próprio rock surge em meio às contestações juvenis pós-Segunda Guerra como questionamento ao autoritarismo familiar, social, no trabalho, na esfera do consumismo e em qualquer instância da sociedade. E quem não entende isso não é digno de se considerar da tribo do rock!

    • Leonardo Postado em 05/May/2014 às 17:55

      O Rock'n'Roll é uma expressão de liberdade de ruptura com a opressão, exatamente o oposto que Israel vem praticando. Aliado importante dos EUA no oriente médio, vem adotando uma postura armamentista imperialista e cerceando completamente a liberdade do povo palestino.

    • [email protected] Postado em 05/May/2014 às 18:16

      Une as pessoas ,mas tu acha realmente que nesse vai acabar os conflitos acabara o massacre contra os Palestinos?Não tem que tocar nao para estes porcos racistas judeus

      • carlos Postado em 20/Jul/2014 às 12:34

        "Porcos"!! Parece que não são os judeus que são racistas.

    • Thiago f santos Postado em 05/May/2014 às 18:58

      Então o Frank Sinatra deveria ter se apresentado em Berlin? U2 feito shows privados pro Slobodan Milosevic?

    • Matheus Postado em 05/May/2014 às 19:59

      Bode expiratório, deus

    • Bryam Cardoso Postado em 06/May/2014 às 00:17

      Cara, o que o governo israelense está fazendo com o festival de rock, é o mesmo que o brasileiro está fazendo com a copa do mundo, tente enxergar isso.

    • Thiago Teixeira Postado em 06/May/2014 às 14:22

      Beleza então. Cancelem o show e taquem um míssil em Israel, será mais produtivo e estaremos promovendo a paz.

      • conrado Postado em 19/Jul/2014 às 21:26

        hahahahaha eita mundo complicado!

      • Sonia Lee Postado em 19/Jul/2014 às 23:28

        Os mísseis serão lançados com Rock ou sem Rock! Ainda correm o risco de terem o show bombardeado! Afastar-se é sinal de sabedoria!.

      • Sonia Lee Postado em 19/Jul/2014 às 23:31

        Meus esses caras só querem grana e sucesso! Nem tão ai se vai ter bomba! Se vai ter inocentes mortos! Rock....já foi esse tempo! Eu não entendo nada desse conflito, não quero entender, só queria que parassem de matar as pessoas, só isso!

    • sergio Postado em 19/Jul/2014 às 21:58

      o amigo nunca deve ter ouvido em posicionamento politico......

    • waldez Postado em 19/Jul/2014 às 22:17

      Concordo com Waters, não se deve dar motivos à publicidade , que favoreça esses terroristas judeus...

    • Sonia Lee Postado em 19/Jul/2014 às 23:26

      Concordo que não pode e não deve ser misturado. Mas as coisas hoje são todas juntas e todas misturadas. E se a região for bombardeada, acho que não terá Rock, não é mesmo? É uma região de conflito e muito perigosa, devemos ter limites!

    • Jean Postado em 20/Jul/2014 às 08:55

      o rock não seria bode expiatório por causa da ausência de um show em Israel!!! Ter visão ampla é dever de toda pessoa instruída. O rock não seria abalado! Essa Banda é inabalável!!!! Mesmo porque seria mais nefásto qualquer show musical ir se apresentar numa arena de sangue!!!

    • Joel Postado em 21/Jul/2014 às 00:02

      o rock vai unir palestinos e israelenses com um estado belicista e segregacionista como o de israel? babaca é tu seu alienado

    • Lorene Postado em 21/Jul/2014 às 20:42

      É digno que um músico, ainda mais de um estilo cheio de atitude e que carrega a marca da rebeldia, da irreverência, saiba da responsabilidade que tem. Não há espaço para a neutralidade em alguns assuntos do mundo contemporâneo Roger Waters foi grande e generoso. Ético com sua arte e diante do mundo. Micj, Jagger apenas demonstra com sua atitude a insensibilidade a a postura de playboy irreverente. Diante do quadro em questão, deslocado, como alguém que perdeu o "trem da história". Triste.

    • Serial reader Postado em 21/Jul/2014 às 23:14

      Vai ler um pouco, pra aprender sobre rock e politica.

  2. Pereira Postado em 05/May/2014 às 16:49

    Talvez eles queiram que o direito de matar judeus com terrorismo seja oficializado, talvez eles queiram que os palestinos tenham direito de matar homossexuais em praça pública como manda o alcorão, talvez eles queiram o direito dos palestinos de oprimir as mulheres como fazem a anos. Roger waters como político é um ótimo músico.

    • Aline. Postado em 05/May/2014 às 17:43

      Oie??? Vamos estudar um pouco antes de falar bobagem. ''Talvez eles queiram que os palestinos tenham direito de matar homossexuais em praça pública como manda o alcorão'' Primeiro que o livro dos judeus é a Torah que simplesmente é o velho testamento bíblico, segundo, apenas religiosos fanáticos e sem muita instrução entram nesse tipo de cilada. Vai se informar para não falar bobagem e pregar o ódio.

      • Arnaldo Tabosa Postado em 05/May/2014 às 19:57

        Apoiado !

      • Lucas Postado em 06/May/2014 às 09:05

        Os palestinos são muçulmanos e têm como livro sagrado o Alcorão!

      • Gilson Postado em 07/May/2014 às 20:20

        Aline os palestinos realmente são muçulmanos , mas este idiota que escreveu a barbaridade acima realmente não pensa

      • Carla Postado em 08/May/2014 às 11:15

        Aline, vc é produto do analfabetismo funcional... releia e verá que o Pereira está falando que o povão que acha que a banda não pode se apresentar em Israel querem a supremacia palestina para assim poderem matar homossexuais... e palestinos seguem Alcorão, livro extremamente preconceituoso!!! agora, vi um monte de gente falando sobre judeus de merda, que são racistas, etc... só lembro que não faz nem 100 anos que esse mesmo povo sofreu com preconceito e todo tipo de tortura e trabalho forçado, pra acabar morrendo em câmara de gás... que se esquece está fadado a cometer o mesmo erro...

      • Huberto Jardim Postado em 19/Jul/2014 às 21:35

        Caramba Aline... "Vamos estudar um pouco antes de falar bobagem" e "Vai se informar para não falar bobagem e pregar o ódio." se aplica completamente a você mesma. Não estudou interpretação de texto não? O Pereira falou DOS PALESTINOS e você sequer conseguiu interpretar o que ele disse... Vai a um oftalmologista, minha cara e depois à escola pagar a matéria de português que você não passou...

    • Leonardo Postado em 05/May/2014 às 17:52

      Melhor dar uma lida melhor sobre a causa pela Palestina livre. Taí um blog bacana:http://palestina-livre.blogspot.com.br/

    • Pedro R Postado em 05/May/2014 às 17:53

      Pereira leia um pouco antes de defecar pela boca.. você pelo visto não sabe NADA sobre isso ! E Thiago Teixeira o mesmo pra você !! Rock é protesto, mudança desastabilizar velhas estruturas que ignorante como você não veem, não conhecem e não entendem

    • Ronald Postado em 05/May/2014 às 18:12

      Não, meu caro, o alcorão não manda "matar matar, e ninguém, sujeito ao livro, matar homossexuais em praça pública"! Conheça para falar sobre!

    • pedro porto Postado em 05/May/2014 às 18:19

      Sim sim por isso eles matam as crianças e mulheres palestinas e destroem suas casas.

    • Lukas Postado em 05/May/2014 às 22:30

      Quanta ignorância! Meu Deus!

    • Célio Postado em 08/May/2014 às 16:06

      No Brasil e demais países ocidentais de maioria cristã não existe opressão a mulheres né. Isso independe de religião, brother.

    • Rodrigo Postado em 19/Jul/2014 às 21:31

      Você quer justificar o massacre assírio em Israel,a partir do qual nunca mais se ouviu falar do que foi feio com doze tribos? Compare Nínive com aquele reino, Nínive era muito mais cosmopolita e avançada em direitos para as mulheres e com maior liberdade religiosa. Bonito!

    • carlos Postado em 20/Jul/2014 às 12:36

      É isso aí, meu caro!

    • Jukka Postado em 21/Jul/2014 às 08:22

      "Olá! Eu sou o Pereira. Gosto de ler a Veja, acho o Olavo de Carvalho o maior pensador de todos os tempos e acredito em tudo o que a mídia marrom publica"

  3. jaqueline Postado em 05/May/2014 às 17:33

    Taí, politizados! Isso mesmo,não compactuar com esse País que diariamente rapta e mata crianças Palestinas

  4. Gustavo Postado em 05/May/2014 às 17:37

    Como pode o povo de Israel cometer tantas abusos contra os palestinos. Será que esses, a maioria formado por judeus não se lembram o que sofreram ao longo da história e mais recentemente durante o holocausto?

  5. Caio Postado em 05/May/2014 às 17:48

    Pink Floyd >>> Rolling superestimados Stones

    • Tatiana Postado em 05/May/2014 às 18:09

      Nossa Caio, com toda certeza!!!!

    • Thiago Hermes Postado em 05/May/2014 às 21:16

      Só vou discordar da parte "superestimados Stones", eu acho que eles fizeram por merecer seu status e ainda cravaram de vez uma estaca no coração da rebeldia inocente. De resto estou plenamente de acordo, Pink Floyd é MUITO superior.

      • Caio Postado em 07/May/2014 às 08:39

        Acho que o momento fez eles, para não dizer, os Beatles, hehe zuera Mas o stones sim tem discos classicos como Exile e Stick Fingers, e vários hits eternos. Mas acho superestimados mais desse lance de "jornalistas da cultura pop" falarem que são os maiores de todos os tempos... Tem uma infinidade de banda melhor.

  6. Ruy D Postado em 05/May/2014 às 18:09

    São duas bandas extraordinárias. Mas, querendo ou não, os Stones tem um viés mais caça-níqueis, já o Pink Floyd sempre trouxe uma identidade político-filosófica em seus álbuns. Pessoalmente acho a banda Pink Floyd superior em todos os aspectos imagináveis.

    • patbela Postado em 05/May/2014 às 22:49

      Disse Tudo!!

  7. Gabriela PV Postado em 05/May/2014 às 18:09

    #PerfectPinkFloydForRS Adorei a iniciativa dessa banda maravilhosa, antes todos os músicos e artistas em geral tivessem essa consciência ;-)

  8. Willian Araujo Postado em 05/May/2014 às 22:26

    Gente, palestina é islamica. Sou ateu, creio que quem quer ter religião tem esse direito, mas uma religião que prega que o povo judeu deve ser extinto, não poderia nem sequer existir! Enquanto a palestina insistir em se tornar um estado islâmico, tem que ser bloqueada sim! Só irei ser a favor de uma palestina independente quando eles aceitarem se tornar um estado laico... Se Israel tem a oportunidade de limitar e bloquear o poder de um território islamico, eles estão agindo em própria defesa!!!! Ou alguém aqui não sabe que um dos principais lemas do islã é exterminar os judeus, e logo em seguida exterminar todos que não se curvarem ao islã...

    • Ronaldo Postado em 06/May/2014 às 12:21

      Se os palestinos, por pregarem a extinção do povo judeu, devem ser extintos, então você, por pregar a extinção dos muçulmanos, também deve! Santa burrice! Ninguém prega a extinção de ningúem. Israel é um Estado oficionalmente judeu, não laico, portanto também deve ser bloqueado. Quanta contradição, meu amigo. Vá estudar!

    • felipe Postado em 06/May/2014 às 16:19

      Como o alcorão vai pregar que o povo judeu deve ser extinto se o alcorão foi baseado no judaismo? Me deu um nó no cérebro lendo esse comentário.

      • naldo Postado em 21/Jul/2014 às 10:05

        é isso que a religião faz,tanto islam,judaismo,cristianismo,faz o mesmo, oprimem os que não se curvam a suas bizarrices.

    • Pricila Postado em 19/Jul/2014 às 21:41

      Voce esta confundindo a religião do Islamismo com o ideário do hamas - o grupo terrorista.

      • Sergio Postado em 19/Jul/2014 às 22:01

        Israel=terrorismo de estado........

    • Thiago Postado em 19/Jul/2014 às 22:46

      Já leu o Alcorão pra falar que o Islamismo prega o ódio e a morte aos judeus?? Esse é o ideal do Hamas e não do Islamismo. Israel invade, expulsa, mata a população palestina e você vem justificar o massacre Israelense na Palestina baseado em religião?! Ainda mais quando não conhece a religião da qual está falando?! Estude um pouco de história e depois venha falar aqui ¬¬

      • marcelo Postado em 20/Jul/2014 às 02:18

        Thiago, o willian cometeu um erro no comentário dele, porem voce também, Israel não expulsa os palestinos de gaza ele apenas entra la para destruir os arsenal de armas deles e como o hamas não é bobo, ele utiliza escudos humanos para que a mídia internacional passe essa imagem que Israel "é do mal" e os palestinos são uns pobres coitadinhos

    • Rodrigo Postado em 20/Jul/2014 às 01:55

      brother, também sou ateu e te digo, não é por aí... existem grupos extremistas, que pregam isso e aquilo... mas no geral não é assim. o ocidente recebe, via mídia, a imagem de que o invasor é a vítima. israel foi fundado em 1947/1948. já existiam pessoas de todo o tipo vivendo lá, em relativa harmonia, como mostram vários documentários, incluindo um que foi produzido por um ex-soldado do exército de israel. vc fala em estado laico, mas o único lugar em israel que é laico é jerusalém. o restante é judeu. eles querem um estado unicamente judeu. os ataques "terroristas" iniciaram décadas depois do início dos abusos do governo israelense contra os palestinos. o muro que está sendo construído para separar a palestina de israel (duas vezes mais alto que o muro de berlim!), e que eles dizem ser uma "medida de segurança", já estava planejado desde 1967! as notícias chegam à nós como se israel estivesse respondendo aos ataques terroristas quando, na verdade, quem está retaliando atitudes terroristas são os palestinos! faz o seguinte, digita lá no you tube: "A história sionista"; "A guerra que você não vê"; e "os palestinos nos livros escolares de israel". pra finalizar, exterminar judeus era um dos principais lemas de Hitler, não do islã! Agora veja os vídeos e pare de ser besta!

  9. Carolina Postado em 05/May/2014 às 22:49

    Vale a pena lembrar que Roger perdeu o pai na 2a guerra combatendo os nazi-fascistas que matavam judeus. Ele conhece bem a dor da perda por uma guerra que foi gerada pela intolerância. Tenho certeza que ele não gostaria que outras pessoas sofressem o mesmo.

    • César Henrique Postado em 06/May/2014 às 01:19

      Com certeza, e ele deixa isso bem claro nas suas músicas. Quem já assitiu The Wall ou ouviu o album com um pouco mais de atenção percebe como a guerra marcou o Roger Waters

  10. eu daqui Postado em 06/May/2014 às 12:06

    Discursar pró Palestina também dá notoriedade e dinheiro. Agir conforme discurso é mais difícil.

    • Julia Reis Postado em 19/Jul/2014 às 22:36

      Discursar pró Palestina dá dinheiro??? Realmente, todo mundo que protesta contra o genocídio na Palestina no fundo está visando ganhar um dinheirinho....... só que não.

  11. Julio Postado em 07/May/2014 às 13:44

    Vocês todos estão criando um conflito idiota nos comentários... Discutir com conhecimento é uma coisa, vomitar incertezas é outra. Todos os casos têm diversas interpretações, mas o que leio por aqui não são reflexões, e sim achismos/convicções.

  12. laercio Postado em 09/May/2014 às 11:13

    Pra quem não lembra, o Queen tocou em Sun City em 1984 apesar dos apelos da classe musical para que que não tocassem.

  13. hantu Postado em 10/May/2014 às 14:30

    eles deveriam tocar sim, e colocar uma bandeira bem grande da palestina no palco

  14. sei lá Postado em 30/May/2014 às 13:02

    Um governo racista faz um povo racista? se faz, então não devem tocar. Já agora um governo de mentecaptos faz um povo mentecapto? se faz, este pais é é um enorme hospital psiquiátrico.

  15. Rafael Postado em 19/Jul/2014 às 21:24

    Senti uma alfinetada no Queen aí, com a comparação com o Sun City...

  16. giovana Postado em 19/Jul/2014 às 22:57

    Um cidadão de estado terrorista rico vale muito mais que um cidadão de estado terrorista pobre. Os argumentadores pró sionismo imperialista genocida usam muita retórica pra justificar o que Israel está fazendo, mas quero ver admitirem isto. Não dá né ? Fica feio.

  17. Nano Falcão Postado em 20/Jul/2014 às 00:45

    Durante o apartheid várias bandas e músicos boicotavam a Africa do Sul, e isso ajudou bastante a combater o regime. O regime que os israelenses impõem aos palestinos é praticamente de apartheid. Não tem que tocar mesmo. Mas faz tempo que Rolling Stones se tornou uma empresa e só quer saber de grana. Já deixaram de ser uma banda de rock faz tempo. E viva o Neil Young que cancelou o show. Esse sim é um cantor ético que dá orgulho de ser fã.

  18. Charles Postado em 20/Jul/2014 às 05:13

    Hipócritas anti-Israel e alguns imbecis anti-judeus: "Se no ano passado você não protestou quando milhares de manifestantes foram mortos e feridos pela Turquia, Egito e Líbia, quando mais do que nunca pessoas foram enforcadas pelo Irã, mulheres e crianças no Afeganistão foram bombardeados, comunidades inteiras foram massacradas no Sudão do Sul, 1.800 palestinos morreram de fome ou foram assassinados por Assad na Síria, centenas no Paquistão foram mortos por ataques terroristas de Jihadistas, 10.000 Iraquianos foram executados por terroristas, vilas inteiras foram dizimadas na Nigéria, mas você só protesta por GAZA, então você NÃO é pró DIREITOS HUMANOS, você é somente ANTI-ISRAEL"– Hillel Neuer, Diretor da UN Watch, 15 de Julho de 2014.

  19. jose wallace Postado em 20/Jul/2014 às 09:33

    Enquanto ficam querendo justificar os motivos de Israel, eles Matam covarde mente mulheres,crianças e mesmos membros do hamas, de forma covarde com um instrumental bélico extremamente superior! É uma tristeza.precisamos dizer :Para com isso! Rol ling Atinge não estão com nada : Imbecis!!!

  20. Serapião Silva Postado em 20/Jul/2014 às 10:56

    Concordo com o conselho, com o simbolismo, mas Israel não é o único vilão nesta história. Veja uma abordagem múltipla e equilibrada sobre a questão Palestina X Israel no artigo abaixo. O artigo em si os comentários e vídeos dos leitores formam em excelente painel e permitem ver este assunto com racionalidade: PARA EXTREMISTAS, NÃO INTERESSA QUEM MORRE, INTERESSA QUEM É O ALGOZ. http://questoesrelevantes.wordpress.com/2014/07/04/para-extremistas-nao-interessa-quem-morre-interessa-quem-e-o-algoz/

  21. Cesar de Paula Postado em 20/Jul/2014 às 11:14

    Gosto das duas super-bandas, mas a atitude sugerida por Waters é mais roquenroll, rocker!

  22. Roberto Postado em 20/Jul/2014 às 11:15

    Meus amigos, permitam que um "roqueiro" com alguma coisa à mais que meio século deixe algumas palavras para reflexão. O Rock and Roll nasceu como uma opção, um grito de revolta contra uma sociedade que pela sua hipocrisia e dissimulação manipulava consciências. Será que mudamos muito? Porém nossa arma era a música, a arte que fala à alma. No começo, nossos simples cabelos longos eram suficientes para incomodar. Quantas vezes, abordados por policiais, tínhamos longas mechas de cabelos cortados à faca ou canivete, única e exclusivamente para nos obrigar ao corte de cabelo padrão da época. Muitas da liberdades que hoje desfrutamos veio desse "exércitos de cabeludos" que feriram com suas músicas e suas letras corações e consciências humanas, despertando-as para suas próprias possibilidades. O Rock é mais que um estilo musical, embora o capital assim não o queira, ele é um princípio de vida, e como princípio de vida não pode se aliar à discriminação, ao preconceito, a exploração humana e tantas outras posturas e muito menos se submeter à elas. Aonde houver um oprimido não se deve conceder a guitarra para deleite do opressor. Aonde houver um opressor deve rock penetrar no coração dos oprimidos como hino de esperança. Hoje olho para muitos dos companheiros de outrora e vejo como sucumbiram ante aos apelos de facilidade de um mundo de concessões. Vejo bandas que gritam em suas letras princípios e posturas que suas condutas desmentem. Mas assim é a evolução humana, um jogo de decisões, nem todas acertadas. Assim é o rock and roll uma estrada de vida, nem sempre fácil de ser seguida. "Sim, há dois caminhos que você pode seguir Mas na longa estrada Há sempre tempo de mudar o caminho que você segue E isso me faz pensar" Stairway To Heaven - Led Zeppelin

  23. Daniel Postado em 20/Jul/2014 às 11:36

    Por que eles não tocam em Gaza? Talvez pelo fato do Hamas proibir qlquer tipo de manifestação cultural "ocidental", obrigar seus cidadãos a seguirem um código moral religioso da idade média e ainda perseguirem aqueles q, dentro de Gaza, se organizam e lutam contra a opressão fascista do Hamas. Agora me falar de boicote a israel, onde instituições como UNICEF, paz agora, human rights watch e tantas outras são bem vindas, têm escritórios e agem livremente sem perseguição ou impedimento legal é uma hipocrisia e retórica ideológica antissionista ridícula. Pragamatismo, não se rebaixem a divulgar e apoiar esse tipo de ação vazia, odiosa e cega em suas consequências e princípios.

  24. Raposo Postado em 20/Jul/2014 às 22:43

    Quando quero pensar, ouço P F. Quando quero balançar, ouço RS.