Redação Pragmatismo
Compartilhar
Política 09/May/2014 às 12:42
5
Comentários

CPI da Petrobras terá senadores investigados pelo STF

Metade dos indicados para a CPI da Petrobras é investigada no STF. Senadores enfrentam investigações ou ações criminais no Supremo. Um deles, Gim Argello, já foi condenado em primeira instância

Dos dez senadores indicados, até agora, pela base governista para a CPI da Petrobras no Senado, cinco têm pendências no Supremo Tribunal Federal (STF). São alvos de investigações ou ações penais, segundo levantamento do Congresso em Foco. Os nomes dos parlamentares que poderão integrar a comissão, com o objetivo de apurar supostas irregularidades na estatal, foram anunciados na terça-feira (6). Ainda não foram indicados membros pela oposição e nem para a CPI mista.

Principal aliado do Planalto, o PMDB indicou o senador Vital do Rêgo (PB) para presidir a CPI. Presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), ele responde ao inquérito 3506 por suspeita de crimes eleitorais.

gim argello cpi petrobras
Senador Gim Argello, um dos indicados para compor a CPI da Petrobras, já foi condenado em primeira instância (Foto: Agência Senado)

Valdir Raupp (PMDB-RO), Acir Gurgacz (PDT-RO), Gim Argello (PTB-DF), Ciro Nogueira (PP-PI), João Alberto de Souza (PMDB-MA), José Pimentel (PT-CE), Aníbal Diniz (PT-AC), Humberto Costa (PT-PE) e Antonio Carlos Rodrigues (PR-CE) também foram indicados como membros titulares da CPI, ainda não instalada.

Raupp responde a quatro ações penais (358, 383, 554 e 577) por peculato, crimes contra o sistema financeiro nacional e crimes eleitorais. No inquérito 2442, é investigado por supostos crimes contra a administração em geral.

Gurgacz é alvo dos inquéritos 3689 e 3348, instaurados para apurar a ocorrência de crimes de responsabilidade e previstos na lei de licitações.

Recentemente indicado para o Tribunal de Contas da União (TCU), Gim Argello desistiu da candidatura ao posto de ministro porque foi pressionado por servidores e até pela presidência do órgão, que defenderam que o ocupante do cargo precisa ter reputação ilibada e idoneidade moral. O petebista, além de já ter sido condenado em primeira e segunda instâncias pela Justiça do Distrito Federal, responde a seis inquéritos (3059, 3570, 3592, 2724, 3723 e 3746) no STF por crimes como apropriação indébita, lavagem de dinheiro, peculato, corrupção passiva e ativa e crimes eleitorais e da lei de licitações.

No STF, há ainda uma investigação (5020) em andamento contra Ciro Nogueira para apuração de crimes de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e tráfico de influência.

Congresso em Foco

Recomendados para você

Comentários

  1. pereira Postado em 09/May/2014 às 12:45

    Como diria Tim maia : Vale , Vale tudo !!!!! vale o que vier , vale o que quiser , até vale chamar o calheiros, pra impedi a CPI ...e tudo vale !!!!! Vale , Vale tudo !!!!! vale o que vier , vale o que quiser .Até vale se aliar ao maluf pra elege o padilha. e tudo vale. Atencão !!! notícias do comando : Liberou Geral !!!! Vale , Vale tudo !!!!! vale o que vier , vale o que quiser Até vale censurar a imprensa pra se eleger mais facil. E tudo vale !!!!

  2. Thiago Teixeira Postado em 09/May/2014 às 12:51

    Fretem um ônibus e coloquem todos do comando da Dilma (inclusive ela), ministros, presidenta da Petrobras e Senadores do PT dentro sentido Papuda. Ou melhor, soca eles lá na penitenciária de Tremembé, cela que ao invés de 18, estão com 77 presos. E as mulheres, Dilma, Gleisi, Graça, coloquem junto na penitenciaria masculina. Condenem todos a morte e queimem os seus corpos. Joguem num saco único e mandem para o STF decidir se haverá liberação para as famílias ou não.

  3. Alexandre Lopes Postado em 09/May/2014 às 15:10

    Ué, todos não são inocentes , até que se prove o contrário ? Não entendo , portanto , o porquê de uma matéria dessa qualidade ter sido divulgada . E se todos eles forem absolvidos ? E se parte deles forem absolvidos ? Quem costuma agir de forma irresponsável é a grande mídia . Espero que esse site não vá no mesmo caminho .

    • Thiago Teixeira Postado em 09/May/2014 às 18:13

      Serão absolvidos, logo após seus nomes serem jogados na lama, terem perdido dezenas de careiras no Senado e Câmara além da nota em letra minúscula na seção de finados dizendo que a informação estava equivocada.

  4. Eduardo Abreu Postado em 11/May/2014 às 22:09

    não dá para comentar, se eles tem tantos processos, e estes não são de ontem, são de anos atrás, como conseguiram registrar suas candidaturas, onde está a Lei da Ficha Limpa, onde está a Comissão de Ética das Casas Legislativas.....Onde está a Constituição Federal.......