Redação Pragmatismo
Compartilhar
Mulheres violadas 15/Apr/2014 às 18:40
9
Comentários

Mulheres estupradas devem ser enforcadas, diz político indiano

Político indiano diz que vítimas de estupro deveriam ser enforcadas. Abu Azmi afirmou que mulheres que façam sexo fora do casamento, incluindo as violentadas, devem ser mortas

A onda de violência sexual na Índia virou pauta das eleições que são realizadas no país, porém, com declarações pesadas contra os direitos da mulher. Com seis semanas de duração, se trata do maior evento eleitoral do mundo. Na , o político Abu Azmi, do Estado de Uttar Pradesh, afirmou que as mulheres que mantenham relações sexuais fora do casamento deveriam ser enforcadas, incluindo aquelas vítimas de estupro.

mulheres indianas eleições índia
Mulheres indianas representam 48,5% do colégio eleitoral: reivindicação por mais segurança e menos violência de gênero (Efe)

“A violação é castigada com a forca no Islã. Mas aqui não acontece nada com as mulheres, somente com os homens. A mulher também é culpada”, disse Azmi, presidente do Partido Samajwadi (SP) no Estado de Maharastra, ao jornal local Mid Day. Azmi argumentou que a solução para evitar os estupros é que, se “uma mulher casada ou solteira vai (fazer sexo) com um homem, com ou sem consentimento dele, deve ser enforcada. Ambos devem ser enforcados”, continuou.

As declarações de Azmi, senador entre 2002 e 2008, aconteceram um dia após outro episódio, quando o chefe de seu partido Mulayam Singh Yadav dizer que a forca é um castigo “injusto” para os estupradores. “Os meninos cometem erros, mas isso não significa que tenham que ser enforcados”, declarou Yadav, apesar de não se opor à pena de morte como castigo para outros delitos.

Os pais de uma garota estuprada e assassinada em um ônibus na cidade de Nova Deli em dezembro de 2012 — um crime que provocou protestos e um debate sem precedentes sobre a violência contra a mulher na Índia — criticaram o político. “Seu argumento é que as mulheres não têm honra. Apelo ao público para que não vote em um líder desse tipo. Apelo às mulheres para que não votem nele”, disse o pai da moça.

“Todos os dias, mulheres são violadas e são erros? Ele fala de acabar com a pena de morte para os violadores, mas os pais, como nós, consideram que nem a morte é suficiente para os violares. Eles merecem pior”, acrescentou a mãe.

O caso levou o governo a endurecer as leis contra agressores sexuais e a estabelecer a pena de morte em caso de que a vítima faleça ou que os violadores reincidam no crime. Quatro dos estupradores da jovem foram condenados à morte e, no início de abril, três foram condenados à forca por um estupro reincidente em Bombaim.

Opera Mundi

Recomendados para você

Comentários

  1. Alexandre Lopes Postado em 15/Apr/2014 às 19:24

    No que tange a esses aspectos ( direitos das mulheres e justiça penal ) , esse país está de cabeça para baixo . Práticas obscurantistas ( estupro ) reprimidas com medidas medievais ( pena de morte) . Está tudo errado !

  2. Raíza Postado em 15/Apr/2014 às 19:25

    Não dá nem para explicar o que se sente ao se ler algo como isso , é como se as pessoas sofressem de loucura coletiva!!

    • Eduardo Abreu Postado em 15/Apr/2014 às 23:45

      bebem água, banham-se num rio contaminado por cadáveres, e agora esta.... e são mais avançados que o nosso Brasil.....se não é parece mesmo loucura....

  3. Thiago Teixeira Postado em 15/Apr/2014 às 19:54

    Concordo, forca é castigo injusto aos estupradores, a pena deveria ser um estupro coletivo a eles. Se resistirem, estão livres, pois os meninos só cometeram um erro.

  4. Eduardo Abreu Postado em 15/Apr/2014 às 23:44

    e esta coisa pode ser considerada país, se o que este 'PORLITICO', afirma for considerado legal, o mundo tem que banir eles de qualquer privilégios junto a ONU ou qualquer outra instituição internacional.... a mulher vítima tem que ser executada, e o vagabundo que a violenta fica como, como este "porlitico".... mistura de porco com político.

  5. Denisbaldo Postado em 16/Apr/2014 às 08:12

    Estupre-as e mate-as. Essa é a política.

  6. Pereira Postado em 16/Apr/2014 às 10:33

    É !!!! Quando o Armadinejad teve no Brasil a convite oficial do itamaraty , teve esquerdista que aplaudia o tirano iraniano que matava homossexuais em praça pública e tirava todo e quaisquer direitos das mulheres. Vai entender essa gente de esquerda.

  7. Renato Postado em 17/Apr/2014 às 14:59

    A Índia é um país muito atrasado, politicamente falando, assim como grande parte dos países africanos e asiáticos. Lá a religião é um forte alicerce da política. Opa! Aqui também!

  8. Marianne Martins Postado em 17/Apr/2014 às 19:55

    Não é só na india, que o machismo esta presente e que os direitos da mulher estão sendo violados.O Brasil e outros países também.A população mundial tem que lutar contra esses políticos(como,esse Azmi,Marco Feliciano,Jair Bolsano)que divulgam ideais fascitas e prezam pela violência.