Redação Pragmatismo
Compartilhar
Racismo não 23/Apr/2014 às 14:42
117
Comentários

"Claro que me ofendi", diz Arielle sobre comentário de Faustão

Dançarina negra publicou um desabafo dizendo que não gostou de ser chamada de "cabelo de vassoura de bruxa"

Em seu programa, o apresentador Fausto Silva soltou um comentário racista ao falar de uma das dançarinas da cantora Anitta. Ele relembrava uma declaração que a dançarina Arielle Macedo fez durante o quadro Arquivo Confidencial, no ano passado, quando disse “Arielle com cabelo vassoura de bruxa”.

O comentário de Faustão é típico do racismo predominante no Brasil: travestido de piada e dentro de um contexto cordial, bem humorado. Não causaria comoção algumas décadas atrás, quando Luiz Caldas lançava a sua “Fricote”, dos versos “nega do cabelo duro, que não gosta de pentear”, e negros na TV só apareciam nos clipes da recém-nascida axé music ou em papéis de bandidos ou escravos.

Só que o mundo está mudando e o Brasil, lentamente, também. Entre o lançamento de “Fricote” e a fala do Faustão, os Estados Unidos elegeram Obama, Lewis Hamilton foi campeão mundial de Fórmula 1, a atriz Lupita Nyong’o emprestou sua beleza para divulgar os produtos da Lancôme e, bem ou mal, Joaquim Barbosa virou presidente do STF.

Bailarina e coreógrafa, Arielle é negra e usa seus cabelos naturalmente crespos. Em um episódio da websérie “Faça: dança”, produzida pelo Multishow, Arielle conta que o estilo do cabelo foi influência da mãe.

Na sua página do facebook, a dançarina disse ter se ofendido e que é normal ouvir comentários parecidos com o do Faustão.

“Sobre o episódio do Faustão de ontem… fico muito feliz pelo carinho e por de alguma forma vcs me defenderem! Se me ofendi… claro, na hora sim! Mas apelidos é o q mais recebo por aí na rua. Só que eu tenho a minha forma de me manifestar quanto a isso. O cabelo é meu, a vida é minha e me acho linda, e isso é o mais importante! Não me deixo oprimir por nada e nem opinião de ninguém! E se vc se sente bem com isso é assim q deve agir. Enquanto isso estou andando por aí com meu “cabelo de vassoura de bruxa” que eu amo. E que me desculpem as pessoas normais oprimidas pela sociedade. É, eu não sou normal! O racismo sempre vai existir ele se fortifica quando nos sentimos ofendidos . Se estou bem e certa de que eu sou, dana-se a opinião dos outros! Apenas intensificarei minha água oxigenada! Aceita que dói menos!”

arielle cabelo vassoura faustão
Desabafo de Arielle no Facebook foi retirado do ar horas depois de publicado (Reprodução)

O desabafo foi retirado da página algumas horas depois.

Se Arielle, que é linda e está conquistando fama e sucesso na carreira artística ouve críticas por se recusar a aderir à estética eurocêntrica, imagine como é o dia-a-dia das negras anônimas que só querem poder usar o cabelo que a natureza lhes deu?

Marcos Sacramento, DCM

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Robinho Postado em 23/Apr/2014 às 15:02

    "O racismo sempre vai existir ele se fortifica quando nos sentimos ofendidos." Quando abaixamos nossa cabeça, eu diria. E isso vale tanto para o racismo, quanto para o machismo e a homofobia. NÃO abaixem a cabeça para o opressor e o permitam que mude seu jeito de ser. NÃO aceite ofensas travestidas de opinião.

    • Elaine Postado em 23/Apr/2014 às 17:12

      Perfeito, fingir que não é uma ofensa é ter que engolir, o que deve ser digerido!

  2. Paulo F Postado em 23/Apr/2014 às 15:03

    Eu sou muito branco,tenho o tom de pele bem claro, e já ouvi várias vezes comentários desse teor (fantasminha,leite,branquelo,etc..),e posso dizer,quando se é jovem pode pesar na autoestima isso,mas assim como qualquer comentário sobre sua pessoa,todos passam por isso,então não vejo como nada demais,agora, na fase adulta a pessoa já tem personalidade para não se importar com esse tipo de comentário,e se defender sozinha,ela poderia ter parado o Faustão e ter falado que não gostou do comentário.Ela preferiu se transformar numa bebezona que precisa logo, de primeiro momento, da ajuda burocrática do Estado e da atenção da mídia,ela mesmo podia ter se defendido em rede nacional e defendido seu grupo étnico.

    • mariam ramirez Postado em 23/Apr/2014 às 15:08

      Seu comentário está automaticamente na lista de comentários idiotas. Obrigada.

      • Rock Postado em 23/Apr/2014 às 15:43

        Apoiada Mariana Ramirez

      • Paulo F Postado em 23/Apr/2014 às 16:59

        Seu comentário não agregou nada,foi inútil,mal demonstrou sua posição e se justificou menos ainda. Você deve passar muita vergonha em discussões com essa sua jogada demagoga sem argumento algum.

      • Ricardo Postado em 23/Apr/2014 às 17:50

        Concordo plenamente com vc mariam

      • Isaac Postado em 23/Apr/2014 às 18:46

        Concordo, Miriam!

      • Susana Postado em 23/Apr/2014 às 19:40

        Hahaha, ótimo mariam ramirez!!! Cheguei a falar em voz alta aqui em casa lendo o comentário: que coisa idiota...Seu comentário foi perfeito!

      • Raphael Postado em 23/Apr/2014 às 22:41

        Paulo, desculpe-me fazer esse comentário, mas sou caucasiano (branco) também como você, porém em momento nenhum poderemos esquecer o que é ser negro nesse mundo injusto que vivemos, sem ter a cor dessa pele em seu corpo, pois é muito mais que uma simples cor. O negro estava quieto em seu continente e fomos nós os brancos, que os retiramos de seu habitat para escravizá-los física e moralmente. Quando ATRAVÉS DOS TEMPOS ELES SE PSEUDO LIBERTARAM, tinha que ter cabido a todas as outras etnias, saber olhá-lhos da mesma forma que nos olhamos no espelho todas as manhãs - como seres humanos iguais. Mas ao invés disso, continuamos a fazer comentários e a olharmos os negros como os olhos animalescos e perversos de nosso ódio humano. Da mesma forma o fazemos com os povos indígenas, nordestinos, homosexuais e pessoas humildes (pobres para ser mais claro). Jamais esqueça que a cultura negra deu origem a quase tudo que hoje temos de bom em nosso país. Só me diga que não é nada de mais se você for negro, mas se não for evite esse tipo de comentário, pois ele nos diminui enquanto seres humanos. Temos de ter orgulho de sermos brasileiros, tendo mais orgulho ainda, de podermos gritar aos sete ventos que somos descendentes de negros e indígenas, independente de nosso fenótipo de cor de pele ou seja lá o que for, que venha tentar nos separar como irmãos nesse universo. Procuremos ser mais humanistas por favor, pois precisamos viver num mundo melhor e isso só depende de nós mesmo de forma individual e coletiva.

    • Ellen C Postado em 23/Apr/2014 às 15:08

      Ela não pediu para ser defendida e não agiu como bebêzona. O povo que viu o racismo descarado e não deixou passar. Tb escuto piadinha sobre fantasminha e tais comentários são errados de toda forma. Fazer chacota da etnia de qualquer pessoa é racismo, não é questão de ser adulto ou criança, racismo deve ser combatido e exemplos como esses que caem na mídia devem ser discutidos. Sua ideia de abafar o caso pq considera besteira foi enraizado por anos e anos e cá estamos, um país ainda racista.

      • Paulo F Postado em 23/Apr/2014 às 16:56

        Nunca disse que considero o caso uma besteira,disse que seria melhor ela ter se posicionado na hora contra o Faustão e batido de frente com ele,por isso a considerei uma bebezona,só deu a cara depois e quando recebeu apoio. Não que eu seja contra a ''bebezonas'' (o Estado deve defendelas),mas existem posturas melhores.

      • Carlos Postado em 23/Apr/2014 às 18:12

        O povo? Que povo? Seria o povo que frequenta sites radicais e mal humorados como esse? A moça mesmo deixou claro que não está nem aí com esse tipo de comentário. Parte da mídia que busca espaço fazendo tempestade em copo d'água e gente que, no fundo, gosta mesmo de uma boa fofoca que vê em episódios como esse oportunidade pra fazer escândalos. Vamos usar nossas energias pra protestar contra a falta de educação e saúde de qualidade, vamos protestar contra a selvageria que tomou conta da sociedade e que, em boa parte, tem raíz no excesso de direitos e na ausência de obrigações e punições.

      • Rick 3 Postado em 23/Apr/2014 às 20:47

        Ellen C faço das suas minhas palavras infelizmente existem pessoas como Paulo F que ainda acham que não há nada demais como se esse tipo de chacota fosse algo normal , pois bem não é e enquanto nós continuarmos sendo coniventes como o senhor Paulo F esse país continuará machista , racista dentre outros preconceitos ! Está na hora de todos tomarmos vergonha na cara e parar de justificar esses tipos de comentários como sendo algo normal e principalmente na mídia que acaba evidenciado ainda mais esses preconceitos !

    • Bruna Bueno Postado em 23/Apr/2014 às 15:19

      HAUHAUAHUAHAUAH BRANCO FALANDO QUE SOFREU RACISMO KKKKKKKKKKK AI MINHA BARRIGA SOCORRO

      • Paulo F Postado em 23/Apr/2014 às 18:33

        Parabéns,você ativou o Caps Lock e ganhou o selo: ''BABACA DOS COMENTÁRIOS'',é,realmente foi merecido essa sua conquista!

      • Leticia Postado em 23/Apr/2014 às 23:18

        kkkk

      • lhasa Postado em 23/Apr/2014 às 23:30

        Tenho que discordar, Paulo F., seu comentário continua sendo o pior daqui. Tb sou banquinha fantasminha e tenho absoluta certeza que qualquer racismo que um banquinho possa a sofrer no Brasil, jamais terá o mesmo peso que com os negros...

      • Destruidora mesmo Postado em 23/Apr/2014 às 23:30

        Pior é vc: nem escreveu em caps mas já obteve o título antes dela. Melhora, meu filho.

    • Carol Postado em 23/Apr/2014 às 15:23

      Moço, você é babaca. Faça-me o favor de ser chamado de macaco, preto, "preto de alma branca" etc, para sentir o quanto leite, branquelo, fantasminha é tranquilo. Obrigada.

      • Paulo F Postado em 23/Apr/2014 às 18:30

        Não vou me rebaixar a seu nível ''intelectual'',que como ''argumentos'',ofende o que é contrário. Ah,sentimento é algo relativo de cada ser humano,para a sua informação. Grato.

    • Israel Postado em 23/Apr/2014 às 15:37

      Comentário de idiota detected

      • Paulo F Postado em 23/Apr/2014 às 18:29

        Detectou o próprio comentário? Palmas..

    • Alessandro Postado em 23/Apr/2014 às 15:38

      É um fantasminha mesmo!! hahahaha Quem é que vai ser chamado de fantasminha, poramordeus né ? hahauhauhua "Defender o seu grupo étnico", que merda é essa Ô Meu?? O Gasparzinho só não sabe que para quem é negro é e sempre será muito diferente os comentários. A sua opinião a respeito não agregou em nada o debate, pelo contrário, dispensável. O Faustão é um boçal, idiota que só baba e lambe quem é do primeiro escalão de atores, o resto é isso aí...fala o quer, fala demais...Eu só tenho a dizer que ela está coberta de razão e deve sim pedir reparo financeiro como ocorre nos EUA; mete a mão no bolso desse gordo escroto e da Globo! A boca fala o fiofó paga, já dizia o ditado...Continua usando o teu cabelo assim, fica lindo e dá pruridos nos invejosos e fracos da cabeça!

      • Paulo F Postado em 23/Apr/2014 às 18:28

        Nossa seu comentário foi tão condizente com o ideal de igualdade que meu computador deu ''tilt''. ''gordo escroto'',que contradição não? Ofendeu o apresentador por sua característica física,assim com o mesmo ofendeu a dançarina,você e o Faustão são farinhas do mesmo saco,só que você é um pouquinho mais hipócrita.

      • sven Postado em 23/Apr/2014 às 19:50

        HAHAHAH DIS /\

    • Robert Bagramian Postado em 23/Apr/2014 às 15:46

      Como é que é Paulo? já sofreu racismo por ser branco? é uma piada né não? desculpa gajo mas eu não manjo muito bem a sua ironía...por que é ironía né não?

      • Paulo F Postado em 23/Apr/2014 às 16:52

        Não,não é,para a sua ignorância,a pele bronzeada é o atual padrão de beleza,o que foge desse padrão (como a obesidade) sofre preconceito na nossa sociedade. Sua mente está muito fechada.

      • karina Postado em 23/Apr/2014 às 20:33

        Caras.. eu tbm ja sofri muitas zuaçoes.. porque ser muito branca e é tao chato quanto ser chamado de preto, negro, macaco.. hoje eu mal uso shorts, saia.. porque tenho vergonha e porque as pessoas OLHAM TORTO SIM pra uma perna muito branca.. Então, é muito facil quem tem a cor padrao da sociedade.. dizer que o cara ta achando ruim ser branco.. porque nunca sofreu zuação com a propria cor..

      • Thiago Postado em 25/Apr/2014 às 20:29

        Aposto que o Paulo F., por ser demasiadamente branco, deve perder oportunidades de emprego, ser abordado por seguranças em shoppings, sofrer batidas e revistas policiais diariamente e ter a auto-estima minada na TV e cinema, poia os papeizinhos que sobram para homens e mulheres demasiadamente brancos são os de escravos, empregadas doméstica, criminosos e gente pobre de maneira geral.

    • Luiz Reis Postado em 23/Apr/2014 às 15:51

      Puxa vida... obrigado por partilhar sua dor... "ajuda burocrática do Estado"... olha, você vai ser discriminado é por outras razões, mais ligadas a uma certa dificuldade de entendimento... dislexia? Onde tem essa tal ajuda? Burocrática? Bebeste? Vixe...

      • Ramon Trindade Postado em 23/Apr/2014 às 16:10

        ¿Por qué no te callas?

      • Paulo F Postado em 23/Apr/2014 às 17:49

        To com preguiça de responder tamanho inepto,mas vamos lá: 1) Burocracia é um conceito administrativo amplamente usado, caracterizado principalmente por um sistema hierárquico, com alta divisão de responsabilidade, onde seus membros executam invariavelmente regras e procedimentos padrões, como engrenagens de uma máquina. 2) o O Código Penal brasileiro (ajuda burocrática do Estado) , em seu artigo 140, § 3º determina uma pena de 1 a 3 anos de prisão, além de multa, para as injúrias motivadas por “elementos referentes a raça, cor, etnia, religião, origem, ou a condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência”, já a lei 7716/89, lei anti-racismo, engloba os “crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”, também com pena de reclusão de 1 a 3 anos, mais multa. Além disso,o Estado pode forçar a Rede Globo se retratar sobre o incidente.

    • Fernando Postado em 23/Apr/2014 às 16:01

      Gente, tadinho do Paulo F, o branquelinho azedo!

      • Paulo F Postado em 23/Apr/2014 às 18:23

        Seu comentário foi ofensivo,bela linha de raciocínio.

    • JOSE Postado em 23/Apr/2014 às 16:02

      Paulo F vc alem de racista e um grande IDIOTA!!!!!!!

      • Paulo F Postado em 23/Apr/2014 às 18:19

        Onde está meu comentário racista? Se está doendo tanto,é pois eu mostrei a verdade e para você só sobrou exclamar ofensas.

    • Valery Postado em 23/Apr/2014 às 16:22

      Acho que o único bebezão aqui é você, com seu comentário totalmente irracional e desnecessário!

      • Paulo F Postado em 23/Apr/2014 às 18:22

        E o seu comentário com tantos argumentos me deixou fantasiado.

    • Érika Pattitucci Postado em 23/Apr/2014 às 16:38

      Paulo F, quando era mais nova, me chamavam de "branca azeda", e claro, como era criança ficava chateada. Acontece que nenhum antepassado meu foi pro tronco. Se vc estiver num ônibus com alguns homens negros, serão esses que os policiais irão pedir para levantar. Entendeu a diferença ou quer que eu desenhe?

      • Paulo F Postado em 23/Apr/2014 às 18:21

        Coitadismo histórico.

      • Elis Postado em 23/Apr/2014 às 21:26

        Paulo F, quem tá se fazendo de COITADO aqui é você e todos os outros brancos que choram por terem sofrido bullying quando criança/adolescente. Dica de amiga: em vez de ficar escrevendo bobagem à toa, procure ajuda psicológica pra tratar seus traumas de infância porque, no nosso contexto histórico-social, ser chamado de branquelo não é racismo. E olha que eu sou branquela também.

    • Lady b Postado em 23/Apr/2014 às 17:31

      Com certeza. Deveria ter falado na hora em rede nacional. Deveria ter deixado a cara dele no chão

      • Paulo F Postado em 23/Apr/2014 às 18:46

        Alguém entendeu meu ponto,concordo plenamente.

      • Mike Postado em 24/Apr/2014 às 22:13

        Talvez ela tivesse sido pega de surpresa, concordo que ela deveria dar uma resposta à altura, mas como ela não fez, concordo que processe a quem a ofendeu para que sirva de exemplo para os demais que acham que devem expressar as convicções preconceituosas e racistas sem que nenhuma imputação de pena os acometam. Espero que a nossa (in)Justiça não feche os olhos para mais esse caso claro de ofensa aos negros.

    • Fran Postado em 23/Apr/2014 às 17:33

      Acho que você deve ver as nuances entre um caso e outro. Claro que todo mundo tem algum apelidinho por características físicas. Mas racismo é algo bem mais profundo. Negros foram considerados objetos até o fim do século retrasado. Negros foram renegados a marginalidade assim que adquiriram status de "humano". Haviam estudos considerados sérios sobre a proximidade do negro com o macaco. Até hoje, algumas famílias não aceitam que seus filhxs namorem umx negrx. O padrão de beleza é o branco. A regra é ter cabelos lisos, vez que cabelo crespo é considerado "ruim" - "ruim"? sempre tive muita curiosidade de saber quem foi o primeiro a dizer que o cabelo liso é "bom" e o crespo é "ruim". Tais "piadinhas" são o reflexo de uma realidade de exclusão muito dura para os negros e demonstram, ainda que ditas sem dolo, a não aceitação completa do negro em uma sociedade branca. Vamos supor que exista um universo paralelo. Lá o branco é que é que foi escravizado, marginalizado. Lá há pouquíssimos brancos em cargos de direção, poucos com ensino superior, a maioria tem renda abaixo do salário mínimo, 70% dos jovens brancos são mortos todos os dias. Também estão completamente fora dos padrões de beleza (todo mundo usa produtos para encrespar os cabelos, todxs querem ter lábios grossos, pele escura, etc etc). Nesse universo, um apresentador escroto diz para uma dançarina caucasiana de cabelos lisos: Arielle do cabelo de espagueti lambido pela vaca. Isso seria um caso de racismo nesse universo paralelo. Agora, ela poderia ter falado algo na hora, sim. Mas duvido que a audiência do faustão a entenderia. Ela sairia como vilã da história. Ela não foi uma bebezona por se manifestar de maneira oportuna.

      • Paulo F Postado em 23/Apr/2014 às 18:21

        Nem li,não foi nesse ponto que prendi meu argumento,foi no dela não ter se defendido.

    • Bruna Postado em 23/Apr/2014 às 17:56

      Paulo F, eu também sou muito branca, sempre ouvi comentários de "leite azedo", "lagartixa", "loura burra", por aí vai. Tudo vira defeito, que vira ofensa. Porém, nunca fui discriminada em ambientes coletivos por ser loira; nunca recebi menos por ser leite azedo; meus antepassados não foram escravizado por serem "lagartixa". Assim como ninguém deixa de ocupar cargo importante de chefia por ser narigudo, ou aparece menos nas mídia por ter um joanete bem feio no pé. É o que diferencia discriminação de zoação pura e simples. Aprenda.

      • Paulo F Postado em 23/Apr/2014 às 18:20

        Aprenda a interpretar,não foi nesse ponto que prendi meu argumento,foi no dela não ter se defendido.

    • liza velus Postado em 23/Apr/2014 às 19:08

      Esqueceu de falar de como os seus antepassados foram perseguidos por faraós negros e como isso o coloca hoje numa lista de pessoas que são perseguidas e mortas pela polícia, ridicularizadas pelos padrões estéticos e abominadas pela elite de uma sociedade fundamentada na exploração e no consumo...

    • Pedro Postado em 23/Apr/2014 às 19:20

      Seu comentário está correto! Na minha opnião,só enxergou racismo nessa brincadeira quem é racista.Esse termo "racismo" foi banalizado por conta da falta de discernimento e manipulação sofrida pelo povo.Tudo agora virou racismo,qualquer coisa dita envolvendo negros é ato de racismo.Certamente todos nós ja ouvimos alguem chamar um gordo de baleia ou um branco de largatixa, agora se vc chamar um negro de macaco está sendo racista e corre o risco de ser preso.Se todos somos iguais pq só com o negro racismo? Todo mundo cita o homem "branco" e o "amarelo" porem se citar homem preto é racismo,sendo que a cor da pele não influência em nada.Infelizmente as pessoas foram pervertidas com essa historia de racismo e muitas não conseguem discernir que todos somos iguais e só enxerga racismo quem é racista.

    • Priscila Postado em 23/Apr/2014 às 21:09

      Paulo F, também acho que ela poderia ter se defendido no momento da ofensa. Maaas, analisemos os fatos: primeiramente, ela estava em rede nacional, rede globo, o instante é de nervosismo, tensão, é como se você tomasse uma bronca desnecessária do seu chefe na frente de todos em uma reunião e ficasse boquiaberto, sem reação, em estado de choque, e depois vc pensaria que deveria ter dado uma resposta no mesmo instante de autodefesa. Outra questão: os negros no Brasil são constrangidos no dia a dia, ouvem piadinhas desde crianças, e escutam sempre que não devem se ofender, ora por essa mesma razão quem não se ofende, não se defende, e não aprende a se defender no momento exato do ato. Mas essas respostas de resistência podem ser desenvolvidas justamente quando há movimentos como esse que está acontecendo nesse caso, alguém tem que se queixar, o debate tem que começar, o assunto tem que ser discutido, e assim os oprimidos irão perdendo a cara de medo, de capacho, e resistindo aos desaforos dos opressores.

    • Renata Postado em 23/Apr/2014 às 23:24

      1) comparar racismo com mera discriminação - já tá errando na vida. Mostra que não sabe o que é racismo (não, querido, racismo não é meramente discriminação baseada em características fenotípicas. É uma discriminação mais ampla,institucionalizada e enraizada na sociedade. Lamento te informar, mas sua experiência de vida, real ou não, não se caracteriza em racismo. Pode tirar seu choro daqui). 2) Não, nem todos passam por isso. Você não sabe o que é racismo. Você não sabe o que é ser vítima constante de violência policial. Você não sabe o que é ser discriminado em locais públicos frequentados por pessoas abastadas e, por consequência, brancas. Você não sabe o que é ouvir sistematicamente que características físicas que você não pode mudar, ou não deveria ter que mudar, não são atraentes e/ou consideradas padrão de beleza. Você não sabe o que é não ter representação na mídia. Você não sabe o que é ter diversos estereótipos agregados a você meramente pelo tom da sua pele. Fique quieto. 3) Sim, ela poderia ter falado em rede nacional que não gostou e terminar por fechar portas da carreira dela. Eu sou a favor de qualquer pessoa falar o que pensa na hora que deseja, mas ninguém tem que ser obrigado a fazer nada que não se sinta confortável. Ela não tem que "defender o grupo étnico" dela em rede nacional. E sério, você quer falar em atenção da mídia quando sugeriu que ela rebatesse de cara? Aparato do Estado? Olha, tem horas que sinceramente... 4) Bebezão é você, que tá aqui, choramingando sobre coisas que você não sabe, falando tanta merda que metade das pessoas com um pouco mais de bom senso que você está chamando sua atenção nos comentários. Mas obviamente, como o idiota que você já demonstrou ser, em vez de perceber a falha absurda no seu discurso, você tá muito ocupado rebatendo com vazios cheios de palavras bonitinhas.

      • Paulo F Postado em 23/Apr/2014 às 23:46

        1) Minha experiência de vida foi só uma abertura para reflexão ,no caso apresentado o racismo se equiparou com discriminação sim,não há nenhuma diferença,foi gozação de características fenópticas,ou o Faustão em algum momento a chamou de "pé na senzala"? O cabelo dela é muito chamativo,assim como o de uma crente,ambos atraem mais gozações (não estou defendendo esse tipo de atitude). 2) mimimimimi..como essa moça tivesse passado por tudo isso,é muito coitadismo histórico para um grupo étnico só 3) Opinião sua,é uma possibilidade,mas na minha opinião, não é a melhor. 4) Não vou me rebaixar ao seu nível debatendo esse tópico.

    • Carlos Henrique Postado em 23/Apr/2014 às 23:28

      Paulo, você tem um argumento interessante. Agora note que na internet qualquer coisa que você fala e que vai contra o que está no imaginnário comum é apedrejado e ridicularizado. Normal. Assim como a Arielle sofreu, você também está sofrendo por ser diferente. Faça como mesmo sugere e encare, saiba o que é válido ou não como tem feito. A estrutura social foi criada com base no fracasso. Tem que ficar sendo protegido a todo instante por instituições e por leis, só que por trás de tudo isso o bullying, preconceito e todo o resto continua reinando, não adianta. Não mudará jamais porque isso se chama vida. Temos que aprender a ser fortes e perder essa cultura do fracasso. Parabéns pela coragem.

    • José Geraldo Gouvêa Postado em 24/Apr/2014 às 00:54

      Até parece que o Faustão deixa alguém falar. Ele pergunta, ele mesmo responde, ele mesmo replica, o entrevistado fica só tentando interromper.

    • Aldemir Postado em 24/Apr/2014 às 09:23

      Eu tive a impressão que ela reagiu como aquela criança que só chora quando aparece alguém com peninha.

    • katxudobu Postado em 28/Apr/2014 às 12:46

      oh, coitadinho do fantasma! Vá estudar, vá!!

    • Lia Santos Postado em 17/Jul/2014 às 08:34

      Concordo plenamente com você mas só é racismo quando dirigido aos negros ,quando ofendem os brancos com piadinhas desse tipo que vc falou,branquelo,azedo, gasparzinho e etc não é nada ,isso sim não consigo enteder.

    • Renata Oliveira Postado em 18/Dec/2014 às 13:02

      O problema Paulo é que o Faustão é preconceituoso , ele falou por mal fazendo piada, o pior é que tem quem ache graça disso, ninguém deve ser chacota de ninguém nem você que é branco, nem eu que sou sardenta, nem quem tem o cabelo no estilo black.

    • Preto Velho Postado em 21/Nov/2015 às 10:12

      Quando você for tirado de sua família para trabalhos forçados, quando procurar emprego e ouvir que não tem a "aparência" requerida para o cargo, quando desviarem de você na rua pensando que é um ladrão, quando ver que existem mais pessoas na TV de aparência diferente da sua... Aí você vai entender. Ingênuo.

  3. Thais Padilha Postado em 23/Apr/2014 às 15:03

    Vc linda pode processar PELA LEI NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL ARTIGO 5; XLII= A PRATICA DE RACISMO CONSTITUI CRIME INAFIANÇÁVEL E IMPRESCRITÍVEL.

  4. marcia renata Postado em 23/Apr/2014 às 15:13

    pessoas com a pele branca "sofrem" piadinhas, porém isso não determina em nada na sua vida... agora, dizer que pra um negro é igual, ou é inocência/ignorância ou é sacanagem mesmo... Vamos lá: se chaga uma negra de cabelo afro e uma branca de cabelo liso, com o mesmo curriculo pra uma vaga de recepcionista, por exemplo, quem terá absolutamente mais chance de ser contratada??? Numa escola, as crinças até fazem piadinhas com crianças brancas/alvas, mas quem é que fica fora da brincadeira ou com um papel inferior? o branco ou o negro? É preciso se aprofundar um pouqunho nas desigualdades sociais, na discriminação por raça, etnia e cor.... branco sair falando que sofre "racismo ao contrário" (oi?) é demais né...

  5. raissa Postado em 23/Apr/2014 às 15:14

    francamente, comparar deboche por ser branco com racismo que é institucionalizado, é ridículo, bebezão é você. a pessoa te chama de fantasminha, mas ninguem fala mal da sua raça como um todo, ninguem troca de calçada quando te ve por causa da sua cor, sua cor é a "certa" socialmente e nada do que você fizer alguem vai questionar se foi por "cotas" como se você não merecesse, e nossa, é tão, mas tão diferente que eu nem vou me dar ao trabalho de explicar por que se não é por burrice que vc escreveu isso é por pura maldade mesmo.

  6. Davi Alves Postado em 23/Apr/2014 às 15:15

    Mas veja bem, ele fez um comentário em rede nacional em uma emissora que ganha em publico de qualquer outra e no programa em que ele é o dono. É meio complicado você conseguir achar uma resposta ou uma forma de se defender em uma situação como esta, e o peso das palavras também contam cara "cabelo de vassoura de bruxa".

  7. Elaine Postado em 23/Apr/2014 às 15:17

    Não deveria ter tirado o comentário da página...

    • Francisco Costa Postado em 23/Apr/2014 às 15:46

      Concordo !!!! Ela foi vencida pelo SISTEMA !!! Se, ao cabo, era para retirar o comentário, nem deveria ter feito o alarde !!!

  8. Lu Souza Postado em 23/Apr/2014 às 15:22

    O problema Paulo F, é que a Arielle não estava presente durante o comentário do Fausto. Como foi dito na matéria, o programa estava relembrando um comentário feito pela dançarina em outro programa. Eu também sou branca, com sardas e sofri durante minha infância e adolescência, mas nós, deboele branca não somos estereotipados desde os tempos remotos, por isso não temos a necessidade de nos defender de um racismo presente no nosso dia a dia. Os negros no Brasil publicamente sao aceitos, mas no fundo a sociedafe esconde um preconceito que fere a maioria da população brasileira, já que é maioria em nossa país. Por isso, a não aceitação de rótulos, piadinhas e comparações, por parte dos negros, tem todo meu apoio.

    • Paulo F Postado em 23/Apr/2014 às 19:33

      Por favor,vai ver o vídeo do ato,o Faustão fala de frente para a Arielle.

  9. Roger Costa Postado em 23/Apr/2014 às 15:28

    Chama -se escárnio este tipo de comentário do imbecil do Faustão. Quanto o Joaquim Barbosa, o que importa é que ele é servil ao casarão e nega a origem senzala. Um traidor dos seus antepassados.

  10. Modesto Postado em 23/Apr/2014 às 15:51

    Precisa ver se foi mesmo racismo. Pela foto, aquela cabeleira não parece natural. O que o apresentador fez foi sacanear a moça pela escolha de penteado/peruca, e isso não constitui discriminação. É preciso estar muito atento para não gritar racismo na hora errada. Corre-se o risco de banalizar a questão.

    • Balela Postado em 23/Apr/2014 às 19:28

      Bem colocado esse seu comentário, os "defensores" de plantão levantam uma bandeira que nem eles mesmo entendem o que é racismo, hipocrisia pura.

    • Renata Postado em 23/Apr/2014 às 23:26

      ... Meu cabelo não tem uma gota de química e fica daquele jeito. Não, ela não está gritando racismo na hora errada. Dizer que ela tem cabelo de vassoura de bruxa é racismo SIM.

  11. Flavia Carla Tertuliano Postado em 23/Apr/2014 às 15:56

    o Faustão é rídiculo gente porcaria

  12. Marco Antonio Felicio Postado em 23/Apr/2014 às 15:59

    Ela é uma negra racista consigo mesmo!....precisou retirar o seu desabafo! O medo de ser autêntica,corajosa e original falaram mais alto!

  13. Vania paiva Postado em 23/Apr/2014 às 16:00

    O Jô Soares do dia 22/04/2014, tambem emitiu sua opinão machista travestida de piada, dizendo que a profissional -juiz auxiliar-bandeirinha era gostosa mesmo e nao entendia porque as pessoas se ofendiam . Aff!

  14. VERONICA Postado em 23/Apr/2014 às 16:17

    NÃO CONSIGO ENTENDER.POR QUE NÃO FALOU LÁ, NA HORA ,PRO FAUSTÃO?EU TERIA FEITO ISTO. AGORA SE SENTE OFENDIDA E VAI COMENTAR NA INTERNET?SE VC TB LEVA ISTO NA `´BOA`` PRA QUE FALAR DISTO AGORA? ESQUECE .DESDE CRIANÇA QUE SOU CHAMADA DE VÁRIAS COISAS, EX: PERNA DE VASSOURA, CABELO DE AGAVE, ,PÉ DE PRANCHA , BARATA DESCASCADA,E PAU DE VIRAR TRIPA. AGORA IMAGINA SE EU FOR ME INCOMODAR ?TEM QUE APRENDER VIVER.NÃO É SÃO APENAS OS NEGROS QUE SÃO APELIDADOS, OU TEM ALGUÉM PARA FAZER UMA PIADA DE MAL GOSTO.SUPERE .VC PODE. RELEVE E SEJA FELIZ

    • Paulo F Postado em 23/Apr/2014 às 17:00

      Foi o mesmo pensamento que eu apresentei no meu comentário,o primeiro da página,e só recebi críticas.Ainda bem que alguém concorda comigo.

    • Andressa Postado em 23/Apr/2014 às 17:03

      Lógico, é muita coisa envolvida, ela trabalha para alguém que necessita da mídia, tem muita coisa em jogo. Ela nem pode denunciar, se ele merece? ÓBVIO que sim, mas tendo em vista o emprego dela, fez a coisa certa para ela.

    • Luciana Postado em 23/Apr/2014 às 17:15

      Então não existe racismo. Só pessoas que resolveram colocar apelidos nos negros e, infantis somos nós que não conseguimos superar a brincadeira de mau gosto alheia. Superar é uma coisa, aceitar calada para que o ofensor fique satisfeito com seus comentários preconceituosos é outra. Se vocês adultos acham que não devam se sentir ofendidos por serem chamados de branquelos e qualquer outra coisa, problema de vocês. Estamos lutando contra o preconceito e a 'liberdade em ofender' que os politicamente incorretos divulgam como liberdade de expressão.

    • Lucia Postado em 23/Apr/2014 às 17:24

      Gente!! Mas ela esta no programa do cara, dançando para a "patroa" dela, não iria adiantar ela dizer nada. No mínimo eles iam cortar e ir aos comerciais. Achei que a atitude dela foi digna e madura. Porque se ela quisesse tirar proveito disso estava processando o Faustão ou fazendo algo assim, o que não aconteceu.

      • Bruna Postado em 23/Apr/2014 às 18:00

        Acho que se ela quiser processar nem é tirar proveito, ele que tem que aprender a ficar calado.

    • Theo Postado em 23/Apr/2014 às 17:47

      Aí é que está o X da questão. Temos que aprender a conviver com apelidos que nos incomodam? E outra, é fácil falar que ela poderia ter reclamado na hora diretamente com o Faustão, mas ele é ´'dono " da atração e ela sendo convidada , com certeza era a parte mais vulnerável, portanto em uma situação bem mais dificil. Falar é fácil quando não é no nosso calo.

    • prof. Klinger Ericeira Postado em 23/Apr/2014 às 17:57

      Pelo visto, há muitas e muitas coisas que "não consegues [ou não queres] entender"...

    • Jonas Postado em 23/Apr/2014 às 18:47

      Pergunta para você Veronica, que estende-se ao sr. Paulo F também: No lugar da Arielle, dançarina e aspirante a estrela, como todos que estão no ramo do entretenimento, que chegou lá no palco do Faustão, na Globo, em pleno domingo, horário top de audiência, vocês acabariam com suas chances profissionais na maior empresa da área no país por causa da demonstração explícita da ignorância e preconceito alheio? Vocês notaram que ela NÃO ESTAVA PRESENTE quando o infame apresentador soltou sua pérola? O que mais ela poderia fazer além de manisfestar sua indignação nas redes sociais? É fácil criticar a posição do outro quando não estamos em seu lugar, quem nunca engoliu sapo de chefe trouxa por que precisava do emprego? Se não o fez ainda, um dia fará, pois quando falamos de nosso sustento e meio de vida as coisas se tornam mais maleáveis e nós, mais resignados. Parabéns para a Arielle, que mesmo sendo discriminada por ser negra e manter seus cabelos naturais, chegou onde chegou e não desceu do salto por causa de um apresentador notoriamente babaca de uma emissora destacadamente desprezível.

      • Balela Postado em 23/Apr/2014 às 19:44

        Não consegui decifrar seu comentário,no início disse que Arielle chegou lá, no palco do "Faustão" na Globo (chegou lá no palco do Faustão, na Globo, em pleno domingo, horário top de audiência), Depois no final disse, ( causa de um apresentador notoriamente babaca de uma emissora destacadamente desprezível.) Será que vc sabe mesmo o que está falando, Primeiro vc glorifica o apresentador e a emissora, depois desce a madeira? Aí vem na internet defender uma causa de uma famosa, porque não vai as ruas defender os mendigos "negros" e brancos ao invés de postar um monte de lorota.

      • Jonas Postado em 24/Apr/2014 às 14:18

        Vamos lá sr. Balela. não tem muito que decifrar não, é bem simples, independentemente da minha opinião sobre a rede esgoto de televisão - que eu deixei bem clara ao final do meu comentário - ela continua sendo o ápice da carreira de qualquer aspirante a ator, músico, comediante, e por aí vai. Bem simples, basta um pouquinho de esclarecimento para notar a diferença entre minha opinião pessoal e o status do qual a empresa goza em seu ramo. O fato de ser podre não faz com que a emissora deixe de ser o que é, reconhecida e adulada mundialmente, expoente na América Latina e no mundo em se tratando de qualidade TÉCNICA (vamos facilitar para quem tem dificuldade de compreensão). Um engenheiro que trabalha para uma grande multinacional está exatamente na mesma posição, ele pode ter os princípios dele, mas ainda assim trabalha para uma empresa que explora a mão de obra barata dele, agride o meio ambiente, burla pagamento de impostos e muito provavelmente está metida em pagamento de propina para a classe política em troca de benefícios. Same shit different day meu querido, a televisão é apenas mais um ramo de negócios para aqueles que trabalham nessa área, a vida profissional das pessoas deve sim ser bem cuidada e nem todo mundo é um adolescente imatura que joga fora sua carreira por qualquer babaquice alheia. E só para fechar, nem para responder seu comentário dá, assim como você não conseguiu responder nenhuma das indagações propostas por mim, honestidade intelectual ao debater é o que mais falta aqui pela internet mesmo.

  15. Bruno Postado em 23/Apr/2014 às 16:19

    Errado.O racismo se fortifica quando nos calamos e não paramos o racista seja no grito ou seja no tapa

  16. Maria Postado em 23/Apr/2014 às 17:42

    Faustão é um babaca,não devia tratar as pessoas dessa forma ,será se ele se olha no espelho?Hhahahahaha

  17. deisi Postado em 23/Apr/2014 às 18:39

    Faz alguns anos que não assisto Faustão por falar demais não respeitar convidados e parceiros de trabalho ,simplesmente tirou caçulinha do ar sem o minimo respeito depois achou que a assistente de palco estava velha e descartou ainda racista que nojo dele graças as Deus não vejo nunca .Quanto ao Paulo é igualinho ser chamado de fantasma e macaco só que não.

    • Paulo F Postado em 23/Apr/2014 às 18:55

      Eu não estava discutindo intensidade,mas mesmo assim,meu ponto foi dado na infância,e sim,para uma criança que não sabe de história,mono y fantasma..es lo mismo!

  18. Bruno Cesar Postado em 23/Apr/2014 às 19:02

    Eu acho que a vassoura que iria se ofender...

  19. Lopes Postado em 23/Apr/2014 às 19:18

    Chamar alguém de careca é preconceito?

  20. Amanda Postado em 23/Apr/2014 às 19:21

    Paulo F. entendo que você não está comentando nada demais, entendi o seu raciocínio. Embora, tenho uma pergunta a lhe fazer: você acha que se essa situação ocorrida, estivesse sido com uma pessoa de cor branca, você comentaria isso? Ou, talvez, iria comentar que entende e apoiaria o cometário, que veio após o assunto ganhar ''ibope''? Acho que são situações diferentes; Portanto, não entendo o seu comentário como racista, só o entendo como uma parcela de ignorância sobre a situação. Preconceito há em todas as classes, crenças e cores. Porém, em graus diferentes. Devemos olhar isso também.

    • Paulo F Postado em 23/Apr/2014 às 19:36

      Não comentária,pois não teria a oportunidade,nunca viraria notícia se tivesse ocorrido com uma pessoa branca,passaria batido como uma piada de mau gosto. Ah,meu ponto no meu comentário anterior,é que ela devia ter se defendido,usei no inicio uma comparação apenas de abertura.

      • Damiana Postado em 23/Apr/2014 às 22:27

        Concordo tb sou branca e era chamada de branquela azeda,leite azedo etc e até hoje alguém chega em mim e fala nossa como vc é branca não vai a praia não?E isso não soa como ofensa ou preconceito mas vá eu chegar em uma negra e dizer nossa como vc é preta não tá pegando sol demais não pronto vou até presa!! :P

  21. Will Postado em 23/Apr/2014 às 19:23

    Faustão é um escroto, mas ele tb sempre ouviu piadas de gordo e brincou com isso. Acho que ele é só o tipo de pessoa que por não se ofender com tais piadas, acha que ngm vai se ofender. Sei lá... Piada tem hora e lugar. Mas nao sou contra piadas. Ele só poia ter ficado calado.

  22. Rodrigo Postado em 23/Apr/2014 às 19:30

    Paulo F você està perdendo tempo com esses pseudo moralistas. Se me permite faço dos seus comentários os meus.

  23. Jordana Fidélis Postado em 23/Apr/2014 às 19:33

    Eu já sofri preconceito sim, por ser branca, Paulo F. Fui à um baile funk com uma amiga e uma moça negra puxou meu cabelo, com mta força e disse: - Olha aqui, não é pq vc é branca, cabelo liso que é gente. Vc está no lugar errado, aqui não entra barata descascada!!!! Teve uma outra vez que fui trabalhar em uma padaria e, na hora da limpeza, uma moça negra me perguntou ironicamente: Vc sabe torcer pano, branquinha???? Então, entendo perfeitamente o que os nossos antepassados negros passaram, mas o fato de alguém me chamar de branquinha, branquela, barata descascada e outros demais adjetivos, não me faz ser feliz e me sentir bem com isso. Mto ruim ser discriminado!!!!! Ninguém tem que ser discriminado. Então, se eu chamar o negro de macaco, posso ser processada, se um negro me chamar de macaca branca, tenho que ficar calada? É racismo do mesmo jeito!!!!!

  24. Luc F D Postado em 23/Apr/2014 às 19:55

    Paulo, entendi seu comentário, mas ela como uma dançarina que provavelmente esta começando uma carreira de sucesso, que pode durar pouco, você realmente acredita que ela iria bater de frente com Faustão (Globo) em rede nacional ? Sinceramente, talvez esse simples comentário postado, já retirado por sinal, pode acabar com sua carreira. Artistas pagam para cantar na globo e fazem de tudo para ficar ao seu lado. Lembra do caso Ronaldinho com os travestis? Ele ganhou uma coletiva em Angra dos Reis com a Patricia Poeta no domingo a tarde, chorou, deu a versão dele, limpou sua imagem, todo mundo engoliu e pôs fim a história. Cadê a versão dos travestis? Esse comentário não tem nada a ver com racismo, mas foi para deixar claro que ninguém pode bater de frente com a Globo e seus afiliados, porque ela simplesmente acaba com a imagem de qualquer um nesse pais. Quem são os travestis perto do "fenômeno Ronaldo", defensor ferrenho da copa? Quem é Arielle perto do Faustão que apresenta um programa em horário nobre na maior TV brasileira há anos? Infelizmente é assim que funciona.

  25. Mariana Postado em 23/Apr/2014 às 19:57

    Fora racismo, machismo e homofobia!

  26. Luciana Postado em 23/Apr/2014 às 20:49

    ""Se Arielle, que é linda e está conquistando fama e sucesso na carreira artística ouve críticas por se recusar a aderir à estética eurocêntrica(...)" -Texto fugiu do que gerou polêmicas: Arielle foi criticada porque não confrontou o preconceito contido na fala do Faustão.

  27. Ivan da Costa Postado em 23/Apr/2014 às 21:57

    O faustão, ficou tanto tempo perdido na noite, que não consegue se encontrar no dia! Uma coisa temos que concordar, ele conseguiu superar o Silvio Santos transformando-se no maior Químico da TV brasileira! o domingão do faustão transformou as tardes de domingo em uma bosta!

  28. Damiana Postado em 23/Apr/2014 às 22:24

    Problema dela e do Faustão eles q resolvam!Aff

  29. Carla Postado em 23/Apr/2014 às 22:39

    Paulo F, vc foi mexer com as pessoas de afro descendência, não faça isso amigo, vc será linchado… brancos podem ser chamados de tudo que não é preconceito, é uma hipocrisia sem limites…

    • Thiago Teixeira Postado em 24/Apr/2014 às 14:24

      Brancos são chamados do quê? Enumere e façamos as devidas comparações. A coisa tá branca? Isso aqui parece casa de branco? Hoje eu tive um dia de branco? Quer comparar lagartixa com macaco? Leite azedo com charuto de macumba? Conta outra.

  30. Mario H. Postado em 23/Apr/2014 às 22:51

    O Faustão se sentiu ofendido pela BBB ofender suas bailarinas. Ele se acha o que? Ele fez pior. É o rasgado falando do furado....

  31. Chavez Postado em 23/Apr/2014 às 23:15

    Enquanto vc escreve "financia", o governo do seu estado "desvia". Seu carro é financiado? Que dó do banco!

    • André Postado em 24/Apr/2014 às 19:45

      Chavez, para sua decepção, eu comprei meu carro à vista. Isso não exclui o fato de ser uma tremenda pilantragem com a nação, financiar portos pros "amigos", enquanto nossos portos agonizam... Se isso realmente fosse uma coisa banal, o site não teria removido a minha postagem.

  32. Paulo F Postado em 23/Apr/2014 às 23:59

    Vou ter que me retratar aqui,quando li a matéria,logo procurei no YouTube o vídeo da ação(postado por Fernanda Chaves),não percebi que fizeram montagem e cortaram logo em seguida,parecendo o mesmo momento (em primeira percepção ). Assisti agora por outras fontes e entendi a confusão. Retiro tudo o que eu disse,teria que refazer meus argumentos agora para entrar novamente no debate,mas sinto que me queimei por um simples erro de entendimento.

  33. eu daqui Postado em 24/Apr/2014 às 09:26

    Racismo contra branco não existe mesmo não. Existe é inveja mesmo.

    • Cassia Postado em 17/Dec/2014 às 01:01

      Nenhum branco gostaria de ser preto, mas mto preto adoraria ser branco

      • Preto Velho Postado em 21/Nov/2015 às 10:18

        Deve ser por causa do preconceito, né não?

  34. Rachel Postado em 24/Apr/2014 às 18:37

    "Só que o mundo está mudando e o Brasil, lentamente, também." Verdade, sério? então porque tantas explosões xenofóbicas pelo mundo e porque a TV brasileira está cada dia mais branca?

  35. cassia pereira Postado em 17/Dec/2014 às 00:55

    Se ofendeu o kct Ela virou sucesso depois disto. Ela gosta tanto de Chanar a atenção que tem aquela cabeleira vermelha. Isso de racismo ora tudo já ta virando babaquice, o meu cabelo eh mega crespo, desde sempre ouço muita gente me chamar de cabelo de bom brill e eu nunca tive e nem tenho o menor problema com isso, eu amo o meu bombillzinho.

  36. Zbgniew Brzezinski Postado em 22/Jan/2016 às 18:31

    Não ligue para esses comentários, Arielle: pode ter certeza de que o seu cabelo é belíssimo, assim como tudo o que tem embaixo dele! E mande os racistas para aquele canto que eles já conhecem bem... Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!

  37. Maria Célia Postado em 04/Mar/2016 às 10:43

    Se ela não gostou do comentário deveria ter falado com o Faustão na hora! Ele comentou sobre o assunto em outro programa.