Redação Pragmatismo
Compartilhar
Geral 07/Mar/2014 às 16:06
5
Comentários

Mulher escondia celular no anus, revela exame de Raio-X

Raio-X revela celular escondido em ânus de mulher no Acre. Mulher tentava entrar em presídio com celular escondido em partes íntimas

Uma mulher, de 28 anos, foi detida enquanto tentava entrar na Unidade Penitenciária Evaristo de Morais, no município de Sena Madureira, distante 144 km da capital Rio Branco, com um celular introduzido no ânus. O caso ocorreu durante o horário de visitas no período carnavalesco, no domingo (2).

O objeto foi encontrado após a mulher passar por um exame raio-X, no Hospital João Câncio Fernandes. De acordo com o diretor da unidade prisional, Aécio Lima, antes do exame, duas revistas foram feitas.

“Nós temos uma revista pessoal realizada com as agentes penitenciárias femininas, um procedimento de agachamento. Nada foi detectado. Ela foi encaminhada para entrar no interior da unidade, nós usamos o detector de metais e o sensor apitou informando que havia alguma coisa de metal nela”, explica.

mulher celular anus
Exame de Raio-X revela celular no anus de uma mulher que tentava ingressar com o aparelho no presídio (Foto: Arquivo Pessoal)

Depois disso, segundo o diretor, foi sugerido à mulher o exame de raio-X, caso ela realmente quisesse entrar na unidade. “Ela, de pronto, disse que seria um prazer fazer o exame e que não devia nada. O raio-X apontou um corpo estranho quadrado no reto. Diante disso, ela concordou que fosse feita a retirada do objeto. Depois, ela foi encaminhada para a Unidade de Segurança Pública de Sena Madureira”, conta.

De acordo com Aécio Lima, a mulher é companheira de um reeducando. Ele explica que geralmente pessoas tentam trazer objetos aos que estão reclusos. Segundo o diretor, uma sindicância administrativa foi aberta para apurar a culpabilidade do companheiro da mulher. Caso seja comprovada a participação, ele pode ser colocado em situação disciplinar.

A direção do Hospital João Câncio Fernandes informou que todos os procedimentos para a retirada do aparelho do interior da mulher correram de forma satisfatória e ela passa bem. O delegado da Polícia Civil de Sena Madureira, Cleber Gnatta, que recebeu o caso, afirma que foi feito um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e em seguida a mulher foi liberada. “A parte criminal foi feita, agora a gente encaminha para o fórum e ela vai ter uma audiência”, finaliza.

G1 / Olhar Direto

Recomendados para você

Comentários

  1. Thiago Teixeira Postado em 07/Mar/2014 às 20:06

    Vejo mulheres entrando com celular no Anus para fazer média ao homem amado. Algo que não ocorre com os velhinhos num asilo que querem apenas um pedaço de bolo ou uma fruta, e estes ítens nem precisa esconder da monitora muito menos ficar pelada e abaixar três vezes para ingressar no recinto.

    • renato Postado em 07/Mar/2014 às 21:44

      Thiago, você trabalha no presídio??? Não deve ser fácil...

  2. renato Postado em 07/Mar/2014 às 21:43

    É uma boa idéia para os Japoneses produzir um aparelho mais anatômico. E tem Hospital que o aparelho de raio X não funciona, ou esta quebrado ou não tem.

    • Elias Postado em 07/Mar/2014 às 23:55

      Renato seu comentário foi o mais brasileiro possível kkkk, celulares projetados para visitas de presidiários kkkkk. A pena para quem for pego com celular entrando ou dentro da cadeia deveria ser absurdamente alta, 10 anos a mais na pena com isso a redução de aparelhos nas cadeias seria quase total, presídios planejados de forma que não existam tomadas ou gatos dentro das celas devem ser construídos aos montes, mas por aqui continuemos fingindo que tudo funciona.

  3. Igor Postado em 08/Mar/2014 às 12:44

    Ou seja, a revista íntima é um procedimento que só serve pra constranger.