Redação Pragmatismo
Compartilhar
Religião 11/Mar/2014 às 19:14
468
Comentários

Mães evangélicas boicotam vacinação de filhas contra HPV

Mães evangélicas afirmam que suas filhas “se sentiriam imunizadas e tentariam experimentar o novo” e que a melhor forma de prevenir Doenças Sexualmente Transmissíveis é a fidelidade no casamento

Recentemente, o Ministério da Saúde brasileiro lançou uma campanha nacional para vacinação de adolescentes contra o papilomavírus humano (HPV), vírus tido pelos especialistas como uma das principais causas de câncer no colo do útero. Porém, a campanha, que tem como público alvo meninas entre 11 e 13 anos, tem recebido resistência por parte de algumas religiosas antes mesmo de iniciar.

Marcada para começar no dia 10 de março de 2014, a vacinação das adolescentes estaria sendo boicotada por um grupo de mães evangélicas, que querem evitar que suas filhas tomem a vacina afirmando que a mesma pode incentivar a prática sexual.

Segundo uma matéria que tem circulado na internet (do Estado do Espírito Santo), algumas mães afirmam que, com a vacina, suas filhas “se sentiriam imunizadas e tentariam experimentar o novo”. Uma das defensoras desse ponto de vista seria a pastora e psicanalista Raquel Diniz Jantorno, 38 anos. Mãe de duas meninas atualmente com 10 e 3 anos de idade, ela afirma que não permitirá que as filhas recebam a vacina quando tiverem idade para isso.

– Não tenho nada contra o cuidado do Ministério da Saúde com o povo brasileiro, mas acho que essa vacina é desnecessária. A melhor forma de prevenir Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) é a fidelidade no casamento – afirma a pastora.

– Essa é uma idade em que os hormônios estão à flor da pele e tudo desperta curiosidade. Com a vacina, elas se sentiriam imunizadas e tentariam experimentar o novo – completa.

A opinião de Raquel é defendida também pela evangélica Elizângela Gomes, 28, mãe de uma menina de 7 anos, que também afirma não haver necessidade da filha receber a vacina quando estiver na idade.

– O que previne mesmo as meninas do HPV é a relação com um só parceiro. Desde já converso com ela numa linguagem simples, que ela entenda, sobre a sexualidade – defende a dona de casa.

Segundo a reportagem, o presidente da Associação de Pastores Evangélicos da Grande Vitória, Enoque de Castro, também se pronunciou sobre o assunto, dizendo acreditar que a vacina é uma boa solução para a doença, mas que concorda que a melhor prevenção é a fidelidade.

Veja abaixo a reprodução da matéria:

mães evangélicas hpv

Gospel+ | Edição: Pragmatismo Politico

Recomendados para você

Comentários

  1. Carlos Santos Postado em 11/Mar/2014 às 19:47

    Fico em dúvida se não estariam apenas usando o medo da doença para amedrontar as meninas e evitar que experimentem o sexo antes do casamento. Ao fazer isso expõem as filhas ao risco porque a vacina é mais eficiente se tomada antes de a mulher começar a ter relações sexuais. Além disso nada garante que o homem com quem uma menina dessas venha a se casar não está contaminado com o HPV.

    • Ian B. Postado em 11/Mar/2014 às 20:14

      Raciocínio perfeito Carlos. Gostaria de ver essas mães evangélicas (que defendem a não vacinação das filhas) chamando o Genro para um papinho sobre relações sexuais extraconjugais.

      • Ana Postado em 11/Mar/2014 às 21:05

        Está certo Ian. Essas mães nesse momento esquecem que as filhas estarão vulneráveis a contrair está doença com o próprio marido. É uma pena que a distribuição da vacina restrinja a adolescentes, pois gostaria muito de me prevenir.

      • JEAN CARLOS Postado em 11/Mar/2014 às 23:37

        Fora que nem todos os que hoje são evangélicos, o foram a vida toda. Eles podem muito bem ter pego o HPV antes da "conversão". E ai, não seria o caso de proteger as filhas disso?

      • Anônimo Postado em 12/Mar/2014 às 23:50

        Desdo dos meus 7 anos não tomo nenhum tipo de vacina!!! E estou aqui, faço bateria de exames, frequentemente, e adivinhem. Estou mais do que sadia e minha mãe optou por não me vacinar com mais nada. Irei me casar, terei um marido que esta tudo Ok com ele também, pois ele também faz bateria de exames frequentemente, ele no urologista e eu ao ginecologista. E bem, acho que depende da criação. Se você ensinar seu filho no caminho certo. É claro que ele não saíra transando com todo mundo, e se a pessoa quiser tomar algum tipo de vacina quando crescer, esteja a vontade. Mas a criação é algo particular de cada família e respeito a opinião dos outros é o que nos faz ser cidadãos sociáveis e não um bando de animais que não sabem respeitar a opinião aleia. Quer vacinar seu filho. VACINA!!!!! Mais não me obrigue a fazer isso com o meu!!!

      • Francineide de Almeida Postado em 13/Mar/2014 às 14:58

        PORQUE OS HOMENS NÃO SE CUIDAM? NA VERDADE SÃO MUITO PORCOS COM SUA HIGIENE ÍNTIMA. AÍ SOBRA PRA MULHER FAZER TUDO!

      • Elza Postado em 13/Mar/2014 às 19:18

        Sabe ok acontece muitas meninas estão transando e as mães papando mosca, acorda mãezinhas, deixe suas filhas tomarem as vacinas.

      • TheNewEra \ TheNewOrden Postado em 14/Mar/2014 às 12:37

        Meu camarada! essas Vacinas são para botar Doenças na população! um Plano Illuminat!! os Japão é contra pq Causa Mais de 2.000 Reações prejudiciais

      • joaosantos73 Postado em 16/Mar/2014 às 02:04

        Ian B. um raciocínio falacioso está muito longe de ser perfeito. As mães não querem que suas filhas tenham um falso senso de segurança e experimente o sexo precocemente. As mães não querem que suas filhas pensem que o sexo é apenas um diversão inofensiva. As mães querem que suas filhas desenvolvam o autodomínio, já que é preciso vencer a pressão de si mesmo e de outros de se envolver cedo na vida sexual. Embora a vacina seja eficiente apenas, não é "mais eficiente" na moça virgem, a vacina contra HPV só é eficiente na adolescente virgem, ainda assim , ela é desnecessária e oferece efeitos colaterais. O periódico exame do papanicolau continua sendo o meio mais eficaz contra o câncer do colo do útero e não pode ser dispensado mesmo que a jovem seja vacinada. Jovem esposa não precisa de garantia de que seu noivo não está contaminado, ela precisa de papanicolau periodicamente. Levando-se em consideração que o risco de desenvolver câncer pelo HPV é muito menor do que o risco de outras DSTs, o antigo exame pre-nupcial completo dos dois é imperativo.

      • Wilson Postado em 19/Mar/2014 às 10:35

        Dona Francineide, não pode generalizar, a não ser que a senhora só teve a oportunidade de conhecer homens porcos. Nesse caso sou levado a supor que deva existir alguma razão para isso, tal como afinidade de higiene ou não gostar do sexo oposto.

      • Eduardo Postado em 08/Jun/2014 às 00:43

        Ian, outro dia li um conto erótico gospel, tá na rede... dava um filme legal.... querem afirmar que o sexo só existe para perpetuação da espécie.... século XXI dá pra acreditar... Acreditam em utopia, em fidelidade a toda prova.... e não acreditam em santos, são todos santos.

    • Eva Holz Postado em 11/Mar/2014 às 22:01

      Exatmente isso, Carlos! Bem colocado!

    • Rodrigo A. Postado em 12/Mar/2014 às 06:45

      "Antes da mulher começar a ter relações sexuais." Tem certeza que é mulher aos 11 anos??? Não digo que está correto o boicote, mas se formos pensar direitinho, faz sentido sim. Mas com certeza é melhor prevenir.

      • maros Postado em 16/Mar/2014 às 08:57

        Deve ser por que é vacina e não milagre, pois deve levar um tempo para o organismo desenvolver imunidade, milagre que é imediato, vacina demora mais um pouco.

    • Mauricio Santos Postado em 12/Mar/2014 às 08:24

      Mandou bem Carlos. Mto bom ponto de vista

    • Thiago Teixeira Postado em 12/Mar/2014 às 10:09

      Cara, acredita que ontem eu ouvi uma "mãe" com uma visão totalmente desconexa dessa campanha de vacinação? Ela acha que quando as meninas tomarem a vacina, vão praticar mais sexo com camisinha pois acreditam que estrão imunes a TODAS as doenças sexualmente transmissíveis kkkkkkkkkkkkkkk Tive que dar umas aulinhas para ela da diferença entre DST e HIV. Agora pergunto ... quanta gente ignorante e quanta falta de esclarecimento há nessa campanha? É até perigoso.

      • Pedro Ruas Postado em 12/Mar/2014 às 11:07

        Tu sabes que HIV é uma DST, correto? DSTs significa "doenças sexualmente transmissíveis", e o HIV é uma delas!

      • KATY Postado em 12/Mar/2014 às 14:34

        POIS E NÃO ACHO CERTO PORQUE TOMANDO OU NÃO TOMANDO A VACINA MUITAS MENINAS FAZEM SEXO ASSIM MESMO.ESTAS MÃES NÃO TEM NO SÃO QUE ESTA VACINA VAI AJUDAR MUITAS MENINAS E MULHERES MAIS TARDE.

      • Thiago Teixeira Postado em 12/Mar/2014 às 18:52

        quis dizer SEM camisinha.

      • Flavio Postado em 12/Mar/2014 às 21:20

        É amigo, isso é o reflexo da falta de educação do nosso povo... triste... essa mãe sim, peça perfeita para receber alienação de todas as partes principalmente a religiosa (sem contar a política), já que não tem conhecimento e convencimento de nada, ignorante e ingênua.

      • Nery Rosa Postado em 13/Mar/2014 às 14:09

        Falta de esclarecimento é a primeira coisa que acontece no Brasil. Sou totalmente a favor da vacina desde que haja informações corretas.

      • Cardoso Postado em 16/Mar/2014 às 17:09

        Não deve haver espanto na reação dos crentes! Afinal se eles aceitarem o novo a porta estará aberta para novas concepções religiosas.

    • Ruan Postado em 12/Mar/2014 às 12:29

      Colocação coerente... 60% dos homens tem o vírus do HPV nas mais variantes formas

    • Caroline Postado em 12/Mar/2014 às 12:49

      também pensei no que você disse no final.quem garante que o cara com que vão casar não vai estar contaminado

    • Flavia F Postado em 12/Mar/2014 às 13:19

      Perfeito!Eu sou evangélica,ensino minha filha sobre virgindade e fidelidade no casamento,mas nem por isso vou deixar de vacina-la e proteger sua saúde..Esse pensamento dessa mulher é fruto de religiosidade e fanatismo,e Deus não tá no meio disso não..fl

      • joaosantos73 Postado em 16/Mar/2014 às 02:49

        Excelente que ensine a sua filha sobre virgindade e fidelidade, mas é bom ensinar também que ser evangélica não é sinônimo de ser sábia. A vacina contra o HPV protege a mulher que a tomar antes de qualquer contato sexual, inclusive as manipulações dos órgãos sexuais por um ou por ambos, mas esta proteção é apenas contra 70% dos vírus HPV, sendo assim, mesmo vacinada, a mulher está exposta aos outros 30%. Portanto, a castidade é, sem dúvida a melhor maneira de evitar o HPV e qualquer outra DST. Depois que a mulher se iniciar na vida sexual, a melhor maneira de evitar o câncer do colo do útero é o velho e de graça exame papanicolau. Se for feito regularmente a eficácia é de 99,99%. Você quer vacinar sua filha e expô-la ao risco dos efeitos colaterais, fique a vontade. Mas, se ela não desenvolver o costume de realizar regularmente o papanicolau, não vai valer de nada. Por outro lado, se ela ter o costume de fazer o papanicolau, a vacina. será uma perda de tempo e um risco desnecessário. Onde será que Deus está? Na sua crítica as suas irmãs de fé, ou na posição delas contra algo desnecessário e arriscado?

      • Dinah Caixeta Guimaraes Postado em 17/Dec/2014 às 23:17

        minha amiga evngelica casou virgem com quase 25 anos ,teve uma filha e quando foi ter o segundo filho o marido que era evangelico tambem a deixou na maternidade ,e nunca mais voltou ,fugiu com outro homem,ta bom pra vcs ignorantes.e a prima da minha cunhada tambem casou virgem primeiro namorado a coitada pesava uns 80 k ,e passado 3 meses a coitada foi emagrecendo,triste,quando a mae dela perguntou ela disse que continuava virgem o marido nunca tinha tocado nela ,era gay e casou so pra manter as aparencias ,ela emagreceu 40 k entrou em depressao teve que fazer terapia,ta bom pra vcs gente ignorante.

    • Bruno Postado em 12/Mar/2014 às 13:50

      É por aí. Estão usando o "medo do câncer de colo de útero" como educador de comportamento das próprias filhas. Colocam em risco a saúde delas, para se garantirem que elas não aborrecerão, mais tarde, com a desagradável "vergonha para o lar" de que não são mais virgens, ou que estão grávidas. Se nem medo de engravidar evita com que os jovens tenham relações sexuais, que dirá o medo de um câncer que "pode" acontecer... Medida ineficaz de educação, pior ainda de prevenção de doenças. E o Jesus que elas falam em toda frase pronunciada? Não é suficiente os ensinamentos cristãos para educar as filhas evangélicas? Precisa o medo da doença para ajudar aí? A verdade é que muita gente prega aquilo que não acredita. Faz tudo diferente do que pregou, e na hora difícil age como se Jesus nunca tivesse existido... Se ler a bíblia fizesse alguém acreditar em Deus, e fosse suficiente para convencer as pessoas a agir segundo Sua lei, não haveriam tantos fiéis como essa mulher, não haveriam padres pedófilos, nem pastores estupradores. Quem ACREDITA em Deus, age conforme Sua lei.

    • ledenilza lucas peterli Postado em 12/Mar/2014 às 13:53

      SE AS FILHAS ESTIVEREM BEM PREPARADAS E FOREM MESMO DE DEUS IGUAL ESTÃO FALANDO , ENTÃO PARA QUE TANTA PREOCUPAÇÃO?????????/?

    • Mauricio Postado em 12/Mar/2014 às 16:16

      Exatamente o que eu penso, só não expus esse ponto de vista no face, porque teria que começar a me explicar com a esposa. hahahaha

    • Jorge Postado em 12/Mar/2014 às 16:22

      depois de ler o seu comentário, achei o meu totalmente desnecessario. disse tudo brow!!!

    • mariana brito Postado em 12/Mar/2014 às 16:40

      Concordo contigo Carlos, elas estão expondo as meninas a um grande risco, visto que a fidelidade no casamento pode ser unilateral. A ignorância delas pode condenar essas garotas no futuro.

    • Jorge Postado em 12/Mar/2014 às 16:53

      Inclusive temos campanhas contra a maionese Hellman's agora, pois possui como tradução literal não interpretada o resultado de "Homens do Inferno"... estou citando o que foi dito em matéria pelo G1, sobre Valdemiro Santiago, grande pastor, possuidor de milhões em ofertas... digo, bens pessoais. O evangélico real, que segue realmente o evangelho, sabe que a vida é um dom que deve ser preservado, elas estão correndo na direção contrária, ele também se abstêm de opinião pública, pois a mesma deveria importar só para Deus certo? Além de luxuria, ganância, preguiça, gula, entre uma lista enorme de outros pecados. Além de tudo isso acredito que mesmo sendo um livro bem abrangente, a bíblia está desatualizada! É como ler e usar um manual de uma Televisão de 2000 anos atrás, os canais, botões, sinais mudaram, se dividiram, criaram opiniões, ações que não existiam quando este manual foi concebido! Cabe ao bom senso da pessoa e à sua inteligência saber o que está certo ou errado. Se você acha que defender e educar sua filha é expô-la à doenças, você precisa seriamente seus conceitos... ou poderíamos começar a dizer que roubar da AIDS, que matar da gonorreia e que virar político é câncer terminal!

    • Charles Zel Postado em 12/Mar/2014 às 17:37

      Esta doença tem origem bucal, as bactérias que mais liberam ácidos fungicos que são as papilos gran positivas são de origem bucal, mesmo que estas moças, so transem com seus futuros maridos, os mesmo vão molhar o penis com saliva para facilitar a penetração, e como eles não escovarão os dentes sempre antes do sexo os papilos de boca sempre vão estar presentes... os anos de ácido fúngicos é que poderão desenfrear uma mutação no colo do útero, e como os crentes acham que uma chupada de buceta é pecado, ou o contrário, daí suas putas virgens de merda... morram de cancer...

    • Patricia Santos Postado em 12/Mar/2014 às 19:23

      vc esta certissimo!!!!! as maes tem medo disso estimular a curiosidade delas, mas esquecem que adolescente é curioso , faz parte da idade, e se quer evitar problemas sexuais para as filhas tem que ser amiga nao inimiga, conversar abertamente e nao fazer disso um TABU , tem um monte de crente ai que prende as filhas , nao deixam fazer nada , mas nao é por medo nao, é pq ja tiveram a idade delas e sabe como é, muita hipocresia fala serio!!!!! sou mae de 4 meninas a mais velha tem 13 anos conversamos muito sobre tudo e ja deixei ela namorar mesmo achando ela nova demais, deixei pq confio na educação que dou em casa, essas pseudocrentes nao confiam nem no que pregam

    • Maju Gonçalves Postado em 12/Mar/2014 às 19:41

      Então Carlos, o triste é que elas confiam taaaaanto na educação que pretendem passar às suas filhas que preferem colocar as meninas em risco do que vacina-las, ou seja: Quanta confiança nos ideais que elas passam aos seus filhos, não? Não estou criticando tais ideais, mesmo porque cada um tem todo direito de ter seus princípios, mas é o que dizem: o direito do indivíduo acaba quando o de outrem começa.

    • Luiz Eduardo Postado em 12/Mar/2014 às 20:57

      Exatamente. Muita irresponsabilidade. Fico com pena é dessas crianças. Se continuarmos a ver esse tipo de atitude ignorante o governo tem que tornar a vacinação OBRIGATÓRIA e acionar o conselho tutelar caso a mãe se negue a dar a vacina. A atitude da mãe ao optar por não vacinar a criança fere o direito da criança à saúde. Por um lado fico feliz dessas "pastoras" não tomarem a vacina. Isso tem um nome: seleção natural. hehe

    • jose Postado em 12/Mar/2014 às 22:40

      Adolescente que vai fazer sexo tá pouco se lixando pra doença, ainda mais se for fazer com outros adolescentes, já que vai na imaginação de que a outra pessoa também não tem grande experiência sexual.

    • thais Postado em 13/Mar/2014 às 08:33

      Pois é.

    • Rosana Silva Postado em 13/Mar/2014 às 10:54

      Quanta IGNORÂNCIA dessa pastora. MEU DEUS DO CÉU!!!! PREVEÇÃOOOOO entendeu??? nossa nem vou perder meu tempo com uma idiotice dessa. Quanta falta de discernimento!!! Sou protestante, mas não sou ignorante! TENHA DOOOOOOOOOOOOOOOOOO

    • Leandro Monteiro Postado em 13/Mar/2014 às 11:23

      Vc foi Perfeito. Só um adendo, segue: Como nos dias de hoje, as pessoas cada vez mais avançadas, a realidade nua e crua quanto a problemas dessa natureza,haja ser humano ainda com essa cabeça?Legal, acho bacana o casamento,mas a estatística mostra que muitas mulheres são infectadas pelos companheiros, ou seja, ele foi buscar na rua outra forma de prazer...enfim....é um assunto muito polêmico para se tornar unânime,mas que é uma imbecilidade tamanha , é.

    • vida Postado em 13/Mar/2014 às 11:30

      e outra elas tem q pensar q antes de uma doença é sim um vírus e qualquer um pode ter tendo relação ou ñ vem de si tem gente q o vírus aparece e outros ñ e com a vacina ajuda a ñ aparecer né elas são muito idiotas isso sim porq se as filhas delas quiserem dar a perereca delas ñ são elas q vão impedir só acho

    • Marcelo Postado em 13/Mar/2014 às 14:37

      A melhor forma de controlar as pessoas é através do sexo. Por isso as religiões, impõe tantos limites paras as pessoas de mente fechada... Deixa a mulherada transar a vontade! desde que se projetam durante a relação sexual... Pastoras "recalcadas" rs...

    • Anne Postado em 13/Mar/2014 às 17:43

      A vacina não previne APENAS contra o HPV, mas contra o câncer de colo de útero também!! É muito válido lembrar isso, mas parece que essas mães não estão lembrando...

      • Mariana Postado em 17/Mar/2014 às 21:43

        Na realidade, ela previne contra o câncer do colo de útero porque ele é, em grande parte das vezes, causado por determinadas variantes do vírus HPV. É importantíssima a vacina, mas não podemos fazer "propaganda enganosa" de que todas as vacinadas estarão livres do câncer de útero, porque existem outras causas para ele, inclusive genéticas.

    • Marcelo Cordeiro de Sous Postado em 13/Mar/2014 às 19:08

      Muito bem colocado Carlos, sou ateu e das poucas vezes que fui em uma igreja evangélica escutei alguns pastores dizendo que eram viciados se prostituiriam, não me lembro bem se era essa a palavra, mas em fim o cara não era nada bom antes de virar pastor, bem se pensar bem não mudou muita coisa não, mas em fim... sabe com quem estas mães evangélicas querem que suas filhas casem? tenho certeza que seria ou com um pastor ou com um filho de pastor e outros evangélicos bem sucedidos dentro da comunidade evangélicas. será que estas mães garantem que estes pretendentes para suas filhas não pegaram o vírus durante sua vida promiscua. Ou será que deus curou estas pessoas. Nunca vi um milagre curasse a Adis. Já pesquisei mas nunca vi falar que um milagre curou a Aídis que também é viral.

      • freitas Postado em 23/Mar/2014 às 23:36

        Pesquisou muito pouco.....ou nada!

    • ivan romario Postado em 13/Mar/2014 às 20:25

      argumentos ridiculos, concordo. Mas essa vacina de HPV tem mercúrio e aluminio, q são metais pesados (tóxicos) q degeneram o cerebro e atrapalham a sintese de melatonina, que por sua vez regula sono, maturaçao sexual e produção de enzimas importantes. Nao aconselho tmb...

    • Alvaro Wilian Postado em 13/Mar/2014 às 20:46

      Qurendo ou não temos que respeitar a escolhas dessas mães. Vi uma falando sobre isso e realmente perguntei "Mas e se o rapaz estiver contaminado". A resposta "Minha filha sera orientada a escolher um rapaz na mesma situação, caso a escolha dela seja outro, o meu papel como mãe, eu fiz"; Isso vira uma bola de neve, uns querendo mais religião e outros mais liberdade fora religião. O que não se pode negar: Se o Sexo após o casamento fosse levado a sério, não haveria tantos problemas.

    • Daniel Reis Postado em 14/Mar/2014 às 00:42

      Na verdade o que achei interessante foi o fato de a lider ser uma Psicanalista, esta mulher mais do que ninguém deveria saber das consequências de repressões sexuais durante a infância, além do fato de que na psicanálise de Freud, a idade adulta se em cerca dos 12 anos. Outra, nada garantirá que os futuros maridos de suas filhas sejam nascidos nesta crença, o que acontecerá se um recém convertido que viveu alta putarias for esta pessoa? Antes de tudo sei que a habilidade da oratória é muito pertinente neste casos, quem nunca ouviu falar do fenômeno das multidões?

    • Gleison Postado em 14/Mar/2014 às 12:53

      Concordo plenamente , sou contra qualquer vacina !!!

    • Abel Compri Postado em 15/Mar/2014 às 09:59

      Olha a maldita religião o que faz nas cabeças das pessoas, ficam ao extremo no atrasamento, essas pessoas tem que voltar ao tempo dos Dinossauros.

      • ELTON Postado em 24/Mar/2014 às 01:07

        É verdade, essas pessoas (inclusive eu) temos que voltar aos tempos dos dinossauros, porque pra mim que sou uma pessoa estudada vivida e profissional da saúde, essa vacina só vai incentivar a prática da relação sexual precoce. Você sabe pra serve o preservativo? pra proteger! com ele não se pega HPV sabia? Casou né? não vai usar camisinha.... não casa com qualquer merda que pode trazer doença pra dentro de casa... mas claro.. as pessoas se enganam... faça o exame periodicamente, descoberta a doença cedo ela é tratada, aí mete o pé na bunda do babaca que transmitiu. Essa merda dessa vacina além do incentivo as práticas sexuais precoces ainda incentivam a traição. E só mais uma coisa, maldita religião é o caralho.. RESPEITE à quem teme a DEUS!!!

    • Sueli Postado em 15/Mar/2014 às 13:54

      No mundo em que vivemos não dá pra confiar em ninguem, a vacina é a mais indicada para que amanhã não venha o arrependimento...se fosse assim qtos pais que criam seus filhos dentro da igreja e ao chegarem na adolescência ou até msm jovens tomam seus próprios caminhos, parceiros então ai que não pode confiar mesmo. Fica a dica ai mães/pais.

    • Joaosantos37 Postado em 16/Mar/2014 às 01:21

      Eu não sou médico e acredito que você talvez não seja. Então pense na argumentação de um médico publicado na folha: É muito raro uma mulher apresentar câncer se realizar o papanicolau na periodicidade recomendada. Porque o câncer do colo do útero é uma doença de evolução muito lenta, e o papanicolau permite que detectemos formas precursoras do câncer. ... Então, se temos uum exame confiável, barato e disponível para todas as mulheres do país, o que nos faria mudar de estratégia, partindo para usar uma vacina que NÃO EXCLUI a necessidade de realizar o mesmo exame ao longo da vida? Veja a matéria completa no link: http://www1.folha.uol.com.br/colunas/claudiacollucci/2014/01/1403702-os-senoes-da-vacina-contra-o-hpv.shtml Com o fácil acesso a informações confiáveis, seria perda de tempo fazer uso do medo para convencer os filhos. Pessoas inteligentes e sábias, religiosas ou não, guiam-se por meios de princípios e procuram passar estes princípios e padrões de condutas para seus filhos e filhas. Para tanto, procuram raciocinar com os seus filhos sobre os prós e os contras das escolhas que precisam fazer.

      • Dinah Caixeta Guimaraes Postado em 17/Dec/2014 às 23:36

        O discurso e lindo mas na pratica nao funciona.Quem por acaso nunca desobedeceu os pais?parem com esse lenga lenga,crente faz sexo sim ,e fora do casamento ,no namoro,enfim, antes da religiao existe uma menina que sente desejos como tds as outras o resto e balela.!Qeu mundo que esse povo vive?Cai na real.caorda pra vida maes,antes que seja tarde demais.

    • Mariana Postado em 17/Mar/2014 às 21:57

      Muito bem colocado. Meu pensamento sobre isso é: tomara que o Deus delas proteja TODAS essas meninas impedidas de se vacinarem de serem estupradas, o que infelizmente é um risco que todas nós mulheres corremos nessa sociedade machista em que vivemos. Se essa desgraça acontece com alguma delas, além do trauma que vai carregar para o resto da vida porque isso não se supera, ainda vai ter uma doença a mais com a qual se preocupar. Tenho uma opinião bem liberal em relação à liberdade de escolha dos pais na educação de seus filhos, mas esse discurso dessas mulheres é MUITO IGNORANTE. Será possível que não veem que mesmo que reprimam suas filhas ao máximo e criem santas virgens para sempre existem perigos que não estão ao alcance delas protegerem as filhas? Lamentável...

    • Luciana Lessa Postado em 30/Mar/2014 às 13:18

      Alienadas... sou evangélica e jamais pensei assim. Loucas!!! Priorizam dogmas em detrimento a saúde da própria filha.

    • Cláudio Postado em 08/Apr/2014 às 12:34

      Anônina, a filha não é sua, sua posse, como se tem um carro ou utensílios, mas um ser que encontra-se aos seus cuidados. E pela simples razão que você venha a dizer não, interditá-la, não irá impedi-la de um intercurso sexual. No mundo de hoje, a oferta de intercurso sexual é grande e complexo. E nada diz que sua filha será religiosa como você é, nada diz que ela não poderá sofrer uma violência sexual - não desejo isso, apenas estou tentando te ligar a dinâmica do mundo. O mundo não é dos escolhidos por Deus - por isso imune às todas violências - e dos não escolhidos de Deus - por isso aberto às todas as violências -, o mundo está aí para todos, pros monstros e pros santos. Se ela encontra-se no mundo, penso que é de bom-senso a cuidadora dela, daqui - nessa veículo para se chegar ao paraíso que é a Terra ( ou se é possível se chegar à algum lugar para além da física, inferno, céu, sem passar pela Terra, como você mesmo acredita?) - vaciná-la. Não digo que não ensine a sua filha a possibilidade de encontrar um amor satisfatório, em mútuo cuidado e beleza. A vida é cheia dessas realizações. Mas se atressar a faixa tem causados muitos atropelamentos, não acha bom que se faça uma passarela? A menina que te foi destinada cuidar chegar ao outro lado assim como foi ensinado por você, apenas com o risco mais amenizado. Usar o cinto de segurança não interrompe a caminhada, se chegará ao seu destino. Mas as pessoas bêbadas ao volante, mas outros carros em caminho frontal, mas a pista com oléo, mas o uso irresponsável do celular ao dirigir, podem tomar proporcões trágicas ou bem mais grave se não houvesse o cinto. Claro, esta uma forma de enxergar, entre tantas.

    • Victoria Postado em 08/Apr/2014 às 19:59

      Concordo com vc.Além de fugir ao bom senso, quem é contra deve se lembrar de que HPV não se contrai apenas com o sexo

    • Eduardo Postado em 08/Jun/2014 às 00:34

      FANATISMO, ao ponto de colocar em risco suas crias. E, onde fica o ECA.... a criança tem que ser protegida e um pai ou uma mãe não pode dar um tapa para corrigir um filho ou filha, mas deixar que este corra o risco de ter cancer, pode.... é um absurdo.

  2. Carlos Wolf Postado em 11/Mar/2014 às 19:48

    Tá certo, cada um escolhe o que é melhor pra si. Os pais que preferirem ter uma conversa esclarecedora sobre sexualidade com seus filhos, informar, prevenir o HPV e uma possível complicação, ok. Àqueles que preferirem ver suas filhas vivendo no "mundo das maravilhas das virgens intocadas" onde a jovem que não toma vacina de HPV não tem vontade de fazer sexo, ok também. Nesse caso, seria melhor nem avisar as meninas e meninos que camisinha existe, porque assim que eles souberem, segura... Melhor ficar sem saber, ninguém transa, ninguém passa doença e todo mundo vai pro céu. Tenho minha opinião, respeito as demais.

    • Vitor Frost Postado em 12/Mar/2014 às 11:18

      De modo geral, as religiões mais rigorosas com a sexualidade são contra a camisinha também e como método de controle de natalidade apenas a 'tabelinha'... Algumas utilizam o método da viscosidade do muco cervical complementar à tabela....

    • Leandro Simões Postado em 12/Mar/2014 às 11:25

      Exatamente, Carlos. Quanta ignorância desse povo!

    • Gil Cleber Postado em 12/Mar/2014 às 11:34

      Não respeite, Carlos Wolf, opiniões como a dessas mães. São mulheres que nem ao menos raciocinam. Gente desse tipo são um perigo para a sociedade como um todo, ao divulgar suas opiniões reacionárias. Mereciam ser criminalmente responsabilizadas.

      • FLORES Postado em 12/Mar/2014 às 20:26

        tem toda razão

      • Raiffy Postado em 12/Mar/2014 às 21:14

        Crime de opinião é tenso né cara. Todo mundo tem o direito a opinião, sendo ele de acordo com o que eu penso, ou não. Mesmo quando uma opinião é contrária a nossa devemos respeitar pois é um direito de todos. Só fica a dica.

      • Thiago Leme Postado em 13/Mar/2014 às 01:06

        Não respeite? vamos bater em todo mundo que não quer vacinar o filho então, essa é a solução para a falta de instrução das pessoas

      • cristina biancardi Postado em 13/Mar/2014 às 10:24

        Concordo plenamente, e mais, se por ventura viessem a precisar de um tratamento gratuito no futuro devido problemas de saúde que poderiam ter sido evitado com uma simples vacina, esse tratamento não deveria ser gratuito, já que assumiu o risco.e

      • la amorim Postado em 13/Mar/2014 às 11:41

        O pior que não é só essas mães sou professora de biologia e o povo se acha muito esperto quando diz respeito a sexualidade mas na verdade não sabe quase nada,principalmente sobre DST's e suas medidas profiláticas.

      • Durval Santos Postado em 13/Mar/2014 às 16:36

        Otário fascista e arrogante. Acha que a sua visão de mundo é o melhor para todos e os que discordam são ignorantes. Acha que todos que pensam diferente devem ser humilhados e calados. Filhote do nazismo.

      • Juliana Postado em 13/Mar/2014 às 23:41

        Respeite todas as opiniões sim! Eu vacinarei minhas filhas, porém quem não quiser, que tome a responsabilidade pra si. Meio contradizente né, alguns são a favor do aborto porque a mulher pode decidir por sua vida e pela de seu filho, já nesse caso não. Se a psicanalista não quer vacinar suas filhas, deixem ela fazer o que lhe parece correto! Povo pra se preocupar com a vida dos outros...Se ela é mãe e quer que suas filhas casem virgens eu acho que ela pelo menos as educará pra uma pessoa que seja fiel a elas, ou não ?! Cada um faz o que quer da vida meeu!

    • ledenilza lucas Postado em 12/Mar/2014 às 13:59

      também acho Carlos Wolf pois o que mais acontece hoje em dia , são esses jovens namorando escondido e se fazendo de santos perto dos pais .

    • Lucas Campos Postado em 12/Mar/2014 às 15:17

      Carlos Wolf, ignorância não é salvação! ninguém vive em uma cúpula de vidro, não sera com medo e retenção que se educa os filhos, mas mostrando a eles o que é dignidade própria. Serão garotas fieis e dignas ao seguir os caminhos de Deus porque querem, e não porque são forçadas e subjugadas a isso.

    • Willian Postado em 12/Mar/2014 às 15:38

      Depois que ela tá vacinada, colocar o dos outros na reta é fácil, não é? O negócio é incurável, fica uma aparencia HORRIVEL na pessoa, além de aumentar o risco de cancer no colo do útero. Religião é uma coisa. Burrice é outra completamente diferente. Deus usa da ciência e dos cientistas para mostrar os benefícios e as graças a suas criações: Nós

    • Guilherme Postado em 12/Mar/2014 às 19:14

      "cada um escolhe o que é melhor pra si"... Esse é o problema, quem está escolhendo são essas mães e não as filhas.... nada garante que essas filhas terão a mesma crença que suas mães... e se não foram vacinadas no período correto, são essas meninas que poderão enfrentar problemas no futuro, como o câncer de colo uterino, que na maioria das vezes está relacionado ao HPV....

    • Maju Postado em 12/Mar/2014 às 19:24

      Ok, Carlos concordo que cada um escolhe o melhor pra si, mas só acho isso válido quando o que está em risco é apenas condições que façam referência só ao indivíduo. No caso da vacinação do hpv, coloca-se em risco não só as meninas, bem como o futuro casal e também toda a sociedade... afinal a vacina pra infidelidade ainda não foi inventada né?

    • Delia Danielli Postado em 12/Mar/2014 às 20:12

      Pois é né? É tão ridículo que é irônico. Isso no século XXI 2014 ..

    • Mels Postado em 12/Mar/2014 às 22:23

      "Nesse caso, seria melhor nem avisar as meninas e meninos que camisinha existe, porque assim que eles souberem, segura... Melhor ficar sem saber, ninguém transa, ninguém passa doença e todo mundo vai pro céu" Isso é a mesma coisa que dizer: Não vamos avisar às pessoas que airbag existe, senão todo mundo vai querer bater com o carro. Não faz sentido algum.

    • Mona Postado em 13/Mar/2014 às 12:57

      Cuidado com as pessoas que não entendem a sua ironia :/

  3. Alessandra Rivera Postado em 11/Mar/2014 às 20:16

    Só funciona a fidelidade se servir tanto para o homem quanto para a mulher... Será que a maioria dos homens jovens brasileiros estão dispostos a casarem virgens e permanecerem fiéis?

    • stella maris Postado em 12/Mar/2014 às 14:34

      Concordo, e ainda digo mais, ainda não está comprovado exatamente a forma de contágio! !! Venho conversando com vários especilistas, e todos são unânimes em dizer que existem várias outras formas de contágio e que nem eles sabem ao certo como prevenir realmente. Fora que homens, ah esses homens!! Ilusão da mulher que acha que eles não irão nunca trai-las! !! Ridiculo, pena que essas filhas não poderão se defender dessas ignorâncias hipócritas. ..

    • Janaina Postado em 12/Mar/2014 às 17:59

      Os evangélicos devem considerar que existem jovens "convertidos", e que ja experimentaram sexo antes...e aí, proibiram o casamento por isso............(não quero tirar sua razão sobre fidelidade) mas isso pode acontecer já que o numero de convertidos vem crescendo....

    • paula Postado em 13/Mar/2014 às 23:58

      Ótima colocação!

    • Jessica Xavier Postado em 14/Mar/2014 às 01:16

      e não é so isso não gente essas mães acham que mesmo sem essas garotas não tomar a vacina não vai despertar nelas a vontade do sexo, á pelo amor né aff quanta ignorância, só se essas mães tiver colada na menina a vida toda.

  4. Bianca Postado em 11/Mar/2014 às 20:19

    Aí a moça segue todos os ensinamentos das mães e se guardam para o casamento, mas o marido não faz o mesmo e depois de casada a menina se contamina com o HPV. Aff...

  5. Renato Pacheco Postado em 11/Mar/2014 às 20:21

    Tá Seeeerto minha senhora. Seu discurso é o mesmo da igreja católica na Africa, milhões infectados por AIDS, e insistem q a castidade é o melhor remédio, ao invés do preservativo. "Troféu joínha pra sra"

    • rosangela Postado em 12/Mar/2014 às 13:11

      concordo

    • rosangela Postado em 12/Mar/2014 às 13:17

      irei copiar oque disse aqui no meu facebook muito bem pensado oque disse

    • Willian Postado em 12/Mar/2014 às 15:39

      HPV=/=HIV

    • Ana Oliveira Postado em 12/Mar/2014 às 19:29

      Perfeito kkkkk!!!

    • Alvaro Wilian Postado em 13/Mar/2014 às 20:49

      A Bíblia prega isso. Condenação a sexo homosexual, heterosexual e qualquer contato sexual antes do casamento entre Homem e Mulher. Então, pessoas que crescem na igreja tem o direito de serem contra.

  6. Roberta Postado em 11/Mar/2014 às 20:27

    Que merda...Perdir 5 minutos lendo a merda de opinião dessas mães...

    • Renata Postado em 11/Mar/2014 às 22:12

      Também perdi, não se sinta sozinha KKKKKK

      • Rafael Postado em 13/Mar/2014 às 17:56

        Mais um

      • Marcelo Cordeiro de Sousa Postado em 13/Mar/2014 às 19:11

        aff. tô nessa.

    • Alice Postado em 11/Mar/2014 às 23:39

      Eu acho que a vacina deveria ser tomada por jovens que pretendem iniciar a vida sexual, não em todas.. por exemplo, tenho 20 anos e sou virgem, ainda não pretendo ter relações, não vejo o porque de tomar essa vacina .Tenho primas de 12 anos que possuem uma vida sexual ativa, então da mesma forma que elas sabem fazer sexo elas tem que procurar informações e tomar a vacina para se prevenir.. Pra mim isso é um incentivo a pratica sexual, é do mesmo modo a distribuição de camisinhas no carnaval incentiva o sexo. Quem pratica que procure se cuidar!

    • Alta Voltagem Postado em 12/Mar/2014 às 16:51

      Perdi também...shitt

    • Eduardo Postado em 13/Mar/2014 às 00:21

      Não perdeste nada. Saber oque os outros tem opiniões diferentes ajuda a firmar a tua opinião, que muitas vezes pode mudar ou evoluir. Não que a sua esteja errada...

  7. Gabriel Postado em 11/Mar/2014 às 20:44

    Pessoas, isso NÃO representa todos os evangélicos.... é uma minoria, sem conhecimento, ou noções cientificas, NAO generalizem, se forem mais de uma já é muito....

  8. marcia Postado em 11/Mar/2014 às 20:45

    Sou evangelica e vou vacinar minha. o grande problema e que vcs generalizam o povo evangélico, apenas por algumas opiniões. Temos pessoas sérias e coerentes. Então por favor pense antes de opinar e generalizar.

    • Carlos Santos Postado em 11/Mar/2014 às 23:53

      Concordo que é errado generalizar e o próprio termo "evangélico" já é uma generalização. É inegável, porém, que a fé "evangélica" tem sido usada como desculpa para defender conceitos retrógrados. A pastora que diz que a vacina é desnecessária é um exemplo claro disso.

      • Roberto Freire Postado em 12/Mar/2014 às 08:06

        Concordo com o Carlos Santos. Existe uma banalização com o termo "evangélico". Assim com em outras Doutrinas, existem grupos que pensam diferentes da Doutrina principal. Assim como na igreja católica há padres ou colaboradores que furtam, corrompem, mantem relações sexuais, etc. Mas sempre o foco do retrógado cai por cima dos Evangélicos por surgirem de forma mais exageradas.

      • stella maris Postado em 12/Mar/2014 às 14:37

        Perfeito o raciocínio, visto que a religião prega o mesmo pra todos e a opinião está fundamentada em cima da mesma.

      • Marcos Postado em 13/Mar/2014 às 10:18

        Na verdade amigo Carlos, o termo evangélico visa o caminho contrário ao da "generalização". Visa estabelecer justamente a diferença que existe entre outros grupos. Será que estes "conceitos retrógrados", os são por entendimento particular teu? Quem os estabeleceu como retrógrados? Você? Respeito tua opinião, mas você não é absoluto.

      • Lilica Postado em 13/Mar/2014 às 16:18

        Verdade Carlos Santos tudo o que você disse. Eu sou evangélica e fico muito triste ao ver evangélicos dando tão mal exemplo como esse e muitos outros absurdos, infelizmente acaba passando a ideia errada sobre o cristianismo pra muita gente, parecendo que todos os evangélicos são ignorantes e fanáticos. Durante tanto tempo o cristianismo foi usado para manipular e pôr medo nas pessoas e mesmo depois da reforma religiosa e tanta evolução do conhecimento, hoje em dia ainda tem gente fazendo isso e gente acreditando num evangelho deturpado. Cristo não veio a terra pregar a ignorância e a intolerância, é tudo tão claro na bíblia a respeito de seu comportamento, ensinamentos e personalidade. Fanatismo não é saudável, pra mim esse comportamento dessa pastora é fanatismo, ela não está usando a razão e o discernimento.

      • Marcelo Postado em 13/Mar/2014 às 21:02

        É verdade. E o que dizer então da postura da I. Romana por exemplo, qt aos métodos anti- concepcionais, né? -Desculpas para defender conceitos retrógrados! Ignorância não escolhe fé.

    • ROSELENE WANDA SANTOS PER Postado em 12/Mar/2014 às 17:37

      Infelizmente Márcia, só por causa de alguns ignorantes com a mente fechada, estão generalizando vocês. Parabéns pela iniciativa. Na realidade todas as vacinas podem trazer efeitos indesejáveis e graves e não são todas as pessoas que os tem. O cancer é uma doença que mata e causa grande sofrimento em seus estágios.

    • Janaina Postado em 12/Mar/2014 às 18:01

      Parabéns.......... sra tem razão em ambos os sentidos

    • Marcos Postado em 13/Mar/2014 às 10:22

      Verdade Marcia... Muitos pensam que o evangélico "por ser evangélico" são sem sabedoria. A verdade está oculta aos olhos deles... E manifesta a nós.

    • Marcelo Cordeiro de Sousa Postado em 13/Mar/2014 às 19:20

      Saudações Marcia, faz muito bem em vacinar sua filhas você está de parabéns. Mas respondendo... como não generalizar, estas mães estão querendo boicotar uma iniciativa que só pretende ajudar as pessoas e o pior estão em veículos de comunicação nacional com esta tolice, olhe o titulo "Mães Evangélicas". Eu sou ateu (agnóstico) e não tenho nada contra os teístas, mesmo porque minha familia toda é teísta, vivo com uma companheira que crê em uma força misteriosa que criou tudo. Mas em fim, fica muito difícil não generalizar pois o que estamos vendo utimamente são evangélicos lutando e defendendo tolices e violando a Laicidade do estado e da sociedade, só para lembar uma sociedade realmente justa tem que ser laica! Obrigado por opinar.

    • Amanda Postado em 14/Mar/2014 às 03:54

      Márcia, fico realmente feliz que você seja uma mãe de bom senso. No entanto, como você frequenta a igreja deve saber, tipos como o seu estão em falta. Parabéns pela sensatez.

      • Mira Santini Postado em 28/Mar/2014 às 00:06

        Sou evangélica e vou levar as minhas 3 fiihas para vacinar porque não sei com quem elas vão se casar. A Igreja acolhe todo tipo de gente, dos mais centrados aos mais fanáticos.

  9. Fabrício Postado em 11/Mar/2014 às 20:53

    ERA SÓ A QUE FALTAVA!! Se você quer saber o quanto uma igreja é boa ou ruim, analise da seguinte maneira: Quanto mais ela ajuda os pobres, mais ela é boa! Quanto mais ela se mete na vida dos outros dizendo o que devem ou nao devem fazer de suas vidas pessoais, mais ela é podre, insolente e desnecessária no mundo!!!!!

  10. Andre Postado em 11/Mar/2014 às 20:53

    Não vi ninguém generalizando, apenas falando sobre o que foi falado na matéria. As únicas questões expostas foram interpretações livres a respeito da opinião das duas senhoras expostas no texto. Realmente cada um tem a sua "opinião", o problema é quando algumas pessoas acham que são donas da verdade ou pior, são capazes de controlar o mundo! Repetindo o que foi dito acima... troféu joinha para as duas do texto!!! Pena das filhas delas!!!

    • keilla Brasil Postado em 12/Mar/2014 às 14:16

      Eu mesma me considero evangélica e n concordo com as mães citadas no texto.Pq acho q elas deveriam tentar se esclarecer mais sobre o assunto,pois n adianta vc falar que isso ou aquilo é pecado pois as filhas delas irão freguentar uma escola e conhecerem outras pessoas. Esclarecimento sim seria um ótimo resultado para essas mães. Até pq o índice de meninas grávidas adolescentes se dá justamente dentro da igreja. Eu fui uma delas. Hoje minha filha tem dezoito anos e sempre falo do uso da camisinha,anticincepcional e etc. Acho que podemos sim,ter fé em Deus mas tb sempre pensando como está o mundo nos dias atuais.

    • Ricardo Postado em 13/Mar/2014 às 01:00

      o titulo da reportagem é "Religiosas vão boicotar vacina", como você não viu ninguém generalizar? Vc acha que essa meia duzia de infelizes realmente representam todas as religiosas? Pelo amor de Deus! qualquer reportagem de fundo de quintal vira foco de discussão agora...

    • Marcos Postado em 13/Mar/2014 às 10:25

      André... Vamos por parte. Abaixo está a opinião do Carlos, que se refere a opinião das pastoras como sendo fruto da "fé evangélica". A Fé Evangélica se resume a opinião de duas pastoras??????? É inegável, porém, que a fé "evangélica" tem sido usada como desculpa para defender conceitos retrógrados. A pastora que diz que a vacina é desnecessária é um exemplo claro disso.

    • Luciano Miranda Postado em 13/Mar/2014 às 19:02

      Não viu generalizando????!!! Dá uma lida no titulo da máteria "Religiosas vão boicotar vacina" Como se chama isso então ????

  11. renato Postado em 11/Mar/2014 às 21:41

    É só não deixar as meninas ir tomar vacinas. Estamos num pais livre... Daqui a vinte anos, relacionar-se com uma mulher evangélica pode ser um fator de risco...

    • Leandro Rocha Postado em 12/Mar/2014 às 14:53

      Não é bem assim, valores religiosos não podem passar por cima do direito à saúde, principalmente nos casos de menores de idade. Se elas não quisessem se vacinar, td bem, mas proibir as filhas de serem imunizadas, ja extrapola a liberdade religiosa.

    • luciana Postado em 12/Mar/2014 às 23:15

      Kkkkkkkkkķkkkk

  12. Eva Holz Postado em 11/Mar/2014 às 21:58

    Vergonha alheia desse povo ignorante! Quer dizer que vocês colocam a saúde de suas filhas em risco porque elas podem querer fazer sexo? E o genro? Vocês vão colocar a mão no fogo pelo genro? Pobres meninas, que infelicidade nascer numa família de estúpidos medievais em pleno seculo XXI

  13. Leonardo Postado em 11/Mar/2014 às 22:59

    Não tem problema, se as meninas evangélicas ficarem doentes Jesus cura.

    • marina Postado em 12/Mar/2014 às 12:29

      perfeito!!! hahahaha

    • Lucas Postado em 12/Mar/2014 às 23:41

      Falou tudoo! É bem isso mesmo q passa pela cabeça desses evangelicos doentes! q pra mim são doentes,só falta eles se colocarem acima d Deus...:(

    • Marcos Postado em 13/Mar/2014 às 10:28

      Falou tudo!!! Cura mesmo!!! Na verdade, não as deixa contaminar. Caem mil ao lado e dez mil a direita... Não somos atingidos. Fazer o que néh... rsrs

    • suelen Postado em 13/Mar/2014 às 12:03

      boa kkkk

    • Alisson Postado em 13/Mar/2014 às 17:36

      uahhuahuauhauhahu boa XD

    • MARCELO Postado em 13/Mar/2014 às 19:22

      Nunca ouvi falar que houve um milagre relacionado com AIDIS!!!

    • Natanael Postado em 14/Mar/2014 às 15:59

      Ele tem poder para isso!!

    • Luiz Postado em 17/Mar/2014 às 03:22

      Discutir sobre vacinar ou não é super válido, mas por favor, não coloquem Jesus no meio desta discussão. Independente de religião.

    • ELTON Postado em 24/Mar/2014 às 01:16

      RIDÍCULO

  14. Davi Postado em 11/Mar/2014 às 23:06

    Vou nem ler. O que mais esperar de diferente desse povo? Só é triste para as crianças. Nenhuma criança deveria ser refém da ignorância dos pais, por isso a necessidade de boas escolas.

    • zebilda .duarte Postado em 12/Mar/2014 às 08:37

      meu deus o governo so quer previnir pois teim muitas adolecentes que ingrvidao com 12 anos entao estas com certezas precisao da vacina as que forem estruidas pelos pais so nao tomaren por favor vai em uma invasao e vera quantas mae com 12 ou 13 anos entao nao da pra resolver o mundo pensando so em nossas crianças temos que pensar nas que as maes nao orinta entao a vacina e muito nescesseria simmm

    • Marcelo Postado em 13/Mar/2014 às 19:23

      Escolas não é o problema, o problemas são os pastores semianalfabetos que controlam as vidas destas pessoas.

  15. jessica Postado em 11/Mar/2014 às 23:27

    Todos temos o livre arbítrio, mas acho necessário sim tomar a vacina. Quem não tiver o interesse pode se ferrar no futuro pois quem vai saber com quem o "futuro marido" andou antes de se casar?!! Por isso mães deixem suas filhas se vacinarem e não é por isso que elas vão decidir transar, tenham uma conversa com suas filhas sobre esse assunto.

  16. Bruno Antunes Postado em 11/Mar/2014 às 23:40

    O resultado deste pensamente é potencialmente desastroso. Pelo que entendi, a preocupação está voltada especificamente para as mulheres, e quanto a seus parceiros? Como garantir que ela não se relacionará, mesmo que dentro do matrimônio, com um parceiro infectado? Colocar seus filhos em uma situação perigosa, por motivos religiosos, ou morais, é um erro. Deveriam saber que no futuro, seus filhos poderam optar por não seguir tais tradições. Vacina contra o tétano, por acaso desperta o interesse em se ferir?

  17. Tays Postado em 11/Mar/2014 às 23:52

    Nas campanhas ficou bem claro que a vacina proteje apenas contra o HPV e que ainda existe varias doenças que podem ser transmitida pelo contato sexual. Portanto só uma pessoa muito burra pra achar que pode sair fazendo com todo mundo sem pegar nenhuma doença

  18. ROSANA C. T. MACHADO Postado em 12/Mar/2014 às 00:26

    NÃO PODEMOS CONFUNDIR A NOSSA RELIGIOSIDADE E NOSSA FÉ, COM A EDUCAÇÃO QUE DAMOS AOS NOSSOS FILHOS, NÓS TEMOS QUE TER DIALOGO E EXPLICAR PARA QUE SERVE ESSA VACINA, AFINAL ELA VEIO PARA AJUDAR A PREVENIR O CÂNCER DE COLO DE ÚTERO,O CÂNCER DE COLO DO ÚTERO INDEPENDE DO PARCEIRO QUE TERMOS, OU SE SOMOS FIEL OU NÃO, SE FOSSE ASSIM UMA MOÇA COM SUA VIRGINDADE PRESERVADA QUE SE CASOU NÃO PEGARIA HIV, POIS ERA CASTRA E NO ENTANTO ISSO JÁ ACONTECEU. TEMOS QUE LUTAR PARA PREVENÇÃO DA NOSSA SAÚDE E TER DIALOGO COM NOSSOS FILHOS,MOSTRAR QUAL O CAMINHO A SEGUIR, IMPEDIR A APLICAÇÃO DA VACINA, NÃO IMPEDIRA QUE NOSSAS FILHAS INICIE SUA VIDA SEXUAL, NÃO É ESCONDENDO QUE VAMOS GARANTIR QUE ELAS FIQUEM CURIOSA, PORÉM COM UM DIALOGO FRANCO PODEMOS CONSTRUIR A MATURIDADE COM ELAS E FAZER ELAS PERCEBEREM O MOMENTO CERTO DE SE RELACIONAR INTIMAMENTE COM ALGUÉM...

  19. Pedro Postado em 12/Mar/2014 às 00:38

    Tomei vacina contra tuberculose e não fico me esfregando em pessoas tossindo por aí.

  20. toninjo Postado em 12/Mar/2014 às 00:39

    Isso é o mesmo tipo de asneira que os "testemunhas de jeova" fazem ao negar sangue de outra pessoa numa necessidade.

  21. Matheus Postado em 12/Mar/2014 às 00:45

    Do que adianta querer proibir os jovens a não praticar, os pais não conseguem estar de olho nos filhos a todo tempo, o ideal é que tenha conversa e orientação pra que isso não se torne algo preocupante.

  22. Bruna Postado em 12/Mar/2014 às 00:55

    Alguém avisa para essas IGNORANTES que HPV se transmite principalmente, mas não UNICAMENTE pelo sexo? O vírus pode ser transmitido por compartilhamento de toalhas, roupas íntimas ou se a mulher sentar num vaso sanitário de uso coletivo ou público só pq aparentemente está limpo, mesmo que a faxineira tenha acabado de limpar. Essas meninas podem adquirir o vírus usando calcinhas e toalhas emprestadas de amiguinhas e até mesmo sentando no vaso sanitário de casas de parentes e amigos (afinal, se é de dentro de uma casa, é limpo, pensa a maioria). Depois quando a gente fala que evangélicos são um bando de retardados ignorantes nós é que estamos sendo "evangelifóbicos"!

  23. Virgilio Gabriel Postado em 12/Mar/2014 às 00:56

    Acho que respeitar as diferenças faz parte de um mundo passivo e sem guerras. Se ela acredita ser melhor dessa forma, que seja. Quem pensa o contrário, que haja diferente. Ficar criticando tudo que vai contra sua opinião só mostra o quanto é ignorante e imaturo.

  24. MIGUEL DANTAS Postado em 12/Mar/2014 às 02:21

    Pra mim é simples, se a criança não se vacinar por conta da vontade dos pais, e ela vier a contrair a doença, os pais perdem a guarda da criança e respondem criminalmente pelo ocorrido. Talvez assim essa conversinha fiada de que fidelidade salva alguém de uma doença séria dessa, caia por terra. Tolerância zero para a intolerância e ignorância.

  25. Jukka Postado em 12/Mar/2014 às 02:29

    "Religião é demência coletiva" Mikhail Bakunin

  26. Electra Postado em 12/Mar/2014 às 06:09

    Daí uma dessas meninas sofrem um estupro, por sorte o estuprador nao tinha AIDS, por sorte ela não estava no período fértil e não engravida, mas ele tinha HPV. Ops... Deus q quis, né? provação divina...

  27. Rita Postado em 12/Mar/2014 às 06:57

    Rita Respeitar a opinião alheia é em si um processo necessário. Compreendê-la é ainda mais complicado. Não me parece possível essa decisão, considerando que vivemos numa época de muitas exposições. Não penso ser ignorância dos pais, eles estão buscando ordem na desordem. É como navegar contra a maré. Ao contrário, será mesmo um desafio fazê-lo entender a necessidade da vacina e que as meninas precisam ser vacinadas. Os fatos devem falar por si mesmo, não adianta ofender ou menosprezar as pessoas por suas escolhas.

  28. Rejane Negreiroe Postado em 12/Mar/2014 às 07:28

    Isso é o que podemos chamar de SANTA IGNORÂNCIA!

  29. DENILSON ARAUJO Postado em 12/Mar/2014 às 07:51

    Evangélicos vivendo na contramão da História da humanidade. Um absurdo, expor a saúde e a vida de pessoas indefesas (as crianças) simplesmente pela fé cega na mitologia judaico-cristã.

  30. Ariane Postado em 12/Mar/2014 às 08:12

    Que morram de HPV então, idiotas a menos na terra

  31. Marcos Arrais Postado em 12/Mar/2014 às 08:14

    Matéria muito caricatural!

  32. Leonardo Postado em 12/Mar/2014 às 08:19

    Mais uma vez a religião cegando o homem.

  33. Augusto Postado em 12/Mar/2014 às 08:39

    Na boa pessoal, o contágio pode ser feito pelo compartilhamento de roupas íntimas ou toalhas, por exemplo, de uma pessoa contaminada. O fato da mãe/pai conscientizar suas filhas para o sexo após o casamento é respeitável, o que eu não entendo é não vacinar sua filha, expondo a mesma ao risco de um câncer de colo do útero futuramente. Faz as 2 coisas, vacina e conscientiza.

  34. Marcia Postado em 12/Mar/2014 às 08:47

    Quando falo em generalizar não estou me referindo ao que vc diz o termo "evangélico", já que este termo tem sido usado por vcs mesmos para rotular. Quanto a reportagem o que quis dizer é que nem todos pensam desta forma.... A pesquisa do IBOPE diz que tal candidato tem a preferencia, quando na verdade meia duzia foram ouvidos. A opinião desta pessoas da reportagem realmente e sem fundamento já que a vacina é uma proteção. E quanto a curar Deus cura sim...mas Ele próprio deu ao homem a inteligência para chegar a tal vacina. Falta muito esclarecimento o que realmente é o verdadeiro Evangelho e os verdadeiros.

    • WILSON Postado em 12/Mar/2014 às 09:12

      MARCIA ALELUIA ATE Q FIM UMA ENVANGELICA NÃO ABITOLADA E ALIENADA DA IGREJA GLORIA DEUS POR ISSO

    • Luciano Miranda Postado em 13/Mar/2014 às 19:08

      Parabéns Marcia como dizem aqui no Sul eles pegam o ônibus lotado e ainda querem sentar na janela .É o fim o povo não entendeu ainda que essa e uma opinião isolada de duas ou três pessoas .

    • Elline Carvalho Postado em 13/Mar/2014 às 23:14

      Perfeito. Vivemos em um país democrático, no qual todos possuem o direito de falar o que pensam e expressar suas opiniões... Vejo todo mundo falando de evangélicos, pedindo respeito, quando eles mesmos não respeitam opiniões, valores e crenças de cada um. Realmente como a senhora falou: Muita gente que não conhece o verdadeiro sentido do Evangelho de Cristo.

    • Roberto Postado em 14/Mar/2014 às 14:07

      Se deus não tivesse criado o vírus seria mais simples, agora fica a discussão que ele cura, que deu inteligência pra vacina, e vai por aí. Acho que ele cria dificuldades pra vender facilidades, isso sim.

  35. Lorival Leite Postado em 12/Mar/2014 às 09:02

    CRISTÃO não tem religião. então a manchete ta correta...acho que é a igreja por isso dizem " RELIGIOSAS " .

  36. Douglas Postado em 12/Mar/2014 às 09:11

    Fidelidade não tem muito haver com doenças cancerígenas e venéreas, tem haver com uma boa orientação dentro da família sobre tal assunto. A vacina é extremamente necessária, é um bem para as mulheres. No entanto, impedi-las de serem vacinadas para deixá-las com o medo de contrair o HPV, por um simples pensamento religioso. E eu pensando que todo mundo seria a favor de praticamente livrar as mulheres dessa doença. Comparável à distribuição de preservativos em campanha humanitária na África contra a AIDS que foi barrada pela igreja. O que garante ao filho uma boa educação não são rédias religiosas e ignorantes, mas escolas de qualidade e pais presentes.

  37. lourival zeferino pereira Postado em 12/Mar/2014 às 09:48

    Acho que não tem nada ver, uma coisa é a vacina outra coisa é a fidelidade ,independente de tomar a vacina ninguem é contra a fidelidade pois este é um principio cristão que todos nós temos que respeitar.Mas no tocante a vacinação ao vc previnir e vacinar as meninas entre 11 e 13 anos vc estará prevenindo não só este grupo mas toda uma sociedade.

  38. silvio pinheiro Postado em 12/Mar/2014 às 09:50

    Este é um debate que interessa a toda sociedade , pois estamos falando de prevenção da saúde publica da mulher. Já foi comprovado mundialmente a eficaz das vacinas e como e muito mas barato para o estado a prevenção que a cura da doença . As pessoas fazem confusão entre democracia e fazer o que quer sem responsabilidade . sou daqueles que pensam que quando um grupo religioso ou qualquer outro interfere na prevenção da saúde de toda uma população o estado precisa agir com rigor da lei e punir os responsáveis destas menor . O direito a livre escolha religiosa não deve ser confundido com o desprezo a vida humana , a vacinação contra o vírus HPV , não incentiva as meninas a começarem sua relações sexuais e sim podem prologar com qualidade suas vidas .

  39. Ricardo Jordão Postado em 12/Mar/2014 às 09:53

    Estou cansado de falar sobre esse assuntos. Não generalizo dizendo que todos os evangélicos agem da mesma forma. Se for falar em porcentagem creio que 90% dos evangélicos tem esse tipo de ação. Creio que seja por isso que vejo tantos evangélicos fracassados em suas vidas, isso se dá sobretudo nos seus relacionamentos e mesmo casamentos. O excesso de confiança, por acreditarem que tem uma forma de pensar totalmente cristã. Não os isenta de eventuais problemas oriundos da vida, do mundo. Muitos evangélicos acreditam que vivem numa BOLHA, só pode. Num mundo só deles. Isso sim é deprimente. Um Conselho: Mãe e pais, POR FAVOR, VACINEM SUAS FILHAS.

  40. Thiago Teixeira Postado em 12/Mar/2014 às 10:05

    A vacina está lá no posto. Quem quer tomar toma, quem estiver com frescura ... dane-se. Esse seria o meu slogan da campanha nacional de vacinação.

    • mariana Postado em 12/Mar/2014 às 10:56

      Apoiado!

      • luciana Postado em 12/Mar/2014 às 23:21

        Apoiado,sou evangelica e minha filha vai tomar a vacina sim,pq a biblia tbm diz : Não tentaras o senhor teu Deus.

      • Juliana Postado em 13/Mar/2014 às 00:09

        Entendo teu raciocinio, desde que não prejudique terceiros, as meninas não têm culpa da falta de informações das mães e podem pagar um preço alto pela ignorancia.

      • Marcelo Postado em 13/Mar/2014 às 19:26

        Apoio e vamos boicotar as garotas evangélicas no futuro, quem se arisca????

    • LENIZE Postado em 12/Mar/2014 às 18:06

      VC DISSE TUDO THIAGO....SE A IGNORÂNCIA ESTÁ ACIMA DA SAÚDE...PACIÊNCIA... DEPOIS NÃO ADIANTAR LAMENTAR E CHORAR.

    • Eliel Santiago Postado em 13/Mar/2014 às 20:14

      Nesse caso , como trata-se de menores, acho que o estado tem que intervir sim, as meninas não tem culpa de suas mães serem ignorantes...

  41. Danielle Postado em 12/Mar/2014 às 10:31

    Isso é coisa de mãe que não se garante na educação dos filhos,quantas mulheres que ja tiveram um homem só e pegaram doenças?,e não se contrai doenças sexualmente transmissíveis unicamente tendo relação sexual.Muitas podem ser istigadas a pratica sexual ,mas faz quem quer.

  42. Pereira Postado em 12/Mar/2014 às 10:31

    Ué ??? mas já não existe camisinha que salva tudo ??? a propaganda na Tv diz que se você usar camisinha está a salvo de tudo, pelo menos é isso que tenta parecer. Se existe camisinha para que vacina ?(ironia). A hipocrisia é algo engraçado para não dizer trágico. Está mais que claro que a camisinha além de não salvar quase nada, é esquecida pela maioria esmagadora da população que tem comportamento promíscuo(os números de DST's não me deixam mentir). Essas mães fazem um tipo de educação que deveria ser abordada também pelo estado junto com a campanha de incentivo ao uso de preservativos, porém com a "modernidade" fazer sexo com cada vez menos idade é uma coisa que entrou no rol dos "normalismos" de hoje em dia. Hoje se faz campanha não pela prevenção e sim pela remediação do problema. Me pergunto: Não seria mais fácil para prevenir doenças com campanhas do tipo : "olha, promiscuidade não é legal, quem sabe não seria aconselhável você se guardar para alguiém que ama?" ou algo parecido. Hoje em dia alguém propor que o melhor seria casar-se virgem(até mesmo para prevenir doenças) é rotulado de retrógrado, religioso fundamentalista e ignorante, é lamentável ver a "cultura" de hoje em letras de estilos musicais duvidosos incentivando cada vez mais a promiscuidade com cada vez menos idade e deixando o amor de lado pelo simples prazer momentâneo. Hoje em dia as pessoas procuram a felicidade no sexo desregrado ente outras coisas, quanto mais gente eu "pegar" mais "feliz" eu vou ser. Não sei se as mães estaõ certas, mas há de se respeitar pessoas que em pleno século 21 com todos os "modernismos" maléficos à sociedade, ainda acreditam no casamento, na fidelidade , no amor e na monogamia.... se todas as pessoas fossem fiéis aos seus parceiros com a mais absoluta certeza não teríamos problemas com AIDS e outras doenças. A hipocrisia é espantosa.

    • Eva Holz Postado em 12/Mar/2014 às 11:41

      Cara, de boa... o Estado não pode impor ou esperar que seus cidadãos sejam "castos" até o casamento. É tão absurdo, tão longe da realidade humana de QUALQUER época que eu não consigo compreender como alguém perde seu tempo escrevendo um paragrafo assim! Você pode ensinar seu filho a ser casto, mas não pode colocar a vida dela em risco por conta disso!

      • atahh Postado em 12/Mar/2014 às 21:03

        Promiscuidade? Não é só a promiscuidade que transmite doenças Preira. O que sua mãe fez com o seu pai para que você nascesse também transmite doenças.

      • Raiffy Postado em 12/Mar/2014 às 21:21

        Concordo que deva existir a vacinação, mas também concordo com o que foi dito pelo Pereira. A promiscuidade tomou conta da sociedade, tanto homens, como mulheres.

      • eliane Postado em 12/Mar/2014 às 21:36

        Eva, finalmente um comentário coerente. Tenho duas filhas e vou vaciná-las o mais rápido possível pois, mesmo que se por acaso se casem virgens, não estarão livres do risco. E tão logo a vacina esteja liberada para os meninos, vacinarei meu filho também. Lamento pelas filhas das evangélicas e espero que, futuramente, meu filho não tope com nenhuma delas pela vida afora.

      • Pereira Postado em 13/Mar/2014 às 10:35

        Outra pessoa que simplesmente não entende a posição contrária. Eu nem sequer de perto disse que o estado deva ter controle sobre a castidade das pessoas(isso é impossível), e sim , fazer campanha para atacar a raíz do problema(promiscuidade,banalização sexual entre outros). O que o estado faz então? ataca as consequências e as ramificações do problema, como ? uso de camisinha, que se sabe que a maioria esmagadora da população não usa , vacinas para crianças e aula de educação sexual na 1 série do 1 grau. Na TV oque o governo diz : "use camisinha que vocÊ está imune de todas as DST's" , e eu , um cidadão que possuí 20 anos de estudos tenho que engolir essa ? ora!!! vá plantar batatas!!! Camisinha não evita quase nada de doenças e muito menos gravidez indesejada. Não sou contra campanhas de uso de preservativos, só acho que simultaniamente deveria haver camapanhas contra a promiscuidade e os riscos psicológicos e físicos de se fazer sexo com quem não se conhece, mas isso é utopia. Quanto as mães, está claro que elas não confiam na solução que o governo oferece e não é sem justificativa(por causa do desgoverno que aí está), elas preferem ensinar que a castidade pode ser um bom caminho para se atingir a felicidade e o prazer sexual intenso com seu futuro parceiro que tem boa chance de ter recebido a mesma orientação. Resumindo essas mães confiam mais nelas mesmas do que no governo.

      • Eva Holz Postado em 13/Mar/2014 às 17:02

        Pleno seculo XXI e gente falando que temos que combater a promiscuidade...

      • Eva Holz Postado em 13/Mar/2014 às 17:04

        Para falar tão mão da camisinha, dizer que não funciona para evitar nada (aff, que preguiça ter que comentar sobre isso) você não deve saber usa-la! Deve ter sido a falta de educação sexual nas escolas, que aparentemente você não teve!

      • Eva Holz Postado em 13/Mar/2014 às 17:36

        erro de digitação, falar tão "mal"*

    • M.Campos Postado em 12/Mar/2014 às 11:52

      Você tem filhos do sexo masculino, Sr.Pereira? O senhor os educou, desde pequenos para casarem-se virgens e guardarem-se para quem alguém amam?E o senhor mesmo fez isso e foi educado assim? A quem o senhor direciona a responsabilidade da disseminação de DSTs e atribui culpa da promiscuidade?

    • ironica Postado em 12/Mar/2014 às 13:08

      falou tudo...

    • Leandro Rocha Postado em 12/Mar/2014 às 14:56

      Esse tipo de campanha até poderia ser feita, sou neutro a respeito, mas uma coisa não impede a outra. Vc pode dizer "não faça", mas se fizer, use camisinha, se não usou, pelo o menos tomou a vacina. Agora não deixar dar a vacina pq acha que isso é incentivo, pqp, muita ignorância.

    • Éverton Postado em 12/Mar/2014 às 14:58

      O que me preocupa não é só a disseminação deste tipo de idéias, mas o fato de que pessoas acreditam que o problema tem uma fonte só. A denominação de DST é feita pois as doenças que estão neste grupo são transmitidas sexualmente, mas não exclusivamente por meio do ato sexual. Logo, o fato de se manter relação com apenas um parceiro não garante em absoluto que a pessoa não vá pegar DSTs. O que me incomoda é o fato das pessoas usarem suas ideologias como argumento contra fatos.

    • Amanda Postado em 12/Mar/2014 às 16:12

      Vamos prevenir doenças dizendo que comportamento promíscuo não é legal?! Quem pode julgar isso? Quem vai bater o martelo? E a liberdade de cada um está em que lugar?! E se a pessoa não quiser casar, não quiser se guardar? É errado? Ela merece ter uma DST?!

    • Charles Zel Postado em 12/Mar/2014 às 17:41

      O problema é na saliva humana com papilos grans positivos, por favor a origem está na boca... se as moças não derem uma chupada ou permitirem ser lambidas o casamento acaba... vai se informar melhor... gastou tempo, camisinha não resolve o problema da saliva...

    • Diana Postado em 12/Mar/2014 às 18:03

      Não considero que a promiscuidade seja algo negativo, desde que praticada com responsabilidade e auto-preservação. O resto é moralismo. E com isto não quero dizer que não respeito a sua forma de vida e considero que a minha é superior, senão seria igual a si.

    • José Luiz Fonseca Postado em 12/Mar/2014 às 19:04

      Concordo cm você. As campanhas parecem incentivar cada vez mais a promiscuidade. Dizem apenas para usar a camisinha e irem fundo nas relações desregradas.

    • José Luiz Postado em 12/Mar/2014 às 19:05

      E em relação oà reação dessas mães, pura ignorancia.

    • Patricia Postado em 12/Mar/2014 às 19:18

      ta a camisinha evita sim muitas coisas mas e se ela estourar ? e as preliminares? eu tive HPV e na época nunca tinha transado sem camisinha e ai como eu peguei? é melhor previnir do que remediar, as pesquisas comprovam que essa é a melhor idade para se tomar a vacina

    • Maju Gonçalves Postado em 12/Mar/2014 às 19:30

      Eu não sei de onde você tirou que casar virgem previne doenças sendo que um dos grupos onde mais cresce a taxa de transmissão de hiv são em heterossexuais casados (principalmente os de baixa renda que são parte enorme de religiões onde a castidade e fidalidade é pregada assiduamente). Ou seja: informe-se antes de vir querer resolver um problema real com ideias utópicas porque a hipocrisia tá sendo sua

    • Rose Postado em 12/Mar/2014 às 23:56

      gostei muito , achei bastante interessante sua opinião vamos ver até onde vão apoiar tanta promiscuidade

    • Camila Postado em 12/Mar/2014 às 23:57

      Olha, em parte concordo com vc, tbm não curto e não sou adepta da promiscuidade (e não sou crente). Mas a hipocrisia está no machismo de encorajar a castidade nas meninas e a promiscuidade nos meninos...Sexo deveria ser prazer, e está virando status, para homens e mulheres. Dependendo de onde eu disser q não curto sexo casual, vão rir da minha cara. A sociedade pressiona esse tipo de comportamento, para mostrar que o cara é "macho" e a mulher é "a boa". Nada contra se a pessoa se sente bem com vários parceiros. Mas que possa ser uma escolha e não uma cobrança social. Ainda assim, o Estado tem obrigação de oferecer a vacina e proteger as pessoas, independente das suas escolhas ;)

    • ACarvalho Postado em 13/Mar/2014 às 07:43

      Parabéns, Pereira pelo seu comentário. O Estado cria a vacina tendo em vista a incapacidade dos pais em tratarem de educação sexual com seus filhos. Se a mulher se guarda para o casamento, o homem também pode se guardar e, desejando certificar a sua saúde próximo ao casamento, é muito simples: exame médico. A promiscuidade se alastrou em nossa sociedade e parece muito mais fácil concordar com ela do que educar para a fidelidade, para o sexo no casamento. Quem concorda com a vacinação deve ter entregue um kit para as filhas assim que elas menstruaram: camisinha e anticoncepcional, porque estarão protegidas das DST´s e de uma gravidez precoce.

    • Judete Postado em 13/Mar/2014 às 09:48

      Pereira, vc disse tudo, parabéns!

    • Evandro Postado em 13/Mar/2014 às 12:09

      Pra que ficar fiscalizando a genitália alheia, cara? Cada um sabe o que tem no meio das pernas e usa quando e quantas vezes quiser. Se você quer casar virgem, ok. Se outra pessoa quiser pegar todo mundo e mais alguns, ok também. Todo mundo é livre pra isso. Eu entendo que tem uma idade "aceitável" pra começar (que não é uma idade exata, mas sim o tempo que cada um se sentir confortável pra isso), mas defender que o governo faça uma campanha pra que todo mundo se mantenha "casto" e "se guarde para alguém que o ama"? Isso não faz o menor sentido.

      • Pereira Postado em 13/Mar/2014 às 15:56

        Outro que não entende , se eu marcasse com aqueles pauzinhos dava pra fazer um castelo . Nem de longe também disse que se deva fiscalizar a genitália alheia, isso é escolha de cada um como você mesmo disse, é livre arbítrio e ponto . você errou uns 2 milhões de anos luz, eu nunca disse que o governo tem que fazer campanha para se manter "casto" ou "se guarde para alguém que o ama" . O que eu defendo é que : CONCOMITANTEMENTE com as campanhas de vacinas e de uso de preservativos, se faça também alertas dos riscos da promiscuidade, ser honesto e dizer que vacinas e preservativos não vão salvar tudo. dizer para a população que: se quiser "pegar geral" a camisinha não vai salvar tudo(o que é uma verdade), se quizer trair a esposa ou o marido há riscos de levar a doença para dentro de sua casa, mesmo usando preservativos(a maioria esmagadora da população não usa, vide os números de infectados por DST's e gravidez indesejada). É tão difiícil de enteder isso ? Quanto as mães, de acordo com o que creêm ensinam suas filhas(não há nada de fundamentalismo nisso) elas ensinam que derepente pode ser melhor se guardar para um amor verdadeiro e ter uma vida sexual plena e intensa com seu parceiro fixo, apenas isso. Essas mães ainda acreditam no amor verdadeiro e na monogamia, o que é estranho, porque com os modernismos de hoje monogamia pra muita gente, é algum tipo de doença. concluindo, vamos atacar a raíz do problema e não suas consequências e ramificações. Pena que a hipocrisia não deixa .

    • Maria Porto Postado em 13/Mar/2014 às 17:51

      Camisinha previne contra câncer de colo de útero? Não! Mas a vacina contra HPV (que não é transmitido apenas pela relação sexual, mas por beijo, suor (SIM, SUOR!), contato humano...) diminui e MUITO a chance da mulher desenvolver câncer no colo do útero. Você é ridículo, não sabe o que a vacina previne, não sabe o que é HPV e se acha no DIREITO de falar esse monte de baboseiras na página. Gostaria de perguntar, Pereira, como se faz para "atacar a raiz" do problema quando o problema já está generalizado? Use como exemplo a HIV na África para responder essa pergunta. Cultura e educação não aprendemos apenas na escola, largue um pouco a religião e vá se atualizar dos assuntos a sua volta. Leia o que é a vacina contra HPV e para que serve.

    • José Carlos Postado em 14/Mar/2014 às 10:02

      Ué? O senhor resolveu ignorar que muitos ainda não tem o hábito de usar preservativos em prol de seu pseudo argumento. Mas não leva em consideração que ninguém tem o direito de dizer a outra pessoa o que ela deve fazer em relação às suas escolhas pessoais no campo do sexo! Muito menos o estado! O senhor escreveu: "Está mais que claro que a camisinha além de não salvar quase nada, é esquecida pela maioria esmagadora da população que tem comportamento promíscuo(os números de DST's não me deixam mentir)." O que está mais que claro é sua completa ignorância sobre o assunto. O senhor não levou em conta que existe um aumento populacional e também uma aumento da abrangência das campanhas e números de atendimentos. Antes muitos casos de DSTs não eram sequer registrados. E muitas ainda não relatam DST por medo do preconceito! As campanhas são relativamente recentes e o senhor resolve escrever como se o serviço de saúde pública sempre atendesse a todos e sempre tivesse existido! É um absurdo o senhor escrever tamanha tolice! Eu tenho uma pergunta: Quem o senhor sonha em ser para resolver que outras pessoas devem seguir seu distorcido conceito de "moral"? (Por que quem o senhor PENSA que é não não lhe confere direito algum neste campo) Leia este trabalho e procure se instruir mais um pouco antes de sair generalizando levianamente e escrevendo sobre o que desconhece: http://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=14&cad=rja&uact=8&ved=0CG0QFjAN&url=http%3A%2F%2Fwww.abeh.org.br%2Findex.php%3Foption%3Dcom_phocadownload%26view%3Dcategory%26download%3D235%3Akk002pdf%26id%3D1%3Aanais-abeh-2012%26Itemid%3D87&ei=a_oiU_-fDMbokAeo5IC4Bg&usg=AFQjCNEJL2mUFwL5Fj5hcyMBUbLi2uufJQ&bvm=bv.62922401,d.eW0 Eu penso que os responsáveis pelas meninas que não serão vacinadas pelas convicções dos pais devem assinar um termo de responsabilidade por sua opção de não vacinar suas filhas isentando o estado de toda e qualquer responsabilidade pelo tratamento de qualquer DST e se responsabilizando judicialmente por suas escolhas para suas filhas Mas é claro que a hipocrisia dos religiosos não fará isso. Eles NUNCA assumem responsabilidades quando o assunto é sério e envolve gastos. Sinto muito ser eu quem teve de te mostrar isso. Mas o senhor acaba de se classificar como hipócrita segundo sua própria definição!

    • Carol Postado em 14/Mar/2014 às 17:19

      Concordo com vc! muito bom o que escreveu...

  43. mariana Postado em 12/Mar/2014 às 10:33

    Isso..a mulher se manter fiel ao casamento ajuda bastante, mesmo porque o marido poe ter mil parceiras, se contaminar, contaminar a esposa, mas a esposa vai se manter fiel, então não vai contaminar mais ninguém. Que coisa mais ridícula, é surreal.

    • Pereira Postado em 12/Mar/2014 às 10:42

      tudo bem ...homen pode trair mulher e mulher pode trair marido ..desde que use camisinha doença nenhuma vai pegar. você é patética !

      • Márcio Andrade Postado em 12/Mar/2014 às 13:49

        Você deve ler mais Pereira, pois a camisinha não previne tudo. Para o HPV, o contato sexual é a maneira mais comum de contágio. E bastante atenção: inclua aí preliminares e sexo oral. Basta o reles atrito com a mucosa infectada, da mão, da boca ou dos genitais, para o vírus fazer mais uma vítima. “Entre uma e três relações sexuais sem penetração é o suficiente para se contaminar”. Repetindo: sem penetração. Toalhas, roupas e superfícies como a tábua do vaso sanitário também favorecem a transmissão do vírus.

    • Pereira Postado em 12/Mar/2014 às 10:47

      AS mães apóiam a fidelidade tanto de homen para mulher como de mulher para homen , tu é uma hipócrita de marca maior .

      • mariana Postado em 12/Mar/2014 às 10:54

        Hahahaha...Ai, pereira, você é a diversão dessa página...

      • Raiffy Postado em 12/Mar/2014 às 21:23

        Porque Maria? Tanto o homem deve ser fiel a mulher, como a mulher ao homem. Tu acha correto ser promiscuo, e sim eu apoio a vacina, como forma de prevenção da doença, agora o melhor remédio é a concientização.

      • Valeska Postado em 13/Mar/2014 às 10:44

        Mas a igreja evangélica está cheia de "ex" promíscuos, muitos portadores assintomáticos de HPV que transmitirão o vírus para suas noivas virgens durante a lua-de-mel.

    • Patricia Postado em 12/Mar/2014 às 19:29

      o problema nao é ela se manter fiel , é ela ser contaminada pelo marido infiel, essa doença é seria!!!!

    • Marcos Postado em 13/Mar/2014 às 10:34

      Uma mulher que se guarda, não casaria com um homem galinha. Seria negar as próprias convicções. Não acha? Antes que responda que estes homens não existem, existe sim.

    • Léa Postado em 13/Mar/2014 às 17:54

      ABSURDO MESMO!!! A religião não tem que influenciar nisso. Isso é para o bem, é prevenção. Isso é ignorância a não permissão.

  44. Jota Passarinho Postado em 12/Mar/2014 às 10:53

    A ignorância é tamanha que elas, as mães evangélicas, não sabem que HPV, não é doença venérea, ou sexssualmente transmissível e sim o vírus que desenvolve o câncer de colo de útero. HPV nada tem a ver com HIV, Sífilis, gonorreia...Não saber é uma coisa; não procurar saber, buscar conhecimento, informação é outra coisa, é querer continuar na burrice. Pense nisso. Bom dia.

  45. Deborah Postado em 12/Mar/2014 às 10:56

    amada é um grande prazer saber que tem pessoas que pensa como eu tenho falado na minha igreja sobre isso , por eu ter falado agora elas tem pensado melhor e não vão vacinar suas suas filhas gloria a Deus.Muito obrigada e continuem divulgando novidades.

  46. Pereira Postado em 12/Mar/2014 às 10:57

    Que bom que sou a diversão da página . Assim sei que meus comentários são lidos até o fim.

    • siqueira Postado em 12/Mar/2014 às 15:21

      Realmente!precisamos de um palhaço para nos divertir!

    • Marcelo Postado em 13/Mar/2014 às 19:34

      kkkkk, verdade você é a diversão da página. Tava aqui lendo tudo e estou pasmo em vê que existe gente que pensa desta forma nos dias atuais, cara tenho 34 anos e lembro do meu avô com esta ideologia. Amigo você é único, valeu cada minuto que eu gastei lendo esta página. Obrigado de verdade!

  47. Pereira Postado em 12/Mar/2014 às 10:58

    tu usa camisinha com a sua parceira mariana ?

  48. mariana Postado em 12/Mar/2014 às 11:00

    ahahahahhaa, mais Pereira, mais, vamos ver até onde você vai...

  49. Pereira Postado em 12/Mar/2014 às 11:03

    Tu acha que eu esperava que 95% de acéfalos que comentam por aqui concordariam comigo? comentar e emitir opinião onde todo o mundo concorda contigo é fácil, quero fazer isso onde todo o mundo é contra. isso se chama coragem e auto confiança coisa que tu não tem, talvez pela pouca idade.

    • siqueira Postado em 12/Mar/2014 às 15:16

      Ignorância como a sua é que continua sendo a pior das doenças!

  50. Pereira Postado em 12/Mar/2014 às 11:05

    To esperando me chamar de coxinha , reacionário e me mandar ler a VEJA ....vamos la to esperando.

  51. Pereira Postado em 12/Mar/2014 às 11:06

    tu usa camisinha feminina com a tua parceira mariana ?

    • mariana Postado em 12/Mar/2014 às 11:13

      se eu tivesse parceira, usaria sim, pois pelo que sei, apesar da 'minha idade', doenças sexualmente transmissíveis se transmitem pelo sexo, seja feminino ou masculino, ou não, ou estou sendo hipócrita e patética?

  52. mariana Postado em 12/Mar/2014 às 11:09

    Pode esperar sentado, querido...

  53. Pereira Postado em 12/Mar/2014 às 11:13

    mas ta certo mariana , faz parte do verdadeiro reacionário , zombar, desrespeitar , rir a opinião contraria , reacionários como você têm hogeriza ao contraditório , nojo de analisar a opinião contraria. no seu mundo falsamente democrático como os dos jean wilis da vida, só vale a sua opinião e as dos camaradas. Graças à Deus que so motivo de piada por aqui , isso me faz diferente de reacionários como você.

    • Caren Postado em 13/Mar/2014 às 00:09

      " Ojeriza" seu burro!!

  54. Pereira Postado em 12/Mar/2014 às 11:17

    isso ...use camisinha ...com todas as pessaos que vc "pegar" para ter um fio de felicidade falsa. afinal camisinha salva tudo né !!!! o governo nem precisa lançar campanhas de vacinação porque temos a maravilhosa camisinha que salva de gravidez indesejada e DST's ..... Caía na Real mariana , camisinha não salva quase nada e não é usada pela maioria esmagadora da população.

    • Fernando Postado em 12/Mar/2014 às 11:49

      Só pra constar meu caro colega desinformado de tudo, HPV não é apenas sexualmente transmissivel, pode ser pega em vaso sanitário, toalhas, roupas, até mesmo através de apertos de mão de uma pessoa contaminada que teve contato com a ferida.... Camisinha não serve só pra DST serve pra controle de natalidade também...Ou você acha certo o pastor ter 12 filhos e ter de abrir mais umas 2 filiais pra sustentar no dizimo toda essa molecada?rs

    • Aya Sakurai Postado em 13/Mar/2014 às 02:37

      Não sou de comentar mas.... Camisinha pode não salvar tudo... mas só porque você é casado e fiel não está sujeito a pegar uma DST? você consegue estar 100% do tempo com seu cônjuge? tá.... vamos pela sua linha de raciocínio ... vou dar um exemplo prático e que vivenciei: meus pais. Meus pais usam preservativos pois minha mãe não pode tomar anticoncepsionais de base hormonal e ela ja tem idade avançada para uma gravidez... eu acredito que ambos são fieis (pelo menos prefiro acreditar nisso)... mas minha mãe trabalhava em um hospital e acabou contraindo hepatite c ao ter contato com o sangue que um paciente estava vomitando, minha mãe estava com a mão machucada o sangue entrou em contato com o corte aberto... ela não sabia que foi contaminada, ficou sabendo só quase 2 anos depois, quando a doença deu sinais preocupantes.... se meus pais não usassem preservativos, meu pai teria contraído o vírus também... Agora me diga, quem é fiel e tem um casamento fundado em confiança durante quase 30 anos não corre risco de adquirir uma DST? o sexo é a unica forma de contrair essas doenças? Eu sou Bióloga e sou cristã com muito orgulho, e posso de garantir que quase todas as DST's têm mais de uma forma de ser contraída. alem de que estamos falando de adolescentes... elas podem ser evangélicas, católicas, espiritas, budistas, indus... isso não garante que elas nunca cometeram um erro na vida, adolescentes são naturalmente curiosos! e os que cometerem erros, sempre teram chance de se arrepender pois Deus é misericordioso e ama o pecador (e não o pecado, deixando isso bem claro) e só porque elas cometeram um erro, serão obrigadas a pagarem um preço tão alto por isso? (apesar que elas podem ser espertas e usarem preservativo mesmo sem a vacina) E quem garante que o futuro marido delas mantem a castidade? perdão, mas homem não tem hímen para provar... ai a coitada casa e pega um HPV e acaba nunca mais podendo ter filhos porque teve que retirar o útero (como aconteceu com uma amiga minha que pegou do marido) Pense um pouco... as criticas feitas aqui não são contra a religião e nem contra a castidade ( que eu admiro muitíssimo quem decide seguir esse caminho hoje em dia) mas sim contra a atitude impensada dessas mães que negligenciam a saúde das próprias filhas, pois se elas explicarem direito e abertamente sobre sexualidade para as filhas, não ha motivos para fazer terror para as mesmas usando doenças.

    • Luciano Miranda Postado em 13/Mar/2014 às 19:19

      Parabéns,parabéns li todas as tuas postagem muito feliz e esclarecedora eu acho também que o governo deveria ser mais autêntico e não ficar maquiando a verdade.

  55. Gil Cleber Postado em 12/Mar/2014 às 11:30

    Essas mães são, além de hipócritas, religiosas fanáticas e, não tenho dúvidas, sexualmente insatisfeitas. A vacinação deveria ser obrigatória e, os pais que se opusessem, deveriam ser criminalmente responsabilizados. Será que elas pensam mesmo que suas "santinhas" vão permanecer virgens até o casamento? Em que mundo, e em que época, essas imbecis vivem?

    • LENIZE Postado em 12/Mar/2014 às 18:09

      APOIADO GIL.

    • TATA Postado em 12/Mar/2014 às 22:08

      Bom a questão aqui é outra! Se a própria recomendação do ministério da saúde para evitar este contagio é de não ter vários parceiros e usar camisinha. Ou seja, as mesmas opiniões das "religiosas fanáticas" não sei o porque da sua revolta. É fácil opinar quando não se sabe do assunto né??? Será que você sabia que até pouco tempo esta vacina era dada em tres doses custando 400,00/cada? Nossa muita gentileza do governo que deixa pessoas a míngua nas filas do SUS querer investir em uma vacina quadrivalente,quando que na verdade existe mais de 100 vírus do HPV ou seja não resolverá o problema por completo,sendo necessário os mesmos procedimentos anteriores de exames como o papanicolau e consultas ginecológicas. A propaganda é ... "Vamos garotas tomem a vacina e depois pratiquem todo tipo de orgia e promiscuidade sem se preocuparem" Ofender religiosas ou seja lá quem for não segue na pauta,e aliás as filhas são delas e com certeza estão tendo a melhor educação sexual para terem uma vida saudável!

    • Camila Postado em 13/Mar/2014 às 00:00

      "A vacinação deveria ser obrigatória e, os pais que se opusessem, deveriam ser criminalmente responsabilizados." : AHAM!

    • lilica Postado em 13/Mar/2014 às 16:31

      E se permanecerem virgens... quem garante que o futuro cônjuge terá sido casto a vida toda? quem garante que a mãe do futuro cônjuge não tenha passado HPV para este na gravidez ou este cônjuge tenha tido uma vida sexualmente ativa, por ora sem proteção e tenha o HPV lá guardadinho esperando pra passar a sua parceira? tudo pode acontecer. É melhor prevenir, essas mães deviam ter mais fé na criação que dão a suas filhas, elas mesmas com essa atitude demonstram que não confiam nem um pouco em seus filhos, imagine o trauma que isso gera na cabeça desses jovens? depois crescem e aprontam todas que não puderam por causa de tanta imposição descabida.

  56. tiao Postado em 12/Mar/2014 às 11:31

    Nossa quanta besteira. Existe tanta vacina contra tantas doenças. Só porque essa é de cunho sexual não pode??? Então não vamos mais vacinar nem tomar remédio contra nada... Se existe uma forma de prevenção uma forma de não se contaminar pq não usar. A camisinha não resolver tudo sozinha, a vacina também não, a fidelidade o mesmo (afinal vc não faz sexo sozinho e seu parceiro deverá se cuidar também) a junção desses três fatores não trará 100% de eficácia... Mas já será um bom começo.

  57. Toko Postado em 12/Mar/2014 às 11:39

    Po, transar é bom e nem sempre voce encontra o amor da sua vida na primeira pessoa....e as vezes voce encontra alguem que vc ate gosta muito mas na cama nao dá certo! Graças a deus existe camisinha pra ambas situações. E digo mais "camisinha nao salva quase nada"? Wtf bro, vc eh daqueles evangelistas que tem 18 filhos e tem de abrir igreja e roubar dinheiro de centenas de acefalos pra sustentar a molecada pq nao tem condição de encapar essa porra ai? Me poupa vei 90% desses pastores ai do "casa virgem" comem as fieis e outras pederastias...Hiprocrisia é esse mundo ai que tu acredita de repressão mascarada de amor essa máquina de ódio e preconceito

  58. Ivan Postado em 12/Mar/2014 às 11:42

    Pereira creio que em parte você está certo sobre o modo de vida atual, porém o governo não pode e nem deve impor um modo de vida para as pessoas, quem dirá ditar a preferência sexual ou como cada um deve se relacionar, se cada um fosse periodicamente ao médico e fizesse exames ou mesmo se educassem sobre o assunto não havia necessidade de campanha. Camisinha ajuda e vacina também mas cada um é cada um, se a pessoa quer ter relações sexuais ou não é a vontade dela e isso tem que ser respeitado mas nunca se deve ignorar a proteção de uma vacina porque a opinião de cada um muda mas a capacidade de prejudicar do vírus não, no fim é tudo uma questão de educação e respeito.

  59. Michelle Postado em 12/Mar/2014 às 11:43

    Que bonito! Ate parece que casamento garante fidelidade... So pq um casal se une na igreja com a bencao de deus nao significa que os conjuges serao fieis ate que a morte os separe. Sabe-se la se e com quem o homem ou a mulher andou pulando a cerca? E tem mais: as estatisticas nao mentem. O maior numero de pessoas contaminadas pelo HIV sao mulheres casadas que foram contaminadas pelos seus maridos.

    • Alex Postado em 12/Mar/2014 às 22:36

      De onde saiu essa estatística que não mente?

  60. Pereira Postado em 12/Mar/2014 às 11:50

    É impressionante !!!! as pessoas não conseguem entender a opinião contrária. Os crentes sabem que casamento não garante fidelidade, porém apóiam um incentivo a fidelidade e desaconselham a promiscuidade, defendendo assim o amor verdadeiro entre duas pessoas e sexo dentro do casamento(não só para procriação como alguém daqui a pouco vai falar) mas para ter prazer intenso e de forma regrada, sem o risco de pegar doenças e terem gravidez indesejada. mas isso é praticamente impossível de entenderem.

    • Gil Cleber Postado em 12/Mar/2014 às 12:44

      Prezado Pereira, entender uma opinião racional é uma coisa, entender irracionalidades é outra. Uma mãe impedir a própria filha de ser imunizada contra uma doença que ela pode pegar em qualquer época de sua vida - e não apenas na adolescência - não é atitude que se possa nem que se deva entender. Educar, conduzir a formação da criança e do adolescente é obrigação precípua dos pais, assim como zelar por seu bem-estar. Se essas mães estão preocupadas com a formação de suas filhas, conversem com elas, eduquem-nas de acordo com sua doutrina religiosa, mas não as impeçam de ter sua saúde garantida. Se existe esse recurso para garantir pelo menos isso, ele deve ser aceito de bom grado. Futuramente, quando essas meninas forem mães de família, ninguém pode garantir que o marido de cada uma delas não as vá trair e contaminá-las. Ou será que essas mães acham suficiente que suas filhas sejam honestas para não serem contaminadas? Fanatismo, burrice, imbecilidade, e o que mais me espanta, tem gente de formação superior nesse meio. É assustador o mal que a religião mal interpretada pode fazer às pessoas!!

      • Pereira Postado em 12/Mar/2014 às 12:59

        É assutador também constatar que o governo através dessas vacinas que não se sabe até que ponto são eficazes, não faça simultaniamente uma campanha contra a promiscuidade e que ensine essas meninas que não é hora de fazer sexo(se isso ocorresse, essas mães talvez não se oporiam a camapnha). O governo prefere dizer na TV que camisinha salva tudo , o que é uma mentira , o que governo diz : "Traia, fique com quantos quizer , faça sexo com qualquer pessoa que você não conheça, conquanto que use camisinha vocÊ estará imune a qualquer coisa".... isso me parece a verdadeira imbecilidade.

      • Elizete Postado em 12/Mar/2014 às 14:23

        Sabe Gil, o que espanta mais ainda é que " tem gente de formação superior", matando, estuprando, fazendo pedofilia, fazendo rituais satânicos com crianças e animais, abandonando animais em beira de BR's, sendo preconceituosos com: negros,índios, brancos, amarelos, deficientes físicos e mentais, religiosos em geral; votando mal, e por aí vai...como diz a matéria "Segundo uma matéria que tem circulado na internet (supostamente do Estado do Espírito Santo), " não sabemos nem se a matéria é verdadeira, mas já estão julgando " este meio"....

      • Jorge Postado em 12/Mar/2014 às 16:50

        Mais impressionante ainda Pereira, é imaginar que você assiste a Globo, uma rede que esbanja promiscuidade na cara de qualquer um que esteja sintonizado. Também é impressionante que você saia na rua e veja as meninas de roupas curtas e fique olhando, mesmo que para julgar, pois pra julgar você tem que reparar. Tem muita coisa impressionante por ai! :)

      • Filomena Postado em 12/Mar/2014 às 17:03

        Pereira, apenas diga-me, casou virgem? Só transou com sua esposa até hoje? Se for solteiro, você é virgem? APENAS se respondeu sim para as três perguntas, entendo seu ponto de vista. Se respondeu não, o que te faz achar que qualquer das filhas das senhoras da reportagem iriam fazer diferente de ti? (Não precisa me contar sobre sua vida sexual não, porque nem me interessa. Mas aproveita e pensa nas suas respostas...) De qualquer forma, acho que você é que deve entender: cada dia que passa as meninas transam mais cedo e precisam sim de proteção. Se você acha que a falta da vacina vai mantê-las virgens, tenho dó. Nem elas e nem nenhum outro ser humano.

      • Alex Postado em 12/Mar/2014 às 22:42

        Você sabia que mamografia não garante prevenção de câncer de mama? Em dois estudos diferentes, ao longo de 10 anos, não se viu vantagem nenhuma na mamografia. Confesso que não acreditei quando li isso, entretanto lendo a pesquisa, foi perceptivel que a mamografia só serve para a mulher saber com antecedência que tem tumor. Todavia, nem todos tumores evoluiram malignamente e, os que evoluiram malignamente, a mamografia não trouxe qualquer benefício. Face a isto, o próprio governo resolveu reduzir a quantidade de mamografias, propondo uma solução que causou polêmica: avaliação de apenas uma mama ao ano. Ou seja, não acredite em tudo que parece ser uma solução milagrosa.

      • Camila Postado em 13/Mar/2014 às 00:04

        Disse tudo ;)

      • Wilson Postado em 13/Mar/2014 às 01:14

        Governo vai tratar meninas como prostitutas O governo federal quer agir à revelia das famílias e impor compulsoriamente a vacinação de pré-adolescentes contra a doença sexualmente transmissível HPV. Segundo a reportagem, a vacinação seguirá também da indicação de uso de camisinhas pelas crianças (de 10 e 11 anos!), quando tiverem relações sexuais. Agindo assim, o Ministério da Saúde do Brasil age como o governo nazista em seus piores dias, quando ignorava o direito das famílias sobre o modo de educação e desenvolvimento de seus próprios filhos, obrigando-os a fazer parte de brigadas e – aos considerados incapazes – servindo de cobaia para experiências médicas. Quem nunca ouviu falar de Josef Mengele? Para aqueles que não creem em Deus, ou na natureza humana, ou na regra moral da ação humana, como é o caso de Molière, qualquer meio é permitido para alcançar o fim desejado. Para os comprometidos com a causa ateísta ou imoralista, os fins justificam os meios! Mas para a maioria das pessoas, felizmente, não é assim!

      • Mari Postado em 13/Mar/2014 às 07:41

        Caro Gil Cleber... Até que enfim uma pessoa comentou o erro dessas mães sem partir para a ofensa... O Pereira reclamou da Mariana, mas fez o mesmo que ela, ridicularizando o autor do texto... Ou seja, ele pode ridicularizar o autor, mas não pode ser ridicularizado pela Mariana... Baixaria não é legal, mas e hipocrisia tb não é...

      • kellen Postado em 13/Mar/2014 às 15:35

        Com certeza sou evangélica e já vacinei.minha filha de 11 anos ela sabe que.essa vacina.proteje ela contra o.câncer foi isso.que.eu e a moça.do posto.falou até gostaria de.parabenizar ela pela maneira de falar com a.minha.filha!!!

      • Gustavo Postado em 13/Mar/2014 às 16:33

        Campanha contra promiscuidade, Pereira? Por favor, né. Quem define o que é "promíscuo"? Os Evangélicos? Desincentivar um conceito subjetivo como esse não é papel do Estado. Papel do Estado é garantir que seus cidadãos tenham acesso à saúde. Quanto essas mães, elas decidem como acham que devem ou não proceder com as filhas delas. Eu, particularmente, acho bastante estranho uma mãe privar a própria filha de uma vida saudável. A não ser que elas vivam em uma bolha, elas vão ter contato com diferentes pessoas, com diferentes personalidades e ninguém nunca tem como saber com certeza sobre as atitudes de terceiros. Ela pode se casar com um pastor, que isso não significará absolutamente nada. O que não falta no mundo é gente fingindo ser o que não é. Nem a própria filha, por ~melhor~ que seja educada, é confiável. Pessoas são pessoas e traçam seus próprios caminhos.

      • lilica Postado em 13/Mar/2014 às 16:34

        Disse tudo Gil Cleber.

    • LENIZE Postado em 12/Mar/2014 às 18:11

      DE QUE "CRENTES" ESSE CARA SE REFERE......EU CREIO EM DEUS, PORTANTO SOU CRENTE E ESPÍRITA.

    • Camila Postado em 13/Mar/2014 às 00:04

      Pois eu já disse...Concordo, tudo muito lindo. Mas ainda assim, o Estado deve garantir a saúde das pessoas. Fidelidade depende dos valores que aprendemos na criação, caráter...E não de proibições, ou camisinha, ou vacina...Se fizer parte dos valores dos seus filhos, eles não vão trair, mesmo vacinados. Mas se um dia traírem, ou estiverem solteiros, pelo menos tem a saúde garantida. E ainda há a parcela do povo que é promíscua mesmo, é escolha de cada um. E ainda (essa é a pior) tem gente fiel q pega doença do(a) cônjuge infiel...Ou seja: a vacina é muito importante.

    • andré gama Postado em 13/Mar/2014 às 02:02

      irmão....vc está errado em em tentar com que eles entendam o manual de vida do verdadeiro Cristão, de acordo com os padrões Divinos...FÉ E RAZÃO NÃO SE ENTENDEM NUNCA (água e óleo/cristão e "mundo"/)!!!!!! Vamos trabalhar pq Jesus vem ai..graça e paz !!!!

    • Marcos Postado em 13/Mar/2014 às 10:38

      Perfeito Pereira! Parabéns! Feliz aqui por teus comentários. Luz em meio as trevas.

  61. Igor Postado em 12/Mar/2014 às 11:52

    AI ouve-se uma voz "Não quis confiar na vacina? Então toma esse câncer!"

  62. Pereira Postado em 12/Mar/2014 às 11:53

    Bom , tem gente aqui que acha que evangélico é contra o sexo . daí da pra ver o "níver" de quem escreve por aqui.

    • conceição Postado em 12/Mar/2014 às 14:18

      PEREIRA, acho que você está confundindo governo com mídia, e como se tem prazer intenso de forma regrada? E pensar que uma mãe que disse uma atrocidade desta é psicanalista ou seja não é uma leiga no assunto.As pessoas não podem esquecer que foram campanhas assim que praticamente erradicou a poliomelite do Brasil.

    • Antonio Alves de Lima Postado em 12/Mar/2014 às 15:15

      conheço muita gente que vestem saia cumprida se dizendo evangélicas e por baixo estão sem calcinha, essa mães querem ensinar para as suas filhas o que elas pensam que são verdades, com isso, segundo elas, vão chegar no céu intactas.

    • Adriana Postado em 12/Mar/2014 às 16:06

      Primeiro, até q ponto o Estado pode interferir na educação das pessoas? Creio n ser dever do Estado determinar qndo um indivíduo deve ou n iniciar sua vida sexual. Segundo, o HPV n é transmitido exclusivamente através de relações sexuais. Terceiro, a mulher é mais vunerável a esse vírus enquanto q o homem pode ter o vírus a vida toda sem manifestação da doença. Já a mulher pode ter cancer. E por fim, essas mães n podem acreditar na fidelidade como arma contra doenças e vacinar suas filhas ao mesmo tempo?

    • Filomena Postado em 12/Mar/2014 às 17:07

      Ninguém acha isso. Inclusive, mesmo não sendo, não conheço um evangélico torto, como essas senhoras. Só conheço pessoas com a cabeça no lugar. Mas o fato é que independente de ser ou não permitido o sexo, por parte dos pais, as crianças podem fazer. Não é o ideal, mas acontece. Não falar sobre isso ou fingir que não acontece impede o sexo precoce tanto quanto não tomar a vacina pro HPV.

    • Juliana Postado em 12/Mar/2014 às 19:37

      Prezado Pereira Será que realmente não existe um preconceito por parte dessas mães contra essa vacina específica, pura e simplesmente por ela estar associada a a prevenção de uma doença sexualmente transmissível? Veja bem, se você levanta uma suspeita sobre a eficácia dessa vacina que certamente foi fruto de uma longa e séria pesquisa científica, testada inúmeras vezes por vários pesquisadores a laboratórios para finalmente estar no mercado, e considerando que você mantenha essa linha de raciocínio, suponho que a eficácia de todas as outras vacinas como as que previnem as doenças da infância (Hepatite B, rubéola, sarampo, poliomielite...) estará também sob suspeita. Nesse caso, as vacinas contra as doenças infecto-contagiosas também seriam dispensáveis.

    • Camila Postado em 13/Mar/2014 às 00:09

      "campanha contra a promiscuidade e que ensine essas meninas que não é hora de fazer sexo": menina não transa sozinha, tem que ensinar aos meninos tbm...#saco cheio de machismo. Quem deve ensinar valores são os pais, e não o Estado. Incentivo à fidelidade e, caso acabem tendo mais parceiros, que façam sexo consciente e com proteção. Camisinha e vacina não incentiva nada. O que incentiva é falta de diálogo com os pais. Proibir muito e conversar pouco. Essa é a receita para ter filhos diferentes do que vc deseja.

      • Lara Gurgel Postado em 21/Mar/2014 às 13:31

        Adorei teu comentário, Camila. Definiu exatamente o que eu estava pensando assim que comecei a ler estes comentários!

    • João Neto Postado em 13/Mar/2014 às 10:34

      Volta lá pro seu mundinho, em que sexo só existe depois do casamento, e simplesmente ignore essa campanha. Agora não me venha falar que a campanha deve se opor a promiscuidade; é simples, o governo se concentra na REALIDADE de hoje, jovens FAZEM SEXO, e por isso devem se prevenir, se vc acha que um dia sua filha, ingênua e bitolada, não vai fazer sexo antes do casamento, e por isso não deve tomar a vacina, o problema é SEU, arque com as consequências, por que se sua filhinha DER ESSA BUCETA, pra qualquer que seja a pessoa, e contrair a PORRA de uma CÂNCER, não venha rezar por MISERICÓRDIA, por que a chance de impedir essa doença foi dada. Por ultimo, sua opinião pra mim é um fiasco, o governo deve sim promover a cura pra doenças, e se pessoas como você, com opiniões ultrapassadas, degradadas, irritantes, imundas e irracionais, vierem conversar BOSTA, é esse tipo de resposta que vocês merecem.

  63. Cristiano Moura Postado em 12/Mar/2014 às 12:00

    É, agora câncer de colo do útero realiza buscas nos cartórios e escolhem que não tem certidão de casamento... As partículas do papel o qual é impresso as certidões tem um agente bacteriológico que previne e até combate o câncer de colo do útero. Esse povo se forma nas áreas de ciências de comportamento humano somente para manipulação do comportamento alheio... Se falar em Freud, acho que eles começam a se estrebuchar no chão (Cena parecida com uma expulsão demoníaca).

  64. Suzana Postado em 12/Mar/2014 às 12:19

    Acredito que estão sim generalizando a palavra "evangélico". Por causa de um pequeno grupo ignorante todos são ridicularizados. Sou evangélica e ainda não tenho filha, mas se tiver com certeza irei vacina-la. A vacina alem de proteger do vírus protege do cancer. Também tenho dó das pobres filhas destas pessoas, que estão sendo privadas de conhecer o mundo real, onde doenças sexuais existem e a fidelidade não é mais prioridade de nada. Elas se casarão virgem, e seus esposos serão? Pobre destas mães tambem que acham que as filhas não fazem nada. Será que elas irão acompanha-las 24 horas até elas se casarem? Ridículo essas duas pessoas terem coragem de expor as filhas à este ponto.

  65. Gleidson Postado em 12/Mar/2014 às 12:30

    É... A ignorância ultrapassa os limites do imaginável.

  66. Flávia Postado em 12/Mar/2014 às 12:40

    Olha, eu costumo gostar bastante das matérias do Pragmatismo Político, mas, a meu ver, esta tem alguns problemas. Óbvio que sinto muito por saber que essa meninas não tomarão a vacina, correndo um grande risco de contrair HPV e desenvolver câncer de colo do útero. Contudo, é preciso lembrar de que se trata de uma religião patriarcal, dominada por uma ideologia patriarcal, que oprime não só essas meninas, mas também sua mães. Sou a favor da vacinação, sou a favor da campanha, sou a favor de educar os cidadão sobre as consequências do HPV e das demais DST, mas não posso simplesmente jogar toda a culpa nas costas dessas mães. Elas oprimem as filhas (sem se dar conta disso) porque são oprimidas (e não se dão conta disso).

  67. Mateus Postado em 12/Mar/2014 às 12:47

    O Estado é laico, simples. Se a crentelha não quiser vacinar sua filha, fodas é dela. Mas o restante da população tem direito de receber a vacina. Esses trapos do evangelho já barraram demais o avanço da ciência, chega disso!

  68. Josimar Postado em 12/Mar/2014 às 12:56

    Infelizmente a um desencontro de informação, as mães que se pronunciam contra deveriam se informar melhor, e existem muitas pessoas desinformada opinando sobre a matéria. E digo ainda as mulheres que se pronunciam, não me representa, sou evangélico e sou informado em relação ao vírus HPV. Alerta Mães não aceita opinião de pessoas desinformadas. Concordo com a iniciativa do ministério da saúde, e para quem não sabe o preço essa vacina e aplicada em 3 doses e são caracimas, para que gostariam de imunizar seus filhos particular. Fica aqui a minha opinião.

  69. Graciana Postado em 12/Mar/2014 às 13:08

    Não querem que suas filhas tomem, ok! Ou então para que existe o livre arbitrio? Cada um, cada um... Odeio estes comentários babacas. Cada um com suas opniões e fim. Cada um sabe o que é bom para si. Temos que ouvir opiniões diferentes, isto não significa aceitá-las, mas sim respeitá-las. Não é assim com os homosexuais? Não temos que respeitar as diferenças?

  70. Renato Postado em 12/Mar/2014 às 13:13

    QUANTA IMBECILIDADE! MALDITA RELIGIÃO QUE IMPEDE A EVOLUÇÃO DO SER HUMANO!

  71. Julio Postado em 12/Mar/2014 às 13:18

    Ai uma menina dessas casa com um cara contaminado e pronto! OH BURRICE AGUDA!!! Eu sou evangélico e fico injuriado em ver como um ser humano seja a ser estúpido!

  72. Wellington Accioly Postado em 12/Mar/2014 às 13:19

    Idiotice! E se diz Psicanalista. Creio que não deve ter entendido bem as palavras do pai da psicanalise, Freud, quando diz que um psicanalista antes de atuar como tal, deve passar por uma analise psicanalítica para entender suas próprias NEUROSES, FOBIAS e controlar a sua HISTERIA (de cunho sexual reprimido). Ademais a psicanalise não é um curso acadêmico, é uma especialização ministrada por associações internacionais de psicanalise. "A formação psicanalítica é oferecida a médicos e psicólogos graduados, registrados nos respectivos Conselhos Regionais. A aceitação de profissionais graduados em outras áreas do conhecimento humano ficará a critério da Comissão de Ensino." ( Em síntese, qualquer pessoa com nível superior pode fazer especialização em psicanalise)

  73. Ed Sei Postado em 12/Mar/2014 às 13:37

    Quando elas pegarem alguma doença desse tipo num vaso sanitário, não venham reclamar. Podem pegar até num vaso sanitário da Igreja em que são membros. Falta de cultura é horrível.

  74. Renata Postado em 12/Mar/2014 às 13:50

    Legal. Daí a moça casa...e apresenta algum tipo de intolerância contra anticoncepcionais. Então seu médico receita para o casal o uso de camisinha...aí vem a mãe da moça e recusa o método alegando ser este um incentivo para que ambos pratiquem a infidelidade no casamento. Pois camisinha é uma ferramenta satânica usada pelo governo para induzir as pessoas a fazerem sexo antes e "fora" do casamento. Sou totalmente a favor e também luto contra toda essa liberalidade que os jovens estão envolvidos. Sou a favor das moças e dos rapazes se preservarem para o momento e a hora certa, de preferência depois de casados. Sou evangélica. Minha filha tem 13 anos. Ela sabe para que serve a vacina e ela sabe e conhece os valores da nossa família e os valores cristãos. Porque eu ensino a ela sobre essas coisas. Ao invés de fazer um motim contra uma uma vacina que poderá salvar milhares de meninas que infelizmente não são instruídas pelos , que aliás estes não tem tempo para conversar com elas sobre nada. Minha filha vai vacinar SIM. E continuará se mantendo longe da promiscuidade. Porque eu e meu marido ensinamos ela a amar a Cristo.

  75. Elizete Postado em 12/Mar/2014 às 13:51

    Ninguém pediu mas vou dar minha opinião :) Acho que se a vacina é pra prevenir DST's, devia dar nos meninos tbm, e devia ser obrigatoria, como a BCG, a Triplice, etc... cada uma tem que dar em idades diferentes, então...devia ter na Carteira de Vacina : 13 anos fazer vacina contra HPV. resolveria a questão. E as mães acima, como toda mãe, acham que sua princesinha e seu principezinho, serão sempre princesas e principes, e acreditam na educação que dão a eles, mas esquecem que um dias eles vão crescer, e vão tomar as próprias decisões, e já não podemos mais colocar "cintos de castidades" em suas mentes. E jamais saberemos o que realmente eles fazem. Já que as mães creem tanto, Deviam pedir a direção de Deus, e não serem previamente imprudentes em suas decisões.

  76. Patricia Scabora Postado em 12/Mar/2014 às 13:51

    Tem que imunizar não se pega HPV somente em relacão sexual desprotegida ... quanto as religiosas que não querem que suas meninas sejam imunizadas pensem com quantas mulheres seus maridos ja "tranzaram" antes de vc' s! E agora pare p pensar como essa juventude esta liberando geral ... depois aceitam Cristo e fica td certo!!! Depois que contraído o vírus a mulher é quem sofre as consequencias pois o homem transmite e não desenvolve as doenças!!!

  77. ANGELA Postado em 12/Mar/2014 às 13:52

    OLHA EU TENHO UMA NETA DE ONZE ANOS ,QUE SOU RESPONSAVEL POR ELA ,VAI TOMAR A VACINA SIM ,POIS IRÁ PREVENIR DE DOENÇAS . E QTO AO SEXO ISSO JÁ É OUTRA ESTÓRIA SE TIVER QUE ACONTECER VAI ACONTECER COM OU SEM VACINA ,MAIS COM MENOS RISCO DE TER UM CANCER DE COLO DE ÚTERO NÓS MAES ENSINAMOS E ORIENTAMOS É SÓ O QUE PODEMOS FAZER ! O RESTO MEUS QUERIDOS É COM ELAS ,POIS NAO ESTAMOS 24 HORAS JUNTO COM ELAS ! ORAR E PEDIR A DEUS QUE AS PROTEJA .

  78. Santos Postado em 12/Mar/2014 às 14:35

    Se maioria das mães soubessem o que maioria das suas filhas fazem não iriam nem pensar duas vezes em vacinar elas ..rsrsrs

  79. Jheny Postado em 12/Mar/2014 às 14:42

    Na verdade, os 'evangelicos' só posam de certinhos, fiéis e felizes. Mas na verdade são os que mais traem, pecam e são infelizes... Vejo isso no meu dia a dia... Não estou generalizando, estou falando pelos que eu conheço. Agora, o que o Gil falou a cima está certo, os pais tem que ensinar os principios basicos aos seu filhos, porém não coloar a saude e a vida deles em risco por uma religião, ou estilo de vida... A vacina é uma prevenção futura, pois hoje não se da mais para controlar e fiscalizar os filhos 24hrs por dia, hj pai e mãe trabalham, estudam, e filhos ficam ainda mais sozinhos, só ensinar não é o bastante, a vacina só vai estar la para remediar uma atitude de um adolecente, que são impulsivos, curiosos e inrresponsáveis, acostumados que os pais resolvem todos os seus problemas, mas uma doença dessa os pais não poderam resolver. Sim Pareira, o governo deveria sim esclarecer mais o uso e a eficacia da camisinha, com sexo oral vc tbm pega doenças, e isso eles não dizem... Mas mesmo assim não muda o fato que a vacina é sim um excelente método de prevenção contra doeças.

  80. Phillip Postado em 12/Mar/2014 às 14:58

    Provérbios 27:11: "Sê sábio, filho meu" Cade a sabedoria PROIBINDO as meninas de VACINAR? Elas estão INDO CONTRA a própria BÍBLIA. Que péssimo exemplo essas mães estão dando!!!!

  81. carla Postado em 12/Mar/2014 às 15:11

    Meu saco já tá transbordando com essa ignorância desses fundamentalistas!!! Já deu,voltem para a Idade Média!!!

    • Pereira Postado em 12/Mar/2014 às 15:25

      O meu saco só não transborda com comentários reacionários e ignorantes como o seu porque sinto pena.

      • janaina Postado em 12/Mar/2014 às 18:17

        Religião nenhuma faz com que nasçamos imunes a nada,e a doença nenhuma, e por isso concordo com todos os tipos de vacinas que a ciência nos permite descobrir..... até mesmo pq a religiosidade nos faz agregar todos os necessitados para os braços do Senhor inclusive os convertidos, que podem até ser fiés, porém ja estiveram com alguém antes (sexo) e nessa hora que deve entrar o conceito maternal que mesmo as filhas se casando virgem é mto bom que se vacinem;não apenas por essa pequena razão de que todos um dia podem se misturar, mas talvez seja uma forma de justificar a vacinação para os extremistas.salvo em dizer que ñ sou evangélica, mas como um dia posso ser fica então a dica

      • Maria Postado em 12/Mar/2014 às 22:46

        Pereira, seus comentários seriam irônicos se não fossem tão trágicos...tenho pena de seus filhos. Em que mundo vc vive??? O país das maravilhas existe somente na literatura e cinema. Eu queria poder acreditar que vc realmente está de brincadeira com esses comentários tão imbecis!

  82. Daniely Postado em 12/Mar/2014 às 15:17

    Concordo com o Pereira e com o Gil Cleber, os dois tem razão. Não vou generalizar, mas pessoas como essas duas mães estão cometendo um erro privando suas filhas de terem uma saúde melhor. É verdade sim que a camisinha não protege 100% das DSTs e nem o vírus HIV, isso já foi comprovado, é só pesquisar. O governo está criando meios de combater essas doenças, mas posso deixar de falar que nas próprias campanhas de combate a essas doenças há também a apologia ao sexo (não sei se é certo falar assim), é só prestar bastante atenção nas propagandas quer será visto um grande incentivo ao sexo, dizendo que pode fazer sexo com qualquer um, com quantos quiser desde que use camisinha. O governo está errado em agir assim, mas não é responsabilidade dele ensinar a hora em que o sexo deve ser feito, isso é compromisso e obrigação dos pais, as escolas ensinam as crianças desde cedo a se prevenirem contra essas doenças porque a educação vem de berço, ou seja os pais que tem que ensinar como a vida deve ser vivida, são os pais que ensinam a moral, a dignidade, o respeito, etc, e modelam o caráter de seus filhos, são eles que ensinam que sexo tem hora pra começar a fazer, e se o governo fizesse menos propagandas de incentivo ao sexo não seria necessário uma campanha contra a promiscuidade (mas como o mundo tá hoje em dia essa campanha se faz necessária). Não é necessária uma discussão por que um descordou da opinião do outro, todos tem o direito de opinar, é só um avaliar a opinião do outro porque os dois estão certos. Mas a opinião dessas duas mães e pessoas como elas (não só os evangélicos), não se deve ouvir muito menos comentar. E tem que haver o incentivo a fidelidade e desaconselhar a promiscuidade, ensinar o amor acima de tudo, porque o amo está quase extinto, hoje em dia ninguém se ama, muito menos se respeitam.

  83. Lucys Postado em 12/Mar/2014 às 15:25

    Qnt ignorância de alguns, é ai onde entra a alienação religiosa, as vezes me recuso a acreditar em alguns absurdos que vejo por aqui!

  84. Juliana Postado em 12/Mar/2014 às 15:32

    Concordo plenamente com Pereira, e além, o que me assusta é exatamente a abordagem superficial que foi feita sobre o assunto, pois que se o governo tivesse feito uma divulgação séria não haveria tantos questionamentos que deram origem a este tipo de reportagem que serve somente para denegrir a imagem de quem ainda tem princípios e tenta ensiná-los, é só observar atentamente a propaganda que foi elaborada para a campanha, mostrando meninas lindinhas, alegres, sorridentes, etc, me assusta mesmo. Sou professora de Arte e convivo com meninas de 7 a 13 anos e o que vejo é a sexualidade precoce principalmente propagada pelos meios de comunicação. Um exemplo: fui ensinar, no dia Internacional da Mulher sobre a artista Anita Malfatti: a grande maioria das meninas logo acharam que íamos dançar o "show das Poderosas"...preciso falar mais?

  85. claudia Postado em 12/Mar/2014 às 15:36

    Pereira, O unico dono da verdade pelo que eu vi nos comentários foi você. Alem de não saber diferenciar uma campanha de vacinação em prol da saude, diz que o governo incentiva a prosmicuidade. Aonde? Nunca vi na Tv nada do governo dizendo "sejam promíscuos, transem com todo mundo, tenham multiplos parceiros". Posso ser casada e usar camisinha com meu marido, qual o problema? Um dos métodos anticonceptivos seguros e eficazes. Não é obrigação do governo educar seu filho, a obrigação é sua e de todos os pais. Lamentável que se acha tao dono da verdade e não respeite a opinião dos outros, alias bem grosseiro você! Aprenda a ser humilde e ter educação.

  86. Francisco Postado em 12/Mar/2014 às 15:38

    comentário mais sensato que li até agora: a vacina será oferecida, querem tomar, tomem, não querem, não tomem. eu uso preservativos porque quero preservar minha saúde, sejam quantas parceiras eu venha a ter na vida, ninguém tem nada com isso. cada um que faça suas escolhas de acordo com o que julga saudável/correto...

  87. ligia Postado em 12/Mar/2014 às 15:42

    ai eu que queria me vacinar ñ posso, depois fica reclamando do governo!

  88. Vanessa Postado em 12/Mar/2014 às 16:13

    Prezados, a questão é a falta de informação correta e isso independe da religião. Muitas pessoas, até hoje, não vacinam seus filhos por ignorância. É bom destacar que a vacina contra a hepatite B deve ser aplicada no primeiro mês de nascimento. Hepatite B é transmissível pelo sexo, e, diga-se de passagem, é uma doença muito pior (tratamento longo, doloroso) que o HPV, que tratado no momento certo, tem cura. Alguma criança ou adolescente fez sexo porque estava imunizado contra a hepatite? Acredito que não, portanto, essa argumentação é um tanto falaciosa. Concordo que deveria haver mais difusão de informações sobre a vacina do HPV. Agora, em cima da hora da vacinação, surgirem diversos argumentos sem a menor comprovação, a exemplo, que o governo do Japão não está apoiando a vacinação, visto os efeitos colaterais (dor prolongada e dormência à infertilidade e paralisia) é um tanto confuso para quem tem de escolher vacinar suas filhas adolescentes. Aparentemente as organizações mundiais difundem o uso das vacinas.... Portanto, no mundo perfeito, seria muito bom que as meninas dessa idade brincassem de boneca ao invés de fazer sexo, mas infelizmente não é o que acontece. Então, prevenir seria, em tese, a melhor saída. Bom... minha opinião...

  89. Thay Postado em 12/Mar/2014 às 16:31

    a hipocrisia desses evangegues é absurda, " governo prefere dizer na TV que camisinha salva tudo" bla bla bla. esse é apenas o recurso mais barato e disseminado, se salvasse tudo nem teria vacina. agora, se vcs sabem q não salvam, qual é mesmo a racionalidade em boicotar a vacinação? Ah é, é porque vcs gostam de um "incentivo à não promiscuidade" , falando nisso, defina promiscuidade, já que vc acha que "ensinar essas meninas que não é hora de fazer sexo" é o remédio.faz me rir

  90. Karen Postado em 12/Mar/2014 às 16:32

    Fidelidade não garante saúde para mulher ! Já vi vários casos de mulheres que são ligadas na igreja sendo traídas por maridos ! Um caso mais recente foi a morte de uma delas por causa do câncer do colo do útero, por causa do vírus hpv. Mulheres com pensamento atrasado só faz com que a sociedade não evolua e fazem que suas filhas fiquem desprotegidas. Isso é ridículo! Pessoas desse nível tem que sair da bolha e ver como é a realidade. Em primeiro lugar a saúde é proteção , pois nada garante o "feliz para sempre".

  91. Leandro Postado em 12/Mar/2014 às 16:40

    Triste isso. Muito. Se um dia uma dessas garotas que não foi vacinada contrai um câncer, seja ele qual for, o que essas mães que proibiram irão fazer? Proibir o tratamento médico, baseando-se apenas na fé que a filha (ou ela mesma) tem em Jesus Cristo? Acho que todo mundo pode crer (ou não) no que quiser, mas, mesmo assim, todo mundo está sujeito a tudo na vida. Nenhum de nós esta imune a doenças, acidentes ou qualquer tipo de tragédia, nenhum de nós vai ter uma vida completamente plena de felicidade, ou vai deixar de cometer erros, independente do meio onde crescemos, ou de qualquer escolha pessoal. Realmente fico triste de ver pessoas pensando assim! Se essas mães, acreditam que assim estão escolhendo o melhor para suas filhas, então, boa sorte.

  92. Paulo Marques Postado em 12/Mar/2014 às 16:41

    A bíblia tinha uma jumenta falante não ??? A geração dela está mais viva que nunca.

  93. Amanda Sobral Postado em 12/Mar/2014 às 16:54

    É muito simples. O pai/mãe que não autorizar sua filha a se vacinar deverá assinar um Termo de Recusa. Neste termo precisar informar todos os dados e se responsabilizando pela sua negação. É importante ressaltar que as adolescentes não precisam da autorização dos pais para se vacinar e nem mesmo da presença deles para tanto.

  94. Vinci Postado em 12/Mar/2014 às 17:04

    Gente, que falta de informação ... Hoje já está provado que não é só em relações sexuais que se pode adquirir esse vírus.

  95. Gilmara Postado em 12/Mar/2014 às 17:08

    Sinceramente, não vejo dificuldade alguma em minhas filhas tomarem essa vacina, pois o objetivo fim dela é a prevenção do câncer no colo do útero e eu ainda acredito que é melhor prevenir que remediar. Agora, acreditar que as meninas “se sentiriam imunizadas e tentariam experimentar o novo”, isso é educação que tem ser ensinado em casa, pelos pais. Não é a vacina que vai incentivar ou inibir a decisão delas, mais sim a maneira que elas forem ensinadas. Não aguento esse povo que vê o diabo em tudo. Eu sou evangélica e minhas filhas tomarão a vacina contra HPV.

  96. Marcia Postado em 12/Mar/2014 às 17:18

    Mudarão de idéia, quando elas forem vítimas da doença...

  97. Max DVO Postado em 12/Mar/2014 às 17:24

    Pura ignorância! Aprenda primeiro antes. A transmissão do HPV se faz por contato direto com a pele ou mucosa infectada. A maioria das vezes (95%) são transmitidos através da relação sexual, mas em 5% das vezes poderá ser através das mãos contaminadas pelo vírus, objetos, toalhas e roupas, desde que haja secreção com vírus vivo em contato com pele ou mucosa não íntegra. Há alguma diferença na transmissão entre homens e mulheres? A transmissão da infecção pelo HPV independe do sexo, sendo facilmente transmitidas do homem para a mulher e vice-versa e até mesmo nas relações homossexuais. Entretanto, devido às características genitais diferentes, as manifestações e complicações desta infecção são mais freqüentes nas mulheres.

  98. Harrison Carlos Postado em 12/Mar/2014 às 17:46

    Essas religiosas são tão idiotas, que não sabem que pra imunizar totalmente, só com 3 doses em 5 anos! Ou seja, só serão imunizadas totalmente aos 16 anos e ate lá, com certeza, 90% delas já devem ter tido relações sexuais!

  99. Francele Postado em 12/Mar/2014 às 18:00

    Acho muito errado usarem o termo "evangélicos" por causa de 2 mães que se manifestaram contra essa vacina. Sou evangélica e odeio a forma como a mídia manipula as pessoas para nos fazer parecer "chatos" (sei que alguns - em qualquer religião- fazem jus a esses tipos de comentários. Sou a favor da vacina, até porque acho que não é isso que vai fazer as pessoas fazerem mais ou menos sexo, muito menos a forma como vão fazer. Creio que a todos foi dada o Livre Arbítrio e cada um faz o que acha melhor, até porque as consequências são individuais. Só queria que se acabasse esse generalismo, até porque as pessoas podem ter uma religião em comum, mas não pensarem da mesma forma!

  100. Rafael Geraets Postado em 12/Mar/2014 às 18:01

    Eles tem razão e MUITO! O câncer que querem evitar mata apenas uma em 40 mil mulheres e com a vacina uma em cada 942 mulheres fora outros absurdos contra o sistema imunológico! Ainda bem que eles não querem fazer parte da máfia da indústria!

  101. jose nilton Postado em 12/Mar/2014 às 18:12

    Não concordo com a opinião dessa materia em relação a vacina. pelo fato de que conheço pessoas bem casadas e que mesmo assim as senhoras tiveram cancer do colo do útero. A vacina é um reforço a mais na prevenção das doenças. Parabens ministerio da saude, por essa atitude.

  102. Isabella Postado em 12/Mar/2014 às 18:22

    Eu acho que ninguém tem que interferir! Podiam falar pra eles que todas as outras vacinas evitam doenças sexualmente transmissíveis também. Porque aí é menos ignorante no mundo.

  103. JEAN Postado em 12/Mar/2014 às 18:42

    "que ensine essas meninas que não é hora de fazer sexo" .... (Pereira). A vacina é justamente aplicada antes da idade em que a mulher supostamente começa uma vida sexual ativa e serve pra imunizar e prevenir doenças futuras, ninguém ta falando que "VACINOU PODE SOUTAR A FRANGA", tanto que essa vacina é para precaver uma só doença... não sei se preciso falar aqui mas existem outras doenças sexualmente transmissíveis também... visto isso já da pra ver que não tem fundamento nenhum o que essas "mães" estão fazendo, ta dando pra entender? ninguém vai virar o "super homem" depois da vacina.Se você pensa que essa vacina é como incentivo a vida sexual precoce como estas "mães" você não é retrógrado ou qualquer outro sinônimo disto, você simplesmente é um IMBECIL. Coloque a culpa na mídia, coloque a culpa nos estilos musicais que tem um forte apelo pejorativo para com as mulheres e que realmente incentiva esse tipo de comportamento, mas por favor não coloque a culpa em uma VACINA. ( Fico indignado como as pessoas podem distorcer tanto as coisas). E a camisinha pra quem usa ajuda de alguma forma, ou será que o governo em vez de distribuir camisinha deveria distribuir uma bíblia? pra saber que não se deve trair, não se deve ser promiscuo, etc... volta pra realidade Pereira a maioria dos brasileiros não lê nem a bula do remédio, É cara, sei que deve ser triste pra você ver o mundo do jeito que esta mas não podemos ignorar os fatos... de alguma forma o governo tem que agir, ele da uma camisinha não pra gerar promiscuidade mas sim para as pessoas terem o mínimo de proteção nos seus relacionamentos,já que a coisa ta feia mesmo né? Muito bonito o amor a fidelidade e tudo mais que você falou ai, incentivar isto melhor ainda, mas sem hipocrisia todo mundo aqui sabe que infidelidade acontece entre católicos,evangélicos,ateus etc... acontece com SERES HUMANOS... todos são passíveis de erros, por isso o mínimo que podemos fazer para proteger todos nós de nós mesmos no mundo em que vivemos hoje, já é alguma coisa.

  104. Guga Postado em 12/Mar/2014 às 18:57

    O EVANGELIO não tem nada Aver com essa ignorância. Essa mae e mal informada.

  105. Juniperos Postado em 12/Mar/2014 às 18:59

    Câncer não negocia com ignorância. Se ele vier, não estará interessado na idade, ou na suposta vida sexual dessas meninas. Essas mamães podiam ter mais vontade de salvar suas filhas. elas seriam gratas.

  106. Thiago Teixeira Postado em 12/Mar/2014 às 19:01

    O Ministério da Saúde zela pela saúde da população. Camisinha é um item de prevenção, mas ajuda a reduzir os contágios. O sexo oral como sabemos também pode transmitir DST entre outras trocas de "fluídos" (ouvíamos muito esse termo nos anos 80) entre dois indivíduos. Agora a moralidade não cabe ao estado aplicar nas pessoas, e sim a conscientização para quem busca uma vida saudável.

    • Marcos Postado em 13/Mar/2014 às 10:45

      O Ministério da Saúde zela pela saúde da população???? Que é isso rapazzzz !!! Volta pro Brasil e faça uma visita aos hospitais e veja o que o ministério tem feito pela população.

    • Luciano Miranda Postado em 13/Mar/2014 às 19:37

      Puxa vida ,Thiago Teixeira uma coisa que o Ministério não faz é zelar pela saúde de ninguém é tudo jogo politico. Afinal se não fosse assim a saúde não estaria do jeito que está. Pode ter certeza que atrás disso vem um monte de desvio de dinheiro.

  107. CEÇA LIMA Postado em 12/Mar/2014 às 19:01

    Ignorância não não.Por tratar-se de uma pessoa instruída. Só que a vacina é UM DIREITO da criança-menina e essa senhora não pode impedir esse direito, nem induzir outras mães a impedir suas filhas de receberem tal vacina, que pode salvar suas vidas. A alienação cega também os instruídos. Por isso... é preciso sempre fazer uma análise crítica do que os representantes religiosos e outras lideranças sugerirem.Ignorância não não.Por tratar-se de uma pessoa instruída.

  108. Maria Clara Postado em 12/Mar/2014 às 19:05

    Esse é o nosso velho Brasal, com sua ignorância generalizada!

  109. aluisio Postado em 12/Mar/2014 às 19:49

    Como tem gente besta no mundo. não vacina não depois não adianta chorar o leite derramado.

  110. Lilica Postado em 12/Mar/2014 às 20:07

    É simples acabar com a demagogia dessas mães, é só encaminhá-las ao Conselho Tutelar por negligência à saúde das filhas.

  111. Fábio Benevides Postado em 12/Mar/2014 às 20:08

    Não sejam irresponsáveis, tolher a escolha com uma afirmação dessas é, no mínimo, degradante. Mostrar o caminho e orientar se tornou tão difícil que agora é função dos pais ameaçar e punir com mazelas e\ou omissão? Pela fé, cada vez maior o número de armadilhas com nome de "família", Deus que livre as pessoas de bem. Falo no geral, independente de religião ou credo.

  112. Michelly Postado em 12/Mar/2014 às 20:10

    Vixe essas igrejas deveriam ensinar mais coisas relacionada a sexo pq não e so pra reproduzi que eu saiba acho mto errado acho que todos temos direito sim de nos relacionamos com quem bem entender e sexo não e pecado e o que adianta se guarda pra alguém e chegá-la e seu parceiro ser um estupido e acha que vc tem apenas que cumprir seu dever de esposa e reprodutora ja fui numa igreja e frequentei um tempo e achei abominável o que se impoi por isso que hj não vou mais pq sou mulher e dona do meu corpo pra pode decidi o quero e isso que eles em sinão que sexo e so pra se reproduzi e se eu não quiser ser mãe tenho total direito e não e igreja que vai impor como devo viver e manter a minha vida claro que não e certo sair por ai ficando com todo mundo mais temos direito de conhecer o mundo

  113. André Guerra Postado em 12/Mar/2014 às 20:14

    Rotular sexo fora do casamento como promiscuidade é coisa de religião. Monogamia é cultural e, em algumas situações, religioso também. O Brasil é um país laico, não pode se meter nesses conceitos. A campanha não é remediação, é prevenção mesmo. E mais: pais são orientadores dos filhos, não determinantes de seus caminhos. Se um pai segue determinada doutrina, mesmo que eduque seu filho nela, nada garante que o filho irá seguir também. Por favor, menos fanatismo e mais conscientização.

  114. Cláudia Postado em 12/Mar/2014 às 20:21

    Infelizmente não se pega dst como a hpv somente pelo sexo. Existem outras formas. A melhor preveprevenção ainda e a vacina pois protege a futura mulher que pode acreditar em qualquer religião de contrair um câncer. A vacina nao e contra nenhum pensamento religioso e nem tem essa intenção ela simplesmente qier dar o direito a essas meninas de uma vida saudável .

  115. nine Postado em 12/Mar/2014 às 20:31

    Pereira, eu entendo o que vc quer defender, mas não dá confiar 100% na fidelidade de ninguém. Mesmo ele tentando ser fiel, em algum momento da vida ele pode ter um deslize e se contaminar. É normal que as pessoas errem e o vírus não faz escolhas. E quem sairia prejudicada? A mulher dele! Eu, particularmente, nao colocaria a saude da minha filha a prova da fidelidade dos outros.

  116. Georgia Postado em 12/Mar/2014 às 20:37

    Aquele detalhe que a vacina pode causar ou que a partir dela a menina desenvolva outras doenças, como síndrome de Guilian Barré. E ainda que a França e outros países desenvolvidos não utlizem mais este tipo de medicamento por nao ser totalmente seguro e trazer riscos a saúde. Agora, achar que o Governo está fazendo bonito comprando uma vacina para "imunizar" a população, investir em saneamento básico, educação, e saúde, não investe. A vacina não vai resolver todos os problemas.

  117. Georgia Postado em 12/Mar/2014 às 20:45

    Acorda povo! O HPV tem vários tipos e vacina nao resolve o problemas de todos esses tipos de HPV. Existem mais de 100 e vacina "previne" apenas contra 4 tipos...

  118. Rosangela Postado em 12/Mar/2014 às 21:03

    A vacina anti-HPV é uma medida de saúde pública e não há razão para tanto alardi dessa senhoras. É o cúmulo da hipocresia, santas!

  119. Raquel Alencar Postado em 12/Mar/2014 às 21:04

    Para quem acha que a vacina contra o hpv é isenta de riscos e que realmente protege contra o câncer de colo uterino, favor fazer uma breve pesquisa na internet sobre o que aconteceu com a vacinação no Japão. Além disso, existem blogs escritos por médicos que não defendem a vacina. A indústria farmacêutica tem muito poder e lucra muito dinheiro. Acessem o blog naovacinahpv.blogspot.com.br

  120. Flavio Postado em 12/Mar/2014 às 21:15

    Religião, sempre presente para guiar as pessoas como cordeiros. Mas admito que sem ela o mundo seria um caos, pelo menos esse é a única vantagem que eu vejo, a de contribuir para a pacificação da sociedade. É notório que as lideranças religiosas pregam esses ensinamentos para não perderem seus fiéis, lógico, pois se tudo no mundo se resumir a ciência e fato, onde ficará a religião? já que esta se resume ao subjetivismo. Pois é, como um leitor postou: “se as filhas ficarem doentes, deixa que Jesus cura”, até porque será nisso que as famílias acreditarão, na obra divina para a cura, pois negligenciaram em prol do subjetivismo. Infelizmente, em pleno século XXI, principalmente aqui no Brasil, temos a religião para atrapalhar a evolução humana. Quem não lembra da situação dos fetos anencéfalos, em que representantes católicos e protestantes sem qualquer fundamento eram contra a interrupção da gestação. Como pode a religião ir de encontro ao que é comprovado cientificamente? é fato! e ponto! pois então, se aproveitam da cultura desse país de maioria religiosa, em que até pessoas com conhecimento de elevado grau, infelizmente, ficam por um momento ignorantes acreditando nesses dogmas.

  121. fernandes Postado em 12/Mar/2014 às 21:19

    A ignorância das pessoas que faz coisas simples parecerem coisas absurdas . educação para nossas mulheres pro nosso povo por favor.

  122. Sergio Ferreira Doszanet Postado em 12/Mar/2014 às 21:30

    E de uma tamanha burrice estas mae pois a vacina e para prevenir que suas filhas nao morram por uma doenca que sua idiota mae acha o contrario sera que ela vai trazer sua filha depois de morta? Quem nasce para burro nunca chega a cavalo

  123. Eviner Intra Postado em 12/Mar/2014 às 21:33

    Entendo também como um perigo esse tipo de informação, a ignorância é transmitida e pessoas facilmente manipuláveis em idéias são levadas nessa maré. Acredito eu que qualquer ser humano, não importa o tipo de criação, pode decidir o que bem entender para a vida, mas fazer a escolha para a criança da não utilização desta prevenção, é um pouco egoísta. Privar uma doença devia ser o zelo de toda a mãe, ou será que não existem ABUSOS SEXUAIS? Um dia, essas meninas crescem e precisar sair sozinhas, e estarão vulneráveis como qualquer um, a problemas que essa sociedade perigosa oferece. Não quero rogar praga para ninguém, pelo amor... Apenas acho que a ideia da prevenção é a melhor opção. Não sou contra evangélicos, tenho criação e princípios evangélicos, mesmo sendo desviado de práticas. Aqui fica minha opinião.

  124. Paloma Barbosa Postado em 12/Mar/2014 às 21:50

    Gente isso é coisa séria a vacina já está sendo dada de graça, me diz porque a burrice de não tomar. A justificativa de Fidelidade ao casamento aff pelo amor de Deus as meninas ainda nem tem idade pra casar e as mães ''abitoladas'' querem que as filhas já pensem em fidelidade ao casamento isso não é ser evangélica mas sim ser burra. Independente de qualquer religião, sempre tem os fanáticos e extremistas e posso dizer que, essas que estão passando atestado de burra com certeza são desse meio. Independente de cor raça, ou religião a vacina é dada se pode prevenir uma doença como essa que é séria e pode matar porque não dar a vacina isso é muita burrice uma vez que em nosso país poucas são as chances na área de saúde se não tivesse a vacina com certeza iam querer e quando tem ficam pagando de santa essas evangélicas extremistas conheço bem fica aí agarrando o pastor, já foram ex garotas de programa, ex viciadas e ao entrar na igreja querem passar valores que nunca tiveram. Deveriam é passar os valores certos para que as suas filhas não virassem putas iguais as mães que se escondem no pano branco da igreja ou com a cabeça no meio das pernas do pastor. As meninas nem da idade de casar estão, e fidelidade ao casamento cabe a elas decidir não é por serem evangélicas que elas vão ser 100% fiéis se fosse assim não existiria padres pedófilos ou existiria??

  125. Carol Postado em 12/Mar/2014 às 21:50

    O mais impressionante é a ignorância, principalmente, quanto a doença. HPV não se pega só pelo sexo. Sua filha vai dormir na casa de uma amiguinha que, por exemplo, não foi ensinada a não sentar em banheiros públicos, compartilham toalhas ou roupas íntimas. Feito! Não julgo nenhuma religião e sei que na igreja católica os testemunhos seriam os mesmos (ou semelhantes), logo, acho injusto julgarmos somente a religião evangélica. Isso não se trata de pecado, se trata de saúde!

  126. Marcia Postado em 12/Mar/2014 às 21:52

    Minha filha vai tomar todas as vacinas disponíveis. Ela pode ter uma boa formação, se prevenir, se preservar. Mas nada garante que seu futuro marido se comporte igual.

  127. Doug Mateus Postado em 12/Mar/2014 às 21:58

    O MS não está influenciando ninguém com isso, ele está tentando acompanhar a situação atual. A influência vem da educação que a menina vai receber em casa. A cada época ele se vê obrigado a buscar formas diferentes de prevenir certas doenças, de acordo com os hábitos do povo. Como falaram acima, ninguém é obrigado a tomar a vacina.

  128. luciene Postado em 12/Mar/2014 às 22:20

    As pessoas evangelicas se doem por qlq coisa. As pessoas estao expressando as suas opinioes sobre a materia e tem gente q diz q é evangelica e q vai levar a filha p vacinar se doendo pelo q outros falaram. A gente so pode e se doer qdo a carapuças nos serve.

  129. Alex Postado em 12/Mar/2014 às 22:34

    Caramba.... qual o problema se ela não quer vacinar as filhas? Qual o problema se ela ensinar que a castidade é a melhor forma de prevenir uma série de problemas e doenças? Acho estranho pregar democracia e liberdade de idéias quando alguém que pensa algo diferente é fuzilado ideologicamente. Bom saber que, se vocês tiverem filhas com 12 anos de idade dirão a elas: filha, aproveita, deita com quantos rapazes tu quiser porque é ótimo, aproveita a vida. Não te acanha, teu leito, dentro de minha casa, é livre para ti fazer o que quiser, com quem quiser e todas as noites e dias se quiser. Para tudo tem camisinha, vacina e, se acontecer e for necessário, aborto. Eu não consigo acreditar que o liberalismo sexual que apregoam realmente impere na vida de vocês. Parabéns, a sociedade avança desse jeito. Avança para o buraco.

  130. euzinho Postado em 12/Mar/2014 às 22:34

    É, vai incentivar muito, como se as meninas de 11 a 13 anos que fossem fazer sexo estivessem preocupadas em contrair alguma doença, num sabem nem o que é HPV. Mas bom, isso vai fazer parte da seleção natural.

  131. Ana Maria Postado em 12/Mar/2014 às 22:56

    Gente cada um faz o q quer da sua vida e cada um tem um pensamento, quem quiser toma a vacina e se nao, deixa, cada um sabe seu relacionamento com Deus. Nao fiquem julgando,

  132. Alexandre Postado em 12/Mar/2014 às 23:07

    Falar em castidade sempre é um tabu para quem não mantém a fidelidade como princípio. No fim, acabam sendo mais fundamentalistas que os próprios cristãos. Entendo que há pessoas que achem um absurdo um casal manter-se fiel e jovens seguirem castos até o casamento. Isso obviamente vai acontecer com pessoas que foram traídas, gostam de trair ou tem prazer em trocar de parceiros de tempos em tempos. A castidade e fidelidade são princípios que levam a um futuro bem diferente do que muitos estão acostumados. É um futuro que alguns creem ser um pensamento retrógrado mas, a cada ano que passa, vejo a diferença entre as famílias de quem crê neste princípio e das que não creem. Sabe aquele domingo especial onde todos se juntam para almoçar? Avôs, netos, filhos... Nada de namorido, ajuntado, ou esse é o 3° depois de muitas tentativas ainda estamos vendo se dá certo. Chamam isso de sonho e fantasias porque não vivem isso. Somente Cristo pode realmente nos fazer entender e viver na contramão desse mundo.

  133. Fernanda Postado em 12/Mar/2014 às 23:10

    Ja que elas não querem ofereca para todas as mulheres de baixa renda, que querem ser vacinadas e não tem condição de pagar assim como eu e minhas duas filhas 19 e 16 teriae q gastar 900,00 rsrs!!! Desperdicio!

  134. Carlos Postado em 12/Mar/2014 às 23:21

    A despeito de tudo defendo que num país pluralista em termos religiosos, ninguém pode achar se dono da verdade. Todos agem conforme a consciência adquirida ao longo da vida pelos canais doutrinários recebidos. Logo, criticar as mães evangélicas é um erro porque estas desde a sua infância defendem sexo apenas no casamento. É obvio que alguns filhos ou filhas não seguem tais ensinos, mas isto é uma tradição familiar e religiosa. Se estão certas que trabalharam bem esta questão com suas filhas, de fato elas não precisam de vacina alguma. Quanto aos pais que acham tudo normal, inclusive que suas filhas tenham sexo antes do casamento, aprouve bem serem vacinadas.

  135. Camila Postado em 12/Mar/2014 às 23:44

    "O que previne mesmo as meninas do HPV é a relação com um só parceiro". Lindo! Concordo! Agora, ensinem também seus FILHOS a não serem promíscuos. Meninas não transam sozinhas ;) Acho que a melhor prevenção é orientar FILHAS e FILHOS para que façam sexo com consciência e proteção. Esse falso moralismo só leva a mais promiscuidade, doenças e gravidez indesejada. Aff

  136. Camila Postado em 12/Mar/2014 às 23:44

    Elas preferem fechar os olhos e fingir q as filhas são santas e castas, do q aceitar uma vacina que vai prevenir doenças, que é claro q seriam ainda melhor prevenidas se eles dessem uma educação sexual adequada a filhas e filhos, mas é exatamente pq não dão, q elas precisam de vacina...

  137. Viviane Postado em 12/Mar/2014 às 23:45

    Santa ignorância!

  138. Fabiana Aquino Postado em 13/Mar/2014 às 00:03

    Vamos ser francos essas maes sao egoistas, mal amadas e bitoladas. Tomar a vacina sera importante para essas meninas na prevencao do cancer pela vida toda. Nao ha como prevenir hpv sem a vacina. Alguns evangelicos sabem que e necessario educar e esclarecer sobre virgindade e vida sexual de seus filhos mas ha aqueles que sao tao radicais de pensamento arcaico que sao movidos pela ignorancia! Hoje temos muitos uma bagagem imensa de informacoes sobre sexo e doencas sexualmente transmissiveis atraves da Internet, das revistas, jornais, radio, tv educativa etc. Por falar em camisinha ela e segura mas nao protege do Hpv. Eu queria verse a filha dela perdesse a virgindade e desenvolvesse essa doenca? O que ela faria?

  139. Lia Postado em 13/Mar/2014 às 01:29

    Esse pereira é digno de pena( coloquei minúscula mesmo. Rsss)

  140. Felicia Postado em 13/Mar/2014 às 01:34

    Fundamentalistas? - os fundamentalistas advogam o radical e urgente rompimento com tudo o que lhes pareça “ocidental”. As mulheres , não devem receber instrução, nem serem atendidas por médicos homens. O ensino em qualquer nível deve priorizar o religioso. Socialmente pode-se dizer que eles expressam os sentimentos dos setores mais pobres e mais desesperançados das comunidades, gente majoritariamente analfabeta que vive nos grandes subúrbios afavelados ou nos campos e que leva uma vida dura, sem alegrias e sem confortos. Alguma associaçao?

  141. Betina Postado em 13/Mar/2014 às 02:22

    Isso muito me lembra o movimento anti vacinas que está acontecendo nos EUA nos últimos anos. Não é pelo mesmo motivo mostrado pela matéria, claro, mas é tão imbecil quanto. Ao meu ver, vacinação em menores deveria ser defendido por lei, em todo o mundo. Não vacinou? Cadeia nos pais. Tenho uma conhecida, enfermeira, que viu uma criança de 7 anos morrer de tétano, não fazem muitos anos atrás. O motivo? Os pais eram contra vacinação. Minha irmã de 11 anos vai estar recebendo essa vacina assim que estiver disponível na nossa cidade, e eu vou fazer o mesmo. HPV é um assunto de uma seriedade enorme, e ao nos protegermos, vamos estar protegendo ao próximo. Por sinal, não era isso que Cristo tanto pregou? Amar ao próximo? Gosto de ver como certos argumentos são considerados inválidos quando é conveniente....

    • Judete Postado em 13/Mar/2014 às 10:10

      De fato, Betina, só acatamos aquilo que nos é conveniente, a grande maioria é assim. Amar ao próximo não significa absolutamente permitir-lhe que faça algo que venha a ferir princípios sagrados. Li os comentários acima e não tenho dúvidas de que as Santas Escrituras estão mesmo se cumprindo. Como pode alguém defender o prazer momentâneo, o sexo precoce e sem compromisso, em detrimento daquilo que é verdadeiro, puro e eterno? Essas pessoas favoráveis ao sexo promíscuo parecem se deleitar com o mal, com a disseminação de tudo isso que temos visto nos meios de comunicação, a começar pelo naufrágio dos valores morais e da estabilidade emocional da família e o respeito entre cada cidadão.

  142. Natália Postado em 13/Mar/2014 às 03:40

    Às vezes, mas só às vezes, eu acho que tem certos grupos dentre os protestantes que fazem competição para ver quem mata aqueles que salvaram algum bom senso de vergonha primeiro. Aff.

  143. Amanda Beatriz Postado em 13/Mar/2014 às 05:04

    Até quando isso vai durar, minha gente? Sou mulher, negra, cis, hétero e evangélica e, a despeito do lugar da minha fala, fico bastante triste com esse tipo de ignorância; entre as muitas outras que se veem por aí. Amar Jesus e seguir suas ordenanças - praticando os ensinamentos bíblicos- não me impede de ser humanista, politizada, feminista negra, cidadã a favor da liberdade religiosa e defensora do Estado laico, abarcando sumariamente a efetividade dos direitos e garantias fundamentais de homossexuais e transexuais. A sociedade precisa acordar e aprender, de uma vez por todas, o que é da política, o que é da espiritualidade, o que é da ciência, o que é do interesse público e o que diz respeito tão somente a escolha das pessoas... Aff! Só educação de qualidade e Jesus Cristo dão jeito nesse povo sem noção! rs

  144. Marcio Lopes Postado em 13/Mar/2014 às 07:41

    Política contra a promiscuidade?

  145. Katia Postado em 13/Mar/2014 às 08:04

    Fidelidade tem que ter, mas a garota pode ser contaminada com qualquer DST caso o marido pule a cerca.. e daí a fidelidade dela de nada serviu.. As pessoas tem que entender que devemos fazer o certo e que Deus nos protege, mas nós temos que ter também prudência.. Eu conheci uma garota que perdeu a virgindade após o casamento, quando ele engravidou que foi fazer o pre natal descobriu que tinha DST.. O marido mantinha relações extraconjugais.. E daí mãe.. a fidelidade dela de nada serviu.. E só pra lembrar se a filha estiver com os hormônios à flor da pele, ela vai transar com ou sem camisinha, com ou sem vacina. E quem realmente ama seus filhos vai protege-los de qualquer forma.. Eu sou mãe também, penso que quando minha filha entrar na adolescência eu devo ensinar ela a se proteger, se valorizar, essa é minha obrigação de mãe, a vida sexual dela, é ela quem vai decidir não eu, mas eu quero sempre estar do lado dela, porque quando sua mãe é sua melhor amiga, tudo muda.. Acredite minha mãe me proibiu de muita coisa pensando que estava me protegendo e eu tive que aprender as coisas de maneira diferente.. E um adolescente curioso, pode fazer mais coisas do que você imagina. Dê liberadade às suas filhas e ensine elas à ser responsavéis.. Se elas forem ignorantes iguais à você vai passar a vida inteira infeliz.. Amar o próximo é o primeiro mandamento da biblía, e vocês mães evangélicas, não estão estão cumprindo isso quando proibem suas filhas de se proteger.. isso não é amor é egoísmo!

  146. Clau Postado em 13/Mar/2014 às 08:41

    é muita ignorância mesmo, caramba ..tudo bem a melhor prevenção é a fidelidade,tá ..aí a moça conhece o rapaz ,namora casa-se virgem ,ela nunca teve relações sexuais(suponhamos) , mas ele qd a conheceu já teve vários relacionamentos, depois q a conheceu manteve-se casto,tá...mas lembre-se ele teve uma vida sexual anterior,mesmo q ele se converta ao evangelho , mas ele teve ...aí essa mocinha poderá a ter o hpv sim ,né? Vc não sabe com quem sua filha vai casar ou vai se relacionar . Melhor prevenir do que remediar.

  147. Miriam Postado em 13/Mar/2014 às 08:48

    Sou cristã e evangélica e não concordo com a opinião dessa mãe., não generalize!

  148. Fabíola Postado em 13/Mar/2014 às 09:18

    Gostaria que meu comentário fosse uma conversa com esses pais. Todos os pais querem o melhor para os filhos e querem protegê-los, evitar que aconteça o pior, cada um a seu modo. A vacina contra o HPV é uma vacina como qualquer outra e significa cuidado, prevenção, zelo. Quantas vezes os pais por exemplo ensinam os filhos a não atravessar a rua sem olhar para os dois lados, a não conversar com estranhos, a não ficar até tarde acordado? E quantas vezes ocorre desses filhos serem atropelados, serem influenciados por outras pessoas ou esquecer os conselhos dos pais? Deus queira que não ocorra o pior com nossas meninas, mas somente ele sabe o destino de cada uma. E existe muita maldade nesse mundo! Mesmo que suas filhas conheçam a religião dos pais e a sigam fielmente, ninguém pode impedir que algo ruim aconteça com elas se cruzarem o caminho de alguém que queira fazer o mal. Pode ser um garoto que finja querer casar com elas e depois as enganem, pode ser um maníaco na rua que abuse delas, pode ser alguém que elas confiem como um padre, um pastor no caso ou um professor. E por favor não me entendam como pessimista, exagerada, ou descrente em Deus! Apenas penso no melhor para nossas meninas, na proteção, no cuidado, no zelo, na prevenção do pior!

  149. Milton Postado em 13/Mar/2014 às 09:35

    Alguém ja parou pra pensar que o contágio pode ocorrer sem a relação sexual? Existem outras formas.Deveriam essas mães buscar informações.

  150. Katy Postado em 13/Mar/2014 às 09:40

    Pena que ainda não inventaram vacina contra fanatismo religioso, ou para a simples ignorância.

  151. Camilla Postado em 13/Mar/2014 às 10:05

    O mais engraçado é que as mulheres tem que casar virgem pra ter um casamento seguro e sem riscos à doenças, mas será que os os futuros genros são virgens? Pelo amor de Deus as pessoas tem que deixar de ser tão hipócritas.

  152. Silvana Postado em 13/Mar/2014 às 10:14

    Muito interessantes estes comentários, pessoal. Lhes contarei um segredo: eu tenho HPV e faço controle preventivo contra a evolução da doença. Nunca tive comportamento promíscuo, sempre me preveni e quando descobri a doença há dez anos meu parceiro da época e meus dois parceiros anteriores nunca apresentaram os sintomas. O fato é o seguinte: a vacina, a campanha para uso da camisinha, a educação de nossos filhos, o acompanhamento da família e a valorização dos relacionamentos monogâmicos são importantes da mesma forma. Idas regulares ao ginecologista são fundamentais para mulheres sexualmente ativas ou não, a partir do início da menstruação.

  153. Billy Postado em 13/Mar/2014 às 11:35

    Aonde fica a orientação dos "Pais Evangélicos" sobre todas a atividades ou tabus que irão aparecer na vida de uma " Filha de pais Evangélicos" adolescentes? confesso que não entendo.....pois dentro de suas regras e preceitos "evangélicos" sempre deixando bem claro para todos ...... os pais "evangélicos" deveriam confiar naquilo que foi ministrado na criação dessa "filha evangélica" ai o fantasma ou Demônio não irá atentar essa adolescente!!! ou será que esses pais "evangélicos" tem tanto medo ou não confia nessa lei "maior" que suas filhas iriam se sentir tentadas? a praticar o "pecado" Sexo? gozado né? me lembro quando era adolescente meus amigos viviam falando e procurando a tal de " Crente do rabo quente" falavam que essas meninas crentes tinham uma maior curiosidade e fogo que as demais meninas de outra religião!!! OU NUNCA NINGUÉM OUVIU ESSA FRASE? "CRENTE DO RABO QUENTE" isso é uma hipocrisia sem tamanho!! a vacina contra o HPV é um passo feito para ajudar qualquer menina !! independente de religião !!!

  154. Thais Postado em 13/Mar/2014 às 11:56

    Por que tomou uma vacina a menina vai querer transar??? AHM??? Vacina a menina sem falar nada. Diz q eh pra gripe, tetano. Q absurdo isso... Oras, tantas vacinas tomei e nao eh porque meu corpo tah mais forte e saudavel, eu vou querer transar!!!!??? HPV eh soh um dos problemas. E Aids, gravidez, etc etc? O PROBLEMA DESSAS MAES EH OBVIO - FALTA DE DIALOGO!!!

  155. Thais Postado em 13/Mar/2014 às 12:03

    Tudo eh questao de dialogo. A minha filha tah vacinada (vacina cara p c..., agora tah em posto). Expliquei pra ela que era pro futuro. Qdo ela se sentisse preparada p vida intima, ela teria melhor protecao. Nao vi nenhuma mudanca de nada. Ela continua preocupada com vestibular...

  156. tania Postado em 13/Mar/2014 às 12:05

    Santa ignoracia...minha filha ja tomou as duas doses e hoje ela tem 18 anos ... palhaçada destas maes...Aqui na europa ja vacinam as meninas a 5 anos...Aqui tambem houve controverscia mas ñao por este motivo e sim porque foram os primeiros a distribuir as vacinas e todos ficaram com medo de que estivessem usando nossa filha como cobaia de laboratorio...Aqui sao menos ignorantes eles (os pais) so se preocuparam com a saude das filhas....

  157. Sebastião Postado em 13/Mar/2014 às 12:15

    Não sei se a redação do site vai permitir a publicação deste meu comentário, como antes não publicou a postagem que fiz em relação ao artigo "o pior analfabeto é o analfabeto midiático", mas tudo bem. Sou "sem-vergonha" e vou tentar mesmo assim. Lendo a matéria, conversando com pessoas e observando os comentários de alguns internautas, cheguei a algumas conclusões preliminares, que podem ser mudadas futuramente, desde que me convençam com argumentos: 1) Sou cristão protestante da Igreja Presbiteriana do Brasil. E isso, por si só, influencia naturalmente minha visão sobre o assunto. Como aqueles amigos que são ateus, p.ex., terão também sua visão influenciada pelos seus pressupostos de incredulidade (termo este que não uso aqui como sinônimo de depravação moral ou irracionalidade, ok? Calma. Não desistam de mim ainda - rsrsrs). 2) Entendo e concordo com a campanha de vacinação sob o prisma (e apenas sob este) de que o governo deve proteger seus cidadãos daquilo que ele julga como sendo o mal maior para eles (no caso, risco de doença e e de morte para as portadores do HPV). E como a vacina é inegavelmente um dos meios mais eficazes para isso, não tenho dificuldades nesse ponto. 3) No entanto, como cristão e pai que sou, minha abordagem é mais ampla, no sentido de esclarecer primeiramente aos meus filhos e depois aos irmãos de minha congregação de fé que: a) a relação sexual fora do contexto do matrimônio é pecado aos olhos de Deus, como aliás se infere das palavras do próprio Jesus ao defender o casamento monogâmico em Mateus 19.1ss; b) a vacinação contra o HPV é apenas para protegê-los das consequências temporais (i.e., terrenas) de uma decisão temerária deles (sexo antes do casamento) ou mesmo de um infortúnio natural da vida (p.ex., casar-se com alguém que não sabe ser portador do HPV). 4) Em outros vocábulos: o que tenho a dizer para eles (e para os que me lêem aqui também) é que, segundo o espírito do evangelho, e observando o contexto da matéria, o mal maior é não se manter casto até o casamento (ou seja, o mal maior é pecar). Mas, como não tenho garantia de que minha filha vai acreditar nisso, tampouco sei se mesmo acreditando ela não contrairá o HPV, então, para protegê-la do que julgo ser o mal menor (a doença), submeto-a à vacina, sem nenhum problema. Entendo, assim, que a estarei protegendo tanto dela mesmo quanto dos outros (lição que, como filho, demorei a perceber). Se for isso que a pastora quis comunicar com sua iniciativa, concordo. Se ela quer proteger a alma, a interioridade, o ser mais íntimo de sua filha, tudo bem. Mas se ela fizer isso ao preço de sacrificar a proteção do corpo da filha, então não comungo dessa opinião. Seria um equivalente de coar o mosquito e engolir o camelo. 5) O governo está no seu papel, tentando proteger os seus cidadãos do que julga ser o mal maior (a doença). Por essa iniciativa agradeço e com ela colaboro. Mas, como cristão, creio firmemente que a doença, nessa questão em especial, é apenas o sintoma do verdadeiro mal maior, a saber, um coração desobediente e contumaz. Não sei se me fiz entender, mas alguém já disse que este é o problema de toda comunicação: existe o que você queria escrever, o que você de fato escreveu e como as outras pessoas entenderam o que você escreveu. Apenas espero que ninguém me coloque nos polos opostos de religioso reacionário ou de herege libertino. E quem tiver olhos para ler, que leia e entenda.

  158. Kari Postado em 13/Mar/2014 às 12:23

    Se estivesse em pauta a preocupação com os efeitos colaterais da vacina e sua segurança, ainda valeria perder tempo em ler a matéria! Instruam as nossas meninas, leiam, pesquisem, o sexo é uma escolha de cada um, ensine nossas adolescentes a se darem valor, mostrem a elas o que está a disposição, se vacina fosse influenciar o sexo, não teríamos à disposição camisinhas para quem quer adquirir! Ou elas confiam na educação que deram às suas filhas ou não terá validade nenhum discurso! Tenho um filha de 12 anos, estou pesquisando quanto à segurança da vacina, mas em momento nenhum estou pondo em questão os valores que ensinei pra ela desde cedo! Descupem mães, mas estão perdendo o foco.

  159. Anne Silveira Postado em 13/Mar/2014 às 12:58

    Avisa pra ela que não é só tendo relações sexuais que pode se contaminar com o vírus do HPV ..

  160. Shii Postado em 13/Mar/2014 às 13:31

    Eu vi gente dando a entender aqui nos comentários que vacina é remediação. Gente! Vacina é prevenção, e eu acho que todos deviam tomar, tendo vida sexual ativa ou não (ou que pretendam/não pretendam ter). As DSTs não se transmitem SÓ com o sexo, algumas também são transmitidas caso haja contato sanguíneo. E vamos combinar, pode acontecer algum acidente que viabilize esse contato (mesmo que raro). Sobre castidade, eu acho até bonitinha a ideia de um casal se amar, ser fiel e se guardarem um para o outro, mas não condeno a prática do sexo entre amigos, gente da balada, etc. Cada um faz o que bem entender com sua vida, e nem eu, nem ninguém, tem algo a ver com isso. Se a gente realmente se importa com a pessoa, ao invés de falar para ela viver a vida de um jeito que ela não quer, simplesmente recomende procedimentos de segurança para ela fazer o que gosta (no caso, a vacina, camisinha, etc). Eu e meu marido somos ambos vacinados com a vacina da HPV quadrivalente, mesmo que fiéis um ao outro. Por que não previnir? A vacina tá aí e é de graça, na época que tomei ainda não era disponibilizada pelo SUS e paguei meio caro até (e o preço, no caso, poderia servir de desculpa para algumas pessoas não tomarem), mas como a saúde sempre vem em primeiro lugar achei importante tomá-la. Prefiro me previnir do que depois ter que arcar com as consequências, afinal, nunca se sabe o dia de amanhã. Pode acontecer algum acidente bizarro, pode acontecer algum tipo de assédio sexual por parte de estranhos, pode acontecer uma separação deste parceiro e um relacionamento com outro, pode acontecer um ménage. hahaha Por mais que a gente queira, tem coisa que não depende só da gente mesmo - sempre estamos sujeitos a algumas situações indesejáveis e acho que a prevenção é uma ótima maneira de não tornar essas situações piores do que já seriam caso acontecessem.

  161. Bruna Postado em 13/Mar/2014 às 13:45

    Um bando de Analfabetas isso sim, não deve nem ter concluído o ensino médio direito pra ta falando uma desgraça dessas bando e burras e ignorantes é isso que elas são.

  162. Débora Marques Postado em 13/Mar/2014 às 13:45

    Genteeee, onde vamos parar com tanta hipocrisia ??? Essas mães tb irão proibir suas filhas de fazer suas necessidades fisiológicas fora de casa ??? E tb irão proibir visitas ao banheiro... Sim o sexo é o maior risco de contaminação dessas doenças, mas uma mulher que frequenta seu ginecologista eventualmente para consultas de rotina, deveria saber que a contaminação, não se dá apenas pelo ato sexual, ha outras formas de contaminação, tal como o HIV que tb faz várias vitimas desse virus por outras formas... E ai "SUPER MÃES" pretendem colocar suas filhas em capsulas de proteção ??? E os parceiros das mesmas, conhecerá a procedência de todas suas relações sexuais ??? Não será importante saber se há amor e respeito, mas quantas parceiras esses jovens já concretizaram o ato sexual ??? Ah gente... E ai se uma dessas meninas la na frente, perder seus órgãos em consequência desse ato medíocre e hipócrita ? e ai mãe, como vc fará ??? para que ela possa ter filhos ??? e esse rapaz correra o risco de não poder ser pai com sua parceira, pq sua mãe idiota não permitiu que sua filha fosse imunizada quando adolescente... E com o índice de estupro que temos... e ai essas meninas tb estão imunes desses canalhas ???? Fala sério!!! #indignada!!! Pq essas mães não vão lavar o chão da igreja e procurar fazer alguma obra de caridade, ao invés de ir a mídia pra causar!!!!

  163. Juliane Postado em 13/Mar/2014 às 13:53

    Pergunta por favor pras essas mães do contra ai, se elas praticaram a fidelidade. Isso antes de virarem evangelicas. Continuem boicotando. Quem sabe assim, se suas filhas vierem a ter a doença, Deus as cura!

  164. Mary Postado em 13/Mar/2014 às 13:59

    seja lá qual for a religião isso não vem ao caso o caso e a vacinação tive problemas na familia com HPV e sei o quanto e complicado o tratamento tem que vacinar sim teria que ser obrigatório caso contrario estas mães teriam que sei lá pagar uma multa serem de algum modo condenadas a algo (e minha opinião)

  165. eli Postado em 13/Mar/2014 às 14:05

    o povo ignorante viu... essa vacina particular é cara, no lugar da população aproveitar que é de graça e tomar a vacina, fica com questionamento sobre sexo e fidelidade.. pensa povo ignorante que é prevenção de câncer do colo do útero, onde muitas mulheres morrem por causa disso td dia.

  166. Rodrigo Postado em 13/Mar/2014 às 14:11

    A BURRICE e a IGNORÂNCIA, também, são processos de seleção natural.

  167. Felipe Postado em 13/Mar/2014 às 14:26

    Esse Pereira ou é muito burro ou gosta de chamar atenção. Dizer que as vacinas existem pq a camisinha não funciona? As vacinas existem e são necessárias pq muita gente não gosta de usar camisinha, ou até pq simplesmente muitas vezes acaba esquecendo. A vacina é uma prevenção, um "plano B". O problema é a banalização do sexo? Claro que não! O problema é o sexo sem proteção.

  168. Márcia Elizabeth Postado em 13/Mar/2014 às 14:49

    Não podem generalizar. Sou evangélica e não tenho esse pensamento. Acho uma irresponsabilidade desses pais e mães. Oriente seus filhos (digo filhos - filho e filha) sobre esse tema. Não acredito que as meninas que tenham uma boa base, orientada pelos pais, nos moldes cristãos baseados na palavra de Deus irão iniciar precocemente a vida sexual simplesmente por serem vacinadas, até porque essa vacina não evita gravidez, não evita HIV... evitam tipos de canceres de útero e só!

  169. Priscila Postado em 13/Mar/2014 às 15:05

    Por favor, alguém conte a essas mães que HPV também se pega no banheiro, no uso de toalhas e roupas íntimas e até no contato pele com pele!

  170. kellen Postado em 13/Mar/2014 às 15:30

    Sou evangélica e já vacinei minha.filha por é contra o.hpv que se muitos não sabem pode pegar de se.sentar em sanitários públicos também.

  171. Maria Angelica Postado em 13/Mar/2014 às 16:10

    Gente bitolada! Eu sou evangélica e sou plenamente a favor da vacina! Por mais que se permaneça virgem até o casamento, vc não pode saber tudo o que o seu cônjuge já viveu antes de te conhecer e não pode prever que ele será plenamente fiel depois do casamento até o fim da vida! Eu conheço muitos casos onde não houve fidelidade por parte do marido ou da esposa mesmo sendo evangélicos, porque ninguém está isento, a carne é fraca e todos podem ceder às tentações e um dia cair. Conheço um casal que o marido traiu e foi contagiado com o vírus do HIV e por sua vez o transmitiu à esposa, isso numa época em que não haviam todos esses remédios e coquetéis que hoje são usados pelos soropositivos, vindo ele a falecer e algum tempo depois a esposa... então ser religioso ou não, nada garante! Fico com a palavra de Jesus (Biblia Sagrada) “Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos; portanto, sede prudentes como as serpentes e simples como as pombas.” (Mateus 10:16) Como vivemos tempos onde ovelhas por dentro são lobos vorazes, sou á favor da VACINA OBRIGATÓRIA para TODAS as meninas!!! E tem mais, se a questão é evitar a promiscuidade nos filhos (vale para pessoas de qualquer religião e sem distinção de gênero, pois a promiscuidade é degradante e perigosa para homens e mulheres): Ensine-os desde cedo a se cuidarem e a ter VALORES DIFERENCIADOS, onde o prazer e o amor tem seu lugar certo para acontecer, com responsabilidade e sem tabus, mentiras ou proibições absurdas; ensinado os filhos com o seu próprio exemplo!

  172. Rafael Postado em 13/Mar/2014 às 16:32

    Sei que tem muita gente assim, bitolada religiosa e tal... mas eu quero saber uma coisa: qual o nome exato do jornal, data de publicação, autor da matéria e se esta tal de Raquel Diniz existe mesmo. Pesquisei bastante na net e não encontrei nada!! Muito estranho isso! Infelizmente, o facebook virou um antro de publicações falsas para promover ou denegrir a imagem de determinado grupo, e as pessoas vão compartilhando sem checar a veracidade da informação. Sou contra esse suposto extremismo religioso destas supostas mães, mas quero provas que esta matéria existe de fato!

  173. Jefferson da Cruz Postado em 13/Mar/2014 às 16:44

    Eu mesmo conheci na minha adolescência muitas garotas de família evangélica que sempre davam um jeito de driblar a família e "se divertirem"... sempre há essa possibilidade. Aí a garota vai correr riscos só porque os pais não quiseram que ela se vacinasse antes. Aí a menina contrai o vírus e vão dizer que é o que acontece com quem sai do "Caminho de Deus" e blábláblá....

  174. Taty Postado em 13/Mar/2014 às 16:52

    Aí na hora que ficar doente, pede pro pastor curar, não vai em médico não!

  175. Jamille Postado em 13/Mar/2014 às 17:04

    A maioria das pessoas são ignorantes pq se apegam a RELIGIOSIDADE. Sou seguidora da palavra de Deus e APOIO a vacina sim. O que é ridículo são pessoas usarem a religião como desculpa por ñ saberem educar suas filhas em casa. Sou evangélica, mas essas mulheres ñ compartilham da minha religião, assim como ñ podemos generalizar os líderes da religião católica, q por inventarem q ñ podem casar (p/ ñ dividir os bens q possuem), mantém relações sexuais as escondidas e muitas vezes são pegos em escândalos de pedofilia. Ñ acho acredito q todos fazem isso, só pq muitos fazem ñ é? Cada um c/ sua alienação...

  176. Maria Porto Postado em 13/Mar/2014 às 17:42

    Alguém por favor, alerte essas energuminas que, a vacina além de proteger contra o HPV reduz o chance da mulher ter câncer de colo de útero! Pelo amor de Deus, é tanta burrice e hipocrisia em tão pouca matéria que até machuca ler.

  177. Igor Pimenta Postado em 13/Mar/2014 às 18:09

    Meu Deus, como falta educação nesse país!!! Uma Psicanalista ter uma opinião tão equivocada, o que será dos pacientes dela? Qdo digo que qualquer fanatismo enburrece o homem, digo a verdade. Espero que as filhas dessas Sras tenham um marido fiel e virgem, pq o transmissor do HPV sao os homens...

  178. Marcella Postado em 13/Mar/2014 às 18:47

    Concordo com o Gil Cleber. As mães estão tomando atitudes pela saúde das filhas. Isso é uma prevenção, pq ninguém está livre de pegar hpv caso não se previna corretamente. Além do mais acho que o governo se esquece muitas vezes de mencionar o sexo oral e que tb deve ser utilizado o preservativo. Acho que o nosso amigo Pereira não sabe usar camisinha. A camisinha tem 98% de eficácia caso vc não saiba e até hoje sou muito feliz com a mesma.

  179. Graziane Postado em 13/Mar/2014 às 19:26

    não sou contra o que a igreja prega mas deem uma lida neste artigo "Não se sabe quanto tempo o vírus vive fora do corpo, mas especula-se que a contaminação possa acontecer também por roupas íntimas, instrumentos médicos e até sabonete." sou evangelica mas acho que deve haver mais esclarecimento e entendimento de que este virus nao só e transmitido por relação sexual!!!!!!! espero ter ajudado!!

  180. O observador Postado em 13/Mar/2014 às 20:36

    Que idiotas. Conheço mulheres que tiveram um único parceiro e tiveram HPV, pois seus maridos tiveram outras parceiras antes delas.

  181. Vitor viera Postado em 13/Mar/2014 às 21:35

    Eu trabalho nesse ramo e vejo muitas pessoas falado besteira, gostaria de explicar só uma coisa: O HPV se pega pelo contato da pele ou seja sexo com camisinha também pode pegar o HPV e verruga genital a qual essa vacina também protege então não tem nada de hipocrisia na propaganda política para usar camisinha e se vacinar, afinal hepatite se pega beijando na boca e fazendo sexo.... Não aguento tanta ignorância procure saber sobre a vacina nome GARDASIL da MSD

  182. Débora Postado em 13/Mar/2014 às 21:43

    Fiquei indignada com a posição dessas pastoras e das senhoras que são contra a vacinação de suas filhas. Fico completamente enlouquecida, quando vejo pessoas cegas por doutrinas e sem capacidade alguma de pensar por si. O HPV tem como seu principal meio de contágio, o ato sexual, mas não é apenas por ele que se pega; Os pais podem ensinar, podem conversar, podem torcer, mas jamais poderão levantar e gritar em alto e bom som que têm certeza de que seus filhos se casarão virgens (será que eles se casaram?) (Será que esqueceram do que são os hormônios da adolescência?!); Ninguém tem como garantir à essas meninas, que mesmo puras, que mesmo que casem virgens, seus futuros maridos não trarão para dentro de casa o HPV, entre tantas outras doenças... A medicina no Brasil deixa muito a desejar e quando existe qualquer pequena vitória como essa, vem sempre algum desinformado e não capaz de raciocinar querer jogar fora... Sou mãe e quando minha filha alcançar a idade de tomar a vacina, será vacinada. O momento dela, ela irá escolher e espero que ela tenha tanta confiança em mim que eu seja a primeira a quem ela vai querer contar.

  183. eliane Postado em 13/Mar/2014 às 22:54

    Ignorância mata ! Isso é certo !

  184. simone Postado em 13/Mar/2014 às 23:48

    triste...sua postura é cruel....pois se caso acontecer sua bela filha casar com um cristão infiel.. será sua culpa!!! ela vai morrer de cançer por culpa da sua ignorancia....dorme com isso sua inrresponsavel!!! deus tenha piedade de sua alma...

  185. sara Postado em 14/Mar/2014 às 00:02

    essa vacina podera ter efeitos como infertilidade e paralisias estudos feitos por governo japones.

  186. bu mar Postado em 14/Mar/2014 às 00:36

    Que morram então! Ah fala sério... ta de sacanagem ne? "A melhor forma é de se relacionar com um só parceiro"....HPV é um virus q pega por contato não só sexual sua mula! MULA!! MULAAA! Confia bastante em homem, o ser humano é falho,e quem garante que,antes de "convertido" (palavra ridicula) esse cara não se relacionou,nem q seja no TOQUE e na MASTURBAÇÃO com alguém infectado? MÃE PÉSSIMA E MAL INFORMADA DO CACETE! Prefere ver a filha com um futuro cancer no útero do q MAL FALADA! Maldita!

  187. Juliana Rosa Postado em 14/Mar/2014 às 01:06

    querido Pereira entendi perfeitamente oq você quis dizer!!Concordo plenamente! E não é só sobre esse assunto que vejo a ignorancia das pessoas de entenderem melhor uma situação, há coisas horrorosas acontecendo hoje no Brasil, e nao consigo entender como as pessoas não conseguem enxergar as raizes dos problemas!! Só Deus é capaz de abrir os olhos, ou melhor, fazê-los enxergar!

  188. Maria Aparecida da Silva Postado em 14/Mar/2014 às 03:14

    Gente saudável não dá LUCRO para a indústria farmacêutica.Eu não tomo vacinas desde a adolescência e muito menos remédios de farmácia e a ultima vez que entrei em um hospital foi a 21 anos atrás para ter um filho e DEUS que me livre daquele ambiente com forte cheiro de éter . pratico yoga a muitos anos e procuro sempre ter uma alimentação e vida saudavel,, pois muitos remédios químicos prometem cura etc... e atacam o organismo inteiro [efeitos colaterais] ,vai saber oque tem nessas vacinas,porque a pedofilia está se alastrando e quem me garante que não existe alguma substancia nessa mistura que desperte a sexualidade das adolescentes.cada vez mais cedo, quem me garante que não foi um pedófilo cheio dos títulos e ``doutorados ´´que inventou a formula,quem me garante que isso vai dar resultados como se diz e se prega .Eu não confio na raça humana ,pois é sempre bom ler sobre a historia da humanidade que nunca foi tão maravilhosa assim.E acho incrível como as pessoas ainda são tão influenciadas pela propaganda bem ou mal feita .DOMINIO das mentes que perderam a capacidade de pensar por si mesmas .Quem usa seu cérebro questiona tudo o que se ve e ouve .Quem não usa,é igual aqueles que dizem sempre AMEM a alguém um pouco mais esperto dentro ou fora de uma igreja .O seres andam tão obcecados por sexo ao ponto de perderem a noção de muitas coisas,discernimento entre o que é bom ou ruim para suas vidas . Essa quimicaiada que as pessoas colocam pra dentro de seus corpos via boca , nariz, veias etc... está entorpecendo cada vez mais as suas mentes e consciências.,Sarampo anda aparecendo de novo por aí .Muita gente que se vacinou contra a gripe anda gripada.Quanto será que o governo pagou por mais esse conto que promete isso e aquilo.Esta me parecendo aquela época em que a SANTA igreja católica vendia um lugar no céu .DIO MIO quando será que as pessoas vão acordar e enxergar que gente SAUDAVEL não dá LUCRO e que pessoas que vão contra o poder e seus interesses são assassinadas .Como que alguém que tem estudo ou ao menos saiba ler pois livros de todos assuntos estão por aí pra tirar o povo da ignorância, e a indústria cinematográfica vem a muitos anos mostrando a monstruosidade e o lado negro da ciência ,não perca mais tempo um tempinho sequer em reflexões Hoje só tem lugar pra ,sexo , drogas licitas ou ilicitas e rock[diversões] nas vidas humanas.Assim caminha a humanidade com passos de lesma na lama . Se .EISTEIN usava só 12 % de sua mente , quanto será que usa os considerados menos inteligentes. E ainda tem gente que quer tirar o direito dos pais de educarem SEUS filhos á sua maneira . Mas também já tem gente tirando a TEVE de suas casas porque do jeito que vai vaõ passar as novelas e filmes adultos pra sessão da tarde e tudo será normal.E crianças não terão mais o direito à infância . Não é atoa que muitos pais estão pedindo o direito na justiça de ensinar seus filhos em casa em vez de ir às escolas aprender sabe-se lá oque .

  189. Clarice Postado em 14/Mar/2014 às 08:03

    Mais uma vez a mídia, usando uma minoria para desmoralizar um povo por suas ideologias, sou evangélica e mãe de uma linda menina de 13 anos, para qual paguei mais de R$ 1000,00 para que tomasse a vacina muito antes da campanha. Até porque, a vacina previne o HPV e não o HIV, e HPV independe de você ser fiel ou não ao seu parceiro, (conheço várias pessoas que só tiveram um homem na vida e tiveram a doença), pode causar o câncer no colo do útero e matar. Por favor mídia parem de rotular essas mães como sendo evangélicas, pois as idéias dela não representa o pensamento da maioria de nós. Tementes a Deus sim, alienadas e ignorantes não.

  190. Ana Paula Postado em 14/Mar/2014 às 08:16

    Pereira. Entendo e concordo em partes com tua opinião. Não há como se negar que o comportamento sexual de risco (promiscuidade, palavra horrível!) é um fator para desenvolvimento do câncer de colo uterino e deve ser desencorajado, assim como o tabagismo para outros tantos cânceres. Essa educação deve ser feita pela família, e também na escola. Porém, uma pessoa inteligente como vc parece, não pode concordar com a decisão dessas mães. Ok, eu ensino meu filho que ele não deve fumar, mas se houvesse uma "vacina" que prevenisse que ele tivesse câncer pelo uso do tabaco, eu tiraria esse direito dele? O comportamento sexual é nada mais do que um dos muitos hábitos que influenciam nossa saúde. Não deve ser tratado com toda essa mistificação! E NUNCA se deve aceitar que mães tirem o direito de seus filhos aos avanços da saúde. São anos de pesquisa, é gratuito e está aí pra ser usado.

  191. Pereira Postado em 14/Mar/2014 às 08:51

    Eva Holz , só porque estamos no século XXI temos que fazer tudo errado ? porque estamos no sec XXI temos que deixar de combater as raízes do problema(que geralmente é mais barata para o contribuinte) para atacar com medidas de remediação ? medidas que ja estão provadas que não dão certo. A maioria esmagadora da população não usa preservativos(vamos deixar de hipocrisia).

  192. Pastor Anderson Postado em 14/Mar/2014 às 09:09

    Sou Pastor Batista. Penso que todos os valores morais devem ser ensinados em casa em primeiro lugar. Quanto a sexualidade muito mais ainda. Se os pais ensinam seus filhos com conversas abertas sobre o assunto, seus filhos e filhas não irão sair por ai fissurados por sexo. Defendo o sexo pós casamento, mas também temos de lembrar que quando um filho ou uma filha for se casar com alguém que ama, não vai ter a garantia de seu amado ou amada estar sem o vírus. Por isso, até agora não vejo nada de anormal ou prejudicial as meninas tomar a vacina. Fisicamente serão preservadas, por outro, os pais precisam ensinar seus filhos a portarem diante vida. Equilíbrio em tudo não custa nada!

  193. Ana Paula Postado em 14/Mar/2014 às 09:25

    Se a maioria não usa preservativo mesmo com as campanhas massivas, será que sequer a minoria vai deixar de praticar relação sexual antes/fora do casamento?? "Vamos parar de hipocrisia" Pereira.

  194. walker Postado em 14/Mar/2014 às 10:00

    me espanta uma pastora, que alem de ser pastora é psicanalista, ter uma reação destas.não dá para acreditar. a menos que não exerça a profissão, ela tem contato com pessoas com vários problemas e um deles é sexual vem a emitir e deixar de prevenir algo que pode livrar os filhos de um mal maior. ela esquece que uma boa orientação é melhor do que não permitir, pois suas filhas não estarão protegidas 24 horas em uma redoma. o que ela não alertar em casa, as filhas aprenderão na escola e no mundo. e note que a contaminação não ocorre somente com o ato sexual. tem outras formas que são mais difícil de contaminação mas que podem ocorrer. e aí? esta contaminação vai promover o aumento da libido e por as filhas dela no mal caminho? é difícil imaginar que uma profissional da saúde tenha um pensamento tão tacanho.

  195. Roberta Postado em 14/Mar/2014 às 10:54

    QUANTA IGNORÂNCIA!!!!QUANTO ATRASO MENTAL!!! Se o reino de Deus é desse tipo de gente, prefiro continuar onde estou.

  196. Fabrício Postado em 14/Mar/2014 às 10:56

    Daqui a pouco vão propor que fazer parte da religião tal previne contra as doenças sexualmente transmissíveis, na minha opinião quem tem o papel de certos tipos de discussão é a família não o estado, me refiro a monogamia, o estado tem que garantir uma saúde pública gratuita e de qualidade para quem acredita em monogamia ou para quem quer ter quantos parceiros quiser. É dever do estado, creio que temos que refletir com relação não só com as posturas alheias mas com as nossas próprias posturas. Como foi dito aqui "a maioria esmagadora não usa" então vamos deixar essa maioria morrer porque eles não aderiram ao uso da camisinha?

  197. Hobson Correa Postado em 14/Mar/2014 às 11:39

    Eu não gostaria de ver a reação dessa mãe se acontecer de suas filhas contraíram HPV dos seus maridos 'fieis' (nem de longe desejar algo assim para ninguém)... e sem querer ser advogado do 'chifrudo', não se deve ignorar alguns conceitos atuais e que bitolam o raciocínio humano. Muito do que acreditávamos ser valor humano acabou se perdendo ou se deturpando com o tempo. Não deveríamos agir (nem falar) como hipócritas. Campanhas de saúde promovidas pelo governo deveriam ser elogiadas (mesmo porque o pouco que se faz ainda funciona... capenga, mas funciona). #sóacho

  198. Eliana Postado em 14/Mar/2014 às 12:09

    Penso que essas mães não confiam em suas filhas e tampouco em suas capacidades de orientar de maneira eficaz e por isso deveriam insistir mais nos esclarecimentos e educação sexual...

  199. San Lim Postado em 14/Mar/2014 às 12:14

    Oh Pereira acho que tu ta precisando da uma pra relaxa a tua cabeça...Quanto ódio Deus castiga tanta raiva amigo coxinha, reacionário, leitor da Veja...Não é a toa que vocês correm para o culto toda semana pra pregar o amor, porque no dia-a-dia de vocês é só ódio,raiva,medo e mais ódio. De fato o amor é uma utopia que tentam encontrar em vossas orações mas estão muito longe disto. Que Deus lhes perdoe pela quantidade de ódio que pregam em suas vidas cotidianas.

    • Pereira Postado em 14/Mar/2014 às 16:54

      "Quanto ódio Deus castiga tanta raiva amigo coxinha, reacionário, leitor da Veja..." uauuuu !!!! que bom ...eu ja tava estranhando. que argumentação mas "inteligente" digna de um "gênio" (aquele do manda chuva) hehehehehe

    • Pereira Postado em 14/Mar/2014 às 16:55

      "Oh Pereira acho que tu ta precisando da uma pra relaxa a tua cabeça...Quanto ódio Deus castiga tanta raiva amigo coxinha, reacionário, leitor da Veja" UAUUUUU !!!! ufaaa !!! eu ja tava estranhando!!!! Que argumentação "brilhante" !!!! que "conteúdo" que vc tem. hehehheehhe

      • Roberto Postado em 14/Mar/2014 às 18:10

        Na sua primeira postagem, condenou a hipocrisia, e como defende a castidade acredito que tenha se casado virgem e seja fiel a sua esposa. Pela fé que demonstra não deve usar a prevenção das vacinas preposta pelo governo, deve esperar de deus essa proteção e deve orientar seus filhos a castidade também. Provavelmente não se masturba ou se masturbou na vida, por que também é prática condenada pelas religiões cristãs. Parabéns meu caro, você é um virtuoso.

  200. Cassiano Leite Postado em 14/Mar/2014 às 12:51

    Tinha que imunizar essas igrejas evangélicas por ensinar o povo a não ser tão submisso a religião., por isso existe esses comentários, reflexo do que se aprende na igreja... quer viver tranquilo, faça o bem e esteja de consciência limpa, não fazendo merda e depois pedindo perdão a "deus" dentro dum prédio comprado com seu dízimo.BOCABERTA

  201. Luciana Postado em 14/Mar/2014 às 14:15

    Dizem que daqui à 10 anos mais de 50% da população terá HPV. Você vai querer arriscar com a sua filha ???

    • Roberto Postado em 14/Mar/2014 às 18:25

      Será que elas agem assim também em relação à Poliomielite e Varíola? Pelo menos uma senhora eu conheço, paraplégica que odeia os pais que não a vacinaram por serem Testemunhas de Jeová.

      • Edlaine Postado em 17/Mar/2014 às 13:52

        por serem Testemunhas de Jeová ñ,,, por serem idiotas. Testemunhas de Jeová Ñ são contra vacinação!!!

  202. Rita de Cassia Martins Postado em 14/Mar/2014 às 23:24

    É uma pena que as pessoas continuem misturando as questões. Respeito todas as religiões de verdade, acredito que se a escolha te faz bem e te dá orientações de respeito ao próximo e solidariedade já está valendo. Agora questões de saúde devem ser consideradas a parte. Reclamamos tanto que a saúde vai mal no Brasil e quando o Ministério da Saúde toma a iniciativa de promover a prevenção de uma doença grave como o HPV alguns segmentos da sociedade se colocam contra por questões religiosas. Isto não pode acontecer, até porque o número de mulheres com mais de 40 anos que contraíram AIDS e tem apenas um único parceiro (não estou falando do HPV) aumento muito e isto faz parte de estatísticas epidemiológicas. Não tenho notícias do HPV, mas para doenças que pode ser evitáveis SEMPRE é preferível PREVINIR. Espero que essas mães revejam seus conceitos.

  203. Rubia Postado em 15/Mar/2014 às 11:19

    A que ponto a ignorancia chegou eim... Tenho do das filhas dessas crentes fanaticas. Espero que nao peguem a doenca, e que se Deus me livre pegarem, reconhecam que as grandes culpadas foram as maes ignorantes. E que essas maes carreguem a culpa pelo resto da vida.

  204. Robson Silva Postado em 15/Mar/2014 às 17:42

    Isso é mais pura expressão do ódio das mães pelas próprias filhas. Essas mães fanáticas religiosas esquizoides e sexualmente castradas são criminosas. Transbordam toda a sua repressão sexual, recalque e perversidade falso moralista, em cima da próprias crias. O que essas evangélicas fanáticas e imbecilizadas, com seus cérebros lavados pelas águas do esgoto bíblico, estão dizendo é: "Filha não faça sexo! Porque se você fizer sexo, eu quero e desejo profundamente com fé em deus, que você contraia o HPV e desenvolva um câncer de útero, morra com dores terríveis e vá para o inferno." Tudo isso só por não seguirem a castração sexual que a religião esquizoide lhes impõe.

  205. Alexandre Postado em 16/Mar/2014 às 03:37

    HPV pode ser transmitido no banheiro, no uso de talha, roupas íntimas, contato com a pele, e pela mucosa da boca (não é só beijo, mas até beber na mesma garrafa). E esse bando de crentelhos preocupados com sexo..... Gente sensata no futuro vai ter que perguntar para as pessoas adolescentes se são evangélicas ou não, por conta de ter sido criado um grupo de risco de transmissão de HPV...

  206. Pereira Postado em 17/Mar/2014 às 10:15

    A vacina é tão eficaz que o governo do Japão(país ultra civilizado) teve que suspender a vacina por não saber sobre sua real utilidade, na europa a vacina obteve o status de "sem efeitos colaterais" e resultado: houve uma enxurrada de processos na justiça pricipalmente na França, por causar os mais diversos males a essas crianças. O problema que eu noto a nível de Brasil, é que, em primeiro lugar ninguém sabe ao certo o que se está combatendo. existem perto de 100 tipos de variantes desse HPV sendo que apenas menos de 10 podem causar câncer de colo uterino, sendo que o exame de papanicolau é bem mais eficaz que a vacina. Segundo que a política espalha na TV(a exemplo do uso de camisinha, que salva muito pouca coisa) que a tal vacina vai salvar tudo, o governo não explica que sexualidade é coisa complexa sim, e tem tempo certo sim para se iniciar uma vida sexual menos arriscada e sem comportamentos de risco, como a promiscuidade excessiva que se prolifera a passos largos na nossa sociedade(Os cristãos com sua abordagem própria à sexualidade, explicam os riscos que se corre com a promiscuidade). Promiscuidade incentivada na Novela da globo , superexposição do corpo feminino, apoio ao homossexualismo e etc.

  207. Pereira Postado em 17/Mar/2014 às 10:33

    Outra coisa que vejo é que os políticos espalham essas campanhas para "dar saúde ao povo" , me parecem que usam mais como campanha eleitoreira, do que preocupação com a população. E o povo "inteligente" pensa : "olha , o governo ta me ajudando" sem ao menos saber o que realmente está se combatendo. Essas mães só ganharam destaques por serem evangélicas,pois há outros pais não evangélicos que também não concordam e de monte.

  208. Pereira Postado em 17/Mar/2014 às 11:04

    Caro Roberto. Não misture alhos com bugalhos como todos fazem aqui. 1) que testemunha de jeová é seita assim como kardecismo e mórmons por exemplo e não seguem a bíblia como os evangélicos, eles têm sua própria interpretação e são ultra fechados (como se fosse uma coréia do norte,um suposto cristianismo) , já os católicos estão desacreditados por seguir muito a orientação de papas, orientações não biblicas, inclusive como o celibato e castidade. eu não defendo a castidade de todos, só acho que pode ser um caminho para uma vida sexual intensa,prazerosa e segura, e como tal deva ter o seu lugar na educação de jovens. Volto a repetir que não sou contra uso de preservativos e campanhas explicativas para seu uso, porém a hipocrisia e o simplismo, colocam a camisinha como um "salva tudo" o que é uma mentira comprovada. Quanto a masturbação não conheço passagem bíblica que a condene,para ser honesto(quem condena é a igreja católica), coisa que você deve saber separar: Bíblia de igreja católica ..são duas coisas ultra distintas. Quanto a traição, posso te dizer uma coisa: Se você quiser trair sua esposa ou marido saiba que há riscos de trazer doenças para o seio da sua família(coisa que as campanhas eleitoreiras não dão ênfase), pois para o governo se quizer trair ta tudo bem desde que use camisinha. A opção de traição, promiscuidade , homossexualismo e afins , é de livre escolha (livre arbítrio) mas é tarefa do governo expôr os riscos de comportamentos de risco.

    • Jefferson Postado em 17/Mar/2014 às 16:13

      Me mostre aonde os testemunhas de Jeova não seguem a bíblia e o pq da interpretação deles ser desqualificada das demais ponto de vc chama-los de seita. Ao meu ver eles sãoos mais corretos em suas interpretações assim como os mais culto. E não decoradores de salmos.

      • Thiago Teixeira Postado em 17/Mar/2014 às 22:05

        Eu leio a Bíblia. E posso dizer passo semanas no mesmo capítulo e cada vez que leio interpreto de maneira diferente. A religião é algo íntimo assim como o ateísmo, paganismo, sei lá, está dentro de cada um. Nada pode ser debatido, defendido, ninguém tem razão alguma simplesmente porque é RELIGIÃO!

  209. francisco Postado em 18/Mar/2014 às 09:58

    acredito que o 'problema' de algumas religiões, nem das religiões, mas de seus praticantes, é absorverem apenas o que os interessa...convivo com adeptos de diferentes religiões e poucos ou nenhum deles fala sobre amor ao próximo, respeito, etc...a maioria esmagadora está preocupada em julgar, apontar 'pecados'...acho que Deus, na forma em que qualquer um acredite, deveria viver primeiramente em nossas consciências e atitudes...atualmente o que tenho ouvido são discursos de ódio, preconceito e segregação, de diversas frentes...não pratico nenhuma religião, acredito em Deus, na bondade, tolerância, na prática incansável da paciência...é isso

  210. Emília Barbosa Postado em 18/Mar/2014 às 16:38

    Puxa, que título mais tendencioso: " Mães evangélicas boicotam vacina..." Dá entender que todos os evangélicos têm esta mesma opinião, o que não é verdade!

    • Francisco Postado em 19/Mar/2014 às 07:37

      Concordo, contigo. O título deveria se referir às mães, apenas como mães...afinal, é preciso dizer não ao preconceito e o título se tornou tendencioso e já nos leva ao pré conceito.

      • Emília Barbosa Postado em 19/Mar/2014 às 10:26

        Pois é, uma página como essa que prega contra qualquer tipo de discriminação, acaba (talvez sem intenção), induzindo o leitor ao pré-conceito!

  211. Francisco Postado em 19/Mar/2014 às 13:22

    Conheço outras famílias, que renegam a vacinação, norteadas por outras justificativas que não incluem religião. Saliento que, como dito, não sou evangélico, tão pouco contra a vacinação.

  212. Pereira Postado em 19/Mar/2014 às 16:13

    texto. Claro que por se tratar de um site de ultra esquerda, ateu e anticristão, estava ciente de que 95% dos leitores iriam tentar me intimidar , ridicularizar e destilar ignorância e ma fé em minhas opiniões. Mas tudo bem, sou defensor intrasigente da liberdade de expressão(mesmo contra mim),pois considero os cristão de verdade os verdadeiros democratas(sim,aceitamos críticas). Voltando ao tema, de todos os comentários contrários a mim, destaquei alguns que me fizeram sentir vontade de responder.

  213. Pereira Postado em 19/Mar/2014 às 16:14

    Eu não ia comentar mais nada nesse post, mas devido a alguns apoios que recebi, me senti na obrigação de agradecer e dizer que fico feliz por saber que há pessoas que sabem interpretar um texto. Claro que por se tratar de um site de ultra esquerda, ateu e anticristão, estava ciente de que 95% dos leitores iriam tentar me intimidar , ridicularizar e destilar ignorância e ma fé em minhas opiniões. Mas tudo bem, sou defensor intrasigente da liberdade de expressão(mesmo contra mim),pois considero os cristão de verdade os verdadeiros democratas(sim,aceitamos críticas). Voltando ao tema, de todos os comentários contrários a mim, destaquei alguns que me fizeram sentir vontade de responder.... errei ali.

  214. Pereira Postado em 19/Mar/2014 às 17:25

    Em primeiro lugar gostaria de ressaltar QUE NÃO SOU CONTRA A VACINA, apenas acho que a maneira abordada pela campnha é errada e/ou incompleta. Segundo, acho que não se sabe ao certo o que se está combatendo,haja vista que esse HPV tem umas 100 variedades(a vacina previne de todos? todos causam câncer?) Terceiro, essa vacina foi vetada no Japão e gerou transtornos jurídicos na França, parece que não se conhece a real eficácia e seus efeitos colaterais. Quarto, a vacina parece que só adianta para quem ainda não fez sexo, como pode se adquirir HPV por outras vias que não seja a sexual, por que não se vacina todas as mulheres ? Quinto, essas mães só ganharam destaque porque são evangélicas, haja vista que muitos pais não evangélicos se manifestaram-se contra a vacina também.

  215. Gustavo Postado em 20/Mar/2014 às 08:05

    'SE MANIFESTARAM-SE'...volta pra escola, Pereira.

    • Pereira Postado em 21/Mar/2014 às 12:07

      opa ..desculpa ..erro de digitação ...é que como eu digito fazendo mais ums 3 coisas ao mesmo tempo ás vezes escapa um errinho.

  216. francisco Postado em 20/Mar/2014 às 10:58

    'se manifestaram-se'...volta pra escola!!

  217. eu daqui Postado em 20/Mar/2014 às 11:07

    Se tivesse que escolher somente uma entre vacina e camisinha, certamente escolheria camisinha.

  218. douglas Postado em 20/Mar/2014 às 12:34

    hahaha teve um ateu que comentou nesta matéria e cometeu diversos erros de grafia e gramática. O que ele é? Ignorante. Existem pessoas instruídas e ignorantes em todos os aspectos da vida, seja crença ou ausência de crença, níveis de renda, escolaridade, faixa etária, sexo, etc. Existem evangélicos instruídos e ignorantes. O que esse site pragmatismo político trouxe é que deve ser criticado. Temos apenas um texto e nomes que qualquer um poderia inventar. Sempre que eu vejo o termo EVANGÉLICO em alguma página não-evangélica, já clico no link sabendo que há 99% de chance de ser uma matéria que menospreze o povo evangélico. Exemplo: em sao jose dos pinhais, houve uma fatalidade e dois adolescentes morreram afogados. Se fossem católicos talvez até aparecessem no jornal de sjp. Como eram evangélicos, saiu na página da globo. Qual objetivo? Eu tenho pra mim que é uma tentativa de passar uma mensagem que o Deus dos crentes não estava lá para os salvar. Apenas isso. Existem VÁRIAS pessoas aqui que não são evangélicas e que comentaram que também não vão vacinar suas filhas. Mas a polêmica e o ódio inerente ao termo evangélico dão mais audiência, mais visitacões. Isso está se tornando cada vez mais e mais frequente. Veja quantos comentários de ódio aos evangélicos, chamando as mulheres evangélicas citadas (se é que elas existem mesmo) dos mais variados nomes pejorativos. O argumento delas faz sentido sim. Se as filhas delas forem obedientes e casarem com rapazes que também foram obedientes ao que o Deus da crença deles, JAMAIS correrão riscos de contrair o vírus. Para essas mães, a única forma que elas conhecem é através do intercurso sexual. Elas desconhecem outra forma de contrair o vírus. Se for pelo ar, pela troca de saliva, etc e elas souberem disso (não só elas, mas eu mesmo, graduado em universidade federal de renome, desconhecia outra forma de contágio, quanto mais os demais que não tiveram acesso decente à instrução) elas optariam sim pela vacina, pq aí o argumento da sexualidade segura não serviria. Ainda assim, elas poderiam optar pela não vacinação baseada no risco de efeitos colaterais severos que as vacinas trazem ao ser humano. O que há de cientistas publicando os efeitos danosos das vacinas não é brincadeira. Há até quem acredite que são ferramentas de controle de população.

  219. pereira Postado em 21/Mar/2014 às 12:18

    Desculpa a demora , é que meu mestrado ta me tomando tempo, inclusive para corrigir os erros de português que eu cometo ás vezes. Camila "Mas a hipocrisia está no machismo de encorajar a castidade nas meninas e a promiscuidade nos meninos". Camila, você está enganada, os cristãos têm um jeito particular de tratar com a sexualidade e posso te afirmar que os meninos são tão incentivados contra a promiscuidade como as meninas. Não há outro segmento da sociedade que trate de maneira mais igualitária homens e mulheres.

  220. Pereira Postado em 21/Mar/2014 às 12:31

    maria porto "Gostaria de perguntar, Pereira, como se faz para "atacar a raiz" do problema quando o problema já está generalizado? Use como exemplo a HIV na África para responder essa pergunta." Maria porto, e eu pergunto: Como generalizou ? por que quando o problema era menor ninguém deu importância(assim é o Brasil, assim é o ser humano) precisa-se morrer milhares de pessoas para alguém tomar uma providência errada, como eu disse poderíamos ter campanhas explicando os riscos de "pegar geral"(muito embora "pegar geral" seja opção de cada um) junto com campanhas para ensinara usar preservativos.

  221. Pereira Postado em 21/Mar/2014 às 12:32

    José carlos "Quem o senhor sonha em ser para resolver que outras pessoas devem seguir seu distorcido conceito de "moral"? José Carlos, não se trata de "moral" ou religião, se trata de saúde pública jogada as traças.

  222. Pereira Postado em 21/Mar/2014 às 12:37

    ivan "Pereira creio que em parte você está certo sobre o modo de vida atual, porém o governo não pode e nem deve impor um modo de vida para as pessoas". Ivan, não estou pedindo para o governo impor um modo de vida para a população. posso citar como exemplo as campanhas de bebida e direção. Beber e sair dirigindo também pode ser uma "escolha" de cada um, mas a pessoa sabe os riscos que ela pode causar para si e para outras pessoas, Assim poderia ser uma campanha contra Dst's.

  223. Pereira Postado em 21/Mar/2014 às 12:41

    filomena "Pereira, apenas diga-me, casou virgem? Só transou com sua esposa até hoje? Se for solteiro, você é virgem? APENAS se respondeu sim para as três perguntas, entendo seu ponto de vista". Fillomena, realmente não me casei virgem e minha esposa também não. Mas não entendi seu comentário, pela sua lógica , uma pessoa só pode ser contra ou a favor da causa gay(por exemplo) se for gay ? é isso ? O que eu acho que precisamos ensinar a geração futura que promiscuidade pode não ser tão boa assim,pode não dar um maravilhoso status de "pegador" como a mídia espalha, apenas isso.

  224. Pereira Postado em 21/Mar/2014 às 12:46

    conceição "PEREIRA, acho que você está confundindo governo com mídia, e como se tem prazer intenso de forma regrada? ". Conceição, o governo usa a mídia o tempo todo para fazer propaganda dos seus "feitos maravilhosos", não pode usar também para promover o bem da população? Sabemos que por natureza o ser humano é monogâmico(assim como alguns mamíferos), é parte integrante de sua biologia, não sei exatamente como se ter uma vida intensa sexualmente e regrada , mas os cristãos têm uma solução que pode ser interessante: ausência de promiscuidade.

    • Eliane Ferreira Postado em 12/May/2015 às 18:23

      O ser humano não é monogâmico por natureza. Se ele o é, é por cultura e por causa das leis, como acontece no Brasil, por exemplo. A prova de que o ser humano não é monogâmico é que, mesmo casado com alguém, há homens e mulheres que têm amantes. Não se deve confundir casar com uma só pessoa, legalmente, com monogamia.

  225. Pereira Postado em 21/Mar/2014 às 12:49

    joao neto "governo se concentra na REALIDADE de hoje, jovens FAZEM SEXO, e por isso devem se prevenir". João neto , previnir como ???? usando camisinha ??? não salva . se vacinando ???? não salva, se isso não salva ou salva parcialmente, não estamos previnindo e sim remediando .... até em beijo pode haver contágio dos mais variados, existe alguma coisa que possa evitar contágio em beijo ??? a população usa ???? a resposta é um sonoro não.

  226. Pereira Postado em 21/Mar/2014 às 12:51

    Angela "OLHA EU TENHO UMA NETA DE ONZE ANOS ,QUE SOU RESPONSAVEL POR ELA ,VAI TOMAR A VACINA SIM ,POIS IRÁ PREVENIR DE DOENÇAS". Que bom Angela que você pensa assim, mas sou obrigado a te informar que essa vacina foi barrada pelo governo japonês por não se ter certeza da sua eficácia.

  227. Pereira Postado em 21/Mar/2014 às 12:52

    jean "ninguém ta falando que "VACINOU PODE SOUTAR A FRANGA", concordo jean...mas não é isso que a gurizada entende.

  228. Pereira Postado em 21/Mar/2014 às 12:55

    michelly "Vixe essas igrejas deveriam ensinar mais coisas relacionada a sexo pq não e so pra reproduzi ". Michele, esse tipo de comentário está batido , nas igrejas a sexualidade é tratada livremente principalemente na evangélica, só que lá, as pessoas têm como entre outros objetivos evitar a promiscuidade excessiva que é a raiz do problema.

  229. Lopes Postado em 21/Mar/2014 às 22:14

    Quem conhece o universo masculino, sabe que a vacina é importante!

    • Andréa Olivetto Postado em 24/Mar/2014 às 23:37

      Como pode tanta ignorância e preconceitos no Brasil? Sou católica e mãe de uma menina de 11 anos. Religião não tem nada a ver com vacinação. Parece que essas mães moram em países onde a religião talibã é predominante. A mulher é escravizada, amaldiçoada, tratada apenas como um animal reprodutor, que não tem direito ao estudo, lazer, educação, liberdade de opinião, religião, etc...Um país onde há democracia, como pode isso? Se a mãe sabe dar educação, orientação a uma menina de 11 anos, não vai ser uma vacina que irá modificar todo o aprendizado que ela teve. Além disso vacina é prevenção, como qualquer outra. Vale a pena prevenir nossos filhos, isso é amor!!! Não importa se é de caráter religioso, político ou psicológico. As mães que se opõem a esta vacina, estão mais preocupadas com o que os outros vão pensar e dizer, além do falso moralismo. O que elas tem que ter em mente é educá-las, não deixando-as soltas por aí, quase nuas em clubes, barzinhos, boates, fumando, bebendo até altas horas, gritando palavrões nas ruas com pessoas que possam influenciá-las e até se drogando. Dar educação é impor limites, valores morais, éticos e até religiosos, mas sem fanatismo. Quando uma menina quer fazer algo escondido, ela faz!!!Não vai ter mãe alguma que vai segurá-la , não precisa de vacina alguma para liberá-la de ter relações sexuais. O que importa é como esta menina recebeu a educação e informações adequadas para distinguir certo do errado. A mãe planta uma sementinha na cabeça da criança e aos poucos vai regando!!! O que não pode é deixar secar a plantinha, que aos poucos cresce e nescessita de cuidados. Caso isto aconteça, as pragas vão tomando conta dela e aí fica impregnada e morre. Pensem nisso, mães!!! Abram suas mentes. Somos um país tropical, de samba e futebol, democrático, mas que ainda cultivamos o moralismo na educação, apesar da promiscuidade que é mostrada lá fora!!! Sou mãe, acima dos 40 anos, bem casada, estudada, bem informada, faço atividade física, me visto na moda, mas não sou vulgar e muito menos ignorante, respeito para ser respeitada e espero que minha filha se torne a mulher que eu sou. Ao futuro cabe a Deus, eu faço a minha parte e se muitas mães tivessem esta consciência, garanto que não haveriam tantas mães adolescentes por aí!!!

  230. bobo da corte Postado em 22/Mar/2014 às 12:57

    porque não aplicar nos homens, a começar pelo carlos, tem a mesma eficácia, esses sim os verdadeiros transmissores do HPV por suas vidas promiscuas

  231. Lucy Silva Postado em 23/Mar/2014 às 16:19

    CORRETOS OS EVANGÉLICOS, RELAÇÃO SEXUAL SÓ APÓS O CASAMENTO, CASANDO-SE SÓ COM PESSOAS COM ESSA OPINIÃO, E DEPOIS DE CASADO NÃO SENDO ADÚLTERO, SENDO FIEL AO PARCEIRO, CASANDO-SE COM PESSOAS COM ESSA OPINIÃO, EVITA AS DOENÇAS SEXUAIS.

    • Aletsia Postado em 09/Apr/2014 às 20:00

      Tenho só 11 anos e também penso que só vou ter uma relação sexual depois do casamento, só que o assunto é a doença e simplesmente se casar não vai fazer com que você não tenha, por exemplo, uma pessoa que só vai fazer amor depois do casamente e descobre que tem HPV, se isso for muito grave pode até ser retirado o útero dela, é por isso que estão dando a vacina, e só por isso não incentiva a criança a transar com essa idade

  232. Ignacio Postado em 30/Mar/2014 às 18:45

    Acho ótima a posição das mães pentecostais, assim, no futuro, todas estas crentes morrerão de câncer no útero e teremos menos crentes infestando a vida brasileira. Será bom para o país que essa gente atrasada e medieval comece a diminuir. As mães crentes têm todo o meu apoio.

  233. Patrícia Postado em 05/Apr/2014 às 19:32

    Bando de ignorantes! Sou Evamgélica e Biomédica e já levei minha filha pra vacinar. FIDELIDADE não garante não se contaminar por HPV, AIDS etc pq o parceiro já pode estar contaminado de outra relação amteior e nem sabe. Que coisa mais imbecil! Affff....

  234. Pereira Postado em 09/Apr/2014 às 11:27

    http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2014/03/apos-reacoes-no-rs-vacinacao-contra-hpv-e-suspensa-em-pelotas.html

  235. Pereira Postado em 09/Apr/2014 às 11:30

    http://sites.uai.com.br/app/noticia/saudeplena/noticias/2014/03/12/noticia_saudeplena,147887/vacina-contra-o-hpv-e-alvo-de-criticas-tire-duvidas.shtml

    • Pereira Postado em 09/Apr/2014 às 11:32

      concluindo : Não há a menor certeza que essa vacina tenha uma eficácia considerável.

  236. Aletsia Postado em 09/Apr/2014 às 19:51

    Todos os pais, escolas etc... deviam explicar que essa vacina é para prevenir o colo de útero quando tiverem uma relação sexual, só porque vai tomar injeção para prevenir isso não quer dizer que vai ter uma relação sexual nessa idade.Eu tomei hoje essa vacina e pretendo ter relação sexual pra cima dos 25.Minha professora explicou o que a vacina faz e o que poderia acontecer se não tomarmos a vacina

    • Pereira Postado em 10/Apr/2014 às 17:21

      Infelizmente eu tenho que te explicar uma coisa que a tua professora não disse: Essa vacina pode não previnir de absolutamente nada e ainda causar uma série de problemas com efeitos colaterais. O método mais seguro ainda é o exame de papanicolau.

  237. Wagner Souza Postado em 11/Apr/2014 às 23:41

    Nao li nenhum comentario, so gostaria de dizer uma coisinha sobre vacinas, olhem quem fabrica, se tem algum estudo serio sobre seus efeitos e se nao tem contra indicacoes, Por exemplo: Gardasil que e da merck e e para HPV, voces ficariam surpresos com o que se passa com gente que tomou esta vacina!

  238. Carlos Saraiva Postado em 22/May/2014 às 11:59

    A solução é simples: chegou num hospital público com HPV, exijam da paciente a caderneta de vacinação. Não tomou a vacina? Vai ter que pagar o tratamento. Nada de usar o dinheiro dos meus impostos para curar "vítimas" do fanatismo religioso imbecilizante dos crentelhos!

  239. Geraldo mota Postado em 03/Nov/2014 às 11:43

    "...DEUS liberta, as religiões escravizam..."

  240. Fernanda Postado em 17/Dec/2014 às 21:01

    Aliás, avisem à essas mães que, mesmo com camisinha, se o HPV estiver no saco ou na virílha (sim, existem esses casos), a menina pegará da mesma forma? Obrigada!

  241. Eliane Ferreira Postado em 12/May/2015 às 18:16

    JoãoSantos não tem a menor noção do que é o exame "papanicolau". Tal exame só detecta o HPV, ou seja, quando o exame é feito a pessoa já pode estar contaminada. Seria como se imaginar que um Raio X previne a tuberculose. O HPV não tem cura e o máximo que se pode fazer é rezar para não se ter câncer. Se a vacina é boa ou não, não sei, mas o exame não tem nenhum efeito sobre a doença adquirida. Recomenda-se o uso de preservativo, sempre.