Redação Pragmatismo
Compartilhar
Ditadura Militar 25/Mar/2014 às 15:22
25
Comentários

"Fui estuprada pelos militares", diz filha de general cassado pela ditadura

Filha de um dos quatro generais a ser contrário ao golpe militar de 1964 conta que foi estuprada pelos militares durante visita à sua mãe presa; Eugênia Zerbini tinha 16 anos

A filha do general Euryale de Jesus Zerbini, a advogada Eugênia Zerbini, prestou depoimento durante audiência pública da CNV (Comissão Nacional da Verdade), na Assembleia Legislativa de São Paulo, e relatou os momentos de medo vividos quando foi violentada por militares.

O caso ocorreu em fevereiro de 1970, na sede da Operação Bandeirante, na Vila Mariana (zona sul), local onde sua mãe –a fundadora do Movimento Feminino pela Anistia Therezinha Godoy Zerbini– estava presa havia poucos dias.

filha general estuprada ditadura
Eugenia Zerbini, estuprada por um agente da ditadura, aos 16 anos, decidiu contar a história, aos 60 anos (Divulgação)

Já seu pai já havia sido cassado por ser um dos quatro generais a ser contrário e resistir ao golpe militar de 1964. Aos 16 anos, ela contou que foi levar roupas para mãe na sede da operação. “Ao chegar lá, me perguntaram como estava minha mãe. E eu disse: ‘vocês é que devem saber’. Me arrependo. Não era para ter dito aquilo”, afirmou.

A advogada relatou que, naquele momento foi violentada. Sem apresentar detalhes, ela conta que sofreu muitos anos sem contar o caso, mas sabe que o interesse dos militares não seria com ela.

“Agora que tornei isso público, fiquei mais leve. Sei que não foi a mim, eles estavam fazendo isso para atingir meu pai e minha mãe. E eu fui um veículo que estava a mão”, afirmou.

A então adolescente disse que não teve coragem de contar o caso a familiares à época.

“Não tive coragem de falar pra ele [meu pai], não falei a minha vó. Ela estava com a outra filha presa. Ia falar para quem? Telefonar para o Rio de Janeiro? A gente fica com mais vergonha daquele que fez do que da gente”, disse.

Zerbini contou ainda que viveu momentos de horror ao deixar a sede da operação apos ser violentada. “Não sei como eu sai daquelas coisas. De repente eu estava na rua, no bairro Paraíso, e eu tinha que sair dali e lembrava: ‘não olha pra trás’. Parecia um pesadelo”, explicou.

com informações da revista Brasileiros

Recomendados para você

Comentários

  1. Carlos Prado Postado em 25/Mar/2014 às 16:05

    Estado é assim. Quem se diz seu defensor é seu pior inimigo. Essas ditaduras latinas só não se rivalizam com as soviéticas, mas em âmbito de cercear liberdade e destruir economia não fica muito atrás. Os militares temem a ideologia comunista mas nos quarteis estão embebidos pela ideologia-mãe do comunismo, o positivismo. No final fizeram um governo socialista dizendo-se lutar pelo povo, como um bom socialista. A uma merda igual já caminhamos sem a ajuda dos militares, não precisamos que eles acelerem mais uma vez o processo.

    • Carlos Santos Postado em 25/Mar/2014 às 18:43

      A única conclusão possível desse comentário é que você não sabe o que é comunismo, positivismo ou socialismo. Por favor informe-se melhor antes de fazer essas comparações. Ou fique em silêncio, para não passar vergonha.

      • Jorge Postado em 29/Mar/2014 às 19:33

        Parabens. Tem uns retardados mentais aqui que falam, como diria minha finada mãe, pelo rabo (na verdade a palavra é outra, aquela de duas letras...).Realmente o comentarista não sabe o que comunismo, positivismo ou socialismo. Deve saber o que é mercantilismo, capitalismo e outras distorções do pensamento humano por ai....

      • Armistrong Souto Postado em 21/Dec/2014 às 09:54

        Foi a mesma impressão que tive, ao ler o comentário do Carlos Prado.

      • José Postado em 22/Dec/2014 às 20:59

        É porque você não teve uma filha estuprada, otário!! Queria ver se fosse com alguém da tua família se você iria ter essa reação cretina e estúpida!!

    • João Romano Postado em 20/Dec/2014 às 11:50

      Tentativa desonesta de dizer que militares eram comunistas? Tá ficando difícil continuar louvando esse período, não é mesmo? Quanta hipocrisia.

    • Elza Augusta Postado em 03/Nov/2015 às 12:24

      Você está certo, é preciso vomitar merda de vez em quando para manter a pressão cerebral...

  2. Oscar Rosse Postado em 25/Mar/2014 às 18:36

    Eugênia Zerbini, quero agradecer de coração sua força e coragem. Não consigo imaginar o que foi para você reviver na memória a violência praticada pelos militares. Ninguém consegue imaginar. Apenas sabe a medida exata da dor aqueles que carregam consigo as cicatrizes. E você, ao mostrar suas cicatrizes, presta um gesto enorme de carinho e solidariedade com a minha geração (de 1985), a geração de minha prima (1993), a geração de meu sobrinho (2011), para que os que aqui estão e os que ainda virão não permitam que todos os erros, os retrocessos, as torturas institucionalizadas, os desrespeitos, as desumanidades, as censuras, as perseguições, as humilhações, as mortes, as ocultações de corpos, a sujeição dos recursos nacionais aos EUA, os paus-de-arara, os choques elétricos, os estupros, as sessões de espancamento, as "geladeiras", as torturas psicológicas, as perseguições aos militares contrários ao golpe, e a ocorrência de mais uma série de fatores que compuseram o governo militar ditatorial no Brasil voltem a acontecer. A sua dor hoje se faz lição, para que sejamos melhores e para que a história não se repita jamais. Obrigado. Um grande abraço, repleto de admiração e respeito.

    • Luciara Postado em 21/Dec/2014 às 12:11

      Menino, admirada com tanta sabedoria e tanta sensibilidade em uma pessoinha tão jovem...

    • Elza Augusta Postado em 03/Nov/2015 às 12:26

      Obrigada por dizer o que eu gostaria de ter dito a ela.

  3. Elias Postado em 25/Mar/2014 às 18:41

    Na Venezuela a historia se repete, os militares alguns tentam derrubar o governo que não é capaz de fornecer nem papel higiênico para o povo que vive no país mais violento e corrupto do mundo, os militares e o povo derrubam o governo e a esquerda se faz de perseguida depois é a historia de sempre.

    • sanzio Postado em 26/Mar/2014 às 02:44

      e quem te contou foi o william bonner

      • Armistrong Souto Postado em 21/Dec/2014 às 09:56

        Se há uma coisa que a Globo faz bem, é invadir, ocupar, e resistir à saída de mentes vazias.

    • Rogerio Postado em 26/Mar/2014 às 13:56

      Até esses dias o país mais corrupto do mundo não era o Brasil?????

    • James Postado em 29/Mar/2014 às 02:44

      Vamos mandar então papel de revista Veja para lá, assim você fica menos burro e eles tem com o quê limpar a bunda.

    • Jorge Postado em 29/Mar/2014 às 19:37

      Interessante: enviados do governo sandinista, na época da revolução popular, em palestras para nós, dizia que o que os ricos de lá mais reclamavam era a falta de papel higiênico. Perguntei ao enviado porque não resolvia este problema com o paredón (por brincadeira...) rimos muito, mas lembramos como a elite é uma coisa desgraçada: não bota a mão na merda de jeito nenhum, nem na deles. Para o mal informado que escreveu aqui, procurei saber se o Governo da Venezuela tem alguma fábrica de papel higiênico, descobri que não tem, isso seria fornecido pela eficiente indústria privada... Maduro, coloque no paredão de fuzilamento TODOS OS QUE RECLAMAREM DE PAPEL HIGIÊNICO!

    • furia Postado em 30/Mar/2014 às 14:23

      Vai estudar e pesquisar sobre o assunto primeiro antes de sair por ai falando merda 80% do povo venezuelano apoia o governo de Maduro e 20% burgueses de direita apoiados financeiramente pelos EUA querem dar um golpe de estado se lá fosse de fato ditadura todos os lideres de direita já estariam mortos

  4. Thiago Teixeira Postado em 25/Mar/2014 às 19:21

    Prezada Sr.ª Eugênia Zerbini, parabéns pela sua força e por ter sobrevivido a esta desumanidade. Só as mulher sabem os efeitos de um estupro, mas desejo que tenha superado a isso e não deixe de buscar seus direitos para que nenhum crime desta natureza seja esquecido no tempo.

  5. Eduardo Abreu Postado em 25/Mar/2014 às 20:27

    Esta história tinha que ser escrita em panfletos e distribuídos no dia das marchas da "família", para que os que ali estivesse vissem a realidade daquilo que pedem de volta. Iriam marchar a ré.....

  6. Evaristo Postado em 27/Mar/2014 às 16:57

    A ditadura civil militar implantada no Brasil pelos Estados Unidos teve feição nazista, como acontece agora na Ucrânia. Esse regime que vigorou de 1964 a 1985 foi nazista e é essa ideologia que tem a classe dominante brasileira, a Brazilian Under Elite.

  7. Luzinete A. de Souza Postado em 28/Mar/2014 às 17:30

    Não sei que democracia é esta que não temos liberdade de expressar o nosso sentimentos se gosto ou não disso ou daquilo, como vivemos em um País democrático se tenho que gostar do que querem que eu, queira, por favor, nós os evangélicos somos descriminados e o nossos valores? o que aprendemos, você não pode dizer que não gosta , de qual quer coisa por que somos processado, e o que dizem de nós peço-lhe para que revejam estes conçeito, e parem de perçeguição!...

    • Luciara Postado em 21/Dec/2014 às 12:15

      Vocês não são discriminados, são, na maioria alienados.

  8. luis Postado em 28/Mar/2014 às 18:16

    quem foram os caras que fizeram isso?

  9. Manoel Ciríaco Postado em 23/Dec/2014 às 21:41

    Eugênia, nesses tempos de ditadura midiática, há ainda os que defendem os valores e não veem nenhuma inversão entre comprar o assassinato frio e deliberado à legítima defesa. Parabéns!

  10. Francisco Valderi Carvalh Postado em 17/Dec/2015 às 08:37

    Portanto, eu acredito nessa Senhora aí, Erialy de Jesus Zerbini, pois uma Senhora de procedência esquerdista, não iria mentir e não mente. A gente tá vendo que é gente decente. Eu só não acredito nos gorilas daquela época, pois era capazes de tudo para agradar os americanos imperialistas.