Redação Pragmatismo
Compartilhar
Racismo não 07/Mar/2014 às 15:30
16
Comentários

Árbitro negro é ofendido e encontra bananas em seu carro

"Macaco! Volta pra selva! Seu lugar é no circo!". Além das agressões racistas, árbitro Marcio Chagas encontrou bananas em seu carro após a partida entre Esportivo e Veranópolis, em Bento Gonçalves (RS). Ele chorou ao relatar episódio

marcio chagas árbitro negro racismo
Árbitro Marcio Chagas se emocionou ao descrever episódio em que foi vítima de racismo: “pensei no meu filho”. (Imagem: GloboEsporte)

Quando o locutor da rádio Gaúcha fez a primeira pergunta ao árbitro Marcio Chagas, não teve resposta. Do outro lado ouviu-se apenas a frase “deixa eu respirar um pouco” seguido de um soluço. “Está chorando’, comentou o locutor, e então entrou o repórter para explicar: Chagas, que é negro, ouviu uma série de xingamentos racistas durante o jogo e seu carro, que estava no estacionamento do estádio, estava amassado e com bananas no capô e no escapamento.

O ocorrido foi durante o jogo entre Esportivo e Veranópolis, nesta quarta-feira à noite, válido pelo campeonato gaúcho. A partida foi disputada em Bento Gonçalves, e as ofensas partiram, segundo relatos de Chagas, e torcedores do Esportivo. O time casa venceu a partida por 3X2.

“Não vou generalizar, não foi toda torcida do Esportivo, mas desde o começo do jogo alguns ficaram gritando ´Macaco´, ´Teu lugar é na selva´, ´Volta pro circo´ e muitos outros xingamentos”, disse Chagas à rádio, após se recompor. “Comuniquei ao policiamento que eu iria relatar na súmula o ocorrido e, quando falei com os policiais, os torcedores continuaram com mais força”.

“Quando saí do estádio, vi meu carro amassado, pisoteado e riscado, e haviam bananas por cima do capô e no cano de descarga. Pior: foi no estacionamento privativo do clube, ao qual só tem acesso funcionários do clube. Os atletas do próprio Esportivo vieram conversar e falaram que esse tipo de atitude por lá é comum, principalmente quando a equipe não está numa boa fase”.

Perguntado pelo locutor da rádio se sentiu-se ofendido, o árbitro afirmou: “Claro que me ofendo quando me chamam de macaco. Mas sou negro e não tenho problema nenhum com minha raça, me assumo, tenho orgulho de minha cor”.

À mesma rádio, o o presidente do clube de Bento Gonçalves, Luís Oselame, lamentou o ocorrido, e disse que já está esperando uma punição da Federação Gaúcha de Futebol (que ainda não se manifestou). Mas emendou: “vamos tentar nos defender, para que o clube seja o menos penalizado possível”.

Árbitro chora após sofrer racismo

Quando me deparei com meu veículo com as portas amassadas e bananas por cima… banana no cano de descarga, eu fiquei muito decepcionado por ser tratado dessa forma, já que vivemos numa cidade relativamente educada e evoluída. Eu pensei no meu filho. Pensei: “Eu vou dar um beijo no meu filho” e dizer “cara, para ti isso não vai acontecer porque isso é muito ruim, é muito ruim” – disse, chorando.

informações de GloboEsporte e CartaCapital

Recomendados para você

Comentários

  1. Crioulo Postado em 07/Mar/2014 às 16:41

    A cidade pode até parecer "educada e evoluída", mas no fundo esses lugares de maioria européia são extremamente racistas e pouco civilizados, não sabem conviver com as diferenças. Eu não entendo como alguém é capaz de se incomodar com outra pessoa só porque ela é diferente, só pode ser falta de aceitar a si mesmo. Pra mim isso é babaquice em massa, quem é fanático por futebol não costuma pensar muito, alguém começa a "zoar" o cara por ser negro, os outros acham engraçado e entram na onda porque sabem que não vai dar nada. Nunca pensam nas consequências de seus atos, no lado humano, só se importam com a zoeira. Esse é o Brasil.

  2. Suely Postado em 07/Mar/2014 às 17:36

    "(...) fiquei muito decepcionado por ser tratado dessa forma, já que vivemos numa cidade relativamente educada e evoluída. " A estupidez sem limites é o mal século XXI. E infelizmente é tão forte que os dois antídotos citados pelo árbitro Márcio Chagas já não fazem mais efeito.

  3. CLAUDIO LUIZ PESSUTI Postado em 07/Mar/2014 às 19:20

    Tem que identificar e prender! E os policiais, só ficam lá para assistir jogo!

  4. Thiago Teixeira Postado em 07/Mar/2014 às 19:39

    Cheguei a jogar futebol do dente de leite ao juvenil e tive a péssima ideia de parar e fazer faculdade. No meu tempo, arquibancada era lugar de extravagância, a galera xinga mesmo, eu quando jogava no infantil da Ponte Preta ouvia cada pérola da arquibancada: Sai daí Negrããããããããuuuummmmmmmm!!!!!!!!!!!!! Parece irônico mas é absolutamente normal os piores adjetivos vindo da arquibancada, e logicamente eles querem tentar atingir o ponto fraco do atleta, juiz, treinador ou bandeirinha. Pergunta a um bandeirinha o que ele ouve a respeito da esposa e da mãe dele ao marcar um impedimento. Minha dica Sr. Marcio é enfrentar o racismo nas arquibancadas com a ignorância, não se abata e nem dê ouvidos aos corneteiros. Banana? Pegue, coloque numa sacola ou melhor, coma uma na frente de todo mundo, que eles vão se sentir uns idiotas e inventarão outra forma de desestruturar a sua pessoa.

    • José Ferreira Postado em 07/Mar/2014 às 22:13

      Concordo. Se o juiz fosse gay seria chamado de "bichona", "viado"... Se fosse baixinho seria chamado de "pintor de rodapé", "piloto de autorama", "salva-vidas de aquário"...

      • Thiago Teixeira Postado em 08/Mar/2014 às 09:27

        Cara, vai assistir no estádio os campeonatos estaduais no interior do Brasil. Meu, se as pessoas que estão no campo pararem para refletir e se ofender com as coisas que os corneteiros (aquele cara obeso, ancião, sem camisa, com uma caneca de cerveja na mão e vermelho do sol) o cara se suicida depois do jogo.

    • felipe Postado em 10/Mar/2014 às 15:00

      Das duas, uma: ou tu tentaste fazer uma piada, ou a tua faculdade não te ensinou nada de ciências políticas/sociais. Há um enorme oceano entre ser chamado de "macaco" (nesse contexto) e filho da puta. Há uma simbologia mais que direta no ato de apresentar bananas a uma pessoa negra. Concordo que, num estádio de futebol, certas atitudes acabam sendo feitas pelo ânimo extravagante e pela parte instintiva, por vezes, do ser humano. No entanto, precisamos entender que certo atos, por mais emocionais que sejam, demonstram e desmascaram o sentimento intrínseco de cada um. Aquilo, com certeza, não é fruto de uma raiva desmedida: é um racismo mal-resolvido. Aquelas pessoas, com toda certeza, são racistas. E esses torcedores racistas, preconceituosos e covardes (nenhum teria coragem de fazê-lo na frente dele) merecem punição das mais severas possíveis. Isso é inadmissível. E esse teu comentário, sem nenhum estudo político-social, também merece ser revisto. Acho melhor rever a tua faculdade.

  5. Joseph Charels Postado em 07/Mar/2014 às 19:46

    Mi mi mi de militância com complexo de coitadismo. Faça como falou o Thiago Teixeira, deixa de frescura, futebol é coisa pra macho, como essas bananas na frente da TV e grita alto "Adoro bananas, isso não me atinge, sou maior que essas torcidas medíocres".

  6. Izaak Rabinovitch Postado em 07/Mar/2014 às 21:47

    É o velho RS, cheio de imigrantes germanicos, raça pura e ariana, que se acham as pregas de odete. Por que será que o estado mais germanizado do país é exatamente o mais racista??? Por que será???

  7. Diego Postado em 09/Mar/2014 às 01:33

    Os primatas não estão no campo, estão na arquibancada. Brasileiro não sabe ver jogo igual gente.

    • José Ferreira Postado em 09/Mar/2014 às 23:54

      Concordo. A Liga dos Campeões da Europa é bem melhor...

  8. Elias Postado em 09/Mar/2014 às 23:25

    Pode parecer bobagem mas o racismo graças a esquerda aumentou absurdamente, antes o racismo brasileira existia mas era mais velado hoje é explicito, vejo atos de racismo em toda coisa que nunca vi graças a politico de ódio da esquerda de todos contra todos.

    • Juliana Postado em 10/Mar/2014 às 18:32

      Uai Elias, o perigo do racismo brasileiro é porque é velado... As pessoas fingem que não existe, as pessoas dizem que não são racistas, o resultado são cenas lamentáveis como essas. O racismo deve ser combatido e a esquerda tem ajudado a combatê-lo, não fale asneiras.

  9. eu daqui Postado em 10/Mar/2014 às 14:20

    É no que dá os movimentos sociais ficarem insuflando o ódio, o ressentimento, o coitadismo, a vingança e a vitmização em vez de insuflar a consciencia.

  10. Victor Brek Postado em 11/Mar/2014 às 02:42

    TUDO LOCO ESSE POVO! AAAAAAUUUUU! RACISMO É RIDÍCILO, A PALAVRA "RAÇA" NÃO DEVERIA NEM EXISTIR ENTRE HUMANOS. NOSSA RAÇA É UMA SÓ: HUMANOS. TUDO VIRA BOSTA. TUDO FEDE. TUDO É ENTERRADO E VIRA ADUBO, POR MAIS MAU QUE SEJA O CIDADÃO. SENGUE VERMELHO E CORPO FRÁGIL. NÃO VEJO A HORA DE PROLIFERAR UM VÍRUS MALDITO E ACABAR COM ESSA RAÇA HUMANA DESGRAÇADA. NÃO EXISTE MAIS AMOR, NEM SENTIMENTOS... ENTÃO, MATA TUDO E ENTERRA TUDO JUNTO, NUMA VALA SÓ... BRANCO COM PRETO E AMARELO E CINZA E VERMELHO... NA HORA DO BICHO COMER, COME TUDO IGUAL E CAGA TUDO IGUAL. AMARELO, VERMELHO, PRETO E BRANCO? FODA-SE TUDO JUNTO. PASPALHO É QUEM VÊ COR NA PELE UM DO OUTRO... QUERIA MESMO QUE FOSSE TUDO TRANSPARENTE, CARECA, PELADO, SEM DENTE... QUAL SERIA A DIFERENTE ENTÃO?

  11. Marli de Oliveira Postado em 11/Mar/2014 às 09:36

    Que pena ...futebol está cada dia mais violento em todos os sentidos.. e para mim virou uma grande máquina de fazer dinheiro..... e só!