Redação Pragmatismo
Compartilhar
Geral 14/Mar/2014 às 17:42
34
Comentários

11 passos para ser uma “pessoa normal”

Quando “ser normal” é apenas reforçar a manutenção de um padrão enraizado e difícil de ser superado.

A tirinha a seguir é de autoria do cartunista Gavin Aung Than e foi adaptada para o português:

ser normal

Pragmatismo

Recomendados para você

Comentários

  1. Fulano Postado em 14/Mar/2014 às 18:36

    A tirinha na verdade é do site zenpencils.com , o artista é Gavin Aung Than.

  2. Luis Fernando Postado em 14/Mar/2014 às 18:48

    Muito bom. Então, eu tristemente descobri que sou uma pessoa normal.

    • Damilla Mares Postado em 14/Mar/2014 às 23:33

      Dá tempo de mudar isso aí, uai. xD

    • Júlia Ordonho Postado em 15/Mar/2014 às 11:13

      Ainda dá tempo de mudar!!! ;)

  3. silvia Postado em 14/Mar/2014 às 19:36

    sim...mas qual é o problema de ser normal?

    • Almir Postado em 16/Mar/2014 às 12:43

      Você está levando uma vida no automático, apenas porque dizem que é normal ser assim, e não a que você poderia levar. E isso pra mim é um baita problema.

    • Ricardo C Postado em 17/Mar/2014 às 13:05

      Não há problema nenhum, Silvia. Seja feliz sendo normal. Não deixe que ninguém te diga o que você deve o não fazer - quem manda na tua vida é você!

    • Abreu Postado em 17/Mar/2014 às 17:10

      Comodismo e alienação... Não há qualidade de vida em viver pra enriquecer ainda mais os poderosos

  4. Thiago Teixeira Postado em 14/Mar/2014 às 19:43

    Descreveram a minha pessoa. Bando de safados! kkkkkkkk

    • renato Postado em 14/Mar/2014 às 22:56

      Só não ganhei o relógio!!!

      • José Ferreira Postado em 14/Mar/2014 às 23:22

        Pior que é verdade!!!

  5. Carlos Prado Postado em 14/Mar/2014 às 20:17

    Não parece lá uma pessoa normal. Mas porque não ser normal? O que há de errado em ser normal?

    • Flavia Postado em 15/Mar/2014 às 09:40

      Também não achei nada de errado em ser normal. Eu gosto de ser normal. Não tenho a menor vontade de escrever um livro. Trabalho pq eu gosto (e produzo durante maior parte do meu tempo de expediente, não fico na internet ou fofocando com os colegas). Não quero abrir uma empresa, e ter que viver pensando em lucros e mais lucros, não tendo tempo para viver, somente pensando em administrar a empresa, sempre preocupado com medo da falência. Ter a vida dita "normal" é muito mais legal, tem mais tempo para aproveitar. E gostaria que a minha vida fosse "normal" como a dessa tirinha e tivesse viagem nas férias (nunca viajo), e que eu comprasse minha casa, nem que seja pagando por 40 anos. Não vejo nada de errado nisso.

      • Arthur Postado em 15/Mar/2014 às 16:12

        exato flavia

      • thalles garrido Postado em 16/Mar/2014 às 14:13

        Pessoal acho que vocês nao entenderam bem a mensagem da tirinha. O que o narrador critica é o fato das pessoas abrirem mão de seus anseios e sonhos, mesmo que isso cause frustação e tédio, para se encaixar no padrão socialmente aceitavel:terminar uma faculdade, ter um emprego, un salário modrsto que lhe permita tão somente sobrevivência; uma vida pouco aproveitada e feliz no sentido de que o personagem abdicou de seus anseios por que para alcança-los todos nós precisamos sair da chamada ZONA DE CONFORTO. Acredito que essa foi a mensagem e reflexão que o autor nos quis passar. Seja mais critativo, ousado, corra atrás do que se quer, inove, seja bom no que faz, se destaque por sua competência e capacidade. Isso é ser uma pessoa plena e feliz, a meu ver

      • Ana Lana Postado em 18/Mar/2014 às 10:28

        Concluo que você não é normal, Flavia. Faz o que gosta e vive como quer. Seja feliz!

    • Cami Postado em 15/Mar/2014 às 09:48

      "Quando “ser normal” é apenas reforçar a manutenção de um padrão enraizado e difícil de ser superado."

      • Carlos Prado Postado em 15/Mar/2014 às 19:28

        Se a pessoa quer, que podemos fazer. Baixar uma lei proibindo tal coisa e apontar uma arma para quem quer que tente desobedecer, ameaçando o "agressor" da lei de ser preso? O máximo que é certo fazer é aconselhar a pessoa caso algo a fruste.

  6. Alexandre Lopes Postado em 14/Mar/2014 às 20:47

    Um manifesto pela libertação !! Show de bola !!

  7. Paulo Henrique Postado em 15/Mar/2014 às 08:55

    " é para abrir uma empresa? " Desculpe, mas empreendedorismo é a coisa mais "normal" que a sociedade burguesa (e doente) prega.

    • Flavia Postado em 15/Mar/2014 às 09:44

      Essa parte tb achei tão normal. Essa tirinha diz que fala tanto em liberdade de ser o que quiser, de não ser normal. Mas é tão normal querer abrir empresa, querer ganhar muito dinheiro, e não ter vida só para chegar neste objetivo, e depois que chegar, não ter vida, pois só pensa em lucros e ganhar mais e mais dinheiro. Praticamente todo mundo quer isso. E quem não quer é que está agindo fora do normal, é quem se libertou.

    • Flavia Postado em 15/Mar/2014 às 09:46

      Escrever livro tb é algo que se prega muito. Dizem que há 3 coisas para o homem fazer na sua vida: Plantar uma árvore, ter um filho e escrever um livro. Isso é tão "faça isso! seja normal!"

    • Tania Postado em 15/Mar/2014 às 10:34

      Paulo Henrique, falou tudo! Ah tá, seu regime de trabalho é de 40 horas em uma empresa que te explora até o sangue, mas o que você tem que fazer? Dar tudo o que tem as 40hs? A vida é só trabalhar então... Reduzir a carga horária e aumentar o salário, aí a tirinha capitalista não fala... Carlos Prado, concordo com você! Hoje todos querem ser "especiais", "importantes", querem "aparecer". Então, não querer toda essa ilusão capitalista e narcisista é ser normal?

      • Carlos Prado Postado em 15/Mar/2014 às 19:39

        Capitalista somos todos nós quando não tentamos tomar nem um beijo à força. Se a pessoa aceitar o trabalho assim o que podemos fazer? Ela tem(ou deveria ter, se não fosse o estado com suas tão boas intenções socialistas) sempre a oportunidade de procurar outro trabalho ou aproveitar seu conhecimento em seu serviço num negócio próprio. Não podemos esquecer que antes desses tais "capitalistas" o povo, plebeu, não tinha acesso a diversos bens, era pobre em praticamente tudo. Ele não poderia acessar os luxuosos produtos feitos pela mão de habilidosos artesões e nem poderia se tornar um artesão senão de alguma forma sendo aceito numa guilda. Os tais "capitalistas" começaram produzindo para o pobre povo, e saiam do povo após sucesso em atividades de comércio, e não obrigavam ninguém a trabalhar para ele. Não tinham escravos, trabalhava quem quisessem. E pelo que dizem os livros de história, muitos queriam. Se eles preferiam as condições da novidade que era a fábrica, o que podemos fazer? Vamos dizer que o homem era explorado por sórdidos "capitalistas" pois em alguma época muitos tiveram que viver em cavernas úmidas e sem fogo? Que enquanto os incas tinham sistemas de esgoto os europeus eram explorados e reduzidos ao trabalho por não terem?

    • Thiago Teixeira Postado em 16/Mar/2014 às 10:01

      Eu acho que o "normal" é a pessoa desejar abrir uma empresa, e nunca concretizar. Não significa que é "normal" abrir um empresa.

  8. Roxelle Lamour Oliveira Postado em 15/Mar/2014 às 18:30

    Só quem não tem visão, nem sonhos acha que esse padrão de normalidade é bom. A tira, na verdade, faz uma crítica à mesmice tão pregada ultimamente, e quer com isso dizer que você deva sair do seu Status Quo para fazer o que gosta. Se alguém se sente bem assim, normal. Mas se alguém deseja ousar, ver novos horizontes, então vá. É isso que a tira diz, no final um tapinha nas costas e um relógio! Eu decidi que quero desafios sim, fui talhada para tal, e fui à luta para fazer acontecer. O tema capitalista x- comunista pra mim fede, não e por aí. Está comprovado que só o bom capitalismo funciona, aquele que todos ganham sem sacrificar o estado nem aqueles que se esforçaram mais para conquistar o que tem.

  9. Roseli Postado em 16/Mar/2014 às 01:29

    A questão é: Vamos fazer a diferença!!!!!

  10. Betão Postado em 16/Mar/2014 às 08:07

    A tirinha é genial e expressa muito bem essa grande angústia da vida desprovida de sentindo. Penso que talvez o termo "normal" não seria o mais indicado, afinal isso poderia nos trazer aquela falsa idéia de que somos especiais, únicos, mágicos e maravilhosos; idéia essa que trás uma agonia muito grande àqueles que vivem vidas longe dos holofotes que toda a sociedade - e, principalmente, a mídia e a publicidade - insistiu em nos fazer acreditar ao longo de nossas vidas que seria dessa maneira. A idéia de sermos especiais nos faz tentar fugir do anonimato a todo instante, acredito que por isso temos tantas pessoas tentando tornar as suas próprias vidas em verdadeiros espetáculos, compartilhados no Facebook e suplicando por curtidas que digam: "Olha, como você é especial!" Outras armadilhas interessantes que poderiam ser acrescentadas a essa tirinha: 1. Compre um carro em 48x para impressionar as pessoas. 2. Tenha filhos apenas porque todo o tradicionalismo familiar lhe diz que você precisa ter, mesmo sabendo que o seu nível de educação não foi o suficiente nem mesmo para educar a si mesmo. Como diria Brás Cubas: Perpetue o legado de nossa miséria. (Vamos lá, a população mundial é tão pequena, não é mesmo?) 3. Use roupas de marca para poder afirmar a sua identidade, entre em dívidas por isso. 4. Desista de tentar escrever novos capítulos na sua vida, assista novela todos os dias e veja o tempo passar. 5. Escolha o seu companheiro(a) meramente pela beleza, ignore inteligência, caráter, os filmes que já viu, os livros que já leu e as experiências que já viveu. Quando o tempo passar e a beleza se for, desfrute de uma companhia vazia e fútil. 6. Frequente lugares caros e fúteis e conheça outras pessoas igualmente fúteis. 7. Quando você já estiver sendo consumido pelos filhos, pelas companhias fúteis, pelas dívidas que herdou, das coisas que não precisou, trabalhe mais e mais em um emprego rotineira e pouco valoroso para poder arcar com todas elas e observe atentamente as horas virarem dias, semanas, meses, anos... Viver é muito difícil =/ Temos que agradecer artistas como esse que ainda insistem em nos mostrar alguma luz.

  11. HEITOR ANTONIO ROTTA Postado em 16/Mar/2014 às 09:46

    É o único só eu o bobão então né....

  12. Larissa Postado em 16/Mar/2014 às 15:32

    Gente, sobre 11 atitudes todos só criticam a sobre abrir a empresa. Vou comentar que concordo plenamente que a maioria das pessoas aceitem tudo o que falam, e também não questionam nada! Povo pacato!!! Volto naquele pensamento em que cada povo tem o governo que merece!!!

  13. Elias Postado em 16/Mar/2014 às 20:50

    http://www.youtube.com/watch?v=RozVpPuvzsM Doutrinação do inferno, suportei isso durante décadas, olha essa professora canalha defendendo terroristas e assassinos.

  14. Pereira Postado em 18/Mar/2014 às 10:42

    Ué ...não entendi !!! "compre uma casa e pague em 30 anos" , mas o site não é a favor do PT ? com o minha casa minha vida (que é muito bom) , muitas pessoas subiram de vida . Sera que consideram eltista comprar uma casa fiananciada em 30 anos ???? Não entendi.

  15. Pereira Postado em 18/Mar/2014 às 10:45

    Gostaria também de entender o que seria normal sem aspas. Tatuar o corpo todo é ser normal sem aspas ???? ou ser "cool" é ser normal sem aspas ???? ser a favor do aborto e ligalização de drogas é ser normal sem aspas ???? não entendi também.

  16. Luciano Postado em 06/Apr/2014 às 00:55

    Eu deixei de ser um cara "normal" em dezembro de 1991, lutei contra preconceitos, babaquices, caras feias, olhares de reprovação etc, más valeu a pena pois hoje aos 40 anos sou um homem pscológicamente saudavel e forte, diferente do jovem reprimido por preconceitos e opiniões alheias antes de dezembro de 1991.