Redação Pragmatismo
Compartilhar
Ditadura Militar 31/Mar/2014 às 15:51
59
Comentários

11 filmes para entender a ditadura militar no Brasil

Onze filmes que fazem um diagnóstico de como o cinema retratou a ditadura militar no Brasil

ditadura militar brasil

Das sessões de tortura aos fantasmas da ditadura, o cinema brasileiro invariavelmente volta aos anos do regime militar para desvendar personagens, fatos e consequências do golpe que destituiu o governo democrático do país e estabeleceu um regime de exceção que durou longos 21 anos. Estreantes e veteranos, muitos cineastas brasileiros encontraram naqueles anos histórias que investigam aspectos diferentes do tema, do impacto na vida do homem comum aos grandes acontecimentos do período.

Embora a produção de filmes sobre o assunto tenha crescido mais recentemente, é possível encontrar obras realizadas durante o próprio regime militar, muitas vezes sob a condição de alegoria. “Terra em Transe”, de Glauber Rocha, é um dos mais famosos, retratando as disputas políticas num país fictício. Mais corajoso do que Glauber foi seu conterrâneo baiano Olney São Paulo, que registrou protestos de rua e levou para a tela em forma de parábola, o que olhe custou primeiro a liberdade e depois a vida.

Os onze filmes que compõem esta lista, se não são os melhores, fazem um diagnóstico de como o cinema retratou a ditadura brasileira.

1. MANHÃ CINZENTA (1968), Olney São Paulo – Em plena vigência do AI-5, o cineasta-militante Olney São Paulo dirigiu este filme, que se passa numa fictícia ditadura latino-americana, onde um casal que participa de uma passeata é preso, torturado e interrogado por um robô, antecipando o que aconteceria com o próprio diretor. A ditadura tirou o filme de circulação, mas uma cópia sobreviveu para mostrar a coragem de Olney São Paulo, que morreu depois de várias sessões de tortura, em 1978.

2. PRA FRENTE, BRASIL (1982), Roberto Farias – Um homem comum volta para casa, mas é confundido com um “subversivo” e submetido a sessões de tortura para confessar seus supostos crimes. Este é um dos primeiros filmes a tratar abertamente da ditadura militar brasileira, sem recorrer a subterfúgios ou aliterações. Reginaldo Faria escreveu o argumento e o irmão, Roberto, assinou o roteiro e a direção do filme, repleto de astros globais, o que ajudou a projetar o trabalho.

3. NUNCA FOMOS TÃO FELIZES (1984), Murilo Salles – Rodado no último ano do regime militar, a estreia de Murilo Salles na direção mostra o reencontro entre pai e filho, depois de oito anos. Um passou anos na prisão; o outro vivia num colégio interno. Os anos de ausência e confinamento vão ser colocados à prova num apartamento vazio, onde o filho vai tentar descobrir qual a verdadeira identidade de seu pai. Um dos melhores papéis da carreira de Claudio Marzo.

4. CABRA MARCADO PARA MORRER (1984), Eduardo Coutinho – A história deste filme equivale, de certa forma, à história da própria ditadura militar brasileira. Eduardo Coutinho rodava um documentário sobre a morte de um líder camponês em 1964, quando teve que interromper as filmagens por causa do golpe. Retomou os trabalhos 20 anos depois, pouco antes de cair o regime, mesclando o que já havia registrado com a vida dos personagens duas décadas depois. Obra-prima do documentário mundial.

5. O QUE É ISSO, COMPANHEIRO? (1997), Bruno Barreto – Embora ficcionalize passagens e personagens, a adaptação de Bruno Barreto para o livro de Fernando Gabeira, que narra o sequestro do embaixador americano no Brasil por grupos de esquerda, tem seus méritos. É uma das primeiras produções de grande porte sobre a época da ditadura, tem um elenco de renome que chamou atenção para o episódio e ganhou destaque internacional, sendo inclusive indicado ao Oscar.

6. AÇÃO ENTRE AMIGOS (1998), Beto Brant – Beto Brant transforma o reencontro de quatro ex-guerrilheiros, 25 anos após o fim do regime militar, numa reflexão sobre a herança que o golpe de 1964 deixou para os brasileiros. Os quatro amigos, torturados durante a ditadura, descobrem que seu carrasco, o homem que matou a namorada de um deles, ainda está vivo –e decidem partir para um acerto de contas. O lendário pagador de promessas Leonardo Villar faz o torturador.

7. CABRA CEGA (2005), Toni Venturi – Em seu melhor longa de ficção, Toni Venturi faz um retrato dos militantes que viviam confinados à espera do dia em que voltariam à luta armada. Leonardo Medeiros vive um guerrilheiro ferido, que se esconde no apartamento de um amigo, e que tem na personagem de Débora Duboc seu único elo com o mundo externo. Isolado, começa a enxergar inimigos por todos os lados. Belas interpretações da dupla de protagonistas.

8. O ANO EM QUE MEUS PAIS SAIRAM DE FÉRIAS (2006), Cao Hamburger – Cao Hamburger, conhecido por seus trabalhos destinados ao público infantil, usa o olhar de uma criança como fio condutor para este delicado drama sobre os efeitos da ditadura dentro das famílias. Estamos no ano do tricampeonato mundial e o protagonista, um menino de doze anos apaixonado por futebol, é deixado pelos pais, militantes de esquerda, na casa do avô. Enquanto espera a volta deles, o garoto começa a perceber o mundo a sua volta.

9. HOJE (2011), Tata Amaral – Os fantasmas da ditadura protagonizam este filme claustrofóbico de Tata Amaral. Denise Fraga interpreta uma mulher que acaba de comprar um apartamento com o dinheiro de uma indenização judicial. Cíclico, o filme revela aos poucos quem é a protagonista, por que ela recebeu o dinheiro e de onde veio a misteriosa figura que se esconde entre os cômodos daquele apartamento. Denise Fraga surpreende num papel dramático.

10. TATUAGEM (2013), Hilton Lacerda – A estreia do roteirista Hilton Lacerda na direção é um libelo à liberdade e um manifesto anárquico contra a censura. Protagonizado por um grupo teatral do Recife, o filme contrapõe militares e artistas em plena ditadura militar, mas transforma os últimos nos verdadeiros soldados. Os soldados da mudança. Irandhir Santos, grande, interpreta o líder da trupe. Ele cai de amores pelo recruta vivido pelo estreante Jesuíta Barbosa, que fica encantado pelo modo de vida do grupo.

11. BATISMO DE SANGUE (2007) – Apesar do incômodo didatismo do roteiro, o longa é eficiente em contar a história dos frades dominicanos que abriram as portas de seu convento para abrigar o grupo da Aliança Libertadora Nacional (ALN), liderado por Carlos Marighella. Gerando desconfiança, os frades logo passaram a ser alvo da polícia, sofrendo torturas físicas e psicológicas que marcaram a política militar. Bastante cru, o trabalho traz boas atuações do elenco principal e faz um retrato impiedoso do sofrimento gerado pela ditadura.

Cinema Uol e Literatortura

Recomendados para você

Comentários

  1. Rafael Postado em 31/Mar/2014 às 16:00

    faltou o cidadão boilesen!

    • Pai José de Aruanda Postado em 31/Mar/2014 às 16:47

      Cidadao Boilesen é documentario. Imperdivel alias.

    • Joenio Alano Postado em 26/Jul/2014 às 16:19

      Hoje com a Globalização da economia, a ditadura com certeza iria funcionar muito bem neste bagunçado Brasil,dos políticos bandidos em sua maioria, e de uma nazi-justiça, que só serve para oprimir os pobres, e livrar os ricos canalhas..faxina geral já! voltem pelo amor de Deus generais! o povo estará com vocês para mandar todos estes bandidos engravatados para o limpo eterno!

      • iris Postado em 03/Nov/2014 às 18:40

        Devuas era ir para o pau de arara depois queria ver-te caladinho, numa coisa eu concordo, se houvesse ditadura o sr não estaria aqui a falar asneiras..isso já por si só seria bom.

      • Caio Borrillo Postado em 03/Nov/2014 às 21:35

        Nossa, cara, dissolveram crack na tua caixa d'água pra você vomitar tanto assim? Você não pode ser normal de pensar que uma ditadura seria a melhor coisa para o país. Já sei. Você tem menos de 25 anos, então não tem a menor noção do que está falando, quer apenas brincar de GI JOE.

      • mario Postado em 27/Apr/2015 às 21:56

        esse joenio deve ser um safado senvergonha, como diz o Caio, dever ter menos de 25 anos e não foi para a escola e muito menos, não estudou história

      • anarcopunk Postado em 08/May/2015 às 21:11

        Cala a boca verme, quer intervenção militar vai pra korea do norte.

  2. Vitor Postado em 31/Mar/2014 às 16:06

    Faltou zuzu angel!

  3. Suely Postado em 31/Mar/2014 às 16:25

    Tentei assistir a Batismo de Sangue uma vez mas a cena inicial, aquela em que o Frei Tito comete suicídio, me perturbou tanto que parei de assisti-lo antes das cenas de tortura. Se alguém como o Frei Tito se matou, mesmo sabendo o destino de sua alma de acordo com a fé que professava, é sinal que os defensores da intervenção militar só podem ser loucos.

    • Luis Matta Machado Postado em 01/Apr/2014 às 07:16

      Tive o prazer de trabalhar nessa obra, rodada em BH, e confesso que o assisti umas 4 vezes. Chorei em todas.

      • Silva Postado em 08/Nov/2015 às 12:28

        Trabalho nessa obra como? Gostaria de saber... Particularmente pra mim, o melhor filme sobre a ditadura. Depois, vem o Que é isso companheiro.

  4. Lennon Postado em 31/Mar/2014 às 16:29

    O ANO EM QUE MEUS PAIS SAIRAM DE FÉRIAS Filme altamente reaça.

    • Jeff Postado em 31/Mar/2014 às 20:46

      Oi? Por que?

    • Eugenia Postado em 31/Mar/2014 às 21:15

      Por quê?

    • Roberto Postado em 31/Mar/2014 às 21:43

      Achei reaça, não. Foco nas crianças. Nada demais. Filme bacana, mas não faria parte de uma lista "para entender a ditadura". Faltou "Que bom te ver viva", por exemplo.

      • pablo Postado em 09/Apr/2014 às 19:10

        e também garage

  5. Luiz Postado em 31/Mar/2014 às 16:35

    Ótima lista! Peço perdão antecipadamente pela ignorância, mas alguém sabe onde posso adquirir estes filmes(ou pelo menos alguns deles)?

    • Ariel Postado em 31/Mar/2014 às 22:43

      luiz, dá uma caçada no youtube. tem alguns. batismo de sangue, por exemplo, assisti lá.

    • leandro Postado em 01/Apr/2014 às 08:45

      Põe no google ""Filme tal" Online". Ou põe "filme tal download torrent."

    • alexandre mendes dos sant Postado em 01/Apr/2014 às 13:36

      Alguns estão disponíveis no youtube

    • Pipinha Oliveira Postado em 01/Apr/2014 às 19:04

      Luiz, tenta na Saraiva ou na Locadora 2001, na Av. Paulista 726. Bjs

    • jorge oliveira Postado em 02/Apr/2014 às 17:04

      Tenta assim, coloca o nome do filme no :you tube/filme completo

      • Samael Postado em 26/Jan/2015 às 15:48

        Ou instala no pc ou no cel um bitcomet e vai no torrentz . Eu

    • José Paulo Postado em 02/Apr/2014 às 20:12

      Te garanto que no YouTube encontrarás alguns.

    • paulo Postado em 03/Nov/2014 às 20:17

      Postei do portal forum para assiatir direto

  6. Itamar Postado em 31/Mar/2014 às 18:08

    Faltou o 70!!!

  7. Claudemar Postado em 31/Mar/2014 às 18:15

    Acho que o filme LÚCIO Flávio o passageiro da agonia, apesar de não ser político retrata fielmente a polícia e o tipo de tratamento aplicado na época, principalmente as milícias e esquadrão da morte......

  8. Mauricio Grabois Postado em 31/Mar/2014 às 18:38

    Faltou Lamarca e Araguaia, a conspiração do silêncio!!!! De todos os filmes nacionais que tratam sobre o regime militar, sem dúvida Lamarca ganha disparado. A atuação do Paulo Betti como Lamarca é sensacional!!!

    • Franklin Passos Postado em 03/May/2015 às 14:06

      Boa lembrança!

  9. Rafael Cavalcanti Postado em 31/Mar/2014 às 19:57

    Boa lista, mas senti falta de A memória que me contam, que me parece ter sido um bom filme sobre o tema.

  10. Barbara Postado em 31/Mar/2014 às 20:46

    Faltou Zuzu Angel!

  11. Max Demian Postado em 31/Mar/2014 às 21:23

    cadê Brasil relato de tortura

  12. erlildeliracorrea Postado em 31/Mar/2014 às 21:40

    assisti anos rebeldes e me marcou.... penso muito naquela epoca... epoca triste...

  13. Fabio Ramon Postado em 01/Apr/2014 às 00:28

    Eu acho que o filme Lamarca, do cineasta Sérgio Rezende poderia estar nesta lista. Da mesma forma que Jango, Sílvio Tendler e Dois Corrégos do Carlos Reichenbach.

  14. Fujii Postado em 01/Apr/2014 às 01:06

    Faltou o doc do Silvio Tlender UTOPIA E BARBARIE

  15. Agnaldo Mattos Postado em 01/Apr/2014 às 07:58

    "O dia que durou 21 anos" Não é bom?

  16. Erica Giedri Postado em 01/Apr/2014 às 11:08

    Alguém sabe de algum site a onde posso baixar esses filmes..........

  17. Lorena Postado em 01/Apr/2014 às 14:00

    Faltou Zuzu Angel. Que mostra inclusive que ela foi asassinada por tentar descobrir onde estava o corpo do filho

  18. Pereira Postado em 01/Apr/2014 às 16:17

    Vi 9 dos 11 .

  19. Ana carolina Postado em 01/Apr/2014 às 22:09

    O dia que durou 21 anos! RECOMENDO

  20. Sergio S. Postado em 02/Apr/2014 às 02:14

    O DIA QUE DUROU VINTE E UM ANOS

  21. vanda Postado em 02/Apr/2014 às 02:49

    ESSES FILMES DEVERIAM SER DIVULGADOS PELO MENOS UMA VEZ POR ANO PARA TODOS ESTUDANTES EM AULA DE HISTÓRIA,PARA QUE NÃO FICASSE EM ESQUECIMENTO E PARA QUE OS PROFESSORES SE ATUALIZASSEM MAIS E NÃO FALASSEM TANTAS ASNEIRAS EM AULA DE HISTÓRIA E OUTRAS,DIZEM COISAS A RESPEITO QUE FAZ VERGONHA,POR EX( A DITADURA MILITAR DEVERIA VOLTAR),ACHO QUE UM PROFESSOR QUE DIZ ISSO NUNCA DEVERIA ESTAR EM UMA SALA DE AULA POIS É UM ASNO E ASNO NÃO REPRODUZ A HISTÓRIA...

  22. Izabel Postado em 02/Apr/2014 às 08:02

    Vi vários filmes dos citados mas confesso que no momento não suportaria assisti-los novamente. É uma realidade muito dura e me sinto fragilizada. Para quem não viu, é bom assistir. Valeu a dica.

  23. Camila Postado em 02/Apr/2014 às 09:57

    Chorei compulsivamente quando assiti Batismo de Sangue. Sorte de quem parou na primeira cena... muito real. Realidade é pior que tristeza

  24. Helenita Postado em 02/Apr/2014 às 19:32

    Faltou "Que bom te ver viva", relato de mulheres torturadas,tendo as historias "costuradas" pela atuação de Irene Ravache.

    • Alan Braga Postado em 03/Nov/2014 às 19:44

      Foi nesse que pensei quando vi a lista. Filme de Lúcia Murat...

  25. JEFFERSON de Albuquerque Postado em 03/Apr/2014 às 10:07

    Que memória curta...faltou Eles Não Usam black TIE, de Leon Hirszman, Lamarca, de Sérgio Rezende e Zuzu Angel...entre outros..tb existe um doc sobre o Caparao...

  26. Flávia Johanna Postado em 03/Apr/2014 às 15:21

    Já assisti todos, mas o mais triste, sem sombra de dúvidas é Batismo de Sangue. A história da vida e morte de Frei Tito de Alencar é de partir o coração. É uma pena, tantas vidas jovens perdidas, tantos sonhos perdidos, quebrados e onde até hoje muito gente se corta.

  27. Adriano Postado em 04/Apr/2014 às 00:11

    faltou Febre de rato do claudio assis excelente filme vale a pena ver.

  28. Emmanuel Postado em 04/Apr/2014 às 15:22

    "O dia que durou 21 anos". Documentário disponível no youtube. Muito esclarecedor. Indispensável.

  29. Roberto Vital Anau Postado em 03/Nov/2014 às 17:57

    Faltou Quase dois irmãos, Utopia e Barbárie, Cidadão Boilesen.

  30. igor Postado em 13/Nov/2014 às 14:02

    Faltou Lamarca!

  31. Roger Postado em 01/Dec/2014 às 22:10

    Dedé Mamata (1988) é outro filme interessante com o tema.

  32. Raimundo nonato pereira Postado em 02/Dec/2014 às 11:43

    faltou: Cadê Porfírio?

  33. Mário Postado em 06/Mar/2015 às 12:15

    Os comunistas e simpatizantes sofreram muito nessa época. Acho que uma ditadura do proletariado seria melhor que a dos militares.

    • eu daqui Postado em 24/Apr/2015 às 09:31

      "ditadura melhor" é otimo !!!!!!!!!! só mesmo aqui no pp............

  34. Célio Cruz Postado em 13/May/2015 às 15:18

    Faltou informar o diretor de Batismo de Sangue Helvécio Ratton e a participação dos atores Caio Blat interpretando Frei Tito e Daniel de Oliveira Frei Beto.

  35. NINA Postado em 13/May/2015 às 15:44

    Não devemos ignorar o assasssinato do maior líder revolucionário que esteve entre nós no período da ditadura: o noso querido e saudoso CARLOS MARIGHELLA.

  36. eu daqui Postado em 24/Apr/2015 às 09:32

    Coisa branda só se for sua inteligencia e sua sexualidade..................

O e-mail não será publicado.