Redação Pragmatismo
Compartilhar
Barbárie 18/Feb/2014 às 11:22
29
Comentários

“Matei menos de 100 pessoas”, diz assassina de 19 anos

Miranda Barbour começou a matar aos 13 anos, após sofrer abusos sexuais. Sua mais recente vítima foi assassinada em novembro, logo após fazerem sexo

miranda barbour assassina eua
Miranda Barbour (Divulgação)

Acaba de ser detida pela polícia norte-americana, na Pensilvânia (EUA), uma jovem que se confessou assassina em série. Miranda Barbour, de 19 anos, revela que “matou menos de 100 pessoas” e que várias assassinatos foram realizados em rituais satânicos.

A jovem esfaqueou até a morte sua mais recente vítima, um homem de 42 anos, em novembro passado.

Ela contou que conheceu sua vítima através do site “Craigslist” e que concordou em fazer sexo com ele por US$ 100, mas depois o matou com a ajuda de seu marido. “Eu me lembro de tudo. É como ver um filme”, comentou.

Barbour e seu marido, Elytte Barbour, foram acusados pelo assassinato do homem e estão presos em locais diferentes.

A mulher, no entanto, afirma que essa morte é apenas uma de uma série de assassinatos que cometeu ao longo dos anos, do Alasca ao Texas.

“Quando cheguei às 22 vítimas, parei de contar”, revela a jovem Miranda Barbour, que chocou os EUA depois de ter confessado ser a autora de dezenas de crimes, numa entrevista a um jornal da Pensilvânia.

A declaração da mulher levou os investigadores nos Estados Unidos a revisar vários assassinatos não resolvidos à procura de possíveis conexões.

Barbour disse que começou a assassinar aos 13 anos, depois de ter sofrido abusos sexuais quando era criança por parte de um homem que foi membro de uma seita satânica no Alasca.

Pragmatismo Político, com agências norte-americanas

Tags

Recomendados para você

Comentários

  1. Adriana Postado em 18/Feb/2014 às 11:28

    Os Estados Unidos e a sua imbatível capacidade de produzir serial- killers ....

    • Bruno Postado em 18/Feb/2014 às 11:39

      E ainda sim morre muito menos gente lá que aqui. Impressionante né? Pessoal adora criticar mas nunca olhar pro próprio umbigo. Aqui também tivemos vários assassinos em série, só procurar na internet que você acha casos escabrosos.

      • Felipe Postado em 18/Feb/2014 às 11:58

        Pessoal adora criticar o Brasil sem conhecer o resto do mundo, com suas estáticas infundadas.

      • João Postado em 18/Feb/2014 às 13:22

        A taxa dos EUA é ridiculamente alta pro grau de desenvolvimento. É 5x a taxa da Alemanha. É um número mais que criticável.

      • Adriana Postado em 18/Feb/2014 às 13:33

        O mais impressionante BRUNO que eu vejo é que não coloquei EM parte alguma QUE SÓ exista serial killer nos Estados Unidos.. (Para um leitor atento) ....Única parte que concordo com você é sobre a crítica, realmente gostamos muito de fazer, não é mesmo????Assim como deturpar colocações!!!!

      • Isaías Postado em 18/Feb/2014 às 13:38

        É, a diferença é que lá as pessoas matam por falta de sanidade mental provocada pela aclamada "liberdade americana" e aqui na grande maioria das vezes matam por não possuírem instrução devido a pobreza e miséria que sofrem. Aqui estupram uma mulher e jogam em algum matagal, lá sequestram e mantém como escrava sexual num cativeiro por anos. E por aí vai... Diferenças notáveis, não?

      • Thales Postado em 18/Feb/2014 às 23:10

        Sim, aqui eles andsm fardados e são carinhosamente chamados dr coxinhas. Aliás, em meu estado natal , SP, eles conseguiram a incrível façanha de matarem mais do que todos de sua espécie em território estadunidense. Incrível!

    • King Postado em 18/Feb/2014 às 13:45

      Estatisticamente eles perdem para a Russia. Não que isso significa que haja mais serial killers russos mas lá o numero deles capturados é maior.

    • Rocha Postado em 18/Feb/2014 às 18:04

      A diferenca eh que no Brasil, serial-killers e assassinos, sao venerados, ex disso nao falta, Guilherme De Padua jah esta na rua, Suzane, quase saindo da cadeia, Bruno, alguns anos e estara na rua, homicida nos EUA conhece prisao perpetua quando nao pena de morte, no Brasil, se tiver influencia nao vai nem preso, os exemplares politicos que o Brasil apresenta em sua 'vitrine midiática' e o povo que nao sabem fazer nada, alem de olhar o umbigo dos outros. Compare tambem os precos, a educacao, os salarios, as leis, os hospitais, a qualidade de vida do povo brasileiro com qualquer nacao de primeiro mundo!

    • renato Postado em 18/Feb/2014 às 18:24

      Bela colocação. Mesmo porque, isto daqui a pouco estará nas telas do cinema com uma grande atriz interpretando a maluca. E conforme o rito especulativo, poderá sim ganhar um oscar. Que passará nos canais de Tv do Brasil como o evento cultural de nosso país. Os nossos não dão filme....

      • Leandro Postado em 18/Feb/2014 às 18:44

        Excelente observação, renato, muito boa.

  2. Júlio Postado em 18/Feb/2014 às 11:58

    É mentira...Ninguém chega a um número de assassinatos assim sem ser descoberto, ainda mais no EUA...matou só esse "véio"e olhe lá...

    • Ivan Postado em 18/Feb/2014 às 12:46

      Há vários assassinatos com ligações suficientes entre si que provem se tratar de serial killers sem solução nos EUA, muitos passando de 10 vítimas.

      • Lexx Postado em 18/Feb/2014 às 13:44

        O Ivan está certo. Exitem vários casos de seriais killers que nunca foram pegos. Um deles chegou a virar filme inclusive: "Zodiaco".

    • King Postado em 18/Feb/2014 às 13:48

      Tem um caso recente, se nao me engano de 2010 na florida, com mais de 10 mortes e nenhuma pista do assassino. Existem serial killers muito inteligentes que nunca sao pegos.

    • Tiago Postado em 18/Feb/2014 às 16:19

      Elementar meu caro Sherlok. Chegou a esta conclusão só lendo a notícia? Você é realmente impressionante.

    • Daniel Postado em 18/Feb/2014 às 17:52

      Não sei se vc já ouviu falar do assassino do zodíaco, q mato muita gente nas décadas de 60 e 70 nos EUA e até hj ninguém tem nem idéia de quem possa ser. Pegar serial killer émto mais difícil q alguém q mata por interesse, pq geralmente não tem conexão nenhuma com as vítimas. Tanto q esses casos geralmente são tratados por uma unidade especial do FBI. Já ouviu falar da série americana "Criminal Minds"? A equipe de investigação realmente existe, apesar de o número de casos q eles fecham na série e a facilidade com q pegam os assassinos seja extremamente irreal. Portanto, é bem possível q ela tenha de fato matado essa gente toda q ela disse.

  3. Thiago Teixeira Postado em 18/Feb/2014 às 12:50

    Miranda ... casa comigo???????????????????????????

    • Alice Postado em 18/Feb/2014 às 14:05

      E morreu.

    • Pereira Postado em 18/Feb/2014 às 16:11

      olha que ela vai te matar, e alegar legitima defesa, ja que você estava "abusando sexualmente" dela. Aí seus coleguinhas esquerdopatas vão pedir direitos humanos pra ela.

      • Cansada desse porr* Postado em 18/Feb/2014 às 19:26

        Meu ca**lho quem aqui falou em esquerda ou direta???!!!!?!?! Acho q tem gente que ñ sabe falar em outra coisa!! Até quando a notícia ñ tem nada a ver com o assunto. Vai se tratar!!!

      • Pedro Carvalho Postado em 18/Feb/2014 às 20:16

        Pereira hater, vc precisa arrumar um novo hobby, ou um coleguinha pra se divertir (:...

      • Julia Postado em 19/Feb/2014 às 04:24

        olha a nóia hahahaha

  4. Elias Postado em 18/Feb/2014 às 20:53

    No Brasil em 5 anos estaria solta, já vi piores soltos em menos tempo.

  5. Luis Milanese Postado em 19/Feb/2014 às 00:28

    A mina é dos ESTADOS UNIDOS. Cometeu os crimes nos ESTADOS UNIDOS, não menciona em momento algum que algum Brasileiro tenha sido vítima dela. No entanto, o que mais se fala aqui é sobre o Brasil. Puta raça de vira-latas "ai só aqui acontece merda" que são vocês, heim?

  6. Diogo Postado em 19/Feb/2014 às 10:26

    Pelo menos lá eles sabem "tratar" de um serial Killer! Ou mata ou tranca para sempre. Aqui no Brasil as autoridades ficam perdidas (ou na má vontade) para cuidar desse tipo de criminoso, que não tem "concerto". o Bandido da Luz vermelha ficou trancado o que... 30 anos? Não deu outra, quando saiu deu um tempo e já tentou cometer seus crimes de novo, só que acabou encontrando o cano de uma espingarda! E o Champinha (Caso Liana Friedenbach e Felipe Caffé) que o estado não sabe o que fazer com ele. os médicos peritos já disseram, solto na sociedade é questão de tempo ate voltar a cometer esse tipo de crime! Temos criminoso irrecuperáveis e não sabemos lidar com eles!

  7. Lopes Postado em 20/Feb/2014 às 17:44

    Se fosse no Brasil era só se fazer de vítima do homem que lhe estrupou que logo seria a queridinha do PIG

  8. Héber Pelágio Postado em 22/Jan/2016 às 17:50

    Bom, não sei se ela realmente sofreu algum tipo de abuso, se cometeu mesmo todos aqueles crimes, ou se está querendo tão somente aparecer na mídia ou se passar por vítima. Mas o pior é que esse tipo de coisa realmente acontece: vários estudos já mostraram que grande parte dos psicóticos foi vítima de alguma espécie de trauma sexual. A maioria deles nem tornam violentos, apenas atormentados - porém o mais graves podem sim virar serial killers! A quem duvida, eu sugiro que procure conhecer mais sobre a história de Aileen Wuornos, interpretada no filme "Monster, desejo assassino" pela atriz Charlize Theron. Aileen sofreu inúmeros abusos na infância e cresceu em um lar conturbado. O filme não entre em tantos detalhes, mas ela fugiu de casa ainda adolescente e, sem ter onde dormir ou o que comer, acabou se sujeitando a fazer programas, sendo que muitos dos seus clientes também eram abusadores - basta atentar para que somente homens muito desprovidos de princípios aceitam um programa oferecido por uma prostituta adolescente. No fim, ela desenvolveu vários transtornos e passou a ver os homens como ameaças, tendo assassinado alguns - na sua maioria, ex-clientes. Mas ninguém pense que isso é uma coisa exclusiva dos istaites: a diferença entre eles e nós é que, lá, eles conseguem registrar e desvendar a maioria dos casos, enquanto que, aqui, a gente nem registra...

  9. Caedmods santos Postado em 17/Jul/2016 às 09:14

    Estados Unidos da América. Um país sem nome! Um país satânico! Um povo satânico! Desejo que todos os coxinhas vão pra lá e nunca mais voltem ao Brasil!