Redação Pragmatismo
Compartilhar
Barbárie 21/Feb/2014 às 11:32
35
Comentários

Caso de jovem amarrado em formigueiro ganha repercussão internacional

Caso de jovem espancado e amarrado em formigueiro ganha repercussão internacional. Jornal britânico Daily Mail faz um alerta irônico: "Não vá assaltar no Brasil"

O secretário de Segurança do Piauí, Robert Rios Magalhães, determinou a abertura de inquérito para apurar o caso de um homem que apareceu em imagens no Facebook amarrado sobre um formigueiro em Teresina.

Magalhães disse que soube do caso, que repercutiu no jornal inglês “Daily Mail”, pelas redes sociais. O vídeo apareceu inicialmente na Rede Meio Norte. Na nota do “Daily Mail”, o jornal faz um alerta irônico: “Não vá assaltar no Brasil”.

Segundo a descrição do vídeo, o homem jovem e não identificado aparece com marcas de agressão no rosto. Ele é suspeito de ter assaltado uma casa. A página em que as imagens foram divulgadas tem o nome de “Apoio Policial” e visa a apoiar policiais.

– A cada dia e com essa onda de bandido ser solto pode ocorrer isso. Um adolescente matou uma criança no conjunto Promorar, em Teresina, e sabemos agora que responde por quatro homicídios. Isso cria um ambiente de intolerância na população. A melhor maneira de acabar com essa revolta popular é as instituições funcionarem, a Justiça, o Ministério Público, a polícia e os legisladores – disse Magalhães.

A Comissão de Direitos Humanos da seccional piauiense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) solicitou a Magalhães a apuração da agressão. O secretário afirmou que a única informação que possui, além das imagens, é a de que a ação dos populares contra o suposto assaltante ocorreu na região do Grande Dirceu, na capital do Piauí.

– Isso está acontecendo em todo o Brasil, com a população prendendo, espancando bandidos. É um caso igual ao do jovem amarrado e encontrado com uma corrente no pescoço no Rio de Janeiro – afirmou Magalhães.

Imagem:

amarrado-formigueiro1

Yahoo Notícias

Recomendados para você

Comentários

  1. renato Postado em 21/Feb/2014 às 11:55

    Como diziam antigamente, se branco estiver correndo é Martonista. Se for preto é ladrão. Agora sim...se correr o bicho pega se ficar o bicho come. Basta um erro de julgamento e teremos mais um assassinato nas ruas. Tá dificil, ladrão, assassino, bandido, e justiçeiro...tá dificil... Me lembro quando roubei um pacote de uvas passas do mercado e o Dono me pegou em flagra ( tinha 9 anos), esperou meu pai ir lá um dia....e contou para ele. Meu pai não me bateu, apenas chorou...hoje tenho filhos e um grande ensinamento de meu pai e do dono da padaria.

  2. leandro Postado em 21/Feb/2014 às 12:29

    A esquerda é engraçada... Quando um preto pobre favelado estupra ou mata alguém, a esquerda diz que é justificável pois ele foi submetido a condições de vida muito ruins e por isso virou marginal. Quando um cidadão de bem, abandonado pelo estado, que sabe que as leis não funcionam e que se cansou de décadas de massacre causado por esse vagabundos, surra e amarra um marginal desses... aí não né... aí não pode... é coxinha, racista e blah blah blah... Vivemos em tempo de selvageria, o estado não existe mais, as leis não funcionam, as pessoas cansaram de serem massacradas, são 50 mil mortes por ano, bandidos matam, estupram, tocam fogo em ônibus com pessoas dentro e a esquerda diz que tá tudo ok porque é "luta de classes", francamente... A Sherazade NUNCA DISSE QUE AMARRAR MARGINAIS A POSTES ERA CORRETO OU JUSTIFICÁVEL, ela apenas disse que era compreensível dado as circunstâncias em que vivemos, a população já viu que não pode contar com o estado, agora é cada um por sí. AH!!! VOCÊS VIRAM A NOTÍCIA DE HOJE NOS JORNAIS? O MARGINAILZINHO QUE FOI AMARRADO LÁ NO RIO... O COITADINHO... O PRETINHO FAVELADO... ACABA DE SER PRESO POR ASSALTAR UM TURISTA... Mas segundo a esquerda... tá tudo ok... afinal tá tudoe scrito ali no manifesto comunista, viva chê.

    • Pereira Postado em 21/Feb/2014 às 13:30

      Estuprar não !!! Estupro é violência contra feminisno que é amigo do esquerdismo...aí pode ser preto se estuprar "tem que matar" ...mas se o preto assaltar a classe C ...aó ta liberado.

      • Amanda Postado em 21/Feb/2014 às 17:45

        Tá liberado se for machista e otário como o Pereira e o Leandro!

    • Natália Postado em 21/Feb/2014 às 13:59

      Que ridículo e desprovido de conhecimento o seu comentário hahahaha da até vontade de rir! A esquerda não defende pretos e etc, saiba muito bem que a luta de classes de Marx inclui a CLASSE TRABALHADORA... Nada de cor da pele e etc. A realidade do Brasil é essa em decorrência de anos de exploração e escravidão do negro. Nada justifica a violência! As camadas mais baixas são marginalizadas e vivem numa linha abaixo da pobreza meu caro, daí a predisposição a assaltar, matar e etc. ELES NÃO POSSUEM A MESMA FORMAÇÃO que esse demais justiceiros de direita possuem! Não seja ridículo e preconceituoso... Além do mais, você perdeu toda sua razão quando citou Sherazade, essa mulher defeca pela boca!

      • Rodrigo Postado em 22/Feb/2014 às 08:06

        Predileção dos mais pobres ao crime? Amigo, apresente um estudo sério a desconstituir a linha tênue entre um "raciocínio" tal e a discriminação, o sectarismo. Um estudo a mostrar que origem, melanina, credo, saldo bancário, nível educacional, tenham relação lógico-necessária com a desonestidade. A ampla maioria das pessoas carentes é de gente honesta e trabalhadora! Pintar o carente como propenso ao crime é sofrível...

    • sandra Postado em 21/Feb/2014 às 14:12

      Conheço muitas pessoas de direita que são descentes e não cruéis, nem burras que não concordam com isto... já que vc mencionou a esquerda. Leia isto e veja se consegue pensar e analisar as coisas de forma mais racional. Se vc não consegue ser menos cruel,seja ao menos,menos burro. https://medium.com/opinioes-em-portugues/a7ba54318515

    • Thiago Teixeira Postado em 21/Feb/2014 às 14:54

      Caras (Pereira e Leandro) parem de falar de Esquerdaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      • Rodrigo Postado em 22/Feb/2014 às 08:08

        Você fala de reaça, de coxinha, de direita, então porque limitar a fala alheia no que tange a este ou aquele norte de pensamento político?

      • Thiago Teixeira Postado em 22/Feb/2014 às 08:33

        Se cair um meteoro gigantesco na Terra, de alguma forma vocês estarão extrapolando o assunto para o Lula e a esquerda. Pois é isso que estão demonstrando, não estão aqui para postar vossos pontos de vista sobre um determinado assunto, aparentam pertencer a um exército cibernético com clara intenção de denegrir 24 horas por dia a esquerda.

      • Rodrigo Postado em 22/Feb/2014 às 15:18

        Quem dera eu arrumasse um trouxa que me pagasse para postar o que eu penso na internet. Do jeito que eu teimo em postar, irá ser algo bem rentável. É o seu caso? Fiquei curioso, já que você também sempre está disposto a comentar, expor seu ponto de vista.

      • Rodrigo Postado em 22/Feb/2014 às 15:37

        P.S.: quem era mesmo o acusado de patrocinar exército de internautas, exército este que chegou a fabricar odiosa notícia que afirmava a um parlamentar a condição de chefe de grupo de extermínio (notícia cuja falsidade foi demonstrada)? Quem é mesmo que patrocina diversos blogueiros, muitos dos quais (à exceção do pragmatismo, reconheço) censuram totalmente a opinião divergente? Por favor, não responda com o: "se eles fazem, eu também faço". Já superamos a reiteração de um erro, tentando transformá-lo em acerto, não, o norte sendo, sim, a evolução?

      • Thiago Teixeira Postado em 22/Feb/2014 às 16:30

        O Lula paga os "blogueiros sujos" ... Ok, não sei da onde você tirou isso, mas tudo bem. Mas qual a expressão de 2 ou três blog versus todo o noticiário da TV aberta? Exceto a Rede Record, todas fazem oposição aberta ao governo federal no jornal da manhã, da tarde, do horário nobre e da noite, ou você nunca reparou? Claro que não, pra você todos estão falando a verdade, ai encontrou um Site com opiniões contrárias da mídia convencional e passou a vigiar diariamente. Digita "Lula é um canalha" em qualquer site do PiG. No minuto seguinte digite "Atingimos a menor taxa de desemprego da história". Volta aqui e me conta qual foi publicado.

      • Rodrigo Postado em 22/Feb/2014 às 17:37

        Rapaz, você que tem fixação por Lula. Isso ou ele foi eleito governador... No mais, concordo que há linhas editoriais tendentes a este ou aquele grupo político. Mesmo por isso a minha ressalva "se eles fazem..."). Para bom espremedor, meia laranja basta - já escrevo demais e meu texto seria ainda maior se ficasse esmiuçando, desnecessariamente, cada comentário. Quanto à "patrulha", valho-me da liberdade de expressão, mas, não somente, conclamando ainda as pessoas a um pensamento mais coerente, lúcido, enxergando as mazelas, mas sem fechar os olhos quando julgar conveniente. Exemplo? A administração dos apartamentos funcionais licitou reforma no banheiro do imóvel usado por Joaquim Barbosa. a notícia aqui posta foi: "O banheiro de noventa mil de Joaquim Barbosa" - detalhe: o imóvel é público, mas não de Barbosa, de outro lado eu concordando que a soma é altíssima (você, engenheiro que é, sabe melhor que eu). Agora, na Bahia, será licitada reforma de 530 mil para o gabinete, também bem público, atualmente usado pelo Governador Jaques Wagner. São 5,888... "banheiros de Barbosa" e todos se calam... Então, sendo repetitivo, torno ao ponto: a esquerda apresentou-se como alternativa melhor, então passe, no mínimo, a buscar sê-lo. Votei em Lula (agora sim, falei nele) acreditando nisso.

    • Alexandre Postado em 21/Feb/2014 às 15:19

      Eu nunca vi ninguém, seja de esquerda ou não, defendendo bandido, só na sua cabeça ignorante isso existe, essa pessoas estão tão contaminadas emocionalmente que só falam besteiras e falácias, chega ser uma perda de tempo qualquer tentativa de manter um discurso ou debate racional, depois ainda querem fazer plebiscito pra essa gente sem o mínima condição de raciocinar decidir alguma coisa.

    • renato Postado em 22/Feb/2014 às 20:52

      SBT é condenado a pagar R$ 200 mil a ex-donos da Escola Base A Justiça condenou o SBT por danos morais devido a reportagens exibidas em 1994, ano em que estourou o “escândalo” da Escola Base, acusando os donos do colégio de abusarem sexualmente dos alunos. A emissora vai ter de pagar R$ 200 mil a Icushiro Shimada e Maria Aparecida Shimada. No processo, Aparecida e Icushiro alegam que tiveram as suas vidas destruídas por conta das reportagens. Além de canais de televisão, jornais e revistas também veicularam reportagens e diziam se basear em “fontes oficiais”. Depois, tudo foi desmentido, mas já era tarde, a escola foi depedrada, e os donos falidos e ameaçados de morte. Além do SBT, a Rede Globo também foi condenada, em 2005, a pagar R$ 1,35 milhão, mas recorreu e o caso ainda não transitou em julgado. Os jornais O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo e a revista IstoÉ também foram condenados. Em todos casos ainda não houve decisões do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

    • Samyra Postado em 23/Feb/2014 às 16:35

      Meu caro colega, tanto quem é pobre ou rico que mata ou estupra ou quem, lá da redação do jornal ou do apartamento de luxo, induz ao linchamento ou medidas bárbaras de "educação", merecem, do meu humilde ponto de vista, uma certo tipo de compaixão. São pessoas que pra mim, sem sobra de dúvidas estão carentes de princípios essenciais à vida e uma construção de uma sociedade menos cruel. Pra mim direitos humanos se estendem à todos. Pra mim respeito à vida vem antes do respeito à propriedade e da saciedade de impulsos individualistas. Tanto àqueles submetidos as brutalidades do sistema capitalista quanto àqueles que gozem de seus privilégios merecem compreensão diante de seus atos de crueldade. Ambos são, de diferentes maneiras, afetados por essa lógica econômica e de exploração. Capitalismo e exploração só produz sofrimento, ganância e exclusão. Não importa muito se na casa grande ou na senzala. Pra mim Sherazade, Bolsonaro, estupradores e assassinos e afins possuem debilidades em comum. Mas nenhuma deles merecem fuzilamento ou serem amarrados em postes. Merecem serem punidos na extensão de seus crimes, terem seus direitos respeitados e infinitas oportunidades de se remodelarem como seres humanos.

  3. Thiago Teixeira Postado em 21/Feb/2014 às 13:38

    A Rachel não tem nada a ver com isso, nem venham taxar a moça. Isso ocorre em todas as periferias. São os chamados VACILÕES. Ladrão de responsa, do "conceito", traficante de nome na comunidade não tolera esses VACILÕES. São nóias que não trabalham, são viciados, devem muito dinheiro ao tráfico, a dívida fica impagável, e desesperado começa a assaltar a vizinhança, ou comete um delito que chama a atenção da polícia. Essa cara, o famoso FALADOR, passa MAL, como aquele antigo pagode. É isso, nada de novidade.

  4. Rodrig Postado em 21/Feb/2014 às 14:10

    Só vai parar na hora que os traficantes matarem justiceiros e chamarem os outros: " e aeh, vocês não são valentes? Venham aqui nos pegar então, machões". E pessoas inocentes pagarão pelos neonazistas, pois os criminosos só vão ficar mais violentos.

  5. Alexandre Lopes Postado em 21/Feb/2014 às 15:04

    É por essa e outras que o Brasil é motivo de chacota entre países socialmente desenvolvidos . Aqui , o Estado e a população se colocam abaixo do criminoso e acham que estão muito certos em aplicar um corretivo a esses " marginais " . Nossa cultura violenta , agressiva e desumana nos emburrece e não nos deixa ver o óbvio : esse menino é apenas uma das várias vítimas de nosso modelo social injusto . Nossa mentalidade imediatista é o diagnóstico cabal do atraso moral , intelectual e social . Sinceramente, fatos como esse me deixam profundamente envergonhado . Essa selva oligárquica do capitalismo só pegou o que ele tem de pior , isto é , a liberdade econômica exacerbada . Princípios republicanos fundamentais , sem os quais seria impossível instituir uma sociedade capitalista, como a presunção de inocência, o respeito à integridade física e moral de todo e qualquer preso etc . são desprezados aqui, por se tratar de coisas "desimportantes" ou" que só servem para defender bandido" . Só o idiota alienado por rede globo para não perceber que o que ele chama de criminoso é uma vítima . Os verdadeiros criminosos estão e continuarão incólumes, mas é conveniente ter um bode expiatório exposto à demonização popular, pois só assim se consegue conservar privilégios nessa merda de país desgraçado e injusto ! Triste demais !

  6. RAFF Postado em 21/Feb/2014 às 15:12

    Preto, branco, rico, pobre... Gente... Tudo isso que está acontecendo é culpa de vários governos moles, incompetentes, corruptos, leis fracas e complacentes com a delinquência juvenil e adulta e da péssima distribuição de renda. O governo, ontem mesmo, anunciou um corte de 20 e tantos por cento que deviria ir para a segurança, mas a copa está garantida. Não se preocupem. O senado caquético negou-se a dar o povo brasileiro mais tranquilidade ao dizer um NÃO a diminuição da maioridade (coisa estranha... diminuição...maioridade... ) penal e ontem mesmo um "di menó" matou um homem pelas costas com três tiros. Um bando de "di menó" invadiu um mercadinho e fuzilou o dono e depois falam "véi... num pega nada não". A população está de saco cheio de ser "comida" por delinquentes, bandidinhos e bandidões. Já já vai se ver gente de bem enchendo bandido de bala e a culpa não é de justiceiro, de gente ruim ou vingança. A culpa é a falta de direção que há no país. O Brasil é um barco a deriva, sem comando, sem leis, sem nada. O que importa é ter copa e que todos paguem seus impostos em dia. Mais nada. Sem essa que o "di menó" teve um infância ferrada. Escola é de graça, há cursos técnicos de graça, há faculdade de graça. Só não estuda quem não quer. Tenho amigos que saíram da favela e hoje são engenheiros, advogados e administradores. Eles, como eu, estudaram em escola pública , rachamos de trabalhar de dia e estudar a noite e não perdemos nenhum braço, perna ou DEDO. Por isso, só é ladrão quem quer. Chances de mudar existem. Basta querer e procurar.

  7. Fabricio Postado em 21/Feb/2014 às 15:14

    Começa assim, alguns fazem justiça com a próprias mãos ali, outros fazem aqui, e quando menos espera surgem grupos de pessoas raivosas e intolerantes a qualquer coisa. Caso um dia você esbarre sem querer em alguma destas pessoas ele pode achar no direito de te espancar. Os sujeitos que espacaram o adolescente no Rio de Janeiro tem a ficha tão suja quanto o sujeito preso no poste. A diferença é que o adolescente preso no poste é preto mora na rua, o pai foi assassinado na guerra do tráfico, avó recusa-se a ficar com ele e não sabe onde está a mãe, já os "Justiceiros" pessoas que têm entre 15 e 28 anos que moram em seis bairros da zona sul (Flamengo, Botafogo, Humaitá, Laranjeiras, Leme e Glória filhos, tios, pais de familia, pessoas de "bem" mas porque muitos deles são acusado de estupro, lesão corporal, furto e ameaça. Pra mim é bastante coerente uma pessoa crescer abandonado no meio da criminalidade e virar a tornar um criminoso. Mas não é justificável pessoas de "bem" espancar e formar quadrilhas. Estamos vivendo na linha tenue entre a razão e a irracionalidade exacerbada. Sabemos que os governos a e Justiça não resolvem muitos dos problemas em relação a sociedade, mas não podemos exercer as obrigações da policia e da justiça pois se isso começar a ser frequente nos tornaremos homens desprezíveis e ignorantes. capazes da fazer atrocidades.

  8. Andre Luiz Postado em 21/Feb/2014 às 16:03

    Essa violencia generalizada só está ocorrendo porque o povo já cansou de esperar a atitude de um governo que não dá a mínima para a população, só pensa em roubar milhões e manter seus partidos no poder. Se todos já sabem quem são os verdadeiros bandidos, porquê nada é feito? Se o governo, Direitos Humanos e sei lá qual mais Orgão proíbe o cidadão de ter sua própria defesa, é sinal que alguém tem o dever de protegê-los. Mas cada dia que passa isso é cada vez mais escasso esse tipo de situação e qdo vc não tem ninguém que o ampare, quem sobra a não ser vc mesmo? E vc, como elo mais fraco age com fatalidade, com instinto de sobrevivencia pois o medo de saber que seu algoz conhece o seu rosto, sabe onde vc mora ou até mesmo conheça algum ente querido seu, não vai querer dar oportunidade dele voltar com alguma vingança ou mais algozes para terminar o que começou de forma mais terrível ainda. Só quem passou ou vive com o medo de sair de casa e rezar para que nada aconteça até seu retorno sabe o trauma e a dificuldade que é viver com temor e acuado, tendo que desconfiar de todos em sua volta, até de quem deveria te proteger. É essa angústia de vários anos de temor que um dia explode qdo vc está novamente face a face com o terror, onde o sistema sempre diz q vc deveria ter uma vida digna, fracassa miseravelmente mais uma vez onde em todos esses anos, não vimos uma gota de vitória sobre essa questão do crescimento de bandidos no país com um sistema de reabilitação que não funciona a tempos.

  9. Rudi Postado em 21/Feb/2014 às 16:48

    A Natalia diz: “As camadas mais baixas são marginalizadas e vivem numa linha abaixo da pobreza meu caro, daí a predisposição a assaltar, matar e etc. ELES NÃO POSSUEM A MESMA FORMAÇÃO que esse demais justiceiros de direita possuem!” O Alexandre Lopes: “esse menino é apenas uma das várias vítimas de nosso modelo social injusto”. Eu até posso concordar que as camadas mais baixas são marginalizadas, que o menino possa ser vítima do nosso modelo social injusto, mas e daí? Isso dá a eles o direito de matar, roubar, estuprar, etc...? Quanto termo “justiceiro” isso me lembra o “Esquadrão da Morte”, mas pelo que tenho acompanhado nos noticiários, tanto na TV quanto na Internet, não se trata da mesma coisas. Ao que parece a agressão se deu por parte do prejudicado e sua vizinhança. E tudo indica que a coisa vai piorar, pois a cada dia aumenta o número de crimes, o Estado (não estou falando aqui de partido político, ou de direita e esquerda) não cumpre seu papel, o cidadão comum se sente cada vez mais desprotegido e, logicamente, vai começar a tomar medidas para se defender e proteger seu patrimônio e sua vida. Isso é inevitável. Ou vocês acham que um pai, que tem o filho assassinado por um par de tênis (como a vida tá barata) vai pensar: Coitadinho do assassino do meu filho, ele é apenas uma vítima desse modelo social injusto. Esse discurso de vocês é ótimo para os políticos brasileiros, ou para aqueles que tem acesso ao que há de bom e melhor, a segurança particular, condomínios fechados. A maioria desse povo levanta de madrugada e vai para uma parada de ônibus, se borrando de medo de ser assaltado, assassinado ou estuprada. Outra grande parte pega seu carro ou moto, e vai para o trabalho, passa dia lá, e volta pra casa torcendo pra que sua casa não tenha sido assaltada, ou ele mesmo não seja assaltado em um semáforo. Aí vocês juntem isso a revolta de se sentir impotente quando se ouve o noticiário dizendo que o político tal roubou isso, fraudou aquilo, mas continua solto, que o fulano de tal, envolvido no escândalo tal agora ocupa tal cargo, que os governos federal, estadual e municipal investiram x milhões para construção de um estádio de futebol, enquanto não tem leito nos hospitais, quando tem hospitais, o transporte público é uma m****, escolas estão desmoronando por falta de manutenção e a segurança pública não existe. Aliem tudo isso ao fato do cidadão saber que, se o marginal for menor de idade, ele será solto e, daqui a uma ou duas semanas estará lá assaltando novamente. A resposta para toda esta revolta é simples, o troco, a vingança, mais violência. Eu não estou dizendo que as pessoas ditas de bem devam agir dessa forma, mas com certeza, não é defendendo marginal como vocês defendem, que o problema será solucionado. O Estado deveria ser rápido e competente em sua ação para que o cidadão não precisasse fazê-lo. Vou dizer uma coisa a vocês. Meu avô era um simples pescador, que morava com seus 4 filhos em uma casa onde o chão era de terra batida. Meu pai e meus tios estudavam e trabalham desde os 12 anos. Eu e meu irmão, logo que concluímos os ginásio (como sou velho), com uns 15 ou 16 anos, fomos trabalhar de dia e estudar a noite. Exemplos como o meu existem aos milhares no Brasil. Aprendam que não é só a pobreza que faz marginais (se assim o fosse não existiriam marginais ricos né?), são os valores que as pessoas possuem. É muito mais fácil ser aviãozinho pra traficante, ou roubar, do que ter de trabalhar 8 horas por dia pra ganhar salário mínimo, e depois ainda enfrentar 4 horas a noite em uma escola.

    • Thiago Teixeira Postado em 21/Feb/2014 às 17:45

      Confesso que não tenho visto alguém neste site defendendo bandido. As reflexões consistem nos motivos que levam a pessoa a cometer delito. Tens razão, não é a pobreza, eu acho que está mais relacionado com educação dos pais. Eu também comecei a trabalhar com 12 anos de office-boy (acho que nem existe mais essa profissão). Mas a diferença minha e sua em relação ao menor meliante, que você sem querem comentou, foi a presença de um pai (ou avô). Por mais miserável que a pessoa seja, nós homens (alou alou feministas, não sou machista) precisamos muito da figura masculina na infância para formarmos alguns valores, se analisar as estatísticas, menores infratores quase todos não tem pai ou nunca os conheceram.

      • Alexandre Lopes Postado em 21/Feb/2014 às 18:18

        Perfeito , Thiago ! Ninguém está defendendo assalto, homicídio .... não ! Apenas estamos preocupados em estimular uma reflexão profunda e não imediatista sobre esses casos . A criminalidade cotidiana é efeito e nunca causa de nada ; portanto, focar como um louco só nos efeitos não adianta nada . Pode , isto sim, desencadear uma patologia obssessiva por punições exacerbadas . O Thiago tocou num ponto-chave ( estrutura familiar ) , já que meninos sem pais ou referências masculinas na infância são muito mais vulneráveis socialmente ( isso não é machismo ) .

      • Sybila Postado em 21/Feb/2014 às 19:56

        Thiago, o que disse é real! Todas as crianças precisam de um referencial masculino (pai) e feminino (mãe). Pode ser o pai ou padrasto, até mesmo tio ou avô. Não é machismo, concordo! Nos casais homossexuais, um faz o referencial paterno e o outro materno. A questão fundamental é que o indivíduo precisa de uma família que o acolha, eduque, ensine e esteja presente. A Psicologia explica isso. Um lar estruturado realmente faz grande diferença, hoje em dia isso é a minoria. Infelizmente!

      • Thiago Teixeira Postado em 21/Feb/2014 às 20:20

        Lembrando que para a menina, a família estruturada também faz a diferença. Tanto faz se é casal hetero, homo, se é o tio, a tia, o padrasto, mas a criança precisa de um adulto responsável e interessado na educação dela, não só dar café, almoço, janta e por pra dormi.

  10. Elias Postado em 21/Feb/2014 às 21:30

    O coitadinho do poste foi preso novamente por roubar em menos de uma semana depois, quanta matar alguém vai ser tarde demais não haverá textos.

  11. Jânio Postado em 21/Feb/2014 às 22:32

    Isso não é fenômeno recente. Hoje conversava com meu vizinho(quase 80 anos), ele me contou que já viu inúmeros casos como esse, onde o bandido apanha, e é amarrado(ou até torturado). Mas a tendencia é piorar, pois o estado privou o cidadão de auto-defesa(armas), e puxou pra si uma responsabilidade que não pode cumprir. O povo se sente "amarrado", pois se denunciar, a policia faz vista grossa e não prende. O bandido volta e se vinga. Se a policia prende, logo o bandido é solto... e se vinga de novo! Se correr o bicho pega e...

  12. Cristian-O. Postado em 22/Feb/2014 às 14:47

    "A melhor maneira de acabar com essa revolta popular é as instituições funcionarem, a Justiça, o Ministério Público, a polícia e os legisladores" - Disse Tudo. Só pra constar, o jovem amarrado ao poste no Rio foi apreendido novamente, agora assaltando turistas.

  13. Adalberto Postado em 25/Feb/2014 às 15:26

    É a falta do Estado. Não existe polícia militar, civil e nem federal. A máquina do estado só serve pra proteger o patrimônio privado e oprimir o povo quando se manifesta. Por exemplo, no show do Elton John aqui em Fortaleza, grande parte do efetivo policial estará a disposição do evento. Nada contra o artista que só vem defender o dele.

  14. Antonio Palhares Postado em 04/Mar/2014 às 13:04

    Eu acho que o menino do poste deveria estar sob cuidados do estado. Ele tem só 15 anos. E não nasceu bandido. Todos os dias ele também tem que comer, tomar banho e dormir. Além de ter de frequentar uma escola. Porque não esta fazendo isto ? Por falha única e exclusivamente do estado. É muito fácil e cômodo empurrar problemas sociais com a barriga. E já estou com o saco cheio deste negócio de esquerda e direita.

  15. Henrique Postado em 05/Mar/2014 às 21:50

    As pessoas que defendem a "justiça com as próprias mãos" são as mesmas que dizem que "o coitadinho do poste foi pego assaltando turista uma semana depois". Aí eu me pergunto... adiantou alguma coisa o espancamento e a humilhação do "meliante"? Ou só fez criar 20 novos criminosos (os justiceiros)? E injetou ainda mais raiva e desrespeito à vida no "meliante"? Podem matar cada um desses garotos, podem matar todo mundo que vive em favelas, podem prender crianças desde o nascimento... nada disso vai mudar a situação de insegurança total no Brasil para os não milionários que não podem pagar por carros blindados e seguranças. O único "corretivo" capaz de corrigir algo é a assistência social, por parte do governo e por parte dos indivíduos que gostam de se auto-intitular "de-bem".

  16. Maurício Palhano Postado em 06/Mar/2014 às 02:24

    Impressionante ver seres humanos defendendo a violência e o caos. Um jovem que nasce numa família onde a violência e as drogas permeiam os valores crescerá de que maneira? Ao ver que através do crime, que para ele é normal, ele pode ascender a essa vida de posses e riqueza, porque trabalhar honestamente? Não entendo essa dissociação de sociedade e Estado, nós somos o Estado! Enquanto isso vocês estão indignados com a violência de um marginal que cresceu e aprendeu no meio desta, atirado na periferia pela especulação e valorização imobiliária, onde jamais poderá ter algo semelhante, a não ser através do crime, seio onde ele foi gerado. Onde está o Estado para corrigir, ou seja, a sociedade? Sentada nos bairros nobres se lamuriando da violência em seus macbooks. Estado fracassado = sociedade fracassada. Mudemos esse panorama.