Redação Pragmatismo
Compartilhar
Feminismo 24/Jan/2014 às 16:25
33
Comentários

A feminista que está causando polêmica com a ‘bandeira’ dos pelos pubianos

Emer O’Toole: a feminista que está causando barulho com uma ‘nova’ bandeira: os pelos pubianos

feminista Emer O’Toole pelos pubianos
Emer-O’Toole

Emer O’Toole é uma irlandesa de 30 anos, professora de “estudos performáticos” da Universidade de Concordia, em Montreal, no Canadá. Tornou-se uma das feministas mais controvertidas do mundo, especialmente pela causa que defende com maior veemência: a dos pelos pubianos.

Em 2012, ela decidiu não se depilar mais por causa do que chama de pressão sobre as mulheres para se conformar com “normas artificiais de gênero”. “Eu comecei a examinar minha própria relação com meu corpo”, diz.

Ela conta que uma das razões para abraçar essa ideia foi um escândalo em Dublin, onde um salão de beleza foi acusado de oferecer “depilações de virgem” para crianças de 11 e 12 anos. Emer uma das fundadoras do site Everyday Sexism Project, coletivo que “denuncia” o que considera manifestações de sexismo pelo mundo. O grupo conseguiu retirar da App Store, por exemplo, um aplicativo sobre cirurgia plástica para jovens.

Há alguns dias, Emer causou enorme barulho com um artigo para o jornal inglês The Guardian, do qual é colunista. Declarou 2014 “o ano da moita” — ano da “moita”, se é que você a entende.

Para ela, a atriz Cameron Diaz é o símbolo de um movimento de rejeição à vergonha imposta às mulheres pela “indústria da remoção”. Isso porque Cameron incluiu em seu livro de dicas de beleza um capítulo dedicado aos pubianos. “Remove-los é o mesmo que falar ‘eu não preciso do meu nariz’”, escreveu a atriz.

Outro sinal de que o o vento está favor, acredita Emer, é a decisão da grife American Apparel de colocar nas vitrines manequins com verdadeiras perucas nas calcinhas, o que causou congestionamentos de curiosos em frente às lojas, fotografando a novidade.

“Este ano será nosso — nós, que amamos nossos jardins”, diz ela.

“Antes da Primeira Guerra Mundial, praticamente nenhuma mulher americana raspava as pernas. Em 1964, 98% delas com menos de 44 anos o faziam”, diz. “O capitalismo nos convenceu de que os pelos do corpo feminino não são naturais e tem sido assustadoramente bem sucedido nisso”.

“Como eu poderia querer que meus pelos pubianos fossem femininos e aceitáveis quando tinha tanta vergonha do cabelo em minhas pernas ou debaixo dos meus braços? Assim, como outras neste ano da moita, eu decidi que era hora de parar de desmaiar e acordar”.

A bandeira de Emer O’Toole está longe de ser uma unanimidade, mesmo entre seus pares. Gente como Emily McCombs, escritora e editora executiva do site feminista xoJane, critica o que classificou como obsessão idiota.

“Se você é uma feminista (mesmo que não seja), eu não dou a mínima para o que você faz com sua cara, seu corpo ou o que quer que seja. Vamos falar de direitos humanos, civis e políticos, sobre negras que não têm o direito de dirigir carros e meninas que são vendidas como escravas sexuais. Os debates sobre vaginas peludas são completamente irrelevantes”.

Kiko Nogueira, DCM

Recomendados para você

Comentários

  1. Tiago Araujo Postado em 24/Jan/2014 às 16:54

    Bem valido o que a autora esta expondo sobre seu ponto de vista pois toda mulher tem direitos sobre seu corpo e a mídia as rotulas que devem ser, como elas devem serem depiladas isso eu dou total apoio a ela... Agora quanto a escritora que criticou abaixo acho os termos dela é muito voltado a politica em geral e não ao que pode ajudar ou prejudicar a imagem da Mulher no mundo real um recado para escritora que se acha a critica saia de seu mundinho de cristal e tente salvar o que está perto e não tente fazer uma propaganda ridícula de politicagem...

    • christiano Postado em 28/Jan/2014 às 15:11

      interessante que as sobrancelhas, o buço e todo resto, está de acordo com o capitalismo que ela menciona, só há abundância nos pentelhos mesmo. Sem falar claro, nas egípcias que a 5 mil anos já faziam depilação e tinham os mesmos cuidados de hoje em dia, muito coerente a tal feminista

  2. gabriella Postado em 24/Jan/2014 às 16:57

    Eu to lendo pêlos pubianos e vendo pêlos na axila... alguém explica???

    • renato Postado em 28/Jan/2014 às 17:06

      Foram retirados de lá, e colocados embaixo do sovaco, a famosa Sovaruca! Excelente para o molejo dos braços. Como eu gosto de escrever aboboras...

  3. Sandra Barreto Postado em 24/Jan/2014 às 17:57

    Completamente irrelevante essa discussão... A pessoa é livre para escolher

  4. Rafael Martini Postado em 24/Jan/2014 às 18:59

    Estou de acordo com o colega acima. Não concordo que seja uma obsessão idiota, conforme afirmou Emily McCombs, até porque depilação para meninas de 11 anos é algo descabido, a meu ver. Contudo, também não é uma questão de primeira grandeza. A mulher, no máximo considerando a opinião do parceiro(a), deve decidir a respeito.

    • Felininho Postado em 26/Jan/2014 às 11:43

      Então a mulher deve raspar se o parceiro(a) assim quiser?

    • Luiza Postado em 27/Jan/2014 às 10:07

      Considerar opinião do(a) parceiro(a)? Considerar a opinião dela mesma, isso sim, nenhuma mulher tem que mudar nada por causa de parceiro (a)!

    • Thiago Teixeira Postado em 29/Jan/2014 às 12:47

      "... no máximo considerando a opinião do parceiro(a) ..." O Rafael foi claro, vocês já estão distorcendo tudo dizendo que "Tem" que ouvir a opinião do parceiro. Não leram a palavra "no máximo".

  5. Patricia Postado em 24/Jan/2014 às 19:46

    Respeito a posição da moça, mas não compartilho da msm opinião. Encaro como um radicalismo, mas enfim, cada um com sua luta.

  6. Raphael Postado em 24/Jan/2014 às 20:18

    "professora de “estudos performáticos”..Ta explicado, humanas sempre dá em merda.

    • Amanda Postado em 30/Jan/2014 às 11:30

      Ahn?????

  7. Maurício Postado em 24/Jan/2014 às 20:37

    Achei muito válido o argumento de Emer O'Toole, mas não criticaria quem se depila. Um ponto de vista entre o dela e o de Emily McCombs seria o ideal.

  8. leonardo Postado em 25/Jan/2014 às 13:31

    É muito fácil para o pragmatismo político atacar reacionários mais fracos como lobão,e Roger por eles serem desprovidos de moral, dizendo que eles são ex rockeiros, lesados e mimados. Não tem coragem de atacar o papa dos reaças Olavo de Carvalho, pois não querem fazer propaganda de quem realmente defende os valores morais, como o intelecto, os bons costumes, os valores cristãos e a família, diferente do pragmatismo que defende a legalização das drogas, senta o porrete na trabalhadora classe média enfim. Este é o papa que atinge cada vez mais uns dos o ibopes mais altos na net, a única droga que usa é o cigarro, e está lúcido, firme e forte.

    • Mira Postado em 27/Jan/2014 às 18:11

      aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahahahahahhahahahhahahhahahahah PAPA hahahuahuahuahauhuahuahuhau

  9. tassi Postado em 25/Jan/2014 às 17:42

    Mas ela tá bem maquiadinha, sombrancelhas e buço feito, cabelo belíssimo, pra isso ela não da bola, ne?...sou mulher, servidora pública concursada, pago minhas contas, tenho minas coisas e não dependo de ninguém.....o fato de eu achar a depilacao uma questão de HIGIENE e cuidado faz de mim uma submissa às vontades e caprichos masculinos?? Tem gente que exagera......além disso, no antigo Egito, mulheres e homens se depilavam por questões de higiene e estética....isso Tb é submissão machista??

    • Eneida Melo Postado em 17/Feb/2014 às 14:33

      Na sua opinião, os homens são todos uns porquinhos, já que não se depilam, é isso?

    • eu daqui Postado em 26/Sep/2014 às 13:23

      Falta de higiene é sinonimo de falta de banho, não de falta de pelos.

  10. renato Postado em 25/Jan/2014 às 18:39

    Tá então!

  11. Claiton Postado em 28/Jan/2014 às 10:28

    Ela tá precisando arrumar um marido e uns filhos pra criar. Quero ver qual homem tem coragem de pegar uma mulher que tem mais cabelo embaixo do sovaco que ele. Essas feministas tem que entender que radicalismo pra chamar a atenção é como sentar em formigueiro pra falar que o que vem de baixo não me atinge. Sejamos razoáveis, o ser humano está neste mundo para trabalhar sua evolução por meio de sua reflexão intelectual e não suas bestialidades infantis. Usar este fisiologismo como bandeira é o mesmo que achar absurdo os homens que se depilam por higiene, ou vamos chamar isto de machismo moderno? Essa mulher quer é papo e quinze minutos de fama. Vai para o BBB que é mais garantido.

    • eu daqui Postado em 26/Sep/2014 às 13:24

      Pelo seu "raciocinio" então, homem sem pelos no peito não pode ser atraente para mulher nenhuma.....

  12. Pereira Postado em 28/Jan/2014 às 10:38

    Mais uma coisa idiota , de uma "feminista" idiota ..como todas as outras coisas idiotas de "feministas" brasileiras mostrando os peitos murchos na praia. ainda espero campanhas do tipo : "igualdade dos salários no mercado de trabalho" , "efetividade nas leis de proteção a mulher" , "fim da exploração sexual no nordeste" , "fim da exploração do corpo feminino no funk" . ainda aguardo uma feminista com inteligência.

  13. Marcos Postado em 28/Jan/2014 às 12:14

    Se minha mulher parar de raspar os pubianos paro de aparar os meus tb.... e vai ser um engasga engasga danado no rala e rola...

  14. maria Postado em 28/Jan/2014 às 15:08

    SE homem pode mostrar tudo murcho pq mulher não pode?

  15. Adalberto Postado em 28/Jan/2014 às 19:04

    Viva a mulher orgânica, um sonho de consumo. Não se depila, não faz chapinha, não usa perfume, não pinta o cabele, sem bota silicone e o melhor de tudo, não usa cartão de crédito.

  16. Thiago Teixeira Postado em 29/Jan/2014 às 12:51

    Raspar ou não raspar não é tem nada de feminismo na minha opinião, a luta é deveria ser mais abrangente que isso. É questão de gosto ou hábito. A mulher que depila faz isso porque se sente melhor, não porque é obrigada devido as "imposições machistas", isso é ridículo.

  17. Carlos Postado em 29/Jan/2014 às 19:25

    A não ser que haja alguém querendo raspar os outros a força, não vejo sentido em mais esta bandeira feminista sem-sentido. Raspa quem quer, assim como toma banho, corta o cabelo e se perfuma quem quer.

  18. Lopes Postado em 02/Feb/2014 às 23:38

    Pessoalmente eu prefiro uma perereca peludinha do que uma raspadinha!

    • Lopes Postado em 03/Feb/2014 às 01:34

      Acredito eu que as mulheres raspam por que gosta! Fiz uma consulta entre vários amigos e a maior parte preferem as peludinhas.

      • eu daqui Postado em 26/Sep/2014 às 13:27

        Mulher pra mim é feia de qualquer jeito. Quanto aos homens, acho que ser peludão combina mais com os caucásicos. Em homens de outras raças, um pouco menos de pelos cai melhor.

  19. Julio Alan Postado em 13/Feb/2014 às 15:09

    Que broxante... "Remove-los é o mesmo que falar ‘eu não preciso do meu nariz."... A cultura estadunidense tem umas analogias péssimas...

  20. Weslei Prado Postado em 26/Sep/2014 às 12:49

    3 perguntas que deve-se fazer a si antes de comentar algo: 1 - A vida é minha ? 2 - O corpo é meu ? 3 - Ela usufruindo da liberdade dela, fará com que eu seja oprimido? Se for 'não' para todas, não há o que se discutir (:

  21. Danila Postado em 26/Sep/2014 às 15:29

    É um assunto no mínimo engraçado kkkkk. Nunca pensei que algo assim seria tema de discussão em algum momento. Ela não está totalmente errada, mas como sempre... radicalismo acaba com uma boa idéia. E como tudo no nosso corpo, esses tais pêlos devem ter alguma função. Mas ficar sem eles é libertador, kkkkkk