Redação Pragmatismo
Compartilhar
Homofobia 18/Dec/2013 às 17:45
23
Comentários

Silas Malafaia celebra sepultamento do PLC 122

Pastor Silas Malafaia comemora “sepultamento” do PL 122 e Jean Wyllys lamenta; Veja lista dos senadores que votaram pelo fim do projeto

Após o apensamento do projeto de lei 122/2006 ao projeto do Novo Código Penal por parte dos senadores, o consenso geral entre favoráveis e contrários é de que a proposta da deputada federal Iara Bernardi (PT) foi “sepultada”.

Através do Twitter, o pastor Silas Malafaia – um dos líderes evangélicos que mais se opôs ao PL 122 – comemorou abertamente a conquista e agradeceu o empenho dos parlamentares da bancada evangélica, como o senador Magno Malta (PR-ES), que influenciou a tomada de decisões dos demais parlamentares.

“PLC 122 acaba de ser enterrado no Senado. A Deus seja a glória. Parabéns aos senadores Renan Calheiros, Magno Malta, Lindberg Farias e outros. Não adianta chorar ou xingar o PLC 122 foi para o ‘espaço’. Nada de privilégios para ninguém. Homo, hetero, religioso ou não, lei é pra todos […] Vitória do povo de Deus que esta aprendendo a usar os direitos da cidadania.Valeu o bombardeio de emails para os senadores. Ainda tem mais […] 7 anos de lutas incluindo processos, calúnias, difamação e etc. Vitória da família, bons costumes e da criação pela qual Deus fez o homem. Ainda tem muita coisa que precisamos estar atentos. São mais de 800 projetos no Congresso para destruir os valores cristãos. Não vão nos calar”, escreveu o pastor em seu perfil.

O “sepultamento” do PL 122 se deu através de um requerimento apresentado pelo senador Eduardo Lopes (PRB-RJ), que diante da falta de consenso a respeito do projeto, propôs que o debate sobre as propostas do texto fossem incluídas nas discussões do Novo Código Penal, que o Senado vem elaborando com a consultoria de juristas renomados.

Entretanto, as propostas mais radicais do PL 122, que eram consideradas privilégios aos ativistas gays – tiveram um destino definitivo com a aprovação de um requerimento de Magno Malta que exclui os termos “gênero”, “identidade de gênero”, “identidade sexual” ou “orientação sexual” do Novo Código Penal e dos parágrafos relativos ao preconceito.

No Twitter, o ativista gay e deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) queixou-se do final que o PL 122 teve no Senado, e atacou as lideranças evangélicas que lutaram pela reprovação do projeto enquanto ele tramitou. “Lamento a aprovação do requerimento do senador Eduardo Lopes (PRB-RJ) que apensa o PLC 122 ao projeto de reforma do Código Penal. Apesar do pedido de votação nominal feito pelos senadores Suplicy e Randolfe, não foi suficiente para superar os votos favoráveis. Na prática, isto significa o enterro definitivo de uma luta de 12 anos desde que o PLC 122 começou a tramitar no Congresso. As minhas críticas e questionamentos ao PLC são públicas, mas sempre defendi sua aprovação, mesmo achando necessário um debate mais amplo. Defendo porque a derrota desse projeto seria uma vitória do preconceito e dos discursos de ódio. Contudo, infelizmente, o que aconteceu hoje é o final de uma ‘crônica de uma morte anunciada’. Longe de promover um debate sério, a bancada governista cedeu à chantagem dos fundamentalistas, como o gov. Dilma tem feito desde o início. Cada novo substitutivo do projeto, cada nova alteração, cada novo adiamento significou um retrocesso. Foi tanto o que cederam (para garantir o ‘direito’ dos fundamentalistas a pregar o ódio) que do PLC-122 original só restava o título. E foi esse título que enterraram hoje!”, disse Wyllys.

silas malafaia plc122 twitter
Silas Malafaia comemora sepultamento do PLC 122 (Reprodução – Twitter)

O deputado afirmou que, na Câmara, tentará mudar o texto do Novo Código Penal para incluir novamente as propostas “sepultadas” com o PL 122 e com o requerimento de Magno Malta: “A comissão responsável pelo projeto do Código Penal aprovou o relatório do senador Pedro Tarques, relatório que exclui as referências a “gênero”, “identidade de gênero”, “identidade sexual” ou “orientação sexual”, acatando as emendas de Magno Malta, senador publicamente conhecido por se opor ao reconhecimento da cidadania para a população LGBT. Estamos atentos e alertas para quando o projeto do Código Penal chegar à Câmara, já estudamos a apresentação de uma proposta mais ampla. Proposta esta que enfrente de maneira sistêmica os crimes discriminatórios! Proposta esta que garanta políticas públicas e ferramentas legais de proteção contra todas as formas de discriminação! Proposta esta que também promova a educação para o respeito à diversidade!”, escreveu o deputado federal.

A lista

O apensamento do PL 122 ao projeto do Novo Código Penal não foi aprovado por unanimidade. O então relator do projeto na Comissão de Direitos Humanos do Senado, Paulo Paim (PT-RS) emitiu parecer contrário à proposta de Eduardo Lopes, e pediu votação nominal como forma de pressionar os colegas a votarem contra.

No entanto, a proposta do senador Eduardo Lopes foi aprovada por 29 votos favoráveis, 12 contrários e 2 abstenções – entre elas, a do senador Walter Pinheiro (PT-BA), evangélico, e apontado por Jean Wyllys como um dos que mobilizaram grande influência contra o PL 122.

Veja abaixo, a lista dos senadores que votaram contra e A FAVOR DO FIM DO PROJETO e os que votaram CONTRA O FIM DO PROJETO:

VOTARAM A FAVOR

ESTADO/PARTIDO

VOTARAM CONTRA

ESTADO/PARTIDO

Alfredo Nascimento AM/PR Ana Rita ES/PT
Aloysio Nunes SP/PSDB Antônio Carlos Rodrigues SP/PR
Álvaro Dias PR/PSDB Antônio Carlos Valadares SE/PSB
Ana Amélia RS/PP Eduardo Suplicy SP/PT
Blairo Maggi MT/PR João Capiberibe AP/PSB
Cassio Cunha Lima PB/PSDB Jorge Viana AC/PT
Cícero Lucena PB/PSDB Lídice da Mata BA/PSB
Cristovam Buarque DF/DF Paulo Davim RN/PV
Cyro Miranda GO/PSDB Paulo Paim RS/PT
Eduardo Lopes RJ/PRB Pedro Simon RS/PMDB
Eunício Oliveira CE/PMDB Randolfe Rodrigues AP/PSOL
Flexa Ribeiro PA/PSDB Roberto Requião PR/PMDB
Jader Barbalho PA/PMDB
João Durval BA/PDT

ABSTENÇÃO

João Vicente Claudino PI/PTB José Pimentel CE/PT
José Agripino RN/DEM Vanessa Grazziotin AM/PCdoB
Lindberg Farias RJ/PT
Magno Malta ES/PR
Mozarildo Cavalcanti RR/PTB
Paulo Bauer SC/PSDB
Pedro Taques MT/PDT
Ricardo Ferraço ES/PMDB
Rodrigo Rollemberg DF/PSB
Ruben Figueiró MS/PSDB
Sérgio Petecão AC/PSD
Sérgio Souza PR/PR
Vital do Rêgo PB/PMDB
Waldemir Moka MS/PMDB
Wilder Morais GO/DEM

Tiago Chagas, Gospel+

Recomendados para você

Comentários

  1. renato Postado em 18/Dec/2013 às 18:21

    Se Requião votou contra, estou com ele. Nem sei o que é, mas estou a favor. Romário já deu a resposta dele.. Comigo - Um pastor, escrevendo isto nas redes sociais. isto é pastor de Quem de Deus o do Diabo! Que cara insano, que palavreado! Eu posso, sou pecador...

  2. Rogério dos Anjos Postado em 18/Dec/2013 às 18:21

    Regredimos mais uma vez graças ao efeito lúdico da religião.

  3. MrMe Postado em 18/Dec/2013 às 18:26

    Ele tá de gabando por ter sido enterrado...? O PLC vai voltar em seu conteúdo seja num outro projeto. Vitória seria se a bancada fundamentalista tivesse feito um PLC que impedisse que um projeto como PLC 122 seja criminalizado... Os LGSTs ganharam contra cura gay e no casamento STF e CNJ.

    • Paulo Postado em 18/Dec/2013 às 19:01

      Isso mesmo!

    • Mateus Postado em 18/Dec/2013 às 21:37

      Vc tem razão! Porém elegi Lula duas vezes e Dilma uma por acreditar que algo de bom para os GLBTs aconteceria. Eu estava enganado. Se omitiram e negociaram direitos humanos com uma classe fundamentalista. Estou Decepcionado!

  4. DOUGLAS Postado em 18/Dec/2013 às 18:49

    POVO DE DEUS? VOLTAMOS À IDADE MÉDIA. OH LÁSTIMA!

    • Shuma Postado em 19/Dec/2013 às 11:57

      Nunca saímos da Idade Média

  5. karla Postado em 18/Dec/2013 às 19:18

    Esses parlamentares dizem defender a "Família tradicional" como eles chamam...estão precisando defender mesmo ela e deixar os homossexuais em paz pois seus homens "tradicionais" andam espancando suas esposas e as matando sem nenhum ressentimento pois não estão tendo nenhuma punição! Se tivesse a mesma atenção no congresso já teriam visto que somente a lei maria da penha não tem adiantado! Então penso que deveriam ir realmente cuidar do interesse de suas "famílias tradicionais".

  6. Caio Cardoso Postado em 18/Dec/2013 às 19:33

    Votou... está votado.

  7. Thiago Teixeira Postado em 18/Dec/2013 às 20:18

    É nítido, que não importa a causa, ou no que estão votando. Senado e Câmara são panelinhas, uma tremenda máfia, basta ver as siglas a frente dos fdps eleitos pelo povo. São três facções: 1- Governo, 2- Oposição e 3- QUEM PAGA MAIS. Como o PT não pode comprar votos (o mundo inteiro faz isso desde a República Romana do século 2 antes de cristo) então a turma do QUEM PAGA MAIS (PTB, PR, PMDB e PP) vota contra o governo, em protesto ao cancelamento dos "acordos" políticos.

    • Rafael Postado em 19/Dec/2013 às 05:05

      De fato, Thiago. Ver o Legislativo nestas condições é deprimente, bem como que haja a necessidade de tantos acordos políticos em prol da chamada "governabilidade".

  8. Felipe Postado em 18/Dec/2013 às 21:10

    Quanta infantilidade, e quanto amor cristão, gostam de ver mães perderem filhos só por causa de sua orientação sexual...

    • adriano Postado em 18/Dec/2013 às 21:45

      Perfeita sua colocação

  9. Vera Felicio. Postado em 18/Dec/2013 às 21:35

    Eu amo seguir somente a Jesus, porque ele não é religião, ele é Amor. O julgar pertence somente a Deus, me sinto muito triste com tudo isso. Em nenhum momento, Jesus machucou as pessoas. Jesus sabia dialogar, e sempre dialogou com amor. Eu nunca li em nenhuma mensagem da Palavra de Deus,( Bíblia). ele rsrsrs de qualquer coisa, seja certa ou errada. Nunca se vangloriou, lamentável. Primeiro mandamento do Senhor, fala de Amor...Amor, somente Amor.

  10. Juniperos Postado em 18/Dec/2013 às 21:55

    Que triste achei que esse homem conhece algo de Deus. É só um homem triste e com muito medo dos gays. Eu não zombo do" povo de deus " mas acho quer o sr. não está acima de ninguém para zombar de problemas que o senhor desconhece, embora ame acusar. talvez o que o senhor precise seja de "inimigos" para poder brincar de "héroi de Deus". Sinto muito pela seu senso tão raso de humanidade. Não se chateie, senhor, com esse comentário, Deus te ama assim mesmo.

  11. Vitor Postado em 18/Dec/2013 às 23:46

    Teocracia, a gente vê por aqui! É meus amigos, cada vez mais caminhamos para um estado calvinista de direito!

  12. Ricardo Rangel Postado em 19/Dec/2013 às 09:13

    Tempestade num copo d'áqua. Acredito que muitos dos que se manifestaram aqui nem sabem conteúdo da PLC 122/2006. Querem incluir proteções especiais a LGBT (LTBSG, LSGBT, nem sei mais, é tanta letra), discriminação, assassinato, agressão, por qualquer razão já é crime.

  13. Fernando Postado em 19/Dec/2013 às 09:38

    Esperar o que de um governo que se calou, por conveniência, diante do descalabro do julgamento do mensalão? Esperar o que de uma presidAnta que foi pintada pelos crentes malucos como o próprio diabo e depois se junta a essa corja para fazer conluios? Esperar dignidade de quem não tem? Conta outra... em 2014 o meu voto não irá para a presidAnta ewok nem para o seu sistema de 39 ministérios e um monte de canalhas de batinas!

    • juniperos Postado em 19/Dec/2013 às 12:44

      e aí que tu achas do juíz? estamos ficando sem opção ( e sem transparencia...)? Que será de nós em 2014?

  14. luiz carlos ubaldo Postado em 19/Dec/2013 às 11:55

    como votaram os senadores Mineiros?

  15. Reynaldo Postado em 20/Dec/2013 às 15:29

    Lindberg Farias acabou de perder meu voto...

  16. isaac Postado em 22/Dec/2013 às 00:31

    Só eu acho que bom senso, comportamento civilizado e respeitoso de ambos os lados, resolveria essa questão sem precisar de leis ou qualquer coisa do tipo?

  17. Ari Kailash Postado em 25/Dec/2013 às 08:43

    A teologia do Odio, pregada pela maioria esmagadora dos evangélicos e católicos, vai aos poucos tornado essa pais uma das nacoes mais atrasadas do Sul Global. Uma lastima essa ingerência absurda das igrejas nos assuntos do Estado. Ha nisso um imenso risco de uma total demolição do Pacto Republicano.